Formação dos blocos econômicos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
25,210
On Slideshare
25,180
From Embeds
30
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
235
Comments
0
Likes
2

Embeds 30

http://www.slideshare.net 30

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Formação dos Blocos Econômicos
  • 2.
    • Com o fenômeno da Globalização o mercado internacional se tornou bastante competitivo, diante disso, somente os mais fortes prevalecem.
    • O que acontece é uma intensa disputa de mercados no âmbito global.
  • 3.
    • Com o intuito de fortalecer economicamente, muitos países se unem para alcançar mercados e verticalizar a sua participação e influência comercial no mundo.
    • A criação dos blocos econômicos estreitou as relações econômicas financeiras e comerciais entre os países que compõe um determinado bloco.
  • 4.
    • Atualmente existem muitos blocos econômicos, a formação dos mesmos acontece há décadas .
    • O MERCOSUL
    • Mercado Comum do Sul, foi fundado em 1991, constituído por Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina que são membros iniciais.
  • 5.
    • UE União Europeia, foi instituída no final dos anos 50, embora tenha sido oficializada somente em 1992, os países que fazem parte são: ALEMANHA, FRANÇA, REINO UNIDO, IRLANDA, HOLANDA, BÉLGICA, DINAMARCA, ITÁLIA, ESPANHA, PORTUGAL, LUXEMBURGO, GRÉCIA, ÁUSTRIA, FINLÂNDIA E SUÉCIA.
  • 6.
    • Nesses países corre uma moeda única, o euro com exceção da Dinamarca (coroa dinamarquesa), Suécia (coroa sueca) e Reino Unido (libra esterlina).
    • O que se espera com a formação de blocos econômicos é a intensificação econômica e a flexibilização comercial entre os integrantes.
  • 7.
    • Existem órgãos comerciais, como por exemplo a OMC (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COMÉRCIO) que integra todos os países que participam do comércio internacional..
    • Essa instituição tem como objetivo fiscalizar e medir as relações comerciais para que não haja partes favorecidas.
  • 8.
    • Os principais blocos econômicos do mundo são UE União Europeia, MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) APEC Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico) e o NAFTA (Tratado norte-americano de Livre Comércio).
  • 9.  
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.
    • MERCOSUL - MERCADO COMUM DO SUL.
    • FORMAÇÃO DO MERCOSUL
    • As relações comerciais entre Brasil e Argentina já vinham desde a década de 70. Em julho de 1986, em Buenos Aires, foi firmada a ata para a integração argentina-brasileira que instituiu o Programa de Integração e Cooperação Econômica - PICE. O objetivo do programa era o de proporcionar um espaço econômico comum, com a abertura seletiva dos respectivos mercados e o estímulo à complementação econômica de setores específicos dos dois países.Os resultados promissores das medidas então tomadas levaram à celebração, em 1988, do Tratado de Integração, Cooperação e Desenvolvimento, pelo qual os países expressaram o desejo de constituir, no prazo máximo de 10 anos, um espaço econômico comum, por meio da liberalização integral do intercâmbio recíproco, para o qual se celebraram 24 protocolos específicos, em áreas como bens de capital, produtos alimentícios e industrializados.Um novo e decisivo impulso foi dado com a assinatura, em 6 de julho de 1990, pelos presidentes Collor e Menem, da ata de Buenos Aires, que fixou a data de 31 de dezembro de 1994 para a formação definitiva de um mercado comum entre os dois países. Em agosto do mesmo ano, como era de se esperar, Paraguai e Uruguai aderiram ao processo em curso, o que culminou na assinatura do Tratado de Assunção, em 26 de março de 1991, para a constituição do Mercado Comum do Sul - MERCOSUL.
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.
    • Fonte: Brasil Escola
    • www.brasilescola.com.br.