Max Weber

66,603
-1

Published on

slides da aula de sociologia.

Published in: Education, Technology
0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
66,603
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
1,457
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Max Weber

  1. 1. Sociologia alem ã: a contribuição de Max Weber(1824-1920) <ul><li>Professor : </li></ul><ul><li>ROBERTO MOSCA JR </li></ul>
  2. 2. A sociedade sob uma perspectiva hist órica <ul><li>Uma das diferenças existentes entre o positivismo e o idealismo é a importância que o segundo dá a história. </li></ul><ul><li>Weber, figura dominante na sociologia alemã, com formação histórica consistente, se oporá ao positivismo. Para ele, a pesquisa histórica é essencial para compreensão das sociedades. Essa pesquisa, baseada na coleta de documentos e no esforço interpretativo das fontes, permite o entendimento das diferenças sociais, que seriam, para Weber, de gênese e formação, e não de estágios de evolução. </li></ul>
  3. 3. A sociedade sob uma perspectiva hist órica <ul><li>O caráter particular e específico de cada formação social e histórica contemporânea deve ser respeitado. O conhecimento histórico, entendido como a busca de evidências, torna-se um poderoso instrumento para o cientista social. </li></ul><ul><li>Weber consegue combinar duas perspectivas: a histórica, que respeita as particularidades de cada sociedade, e a sociológica, que ressalta os elementos mais gerais de cada fase do processo histórico. </li></ul>
  4. 4. A sociedade sob uma perspectiva hist órica <ul><li>Weber, entretanto, n ão achava que uma sucessão de fatos históricos fizesse sentido por si mesma. Para ele, todo historiador trabalha com dados esparsos e fragmentários. Por isso, propunha para esse trabalho o método compreensivo , isto é, um esforço interpretativo do passado e de sua repercussão nas características peculiares das sociedades contemporâneas. Essa atitude de compreensão é que permite ao cientista atribuir aos fatos esparsos um sentido social e histórico. </li></ul>
  5. 5. Aç ão social: uma ação com sentido <ul><li>O ponto de partida da sociologia de Max Weber n ão estava nas entidades coletivas, grupos ou instituições . Seu objeto de investigaç ão é a ação social , a conduta humana dotada de sentido , isto é, de uma justificativa subjetivamente elaborada. Assim, o homem passou a ter, enquanto indivíduo, na teoria weberiana, significado e especificidade.É ele que dá sentido `a sua ação social: estabelece a conexão entre motivo da ação, a ação propriamente dita e seus efeitos. </li></ul>
  6. 6. Aç ão social: uma ação com sentido <ul><li>Para a sociologia positivista, a ordem social submete os indivíduos como força exterior a eles. Para Weber, ao contrário, não existe oposição entre indivíduo e sociedade ; as normas sociais só se tornam concretas quando se manifestam em cada indivíduo sob forma de motivação . Cada sujeito age levado por um motivo que é dado pela tradição , por interesses racionais ou pela emotividade . </li></ul>
  7. 7. Aç ão social: uma ação com sentido <ul><li>O motivo transparece na aç ão social permite desvendar o seu sentido, que é social na medida em que cada indivíduo age levando em conta a resposta ou a reação de outros indivíduos. </li></ul><ul><li>A tarefa do cientista social é descobrir os possíveis sentidos das ações humanas presentes na realidade social que lhe interessa estudar .O sentido, por um lado, é expressão da motivação individual, formulado expressamente pelo agente ou implícito em sua conduta. </li></ul>
  8. 8. Tipologia das aç ões sociais <ul><li>Aç ão racional. </li></ul><ul><li>Ação afetiva. </li></ul><ul><li>Ação racional com respeito a valores. </li></ul><ul><li>Ação racional com respeito a fins. </li></ul>
  9. 9. aç ão social: uma ação com sentido <ul><li>O caráter social da ação individual decorre, segundo Weber, da interdependência dos indivíduos. Um ator age sempre em função de sua motivação e da consciência de agir de outras em relação a outros atores. </li></ul><ul><li>Weber distingue a aç ão da relação social , para que se estabeleça uma relação social , é preciso que o sentido seja compartilhado. </li></ul>
