Caminhada da Ressurreição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Caminhada da Ressurreição

on

  • 2,831 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,831
Views on SlideShare
2,821
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
33
Comments
0

1 Embed 10

http://centromissionario.zip.net 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Caminhada da Ressurreição Caminhada da Ressurreição Document Transcript

  • Caminhada da Ressurreição (Tempo da Páscoa) Sugestões para Caminhada: 1. Caminhada da Ressurreição chamada também “Via Lucis” é uma celebração pascal que reflete os mistérios da Ressurreição de Jesus Cristo. A Congregação do Culto Divino coloca esta celebração, ao lado da Via Sacra, no livrinho de oração para o ano 2000, mas já nos livrinhos de oração do século XVII encontramos o esquema das estações desta celebração. 2. Na carta apostólica “Novo Millennio Ineunte” escrita na passagem para o novo milênio, o papa João Paulo II recorda a toda a Igreja: “A contemplação do rosto de Cristo não pode deter-se na imagem do Crucificado. Ele é o Ressuscitado! Se assim não fosse, seria vã a nossa pregação e a nossa fé (cf. 1 Cor 15,14).(...) Agora é para Cristo ressuscitado que a Igreja olha. (...) No rosto de Cristo, ela — a Esposa — contempla o seu tesouro, a sua alegria. ‘Dulcis Iesu memoria, dans vera cordis gaudia’: ‘Como é doce a recordação de Jesus, fonte de verdadeira alegria do coração!” 3. A Caminhada da Ressurreição se realiza, preferencialmente, nas ruas da comunidade onde as estações são marcadas nas casas. Se não tiver possibilidade de realizar a celebração na rua, ela pode ser feita na Igreja do seguinte modo: a) Destacar o Círio Pascal e a imagem do Cristo Ressuscitado; b) Ao lado do Círio Pascal colocamos 14 velas que serão acesas durante a oração; c) Uma pessoa durante a oração acende uma vela e passa em seguida acender as velas das pessoas; 4. Cada estação pode ser encenada, mas precisa das seguintes personagens: 1ª – Maria Madalena; Maria; Anjo; 2ª - Maria Madalena; Maria; Pedro e outro discípulo; 3ª – Cristo; Maria Madalena; 4ª e 5ª – Cristo e dois discípulos de Emaús; 6ª e 7ª – Cristo e Apóstolos; 8ª – Cristo; Apóstolos; Tomé; 9ª - Cristo e Apóstolos; 10ª – Cristo e Simão Pedro; 11ª, 12ª, 13ª, 14ª - Cristo e Apóstolos; 5. O número das estações pode ser reduzido conforme a realidade e possibilidade da comunidade. 6. Para Caminhada convidar as pessoas para trazerem as velas que ficarão acesas na primeira estação do Círio Pascal. Oração Inicial Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. R. Amém. Senhor Jesus, Com a Tua Ressurreição triunfaste sobre a morte. Agora vives para sempre, comunicando-nos a vida, a alegria, a esperança firme. A sua Ressurreição fortaleceu a fé dos apóstolos, das mulheres e dos Teus discípulos fortalece também o nosso espírito vacilante, para que nos entreguemos por completo a Ti.
