• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Jazz em agosto 2010 FCG
 

Jazz em agosto 2010 FCG

on

  • 1,060 views

Jazz em agosto 2010 FCG

Jazz em agosto 2010 FCG

Statistics

Views

Total Views
1,060
Views on SlideShare
1,047
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

1 Embed 13

http://industrias-culturais.blogspot.com 13

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Jazz em agosto 2010 FCG Jazz em agosto 2010 FCG Document Transcript

    • Jazz em Agosto 2010 A 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian
    • Jazz em Agosto 2010 1 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian A 27ª edição do Jazz em Agosto traz novamente até Lisboa o outro lado do jazz apresentando músicos que, através de um olhar atento perante as transformações sociais e tecnológicas que se operam no mundo, reflectem as tendências inovadoras do jazz contemporâneo. É neste espaço de independência e resistência que o Jazz em Agosto 2010 apresenta no anfiteatro ao ar livre, duas figuras históricas do jazz contemporâneo, num diálogo peculiar e raro, o saxofonista e clarinetista John Surman e o baterista e pianista Jack DeJohnette, um duo veterano que nos transporta para o ambiente sónico da electrónica. O saxofonista britânico Evan Parker apresenta-se com o seu Electro-Acoustic Ensemble, formação através da qual tem procurado, na última década, explorar os limites da música electrónica e da improvisação, contando aqui com a sua maior formação de sempre – 18 músicos – com solistas como Peter Evans, Agustí Fernández, Paul Lytton, Richard Barrett ou Ikue Mori, num concerto multimédia, onde imagem e música entram em diálogo. O quinteto do clarinetista francês Louis Sclavis apresenta-nos o mais recente projecto, Lost On The Way, inspirado na Odisseia de Homero, uma viagem musical onde sobressai a singularidade de Sclavis, fazendo-nos aproximar dos universos de Miles Davis e Eric Dolphy e revelando-nos uma nova geração do jazz francês. A Circulasione Totale Orchestra, do saxofonista e clarinetista Fröde Gjerstad, onde avultam músicos como Louis Moholo, Paal Nilssen-Love, Sabir Mateen, Bobby Bradford ou Kevin Norton, numa orquestra multinacional e multidimensional que existe há duas décadas em contínua evolução, agregando gerações e celebrando a improvisação libertária e festiva. Ainda no anfiteatro ao ar livre o trio Steamboat Switzerland e o sexteto Sol 6 de Luc Ex constituirão peculiaridades nas práticas actuais do jazz: o primeiro centralizado numa fórmula de power trio, evocando free rock e jazz com órgão Hammond B-3 + secção rítmica; o segundo combinando jazz e improvisação radical com punk e groove entrecortado por canções não convencionais.
    • Jazz em Agosto 2010 2 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian O Jazz em Agosto 2010 completa-se com a apresentação dos seguintes concertos e actividades: Open Speech Trio uma formação onde se destaca o flautista Carlos Bechegas, pioneiro da música improvisada do nosso país e com projecção internacional dilatando limites do seu instrumento no seu mais recente projecto. O pianista Guus Janssen e o baterista Han Bennink, legendárias figuras da cena do jazz de Amesterdão, em diálogo cúmplice e extrovertido. De Lisboa, o Red Trio, piano/contrabaixo/bateria, uma formação clássica de jazz, com notoriedade recente, que explora uma via menos convencional a partir de piano preparado. Estabelecendo contrastes possíveis, um segundo trio de piano / contrabaixo / bateria, Pat Thomas / Raymond Strid / Clayton Thomas, reputados improvisadores, dando ênfase a interacções criativas. O documentário Hazentijd, de Jellie Dekker e Dick Lucas, sobre o universo do baterista Han Bennink, que dedicou a sua vida à música e à pintura, dando ênfase à dualidade do mundo em que vive entre a Natureza e a Metrópole. Die Posaune des Jazz (O Trombone do Jazz), de Thorsten Jess, um filme que evoca um dos maiores trombonistas do jazz europeu, Albert Mangelsdorff (1928-2005), num documento que revela os novos caminhos abertos por este músico consagrado pelas novas técnicas instrumentais que aprofundou. Jazz Europeu e Jazz Americano: um diálogo não interrompido, é o mote da conferência do jornalista, crítico e teórico italiano Francesco Martinelli abordando a natureza da programação deste ano.
