Your SlideShare is downloading. ×

ApresentaçãO Polo Do Leite.Acrp

296

Published on

Apresentação Mariana Yazbeck

Apresentação Mariana Yazbeck

Published in: Sports, Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
296
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • 1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976. 2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º 14.797, a SECT recebeu nova denominação, passando a se chamar SECTES - Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Hoje, a Secretaria tem como finalidade as ações setoriais do Governo de Minas relativas ao desenvolvimento, fomento da pesquisa, e à geração e aplicação de conhecimentos científicos e tecnológicos, bem como exercer o controle das Entidades de Ensino Superior.
  • Esta figura síntese do PMDI – 2007/2023 evidencia: 1 – a visão de futuro: “ Minas, o Melhor Estado para se viver ”. 2 – as 6 estratégias, perspectivas, que formam o núcleo propulsor da transformação de Minas Gerais. 3 – os 5 objetivos ou destinatários das políticas públicas. (Foco) 4 – as 11 áreas de resultados ou desafios a serem superados. A SECTES abrande diretamente as Áreas de Resultados: Educação de Qualidade. Inovação, Tecnologia e Qualidade.
  • Missão é a razão de existir da SECTES. É o diferencial em relação as outras Secretarias e Instituições, enuncia o seu negócio: Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior. Evidencia o foco: “Desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida em Minas Gerais”.
  • Visão é o grande sonho de futuro, a extraordinária conquista – “ser vista e reconhecida pela sociedade como exemplo, expoente na formulação e implantação de políticas públicas que assegurem o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, a Inovação e o Ensino Superior.
  • SIMI – Sistema Mineiro de Inovação Missão : integrar e coordenar o Ambiente de Inovação do Estado. Objetivo : Articular entidades e ações, visando estimular a transformação de conhecimento em inovação,promovendo o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Instrumentos: Fórum Mineiro de Inovação : presidido pelo Governador. Objetivo: elaborar e decidir sobre as Estratégias de Promoção de Inovação em Minas Gerais. Comitê de Empresários para Inovação : promover a difusão e propagação da inovação nos setores socioeconômicos de MG. Programa de Comunicação : promover a inovação por meio da divulgação de novos conhecimentos e seus benefícios socioeconômicos para os mineiros. Portal Web 2.0 – promover ambiente de integração de ações virtuais e presenciais dos Agentes de Inovação em Minas. Disponibiliza ferramentas para oportunidades de colaboração e interatividade dos atores de inovação do Estado. O SIMI está sendo operado por 03 (três) projetos estruturadores: 1 – Rede de Inovação Tecnológica – RIT - Visa ampliar a capacidade de inovação tecnológica nas empresas mineiras, com atuação em: AMBIENTE DE INOVAÇÃO – prover ambiente favorável à Inovação. INOVAÇÃO NA EMPRESA – ações de suporte e articulação entre Empresas e Instituições de Ciência e Tecnologia. INOVAÇÃO NA SOCIEDADE – visa disseminar e ampliar a cultura do empreendedorismo e da inovação pelos mineiros. 2 – Desenvolvimento Regional e Setorial - Visa ampliar a competitividade dos segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico. Arranjos Produtivos Locais –são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo Complexo Industrial: Biocombustíveis, Biotecnologia, Eletroeletônica e Software. Pólos de Excelência : consolidar a liderança de Minas Gerais no desenvolvimento sustentável de setores estratégicos, nos quais o Estado possua tradição, massa crítica e/ou vantagens competitivas. Integrar as competências institucionais para induzir o processo de desenvolvimento sustentável de cada setor. Pólos de Inovação : visa acelerar o processo de desenvolvimento de regiões economicamente deprimidas. Governo e Parceiros, através de um Arcabouço Institucional, vão agir como catalisadores de oportunidades. 3 – Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM) - Visa a inclusão social e digital, através de Telecentros e CVTs (Centros Vocacionais Tecnológicos). Apoiar o crescimento do Ensino Superior, privilegiando a elevação de sua qualidade e acessibilidade. Contribuindo para que os mineiros estejam preparados e valendo-se das oportunidades do mercado de trabalho.
