DilataçãO TéRmica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

DilataçãO TéRmica

on

  • 12,809 views

 

Statistics

Views

Total Views
12,809
Views on SlideShare
12,786
Embed Views
23

Actions

Likes
1
Downloads
333
Comments
2

1 Embed 23

http://www.slideshare.net 23

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

DilataçãO TéRmica DilataçãO TéRmica Presentation Transcript

  • Dilatação Térmica
    • Conteúdo de física
    • Prof. Sergio Antonio
    • Colégio Professor Fernando Moreira caldas
    • Com aumento de temperatura;
    • Aumenta a agitação térmica
    • Maiores distâncias entre as moléculas.
  • Dilatação Linear
    • Empiricamente, pode-se provar que a dilatação Linear de um corpo depende:
    • a) Da variação da Temperatura ( Δθ )
    • b) Do comprimento inicial ( lo )
  • Dilatação Linear Δl
    • Δl é diretamente proporcional ao comprimento inicial ( lo) e à variação de temperatura (Δθ).
  • Constante de proporcionalidade.
    • α – coeficiente de dilatação linear do material (depende do material).
  • Unidades de α: Grau Celsius recíproco = ºC ־ ¹
  • Tabela de algumas substâncias.
  • Observação
    • Para se obter o comprimento final l, basta-se acrescentar ao lo, a dilatação Δl.
    • l = lo + Δl
    • l = lo + α.lo.Δθ
    • l = lo (1 + α.Δθ )
  • Gráfico da dilatação linear
  • Tangente do ângulo.
  • Algumas aplicações
  • Dilatação Superficial
    • Consideremos a
    • dilatação linear
    • em duas
    • dimensões da
    • superfície:
  • Dilatação linear a e dilatação linear b
  • Valores desprezíveis
  • Desenvolvendo a expressão anterior
  • Coeficiente de dilatação superficial
  • Vão para dilatação das plataformas de um viaduto.
  • Dilatação Volumétrica
  •  
  • V = a o .b o .c o
    • Por meio de raciocínio semelhante ao que fizemos para dilatação superficial, teremos:
  • Relação entre α, β e γ
    • β = 2α γ = 3α
  • Importante saber:
  • Perguntas???
    • Empírico?
    • Homogêneo?
    • Isótropo?
  • Lâminas bi-metálicas
    • Feitas de duas tiras de metais diferentes;
    • Mantém-se retilíneas nas temperaturas que foram coladas;
    • No ferro elétrico funciona como termostato.
  • Dilatação de um sólido
  •  
  • Dilatação dos líquidos
    • Estuda-se somente a dilatação volumétrica.
    • V = Vo + ΔV e ΔV = γ.Vo. Δθ
  • Dilatação aparente do líquido ΔV ap
    • ΔV ap – quantidade de líquido que
    • transborda do recipiente (aparente)
    • ΔV rec - dilatação do recipiente.
    • ΔV - dilatação real do líquido
    • ΔV = ΔV rec + ΔV ap
  • Coeficiente de dilatação ( γ )
    • γ = γ rec + γ ap
  • Valores médios de coeficientes de dilatação real de alguns líquidos.
  • Dilatação anômala da água
  • Ponte de hidrogênio
    • No estado sólido, os átomos de oxigênio, unem-se aos átomos de hidrogênio, através da ligação ponte de hidrogênio.
    • Entre as moléculas
    • formam-se grandes
    • vazios, aumentado o
    • volume externo.
  • Rompimento da ponte.
    • Quando a água é aquecida de 0 ºC a 4 ºC, as
    • pontes de hidrogênio rompem-se.
    • As moléculas passam a ocupar os vazios;
    • provocando uma contração.
    • Portanto neste intervalo
    • de temperatura ocorre, uma
    • diminuição de Volume.
  • Anomalia da água
    • Os diagramas ilustram o comportamento do volume e da densidade em função da temperatura da água.
  • GELO – Isolante térmico
  • Esse conteúdo você encontrará no site abaixo:
    • http://www.slideshare.net/prof.sergio