Your SlideShare is downloading. ×
0
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Slide Cida Novo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Slide Cida Novo

4,980

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,980
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ESCOLA MUNICIPAL VISTA ALEGRE “ O COMPUTADOR COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM – HISTÓRIA EM QUADRINHOS” Porfª Maria Aparecida Ferreira Buss NOVA DO NORTETERRA , SETEMBRO DE 2008.
  • 2. INTRODUÇÃO: Quadrinhos é a arte de narrar uma história através de seqüências de imagens, desenhos ou figuras impressos. Os diálogos entre os personagens, seus pensamentos e a própria narração aparecem sob a forma de legendas ou dentro de espaços irregulares delimitados, chamados de balões. São conhecidos como histórias aos quadradinhos em Portugal, comics nos Estados Unidos, bandes dessinées na França, fumetti na Itália, tebeos na Espanha, historietas na Argentina, muñequitos em Cuba, mangás no Japão. No Brasil são chamados também de histórias em quadrinhos Os filactérios, faixas com palavras escritas junto à boca dos personagens, usadas em ilustrações européias desde o século XIV, são considerados a gênese dos balões. A partir do século XIX, o texto acompanha sistematicamente o desenho. O abandono da sátira e do lirismo, a partir de 1930, e a criação de heróis caracteriza a era de ouro. Outros gêneros também ganham espaço Histórias em Quadrinhos são mais do que simples mediadoras de informação, às quais caberiam as tarefas de facilitar o aprendizado e a apreensão de conceitos mais complicados. Não são somente as palavras que transmitem idéias ou comunicam um pensamento. As imagens também falam. As histórias em quadrinhos utilizam duas formas de comunicação: uma visual e outra com palavras. O desenho e o colorido conseguem traduzir, juntamente com a escrita, o que o autor da história em quadrinho quer transmitir.
  • 3. . JUSTIFICATIVA: Há uma década os computadores, quando muito, era privilégio de poucos e internet era novidade absoluta. Aos poucos percebemos que os computadores se incorporam ao dia-a-dia das escolas cabe a nós professores repensar nossas práticas. Hoje esses recursos são os mais básicos de uma enorme gama de opções. Fazer parte dos novos tempos não depende apenas de equipamentos modernos. A interação que eles permitem pede uma revisão dos métodos tradicionais de ensino. O papel do professor, portanto, é de dar sentido ao uso da tecnologia, produzir conhecimentos com base em um labirinto de possibilidades. A rapidez das mudanças em todos os setores da sociedade [científico, cultural, tecnológico ou político-econômico] exige uma revisão didática do processo de ensino aprendizagem. A educação tem o papel de preparar os novos cidadãos para viverem um mundo em constante modificação e que exige pessoas aptas a atuarem ativamente, adaptando-se às inovações e sendo capaz de buscar por si mesmo o conhecimento. O Projeto, também, primará sobre o processo de inclusão digital sobre o trabalho do professor, bem como, sobre a aprendizagem dos alunos que, como cidadãos plenos e conscientes, têm o direito de aprimorar seus conhecimentos tecnológicos, no intuito de melhor adequar-se às exigências da sociedade capitalista em que se encontram inseridos. História em Quadrinhos surgiu com o propósito de estimular o prazer pela leitura nos alunos de uma turma que não tinham o costume de ler. Foi notado que, toda vez que eles tinham uma atividade a fazer, não liam o enunciado e nem as regras do que tinham que executar. Foi percebido, a partir daí, que as crianças não gostavam de ler. Tínhamos que encontrar uma forma de atrair o interesse dos alunos pela leitura. Veio à idéia de trabalhar a leitura de história em quadrinhos, atraente aos olhos das crianças, mas somente isso não nos bastou, necessitávamos de algo mais.
  • 4. Então introduzimos o editor de história em quadrinhos que, além de incentivar a leitura, ajuda os alunos no processo de produção de textos, fundamental para o desenvolvimento do mesmo. Por sua vez, a introdução do computador na educação tem provocado uma verdadeira revolução na concepção de ensino-aprendizagem e o grande número de softwares e aplicativos voltados para esta área demonstra o seu uso efetivo neste processo. O computador tem um papel fundamental para o desenvolvimento do projeto, pois é através dele que os alunos terão acesso a diversos gibis, já que a escola onde o projeto está sendo desenvolvido, não possui essa variedade. Nas aulas do laboratório os alunos têm acesso à internet, assim podem visitar os sites dos escritores e também podem ler trechos de algumas obras. Vale ressaltar que a história em quadrinhos é um dos gêneros adequados para o trabalho com a linguagem escrita, apresentando forte potencialidade pedagógica devido a sua narrativa de conjugação imagem-texto que: proporciona o desenvolvimento da criatividade da criança, promove debate sobre um tema gerador e sobre os aspectos estéticos e narrativos da história. Além disso, a história em quadrinhos está presente na vida da criança, é de leitura fácil, uma vez que a imagem é instantânea e possibilita que a criança explore sua interpretação subjetiva, fornecendo o alimento para sua fantasia. A criação de uma história em quadrinhos também privilegia crianças em todos os estágios de desenvolvimento da linguagem escrita. Histórias em quadrinhos foi escolhido por serem textos curtos e divertidos, propiciando uma maior assimilação da leitura e escrita por intermédio da criatividade o s quadrinhos são um ótimo recurso para a alfabetização.Os textos são coloridos, curtos e sua linguagem, verbal e não verbal, são adequadas à compreensão de sua mensagem pelos alunos. O computador utilizado como ferramenta didática além de motivar a aprendizagem dos alunos e facilitar a formação de conceitos, colabora para que os mesmo obtenham conceitos e fundamentação sobre sua pesquisa.
