• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Guarda mirim   matriz curricular
 

Guarda mirim matriz curricular

on

  • 1,119 views

Matriz Curricular da Guarda Mirim

Matriz Curricular da Guarda Mirim

Statistics

Views

Total Views
1,119
Views on SlideShare
1,119
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
32
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Guarda mirim   matriz curricular Guarda mirim matriz curricular Document Transcript

    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 1
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 2 Matriz curricular para a formação da Guarda Mirim Copyrigth © 2013 – PMAC & Equipe de Planejamento Estratégico Equipe de Planejamento Estratégico Major Marcos da Silva Kinpara Major Denilson Lopes da Silva Capitã Ana Cássia Nogueira Monteiro 3° Sargento Reginâmio Bonifácio de Lima Soldado Walcilene Rodrigues Oliveira Auxiliares na Execução do Projeto Capitão Giovane Galvão de Freitas Lima Filho Soldado José Fred Pinto Galvão Soldado Rivelle Franco de Macedo Soldado Jailson Souza dos Santos Este material está pautado nos parâmetros estabelecidos pelo Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública Francisco Mangabeira (CIEPS) e sua base de aplicabilidade metodológica condiz com o que preceituam as Diretrizes da Divisão de Ensino da Polícia Militar do Acre e o Estatuto da Criança e do Adolescente. Nossos agradecimentos especiais se estendem  Ao Comando da PMAC pela oportunidade disponibilizada à Guarda Mirim;  Ao CIEPS por nos ceder a estrutura das normas diretivas possibilitando a adequação para a Guarda Mirim e a criação de outras diretrizes no mesmo modelo;  À Divisão de Ensino e Instrução da PMAC pela experiência em cursos;  Ao Proerd Acre pela teoria e prática de ensino. LIMA, R. B.; KINPARA, M. S.; SILVA, D.L.; MONTEIRO, A. C. N.; OLIVEIRA, W.R.. Matriz Curricular para a formação da Guarda Mirim. Rio Branco: PMAC, 2013. É permitido fazer reprodução parcial desta obra. Agradecemos citar a fonte.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 3 Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus estará com você por onde você andar. Josué: 01.08.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 4 SUMÁRIO página Apresentação do Projeto Guarda Mirim 05 Protocolo de Execução de Curso 08 Matriz Curricular para a Guarda Mirim 15 Regulamento Disciplinar e de Promoções 58 Canções de Corrida 73 Anexos 92
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 5 Apresentação do Projeto Guarda Mirim1 (Na aula inaugural) Denilson Lopes da Silva – Major PMAC2 Senhor Comandante Geral, Comandantes de Batalhão, oficiais, autoridades presentes, senhoras e senhores, bom dia. É com prazer que estamos aqui hoje para a aula inaugural do Curso de Formação de Guarda Mirim do 2° Batalhão de Polícia Militar Coronel Fontenele de Castro. As Guardas Mirins vêm ao longo da história brasileira desempenhando um papel fundamental na inclusão social dos jovens, incentivando-lhes o bom relacionamento com a família, o bom desempenho escolar e proporcionando-lhes o primeiro contato com o mercado de trabalho. O projeto Guarda Mirim do 2º BPM tem como finalidade identificar jovens de ambos os sexos e de baixa renda, residentes no bairro Recanto dos Buritis e adjacências, oferecendo-lhes complementação educacional, através de atividades extras que ocupem de maneira saudável o tempo que não estiverem na escola. Os jovens recebem uma formação que alia o conhecimento técnico aos princípios de disciplina, patriotismo, cidadania e responsabilidade social, prevenindo- os do envolvimento com a criminalidade e violência. Parte das atividades são voltadas para a inicialização profissional de adolescentes no mercado de trabalho, pautadas no Estatuto da Criança do Adolescente e na Lei do Menor Aprendiz 10.097/00, e contribuem para que todos venham a ser cidadãos de bem, garantindo sua inclusão social. Para a realização do projeto estão sendo utilizados espaços públicos do município de Rio Branco, como praças, quartéis, parques, escolas, campos de futebol e uma equipe 1 Texto apresentado quando da elaboração de projeto para implantação da Guarda Mirim no Recanto dos Buritis, acrescidas as considerações pessoais do Comandante do Batalhão à época. 2 Comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar quando da implantação do Projeto Guarda Mirim. Atualmente comanda a Coordenadoria de Polícia Comunitária, implantando Programas de Guarda Mirim nos diversos batalhões da PMAC.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 6 multidisciplinar a fim de proporcionar aos jovens a articulação de procedimentos e a confluência dos conhecimentos que lhes são oferecidos. A implantação do projeto se justifica porque, de acordo com relatório de análise situacional produzido pela seção de análise criminal do 2º BPM, o 2º Distrito do município de Rio Branco é a área que tem uma das maiores incidência de jovens e adolescentes envolvidos em ocorrências criminais de diversas naturezas, tais como a exploração sexual, tráfico de entorpecentes e violência doméstica. O fenômeno da urbanização tardia e acelerada alterou significativamente os padrões da sociedade no 2º Distrito. A desigualdade e a periferização urbana existentes no bairro Recanto dos Buritis, contribuem substancialmente para que os adolescentes que ali residem, fiquem expostos aos fenômenos da negligência e abandono familiar, evasão escolar e consumo de drogas, gerando a necessidade de implantar soluções que vão além do policiamento tradicional. Nesta perspectiva, faz-se necessário e urgente a implantação da Guarda Mirim do 2º BPM como alternativa de prevenção do envolvimento dos jovens residentes no Recanto dos Buritis com a violência e criminalidade e de fortalecimento da imagem institucional do 2º BPM como organização policial militar responsável pela manutenção da ordem pública naquela comunidade. Temos um objetivo Geral que é promover a cidadania mediante a inserção dos jovens do Recanto dos Buritis em atividades saudáveis, proporcionando-lhes estabilidade a fim de que tenham meios suficientes para iniciar uma atividade que lhes propiciará renda e bem estar suficientes para prosperarem na vida adulta. De forma específica, buscamos prevenir a ocorrência de delitos envolvendo adolescentes; diminuir a vulnerabilidade social dos adolescentes; criar um ambiente desfavorável à criminalidade; complementar o policiamento tradicional através de atividades de prevenção primária; integrar Polícia Militar e comunidade; e, fortalecer a Imagem Institucional da Polícia Militar diante da comunidade. A metodologia empregada para o desenvolvimento das atividades do projeto está se dando da seguinte maneira: 1. Foi feita a Inscrição, triagem e seleção de 90 jovens de ambos os sexos, residentes no bairro Recanto dos Buritis, matriculados em uma escola, com idade de 14 a 17 anos, cuja a família possua renda per capita máxima de um salário mínimo, considerando seus membros adultos aptos para o trabalho. Em seguida foi feita a divulgação do resultado da seleção. Os jovens selecionados foram inseridos em curso de formação dividido em três módulos. O primeiro módulo será o geral e terá duração de 120 horas, o segundo, específico, com uma carga horária de 180 horas e o terceiro será profissionalizante, e ficará sob responsabilidade do Instituto Dom Moacir que ofertará os cursos do Pronatec aos Guardas Mirins. 2. Quanto ao ensino, vai ser ministrado da seguinte maneira: a metodologia de ensino, recursos didáticos e logísticos dos primeiro e segundo módulos serão de responsabilidade do 2º BPM; a metodologia de ensino do segundo módulo será de responsabilidade da instituição parceira, Instituto Dom Moacir. Ficará a cargo do 2º BPM a disponibilização dos recursos didáticos e logísticos. 3. As aulas serão ministradas para dois pelotões, cada um composto por quarenta alunos e em turno diferente do horário escolar, das 08h às 11h30min, no período
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 7 da manhã, e, das 14h30min às 18h, no período vespertino,sendo que, o horário das aulas do PRONATEC será definido pela direção do Instituto Dom Moacir. Assim sendo, as aulas serão ministradas na Praça da Juventude localizada na R. Anderson Alves, B. Recanto dos Buritis. O local é dotado de complexo esportivo com quadra coberta e sala de aula climatizada. Quanto ao transporte para as atividades de campo será efetuado através de Base Móvel de Polícia Comunitária do Batalhão. 4. Os instrutores da Polícia Militar serão voluntários do 2º BPM e da instituição parceira Instituto Dom Moacir, com formação superior e técnica nas disciplinas elencadas e capacitação em Polícia Comunitária. O Policial Militar terá sua escala de atividade no Ensino da Guarda Mirim preferencialmente no mesmo dia de sua escala de serviço ordinário, se o policial não tiver atividades que necessitem de seu serviço inteiro na instrução da Guarda Mirim ele pode ser escalado no serviço ordinário e na hora da aula ele fica de sobreaviso no serviço ordinário e vai atuar como instrutor da GM. Caso não haja adequação à escala, o policial poderá trabalhar como instrutor na GM e receber o equivalente trabalhado em folga do serviço. 5. A alimentação dos jovens será fornecida pela Secretaria de Estado de Educação. 6. Ao término do curso, os adolescentes de 15 a 17 anos serão inseridos no mercado de trabalho através da instituição parceira Secretaria de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis e de acordo com a Lei do Menor Aprendiz 10.097/00. 7. Todas as atividades serão coordenadas por uma equipe composta pelo comandante do 2º BPM, pelo oficial responsável pela área onde for inserida a base de formação da Guarda Mirim, por um graduado com experiência no ensino para que assuma a coordenação administrativa e um soldado que atuará como auxiliar de escritório da Guarda Mirim, todos da mesma unidade. Estamos, no dia de hoje, dando um grande passo na reinstalação da Guarda Mirim em nossa gloriosa Polícia Militar, mas, desta vez, temos um diferencial: o caráter profissionalizante de nossas turmas que, pensamos, seja seguido pelas demais unidades de Operacionais de nosso Estado. Este é um grande dia para a Polícia Militar, um grande dia para a Guarda Mirim que se inicia em nosso Batalhão. E, diante dos fatos, quem ganha com isso é a sociedade. Parabéns, Guardas Mirins. Sucesso em sua jornada.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 8 Estado do Acre Secretaria de Estado de Segurança Pública Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública e Justiça Francisco Mangabeira- CIEPS PROTOCOLO DE EXECUÇÃO DE CURSO INSTITUIÇÃO: POLÍCIA MILITAR DO ACRE - PMAC CURSO: Curso de Formação de Guarda Mirim da PMAC PERÍODO: 02 de abril de 2013 a 30 de agosto de 2013 RIO BRANCO – AC, 2013. Via Verde – BR 364 Km 02, Bairro: Jardim Europa, CEP: 69.911-175, Fone/Fax (68) 3227-1026 – Rio Branco – Acre e-mail: cieps.sesp@ac.gov.br