  • Queremos partilhar contigo e com tua Mãe Santíssima a alegria da Tua Ressurreição. Tu que nos abristes o caminho até ao Pai, faz com que, iluminados pelo Espírito Santo, gozemos um dia, a glória eterna. R. Amém. 1. Vitória de Jesus sobre a morte. V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho de São Mateus (Mt 28,1-7) Depois do sábado, ao amanhecer do primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver a sepultura. De repente houve um grande tremor de terra: o anjo do Senhor desceu do céu e, aproximando-se, retirou a pedra, e sentou-se nela. Sua aparência era como a de um relâmpago, e suas vestes eram brancas como a neve. Os guardas tremeram de medo diante do anjo, e ficaram como mortos. Então o anjo disse às mulheres: “Não tenham medo. Eu sei que vocês estão procurando Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui. Ressuscitou, como havia dito! Venham ver o lugar onde ele estava. E vão depressa contar aos discípulos que ele ressuscitou dos mortos, e que vai à frente de vocês para a Galiléia. Lá vocês o verão”. Começa novo dia, o sol está subindo trazendo a luz. A noite está fugindo. As mulheres vão ver a sepultura do seu Mestre. Elas ainda vivem no passado, esqueceram as palavras de Jesus que anunciava a sua ressurreição no terceiro dia (cf.Mt 16,21). Muita gente hoje esquece de Jesus e leva a sua vida para a sepultura, para morte. Abandonam a sua fé, abandonam a oração, abandonam a comunidade da Igreja, vivem na escuridão e no medo. O novo dia aparece! Não tenhamos medo de enfrentar o futuro com Ressuscitado! Rezemos para que o anúncio de Cristo Ressuscitado, iniciado por anjo e continuado por nós, possa livrar o mundo da escuridão e da morte. Pai nosso... 2. As mulheres e Apóstolos diante do túmulo vazio. V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho de São João (Jo 20,1-9) No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus bem de madrugada, quando ainda estava escuro. Ela viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o
  • outro discípulo que Jesus amava. E disse para eles: “Tiraram do túmulo o Senhor, e não sabemos onde o colocaram”. Então Pedro e o outro discípulo saíram e foram ao túmulo. Os dois corriam juntos. Mas o outro discípulo correu mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao túmulo. Inclinando-se, viu os panos de linho no chão, mas não entrou. Então Pedro, que vinha correndo atrás, chegou também e entrou no túmulo. Viu os panos de linho estendidos no chão e o sudário que tinha sido usado para cobrir a cabeça de Jesus. Mas o sudário não estava com os panos de linho no chão; estava enrolado num lugar à parte. Então o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo, entrou também. Ele viu e acreditou. De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: “Ele deve ressuscitar dos mortos”. “Ele viu e acreditou”. Viu o túmulo vazio, panos no chão, Jesus não estava lá. Aquele que vê é livre, torna-se independente dos outros que lhe contam alguma coisa. Por isso, ele começava a acreditar. Acreditar no grande poder e amor de Deus. Deus não nos abandona! Ele é nosso Pai e nós somos o seu povo! O amor de Deus Pai por nós revela Cristo Ressuscitado. “Aquele que acredita no Filho, possui a vida eterna. Quem rejeita o Filho nunca verá a vida” (Jo 3,36). Hoje, muita gente tem medo da morte. Procura afastá-la de qualquer jeito usando as tecnologias da medicina, mas no final é ela que vence. Com Cristo Ressuscitado não existe morte mas a vida, não existe tristeza mas alegria. Rezemos para que a nossa fé em Jesus Cristo Ressuscitado seja firme e nos leva na convicção da vida eterna. Pai nosso... 3. Cristo Ressuscitado aparece a Maria Madalena V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho de São João (Jo 20,11-18) Maria estava junto ao túmulo, da parte de fora, a chorar. Sem parar de chorar, debruçou-se para dentro do túmulo, e contemplou dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha estado o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés. Perguntaram-lhe: “Mulher, por que choras?” E ela respondeu: “Porque levaram o meu Senhor e não sei onde o puseram”. Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus, de pé, mas não se dava conta que era Ele. E Jesus disse-lhe: “Mulher, por que choras? Quem procuras?” Ela, pensando que era o encarregado do horto, disse-lhe: “Senhor, se foste tu que o tiraste, diz-me onde o puseste, que eu vou buscá-lo”. Disse-lhe Jesus: “Maria!” Ela aproximando-se, exclamou em hebraico: “Rabbuni!” - que quer dizer: “Mestre!” Jesus disse-lhe: “Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e diz-lhes: ‘Subo para o meu Pai, que é vosso Pai, para o meu Deus, que é vosso Deus.’” Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: “Vi o Senhor!” E contou o que Ele lhe tinha dito.