  • Prover ambiente favorável à Inovação em Minas Gerais
  • Ações de suporte e articulação entre Empresas e Instituições de Ciência e tecnologia.
  • Visa disseminar e ampliar a Cultura do Empreendedorismo e da Inovação em Minas Gerais.
  • Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM) : apoiar o aprimoramento e o crescimento do Ensino Superior privilegiando a elevação de sua qualidade e acessibilidade. Visa a inclusão social e digital, através de Telecentros e CVTs (Centros Vocacionais Tecnológicos). Contribuindo para que os mineiros estejam preparados e valendo-se das oportunidades do mercado de trabalho. Educação é o ativo mais importante para a mobilidade social, é fator de melhoria de produtividade e de redução de desigualdade.
  • Ampliar a Competitividade dos Segmentos Econômicos de elevado conteúdo tecnológico.
  • SIMI – Sistema Mineiro de Inovação Missão : integrar e coordenar o Ambiente de Inovação do Estado. Objetivo : Articular entidades e ações, visando estimular a transformação de conhecimento em inovação,promovendo o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Instrumentos: Fórum Mineiro de Inovação : presidido pelo Governador. Objetivo: elaborar e decidir sobre as Estratégias de Promoção de Inovação em Minas Gerais. Comitê de Empresários para Inovação : promover a difusão e propagação da inovação nos setores socioeconômicos de MG. Programa de Comunicação : promover a inovação por meio da divulgação de novos conhecimentos e seus benefícios socioeconômicos para os mineiros. Portal Web 2.0 – promover ambiente de integração de ações virtuais e presenciais dos Agentes de Inovação em Minas. Disponibiliza ferramentas para oportunidades de colaboração e interatividade dos atores de inovação do Estado. O SIMI está sendo operado por 03 (três) projetos estruturadores: 1 – Rede de Inovação Tecnológica – RIT - Visa ampliar a capacidade de inovação tecnológica nas empresas mineiras, com atuação em: AMBIENTE DE INOVAÇÃO – prover ambiente favorável à Inovação. INOVAÇÃO NA EMPRESA – ações de suporte e articulação entre Empresas e Instituições de Ciência e Tecnologia. INOVAÇÃO NA SOCIEDADE – visa disseminar e ampliar a cultura do empreendedorismo e da inovação pelos mineiros. 2 – Desenvolvimento Regional e Setorial - Visa ampliar a competitividade dos segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico. Arranjos Produtivos Locais –são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo Complexo Industrial: Biocombustíveis, Biotecnologia, Eletroeletônica e Software. Pólos de Excelência : consolidar a liderança de Minas Gerais no desenvolvimento sustentável de setores estratégicos, nos quais o Estado possua tradição, massa crítica e/ou vantagens competitivas. Integrar as competências institucionais para induzir o processo de desenvolvimento sustentável de cada setor. Pólos de Inovação : visa acelerar o processo de desenvolvimento de regiões economicamente deprimidas. Governo e Parceiros, através de um Arcabouço Institucional, vão agir como catalisadores de oportunidades. 3 – Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM) - Visa a inclusão social e digital, através de Telecentros e CVTs (Centros Vocacionais Tecnológicos). Apoiar o crescimento do Ensino Superior, privilegiando a elevação de sua qualidade e acessibilidade. Contribuindo para que os mineiros estejam preparados e valendo-se das oportunidades do mercado de trabalho.
  • 1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976. 2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º 14.797, a SECT recebeu nova denominação, passando a se chamar SECTES - Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Hoje, a Secretaria tem como finalidade as ações setoriais do Governo de Minas relativas ao desenvolvimento, fomento da pesquisa, e à geração e aplicação de conhecimentos científicos e tecnológicos, bem como exercer o controle das Entidades de Ensino Superior.
  • Transcript

