Your SlideShare is downloading. ×
0
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Quinta Da Regaleira, Em Sintra
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Quinta Da Regaleira, Em Sintra

814

Published on

Published in: Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
814
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Álbum Regaleira Quinta da Regaleira Sintra 8. VI. 2007 ✠ Maria Augusta Araújo
  • 2. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo “ Mansão Filosofal ” é a pragmática designação atribuída à Quinta da Regaleira edificada entre 1904 e1910. A magnífica traça do edifício saiu do “risco” do cenógrafo Luigi Manini que foi implantado num dos mais privilegiados locais lusos — Sintra que, desde a sua origem, se prende às mais nebulosas tradições e saborosas lendas devido à sua potencial e mítica geografia sagrada. Indispensável será talvez incluir a serra de Sintra, entre aquelas que, «entendidas em muitas crenças como a característica da terra que mais perfeitamente aspira a atingir o céu, as montanhas são com frequência consideradas sagradas e geralmente vistas como a morada dos deuses» [1] e talvez Sintra seja também considerada terra sacratíssima como bem o traduz a tradição mitogénica lusíada, ou então como é (re)velado num poema de Fernando Pessoa, ao qual muito a propósito se associa a serra de Sintra ao “Monte Abiegno”: « À sombra do Monte Abiegno / Repousei porque abdiquei (...) / Quem pode sentir descanso / Com o Castelo a chamar? (...) / Mas por ora estou dormindo» [2] . [ 1] Caroline Humphrey . Piers Vitebsky, Arquitectura Sagrada , col. Temas & Debates, 1997, p. 22 e segs. [2] Cf. José Manuel Anes, “Os Mistérios de Pessoa Oculto”, in Portugal Misterioso , Selecções do Reader´s Digest, Lisboa, 1998, pp. 274 - 277.
  • 3. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Luigi Manini , conde de Fagagna (1848-1936): arquitecto, pintor e cenógrafo italiano
  • 4. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Palácio da Regaleira
  • 5. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Palácio da Regaleira, pormenor da fachada
  • 6. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Palácio da Regaleira
  • 7. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Mercúrio
  • 8. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses – 12 figuras da mitologia greco-romana.
  • 9. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses
  • 10. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses
  • 11. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Urna - Patamar dos deuses
  • 12. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses
  • 13. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses
  • 14. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Rã - Patamar dos deuses, pormenor.
  • 15. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Patamar dos deuses A estátua do leão, representação do Sol que equivale na alquimia ao Ouro.
  • 16. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Urna - Patamar dos deuses
  • 17. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A Loggia
  • 18. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A Loggia
  • 19. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A Loggia
  • 20. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Acredita-se que o culto praticado na Quinta da Regaleira seria o do SANTO GRAAL. Os cavaleiros juravam (e juram) proteger o segredo do Santo Graal a todo o custo e fazem a ligação iniciática templária entre o Ocidente e o Oriente.
  • 21. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Lago do Labirinto
  • 22. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Rapaz com a taça graálica
  • 23. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Pormenor da base
  • 24. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo O cão psicopompo, guardião dos lugares sagrados está ligado «ao mundo subterrâneo, aos impérios invisíveis regidos pelas divindades ctonianas ou selénicas. Ligado à trilogia dos elementos Terra, Água e Lua». [ Jean Chevalier . Alain Gheerbrant]
  • 25. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Símbolos esotéricos como o galgo lebreiro, o “ veltro” e o Santo Graal levado por uma virgem, como a imagem indicia.
  • 26. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Fonte da Abundância
  • 27. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Urnas - Patamar dos Deuses e Fonte da Abundância
  • 28. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Torre da Regaleira Inicialmente, esta torre deu o nome à quinta que se chamava Quinta da Torre.
  • 29. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Torre - Terraço dos Mundos
  • 30. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo O Portal dos Guardiães
  • 31. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo O Portal dos Guardiães pormenor
  • 32. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo
  • 33. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo As confrarias iniciáticas fazem do poço o símbolo do Conhecimento , onde o bordo ou riba é secreto a profundidade silêncio
  • 34. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo «É importante referir a cruz templária sobreposta à estrela de oito pontas (símbolo da Harmonia ou do sal harmoníaco na Alquimia e , também da Cavalaria Espiritual na Maçonaria Escocesa) no fundo do poço.». http://www.uni.pt/homepages/docentes/delfim/comunic/bAndreia%20Nascimento970481&bFilipaCorreia970480/Regaleira.htm