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 9 Curso de Formação de Guarda Mirim da PMAC 1. Nome do Curso: Curso de Formação de Guarda Mirim da PMAC. 2. Objetivo do Curso: Atender os adolescentes do pondo de vista global, fazendo com que tenham a consciência e a incorporação de atitudes cada vez mais construtivas e positivas, assegurando-lhes uma formação escolar e profissionalizante que auxilie em sua inserção no mercado de trabalho. . 3. Finalidade (s): 1. Programar disciplinas de cunho socio-educativo que visem à proteção social básica do adolescente com sua família; 2. Prestar serviços gratuitos, de forma continuada e planejada sem qualquer discriminação de usuários, nos projetos, programas e serviços da política de assistência social básica; 3. Prestar serviços de utilidade pública e que também resultem em benefícios para a iniciativa privada; 4. Estimular a participação da sociedade para, junto com o Poder Público, participar com absoluta prioridade, na solução de problemas sociais da Infância e Juventude, com a efetivação dos direitos das crianças e adolescentes; 5. Conscientizar os adolescentes a respeito do exercício da cidadania, de seus direitos e das obrigações, dos valores éticos e morais, preparando-os para ingresso no mercado de trabalho, na condição de aprendiz os e estagiários, conforme legislação vigente;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 10 4. Nº de alunos: Participarão do curso 90 adolescentes, na idade entre 14 e 17 anos, divididos em duas turmas: uma matutina e uma vespertina. 5. Local sede do Curso: Base de Polícia Comunitária do Recanto dos Buritis. 6. Período do Curso: De 02/04 a 30/08/2013. 7. Cronograma: Caráter Turma Curso Período Público Local Formação Geral Manhã e Tarde 1. História da PMAC 2. Educação Física 3. Polícia de Prevenção 4. Português Instrumental 5. Matemática Instrumental 6. Primeiros Socorros 02/04 a 15/05 Alunos da Guarda Mirim Recanto dos Buritis Formação Específica Manhã e Tarde 1. Atividades Pré-Militares 2. Chefia e Liderança 3. Conhecendo a Cidade 4. Educação Cidadã 5. Defesa Pessoal 6. Palestras Temáticas 16/06 a 31/06 Alunos da Guarda Mirim Recanto dos Buritis Formação Profissional Manhã e Tarde 1. Polícia de Prevenção 2. Correspondência e Redação Oficial 3. Guarda Mirim em Ação 4. PRONATEC 01/07 a 30/08 Alunos da Guarda Mirim Recanto dos Buritis
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 11 8. Matriz curricular: A matriz curricular da Guarda Mirim foi disponibilizada com disciplinas que compõem o quadro de Formação Geral, Formação Específica e Formação Profissionalizante. Pensou-se na possibilidade de preparar adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade com atividades que lhes propiciem uma progressão no bem-estar social, valorização da cidadania, interação comunitária e preparo para o mercado de trabalho com formação técnico-profissionalizante que os possibilitem engajar como menores aprendizes e que, quando da maior idade, se quiserem, possam continuar no setor que escolheram se integrar. Precisa ser ressaltado algo: Esta é uma matriz. Ela dever ser utilizada como parâmetro, proporcionando um leque de possibilidades com vistas a suprir as lacunas necessárias para a finalidade de atuação profissionalizante. O caráter de sua formação geral deve ser seguido por todas as GMs que pertençam a instituições policiais militares, caso seja necessária outra disciplina, ela entrará em caráter específico ou profissionalizante. Se os bombeiros militares quiserem fazer uso desta matriz, podem fazer a substituição de duas disciplinas: “História da PMAC” por “História do Corpo de Bombeiros (de seu Estado)”, para que os mirins conheçam a instituição que representam; e “Polícia de prevenção” pode ser substituída por “Salvamento aquático”, ou “Nós e amarras”, ou “Introdução à Defesa Civil”, ou “Noções de Bombeiros”. Existe formação específica na tropa. O caráter de sua formação geral deve ser seguido por todas as GMs que pertençam a Batalhões de Polícia Militar de caráter geral. Os Batalhões que atuam com especificidades podem inserir na formação específica uma ou duas disciplinas que levem o aluno a interagir melhor com a localidade e que o preparem para uma atuação mais específica. Serão citados quatro exemplos: a) A Guarda Mirim do Batalhão de Operações Especiais poderá acrescentar em formação específica atividades como “Introdução a Cinotecnia”, “Introdução a Ecoterapia”, “Artes Marciais”, “Técnicas e Táticas para o trabalho em equipe”, dentre outras; b) O Batalhão de Trânsito poderá ofertar em sua formação específica atividades como “Curso básico de educador de trânsito”, “Curso de Educador social para áreas transeuntes”, “Introdução à legislação de trânsito”, “Princípios norteadores da operação álcool zero”, dentre outros; c) O Batalhão Ambiental poderá ofertar em sua formação específica, atividades como “Meio ambiente e sociedade”, “Curso de prevenção a incêndios em área de floresta urbana”, “legislação ambiental”, dentre outros; d) O Batalhão de Ensino poderá ofertar, em sua formação específica, atividades como “Multiplicador de Prevenção às drogas”, “JCC”, “Proerd para o Ensino Médio”, “Natação e salvamento em ambiente aquático”. A formação profissionalizante dependerá do profissional que se quer desenvolver com vistas ao mercado de trabalho consumidor da mão de obra disponibilizada. Os cursos podem ser desde os ofertados pelo PRONATEC até cursos específicos ministrados pelas instituições como, por exemplo: “Guarda Vidas”, “Bombeiro civil”, e “Socorrista de Pronto-atendimento”, ofertados pelos Bombeiros; “Educador Social Proerd”, ofertado pela Polícia Militar; “Massoterapeuta”, ofertado pelo Batalhão Escolar e pela Policlínica; dentre outros.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 12 9. Recursos Humanos: N° Nome Patente Formação Ativ. desenvolvida 01 Denílson Lopes da Silva Major CSP Diretor 02 Giovane Galvão de Freitas Lima Filho Capitão Pedagogia Coord. Pedagógico e Instrutor 03 Ana Cássia Nogueira Monteiro 1º Ten Administração Coord. de Logística e Instrutora 04 Reginâmio Bonifácio de Lima 3° Sgt História Coord. Administrativo e Instrutor 05 Rivelle Franco de Macedo Sd Ciências da Saúde Secretária e Instrutora 06 Francisco das Chagas Santos D’Avila 3° Sgt Geografia Instrutor 07 Eriverton Magno Freire 3° Sgt Matemática Instrutor 08 José Fred Pinto Galvão Sd Ed. Física Instrutor 09 Walcilene Rodrigues Oliveira Sd Letras Vernáculo Auxiliar Adm. e Instrutor 10 Anderson da Silva Andrade Sd Defesa Pessoal Instrutor 11 Walison Borges de Amorim Civil Defesa Pessoal Instrutor 12 Simey Freitas de Souza Civil Auxiliar administrativo 13 Jhulia Caroline da Costa civil Ed. Física Instrutor 14 Francirley Ferreira de Azevedo civil Gestão Esportiva Chefia e Liderança 15 Artur Júnior Souza Silva civil Ed. Física Instrutor 10. Necessidades Logísticas: Discriminação Quantidade Instituição Salas de aula 02 PMAC Base Móvel 01 PMAC Quadra Poliesportiva 01 Praça da Juventude do Recanto dos Buritis Moto 02 PMAC Computador 02 PMAC Impressora 01 PMAC Projetor de Multimídia 01 Praça da Juventude Recanto dos Buritis Material de Escritório 01 PMAC
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 13 11. Custos Previstos: Discriminação Quantidade Instituição Financiadora Material Didático 90 apostilas PMAC CD 04 PMAC Outros Investimentos Lanche para os alunos Secretaria de Educação Recursos Didáticos Camisetas DETRAN/AC Papel para certificado 01 caixa CIEPS 10. Coordenador do Curso: Denilson Lopes da Silva – MAJ PM Rio Branco – AC, 30 de março de 2013. Marcelo do Nascimento França – TC PM Diretor da DEI/PMAC
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 14
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 15 MATRIZ CURRICULAR PARA A GUARDA MIRIM
