• Like
Apresentação1 power point
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Apresentação1 power point

  • 5,567 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
5,567
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
58
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Escola S/3 Arquitecto Oliveira Ferreira
    Área de Projecto
    2009/2010
    Trabalho realizado por:
    * Cristiana Ribeiro N.6 8ºG
    * Raquel Oliveira N.20 8ºG
  • 2. O que significa uma gravidez na adolescência?
    A adolescência assume-se como um importante período da vida, que corresponde a diferentes tomadas de posição sentidas ao nível social, familiar e também sexual. A puberdade marca o início da vida reprodutiva de rapazes e raparigas, sendo caracterizada por mudanças fisiológicas e psicológicas. Uma gravidez na adolescência implica um duplo esforço de adaptação fisiológica e uma conciliação de duas realidades que convergem num único momento: estar grávida e ser adolescente.
  • 3. Como saber se esta grávida?
    Se existiram relações sexuais desprotegidas e a menstruação não apareceu na altura devida, não vale a pena entrar em pânico, mas também não deve ignorar a situação. Mas sim, fazer um teste de gravidez e aí, de acordo com o resultado, reflectir sobre as suas decisões. É essencial considerar que uma criança precisa de afecto, amor e disponibilidade total durante vários anos.
  • 4. Quais são as principais queixas apresentadas pela jovem grávida?  
    Dificuldade na relação com os pais: desapontamento, culpas e acusações poderão ocorrer com a chegada da notícia;Dificuldade na relação consigo própria, na integração da gravidez e da expectativa da maternidade nos seus projectos e interesses de adolescente;Dificuldade em encontrar um espaço onde se sinta confortável para falar sobre os seus medos e dúvidas face à situação vivida.
  • 5. Qual a forma de tornar toda esta situação mais fácil?
    Se a família e as pessoas mais próximas da adolescente que engravida forem capazes de acolher a notícia com compreensão, harmonia e respeito, a gravidez tem maior possibilidade de decorrer sem problemas. A jovem deve ser apoiada nas decisões e o seu bem-estar afectivo é fundamental. A adolescente tem necessidade de exprimir e partilhar sentimentos sem se sentir julgada, antes compreendida e aceite. A gravidez na adolescência é, enfim, um problema que deve ser levado a sério e que não deve ser subestimado nem pelos adolescentes, nem pelos educadores e professores. A adolescência implica um período de mudanças físicas e emocionais que é considerado, por vários autores, um “momento de crise”.
  • 6. Aborto
  • 7. O que é o Aborto?
    Aborto é a interrupção da gravidez pela morte do feto ou embrião, junto com os anexos ovulares. Pode ser espontâneo ou provocado. O feto expulso com menos de 0,5 kg ou 20 semanas de gestação é considerado abortado.
  • 8. O que é o Aborto provocado?
    Aborto provocado é a interrupção deliberada da gravidez; pela extracção do feto da cavidade uterina.
    Há dois tipos de aborto espontâneo: o aborto iminente e o inevitável.
    O aborto iminente é uma ameaça de aborto. A mulher tem um leve sangramento seguido de dores nas costas e outras parecidas com as cólicas menstruais.
    O aborto inevitável é quando se tem a dilatação do útero para expulsão do conteúdo seguido de fortes dores e hemorragia. O aborto inevitável é dividido em três tipos: o incompleto que é quando ocorre depois da saída dos coágulos a saída restante do conteúdo e o aborto preso, que é quando o óvulo morre, mas não é expelido.
  • 9. O que é o Aborto espontâneo?
    O aborto espontâneo é o término acidental de uma gravidez com menos de 20 semanas de gestação. A causa mais comum é o defeito no embrião. Os fetos com más formações morrem antes do fim da gravidez e por isso impede o seu desenvolvimento natural, daí resulta um aborto involuntário.
  • 10. Bibliografia
    http://images.google.pt/imgres?imgurl=http://alunos.esffl.pt/nowteens/images/aborto1.jpg&imgrefurl=http://alunos.esffl.pt
    http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/filosofia/filosofia_trabalhos/abortob.htm
    Google: gravidez na adolescência