Biografia sobre general WELLESLEY<br />
General Wellesley<br /><ul><li>Militar britânico nascido em Dublin, Irlanda, então pertencente ao império britânico, chama...
 Entretanto, a Inglaterra(nossa aliada e a quem Portugal tinha pedido auxílio) mandou desembarcar cerca de 9000 militares ...
No entanto, Napoleão não desistiu de </li></ul>       Conquistar Portugal e , em Março de 1809,<br />       Deu-se a 2ªinv...
General WELLESLEY<br />
A vida do general wellesley<br />As intenções do irmão de aproveitar a guerra na Europa para expandir o domínio britânico ...
Quartel ocupado por Wellesley em Portugal<br />
Reconstituição da chegada de Wellesley<br />
Invasões Francesas    <br />
1ª Invasão <br />Sob o comando do general Junot, as tropas francesas ingressaram na Espanha em 18 de Outubro de 1807, cruz...
  	1ª invasão (continuação)<br /> No dia anterior, a Família Real e a Corte portuguesa haviam largado ferros da barra do r...
2ª invasão<br />Enquanto em Portugal se lutava contra a ocupação francesa, Napoleão mantinha no trono espanhol o seu irmão...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Biografia do General Wellesley

2,159 views
2,012 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,159
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Biografia do General Wellesley

  1. 1. Biografia sobre general WELLESLEY<br />
  2. 2. General Wellesley<br /><ul><li>Militar britânico nascido em Dublin, Irlanda, então pertencente ao império britânico, chamado de o duque de ferro por suas vitórias militares nasceu em 1769 e morreu em (1846) em walmer castle.
  3. 3. Entretanto, a Inglaterra(nossa aliada e a quem Portugal tinha pedido auxílio) mandou desembarcar cerca de 9000 militares ingleses na praia de lavos ( próximo da figueira da foz ). Deve-se-lhe a organização das tropas portuguesas e inglesas, formando o exército anglo-português. Foi o responsável pelas várias vitórias obtidas sobre as tropas francesas comandadas pelo general junot que comandou a primeira invasão francesa
  4. 4. No entanto, Napoleão não desistiu de </li></ul> Conquistar Portugal e , em Março de 1809,<br /> Deu-se a 2ªinvasão Francesa ,comandada <br /> Pelo marechal Soult , em direcção. <br />
  5. 5. General WELLESLEY<br />
  6. 6. A vida do general wellesley<br />As intenções do irmão de aproveitar a guerra na Europa para expandir o domínio britânico na Índia, permitiram a Arthur wellesley ascender ao generalato. Participou, logo em 1799, na campanha contra o sultão Tipu. O Tigre de Misore, sendo nomeado governador de Seringapatan, a capital do potentado, após a sua conquista em Abril. Em 1802, já major-general, foi responsável pela luta contra os potentados maratas que tinham deposto Baji Rau, fundador da dinastia dos Pexuás e organizar da Confederação Marata, tornado, por necessidade, aliado da Companhia das Índias Orientais. A batalha de Assaye, em 23 de Setembro de 1803, e o combate de Argaum, em 29 de Novembro decidiram a contenda. A guerra retomou em 1804, mas o general pediu para regressar à Europa. Em 1 de Setembro foi feito cavaleiro da Ordem do Banho, no dia 10 seguinte desembarcou em Dover.<br />
  7. 7. Quartel ocupado por Wellesley em Portugal<br />
  8. 8. Reconstituição da chegada de Wellesley<br />
  9. 9. Invasões Francesas <br />
  10. 10. 1ª Invasão <br />Sob o comando do general Junot, as tropas francesas ingressaram na Espanha em 18 de Outubro de 1807, cruzando o seu território em marcha acelerada em pleno Inverno e alcançando a fronteira portuguesa em 20 de Novembro. Sem encontrar resistência, uma coluna de tropas invasoras atingiu Abrantes a 24, em busca de provisões. Faminto e desgastado pela marcha e pelo rigor do Inverno, o exército francês teve dificuldade para ultrapassar o rio Zêzere, entrando em Santarém a 28, de onde partiu no mesmo dia, rumo a Lisboa, onde entrou a 30, à frente de dois regimentos em mau-estado. <br />
  11. 11. 1ª invasão (continuação)<br /> No dia anterior, a Família Real e a Corte portuguesa haviam largado ferros da barra do rio Tejo, rumo ao Brasil, levando em 34 navios de guerra portugueses, cerca de 15.000 pessoas, deixando o governo de Portugal nas mãos de uma regência, com instruções para não resistir aos invasores. No ano seguinte, em Agosto, uma força britânica sob o comando do general ArthurWellesley (depois duque de Wellington), desembarcava em Portugal, avançando sobre Lisboa. Travaram-se, na sequência, a batalha de Roliça e a batalha do Vimeiro, vencidas pelos ingleses, forçando à Convenção de Sintra.<br />
  12. 12. 2ª invasão<br />Enquanto em Portugal se lutava contra a ocupação francesa, Napoleão mantinha no trono espanhol o seu irmão José Bonaparte. Os espanhóis, em revolta contra os usurpadores franceses, obtêm apoio das tropas britânicas estacionadas no norte de Portugal. Sob o comando de John Moore, os Britânicos passam a fronteira no início de 1809, para serem derrotados, na Corunha, pelo Marechal Nicolas Jean de Dieu Soult. Obrigadas a retirar, deixaram a descoberto a fronteira com Portugal, permitindo a Soult invadir o país pela fronteira de Trás-os-Montes e Alto Douro (Chaves) em Março de 1809, vencendo a Batalha do Carvalho d'Este e avançando até à cidade do Porto, que ocuparam a 24 desse mês, fixando fronteira no rio Douro.<br />A 12 Maio desse mesmo ano, tropas Luso-Britânicas sob o comando do General Arthur Wellesley e do comandante-em-chefe o Marechal William Carr Beresford, atravessaram o Rio Douro e venceram a chamada batalha do Douro, reconquistando a cidade do Porto (29 de Maio) e expulsando o invasor, que se retirou para a Galiza. Seguindo para o sul, as tropas de Wellesley travaram a batalha de Talavera em território espanhol e regressaram a Portugal.<br />
  13. 13. 2º invasão (continuação)<br />A 12 Maio desse mesmo ano, tropas Luso-Britânicas sob o comando do General ArthurWellesley e do comandante-em-chefe o Marechal William CarrBeresford, atravessaram o Rio Douro e venceram a chamada batalha do Douro, reconquistando a cidade do Porto (29 de Maio) e expulsando o invasor, que se retirou para a Galiza. Seguindo para o sul, as tropas de Wellesley travaram a batalha de Talavera em território espanhol e regressaram a Portugal.<br />
  14. 14. Fim<br />Trabalho realizado por :<br /><ul><li>André Pacheco
  15. 15. Guilherme Ribeiro
  16. 16. José Silva
  17. 17. Paulo Marques
  18. 18. Leandro Carvalho
  19. 19. Jorge Moreira</li>

×