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 16 A Educação e os valores para a vida3 Reginâmio Bonifácio de Lima4 A intervenção social é tarefa de todo cidadão que percebe a necessidade de contribuir para que haja uma maior possibilidade de aperfeiçoamento das relações antrópicas que influenciem diretamente na melhoria do bem-estar social. Como indivíduos que atuam em uma instituição policial militar podem influenciar essa sociedade, cumprindo o papel constitucional de prevenção e interagindo com o ambiente a ponto de causar um tipo de influência positiva sem perder o foco do trabalho policial? A resposta a esse problema parece ser a criação de uma espécie de instituição que interaja com a comunidade e influencie a localidade em que está inserida. Dentre as várias formas de intervenção social da Polícia Militar, percebeu-se que uma Escola de Guarda Mirim poderia influenciar a comunidade e pautar as relações que se buscava, com o intuito de crescimento do coletivo a partir do bom exemplo dado por um grupo social. O que ensinar? Existem várias escolas, dos mais diversos tipos. Se o intento é profissionalizar um grupo de adolescentes, já existem programas de aprendizagem tecnológicos e preparatórios para o mercado de trabalho. A saída, talvez seja, a educação para a vida, conforme preceitua Paulo Freire. O que, como e para que ensinar deve ser o foco. Assim sendo, optou-se por uma educação de valor. Uma educação que valorize a interação em ambiente escolar, na qual, educador e alunos interajam e construam os valores sociais que se busca para a intervenção social, que sejam cumulativos e aplicáveis para a vida. Nesse contexto, estabelece-se a relação direta com o educador. É possível que, em ambiente escolar, os valores a serem construídos possam ser debatidos e construídos mutuamente. O policial militar, na função de educador pode fazer essa 3 Baseado na análise conjuntural de educação para valores da professora Maria OdeteValente. 4 O 3° Sgt PM Bonifácio éMestre em Letras pela UFAC. Serviu durante dez anos na Divisão de Ensino e Instrução da PMAC, sendo transferido para o 2° Batalhão para atuar na Base dePolícia Comunitária do Recanto dos Buritis, local onde Coordena administrativamente o Grupamento de Guarda Mirim do 2° BPM.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 17 confluência de valores e vislumbres para o crescimento do aluno e a realização dos objetivos propostos. Os educadores na sala de aula, bem como a escola no seu todo, naquilo que explicitam e não explicitam, no que dizem permitir e no que proíbem, no que incentivam e no que fazem por desconhecer, ensinam aquilo que valorizam, o que acham, justo e não justo, em suma, ensinam valores. O ensino dos valores não se pode evitar. A educação para os valores realiza-se em todos os momentos, permeia o currículo e também todas as interações interpessoais na escola e as relações desta com a família e a sociedade. Manifesta-se nas reuniões, na sala de aula, na definição dos capazes e dos incapazes, na maneira como são recebidas as minorias, pobres ou ricos, frágeis ou bem constituídos. A questão moral surge a todo momento sempre que alguém seleciona ou se manifesta a favor ou contra qualquer comportamento, situação, pessoa ou objeto. Mas, tudo isso acontece mesmo que não se enfrente e discuta a questão da educação para os valores na escola. Não será possível que os educadores ajudem a desenvolver o juízo moral dos jovens, mesmo sem insistirem numa posição particular? E não será que a falta de diálogo sobre as questões que mais de perto tocam os jovens faz com que a escola degenere num lugar asséptico, pouco importante e irrelevante para eles? Não é, por outro lado, duvidoso que os jovens realizem discussões sistemáticas em casa ou noutras instituições sobre os valores? Muitos não frequentam esse tipo de instituições e os pais não estão preparados ou não dispõem de tempo para uma análise racional de valores. Não será então de admitir que a escola se ocupe da educação moral dos jovens? A questão difícil é, pois, a de saber se a sociedade está decidida a envolver-se nesta tarefa de ajudar explicitamente os alunos no desenvolvimento de valores e a considerá-la como uma legítima e desejável tarefa dos educadores e, em caso afirmativo, como fazê-lo. O educador encoraja a criança, o jovem ou o adulto, a clarificar aquilo que valoriza, e não intenta persuadi-los a aceitarem um conjunto pré-estabelecido de valores. Para levar a cabo esta tarefa, o educador deverá encorajar as crianças e jovens a fazerem mais escolhas e a fazê-las livremente, ajudar a descobrir alternativas e a refletir nas consequências de cada uma, ao mesmo tempo que encoraja a considerarem o que apreciam e a afirmarem-no, quando necessário e oportuno, bem como a atuarem e a comportarem-se de acordo com as escolhas, de maneira sistemática. Este tipo de estratégia deverá sempre aparecer como um convite e não como uma obrigação. A educação interpessoal está intimamente ligada à educação para a saúde, à educação sexual, à vida em sociedade. A aprendizagem das relações interpessoais inicia-se na família, mas a escola é um lugar importante para o desenvolvimento e reflexão sobre a própria aprendizagem. As múltiplas relações existentes entre os jovens, e estes e os outros, constituem, por si, um terreno fértil para uma aprendizagem sistemática, onde podem experimentar os seus modos de relação, melhorando a qualidade da mesma para si e para os outros. Desenvolver uma relação interpessoal de qualidade corresponde a descobrir em conjunto as alegrias de viver, amar e ser amado, nas suas semelhanças e diferenças, de partilhar com o outro e ser-lhe presente. Uma tal relação exige uma motivação e um comprometimento comum, isto é, deve nascer do interesse, projeto ou desejo comum e exige esforço na realização do objetivo do outro.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 18 Nesse contexto pensou-se na produção de uma Guarda Mirim escolarizada. Com uma matriz curricular definida, proposta de formação geral, específica e profissionalizante. Esse é o protótipo que, esperamos, seja melhorado para que, de fato, os grupamentos formados no ambiente da Guarda Mirim não sejam “polícias mirins” ou “meninos de farda”. O intento é, dentro de um ambiente pré-militar, conseguir agregar valores que somem para a vida, e que, esses sejam apresentados durante as disciplinas propostas. Vale ressaltar que essa matriz é a geração inicial e que pode e deve ser aperfeiçoada. Entenda-se aperfeiçoada não como retirada de proposituras para reduzir gastos ou “desenrolar” algumas coisas que foram propostas de um outro jeito que seja “genérico”. Estamos propondo valores e a esses podem ser somados outros que corroborem com a essência e acrescentem novas possibilidades. Então, com boa vontade e parâmetros acessíveis... mãos à obra.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 19 Competências Gerais para a Formação de Soldados da Guarda Mirim No sentido de desenvolver uma Educação para a vida, através de preceitos e valores estabelecidos como condizentes com o aprendizado que se enseja, foi produzida a seguinte tabela que remonta as competências conceituais, procedimentais e atitudinais que se almeja para os formandos nas turmas de Guarda Mirim. COMPETÊNCIAS GERAIS PARA A FORMAÇÃO DE SOLDADO GUARDA MIRIM COMPETÊNCIAS ATRIBUTOS PRINCIPAIS HABILIDADES ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS CONCEITUAIS Conhecimento da realidade. Capacidade de pensar de forma crítica e criativa. Comunicação, posicionamento e ação de forma consciente. Atuar de forma sistêmica, com base nas dimensões da integração, participação, compartilhamento de decisão e ação e valorização do poder comunitário. Compreender o funcionamento básico da Polícia Militar, bem como suas políticas públicas. COMPETÊNCIAS PROCEDIMENTAIS Aplicação do conhecimento teórico em prática responsável, refletida e consciente. Capacidade física de resistir às adversidades. Espírito altruísta; Demonstrar segurança; Agir com coerência, disciplina e respeito; Dominar técnicas de autodefesa e primeiros socorros; Atuar de acordo com a conduta educacional de alteridade e respeito às normas concernentes ao PRONATEC; Realizar atividades em equipe; Praticar exercícios físicos; Agir conforme os princípios da legalidade. COMPETÊNCIAS ATITUDINAIS (SER) Compreensão da conduta civil e pré-militar. Conhecimento do indivíduo, suas potencialidades e limitações. Capacidade de relacionamento, convivência e respeito às diferenças. Capacidade de controle emocional; Ética profissional; Agir com respeito e disciplina; Ser criativo; Cultivar o compromisso e a certeza do dever profissional; Capacidade de ouvir; Ter compromisso; Ser tolerante e moderado; Ser resistente à fadiga física; Manter boa apresentação e postura; Exercer o autocontrole durante situações adversas; Agir com liderança; Demonstrar firmeza de caráter; Agir conforme os princípios da legalidade.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 20 Explicitadas as competências de conceitos, com base nos procedimentos a serem estabelecidos e o que se espera que os Guardas Mirins adquiram voluntariamente para sua vida cotidiana, seguem-se aos atributos e as habilidades formais, um quadro demonstrativo de confluências entre as modalidades formativas integrantes do curso elaborado. A formação geral, a formação específica e a formação profissionalizante são subdivididas em disciplinas que embasam o conteúdo, a metodologia e a confluência de proposituras para a produção do conhecimento. Algumas disciplinas estão dispostas em mais de uma formação, conforme pode ser visto no organograma, contudo foram propostas em determinado caráter de formação para fins técnicos. A formação geral está subdividida em 06 (seis) disciplinas: Matemática instrumental, Primeiros socorros, História da PMAC, Educação Física, Português Instrumental e Polícia de Prevenção. A formação específica está subdividida em 06 (seis) disciplinas: Conhecendo a cidade, Palestras temáticas, Chefia e Liderança, Atividades Pré-militares, Educação cidadã e Defesa pessoal. A formação profissionalizante está subdividida em duas partes, sendo a primeira de responsabilidade da PMAC através de 02 (duas) disciplinas: Correspondência e Redação Oficial. A responsabilidade do PRONATEC e/ou outras parcerias profissionalizantes não está computada em nossa carga horária de 360 horas devendo ser acrescentada e certificada em certificado específico ou nominada no Certificado de conclusão de curso da Guarda Mirim.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 21 Dispositivo de Disciplinas da Guarda Mirim As disciplinas são apresentadas em uma sequência de Formação Geral, Formação Específica e Formação Profissionalizante, segundo normativa do Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública – CIEPS. As demais disciplinas de Formação profissionalizante devem ser disponibilizadas pela Instituição que ofertar o curso ou ser produzida pela Coordenação Administrativa da Guarda Mirim, que seguirá, preferencialmente, o modelo que se segue. FG 01: História da PMAC ÁREA TEMÁTICA I: Formação Geral DISCIPLINA: História da Polícia Militar do Acre CARGA HORÁRIA: 10 horas/aula COMPETÊNCIAS – HISTÓRIA DA POLÍCIA MILITAR DO ACRE CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Processo histórico de formação do território acreano. Atuar compreendendo a história e a cultura e os valores da população do Acre. Consciência crítica sobre a formação do Acre. A evolução histórica da PM no contexto histórico do Brasil e do Acre. Atuação voltada para a valorização da instituição. Postura como Guarda Mirim que contribui para o bem estar da sociedade. Vultos Históricos: combates, combatentes e datas comemorativas. Proceder compreendendo a atuação da PMAC e seus combatentes. Amor pelo Brasil. PLANO DE DISCIPLINA: História da Polícia Militar do Acre CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sgt Bonifácio, Sgt Cleissomar CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 10h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A História da PMAC enfatiza o processo histórico da criação e evolução da força policial militarizada no Estado do Acre. EMENTA: I. A Revolução Acreana II. A evolução histórica da PMAC III. Vultos históricos
