Metodologias Operacionalização BECREG
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Metodologias Operacionalização BECREG

on

  • 1,626 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,626
Views on SlideShare
1,620
Embed Views
6

Actions

Likes
0
Downloads
24
Comments
0

1 Embed 6

http://be-avalia.blogspot.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Metodologias Operacionalização BECREG Metodologias Operacionalização BECREG Document Transcript

  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (parte I) PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio B- Leitura e Literacia BE-CRE Elias Garcia Novembro de 2009 Isaura Carvalho Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 1 de 1
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia (...) ser capaz de ler não define a literacia no complexo mundo de hoje. O conceito de literacia inclui a literacia informática, a literacia do consumidor, a literacia da informação e a literacia visual. Por outras palavras, os adultos letrados devem ser capazes de obter e perceber a informação em diferentes suportes. Além do mais, compreender é a chave. Literacia significa ser capaz de perceber bem ideias novas para as usar quando necessárias. Literacia significa saber como aprender". STRIPLING, Barbara K. . ERIC,1992, in CTAP Information Literacy Guidelines K-12, 1 - Considerações prévias O Modelo de Avaliação da BE, proposto pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), integra quatro domínios: A- Apoio ao Desenvolvimento Curricular; B- Leitura e Literacia; C- Projectos Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade; D- Gestão da Biblioteca Escolar. Este Plano de avaliação cinge-se ao domínio B – Leitura e Literacia e incide nos seguintes subdomínios: B.2.Trabalho articulado da BE com departamentos e docentes e com o exterior, no âmbito da leitura; B.3. Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e das literacias. Ao iniciar a elaboração deste plano de avaliação confrontei-me com 2 grandes desafios, seleccionar quais os métodos a usar para proceder a uma avaliação eficaz e encontrar a documentação adequada de forma a que possa ser compreendida por todos assim como por um elemento externo ao processo. A leitura de Basic Guide to Program Evaluation escrito por Carter McNamara reforça essa ideia :“Ensure your evaluation plan is documented so you can regularly and efficiently carry out your evaluation activities. Record enough information in the plan so that someone outside of the Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 2 de 2
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia organization can understand what you're evaluating and how.” , e leva-nos às seguintes interrogações: Para que fins esta avaliação está a ser feita? (quais os propósitos subjacentes à definição de um plano de auto-avaliação para a BE). A Quem se destina a informação recolhida? Que tipos de informação recolher? De que fontes de informação devem ser recolhidos? Como recolher as informações? Que recursos/instrumentos estão disponíveis para recolher as informações? Que prazos devem ser estabelecidos para a recolha de informação? Quem pode desempenhar o papel de “amigo crítico” ou “advogado do diabo”? 2- Objectivos da Auto-Avaliação da BE Reflectir sobre os resultados para melhorá-los; Melhorar as práticas e procedimentos da BE; Identificar pontos fortes e fracos e traçar estratégias de melhoria (Análise SWOT); Identificar necessidades de formação a nível da leitura e da literacia; Melhorar a eficácia da BE; Planear um novo ciclo de avaliação tendo em vista uma melhoria contínua da actividade da biblioteca baseado na recolha de evidências. 3- Etapas do processo a) Sensibilização para demonstrar a importância da biblioteca no processo de ensino/aprendizagem dos alunos, e no alcance dos objectivos definidos no PE e no PCA; b) Identificação do Domínio a avaliar; c) Distribuição dos questionários aos docentes e alunos; d) Recolha dos questionários; e) Tratamento estatístico e elaboração de gráficos; Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 3 de 3
