Your SlideShare is downloading. ×
Escola De Chicago
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Escola De Chicago

26,282
views

Published on

Apresentação sobre a história e os conceitos da Escola de Chicago

Apresentação sobre a história e os conceitos da Escola de Chicago

Published in: Education, Technology, Travel

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
26,282
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
374
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A Sociologia Americana
    • Segunda metade do séc. XIX;
    • Busca pela interpretação da realidade social do país – reflexo da industrialização e urbanização aceleradas;
    • Influenciada pela sociologia européia de H. Spencer e E. Durkheim;
    • Inclinação inicial à filantropia e à reforma social;
  • 2. A Sociologia para Spencer
    • Seria uma ciência tal qual as ciências exatas (como a biologia e a economia);
    • Deveria aplicar as mesmas generalizações e padronizações nos processos de estudo e aplicação de teorias que as ciências exatas;
    • Deveria desenvolver métodos e leis aplicáveis a qualquer sociedade.
  • 3.
    • Para Spencer, o ponto comum de todas as sociedades era a ORDEM DO PROGRESSO, o evolucionismo:
    • “ Em sociedade [...] há uma ordem de coexistência e progresso. Se há ordem, então os fenômenos correspondentes podem constituir o assunto de uma ciência redutível à forma dedutiva, ou, em outras palavras, a uma ciência teórica”.(TIMASHEF, 1971, p. 54).
  • 4. O Objetivo da Sociologia
    • Analisar e explicar o estágio de progresso de uma sociedade por meio da aplicação de leis da evolução – analogia orgânica:
    • indivíduo = combinação de orgãos
    • sociedade = combinação de indivíduos
    • a criança cresce até se tornar adulta = a comunidade cresce até se tornar uma metrópole
  • 5. Durkheim e o Fato Social
    • Os fatos sociais deveriam ser tratados como coisas, ou seja, fatos externos aos indivíduos que moldavam as ações humanas;
    • O cientista social deveria estudar tais fatos externos sem aprofundamentos de investigação psicológica para detrminar o estágio de evolução de uma sociedade.
  • 6. O Funcionalismo de Talcott Parsons
    • Fundou as bases para os conceitos da Escola de Chicago;
    • 3 postulados: a sociedade é formada por partes diferentes interdependentes; cada parte age em direção ao equilíbrio do organismo; sugere-se que existe um equilíbrio do organismo-sociedade.
  • 7. Escola de Chicago
    • Universidade criada em 1890;
    • Doações de 45 milhões de John D. Rockefeller;
    • Primeira no mundo a oferecer cursos superiores de sociologia;
    • Principais autores: Robert Park, Ernest Burguess e Roderick MacKenzie.
  • 8. Características dos Estudos
    • Estudos urbanos, ecológicos, revoluções, movimentos sociais, patologias sociais , relações raciais, seitas, comportamento de massas e multidões, entre outros;
    • Sociedade vista como organismo formado por um conjunto de órgãos – ECOLOGIA HUMANA.
    • Estudos empíricos na própria cidade de Chicago por meio de MAPEAMENTO;
    • Análises e estudos espaciais.
  • 9. Modelo de Estrutura das Cidades
    • São formadas de centros e subcentros, estradas e periferias;
    • Os centros estão interligados e possuem relações de subordinação de acordo com a importância comercial;
    • Os subcentros são dependentes do centro principal;
    • Separação entre CENTRO E PERIFERIA.
  • 10.
    • Para os três autores, as distâncias espaciais e a capacidade de mobilidade , movimento, entre as diferentes comunidades têm extrema relevância, pois indicam as mudanças nas relações sociais: distâncias espaciais como indicativos das distâncias sociais, ou seja, QUANTO MAIS LONGE DO CENTRO, MAIS POBRE FINANCEIRA E SIMBOLICAMENTE.
  • 11.
    • “ O centro consiste naquelas instituições (e papéis) que exercem autoridade – quer seja ela econômica, governativa, política ou militar – e nas que criam e difundem símbolos culturais [...] A periferia é muito diferenciada: pode dizer-se que ela recobre uma vasta área em redor do centro. Quanto menos um estrato ou setor da sociedade é poderoso, quanto menos é recompensado, quanto menos é criativo , quanto menos cultura emanada do centro possui, quanto menos é tocado de maneira contínua pelo poder do sistema central, mais periférico se pode considerar que é” . (SHILS, 1974, p.102, grifo nosso).
  • 12. O que a Escola de Chicago buscava?
    • Identificar as áreas periféricas da cidade;
    • Analisar os fenômenos de disturbios sociais;
    • Levar até a periferia os valores do sistema central.