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 22 OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Proporcionar ao Guarda Mirim a oportunidade de revisar o contexto histórico do Estado do Acre, destacando a criação e a evolução da Polícia Militar. UNIDADE DIDÁTICA: Revolução Acreana HORA/AULA: 3h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer o processo de formação do Estado do Acre. A Migração Nordestina; O Estado Independente do Acre; A Revolução; O Tratado de Petrópolis e a Incorporação do Acre ao Brasil. Aula expositiva Debate Computador Multimídia Quadro branco Pincel UNIDADE DIDÁTICA: Evolução histórica da PMAC HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a evolução da PMAC no contexto histórico do País e do Estado do Acre As Companhias Regionais (1916); A Força Policial (1921); A Polícia Militar de 1934; A Guarda Territorial; A Polícia Militar do Estado do Acre: criação e Implantação; Resgatando a História da milícia acreana e aniversário oficial da PMAC. Aula expositiva Trabalho em Grupo Textos em mídia UNIDADE DIDÁTICA: Vultos Históricos HORA/ AULA: 3h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a importância dos vultos históricos e datas comemorativas reconhecendo o papel da Corporação através da história O Imperador do Acre; O Patrono da PMAC; O Senador José Guiomard Santos; O Governador Francisco Wanderley Dantas; O Primeiro Comandante da Polícia Militar do Estado do Acre (1934); Aula expositiva Estudos Dirigidos Trabalho em Grupo Computador Multimídia Quadro branco Pincel Papel
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 23 O Patrono das Milícias do Brasil. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. Aplicação de prova escrita, sendo 70% das questões objetivas e 30% subjetivas, totalizando 5 pontos. Prova Escrita Prova subjetiva VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Avaliação de rendimento de trabalhos. Avaliação de rendimento de prova escrita. AVALIAÇÃO FINAL: Trabalhos = 5 pontos Prova = 5 pontos Total = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: LIMA, Reginâmio B.. Sobre Terras e Gentes: O terceiro eixo ocupacional de Rio Branco. João Pessoa: Idéia, 2006. LIMA, Regineison B.. Habitantes e Habitat: Vila do INCRA e Porto Acre. Rio Branco: Boni, 2009. Policia Militar em Revista. Ed. 01, 1996. SANTOS, Ivan Etelvino. Trabalho Monográfico de Historia. UFAC, 1996. SOUZA, Carlos Alberto Alves de. Historia do Acre. Rio Branco: Paim, 2007. TOCANTINS, Leandro. A Conquista do Acre. Rio Branco: 1983.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 24 FG 02: Primeiros Socorros ÁREA TEMÁRICA I: Formação Geral DISCIPLINA: Primeiros Socorros CARGA HORÁRIA: 20 horas/aula COMPETÊNCIAS – HISTÓRIA DA POLÍCIA MILITAR DO ACRE CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Emergência e urgência. Prestação de pronto atendimento a vítimas de politraumatismo ou de emergência clínica. Atitudes pró-ativas e agilidades. Avaliação geral do paciente. Avaliação e informação da situação de emergência. Equilíbrio de emoções e apoio tranqüilizador nas situações de atendimento. Suporte básico de vida. Estabilização de pacientes na cena de emergência. Constante preservação da vida. PLANO DE DISCIPLINA: Primeiros Socorros CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sd Rivelle, Sd Anderson, Prof. Artur Prof. Alisson CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 20h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A disciplina de Primeiros Socorros habilita o aluno a atender ocorrências de traumas a um acidentado, em suas diversas modalidades, no local do acidente. EMENTA: I. Emergências Traumáticas II. Acidentes com animais peçonhentos e venenosos III. Prevenção a doenças infectocontagiosas. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Capacitar o Guarda Mirim para atuação em situações de desastre ou trauma de qualquer natureza, visando salvar vidas, aliviar dores e evitar complicações. UNIDADE DIDÁTICA: Considerações Gerais/Emergências Traumáticas HORA/ AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer as técnicas para identificar o trauma e aplicar as Método (CHARP); Circulação; Hemorragia; Aula expositiva dialogada. Observação. Multimídia Quadro branco TV e DVD
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 25 técnicas adequadas para cada tipo de trauma. Vias Aéreas; Respiração e Pulsação; Sinais Vitais e Algoritmo; Reanimação cardiopulmonar; Parada respiratória e Desobstrução das vias aéreas por corpos estranhos; Hemorragias; Fraturas; Queimaduras; Engasgamentos. Demonstração Atadura Esparadrapo Tala de imobilização Colar cervical UNIDADE DIDÁTICA: Acidentes com animais peçonhentos e venenosos HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS UNIDADE DIDÁTICA: Acidentes com animais peçonhentos e venenosos Animais peçonhentos; Acidente com cobras. Aula expositiva Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Prevenção a doenças infecto-contagiosas HORA/ AULA: 5h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer as formas de contaminação e prevenção às doenças infecto-contagiosas. Tuberculose; Hepatite; HIV; Hanseníase. Aula expositiva dialogada Observação Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Avaliar a aprendizagem dos alunos por meio de prova teórica. Realização de prova escrita Realização de prova escrita; Participação em sala Debate em sala. Prova teórica. VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Discussão sobre o tema. Avaliação dos trabalhos apresentados. AVALIAÇÃO FINAL: 80% Prova escrita + 20% Participação Participação: Questionamentos pertinentes à disciplina + pontualidade + assiduidade + interesse nas aulas = 1,0 Participação ativa nas instruções práticas = 1,0 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Manual de Atendimento Pré-Hospitalar – CBMDF. RASIAS, Carlos Alberto, BARROS, Cláudio Caetano e MARCELINO, Sílvio Cláudio. Et Al. – Brasília: Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal , 2007. Manual de Atendimento Pré-Hospitalar – Modulo 1,2,3 e 4, SENASP/MJ. www.cbmdf.gov.br
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 26 FG 03: Educação Física ÁREA TEMÁRICA I: Formação Geral DISCIPLINA: Educação Física CARGA HORÁRIA: 60 horas/aula COMPETÊNCIAS – EDUCAÇÃO FÍSICA CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Aspectos do metabolismo energético, saúde e controle do peso corporal. Exercícios de condicionamento aeróbio e resistência muscular localizada. Manutenção da saúde física e mental. Importância da atividade física na promoção da saúde, seus aspectos mentais e emocionais. Desenvolvimento da força, potência e velocidade. Hábitos alimentares saldáveis. Alimentação saudável e condicionamento físico. Técnicas e prática de flutuação, resistência aeróbia e anaeróbia em meio liquido e apnéia dinâmica. Manutenção de boa postura física e aprimoramento da coordenação motora. PLANO DE DISCIPLINA: Educação Física CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sd Galvão, Sd Anderson, Prof Artur Silva, Prof Alisson CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 60h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: É o conjunto de atividades e exercícios psicomotores organizados e executados de forma consistente e contínua, que visa à educação física do organismo como um todo. Por suas características, a disciplina apresenta influência positiva tanto no contexto da saúde quanto da educação, além de o bom condicionamento físico ser uma condicionante da Guarda Mirim. EMENTA: V. Aspectos do metabolismo energético, saúde e controle do peso corporal (teoria); VI. Condicionamento aeróbio e Resistência muscular localizada; VII. Forca, potência e velocidade; VIII. Flutuação, Resistência aeróbia e anaeróbia em meio líquido e apneia dinâmica. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Desenvolver o condicionamento físico dos alunos mirins, bem como sua consciência sobre a importância de manter-se em excelentes condições físicas para o desempenho das atividades inerentes ao desenvolvimento do corpo e à atuação como menor aprendiz.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 27 UNIDADE DIDÁTICA: Aspectos do metabolismo energético, Saúde e Controle do Peso Corporal HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a importância da saúde orgânica para o desempenho das funções de Guarda Mirim. Conceito de Metabolismo energético. Conceito de Saúde. Controle do peso corporal. Aula expositiva dialogada Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Condicionamento aeróbio e Resistência Muscular Localizada HORA/ AULA: 20h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Otimizar as funções cardio-respiratrias e musculares para o desempenho de atividades que exigem aptidão aeróbia. Corridas Contínuas; Exercícios Localizados; Jogos e Desportos. Aulas práticas Apitos, cronômetros, cones, coletes sinalizadores, viatura de socorro, bolas de futebol, bolas e rede de vôlei, bolas de basquete. UNIDADE DIDÁTICA: Força, Potência e Velocidade HORA/ AULA: 30h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Otimizar as funções cardio-respiratorias e musculares para o desempenho de atividades que exigem aptidão neuromotora. Corridas Intervaladas; Exercícios Localizados; Jogos e Desportos Aulas práticas Apitos, cronômetros, cones, coletes sinalizadores, viatura de socorro, bolas de futebol, bolas e rede de vôlei, bolas de basquete, equipamentos de musculação UNIDADE DIDÁTICA: Flutuação, Resistência aeróbia e anaeróbia em meio líquido, Apneia dinâmica HORA/ AULA: 16h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Otimizar as funções cardio-respiratorias e musculares para o desempenho de atividades que exigem Corridas Contínuas; Exercícios localizados; Flutuação; Natação; Apnéia dinâmica Aulas práticas Apitos, cronômetros, coletes sinalizadores, viatura de socorro. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Avaliar a aprendizagem Toda a matéria Prova escrita com Prova escrita