  • Jesus Ressuscitado aparece a Maria Madalena. Ela que Jesus escolheu como primeira testemunha da sua ressurreição. A mulher nunca foi reconhecida e tratada como igual ao homem, sempre discriminada, considerada inferior, frágil. Hoje é vista a partir dos interesses do homem, para estar a serviço dele. A Ressurreição transforma tudo: aquele que chorou se torna alegre, aquele considerado inferior é agora mais importante, para aquele discriminado é restabelecida a dignidade. Rezemos por todas as mulheres, senhoras, mães de família que sofrem a descriminação nos seus lares. Ave Maria... 4. Cristo Ressuscitado aparece aos discípulos no caminho de Emaús; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo São Lucas (Lc 24,13-19.25-27) Nesse mesmo dia, dois discípulos iam para um povoado, chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. Conversavam a respeito de tudo o que tinha acontecido. Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou, e começou a caminhar com eles. Os discípulos, porém, estavam como que cegos, e não o reconheceram. Então Jesus perguntou: “O que é que vocês andam conversando pelo caminho?” Eles pararam, com o rosto triste. Um deles, chamado Cléofas, disse: “Tu és o único peregrino em Jerusalém que não sabe o que aí aconteceu nesses últimos dias?” Jesus perguntou: “O que foi?” Os discípulos responderam: “O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que foi um profeta poderoso em ação e palavras, diante de Deus e de todo o povo”. Então Jesus disse a eles: “Como vocês custam para entender, e como demoram para acreditar em tudo o que os profetas falaram! Será que o Messias não devia sofrer tudo isso, para entrar na sua glória?” Então, começando por Moisés e continuando por todos os Profetas, Jesus explicava para os discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele. Disse Jesus: “Eu sou o Caminho” (Jo 14,6). O Caminho que leva a pessoa humana para Deus. Este caminho iluminado pela ressurreição, agora se cruza com a tristeza, com a escuridão do caminho de Emaús. Cristo Ressuscitado se pôs a caminho do homem para resgatá-lo e mostrá-lo o caminho que leva a vida da verdadeira felicidade. Hoje busca da felicidade, destrói a vida. Quantos abortos, quantos assassinos, quantas vezes a pessoa manipula a vida para se satisfazer. Jesus, com respeito, bate na porta do nosso coração, espera, escuta e depois com paciência ensina. Rezemos por todos os missionários leigos da nossa paróquia para que, a exemplo do Ressuscitado, possam com paciência anunciar a Boa Nova que nos leva a felicidade. Pai Nosso...
  • 5. Os discípulos reconhecem o Ressuscitado na partilha do pão; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. +Proclamação do Evangelho segundo São Lucas (Lc 24,28-35) Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez de conta que ia mais adiante. Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando”. Então Jesus entrou para ficar com eles. Sentou-se à mesa com os dois, tomou o pão e abençoou, depois o partiu e deu a eles. Nisso os olhos dos discípulos se abriram, e eles reconheceram Jesus. Jesus, porém, desapareceu da frente deles. A pessoa não consegue viver sozinha. Ela é crida por Deus e abençoada por Ele para viver na família, na comunidade. Por isso, a pessoa sente a necessidade da presença de Deus na sua vida. Ela pede, convida, reza: “Fique conosco Senhor, pois já é tarde e a noite vem chegando”. A atitude de Deus é fascinante: Ele “senta à mesa” para acompanhar a vida da família, Ele “toma o pão” partilhando as dificuldades, sofrimentos enfrentados, e no final Ele “abençoa” deixando as marcas da sua presença. Abra os seus olhos e reconheça Ressuscitado no amor da sua esposa, esposo, no carinho dos seus filhos e filhas. Rezemos por todas as famílias que são destruídas, famílias onde falta o amor e respeito mútuo. Pai Nosso... 6. Cristo Ressuscitado aparece aos Apóstolos no Cenáculo; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo Lucas (Lc 24,36-43) Ainda estavam falando, quando Jesus apareceu no meio deles, e disse: “A paz esteja com vocês.” Espantados e cheios de medo, pensavam estar vendo um espírito. Então Jesus disse: “Por que vocês estão perturbados, e por que o coração de vocês está cheio de dúvidas? Vejam minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo. Toquem-me e vejam: um espírito não tem carne e ossos, como vocês podem ver que eu tenho.” E dizendo isso, Jesus mostrou as mãos e os pés. E como eles ainda não estivessem acreditando, por causa da alegria e porque estavam espantados, Jesus disse: “Vocês têm aqui alguma coisa para comer?” Eles ofereceram a Jesus um pedaço de peixe grelhado. Jesus pegou o peixe, e comeu diante deles. A ressurreição de Jesus não é fruto da imaginação dos discípulos, não é um mito, nem é história bem contada. A ressurreição é um fato que atinge a pessoa inteira, seu corpo e alma. A ressurreição é a vida resgatada. “Toquem-me...” convida Jesus aos seus discípulos. O tocar cria a relação, pois para tocar precisa fazer um gesto, sair ao encontro do outro. E cada gesto, ação humana que traz a vida para os oprimidos, doentes, famintos e sedentos é um sinal concreto da ressurreição.