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia f) Interpretação dos dados recolhidos; g) tratamentos das outras evidências recolhidas; h) Apresentação do relatório final, discussão e aprovação em Conselho Pedagógico; i) Divulgação dos dados à Escola e à Comunidade (Página Web do Agrupamento). 4 – Plano de Avaliação B. Leitura e Literacia Indicadores Factores críticos de Evidências Acções para a melhoria Sucesso/Aspectos a avaliar Projecto Reunircom os coordenadores de Os objectivos da BE Elias Garcia Educativo departamento para Levantamento relacionados com a formação para a das actividades de colaboração da leitura e para as literacias integram Projecto BECREG com os docentes. o Projecto Educativo do Curricular  estratégias e programas de leitura Agrupamento assim como o Projecto Insistir na integração e na a ao nível da escola/agrupamento curricular. Plano de Acção utilização da BE no âmbito dos PCT. da BE ALeitura e a Literacia aparecem Trabalhar em articulação com o B.2 Integração da BE nas em destaque no Plano de acção da PCTs currículo das várias disciplinas. Biblioteca. Página Web Integrartodos os alunos e ABECREG difunde informação professores dos departamentos nas sobre livros e autores, organiza Blogue actividades da BECREG guiões de leitura, bibliografias e relacionadas com leitura e literacia. outros materiais de apoio relacionados com matérias de Boletim Planificar, articular e realizar interesse curricular ou formativo. Bibliográfico actividades colaborativas com a Educação pré-escolar, os diferentes ABECREG apoia os utilizadores ciclos. departamentos, áreas na escolha da leitura. Projectos curriculares e não curriculares e PCT. ABECREG potencia a auto- aprendizagem e a autonomia dos Jornal Escola Sensibilizar a escola para a utentes e colabora com os importância da leitura como docentes na construção de suporte e progressão das estratégias e em actividades que Materiais aprendizagens. melhorem as competências. produzidos Divulgaro Plano de Acção da BECREG onde se definiram e ABECREG promove encontros traçaram prioridades de com escritores/ilustradores que Questionários melhoria a nível da leitura e da promovam o hábito/prazer de ler. literacia A BECREG participa no Alargar as actividades de Concurso Nacional de Leitura e Registos de promoção da leitura e de articula actividades com os actividades utilização das TIC às duas docentes no âmbito do PNL. escolas do Agrupamento. Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 4 de 4
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia A BECREG desenvolve escolas do Agrupamento. actividades do PAA: semana da leitura, Feiras do Livro, Concurso Colaborar/desenvolver de leitura, Livro/Leitor do mês, actividades colaborativas com: Autor em destaque, leituras Departamentos, Área de encenadas, Leituras partilhadas – Projecto, Estudo Acompanhado, Ler + Experiência +, Leitura em Directores de Turma, Sala de Vai e vem,... Estudo, Apoios Educativos, Clubes, ATL, CAF, Associação de ABECREG colabora no Projecto Pais, Autarquia, Museus, Lar de Aprender + . Estatísticas de Idosos, Entidades locais, Rede utilização da Concelhia e RBE. ABECREG promove sessões de BE em formação para os utilizadores da actividades de Adquirirfundo documental que BECREG. articulação suporte o desenvolvimento curricular curricular, extracurricular e ABECREG apoia-se nos alunos projectos. monitores/colaboradores e nos alunos mais crescidos para a Desenvolver projectos de animação da leitura. Estatísticas de parceria, para promover a requisição de leitura e a literacia, entre as livros várias BEs do agrupamento, A BECREG presta formação e apoio aos novos utilizadores nas outras escolas e entidades literacias da informação. locais. ABECREG produz instrumentos Analisar as evidências de apoio a ser usados por recolhidas na promoção da professores e alunos. leitura e da literacia no Conselho Pedagógico / departamentos. A BECREG promove a circulação de livros entre as salas de aula e Convidar especialistas; as 2 BEs do Agrupamento. organizar colóquios/seminários sobre a leitura, a literacia e o A BECREG promove sessões de papel da BE. leitura em voz alta, de leitura partilhada/ encenada nas 3 BEs do Fazer ver à comunidade educativa Agrupamento. que a BE é fundamental na formação e desenvolvimento da A BECREG organiza e divulga os leitura e das literacias. livros para leitura orientada em Promover o trabalho articulado e sala de aula. com departamentos e docentes A BECREG divulga as últimas através da realização/divulgação de aquisições, as novidades actividades/programas literárias, concursos, actividades, /projectos relacionados com a no Boletim Bibliográfico - leitura utilizando e-mail, espaço BibEli@s e no blogue Elias.com. Moodle, Blogues, página Web do Agrupamento.  A BE desenvolveu um trabalho com Criaruma lista Web de e-mail de impacto no crescimento do gosto professores para facilitar a pela leitura e no desenvolvimento de circulação de trabalhos, competências associadas à leitura. actividades, iniciativas relacionadas com leitura e literacia. Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 5 de 5