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 28 dos alunos por meio de prova escrita. questões objetivas e subjetivas. VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: TAF (Teste de Aptidão Física) Debates COMPOSIÇÃO DA AVALIAÇÃO FINAL: 80% prática, 20% teórica PROVA PRÁTICA: Aplicação do TAF (Teste de Aptidão Física) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS FISIOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DOS DESPORTOS. Fox & Matheus. Rio de Janeiro: 1985. FUNDAMENTOS DO TREINAMENTO DE FORÇA. Steven Fleck e Kraemer. Rio de Janeiro: 1985. MANUAL DE CAMPANHA C 20-20 – Treinamento Físico Militar, 3ª Edição, 2002; www.ca.ufsc.br/Ed.Fisica/af_ap_s_q_8.ppt; www.efdeportes.com/efd52/saude.htm
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 29 FG 04: Português Instrumental ÁREA TEMÁRICA I: Formação Geral DISCIPLINA: Português Instrumental CARGA HORÁRIA: 10 horas/aula COMPETÊNCIAS – PORTUGUÊS INSTRUMENTAL CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Linguagem e suas funções. Leitura e interpretação de texto Reconhecimento da comunicação como fator preponderante para relações humanas e para a sua profissão. Expressão oral e escrita. Produção de textos (tipologia textual, adequação vocabular, organização sintagmática, coerência e coesão). Valorização do hábito de leitura. A redação do ENEM. Produzir textos compreendendo a estrutura da Redação exigida pelo ENEM. Compreender a Redação como fator de comunicação escrita em caráter avaliativo. PLANO DE DISCIPLINA: Português Instrumental CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sd Walcilente Sd Jarde CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 10h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A presente disciplina visa a estudar os elementos básicos da Língua Portuguesa de modo a aprimorar a elaboração de textos e produções redacionais, bem como a apresentação e prática da comunicação oral. EMENTA: I- Leitura e interpretação de texto (no decorrer de todas as demais unidades didáticas). II- Tipos de textos e adequação vocabular. III- Leitura e escrita textual. IV- Redação dissertativo-argumentativa. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A presente disciplina visa a estudar os elementos básicos da Língua Portuguesa de modo a aprimorar as práticas de leitura e elaboração de textos, bem como a prática da comunicação oral. UNIDADE DIDÁTICA: Leitura, Interpretação de Texto e Redação HORA/ AULA: 02h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Aprimorar a leitura e a escrita dos alunos Leitura e interpretação de texto. Redação Oficina de Leitura e escrita. Elaboração de redação. Multimídia Gramática Papel ofício
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 30 UNIDADE DIDÁTICA: Coerência e coesão textual HORA/ AULA: 02 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Produção de textos coesos e coerentes Coerência textual; Coesão textual. Aulas expositivas dialogadas e prática com exercícios Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Redação dissertativo- argumentativa HORA/ AULA: 04h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Distinguir os diferentes aspectos da produção de texto dissertativo argumentativo. Conhecer os tipos de texto e a adequação para o ENEM. Tipologia textual: dissertação, argumentação. Aula expositiva dialogada. Aulas expositivas dialogadas e prática com exercícios. Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova e trabalho. Aplicação de prova escrita, sendo 50% das questões objetivas e 50% subjetivas, totalizando 5 pontos. Prova Escrita Prova e redação para o ENEM. VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Trabalhos em sala de aula. Prova. AVALIAÇÃO FINAL: Média aritmética das 02 avaliações. (trabalho + prova) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 1997. MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. São Paulo: Brasiliense, 2004.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 31 FG 05: Matemática Instrumental ÁREA TEMÁRICA I: Formação Geral DISCIPLINA: Matemática Instrumental CARGA HORÁRIA: 10 horas/aula COMPETÊNCIAS – HISTÓRIA DA POLÍCIA MILITAR DO ACRE CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS A importância da matemática para o mundo globalizado e sua aplicação na área de atuação da Guarda Mirim. Leitura e interpretação das quatro operações básicas matemáticas (soma, subtração, multiplicação e divisão). Compreender a linguagem matemática como fator de comunicação. Conceitos básicos relacionados a Tabuada. Estudo da Tabuada nas quatro operações básicas. Reconhecimento da numérica comunicação como fator preponderante para relações humanas e para o exercício da atuação na Guarda Mirim. Porcentagem e Regra de três simples. Compreendendo a formulação de porcentagem e da regra de três. Ser capaz de executar procedimentos simples de escrituração básica numérica. PLANO DE DISCIPLINA: Matemática Instrumental CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sgt Eriverton, Sgt Claudino CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 10h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A matemática como instrumento para uma visão mais ampla do mundo e projeção das realidades numéricas na sociedade em que os Guardas Mirins estão inseridos. EMENTA: I. As quatro operações básicas (adição, subtração, multiplicação e divisão). II. A tabuada e seu uso cotidiano. III. Regra de três simples e porcentagem. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Proporcionar ao Guarda Mirim o desenvolvimento da leitura numérica e a compreensão de textos que envolvam algarítimos, visando o bom desempenho do aprendizado numérico para a vida. UNIDADE DIDÁTICA: As quatro operações básicas HORA/AULA: 04h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer as quatro operações matemáticas básicas Adição, subtração, multiplicação e divisão. Aula expositiva Debate Computador Multimídia Quadro branco e pincel
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 32 UNIDADE DIDÁTICA: A tabuada e seu uso cotidiano. HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a tabuada e seu uso no cotidiano. Tabuada de adição, tabuada de subtração, tabuada de divisão, tabuada de multiplicação. Aula expositiva Trabalho em Grupo Textos em mídia E em papel UNIDADE DIDÁTICA: Regra de três simples e porcentagem HORA/ AULA: 04h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Introduzir o estudo da regra de três simples e da porcentagem. Regra de três simples, porcentagem. Exposição teórica e prática Apostila, multimídia, quadro branco, pincel e papel UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. Aplicação de prova escrita, sendo 70% das questões objetivas e 30% subjetivas, totalizando 5 pontos. Prova Escrita Prova escrita VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Avaliação de rendimento de trabalhos. Avaliação de rendimento de prova escrita. AVALIAÇÃO FINAL: Trabalhos = 5 pontos Prova = 5 pontos Total = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: GIOVANNI, José Ruy. Matemática completa . São Paulo: FTD, 2002. IEZZI, Gelson et al. Matemática: ciência e aplicações. v1. Editora Saraiva. Krulik,S.Reys.F.; A resolução de Problemas na matemática escolar, Atual, 1998. MARQUES, Cláudio; SILVEIRA, Ênio. Matemática – Compreensão e Prática. 9° ano. SOUZA, J. R. Novo Olhar Matemática, volume 1. FTD.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 33 FG 06: Polícia de Prevenção ÁREA TEMÁRICA I: Formação Geral DISCIPLINA: Polícia de Prevenção CARGA HORÁRIA: 10 horas/aula COMPETÊNCIAS – POLÍCIA DE PREVENÇÃO CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Prevenção às drogas: alcoolismo e drogas lícitas e ilícitas. Conhecimento do processo de formação e funcionalidade das atividades de prevenção na PMAC. Promoção e valorização da vida através da prevenção ao uso de drogas. A história do Proerd, do Policiamento escolar e sua missão social. Valorização dos profissionais de segurança pública enquanto agentes modificadores do ambiente. Postura como profissional de segurança pública que contribui para o bem-estar da sociedade. Polícia, Escola e Família. Respeito, dignidade e cidadania. Executor dos valores presentes na sociedade. PLANO DE DISCIPLINA: Polícia de Prevenção CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sgt A. de Souza Sgt Keliane CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 10h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: O Proerd e o Policiamento escolar como ferramentas da PMAC para prevenção ao uso e abuso de drogas em ambiente escolar e fortalecedores das atividades positivas de valorização da vida. EMENTA: I. Prevenção às drogas e à violência. II. O Proerd e o Policiamento escolar como ferramentas de atuação da PMAC. III. Polícia, Escola e Família. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Perceber o trabalho preventivo da PMAC em ambiente escolar através de suas ferramentas que atuam na Prevenção às drogas e à violência nas escolas, a fim de compreender a importância do Proerd e do Policiamento escolar e a necessária participação colaborativa do Educador Social na comunidade escolar. UNIDADE DIDÁTICA: As drogas e a violência e sua atuação na sociedade HORA/AULA: 3h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer as drogas e os comportamentos violentos básicos As drogas lícitas e ilícitas A violência e Bullying Aula expositiva Debate Computador Multimídia Quadro branco
