O Renascimento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

O Renascimento

on

  • 5,178 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,178
Views on SlideShare
5,112
Embed Views
66

Actions

Likes
1
Downloads
159
Comments
0

1 Embed 66

http://www.slideshare.net 66

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

O Renascimento Presentation Transcript

  • 1. O TEOCENTRISMO
  • 2.
    • A teoria do universo geocêntrico ou geocentrismo é o modelo cosmológico mais antigo. Na Antiguidade era raro quem discordasse dessa visão. Entre os filósofos que defendiam esta teoria, o mais conhecido era Aristóteles. Foi o matemático e astrônomo grego Claudius Ptolomeu (83-161 d.C.) quem, na sua obra "Almagesto", deu a forma final a esta teoria, que se baseia na hipótese de que a Terra estaria parada no centro do Universo com os corpos celestes, inclusive o Sol, girando ao seu redor . Essa visão predominou no pensamento humano até o resgate, feito pelo astrônomo e matemático polonês Nicolau Copérnico (1473-1543), da teoria heliocêntrica, criada pelo astrônomo grego Aristarco de Samos (310-230 a.C.).
  • 3.  
  • 4.  
  • 5.
    • Arte paleocristã
    • Arquitectura Iluminuras
    • Mosaicos
  • 6.
    • Arte bizantina | Bizâncio: Constantinopla, nome da actual Istambul
    • Caracterização geral:
    • mundo pulverizado pelas invasões onde apenas o Cristianismo crescia;
    • ligação profunda à religião – artista como artesão;
    • iconoclastia – séc. VIII até Concílio de Niceia (787);
    • negação da proporcionalidade e da tridimensionalidade;
    • hierarquia alma vs. Corpo.
    • Principais obras de arte:
      • pintura e mosaico;
      • arquitectura.
    ARTE MEDIEVAL
  • 7. Arte bizantina Pintura e mosaico
  • 8.
    • Igrejas:
    • planeadas sobre bases circulares,
    • octogonais ou quadradas
    • rematadas por cúpulas
    • edifícios de grande dimensão,
    • espaçosos e profusamente decorados
    Arte bizantina Arquitectura Basílica de Santa Sofia - Istambul
  • 9. Arte islâmica: Arquitectura Mesquita de Córdova (interior e exterior) Mesquita no Afeganistão, com cúpula e minarete.
  • 10. Arte românica Arquitectura
    • Síntese da antiguidade pagã, da influência oriental, dos povos bárbaros
    • Apogeu: sécs. XI e XII
    • Arte, fundamentalmente, monástica
    Civil e Militar Torre defensiva românica
  • 11. Arte românica: Arquitectura religiosa Mosteiros: núcleos culturais e artísticos Catedrais: centros de culto Igreja de Saint-Étienne, Caen, França Abadia de Fontefroide, França Catedral de Girona, Irália
  • 12. Arte românica: Escultura
  • 13. Arte românica: Pintura e iluminura
  • 14. Arte gótica: Vitrais e iluminura Catedral de Chartres Iluminuras : mais diversidade de temas e de cores Bíblia Morgan Vitrais : dependentes da arquitectura, substituem as pinturas a fresco
  • 15. Arte gótica Pintura – frescos e retábulos Fresco de Giotto, Itália, séc. XIV Retábulo de Giotto, Itália, séc. XIV
  • 16.
    • Movimento artístico que é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Sugere que a partir do século XIV teria ocorrido na Europa um súbito reviver dos ideais da cultura greco-romana. Porém ao examinarmos a Idade Média podemos notar que o estudo dos autores clássicos nunca foi abandonado, um exemplo disso, são os chamados Monges Copistas, que viviam enclausurados e dedicavam-se exclusivamente às orações e a copiar manualmente obras da literatura clássica. Ocorreram nesse período inúmeros avanços nos mais variados campos do conhecimento. É nesse período que ocorre o surgimento do ideal Humanista, sentimento que valoriza o homem e a natureza.
    • HUMANISMO
    • A expressão humanismo refere-se genericamente a uma série de valores e ideais relacionados à celebração do ser humano. O termo, porém, possui diversos significados, muitas vezes conflitantes.Segundo Bernard Cottret, biógrafo de Calvino, o seu atual significado surge apenas em 1877. Significa, segundo este autor, o interesse dos sábios do Renascimento pelos textos da antiguidade clássica (em Latim e Grego) em detrimento da escolástica medieval. Autores clássicos como Cícero ou Séneca voltam a ser lidos com um interesse acrescido na Europa do século XVI.Humanistas famosos são entre outros Petrarca, Gianozzo Manetti, Lorenzo Valla, Marsilio Ficino, Erasmo de Roterdam , François Rabelais, Pico de La Mirandola e Thomas Morus.
  • 17.
    • Dante Alighieri (Florença, 29 de Maio de 1265 — Ravena, 13 ou 14 de Setembro de 1321) foi um escritor, poeta e político italiano. É considerado o primeiro e maior poeta da língua italiana, definido como il sommo poeta ("o sumo poeta").
    • Seu nome, segundo o testemunho do filho Jacopo Alighieri, era um hipocorístico de "Durante". [1] Nos documentos, era seguido do patronímico "Alagherii" ou do gentílico "de Alagheriis", enquanto a variante "Alighieri" afirmou-se com o advento de Boccaccio.