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia Envolver a família e os comerciantes da zona envolvente à escola em projectos ou actividades na área da leitura. Criar listas de assuntos que facilitem o trabalho dos docentes.  Osalunos do AVE Elias Garcia Envolver os alunos, de forma participam nas actividades Observação directa, na construção da sua associadas à promoção da leitura. directa das própria aprendizagem e na sessões de produção de conhecimento Alunos do 9º ano transmitem aos leitura. mais novos da Edu. Pré-escolar e Promover uma aprendizagem 1º ciclo o gosto pela leitura e a Estatísticas de activa baseada na resolução de importância de saber ler, em requisição problemas, na pesquisa e sessões de leituras encenadas. domiciliária. aquisição de competências. atitudes e competências dos alunos, no Os alunos do 1º ciclo mostram Estatísticas de Promover associação da leitura, B.3 Impacto do trabalho da BE nas as suas competências de leitura, utilização da BE dos livros e a frequência da âmbito da leitura e da literacia. lendo para os colegas dos outros para actividades biblioteca à ocupação de tempos de leitura. ciclos. livres. Observação da Os alunos requisitam muito Motivar para a participação utilização da BE frequentemente livros e a BE para activa nos projectos de se informar e realizar trabalhos Trabalhos enriquecimento curricular ligados escolares individualmente ou em realizados pelos à leitura e às Literacias. grupo. alunos Recolher opiniões e sugestões Os alunos frequentam a BECREG Questionários dos alunos. no âmbito da leitura para ler de forma recreativa e e da literacia. informal. Concursos Melhorar a oferta de actividades Os alunos do 5º ano evidenciam Actas de promoção da leitura e de competências de leitura e o gosto apoio ao desenvolvimento de de ler nas sessões de leitura para Participação em competências no âmbito da os Idosos do Lar de Vale de histórias leitura, da escrita e das Figueira. colectivas literacias. (wikis) Osalunos requisitam regularmente livros para leitura Moodle domiciliária.  Sondagens on- line  Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 6 de 6
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia 5 – Divulgação dos resultados O Professor bibliotecário deve proceder à divulgação dos dados e do relatório final de avaliação à Escola e à Comunidade (Página Web do Agrupamento) procurando intervir na melhoria de resultados no âmbito do domínio de intervenção, neste caso, a leitura e a literacia. 5 – Conclusão Como afirma Isabel Alçada em Leitura, Literacia e BE “Estimular o prazer de ler é pois a pedra de toque do esforço pedagógico que procure desenvolver a literacia. E é também o ponto fulcral da actividade das bibliotecas escolares.” É pois responsabilidade da escola e da biblioteca escolar traçar, como prioridade educativa, a promoção da leitura e das literacias. Elsa Conde e Rosa Canhoto Martins na newsletter n.º 5 - Modelo de auto- avaliação da Biblioteca Escolar: Princípios estrutura e metodologias de operacionalização – afirmam: “Percebemos o alcance da mudança, ao mesmo tempo que somos forçados a identificar um recentramento do papel e do impacto que a biblioteca escolar tem na escola. As questões abordadas nos primeiros parágrafos permitem-nos associar à biblioteca, de forma clara, um papel formativo com impacto no desenvolvimento curricular e nas aprendizagens. A complexidade das “velhas” e “novas” literacias, o perfil dos utilizadores, as suas necessidades de informação transformam a biblioteca escolar num espaço de intervenção, associado à aprendizagem com base nos recursos, em complementaridade com os professores das diferentes áreas curriculares e não curriculares.” A responsabilidade da mudança recai sobre a BE e o professor bibliotecário. Este deve sensibilizar a escola para a importância da leitura como suporte às aprendizagens e à progressão nas aprendizagens. Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 7 de 7
  • Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares- Metodologias de Operacionalização Domínio B- Leitura e Literacia 6- Bibliografia McNamara, Carter (1997-2008) Basic Guide to Program Evaluation MBA, PhD, Authenticity Consulting, LLC. Copyright 1997-2008 Texto da sessão O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte I) e Artigos sugeridos em nota de coluna RBE (2009), Modelo de auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares (Nov.2009) STRIPLING, Barbara K. . ERIC,1992, in CTAP Information Literacy Guidelines K-12 Elsa Conde e Rosa Canhoto Martins, in newsletter n.º 5 - Modelo de auto- avaliação da Biblioteca Escolar: Princípios estrutura e metodologias de operacionalização Isabel Alçada , in Leitura, Literacia e BE A formanda Isaura Carvalho Plano de Avaliação BECRE Elias Garcia Isaura Carvalho Página 8 de 8