  • Tocar, ajudar ao outro nas suas necessidades é tocar o próprio Cristo Ressuscitado. Não podemos ter dúvidas, a paz da Ressurreição se espalha acolhendo e respeitado o outro. Rezemos por todos aqueles fechados no egoísmo e indiferença para que o amor do Ressuscitado possa descongelar os seus corações. Pai Nosso... 7. Cristo Ressuscitado oferece o dom da reconciliação e da paz; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo João (Jo 20,19-23) Era o primeiro dia da semana. Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discípulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou. Ficou no meio deles e disse: “A paz esteja com vocês”. Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos ficaram contentes por ver o Senhor. Jesus disse de novo para eles: “A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês”. Tendo falado isso, Jesus soprou sobre eles, dizendo: “Recebam o Espírito Santo. Os pecados daqueles que vocês perdoarem, serão perdoados. Os pecados daqueles que vocês não perdoarem, não serão perdoados”. O medo impede o anúncio da Ressurreição e o testemunho da Boa Nova. Ter medo é fechar-se, desistir, não enfrentar a nova realidade que se apresenta. Jesus Cristo encoraja seus discípulos testemunhando-lhes a vitória de Deus sobre a morte, sobre pecado. Deus está conosco. Ver o Ressuscitado vitorioso enche de alegria e dá a força, queima as barreiras do medo, anima. Agora cheios do Espírito Santo vamos anunciar a verdadeira vida que acontece através da conversão, perdão. O Reino de Deus se edifica pelo testemunho do Espírito da paz. Rezemos para que o encontro com a paz do Ressuscitado no sacramento da confissão possa nos levar ao testemunho da Boa Nova. Pai Nosso... 8. Cristo Ressuscitado fortalece a fé de Tomé; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo João (Jo 20,24-29) Tomé, chamado Gêmeo, que era um dos Doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos disseram para ele: “Nós vimos o Senhor”. Tomé disse: “Se eu não vir a marca dos pregos nas mãos de Jesus, se eu não colocar o meu dedo na marca dos pregos, e se eu não colocar a minha mão no lado dele, eu não acreditarei”.
  • Uma semana depois, os discípulos estavam reunidos de novo. Dessa vez, Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou. Ficou no meio deles e disse: “A paz esteja com vocês”. Depois disse a Tomé: “Estenda aqui o seu dedo e veja as minhas mãos. Estenda a sua mão e toque o meu lado. Não seja incrédulo, mas tenha fé”. Tomé respondeu a Jesus: “Meu Senhor e meu Deus!” Jesus disse: “Você acreditou porque viu? Felizes os que acreditaram sem ter visto”. Tomé, um dos discípulos que caminhava com Jesus, escutava tudo o que Ele pregava, via os milagres que fazia e não acredita na comunidade que anuncia a ressurreição de Cristo. Ele precisa ainda fazer a experiência própria de Jesus para acreditar. Precisa ver, tocar, ouvir para acreditar na ressurreição. Hoje, tem muitas pessoas incrédulas como Tomé. Procuram justificar a sua falta de fé porque são acomodadas, não querem fazer compromisso com o futuro, querem viver no passado que é mais confortável. Rezemos por todos nós para que no encontro com Ressuscitado no sacramento da Eucaristia possamos descobrir a presente Dele. Pai Nosso... 9. Encontro com Ressuscitado no mar de Tiberíades; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo João (Jo 21,1-9.13) Jesus apareceu aos discípulos na margem do mar de Tiberíades. E apareceu deste modo: Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Gêmeo, Natanael de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus. Simão Pedro disse: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Nós também vamos”. Saíram e entraram na barca. Mas naquela noite não pescaram nada. Quando amanheceu, Jesus estava na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. Então Jesus disse: “Rapazes, vocês têm alguma coisa para comer?” Eles responderam: “Não”. Então Jesus falou: “Joguem a rede do lado direito da barca, e vocês acharão peixe”. Eles jogaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, de tanto peixe que pegaram. Então o discípulo que Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor”. Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu a roupa, pois estava nu, e pulou dentro d’água. Os outros discípulos foram na barca, que estava a uns cem metros da margem. Eles arrastavam a rede com os peixes. Logo que pisaram em terra firme, viram um peixe na brasa e pão. Jesus pede o alimento, quer comer apesar de que o seu corpo ressuscitado não necessita o alimento. De novo Jesus quer se tornar presente na vida das pessoas, quer partilhar as suas necessidades, quer comer com ela o pão. Quando a comunidade realiza a Palavra de Jesus, cumpre a sua missão, as redes ficam cheias. A mesma rede que até agora ficou vazia, agora se encheu de peixes. Hoje vivemos no tempo do sucesso onde só alguns ficam alegres e satisfeitos. Muitos estão tristes, desanimados, sem a força para lutar. Muitos têm a barriga vazia como as redes. Ressuscitado nos ensina a partilhar, valorizar a dignidade humana.
