Cortisona
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Cortisona

on

  • 25,414 views

 

Statistics

Views

Total Views
25,414
Views on SlideShare
25,346
Embed Views
68

Actions

Likes
0
Downloads
38
Comments
0

1 Embed 68

http://www.slideshare.net 68

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Cortisona Presentation Transcript

  • 1. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Daniela Branco e Rita Pinheiro
  • 2. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    A Cortisona
    • Utilizada, essencialmente, no tratamento de doenças alérgicas;
    • 3. Sintetizada a partir de uma hormona esteróide, cortisol;
    • 4. Essencial para a vida, mantendo o equilíbrio do organismo humano;
    • 5. Actua como um potente anti-inflamatório natural e imunossupressor.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Cortisol
    • A produção de Cortisol obedece a um ritmo diário;
    • 6. Regulado pela hipófise, através de um processo de feedback negativo.
    Concentração Cortisolmcrg/dl
    Tempo do dia, em horas
  • 7. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Reacção Alérgica
    Mudanças fisiológicas
  • 8. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Aplicações
    Outras
    Reacções Alérgicas
    • Asma;
    • 9. Rinite Alérgica;
    • 10. Urticária;
    • 11. Eczemas;
    • 12. Farmacodermias;
    • 13. Anafilaxia e choque anafilático.
    • 14. Doenças de pele;
    • 15. Artrites e Colites;
    • 16. Leucemia, e outros tumores;
    • 17. Transplante de órgãos;
    • 18. Doença de Addison.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    • Deve ser administrada correctamente e segundo prescrição médica;
    • 19. É importante monitorizar electrólitos, glicémia, pressão arterial, peso, crescimento em crianças e função renal.
    Pressão Arterial
    Glicémia
  • 20. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Efeitos secundários
    Alterações provocadas pela utilização de cortisona:
    • Metabólicas (obesidade, intolerância à glicose, coma hiperglicémicohiperosmolarnão-cetótico, anorexia, aumento de apetite);
    • 21. Endócrinas (supressão do eixo hipotálamo-hipofisário-adrenal, distúrbio do crescimento na criança e irregularidades menstruais);
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Efeitos secundários
    • Músculo-esqueléticas (osteoporose, necrose óssea asséptica, miopatia);
    • 22. Cutâneas (afinamento e fragilidade cutânea, estrias, acne, hirsutismo, púrpura, distúrbio na cicatrização, edema, hematomas);
    Osteoporose
    Acne
  • 23. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Efeitos secundários
    • Neuropsiquiátricas (desordens psiquiátricas, tumor cerebral, insónias);
    • 24. Gastrointestinais (pancreatite, úlcera péptica, perfuração intestinal);
    • 25. Imunológicas (infecções);
    TumorCerebral
  • 26. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Efeitos secundários
    • Oculares (catarata subcapsular posterior, glaucoma);
    • 27. Cardiovasculares e renais (retenção de água e sódio, alcalosehipocalémica, hipertensão arterial).
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Excesso
    • Inchaço da cara, queixo e abdómen;
    • 28. Perda de massa nos braços e pernas;
    • 29. Fraqueza muscular;
    • 30. Sensibilidade da pele;
    • 31. Diabetes;
    • 32. Aumento da pressão arterial;
    • 33. Supressão de resposta imunitária com o aumento de infecções;
    • 34. Osteoporose;
    • 35. Cataratas.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Falta
    • Cansaço;
    • 36. Náuseas e vómitos;
    • 37. Diminuição da pressão arterial, principalmente quando se está de pé, pode ocorrer fadiga;
    • 38. Numa situação extrema, a pessoa pode entrar em coma e em choque;
    • 39. Na doença de Addison, pode ocorrer um enegrecimento da pigmentação da pele.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Medicamentos à base de cortisona
    • Via oral: xaropes e comprimidos;• Para uso injectável;• Para uso inalado: nebulizações, sprays ou inaladores de pó seco;• Uso na pele: pomadas e cremes;• Uso oftálmico: colírios.
  • 40. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Via oral
    • Indicados para a maioria das reacções alérgicas;
    • 41. Deve ser utilizado num curto espaço de tempo a fim de não interferir na produção de cortisol no organismo;
    • 42. Os efeitos secundários são normalmente o aumento do apetite e alterações no sistema nervoso.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Injectáveis
    • Podem ser utilizados por via venosa ou intramuscular;
    • 43. Indicados para situações de emergência como crises de asma e choque anafilático.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Inalados
    • Actua fortemente contra as inflamações das vias respiratórias, como em casos de asma e rinite alérgica;
    • 44. Deve ser utilizado de modo contínuo e por tempo prolongado;
    • 45. Tem efeitos secundários localizados como rouquidão e candidíase oral;
    • 46. Existem em forma de spray, aerossóis, inaladores de pó e nebulização.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Vantagens do uso inalado
    • A medicação actua mais rapidamente;
    • 47. As doses são menores (microgramas);
    • 48. Os efeitos secundários são mínimos;
    • 49. Pode utilizar-se por tempo prolongado sem alterar o equilíbrio do eixo hipófise - adrenal.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Cremes e pomadas
    • É utilizado no tratamento de doenças alérgicas da pele, como a dermatite atópica e o eczema de contacto;
    • 50. Apresenta menos efeitos secundários que os anteriores;
    • 51. Num uso exagerado a pele fica fina e surgem estrias;
    • 52. Quando usado em excesso no rosto podem aparecer borbulhas e pêlos finos;
    • 53. Pode ocorrer taquifilaxianum uso não monitorizado.
  • Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Uso adequado
    • Para tratar crises fortes ou moderadas nas doenças alérgicas;• Utilização deve ser de preferência por via oral (comprimido ou xarope), em doses adequadas e por um curto período (5 a 7dias);• Utilizar com orientação e supervisão do médico.
  • 54. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Uso inadequado
    • Uso por conta própria e sem orientação médica;• Utilização repetida de injecções de depósito (acção prolongada);• Evitar corticóides a todo o custo e só usar quando a crise já for muito grave;• Usar doses baixas por muito tempo ou modificar a prescrição do médico por medo de efeitos colaterais.
  • 55. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Tratamento com cortisona
    Com 4 anos.
  • 56. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Tratamento com cortisona
    Com 6 anos.
  • 57. Cortisona
    Combate às reacções alérgicas
    Tratamento com cortisona
    Com 12 anos.
    Com 8 anos.