  10. 10. As tarefas do Cientista <ul><li>Weber dizia que o cientista, como todo indiv íduo em ação, age guiado por seus motivos, sua cultura ou sua tradição. </li></ul><ul><li>Do ponto de vista do método, qualquer que seja a perspectiva adotada pelo cientista, ela será sempre parcial. </li></ul>
  11. 11. O Tipo ideal <ul><li>O tipo ideal de Max Weber corresponde ao que Florestan Fernandes definiu como conceitos sociol ógicos construídos interpretativamente como instrumentos de ordenação da realidade . O conceito, ou tipo ideal, é previamente construído e testado, depois aplicado a diferentes situações em que dado fenômeno possa ter ocorrido. À medida que o fenômeno se aproxima ou se afasta de sua manifestação típica, o sociólogo pode identificar e selecionar aspectos que tenham interesse à explicação como, por exemplo os fenômenos típicos “capitalismo” e “feudalismo”. </li></ul>
  12. 12. Weber <ul><li>Entender as causas da mudança social. </li></ul><ul><li>Os fatores econ ômicos são importantes, mas as idéias e os valores tem o mesmo impacto na mudança social. </li></ul>
  13. 13. Weber <ul><li>Aç ão social vs estruturas sociais. </li></ul><ul><li>Motivações e idéias humanas- mudanças. </li></ul><ul><li>Idéias,valores e crenças - causam - mudanças. </li></ul><ul><li>Os indivíduos agem livremente e moldam o futuro. </li></ul><ul><li>Complexa interaç ão de ações - sociologia quer compreender os significados. </li></ul>
  14. 14. Weber <ul><li>Certo aspectos das crenças crist ãs influenciaram fortemente o surgimento do capitalismo. </li></ul><ul><li>Tipo ideais são modelos conceituais ou analíticos, são usados para compreender o mundo. </li></ul><ul><li>No mundo real, os tipos ideais raramente ou nem sempre existem - frequentemente, apenas alguns de seus atributos estarão presente. </li></ul>
  15. 15. Weber e Racionalizaç ão <ul><li>Sociedade moderna - mudanças em modelos de ação social. </li></ul><ul><li>Afastamento da tradição, superstição, na religião, do costume e hábitos ancestrais. </li></ul><ul><li>Os indivíduos estariam cada vez mais racionais, instrumentais, eficiências e experiências futuras </li></ul><ul><li>Sociedade industrial, existe pouco espaço para sentimentos e coisas pela simples razão deterem sido reinteradas por gerações </li></ul>
  16. 16. Weber e Racionalizaç ão <ul><li>Desenvolvimento da ci ência da tecnologia moderna e burocracia. </li></ul><ul><li>Racionalização da vida econômica e social. </li></ul><ul><li>Eficiência e e conhecimento técnico. </li></ul><ul><li>Sociedade tradicionais: religião e costumes </li></ul><ul><li>Sociedade moderna: racionalizaç ão(política,religião, atividade econômica). </li></ul>
  17. 17. Weber e Racionalizaç ão <ul><li>Revoluç ão Industrial e o capitalismo tendência em direção a racionalização. </li></ul><ul><li>O capitalismo não é dominado pelo conflito de classe, mas pela ascensão da ciência e da burocracia - organizações de larga escala. </li></ul><ul><li>Caráter científico do ocidente. </li></ul><ul><li>Burocracia expande-se com o crescimento econômico e político. </li></ul><ul><li>Desencantamento: pensamento cient ífico do mundo moderno varre a sentimentalidade do passado. </li></ul>
  18. 18. Weber e Racionalizaç ão e desencantamento. <ul><li>Sociedade moderna esmagaria o esp írito humano. </li></ul><ul><li>Tentativa de regular todas as esferas da vida social. Efeitos sufocantes e desumanizantes da burocracia e suas implicações no destino da democracia democracia. </li></ul>
  19. 19. Weber e Racionalizaç ão e desencantamento <ul><li>A agenda do iluminismo do s éc. XVIII, de progresso crescente, de riqueza e de felicidade por meio da rejeição dos costumes e da superstição em favor da ciência, da tecnologia, produz, por si só, perigos. </li></ul>
  20. 20. Frases de Weber <ul><li>“ Político precisa fazer compromissos e o cientista ao contrário não pode jamais faze-lo” </li></ul><ul><li>“ Exagerar é minha profissão” </li></ul><ul><li>“ O homem jamais teria alcançado o poss ível se não tivesse tentado o impossível” </li></ul><ul><li>“ É a descoberta de um novo problema e não um novo objeto, que aliado a um novo método cria uma nova ciência” (polêmica com o positivismo) </li></ul>
  21. 21. QUADRO ANAL ÍTICO DAS ABORDAGENS EM SOCIOLOGIA <ul><li>As linhas inteiras indicam influ ência direta; as linhas pontilhadas, uma conexão indireta. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×