    • Jazz em Agosto 2010 3 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 06 sexta 6 Agosto 2010 08 21:30 — Anfiteatro ao Ar Livre © jos knaepen John Surman reino unido Jack DeJohnette eua Duas figuras históricas do jazz contemporâneo que cultivam a forma introspectiva do dueto há duas décadas. A impressão deixada por ambas em variados e aplaudidos contextos, no Passado e no Presente, torna este diálogo peculiar e raro, confirmado em dois discos apenas e esporádicas aparições. Dois músicos orgânicos cuja imaginação percorre o legado do jazz, transformando-o e ampliando-o subtilmente numa teia electrónica. 07 sábado 7 Agosto 2010 08 18:30 — Auditório 3 Han Bennink “Hazentijd” um filme de jellie dekker e dick lucas (países baixos), 2009, 58’ (versão original neerlandês/inglês sem legendas) Num olhar que os autores querem que seja total sobre o desenvolvimento artístico deste baterista único, estandarte de uma estética e além dos seus relevantes primórdios musicais, conhecemos também o seu trabalho visual, dando ênfase à dualidade do mundo em que vive, em contraponto, entre a Natureza e a Metrópole.
    • Jazz em Agosto 2010 4 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 07 sábado 7 Agosto 2010 08 21:30 — Anfiteatro ao Ar Livre © steamboat switzerland Steamboat Switzerland suíça / grécia Perfilhando a Arte Bruta, este trio provocador e tórrido é, contudo, meticuloso na sua progressão catalisada pelo característico órgão Hammond B-3 complementado por uma secção rítmica hercúlea. Exercendo-se nas fronteiras do rock, a música austera do trio evoca memórias de quatro décadas de desvios do jazz. 08 domingo 8 Agosto 2010 08 15:30 — Auditório 2 © pedro josé martins Open Speech Trio portugal / áustria Músico de referência da cena nacional da música improvisada e um dos seus pioneiros, prolífero flautista, detonador de encontros internacionais marcantes, Carlos Bechegas encontra nesta associação cúmplice um veículo da sua visão onde a electrónica e a experimentação são preponderantes.
    • Jazz em Agosto 2010 5 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 08 domingo 8 Agosto 2010 08 18:30 — Auditório 2 © maarten jan rieder Guus Janssen países baixos Han Bennink países baixos Dois faróis da vívida cena de improvisação de Amesterdão, denominada New Dutch Swing, exibindo empatia consumada de forte sentido jubilatório e equilibrando, com sapiência, acalmia e explosão. Um conhecimento enciclopédico da bateria jazz + um piano de técnica prodigiosa, propensos tanto ao swing como à composição espontânea, à abstracção e mesmo à sátira, constituem linhas de força. 08 domingo 8 Agosto 2010 08 21:30 — Anfiteatro ao Ar Livre © caroline forbes Evan /Parker Electro-Acoustic Ensemble reino unido eua / japão / espanha / países baixos / itália As inovações de Evan Parker no campo electroacústico continuam em expansão desde o seu sexteto anunciador em 1997. A recente versão do EAE atinge, neste concerto, a dimensão máxima de 18 músicos superlativos per se e uma dimensão multimédia. A pletora de sons do colectivo casa tecnologia e instrumentação convencional com clareza, manifestação conceptual do saxofonista.
    • Jazz em Agosto 2010 6 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 13 sexta 13 Agosto 2010 08 21:30 — Anfiteatro ao Ar Livre © christophe alay Louis Sclavis Lost On The Way frança Linhas melódicas complexas, cerebrais, angulares, caracterizam a linguagem de Sclavis no clarinete, dotando-o de uma identidade musical reconhecida, não de todo afastado dos padrões americanos. Na sequência de outros, o recente projecto inspirado na Odisseia de Homero, incidindo em Ulisses e revelando uma nova geração do jazz Francês, comprova que as suas infatigáveis aspirações continuam a validar-se. 14 sábado 14 Agosto 2010 08 17:00 — Auditório 3 Albert Mangelsdorff “Die Posaune des Jazz” O Trombone do Jazz um filme de torsen jess (alemanha), 2005, 52’ (versão original alemão/inglês sem legendas) Ícone do jazz Europeu e mundial, pelo seu contributo definitivo às técnicas expandidas do trombone, Albert Mangelsdorff (1928-2005) foi parte activa das mais importantes manifestações do jazz avantgarde a partir dos anos 1960. Neste filme documenta-se com rigor o percurso artístico de um músico de referência.
