• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Teoriade Relaes Humanas Power Point Erica
 

Teoriade Relaes Humanas Power Point Erica

on

  • 11,179 views

 

Statistics

Views

Total Views
11,179
Views on SlideShare
11,172
Embed Views
7

Actions

Likes
4
Downloads
340
Comments
1

1 Embed 7

http://www.slideshare.net 7

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Teoriade Relaes Humanas Power Point Erica Teoriade Relaes Humanas Power Point Erica Presentation Transcript

    • Teoria de Relações Humanas
    • Lembrando das variáveis de estudo da Teoria Geral das Organizações Tarefa Pessoas Estrutura Tecnologia Ambiente Organização
    • Cenário da Administração Pré-TRH
    • Duas teorias Taylor (e: Gilbreth, Emerson, Ford) Fayol (e: Gulick, Urwick, Moonev) Administração Científica Teoria Clássica Ênfase nas tarefas Ênfase na estrutura Aumentar a eficiência da empresa através do aumento de eficiência em nível operacional Aumentar a eficiência através da forma e disposição dos órgãos componentes da organização e de suas inter-relações estruturais Abordagem Clássica da Administração
    • CRÍTICAS 1. Mecanicismo: Tratou a organização como “um arranjo rígido e estático de peças”, como uma máquina, num sentido puramente mecânico, desprezando os aspectos humanos. 2. Superespecialização do operário: Em busca da produtividade, indicava a especialização do operário, dividindo e subdividindo as tarefas, de forma a executá-las, de maneira padronizada, transformando o trabalhador num verdadeiro autômato. 3. Visão microscópica do homem: Através de uma concepção negativista do homem (era preguiçoso, ineficiente etc.) e da constante busca por uma produtividade cada vez maior, Taylor esqueceu qualquer outro aspecto, tratando o trabalho do homem como um processo acessório da máquina. 4. Ausência de comprovação científica: Em suas afirmativas, utilizou pouca pesquisa e experimentação científica; seu método é empírico e concreto, e os resultados apresentados são apenas evidentes, porém, sem nenhuma comprovação. 5. Abordagem incompleta da organização: Abordou apenas os aspectos formais da organização, não considerando a organização informal e os aspectos humanos, ignorando a vida social interna, as interações, etc.
    • CRÍTICAS 6. Limitação no campo de aplicação: Suas observações limitaram-se ao campo da produção (fábrica), não levando em consideração outros aspectos da empresa, como os financeiros, os comerciais, etc. 7. Abordagem prescritiva e normativa: Caracterizada pela preocupação em prescrever princípios normativos que deveriam ser aplicados em determinadas circunstâncias, tratou “o como a empresa deveria funcionar” e não buscou explicar seu funcionamento. 8. Abordagem de sistema fechado: Tratou apenas dos problemas internos, esquecendo a existência de influências externas, como o meio ambiente em que está situada a empresa, o sistema em vigor, etc. O pioneirismo de Taylor, sua dedicação e seu valor jamais poderão ser esquecidos. Através de sua obra, tivemos uma base inicial para chegarmos hoje a uma administração rica em teorias , cientificamente apresentadas, vencendo os desafios sempre crescentes do mundo moderno.
    • Teoria das Relações Humanas Principal autor: Elton Mayo Ênfase: O homem e seu grupo social, aspectos psicológicos e sociológicos
    • Origens e Cenário
      • Necessidade de humanizar e democratizar a administração, inadequação de vários princípios da abordagem clássica;
      • Desenvolvimento das Ciências Sociais: Psicologia e Sociologia, Psicologia Industrial;
      • Crise de 1929: questionamento dos princípios administrativos e luta pela produtividade, democracia americana;
      • Começa nos Estados Unidos em 1930 e é divulgada mundialmente depois da segunda guerra mundial.
    • A Experiência de Hawthorne (1927 - 1932)
      • Cenário: 1927 - Wester Electric Company (fábrica de equipamentos e componentes telefônicos), bairro de Hawthorne, Chicago;
      • Finalidade inicial: determinar a relação entre a intensidade da iluminação e a eficiência dos operários, medida através da produção;
      • Experiência sob a direção de Elton Mayo.
    • Conclusões da Experiência de Hawthorne
      • O nível de produção é resultante da integração social;
      • Comportamento social dos empregados;
      • Recompensas e sanções sociais;
      • Grupos informais;
      • A importância das relações humanas;
      • A importância do conteúdo do cargo;
      • Ênfase nos aspectos emocionais.
    • Idéias defendidas pela Teoria das Relações Humanas:
      • O trabalho é uma atividade tipicamente grupal: produção sofre a influência do grupo de trabalho mais do que incentivos financeiros;
      • O operário não reage como indivíduo isolado, mas como membro de um grupo social: As mudanças tecnológicas e a abordagem mecanicista tentam romper essas relações sociais;
      • A tarefa básica da Administração é formar uma elite capaz de compreender e de comunicar: chefes democráticos, persuasivos e simpáticos com todos. Chefes que entendam a lógica dos trabalhadores.
      • O ser humano é motivado essencialmente pela necessidade de “estar junto”, “ser reconhecido”: Só alcança a eficiência considerando as necessidades sociais e psicológicas dos trabalhadores.
    • Conflito social na sociedade industrial:
