• Like
  • Save
Plano De Trabalho Docente
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Plano De Trabalho Docente

on

  • 70,554 views

Como auxiliar o Professor no Plano de Trabalho Docente - Modelo do Plano para ser desenvolvido.

Como auxiliar o Professor no Plano de Trabalho Docente - Modelo do Plano para ser desenvolvido.

Statistics

Views

Total Views
70,554
Views on SlideShare
70,059
Embed Views
495

Actions

Likes
5
Downloads
575
Comments
4

6 Embeds 495

http://www.slideshare.net 343
http://biologiacomlaor.blogspot.com.br 83
http://biologiacomlaor.blogspot.com 36
http://www.e-escola.pr.gov.br 29
http://htmledit.squarefree.com 2
http://webcache.googleusercontent.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

14 of 4 Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Plano De Trabalho Docente Plano De Trabalho Docente Presentation Transcript

      • O que é um PTD?
      • É o mesmo que planejamento e plano de aula?
      • Como ele é construído? Que variáveis precisam ser consideradas nesse momento?
      Plano de Trabalho Docente
      • Tem um formato específico?
      • Quem participa da sua construção?
      • Que elementos ele deve conter?
      Plano de Trabalho Docente
      • Dimensão Legal:
      • Aparece no Artigo 13, II e IV da LDB como Plano de Trabalho que deve ser feito pelo professor, isso justifica o termo Plano de Trabalho Docente.
      Plano de Trabalho Docente
      • Contribuir para o desenvolvimento da proposta pedagógica curricular dos estabelecimentos de ensino em que atuar;
      • Elaborar Plano de Trabalho Docente e trabalhar pelo seu cumprimento em consonância com a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino, com os princípios norteadores das políticas educacionais da SEED e com a legislação vigente para a Educação Nacional.
      Edital de Concurso
      • Parte da Proposta Pedagógica Curricular;
      • Organiza o ensino aprendizagem em sala de aula.
      • E o que é Aprendizagem? (DCE, p. 54; p. 56; p. 62 e 63; p. 65; p. 66; p. 68).
      • OBS: D.C.E. > DIRETRIZES CURRICULARES ESTADUAIS
      • É um documento que registra o que se pensa fazer, como fazer, quando fazer, com que fazer e com quem fazer;
      • É uma diretriz para as ações educacionais do professor;
      • Plano é a formalização dos diferentes momentos do processo de planejamento;
      • É a apresentação sistematizada e justificada das decisões tomadas.
      • Implica no registro escrito e sistematizado do planejamento do professor;
      • Antecipa a ação do professor, organizando o tempo e o material de forma adequada;
      • É um instrumento político e pedagógico que permite a dimensão transformadora do conteúdo.
      • Permite uma avaliação do processo de ensino e aprendizagem;
      • Possibilita compreender a concepção de ensino-aprendizagem e de avaliação do professor;
      • Orienta /direciona o trabalho do professor
      • Requer conhecimento prévio da Proposta Pedagógica Curricular;
      • Pressupõe a reflexão sistemática da prática educativa.
      • 1. Conteúdos específicos
        • 2. Justificativa
        • 3. Encaminhamentos metodológicos (métodos, recursos, estratégias)
        • 4. Avaliação (critérios, instrumentos)
        • 5. Referências
        • 1. Conteúdos específicos: O professor organiza a escolha dos conteúdos, trabalhando de forma contextualizada e atualizada, possibilitando ao aluno estabelecer relações e análises críticas sobre ele.
    • Conteúdo Estruturante Conteúdo Básico Conceitos Conteúdos Específicos
        • 2. Justificativa: Explicita a escolha dos conteúdos estruturantes e específicos como opção política, educativa e formativa.
    • 3. Encaminhamentos metodológicos: O conjunto de determinados princípios, métodos, recursos e estratégias para chegar aos objetivos; o processo de investigação teórica e de ação prática.
    • 4. A valiação: seleção de instrumentos e definição de critérios que estabelecem os propósitos e a dimensão do que se avalia. Para cada conteúdo específico é preciso ter claro o que se deseja ensinar, desenvolver e, portanto, avaliar.
    • 5. Referências : permitem perceber em que material e em qual concepção o professor vem fundamentando seu conteúdo. Fundamentar conteúdos de forma historicamente situada implica buscar outras referências além dos livros didáticos.
    • Colégio Estadual Zacarias Cardoso de Cristo Professor(a): ....................... Disciplina: ........................ Série:............... Período:.............. Ano letivo:..................... PLANO DE TRABALHO DOCENTE Referências Critérios de avaliação Encaminhamento metodológico e recursos didáticos Justificativa e Objetivos Conteúdos
      •  
      • As Diretrizes Curriculares da Educação Básica do Paraná
      • As Diretrizes Curriculares para a educação pública do Estado do Paraná chegam às escolas como um documento oficial que traz a característica principal de sua construção: a horizontalidade, pois contou com a participação de todas as escolas e Núcleos Regionais de Educação do Estado, e faz ressoar nela as vozes de todos os professores das escolas públicas paranaenses. Este é um documento que traça estratégias que visam nortear o trabalho do professor e garantir a apropriação do conhecimento pelos estudantes da rede pública. Os mesmos princípios democráticos que fundamentaram a construção destas Diretrizes solicitam, dos professores, o engajamento para uma contínua reflexão sobre este documento, para que sua participação crítica, constante e transformadora efetive, nas escolas de todo o Estado, um currículo dinâmico e democrático. Nesses cadernos estão contemplados o texto Educação Básica e a opção pelo currículo disciplinar, que discorre principalmente sobre a concepção de currículo para a Educação Básica paranaense, as Diretrizes Curriculares Estaduais (DCE) de sua disciplina e, no anexo, ao final do caderno, a Tabela de Conteúdos Básicos construída e sistematizada pelas equipes disciplinares do Departamento de Educação Básica. Os conteúdos são organizados por séries e devem ser tomados como ponto de partida para a organização da proposta pedagógica curricular das escolas.