  • 35. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A ESCADA OU POÇO INICITÁTICO — uma via vital de comunicação « As edificações mais simples podem conter caminhos implícitos e deslocarmo-nos ao longo deles equivale muitas vezes a encenar significados simbólicos ou míticos .». Refira-se que o poço iniciático da Regaleira com cerca de 30 m de profundidade está quanto a nós associado à espiral e ao labirinto arquetípico que «consiste num desconcertante emaranhado de caminhos onde se perdem os incautos, mas onde se acaba por encontrar a via correcta para o centro» [1] . [1] Caroline Humphrey . Piers Vitebsky, Arquitectura Sagrada , col. Temas & Debates, 1997, pp. 134-139.
  • 36. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Poderá este poço espiralado e labiríntico da Regaleira simbolizar também a visão geocêntrica e prefigurar «a ideia da penetração até ao centro através de um teste iniciatório de qualidades pessoais, acabando assim por associar-se ao progresso espiritual (...) Complicado e de forma sinuosa, representa, no entanto, a ordem para os que o compreendem e a confusão para os não iniciados (...) é o nível mais baixo do labirinto (ou poço) que tem maior poder (cruz templária na Regaleira), pois os vestígios descobertos pelos arqueólogos em Creta situam-no no Palácio de Minos, em Cnosso, onde a sala do trono era como uma caverna sagrada». Também na Regaleira existe uma gruta ou “caverna sagrada” ou « funda Caverna » como descreve Pessoa num poema [Iniciação, p 1133] ou utiliza ainda a designação « caverna funda» . Fernando Pessoa ― O Último Sortilégio
  • 37. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo POÇO INICITÁTICOAcerca da “ caverna ” e um impressionante trecho dos célebres scitti de Leonardo da Vinci: « Dentro da caverna a solidão era profunda. Passado um certo tempo, nasceram em mim dois sentimentos antagónicos, o medo e a curiosidade; o medo perante a exploração da sombria caverna, e a curiosidade de saber se ela não conteria qualquer segredo maravilhoso. » [1] . [1] Dmitri Merejkovski, A Ressurreição dos Deuses , p. 301.
  • 38. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo “ Gruta de Leda”— a deusa da justiça divina —, composição escultórica subordinada ao tema Leda e o Cisne , que tem ainda como atributos uma pomba que Leda segura na mão, simbolizando o Espírito Santo .
  • 39. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo «O cisne aparece como representação da Ave Solar a qual acompanhava o deus Apolo nas suas viagens hiperbóreas. De acordo com uma Tradição Iniciática, o cisne e o seu canto têm o poder de transmitir ao iniciado o conhecimento da "língua dos pássaros", através da qual se tem acesso à Sabedoria e à Imortalidade». http://www.uni.pt/homepages/docentes/delfim/comunic/bAndreia%20Nascimento970481&bFilipaCorreia970480/Regaleira.htm
  • 40. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Flora - relevo que encima a entrada da ESTUFA
  • 41. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Mísulas que enquadram a parede da Estufa
  • 42. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Flora, pormenor - parede da Estufa
  • 43. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A Capela
  • 44. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Harpias – Génios maus, monstros alados, com corpo de pássaro, que atormentavam as almas… na fachada da capela da Regaleira.
  • 45. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Traçados simbólicos enigmáticos no portal da Capela da Regaleira
  • 46. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo O “ DELTA RADIANTE” SINAIS E SIGNOS MAÇÓNICO-TEMPLÁRIOS (Emblema maçónico do Grande Arquitecto do Universo)
  • 47. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A SIMBÓLICA CONSTRUTIVA SINAIS E SIGNOS MAÇÓNICO-TEMPLÁRIOS
  • 48. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Esfera armilar no fecho da abóbada
  • 49. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Interior da Capela – Coroação da Virgem Maria, cujas vestes têm as três cores da Obra Alquímica: azul, branco e vermelho, com uma faixa dourada à cintura simbolizando o Ouro Alquímico .
  • 50. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo A cripta – Capela da Regaleira O ladrilho preto e branco do chão, cores do estandarte templário.
  • 51. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Atanor – o forno alquímico da transmutação, «símbolo do cadinho das transformações físicas, morais ou místicas». [ Jean Chevalier . Alain Gheerbrant]
  • 52. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Monograma de Carvalho Monteiro
  • 53. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Fonte Terraço das Quimeras Monstro híbrido com cabeça de leão, corpo de cabra, cauda de dragão. A quimera seduz e desencaminha aquele que se entrega a ela.
  • 54. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Íbis – encarnação do deus Thot, deus da palavra e da criação, identificado com Hermes Trismegisto, nome dado a Thot, O três vezes grande .
  • 55. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Pormenor do banco situado entre a Capela e o Terraço das Quimeras
  • 56. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Florão junto do Terraço das Quimeras
  • 57. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Vista exterior e interior do Palácio da Regaleira
  • 58. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Vista interior do Palácio da Regaleira
  • 59. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Vista do interior do Palácio da Regaleira
  • 60. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Vista do interior do Palácio da Regaleira. Tecto com caixotões
  • 61. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo Vista do interior do Palácio da Regaleira
  • 62. Álbum Quinta da Regaleira Maria Augusta Araújo

×