Your SlideShare is downloading. ×
0
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
MigraçãO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

MigraçãO

1,071

Published on

como migrar o ambiente de desenvolvimento web de proprietário para software livre

como migrar o ambiente de desenvolvimento web de proprietário para software livre

Published in: Self Improvement
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,071
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Oi, meu nome é Bruce
  • 2. Porque não migrar <ul><li>Trabalho há anos com windows e nunca precisei de algo que o mesmo não me oferece-se. </li></ul><ul><li>O linux não tem uma IDE para desenvolver sistemas, e ou sites em flash como o windows. </li></ul><ul><li>O Dreamweaver, flash,fireworks e o photoshop são os caras! E eu tenho a manha total em crackea-los. </li></ul><ul><li>Eu tenho muito dinheiro e não tenho problemas nenhum em comprar um pacote Adobe Creative Suite 4 Master Collection no valor de US $2,499.00( 27/nov/09 ). </li></ul>
  • 3. Porque migrar <ul><li>Os mais adaptados sobrevivem. </li></ul><ul><li>Ambiente de desenvolvimento parecido com o ambiente de produção. </li></ul><ul><li>Existe uma grande variedade de ferramentas estáveis, completas e que não precisa pagar por elas e muito menos crackea-las. </li></ul><ul><li>Redução (eliminação) do investimento em softwares. </li></ul><ul><li>Maior liberdade e controle sobre a aplicação. </li></ul>
  • 4. Principais dificuldades encontradas <ul><li>Processo de instalação de softwares diferente do windows. </li></ul><ul><li>Falta de conhecimento sobre permissões de acesso a arquivos e diretórios. </li></ul><ul><li>Falta de suporte às ferramentas da ®Adobe. </li></ul><ul><li>Onde esta o c: ? </li></ul>
  • 5. Tudo bem, quero migrar. Por onde eu começo? <ul><li>Entendendo sobre permissões de arquivos e diretórios. </li></ul><ul><li>Conhecendo o sistema de particionamento do linux. </li></ul><ul><li>Preparando o ambiente de trabalho. </li></ul><ul><li>Escolhendo as ferramentas certas. </li></ul>
  • 6. Permissões de acesso, Chmod é a solução? Octal Binário Permissões 0 000 --- 1 001 --x 2 010 -w- 3 011 -wx 4 100 r-- 5 101 r-- 6 110 rw- 7 111 rwx
  • 7. E o chown? <ul><li>O comando chown executado pelo root permite alterar o proprietário ou grupo do arquivo ou diretório, alterando o dono do arquivo ou grupo. </li></ul><ul><li>Fonte: www.vivalinux.com.br </li></ul><ul><li># chown bruce /var -> torna o usuario bruce dono do diretório /var </li></ul><ul><li># chown -R bruce /var -> Torna o usuário bruce proprietário do diretório /var e seus sub-diretórios. </li></ul><ul><li>#chown -R bruce:webdev /var/www -> Torna o diretorio /var/www pertencente ao usuário bruce e ao grupo webdev. </li></ul>
  • 8. Cadê o C: ? <ul><li>/bin -> comandos necessários para a mínima operação do sistema. </li></ul><ul><li>/etc -> Arquivos de configuração e inicialização críticos. </li></ul><ul><li>/opt -> Pacotes de software aplicativo opcional. </li></ul><ul><li>/media -> Pontos de montagem para sistemas de arquivos em mídia removível. </li></ul><ul><li>/home -> Diretórios iniciais (home directories) para usuários. </li></ul><ul><li>/root -> Diretório do superusuário (normalmente apenas /). </li></ul><ul><li>/usr -> Hierarquia de arquivos e comandos secundários. </li></ul><ul><li>/var -> Arquivos de configuração e dados específicos ao sistema. </li></ul><ul><li>/var/www -> Diretório padrão do apache na maioria das distribuições. </li></ul><ul><li>/temp -> Arquivos temporários que podem desaparecer entre as reinicializações. </li></ul>
  • 9. Instalação de um ambiente de trabalho (LAMP). <ul><li>Comandos fundamentais: </li></ul><ul><li>#sudo aptitude update -> Atualiza o lista local </li></ul><ul><li>#sudo aptitude safe-upgrade -> Atualiza o sistema ; </li></ul><ul><li># sudo aptitude (apt-get) search “Nome do pacote” ->Procura por um pacote de nome correspondente ou similar; </li></ul><ul><li>Ex: # sudo aptitude search php5 ou apache2 ou mysql; </li></ul><ul><li>-> Este comando faz uma busca no repositório local e retorna os pacotes disponiveis bastando confirmar para a instalação ser completada(simples assim :->). </li></ul>
  • 10. Pacotes selecionados <ul><li>Apache2.2, php5, php5-cli, php5-mysql, php5-ldap, php5-xdebug, mysql-server-5.1, mysql-client-5.1, phpmyadmin </li></ul><ul><li>Linha de comando: </li></ul><ul><li># sudo aptitude(apt-get) install apache2.2 php5 php5-cli php5-mysql php5-ldap mysql-server-5.1 mysql-client-5.1 php5-xdebug, phpmyadmin; </li></ul>
  • 11. Atenção <ul><li>O mysql ira pedir uma senha que será atribuída ao usuário root do mysql e não ao usuário root do linux. </li></ul><ul><li>O phpmyadmin fará duas perguntas: </li></ul><ul><li>R1 -> apache2. </li></ul><ul><li>R2 -> não. </li></ul>
  • 12. Falta pouco <ul><li>Agora temos que dar permissão ao seu usuário para trabalhar no diretório raiz do servidor </li></ul><ul><li>chown -R “seu usuario” /var/www -> pronto o diretório e do seu usuário(aqui ele manda!). </li></ul><ul><li>Para conferir se esta tudo certo, crie o arquivo phpinfo.php com o seguinte comando: </li></ul><ul><li># echo “<?php phpinfo(); ?>” > /var/www/phpinfo.php </li></ul>
  • 13. Agora é correr pro abraço. <ul><li>Reinicie servidor web (apache2) , pode escolher o comando: </li></ul><ul><ul><li>1 -> apache2ctl restart </li></ul></ul><ul><ul><li>2 -> invoke-rc.d apache2 restart </li></ul></ul><ul><ul><li>3 -> /etc/init.d/apache2 restart </li></ul></ul><ul><li>Abra o navegador e digite o seguinte endereço: </li></ul><ul><li>http://localhost/phpinfo.php </li></ul>
  • 14. Conhecendo ótimas ferramentas
  • 15. Muito obrigado! Bruce Emmanuel Sueira [email_address]

×