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 34 UNIDADE DIDÁTICA: Conceito histórico e missão do Proerd e do Policiamento Escolar HORA/ AULA: 3h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer o conceito e a natureza interdisciplinar do PROERD e do Policiamento Escolar: Direitos humanos e Polícia Comunitária. O Proerd no Brasil e no Acre. Atendimento da PMAC nas escolas (currículos Proerd) e Palestras para a sociedade. Parcerias estabelecidas Matriz curricular nacional do Proerd. Aula expositiva Debate Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Polícia, Escola e Família HORA/ AULA: 02h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a importância da família e os valores de respeito ao próximo, dignidade e responsabilidade A família e o respeito ao próximo. Responsabilidade para formar uma família. A interação social em ambiente escolar Aula expositiva Estudos Dirigidos Trabalho em Grupo Computador Multimídia Quadro branco Pincel Papel UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. Aplicação de prova escrita, no valor de 10 pontos. Prova Escrita Prova subjetiva VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Avaliação de rendimento de prova escrita. AVALIAÇÃO FINAL: Prova = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BRAMOVAY, Miriam. Escola e violência. Brasília, DF: Unesco, 2002. LIMA, Reginâmio B.; REIS, José A. Proerd Rio Branco: crianças e adolescentes de bem com a vida. Rio Branco: Boni, 2007. BRUNETA, A. A.. B. O. da Educação: a visão dos policiais militares sobre a autoridade e a educação. São Paulo: UFSCar, 2003. CUNHA, Fabrício Costa da. Perfil da Violência nas Escolas de Rio Branco. Rio Branco: UFAC, 2008.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 35 FE 01: Atividades Pré-militares e Ordem Unida ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Atividades Pré-militares e Ordem Unida CARGA HORÁRIA: 60 horas/aula COMPETÊNCIAS – ATIVIDADES PRÉ-MILITARES E ORDEM UNIDA CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Terminologias e termos militares de hierarquia e continência. Utilizar os termos e procedimentos militares pertinentes à hierarquia e continência. Executar com presteza aos comandos hierárquicos e a postura de continência. Conceito de Ordem Unida e regras de comandos por tempo. Exercitar Ordem Unida cultivando princípios como, marcialidade, uniformidade, vivacidade, entre outros, que são trabalhados na Guarda Mirim, demonstrando, com isso, força e coesão nas solenidades militares, bem como adotando padrões coletivos de uniformidade e sincronização. Desenvolver o sentimento de coesão e os reflexos de obediência coletiva no ambiente de ensino e nas solenidades, demonstrando unicidade e disciplina que são fatores preponderantes na formação do Guarda Mirim. Regras dos movimentos a pé firme sem arma e seus fundamentos morais. Exercitar os princípios da Ordem Unida sem arma, desenvolvendo postura preconizada pela ordem unida dentro do contexto da formação pré-militar. Sensibilização, motivação pessoal e coletiva, interação de grupo, com respeito a Disciplina e a Hierarquia. PLANO DE DISCIPLINA: Atividades Pré-militares e Ordem Unida CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Sgt D’Avila, Sgt Bonifácio, Sd Rivelle, Sd Walcilene CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 60h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: Dentre as atividades desenvolvidas na caserna com especificidade de garbo coletivo, a marcialidade, uniformidade, vivacidade, entre outros, são princípios cultivados em toda organização militar e pré-militar. De igual modo, é pelo exercício da Ordem Unida que tais princípios são abordados na Guarda Mirim e é notória a demonstração de força e coesão nas solenidades. Busca-se forjar, em cada profissional, o espírito de corpo que deve existir nos integrantes, a fim de que o companheirismo e a solidariedade estejam presentes no dia-a-dia.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 36 EMENTA: I. Regulamento de Continência. II. Hierarquia na Polícia Militar. III. Ordem Unida sem arma. IV. Comandos e meios de comandos. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Proporcionar ao Guarda Mirim os meios de se apresentarem e se deslocarem em perfeita ordem, em todas as circunstâncias estranhas à atuação de serviço ordinário, demonstrando que as atitudes individuais devem subordinar-se à missão do conjunto e à tarefa do grupo. UNIDADE DIDÁTICA: Regulamento de Continência HORA/AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer o Regulamento de continência que regula a atuação na PMAC A continência; Tipos; Formas; Continência sem arma; Continência em lugar aberto; Continência na escola. Aulas expositivas dialogadas, aulas práticas Multimídia Quadro RISG UNIDADE DIDÁTICA: Hierarquia na PMAC HORA/ AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer a hierarquia na instituição Polícia Militar do Acre Os alicerces das Polícias Militares: hierarquia e disciplina, Postos e Graduações, Insígnias e Divisas, Patentes e quadros operacionais. Aulas expositivas dialogadas, aulas práticas, Trabalho em Grupo Multimídia Quadro Manual de campanha – ordem unida C 22-5. UNIDADE DIDÁTICA: Ordem Unida sem arma HORA/ AULA: 20h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Participar das solenidades estranhas ao serviço ordinário, atuando em caráter coletivo Coluna, coluna por um, distância, fila, fileira, linha, intervalo, alinhamento, cobertura. Cerra-fila, homem- base, unidade-base, centro, direita (ou esquerda). Formação, testa, cauda, profundidade, frente e escola, posições. Aulas expositivas dialogadas; aulas práticas e estudo de texto Multimídia Hinário
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 37 Descansar, sentido, firme e cobrir. Passos e Marchas. UNIDADE DIDÁTICA: Comandos e meios de comandos HORA/ AULA: 16h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Executar corretamente os movimentos de ordem unida. Comandos por voz, gestos, corneta (clarim) e apitos . Aulas expositivas dialogadas; aulas práticas e estudo de texto. Apito Corneta ou clarim UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 04h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Avaliar a aprendizagem dos alunos por meio de prova escrita. Artigos do RISG e do C22-5 estudados Prova escrita e prova prática Prova VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Observação da execução prática dos movimentos individuais e coletivos. COMPOSIÇÃO DA AVALIAÇÃO FINAL: 70 % de Execução Prática (7,0 pontos) + 30% de Prova Teórica (3,0 pontos) = 10,0 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Manual de Ordem Unida do Exército Brasileiro, Manual de Campanha - Ordem Unida 1ª Parte 1980 (C 22- 5 ) Regulamento de Continências – RCONT. Regulamento Interno e dos Serviços Gerais – RISG. Regulamento Disciplinar da Polícia Militar do Estado do Acre – RDPMAC. Normas Gerais de Ação - NGA CFSD PM 2009.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 38 FE 02: Chefia e Liderança ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Chefia e Liderança CARGA HORÁRIA: 20 horas/aula COMPETÊNCIAS – CHEFIA E LIDERANÇA CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Desigualdades sociais e relações de poder. Distinguir as relações de poder na comunidade. Respeito aos conhecimentos popular e empírico, sabendo distinguir entre o senso comum, o bom senso e a ciência. Autoconhecimento, cultura e valores do sujeito e da sociedade, numa perspectiva de qualidade de vida. Reconhecimento e respeito às diversidades nos diferentes aspectos humanos da profissão, com ênfase no autocuidado. Comportamento e atitudes éticas frente a situações adversas (saudáveis e patológicas) saber posicionar-se de forma cooperativa nas relações de grupo. A condição humana e os diferentes comportamentos sociais. Leitura das relações intra e interpessoais para o exercício da profissão, com sensibilidade, motivação pessoal e coletiva e interação de grupo. Demonstrar iniciativa, capacidade de cooperação e atos de responsabilidade social com coragem e bravura. PLANO DE DISCIPLINA: Chefia e Liderança CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Cap Ana Cassia PROFESSORES: Major Denilson, Capitã Ana Cássia CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 20h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A presente disciplina versa sobre a importância do conhecimento de si e das relações interpessoais para auxiliar diretamente nas atividades de chefia e liderança. EMENTA: I. Desenvolvimento de papeis e habilidades sociais. II. Autoconhecimento, cultura e valores do sujeito e da sociedade. III. A condição humana e os diferentes comportamentos sociais. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Promover o conhecimento a respeito dos fenômenos sociais que possam incorrer em atitudes de chefia e liderança, com vistas à identificação e resolução de conflitos decorridos em consequências dos mesmos, tanto na comunidade quanto na equipe.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 39 UNIDADE DIDÁTICA: Método dialético e as categorias sociológicas básicas HORA/ AULA: 4 H/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Apresentar e discutir junto ao aluno sobre as principais categorias sociológicas, dando ênfase à questão das relações de poder e dominação Modo de Produção e Meios de Produção. Forças produtivas e relações sociais de produção. Estado, Governo e Sociedade Civil. Aula expositiva dialogada; Leitura e discussão de textos. Multimídia Textos impressos Matérias jornalísticas da imprensa nacional UNIDADE DIDÁTICA: Desenvolvimento humano e comportamento social HORA/ AULA: 06h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer os processos de desenvolvimento humano, seus mecanismos de defesa e adaptação, bem como as relações de chefia e liderança. As fases do desenvolvimento humano e suas características. Estrutura e dinâmica da personalidade. Diferenças entre chefia e liderança. O chefe e seus subordinados. O líder e seus colaboradores. Aula expositiva Trabalho em Grupo Textos em mídia UNIDADE DIDÁTICA: Desenvolvimento de papeis e habilidades sociais no trabalho HORA/ AULA: 08h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Propiciar o entendimento dos papéis sociais e seu desempenho como fator de qualidade nas relações interpessoais. Desenvolver ações que possam prevenir estresses relacionados com a atividade de Guarda Mirim. Teoria dos Papéis aplicada às atividades da Guarda Mirim. Processos de interação e funcionamento grupal: percepção, comunicação, liderança, definição de metas e normas, processo decisório, coesão, conflito. Abordagem cognitiva na avaliação e intervenção sobre habilidades sociais. Conteúdos verbais e não verbais do Exposição oral com visualização de slides. Seminários Dinâmicas Multimídia DVD Aparelho de som Quadro Branco e pincel