  • 5. <ul><li>OBJETIVOS: </li></ul><ul><li>Utilizar o computador como instrumento no processo ensino aprendizagem; </li></ul><ul><li>Reforçar a aprendizagem dos alunos nas diferentes disciplinas com o uso do computador; </li></ul><ul><li>Promover a inclusão digital; </li></ul><ul><li>  Conhecer as ferramentas relacionadas aos programas: writer, linux, Internet para melhor adequação e desenvolvimento das atividades propostas; </li></ul><ul><li>Produzir textos; </li></ul><ul><li>Socializar o produto final às séries iniciais do Ensino Fundamental </li></ul><ul><li>Diminuir a evasão e o desinteresse escolar; </li></ul><ul><li>Despertar no aluno o interesse pela escola, tornando-o participativo e ativo; </li></ul>
  • 6. <ul><li>METODOLOGIA: </li></ul><ul><li>O projeto História em Quadrinhos nasceu da busca de uma postura pedagógica que propiciasse a descoberta do conhecimento, a criatividade e a expressividade da criança, de modo lúdico e prazeroso. </li></ul><ul><li>Este projeto é destinado a alunos da 4ª série do ensino fundamental. Ele apresenta todos os passos e atividades da produção de histórias em quadrinhos: </li></ul><ul><li>Conversar com os alunos sobre os personagens que conhecem das histórias em quadrinhos e suas características; </li></ul><ul><li>Conversar sobre as características das histórias em quadrinhos: as onomatopéias, os tipos de balões, as características dos personagens etc; </li></ul><ul><li>Em cada roda de leitura de histórias em quadrinhos, repetir a leitura, duas ou mais vezes e, em seguida, afixá-la na parede da sala para que possam ler sozinhos; </li></ul><ul><li>Promover situações de leituras de histórias em quadrinhos já memorizadas, solicitando que alguns alunos leiam sozinhos e os outros observem; </li></ul><ul><li>Orientar os alunos na confecção de desenhos, fluxogramas, textos, figuras, etc. nos programas writer, linux, Internet; </li></ul><ul><li>Garantir que os alunos conheçam a função comunicativa dos diferentes tipos de balões: quando está pensando, quando está falando, quando é o narrador que está falando e não o personagem, para utilizá-los em suas histórias; </li></ul><ul><li>Proporcionar a inclusão digital aos alunos, por intermédio de atividades desenvolvidas no Laboratório de Informática Educativa. </li></ul>
  • 7. <ul><li>Atividade I – Apresentação dos balões </li></ul><ul><li>Apresentar aos alunos os vários tipos de balões para serem usados nos diálogos. </li></ul><ul><li>O balão da fala indica que a personagem está falando o que pensa. </li></ul><ul><li>O balão do pensamento indica que a personagem está pensando. </li></ul><ul><li>O balão do cochicho ou do murmúrio indica que a personagem está cochichando ou murmurando. </li></ul><ul><li>O balão do grito ou do susto indica que a personagem está assustada ou gritando. </li></ul><ul><li>Os alunos escrevem nos balões. </li></ul><ul><li>Atividade II – Identificação dos balões </li></ul><ul><li>Os alunos lêem uma história em quadrinhos e identificam os vários tipos de balões. </li></ul><ul><li>Em seguida, os alunos desenham ou fazem colagem de personagens e criam um diálogo, usando todos os tipos de balões. </li></ul><ul><li>Atividade III – Criação de diálogos com balões – História em quadrinhos </li></ul><ul><li>Os alunos desenham ou fazem colagem e elaboram o diálogo criativamente, usando todos os tipos de balões. </li></ul><ul><li>Atividade IV – Criação da história no laboratório </li></ul><ul><li>No laboratório de informática os alunos criam suas histórias usando gifs como personagens. </li></ul>
  • 8. <ul><li>AVALIAÇÃO </li></ul><ul><li>QUANTO AO CONTEÚDO </li></ul><ul><li>O assunto e a idéia central são claros? </li></ul><ul><li>As idéias estão em seqüência lógico-temporal? </li></ul><ul><li>O título é interessante? </li></ul><ul><li>O final está relacionado com o desenvolvimento do texto? </li></ul><ul><li>O texto é criativo? </li></ul><ul><li>Quanto à organização dos parágrafos: </li></ul><ul><li>As frases se relacionam com a idéia principal? </li></ul><ul><li>As frases estão em seqüência lógico-temporal? </li></ul><ul><li>QUANTO À FORMA </li></ul><ul><li>As frases estão corretas, claras e precisas? </li></ul><ul><li>Os sinais de pontuação foram usados de forma adequada? </li></ul><ul><li>As letras maiúsculas e minúsculas estão corretas? </li></ul><ul><li>Há erros ortográficos? </li></ul><ul><li>Há erros de concordância? </li></ul><ul><li>Há correção gramatical? </li></ul><ul><li>O texto tem começo, meio e conclusão? </li></ul>
  • 9.  
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  

×