    • Jazz em Agosto 2010 7 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 14 sábado 14 Agosto 2010 08 18:30 — Auditório 2 © red trio Red Trio portugal Um trio português recém-chegado à cena que explora com invenção e audácia a fórmula consagrada de piano/contrabaixo/bateria, conservando laços evidentes com o jazz e cultivando técnicas instrumentais não ortodoxas; os desenvolvimentos, em sólido equilíbrio, criam novos horizontes sónicos. 14 sábado 14 Agosto 2010 08 21:30 — Auditório ao Ar Livre © musacchio & lanniello Sol 6 países baixos / alemanha / reino unido / austrália O novo projecto de Luc Ex sintetiza uma vasta experiência de situações musicais da sua carreira, materializando-se num grupo de câmara híbrido onde coabitam diversos géneros: cabaret, punk, groove, jazz e improvisação. Com uma organização instrumental inusitada, o sexteto é singular no seu adstringente lirismo constantemente fracturado por incursões fora de normas.
    • Jazz em Agosto 2010 8 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 15 domingo 15 Agosto 2010 08 17:00 — Auditório 3 “Jazz Europeu e Jazz Americano: um diálogo não interrompido” conferência por francesco martinelli (itália) Jornalista, historiador, produtor e promotor, Francesco Martinelli, natural de Pisa (n.1954) onde se licenciou em Química, detém largo espólio editado sobre modos de pensar o jazz contemporâneo em maior profundidade. Esta conferência, assente num permanente intercâmbio entre dois continentes, fundamenta a concepção da programação do Jazz em Agosto 2010. 15 Domingo 15 Agosto 2010 08 18:30 — Auditório 2 © heiko purnhagen © heiko purnhagen Pat Thomas suécia Raymond Strid reino unido Clayton Thomas austrália Três consumados e reconhecidos improvisadores para os quais o jazz não está longínquo e que, pela via do trio clássico, em profunda interacção e contínuo estímulo criativo, assumem as suas marcadas individualidades num todo.
    • Jazz em Agosto 2010 9 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian 15 domingo 15 Agosto 2010 08 21:30 — Anfiteatro ao Ar Livre © mai jazz Circulasionesul / eua / reino unido Totale Orchestra noruega / suécia / áfrica do Formada em 1984 por Fröde Gjerstad a CTO é um colectivo multinacional e multidimensional reunindo gerações e adoptando o signo da evolução permanente em forma livre. A excelência dos seus músicos, onde avultam figuras históricas a par de uma nova geração já reconhecida, constrói um corpo cuidadosamente organizado mas passível de todas as transgressões, enquanto o seu carácter poderoso e expansivo constitui um adequado encerramento do Jazz em Agosto 2010.
    • Jazz em Agosto 2010 10 6 a 15 de Agosto Fundação Calouste Gulbenkian Informação de bilheteira Locais de venda fundação calouste gulbenkian Av. de Berna, 45A, 1067-001 Lisboa Tel.: 21 782 3627 Segunda a Sábado, das 10:00 às 17:45h e até às 18h30 nos dias de concertos no Auditório 2 centro de arte moderna josé de azeredo perdigão Rua Dr. Nicolau de Bettencourt, 1050-078 Lisboa Tel.: 21 782 3483/3474 Terça a Domingo, das 10:00 às 17:45 e uma hora antes dos concertos no Anfiteatro ao Ar Livre internet www.musica.gulbenkian.pt/jazz Bilhetes podem ser levantados 24h depois nos locais e horários acima referidos Bilhetes anfiteatro ao ar livre 06, 08, 13 e 15 Agosto: 20,00 euros 07 e 14 Agosto: 17,50 euros auditório 2 10,00 euros auditório 3 entrada livre Descontos 30% mais de 65 anos (trazer documento comprovativo) 30% mais de 10 bilhetes por espectáculo 50% jovens até aos 25 anos (trazer documento comprovativo) Descontos não disponíveis na Internet