CompreensãO E ProduçãO De Texto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

CompreensãO E ProduçãO De Texto

on

  • 49,706 views

 

Statistics

Views

Total Views
49,706
Views on SlideShare
46,739
Embed Views
2,967

Actions

Likes
2
Downloads
272
Comments
1

13 Embeds 2,967

http://4seriea-joaninha.blogspot.com 1841
http://4seriea-joaninha.blogspot.com.br 909
http://www.slideshare.net 172
http://josecarloslima.blogspot.com.br 13
http://4seriea-joaninha.blogspot.pt 9
http://translate.googleusercontent.com 7
http://www.google.com.br 5
http://josecarloslima.blogspot.com 4
http://marciopontocom.blogspot.com.br 2
http://webcache.googleusercontent.com 2
http://marciopontocom.blogspot.com 1
http://64.233.163.132 1
http://www.josecarloslima.blogspot.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

CompreensãO E ProduçãO De Texto Presentation Transcript

  • 1. Compreensão e Produção de Texto … Professoras : JOANA / IRACEMA / HELENA / LIDIANI
  • 2. Introdução
    • Projeto desenvolvido com alunos de 5º ano (4 ª série).
    • EMEF PARQUE DOS PINHEIROS.
    • 5 Salas envolvidas diretamente no projeto.
  • 3. Introdução
    • Projeto da EMEF PARQUE DOS PINHEIROS, da cidade de HORTOLÂNDIA, que tem como principal objetivo melhor a produção de textos dos alunos da escola e inseri-los no mundo das leituras e escritas.
  • 4. JUSTIFICATIVA
    • A escola não tem definido um projeto de Produção de Textos. Cada professor trabalha de forma isolada e isso vem acarretando sérios problemas à aprendizagem dos alunos. Muitas vezes, o professor pouco trabalha com a escrita, priorizando a gramática, quase sempre de forma isolada do texto. Assim o aluno não adquire condições para a produção de um bom texto, mesmo que ele seja pequeno e simples.
  • 5. JUSTIFICATIVA
    • Há uma dificuldade muito grande para incentivar os alunos a escrever. O texto, como objetivo apenas de sala de aula, já não é atrativo para os alunos, portanto essa é uma forma de encontrar novas possibilidades para incentivá-los.
    • Por isso, é extremamente necessário um novo processo para modificar essa realidade .
  • 6. Objetivos
    • Desenvolver no aluno o gosto pela produção de texto.
    • Dar condições adequadas para um crescimento do aluno em suas produções, não apenas na aula de Português.
  • 7. TURMAS QUE PARTICIPARÃO DO PROJETO
    • QUARTA SÉRIE A
    • QUARTA SÉRIE B
    • QUARTA SÉRIE C
    • QUARTA SÉRIE D
    • QUARTA SÉRIE E
  • 8. DURAÇÃO DO PROJETO
    • Este projeto terá duração de março a dezembro de 2009 como experiência e, havendo um resultado expressivo nesse período, será estendido a outras turmas no ano de 2010.
  • 9. AÇÕES
    • Interpretar textos de diversas
    • modalidades para que o aluno tenha contato com textos bem produzidos, ou seja, demonstrando estrutura, conteúdo e gramática compatíveis com o ensino de Português.
    • Mostrar para o aluno as diversas formas de estruturar um texto: narrativo, descrito, dissertativo.
  • 10. AÇÕES
    • Produzir junto, na sala de aula, textos coletivos, com a participação dos alunos e do professor.
    • Fazer uma correção, adequação e melhora do texto junto com os alunos para que os mesmos adquiram essa habilidade.
  • 11. AÇÕES Trabalhar, inicialmente, com temas mais simples e relacionados com o cotidiano dois alunos, para que o mesmo não sinta dificuldade de pensar sobre esse ou aquele assunto. Incentivar qualquer progresso apresentado pelo aluno, bem como elogiar qualquer demonstração interessante em sua produção, seja nas idéias, na estrutura ou no uso gramatical.
  • 12. AÇÕES
    • Corrigir o texto do aluno, usando um Código de Adaptação do Texto, para que o próprio aluno modifique e melhore seu texto em uma outra etapa do trabalho.
    • Colocar alguns dos textos dos alunos num BLOG, na Internet para valorizar a produção, ou seja, evitar que o texto seja lido apenas pelo professor.
  • 13. Levar os alunos na sala de multimídia para que eles tomem contato com os textos lançados no BLOG e façam o seu comentário sobre tais textos. Fazer correção e melhora do texto a partir de comentários sobre as produções, feitos no BLOG. AÇÕES
  • 14. AÇÕES
    • Ilustrar os trabalhos através de fotos e outras imagens para tornar mais atrativos os trabalhos dos alunos.
    • Incentivar o maior número de pessoas (inclusive fora da escola) para conhecerem e comentarem os trabalhos no BLOG, uma vez que isso dará maior incentivo aos alunos, produtores dos textos.
  • 15. AÇÕES
    • Montar um livro editado no final do ano com as produções.
    • Realizar uma tarde de autógrafos com toda a comunidade escolar.
  • 16. Parte prática e teórica