      • Para Elton Mayo, há um conflito social entre os interesses das empresas e os interesses dos trabalhadores;
      • O conflito social é a destruição da própria sociedade, devendo ser evitado a qualquer custo.
      • A empresa deve surgir como uma nova unidade social onde será estimulada a cooperação entre indivíduos.
      • O trabalhador encontrará na empresa uma administração compreensiva e paternal , capaz de satisfazer suas necessidades psicológicas e sociais.
    • A ORGANIZAÇÃO É COMPOSTA DE:
      • 1. Organização técnica = produtos, prédios, máquinas
      • 2. Organização humana = organização social que tem como base os indivíduos e as relações entre as pessoas.
      • A colaboração humana é alcançada mais pela estrutura informal do que formal: é um fenômeno social.
      • A concepção de homo economicus não explica o comportamento humano.
      • A fadiga não tem só causas orgânicas, mas subjetivas e psicológicas.
    • Novo vocabulário para a Teoria Administrativa Motivação Liderança Comunicação Dinâmica de grupo....
    • Decorrências da Teoria das Relações Humanas
    • Motivação Humana Necessidades ou motivos : são forças conscientes ou inconscientes que levam o indivíduo a determinado comportamento. Motivação : se refere ao comportamento que é causado por necessidade, dentro do indivíduo, e que é dirigido aos objetivos que podem satisfazer suas necessidades. Satisfeita uma necessidade, surge outra em seu lugar, e assim por diante, contínua e infinitamente. As necessidades motivam o comportamento humano dando-lhe direção e conteúdo...
    •  
    • 1. Necessidades fisiológicas - ligadas à sobrevivência do indivíduo: alimentação, sono, segurança, satisfação sexual. Uma vez satisfeitas essas necessidades, são necessárias outras formas de estímulo à motivação do operário. 2. Necessidades psicológicas - ajustamento e tranqüilidade social, necessidade de participação, calor humano, autoconfiança, afeição, amor, carinho. 3. Necessidades de auto-realização - necessidades mais elevadas, que se referem ao fato de cada pessoa realizar o seu potencial e estar em constante auto-desenvolvimento. Necessidades humanas básicas:
    • Moral e Atitude
      • Fanatismo
      • Euforia
      • Atitudes positivas
      • Satisfação
      • Otimismo
      • Cooperação
      • Coesão
      • Colaboração
      • Aceitação dos objetivos
      • Boa vontade
      • Identificação
      • Atitudes negativas
      • Insatisfação
      • Pessimismo
      • Oposição
      • Negação
      • Má vontade
      • Resistência
      • Dispersão
      • Diaforia (mal estar)
      • Agressão
      Moral Elevado Moral Baixo MORAL: decorrência do estado motivacional provocado pela satisfação ou não satisfação das necessidades individuais
    • Ciclo Motivacional Equilíbrio Estímulo ou Incentivo Necessidade Tensão Comportamento ou Ação Satisfação A motivação no sentido psicológico, é a tensão persistente que leva o indivíduo a alguma forma de comportamento visando a satisfação de uma ou mais determinadas necessidades
    • Frustração e Compensação Equilíbrio Estímulo ou Incentivo Necessidade Tensão Comportamento ou Ação BARREIRA
      • Frustração leva à desorganização do comportamento, agressividade, ansiedade, aflição, doenças, alienação, apatia.
    • Motivação Desejo Receio Meta Apesar de variarem as necessidades e os valores sociais de indivíduo para indivíduo, produzindo diferentes padrões de comportamento, o processo que dinamiza o comportamento é semelhante.
    • Componentes da motivação IMPULSO OBJETIVO Processo interno que incita à ação. Influenciado pelo ambiente externo. Efeito redutor ou saciante. Após ser suficientemente atingido, o motivo deixa de orientar o comportamento.
    • Motivação humana é cíclica Satisfação de algumas necessidades é temporal e passageira. É um processo contínuo de resolução de problemas e satisfação de necessidades a medida que surgem. Necessidade/tensão Frustração Compensação Resolução
    • Liderança
      • Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida por meio do processo de comunicação humana à consecução de um ou mais objetivos específicos.
      • Formal e Informal
      • Líder como meio de alcançar os objetivos grupais
      • TEORIAS SOBRE LIDERANÇA:
      • Teoria de traços de personalidade
      • Teoria sobre estilos de liderança
      • Teoria situacionais de liderança
    • Teorias sobre Liderança Teoria de traços de personalidade - Características marcantes de personalidade possuídas pelo líder. Teorias sobre estilos de liderança - Maneiras e estilos de se comportar adotadas por líder. Teorias situacionais sobre liderança - Adequação do comportamento do líder às circunstâncias da situação.
    • Organização Informal
      • Surge da interação social na empresa - usos e costumes, tradições, normas sociais.
      • CARACTERÍSTICAS:
      • Relação de coesão ou de antagonismo (simpatia/antipatia)
      • Status (posição social e prestígio - formal ou não)
      • Colaboração espontânea (deve ser aplicado a favor da empresa)
      • Possibilidade de oposição à organização formal
      • Padrões de relação e atitudes (que vem dos grupos informais)
      • Mudança de níveis e alterações dos grupos informais
      • A organização informal transcende a organização formal
      • Padrões de desempenho nos grupos informais (em função do ajustamento social)