    • 1.  
    • 2. Estratégias de Internacionalização do Sistema de Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior Mariana Yazbeck Belo Horizonte 27/08/2009
    • 3. INOVAÇÃO O DESAFIO DA VELOCIDADE SABER “ Inovação é a manifestação social e econômica da esperança” QUERER PODER CORRER
    • 4. Sobrevivendo na Economia Globalizada “ Todos os dias de manhã, na África, o antílope desperta. Ele sabe que terá que correr mais rápido que o mais rápido dos leões, para não ser morto. Todos os dias, pela manhã, desperta o leão. Ele sabe que terá que correr mais rápido que o antílope mais lento, para não morrer de fome. Não interessa que bicho você é, se leão ou antílope. Quando amanhece, é melhor começar a correr”. Provérbio Africano Extraído de “O Mundo é Plano”, de Tomas Friedman
    • 5. Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado
    • 6. Missão
      • Promover a Ciência, a Tecnologia, a Inovação e o Ensino Superior para o desenvolvimento sustentável e a melhoria da qualidade de vida em Minas Gerais.
    • 7. Visão
      • Ser referência nacional na formulação e implementação de políticas públicas que assegurem o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, a Inovação e o Ensino Superior.
    • 8. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS
    • 9. FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Parcerias Internacionais
    • 10.
      • Inovação na
      • Empresa:
      • - PII - NIT - TIB
      • - Plataforma SIMI
      • - Centro Minas Design
      • Editais Induzidos:
      • * PAPPE
      • * Mestres e Doutores na empresa
      FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: Parques Tecnológicos Incubadoras de Empresas Atração de Centros de P&D Parque Industrial Tecnológico Lei da Inovação (FIIT) INOVATEC
    • 11. FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa * Venture Capital e Private Equity
    • 12. FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Inovação na Empresa: PII NIT TIB Plataforma SIMI Centro Minas Design Editais Induzidos: PAPPE Mestres e Doutores na empresa Venture Capital e Private Equity
    • 13. FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa * Venture Capital e Private Equity Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento
    • 14.
      • Inovação na
      • Empresa:
      • - PII - NIT - TIB
      • - Plataforma SIMI
      • - Centro Minas Design
      • Editais Induzidos:
      • * PAPPE
      • * Mestres e Doutores na empresa
      FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Inovação na Sociedade: Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo TEIA : Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados C5 : Centros de Competência em Comunidades de Cooperação e Conhecimento
    • 15. Rede de Formação Profissional: - CVTs e Telecentros - Instituições de Ensino FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa * Venture Capital e Private Equity Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento
    • 16. Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Rede de Formação Profissional: CVTs e Telecentros Instituições de Ensino
    • 17. Desenvolvimento Regional e Setorial: - APLs - Pólos de Excelência - Pólos de Inovação Rede de Formação Profissional: - CVTs e Telecentros - Instituições de Ensino FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa * Venture Capital e Private Equity Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento
    • 18. Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento
      • Inovação na
      • Empresa:
      • - PII - NIT - TIB
      • - Plataforma SIMI
      • - Centro Minas Design
      • Editais Induzidos:
      • * PAPPE
      • * Mestres e Doutores na empresa
      FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Desenvolvimento Regional e Setorial: APLs Pólos de Excelência Pólos de Inovação
    • 19. Desenvolvimento Regional e Setorial: - APLs - Pólos de Excelência - Pólos de Inovação Rede de Formação Profissional: - CVTs e Telecentros - Instituições de Ensino FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC PARCERIAS INTERNACIONAIS Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa * Venture Capital e Private Equity Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento
    • 20. Assessoria Estratégica de Captação de Recursos e Parcerias Internacionais
    • 21. Apoiar a Atração, Captação de Recursos e a Formação de Parcerias Nacionais e Internacionais Assessoria Estratégica de Captação de Recursos e Parcerias Internacionais Ação articulada com a Subsecretaria de Assuntos Internacionais do Governo do Estado
    • 22. Ação pro-ativa na Captação de Recursos e Formação de Parcerias Internacionais visando apoiar o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior e Minas Gerais. Assessoria Estratégica de Captação de Recursos e Parcerias Internacionais
    • 23. Itália Piemonte Alemanha Saarland Austrália Queensland França Nord Pas de Calais Chile Bretanha Portugal Assessoria Estratégica de Captação de Recursos e Parcerias Internacionais
    • 24.
      • INOVATEC 2009 França
      • Campus France
      • Congresso Franco-Brasileiro de Leite e Derivados
      • Polo Aeronáutico
      • Interface junto as instituições Francesas e Alemãs
      • Internacionalização da FAPEMIG
      • - Apoio na negociação e plano estratégico de cooperação internacional junto a outras agências internacionais
      Assessoria Estratégica de Captação de Recursos e Parcerias Internacionais
    • 25.  
    • 26. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 1 - Atuar com foco em competências estratégicas 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
    • 27. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
    • 28. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
    • 29. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos
    • 30. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante
    • 31. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância
    • 32. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade
    • 33. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES
    • 34. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES
    • 35. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema.
    • 36. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB)
    • 37. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES
    • 38. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação
    • 39. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado
    • 40. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 41. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 42. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 43. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 44. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 19 - Preparar MG como Estado Líder na economia do Conhecimento APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 45. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 20 - Consolidar na sociedade a percepção de C,T,I e ES como área estratégica APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas
    • 46. PROMOVER A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O ENSINO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM MINAS GERAIS PESSOAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 7 - Desenvolver ações para ampliar a oferta do Ensino Superior com qualidade 9 - Produzir análises prospectivas para induzir ações estratégicas e subsidiar políticas públicas nas áreas de CTI e ES 6 - Ampliar a oferta de Ensino Superior por meio do Ensino à Distância 10 – Estabelecer diretrizes para a política de comunicação da SECTES e para a popularização de CT&I, integrando as entidades que compõem o sistema. 8 - Buscar ordenamento jurídico e regulatório compatível com as características e dinâmicas da área de CTI e ES. 4 - Fortalecer a pesquisa científica tecnológica, os Centros de Excelência e a retenção de talentos 5 – Estimular a criação e o fortalecimento de cursos de base tecnológica e profissionalizante 12 - Fortalecer a capacidade de gestão e articulação para impulsionar o Sistema Estadual de CTI e ES 13 – Acelerar e valorizar o processo e a cultura da inovação 16 - Apoiar o desenvolvimento regional e setorial, por meio dos APLs, Pólos de Excelência e Pólos de Inovação. 17 – Estimular empreendimentos de base tecnológica em áreas estratégicas portadoras de futuro 14 - Aprimorar a interação entre IESs, ICTs e setor produtivo atendendo às demandas do mercado 15 – Apoiar a constituição e a consolidação de Centros de P,D&I 11 – Apoiar os programas e agentes de Tecnologia Industrial Básica (TIB) 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI APRENDIZADO PROCESSOS PARCEIROS MINAS GERAIS 21 - Alinhar as ações e indicadores do sistema operacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior às diretrizes do PMDI 19 - Preparar MG como Estado líder na economia do conhecimento 20 - Consolidar na sociedade a percepção de CTI e ES como área estratégica 18 - Transformar conhecimento em negócios elevando a produtividade e a competitividade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado 3 – Aprimorar a gestão da informação e do conhecimento 2 - Consolidar o modelo de gestão da SECTES 1 - Atuar com foco em competências estratégicas

    ×