R&C 0101 07 3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

R&C 0101 07 3

on

  • 458 views

 

Statistics

Views

Total Views
458
Views on SlideShare
458
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

R&C 0101 07 3 Presentation Transcript

  • 1. 1.6 – Topologias de Rede
    • Interligação completa
      • Elevado desempenho
      • Atraso baixo
        • Não existe comutação
      • Software de comunicação simples
      • Ideal para alta fiabilidade
      • Dificuldade de expansão
      • Dispendiosa apenas se justifica, se:
        • Redes com poucos nós
        • Redes com muito tráfego
  • 2.
    • Interligação parcial (malhada)
      • Atraso dependente do número de estações intermédias atravessadas
        • Necessidade de comutação
      • Adequada para alta fiabilidade
      • Custo mais baixo que interligação completa
        • Mais utilizada que interligação completa
    1.6 – Topologias de Rede
  • 3.
    • Estrela - todos os nós ligados a um nó central
      • Facilmente expansível
      • Encaminhamento simples
      • Atraso máximo de um nó intermédio
      • Desempenho e fiabilidade limitados pelo nó central (controlador)
        • Nó central mais complexo
        • Nós periféricos mais simples
      • Exemplo: Switch
    1.6 – Topologias de Rede
  • 4.
    • Árvore - conjunto de topologias em estrela ligadas entre si
      • Características semelhantes à topologia em estrela
      • Exemplo: Ethernet ( bus lógico)
    1.6 – Topologias de Rede
  • 5.
    • Bus - todos os nós estão ligados a um meio de transmissão comum
      • Facilmente expansível
      • Baixo custo
      • Requer mecanismos de controlo de acesso ao meio
      • Usado em modo difusão
      • Cada computador monitoriza o bus e copia os pacotes que lhe são destinados
      • Pacotes removidos nas terminações do Bus
    1.6 – Topologias de Rede Exemplo: Ethernet ( bus físico)
  • 6.
    • Anel - cada nó está ligado a dois nós (um em cada lado)
      • Nós mais complexos
        • Podem ter funções de repetidor
        • Falha num nó e/ou quebra numa ligação pode originar problemas em todo o anel
        • Inserção/remoção de um nó não é imediata
      • Requer mecanismo de controlo de acesso ao meio
      • Mensagens circulam por todos os nós
        • Confirmação de recepção
          • Receptor: modifica bit de ACK
          • Emissor: remove pacote por ele transmitido, após volta completa
    1.6 – Topologias de Rede
  • 7.
    • Rede Local sem Fios ( Wireless LAN)
      • Cumpre norma IEEE ( Institute of Electrical and Electronic Engineers ) 802.11 (níveis 1 & 2 do modelo OSI)
      • Configuração em Infra-Estrutura:
        • Conjunto de células interligadas por um backbone (cabo)
        • 1 Célula Vários utilizadores móveis
        • Sobreposição de células possibilitar roaming c conectividade
    1.6 – Topologias de Rede Infra-estrutura (ex. Ethernet) Servidor Ponto de Acesso Posto Móvel
  • 8.
    • Rede Local sem Fios ( Wireless LAN)
      • Velocidades correntes de 11 Mbps (802.11b) e 20-54 Mbps (802.11g)
      • Velocidades futuras: WiMax 75 Mbps / 50 Km (802.16)
      • Meio de transmissão partilhado:
        • Controlo de Acesso por CSMA/CA (CA - Collision Avoidance )
          • Maior dificuldade de detecção de colisões do que em cabo
            • Utilização de mecanismo mais rigoroso
          • Após verificação que canal está livre (CSMA)
            • Comunicar à rede intenção de usar meio durante t
        • Utilização de frequências na banda 2.4 GHz
      • Potenciais aplicações:
        • Locais públicos Ligações temporárias
        • Empresas Poupança de cablagem / Mobilidade
        • Particulares Comodismo / Mobilidade
    1.6 – Topologias de Rede
  • 9. 1.7 – Tipos de Comutação
    • Tipos de Comutação:
      • Circuitos
      • Mensagens
      • Pacotes
  • 10.
    • Comutação de circuitos (CS: Circuit Switch ):