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 40 comportamento e como estes podem ser modificados. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. A prova será composta por dez questões de múltipla escolha nas quais serão abordado os conteúdos contidos nas três unidades didáticas deste plano de disciplinas. Para cada questão correta atribuir-se-á um (1,0). Prova Escrita VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Debate em grupo e exposição de opiniões sobre o assunto debatido. Debate do assunto entre grupos. Seminários. AVALIAÇÃO FINAL: Avaliação de trabalhos= 10 pontos Avaliação Escrita = 10 pontos Nota final = média aritmética da avaliação oral e escrita (10+10=20/2) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BOCK, Ana M. Bahia; Furtado; Odair; Teixeira; Maria de Lourdes T. Psicologias – Uma introdução ao estudo de psicologia. Ed. Ática. 1998. FALCONE, Eliane. Habilidades sociais: para além da assertividade. Santo André: Editora Sete, 2000. KUSNETZOFF, Ivan Carlos. Introdução à Psicopatologia Psicanalítica. 7ª Edição, ED. Nova Fronteira, 1992. RIM, D. C & MASTER, J. C. Treinamento Assertivo em terapia comportamental: Técnicas e resultados experimentais. São Paulo: Manole, 1983. REVIERE, Enrique Pichon. O Processo Grupal. SP: Martins Fontes, 1998. GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional – A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. 8 ed, São Paulo. Objetiva, 1995.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 41 FE 03: Conhecendo a Cidade ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Conhecendo a Cidade CARGA HORÁRIA: 20 horas/aula COMPETÊNCIAS – CONHECENDO A CIDADE CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Compreender a dinâmica social da cidade em que vive. Atuar, compreendendo a cidade e seus atores sociais. Consciência crítica sobre o local em que vivem. Perceber os pontos turísticos de sua localidade. Atuar voltando-se para a valorização do ambiente em que vivem. Postura como Guarda Mirim que contribui para o bem estar da sociedade. Conhecer lugares e instituições que prestam serviço à comunidade. Compreender a atuação da Guarda Mirim e sua interação com as instituições de sua cidade. Valorizar o lugar onde vive. PLANO DE DISCIPLINA: Conhecendo a cidade CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Cap Ana Cássia PROFESSORES: Cap Ana Cássia, Sgt Bonifácio, Sd Galvão, Sd Rivelle, Sd Walcilene CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 20h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A cidade é o local onde as pessoas moram, portanto, é importante ter noção de espaço e das localidades que formam a conjuntura da cidade. EMENTA: I. O que é uma cidade. II. Visita a pontos turísticos da cidade. III. Visita a instituições, bibliotecas, quartéis, estádios, teatros, palácios e museus. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Proporcionar ao Guarda Mirim a oportunidade conhecer melhor o local onde vive. UNIDADE DIDÁTICA: O lugar onde vivo HORA/AULA: 4h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer o conceito de cidade, localidade e um pouco da história do lugar onde se vive. A cidade; O bairro; as ruas; o lugar onde vivo. Aula expositiva Debate Computador Multimídia Quadro branco Pincel
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 42 UNIDADE DIDÁTICA: Visita a pontos turísticos HORA/ AULA: 08h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer os pontos turísticos da cidade Visita a pontos turísticos da cidade tais como praças, balneários, parques, etc., proporcionando momentos de aprendizado e lazer. Trabalho em Grupo Visitas coordenadas Transporte, água, itinerário e câmera fotográfica. UNIDADE DIDÁTICA: Visitas a instituições HORA/ AULA: 08h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Visitar a instituições tais como bibliotecas, quartéis, estádios, teatros, palácios e museus. Visita a bibliotecas, quartéis, estádios, teatros, palácios, museus. Durante a visita será ofertada uma palestra sobre o local visitado e a sua função social Transporte, água, itinerário e câmera fotográfica. Multimídia. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de relatório de atividade Após visita a localidades e a instituições, os alunos devem elaborar um relatório. Análise de relatório VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Relatório de atividade. AVALIAÇÃO FINAL: Relatório de atividade = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Guia turístico da cidade. Google mapas. Materiais normativos, panfletos e cartazes sobre localidades e instituições.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 43 FE 04: Educação Cidadã ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Educação Cidadã CARGA HORÁRIA: 20 horas/aula COMPETÊNCIAS – EDUCAÇÃO CIDADÃ CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Organização Estatal: funções e órgãos relevantes na esfera de Segurança Pública. Desenvolver práticas funcionais pautadas na defesa e manutenção dos Direitos Humanos. Ser um executor social dos valores legais presentes no ordenamento jurídico pátrio. Direitos individuais e coletivos: aspectos éticos, históricos, culturais e legais. Planejamento das ações voltadas para atuar na localidade com responsabilidade social. Compromisso com o bem-estar de quem recebe cuidado, respeitando-o como cidadão, em qualquer circunstância Fundamentação normativa da conduta humana. Tratamento adequado a todas as pessoas, independente de gênero, raça, cor, religião ou cultura. Desmistificação dos Direitos Humanos, reconstruindo-o como direito do cidadão. PLANO DE DISCIPLINA: Educação Cidadã CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Sgt Bonifácio PROFESSORES: Cap Ana Cassia Sgt Bonifácio, Sd Walcilene CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 20h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: As formulações entre a ação do cidadão com as pessoas a seu redor, pautadas nas ações do Estado e os direitos coletivos. EMENTA: I. O Estado. II. Direitos Individuais e Coletivos da Pessoa Humana. III. Direitos e Deveres contidos no Estatuto da Criança e do Adolescente. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: A disciplina refere-se ao sentido de organização do Estado democrático de direito brasileiro em consonância com o que preceitua o artigo 5° da Constituição Federal e a Carta de São José da Costa Rica, enfatizando os direitos e deveres dos adolescentes, conforme preceitua o ECA.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 44 UNIDADE DIDÁTICA: O Estado HORA/AULA: 04h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer os conceitos básicos que tratam da União, seus Poderes e competência. Conceito. Elementos. Estado Democrático de Direito. Funções dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Tratar a matéria reportando-se sempre aos casos concretos vivenciados pelo aluno Guarda Mirim. Multimídia Quadro branco e pincel UNIDADE DIDÁTICA: Direitos Humanos e suas características HORA/ AULA: 08h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conceituar Direitos Humanos e suas principais características Conceito e Características dos direitos humanos: imprescritibilidade; Inalienabilidade; Irrenunciabilidade; Inviolabilidade; Universalidade; Efetividade; Interdependência; Complementaridade. Exposição dialogada Estudo de casos Multimídia Quadro e pincel UNIDADE DIDÁTICA: O ECA e o direito cidadão da criança e do adolescente HORA/ AULA: 08h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Enunciar e examinar os conceitos doutrinários do direito da criança e do adolescente em face da legislação comparada. Analisar a situação da criança e do adolescente no seu contexto biopsicossocial e a sua inclusão no direito. O atendimento da criança e do adolescente na “Doutrina da Proteção Integral”. A infância e adolescência no contexto internacional: a Convenção Internacional dos Direitos da Criança e principais documentos internacionais. A estrutura geral do Estatuto da Criança e do Adolescente. A regulamentação dos Direitos Fundamentais. Medidas especiais de proteção e Medidas Sócio educativas. Aula expositiva Prática com exercícios Trabalho em Grupo Computador Multimídia Quadro branco Pincel Papel