    DANTE ALIGHÍERI Dante Alighieri por Sandro Botticelli Foi muito mais do que apenas um literato: numa época onde apenas os escritos em latim eram valorizados, redigiu um poema, de viés épico e teológico, La Divina Commedia (A Divina Comédia), que se tornou a base da língua italiana moderna e culmina a afirmação do modo medieval de entender o mundo. Nasceu em Florença, onde viveu a primeira parte da sua vida até ser injustamente exilado. O exílio foi ainda maior do que uma simples separação física de sua terra natal: foi abandonado por seus parentes. Apesar dessa condição, seu amor incondicional e capacidade visionária o transformaram no mais importante pensador de sua época.
  • 18.  
  • 19.
    • MONALISA DA VINCI
  • 20.  
  • 21.
    • O Homem Vitruviano é baseado numa famosa passagem do arquiteto romano Marcus Vitruvius Pollio na sua série de dez livros intitulados de De Architectura , um tratado de arquitetura em que, no terceiro livro, ele descreve as proporções do corpo humano:
  • 22.
    • De cerca de 1430 é o "Davi"' em bronze. Obra realizada por comissão de Cosme de Médici, a estátua pode representar tanto o Davi bíblico, símbolo das virtudes cívicas, quanto o deus Mercúrio que contempla a fronte de Argo e dá uma representação intelectual e refinada da figura humana, inspirando-se na arte helênica, com corpo nu, o pé sobre a cabeça de Golias, corpo vivo, alegoricamente representa a razão que triunfa sobre a força bruta e a irracionalidade.
    DAVI DE MICHELANGELO
  • 23.  
  • 24.
    • A Pietá (em português Piedade) de Michelangelo é talvez a Pietá mais conhecida e uma das mais famosas esculturas feitas pelo artista. Representa Jesus morto nos braços da Virgem Maria. A fita que atravessa o peito da Virgem Maria traz a assinatura do autor, única que se conhece: MICHAEL ANGELUS. BONAROTUS. FLORENT. FACIEBA(T), ou seja, «Miguel Angelo Buonarotusde Florença fez.»
    • Fica na basílica de São Pedro, na primeira capela da alameda do lado direito. Desde que a estátua foi atacada em 1972, está protegida por um vidro a prova de bala. Tem 174 centímetros por 69 centímetros e é feita em mármore.
    PIETÁ DE MICHELANGELO
  • 25.
    • Nicolau Maquiavel, em italiano Niccolò Machiavelli, (Florença, 3 de Maio de 1469 — Florença, 21 de Junho de 1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento. É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pela simples manobra de escrever sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser. Os recentes estudos do autor e da sua obra admitem que seu pensamento foi mal interpretado historicamente. Desde as primeiras críticas, feitas postumamente por um cardeal inglês, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjectivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia.
    • Niccolò di Bernardo dei Machiavelli viveu a juventude sob o esplendor político de Florença durante o governo de Lourenço de Médici e entrou para a política aos 29 anos de idade no cargo de Secretário da Segunda Chancelaria. Nesse cargo, Maquiavel observou o comportamento de grandes nomes da época e a partir dessa experiência retirou alguns postulados para sua obra. Depois de servir em Florença durante catorze anos foi afastado e escreveu suas principais obras. Conseguiu também algumas missões de pequena importância, mas jamais voltou ao seu antigo posto como desejava.
    • Como renascentista, Maquiavel se utiliza de autores e conceitos da Antiguidade Clássica de maneira nova. Um dos principais autores foi Tito Lívio, além de outros lidos através de traduções latinas, e entre os conceitos apropriados por ele, encontram-se o de virtù e o de fortuna.
    Nicolau Maquiavel
  • 26.
    • Literatura:
    • Camões – Os Lusíadas
    • Thomas Morus – Utopia
    • William Shakespeare – Otelo
    • Miguel de Cervantes – Dom Quixote
  • 27.
    • Renascimento Científico
    • Nicolau Copérnico- Teoria do Heliocentrismo
    • Johannes Kepler e Galileu Galilei- difundiram as teses de Copérnico
    • André Vesálio, William Harvey e Migel Servet – criadores da Anatomia Moderna, graças a dissecação de cadáveres
  • 28.
    • O heliocentrismo é uma teoria científica que afirma ser o Sol o centro do sistema solar. Esta teoria foi proposta pela primeira vez pelo astrônomo grego Aristarco de Samos, mas só com Nicolau Copérnico e em especial com Galileu Galilei é que se tornou mais sustentada.
    • Na etimologia da palavra, temos como componente a palavra "hélio" que, no caso, se refere ao deus grego Hélios, e não ao elemento químico hélio - que é um elemento componente do Sol
  • 29.  
  • 30.
    • Deslocamento do eixo econômico do Mar Mediterrâneo para o Oceano Atlântico
    • Reforma e Contra Reforma
    • Guerras e Conflitos Religiosos ocasionados pela Reforma