      • Necessário “conquistar” vários troços da rede, desde o emissor ao receptor, até se estabelecer o circuito
      • Possibilidade de não transmissão por congestionamento - impossível estabelecer ligação (não existência de linha livre)
      • Após estabelecimento de ligação (circuito) não existem atrasos de propagação:
        • Rede não efectua processamento ou armazenamento da informação que nela circula
      • Apropriado para aplicações de ritmo constante
        • Exemplo: voz
    1.7 – Tipos de Comutação
  • 11.
    • Comutação de mensagens:
      • Não necessário estabelecimento de circuito, entre emissor e receptor
      • Emissor envia mensagem de tamanho variável
      • Processamento num nó da rede efectuado mensagem-a-mensagem
      • Sempre possível transmissão
      • Existência de atrasos de propagação
        • Necessidade de processar mensagens
          • sobrecarga das filas de espera ( buffers ) dos comutadores
          • mensagens limitadas ao tamanho dos buffers
          • possibilidade de perdas de mensagens
      • Possibilidade de difundir mensagens
      • Exemplo: transmissão de dados não prioritários
    1.7 – Tipos de Comutação
  • 12.
    • Comutação de pacotes (PS: Packet Switch ):
      • Semelhante a comutação de mensagens
      • Mensagens divididas em pacotes
      • Processamento num nó da rede efectuado pacote-a-pacote
      • Possibilidade de intermediar mensagens
      • Redução dos atrasos de propagação
      • Redução das dimensões das filas de espera
      • Maior complexidade - mais informação de controlo (cabeçalhos dos pacotes)
    1.7 – Tipos de Comutação
  • 13. 1.7 – Tipos de Comutação Tempo de transmissão Comutação de mensagens / pacotes:
    • Para simplificação:
    • * Desprezar Cabeçalhos
    • Considerar T =T1=T2=T3
    Efeitos Opostos T T1 T2 T3 Mensagem = 3k 6k + T Pacote = 1k Comutador com tempo de atraso T 4k + T velocidade = 1k/s Fonte Destino Switch
  • 14.
    • Serviços Connection-oriented (com conexão):
      • Modelado a partir do sistema telefónico
      • Ligação com 3 fases:
      • 1) Estabelecimento, 2) Transferência de Dados, 3) Terminação
      • Garante ordem cronológica na chegada
      • Apropriado para aplicações mais prioritárias
        • Exemplo: transferência de dados por circuito virtual
    • Serviços Connectionless-oriented (sem conexão):
      • Modelado a partir do sistema de correio postal
      • Comunicação a partir de mensagens independentes (Datagrama)
        • Mesmo destino / Percursos diferentes
      • Não garante ordem cronológica na chegada
      • Exemplo: aplicações menos prioritárias - e-mail
    1.8 – Tipos de Serviços
  • 15.
    • Linha Comutada:
      • Circuito temporário
      • Ocupação de recursos apenas quando existe transmissão de informação
      • Apropriado para entidades geradoras de pouco tráfego
    • Linha Alugada/Dedicada:
      • Circuito permanente
      • Ocupação permanente de recursos
      • Não necessário estabelecimento de chamada para iniciar transmissão de dados
      • * Maior segurança e disponibilidade de recursos
      • Apropriado para entidades geradoras de muito tráfego
        • Empresas
      • Linha Semi-Permanente - linha comutada que pode ser configurada como linha permanente (alugada)
    1.8 – Linha Comutada/Alugada
  • 16. 1.9 – Conceito de QoS
    • Qualidade de Serviço:
      • A qualidade de um serviço é caracterizada pela sua fiabilidade, avaliada pelos seguintes parâmetros:
        • Perdas de dados:
          • Sobrecarga da rede
          • Encaminhamento incorrecto
        • Atrasos de recepção de dados
          • Jitter – Variações de atrasos
        • Ritmo de Transmissão
      • Rede deve satisfazer QoS ( Quality of Service ) acordado com utilizador, usando os seguintes mecanismos:
        • Definição de prioridades
        • Reserva de recursos
        • Sobredimensionamento da rede