  • Rezemos para que este momento das Santas Missões na nossa comunidade possa nos conscientizar sobre o valor da partilha. Pai Nosso... 10. Cristo Ressuscitado confira a Simão Pedro a sua Igreja V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo João (Jo 21,15-19) Depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo.” Jesus disse-lhe: “Apascenta os meus cordeiros.” Voltou a perguntar-lhe uma segunda vez: “Simão, filho de João, tu amas-me?” Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo.” Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas.” E perguntou-lhe, pela terceira vez: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste por Jesus lhe ter perguntado, à terceira vez: 'Tu me amas?' Mas respondeu-lhe: “Senhor, Tu sabes tudo; Tu bem sabes que te amo!” E Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. Em verdade, em verdade te digo: quando eras mais novo, tu mesmo atavas o cinto e ias para onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as mãos e outro te há de atar o cinto e levar para onde não queres.” E disse isto para indicar o gênero de morte com que ele devia de dar glória a Deus. Depois destas palavras, acrescentou: “Segue-me!” Jesus conversa com Pedro. A conversa exige muita sinceridade. Jesus oferece para ele uma tarefa, mas antes, ele deve professar o amor. “Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?” Amar Jesus não é ideal, mas serviço. Serviço de cuidar a comunidade que se torna a testemunha da ressurreição. Vivemos no mundo onde os grandes poderes ferem a dignidade humana, violam as leis dos pobres e abandonados. Hoje fala-se muito sobre a liberdade, mas cada vez mais se escraviza a pessoa pelos poderes econômicos. O serviço verdadeiro exige o amor pela pessoa, sacrifício por ela, assim seguindo o exemplo de Cristo. Rezemos por todas as pessoas responsáveis pelos grandes cargos de poder para que nunca abusem destes cargos, mas sempre coloquem ao serviço da pessoa. Pai Nosso... 11. Cristo Ressuscitado envia os discípulos na missão; V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. + Proclamação do Evangelho segundo Mateus (Mt 28,16-20) Os onze discípulos foram para a Galiléia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado. Quando viram Jesus, ajoelharam-se diante dele. Ainda assim,
  • alguns duvidaram. Então Jesus se aproximou, e falou: “Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que ordenei a vocês. Eis que eu estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo”. A obra do amor de Deus ainda não terminou. A morte e ressurreição de Jesus eram os pontos culminantes desta obra. Agora temos que continuar aquilo que foi revelado por Cristo. Continuar a sua missão de resgatar o mundo das trevas da morte, da violência, da opressão, da exclusão. Faremos isso cumprindo o mandato que eles nos deixou: “Vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos”. Anunciar, testemunhar, pregar para que todos possam viver como verdadeiros filhos de Deus. Cultivamos, então a semente do Reino de Deus que Jesus plantou na nossa vida. Rezemos por todas pessoas batizadas que não vivem o compromisso do seu batismo. Pai Nosso... 12. O Regresso ao Pai: Ascensão V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. Leitura dos Atos dos Apóstolos (At 1,6-11) Estavam todos reunidos, quando lhe perguntaram: “Senhor, é agora que vais restaurar o Reino de Israel?” Respondeu-lhes: “Não vos compete saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou com a sua autoridade. Mas vão receber uma força, a do Espírito Santo, que descerá sobre vós, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria e até aos confins do mundo”. Dito isto, elevou-se à vista deles e uma nuvem subtraiu-o a seus olhos. E como estavam com os olhos fixos no céu, para onde Jesus se afastava, surgiram de repente dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: “Homens da Galiléia, por que estais assim a olhar para o céu? Esse Jesus que vos foi arrebatado para o Céu virá da mesma maneira, como agora o vistes partir para o Céu.” A pessoa tem necessidade viver na justiça, na paz, no respeito mútuo onde Deus vai ser referência de tudo. O Reino de Deus não vai surgir de um momento para outro na história, como toque de mágica ou milagre. Ele será fruto do testemunho dado pelos discípulos no mundo inteiro. “Vão receber uma força do Espírito Santo e sereis minhas testemunhas.” Ser missionário do Reino de Deus é testemunhar a ressurreição, alegria. Testemunhar a presença do Cristo Ressuscitado no nosso meio. Rezemos por todos os coordenadores e auxiliares das Santas Missões que se esforçam na edificação do Reino de Deus. Pai Nosso...