  • 17. Escrever é próprio do ser humano Você é um sujeito pensante e criador. Você possui algo a dizer a alguém. É o produto do pensar humano que se materializa na folha de papel. REDIGIR É ARGUMENTAR É apresentar sua opinião Ninguém escreve sobre o que não sabe. A PALAVRA E SEU PODER Lutar com palavras. Ler, reler, não gostar, melhorar, admirar.
  • 18. O valor do ato de escrever
    • Escrever é manifestar a vontade,a emoção, a história de vida,história de um país, de um Estado, de uma cidade.
    • Outro potencial desta prática é a construção da autonomia intelectual, portanto, uma contribuição à formação da cidadania.
  • 19. Só se aprende a escrever escrevendo A escrita é algo espetacular, parece poético. Os alunos se envolvem, acreditam em si mesmos ficam felizes e com a auto estima elevada.
  • 20. TEMA
    • ASSUNTO
    • Sobre o que o texto trata?
    • Qual a idéia central deste texto?
    • Qual o posicionamento apresentado neste texto?
    • Múltiplo.
    • Rico.
    • Vasto.
    • Pertence ao âmbito do conhecimento.
  • 21. Definindo o tema Se tem liberdade para escolher sobre o que escrever defina o tema baseado nos seus interesses e conhecimentos, não tem nada mais fácil do que escrever sobre algo que gostamos e temos conhecimento.
  • 22. Pequenas dicas antes de começar...
    • O parágrafo mede aproximadamente 2,5 cm.
    • Isso mesmo, +- 2 dedos.
    • Não pule linha entre os parágrafos.
    • Comece da linha número 01.
    • Gírias não pertencem ao texto.
    • Letra legível é diferente de letra bonita.
    • Não é necessário avisar que terminou.
    • Não avise que vai concluir ( Concluindo então...)
    • Não deixe recado no final da redação para a professora .
    • Use o padrão culto da Língua Portuguesa.
  • 23. Sinta-se a vontade Prepare o seu ambiente de trabalho, ou seja, uma cadeira confortável, papel, lápis e caneta próximos ao caderno ou computador, local calmo onde as pessoas não vão te interromper.
  • 24. Como devemos escrever o título?
    • Com verbo :
    • Assume a função de oração. Inicia-se com letra maiúscula e termina com pontuação .
    • Sem verbo:
    • Palavras soltas exercendo a função de substantivo próprio.
  • 25. O que é título?
    • Nome do texto.
    • Pessoal.
    • Ultimo item a ser feito.
    • Possui relação direta com o conteúdo e com o posicionamento assumido pelo produtor do texto.
  • 26. Montando o esqueleto Montar o esqueleto é dividir o texto em partes que auxiliam o leitor no entendimento do texto, é o famoso “introdução, desenvolvimento e conclusão”.
  • 27. Finalizando Você esta com o texto praticamente pronto basta reler e organizar as idéias, fazer com que cada parte do esqueleto se encaixe, neste processo você vai cortar e acrescentar dados. No final você vai estar com o seu texto pronto, escolha um bom titulo e faça a correção ortográfica, leia pelo menos umas 5 vezes para ter certeza de que esta tudo direitinho, em cada leitura você vai modificar um pedaço do texto, não se preocupe isso é normal, quando conseguir modificar o mínimo de coisas em cada leitura esta com o texto ao teu gosto e certamente vai proporcionar uma ótima leitura.
  • 28. Conclusão
    • A intervenção do adulto é fundamental, existem normas para a escrita e leitura convencionais, não há como fugir delas. Esta é uma das funções de quem trabalha com a Língua Portuguesa, é fundamental a participação dos professores.
  • 29. Importância do professor
    • É função do professor fornecer ao aluno condições adequadas de elaboração,
    • permitindo-lhe empenhar-se na realização consciente de um trabalho lingüístico que
    • realmente tenha sentido para si, e isso só é conseguido à medida que a proposição de produção textual seja bem clara e definida, apresentando-se as “coordenadas” do contexto de produção.
  • 30. Importância do professor
    • É necessário que o aprendiz possa sentir que realmente está produzindo para um leitor (que não deve ser apenas o professor ), eliminando a exclusividade das situações artificiais de produção textual tão presentes no cotidiano da escola. Eis aí a grande tarefa.
  • 31. Sonho
    • O trabalho deve contribuir para melhorar a atuação, a capacidade de expressão e a criatividade dos alunos quando estão envolvidos com a produção de texto.
  • 32. Referências
    • CITELLI, Beatriz. Produção e leitura de textos no ensino fundamental - 3 ed. Editora Cortez,
    • São Paulo, 2003.
    • FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. 32 ed., São Paulo, Cortez, 1996.
    • GERALDI, João Vanderley (org). O texto na sala de aula. São Paulo, Ática, 1997.
    • NETO, Antônio Gil. A produção de textos na escola. Edições Loyola. São Paulo, 1996.
  • 33.
    • EMEF Parque dos pinheiros
    • Hortolândia / SP