Your SlideShare is downloading. ×
Os efeitos do álcool no organismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Os efeitos do álcool no organismo

88,183
views

Published on

Published in: Health & Medicine

0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
88,183
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Os efeitos do álcool no organismo Professora Rosiclei Laskosky 5º Anos A,B e C
  • 2.
    • O consumo regular de cinco a dez doses * diárias de álcool a partir dos 14 anos de idade está associado a mais de 150 doenças.
    • Pode causar:
    • a perda de 1,8% do volume cerebral global;
    • envelhecimento precoce;
    • dependência química.
    • Acompanhe como o consumo excessivo pode devastar o organismo ao longo dos anos.
    • * 1 dose = 1 lata de cerveja
  • 3. 20 anos
    • Em 65% dos casos, o consumo precoce de álcool causa dependência química
    • O cérebro sofre alterações no sistema dopaminérgico, associado com a sensação de recompensa. Há prejuízo no aprendizado de regras, na concentração e na atenção.
    • O hipocampo (estrutura da memória) é afetado, provocando dificuldade de lembrar palavras e desenhos simples num intervalo de dez minutos.
    • Tendência a comportamento sexual de risco aumenta chance de contrair doenças sexualmente transmissíveis.
    • Desenvolvimento precário das habilidades e pior ajustamento social
    • Baixa auto-estima
  • 4. 40 anos
    • Dificuldade de concentração, baixo rendimento no trabalho, sono, cansaço, apatia
    • Obesidade
    • Ansiedade e depressão
    • Hipertensão arterial e maior risco de acidentes vasculares cerebrais
    • Cirrose hepática, pancreatite e problemas cardíacos
    • Envelhecimento precoce (manchas na pele, perda de cabelo e de dentes)
    • Perda precoce de memória
  • 5. 60 anos
    • Perda de 1,8% do volume cerebral global. Isso afetará funções como memória, raciocínio lógico e capacidade de abstração
    • Tumores malignos podem surgir na boca, laringe e faringe, principalmente se o indivíduo também for fumante
    • Quedas frequentes
    • Intoxicações graves com concentrações maiores de álcool podem levar ao coma, à depressão respiratória e a morte
    Fonte: Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas - UNIFESP
  • 6. RISCOS E DANOS Quando ingerida em excesso, a bebida alcoólica afeta praticamente todas as partes do organismo, a curto e a longo prazo. Veja quais são os órgãos que mais sofrem com a bebedeira e os problemas que ocorrem ou são favorecidos por ela. Fonte:http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EDG84135-7855-205-3,00-POR+QUE+A+LEI+SECA+SALVA+VIDAS+POR+DIA.html 1. CÉREBRO: dor de cabeça, insônia ou sonolência, tontura, alteração da fala, falta de coordenação, agressividade, depressão, alterações de humor e memória, medos inexplicáveis, nervosismo, epilepsia, demência, raciocínio mais lento, danos à visão, convulsões, alucinações, desorientação espacial e temporal, perda de consciência, anestesia, coma profundo e morte por parada respiratória 2. ROSTO: deterioração, irritação e inchaço nos olhos, envelhecimento prematuro e câncer na boca 3. GARGANTA: câncer e tosse crônica 4. ESÔFAGO: câncer e varizes 5. SISTEMA CARDIOVASCULAR: lesões, cardiomiopatia, insuficiência cardíaca, pressão alta, taquicardia, fraqueza do músculo cardíaco, problemas de coagulação sanguínea, arritmias, trombose, derrame e acidente vascular cerebral 6. FÍGADO: degeneração gordurosa, cirrose, câncer e hepatite 7. MÃOS: tremores, formigamento e falta de sensibilidade nos dedos 8. PÂNCREAS : inflamação e diabetes 9. ESTÔMAGO: inflamação, vômito, diarréia, deficiência de vitaminas, desnutrição e úlcera 10. DUODENO: úlcera 11. RINS: defeito no funcionamento e infecção urinária 12. PRÓSTATA: câncer 13. SISTEMA REPRODUTIVO: diminuição da fertilidade e do desejo sexual, impotência e ginecomastia (aumento da mama) nos homens, aborto, desregulação na menstruação, câncer de mama. Parto de crianças com defeitos, síndrome de abstinência com convulsões, dificuldades de aprendizado e problemas psicológicos 14. PERNAS: enfraquecimento, quedas e degeneração muscular 15. PÉS: formigamento e falta de sensibilidade nos dedos
  • 7. Juventude em Risco
    • O consumo de álcool cresce entre os jovens brasileiros. Muitos não se preocupam com a dependência nem encaram a bebida como droga. Mas, segundo a Organização Mundial de Saúde, o álcool é a droga mais consumida no mundo, com dois bilhões de usuários
  • 8.
    • Um estudo de 2006 demonstra que o consumo de bebidas alcoólicas aumentou 30% em cinco anos na faixa etária entre 12 e 17 anos. No grupo entre 18 e 24 anos, o crescimento foi de 25%
    Promotoria de Arcoverde inicia campanha contra fornecimento de bebida a menores
  • 9.
    • A cerveja é a bebida preferida dos jovens. O consumo total do produto – sem discriminação de idade – subiu 5,9% entre 2005 e 2006
    A caneca tem uma cascavel enrolada é uma ideia para manter crianças longe do copo?
  • 10.
    • Nas cidades brasileiras com mais de 200 mil habitantes, 12% dos adolescentes são dependentes de bebidas alcoólicas
  • 11. Fonte: http://puericultura.my1blog.com/?m=200609&paged=3
  • 12. Direção Fatal
    • Apesar de conhecida, a recomendação “se beber, não dirija” não surte efeito para uma parte dos brasileiros.
  • 13.
    • Anualmente 35 mil pessoas morrem nas estradas devido ao abuso de bebidas alcoólicas. O perigo aumenta em feriados e finais de semana.
  • 14.
    • Pesquisa no Rio de Janeiro indica álcool em 75% dos casos de morte no trânsito.
    • Segundo levantamento feito com universitários do Rio e de São Paulo, 36% dos estudantes voltam para casa dirigindo, apesar de terem bebido.
    Fonte: Revista Istoé. 26/09/2007
  • 15. E agora? Como estão os alunos dos 5º anos? Eles ingerem bebidas alcoólicas? Quando? O que pensam sobre o assunto?