  • 13. A espera do Espírito V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. Leitura dos Atos dos Apóstolos (At 1,12-14) Desceram, então, do monte chamado das Oliveiras, situado perto de Jerusalém, à distância de uma caminhada de sábado, e foram para Jerusalém. Quando chegaram à cidade, subiram para a sala de cima, no lugar onde se encontravam habitualmente. Estavam lá: Pedro, João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelota, e Judas, filho de Tiago. E todos unidos pelo mesmo sentimento, entregavam-se assiduamente à oração, com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus. A primeira comunidade já se despediu do Ressuscitado. Ele já subiu a glória de Deus seu Pai. Desapareceu da vista deles, agora só com olhos da fé conseguem enxerga-lo. Faltou ainda para se cumprir a promessa da vinda do Espírito Santo. Em sua luz a comunidade começa a anunciar a glória da ressurreição. Fortalecidos por Ele a pregação se torna mais convicta e verdadeira. Ele vem quando comunidade é unida na oração e partilha. Rezemos por nossa a comunidade para que sempre seja testemunha da ressurreição de Cristo. Pai Nosso... 14. O Dom do Espírito Santo V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado. R. Porque nos deste uma Vida nova. Leitura dos Atos dos Apóstolos (At 2,1-6) Quando chegou o dia do Pentecostes, encontravam-se todos reunidos no mesmo lugar. De repente, ressoou, vindo do céu, um som comparável ao de forte rajada de vento, que encheu toda a casa onde eles se encontravam. Viram então aparecer umas línguas, à maneira de fogo, que se iam dividindo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar outras línguas, conforme o Espírito lhes inspirava que se exprimissem. Ora, residiam em Jerusalém judeus piedosos provenientes de todas as nações que há debaixo do céu. Ao ouvir aquele ruído, a multidão reuniu-se e ficou estupefata, pois cada um os ouvia falar na sua própria língua. O dom do Espírito Santo é um cumprimento da promessa de Jesus. Deus é fiel, Ele nos conhece, sabe as nossas fraquezas e incapacidades. Por isso, é o Espírito que nos fortalece na missão. Deixar de se levar pelo Espírito é fazer tudo de bom. Dizer boa palavra, fazer gesto de amor, partilhar a alegria, acolher o outro. O dom do
  • Espírito unifica todos os filhos de Deus no mesmo objetivo: Continuar a obra redentora do nosso Pai. Rezemos para que os nossos corações se abrem para força do Espírito Santo. Pai Nosso... Oração Final Senhor, Tu que és o único Senhor, O único Salvador, Envia-nos o Teu Espírito Santo Para que iluminados por Ele Possamos contemplar a Verdade Que nos torna livres. O mundo tem sede de Ti, Por isso, dá-nos hoje a força, A sabedoria e a coragem de anunciar, Que cada homem não está só, Que cada homem pode desfrutar a seu lado Da Tua presença. E, sobretudo, que Tu amas cada homem Tal qual ele é. Amén.