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 45 UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Avaliar a aprendizagem dos alunos por meio de prova escrita. Proporcionar uma visão crítica para uma prática de acordo com o que determinam as leis. Aplicação de prova escrita, sendo 70% das questões objetivas e 30% subjetivas, totalizando 5 pontos. Prova Escrita Prova VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Avaliação de rendimento de trabalhos. Avaliação de rendimento de prova escrita. AVALIAÇÃO FINAL: Trabalhos = 5 pontos Prova = 5 pontos Total = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: PAULO, Vicente. Direito Administrativo Descomplicado. 15.ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2008. BRASIL. Constituição Federal, 1988. BALESTRERI, Ricardo Brizolla. Direitos Humanos: coisa de polícia. Passo Fundo-RS, CAPEC. Paster Editora, 1998. BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro. Campos Ed, 2004. BRASIL. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, e dá outras providências. Estatuto da Criança e do Adolescente. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16.07.1990. CURY, Munir. Estatuto da criança e do adolescente comentado: comentários jurídicos e sociais. 6.ed. São Paulo: Malheiros, 2003.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 46 FE 05: Defesa Pessoal ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Defesa Pessoal CARGA HORÁRIA: 30 horas/aula COMPETÊNCIAS – DEFESA PESSOAL CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Noções de Direitos Humanos. Técnicas de autodefesa: pontos sensíveis, quedas e rolamentos; técnicas de projeção; Defesa contra agressões a mão livre; técnicas contra agarramentos; técnicas de contenção. Atuação da Guarda Mirim considerando a história e a cultura das populações, à luz dos valores dos direitos humanos. Identificação de pontos sensíveis, defesa em desvantagem decorrentes de queda e rolamentos com o intuito de equilibrar-se durante uma situação desfavorável. Exercício de precisão para a melhor aplicabilidade de uso das diferentes técnicas para autodefesa. Respeitar e preservar os pilares dos direitos humanos: necessidade, proporcionalidade, legalidade e ética, mantendo com isso os valores presentes na sociedade. Aspectos relacionados às formas de imobilização com e sem equipamentos de defesa pessoal. Técnicas que evitam desperdício de tempo, traumas físicos desnecessários durante a necessidade de uma intervenção em legítima defesa. Ser capaz de agir com eficiência diante a situações de risco à sua integridade física. PLANO DE DISCIPLINA: Defesa Pessoal CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Maj Denilson PROFESSORES: Sd Alisson, Prof Anderson CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 30h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A Defesa Pessoal é a reunião de técnicas de defesa e ataque extraído de vários estilos de artes marciais e é apresentado à Guarda Mirim como ato de treinamento para defesa, enfatizada a legítima defesa, dentro dos parâmetros constitucionais. EMENTA: I. Exercícios preparatórios. II. Pontos sensíveis, quedas e rolamentos. III. Técnicas de projeção. IV. Defesa contra agressões a mão livre. V. Técnicas contra agarramentos. VI. Técnicas de contenção.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 47 OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Habilitar o Guarda Mirim a agir de forma coerente, ética, proporcional e legal a possíveis agressões e/ou situações ilícitas danosas contra si, mediante o uso de técnicas e instrumentos destinados à manutenção da integridade física própria. UNIDADE DIDÁTICA: Exercícios Preparatórios HORA/ AULA: 4h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Preparar o aluno para as atividades físicas. Apresentação da Disciplina. Exercícios Práticos: Alongamento e aquecimento; Alongamento de membros; Aquecimento global. Aula expositiva. Aula prática. Multimídia. Quadra de esporte Tatame UNIDADE DIDÁTICA: Pontos Sensíveis, Quedas e Rolamentos HORA/ AULA: 4h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Identificar pontos sensíveis, a defender- se em desvantagem da queda e aplicar rolamentos com o intuito de equilibrar-se durante situação desfavorável. Pontos Sensíveis. Identificação. Exercícios Educativos de quedas. Educativos de quedas de costas. Educativos de quedas laterais. Educativos de quedas de frente. Rolamentos. Aulas expositivas. Aulas práticas. Quadra de esportes Tatame UNIDADE DIDÁTICA: Técnicas contra agarramentos HORA/ AULA: 6h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Preparar o aluno para desvencilhar-se de situações de agressão com agarramentos Técnicas de desvencilhamento de artes Aulas expositivas. Aulas práticas. Quadra de esportes Tatame UNIDADE DIDÁTICA: Técnicas de Projeção e defesa contra agressões a mão livre HORA/ AULA: 12h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Executar técnicas de projeção a fim de minimizar o emprego da força durante sua aplicação. Executar defesa de Projeções ao chão. Defesa contra socos e tapas resultando em imobilização. Aulas expositivas. Aulas práticas. Quadra de esportes Tatame
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 48 ataques contra sua integridade física. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 4h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. Aplicação de prova escrita, sendo 70% das questões objetivas e 30% subjetivas, totalizando 5 pontos. Prova Escrita VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Trabalho prático individual AVALIAÇÃO FINAL: Prova prática = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: SENASP: referenciais práticos aplicados nos cursos de Defesa Pessoal. BALESTRERI, Ricardo Brisola. Direitos Humanos: Coisa de Polícia. Edições CAPEC – Centro de Assessoramento a Programas de Educação para a Cidadania. Pater Editora, 1998. RODRIGUES, Luciano Crisafulli. Operações de Controle de Distúrbios. Florianópolis: SECCO, 2007.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 49 FE 06: Palestras Temáticas Dirigidas ÁREA TEMÁRICA II: Formação Específica DISCIPLINA: Palestras Temáticas Dirigidas CARGA HORÁRIA: 10 horas/aula COMPETÊNCIAS – PALESTRAS TEMÁTICAS DIRIGIDAS CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Palestra sobre as drogas e seus efeitos no corpo e na sociedade. Perceber as drogas enquanto uma fonte de prazer momentâneo que, a médio e a longo prazo, leva à dependência e à desagregação social. Fazer escolhas conscientes quando da tomada de decisão sobre o uso ou não de drogas. Palestra motivacional. Despertar interesse pelo bom desempenho de atuação na escola, na família e no ambiente de prestação de serviço. Respeitar e preservar os pilares boa convivência entre pares, amigos e família. Palestra sobre a adolescência e as transformações do corpo. Desfrutar do corpo com responsabilidade, tendo a consciência de que as escolhas influenciam diretamente na construção do futuro. Ser capaz de agir com responsabilidade e consciência da liberdade com a qual deve cultivar os domínios de seu corpo. PLANO DE DISCIPLINA: Palestras Temáticas Dirigidas CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Maj Denilson PROFESSORES: Palestrantes escolhidos nas instituições parceiras CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 10h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A disciplina foi pensada para funcionar como um ciclo de aproximadamente cinco palestras sobre assuntos que os Guardas Mirins demonstrem interesse e/ou sobre assuntos de relevância que estejam massivamente sendo abordados pela mídia e que se mostre necessário esclarecimento aos educandos. As unidades didáticas serão as próprias palestras. EMENTA: I. Palestras sobre drogas e seus efeitos no corpo e na sociedade. II. Palestra motivacional. III. Palestra sobre a adolescência e as transformações do corpo. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Proporcionar uma abordagem mais específica sobre temas e valores que estejam em pauta e sejam relevantes para a discussão coletiva dos educandos.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 50 UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de relatório sobre palestra. Assunto de relevante interesse para a Guarda Mirim. Após cada palestra será feito um relatório. Palestras e seminários Quadro Multimídia Pincel VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Relatório de Aprendizagem entregue ao Coordenador Administrativo do Curso. AVALIAÇÃO FINAL: Relatório de Aprendizagem = 10 pontos REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: A critério dos instrutores das palestras.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 51 FP 01: Correspondência e Redação Oficial ÁREA TEMÁRICA III: Formação Profissionalizante DISCIPLINA: Correspondência e Redação Oficial CARGA HORÁRIA: 20 horas/aula COMPETÊNCIAS – CORRESPONDÊNCIA E REDAÇÃO OFICIAL CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Conhecer a linguagem e suas funções. Leitura e interpretação de texto. Reconhecimento da comunicação como fator preponderante para relações humanas e para a sua profissão. Identificar pontos convergentes nas expressões oral e escrita. Produção de textos (tipologia textual, adequação vocabular, organização sintagmática, coerência e coesão). Valorização do hábito de leitura. Perceber os tipos de documentação oficial. Elaboração de documentos oficiais e comunicações associados ao desempenho da função. Valorização da qualidade na elaboração de documentos. PLANO DE DISCIPLINA: Correspondência e Redação Oficial CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Maj Denilson PROFESSORES: Cap Giovane, Sd Walcilene, Profª Maria Iracilda CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 20h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: A presente disciplina visa estudar os elementos básicos da Língua Portuguesa de modo a aprimorar a elaboração de textos, documentos oficiais e preenchimento de registro na área administrativa, bem como a apresentação e prática da comunicação oral. EMENTA: I- Leitura e interpretação de texto (no decorrer de todas as demais unidades didáticas). II- Tipos de textos e adequação vocabular. III- Coerência e coesão textual. IV- Documentos oficiais e suas características: ofício, memorando, requerimento, relatório. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Desenvolver atitude crítica e reflexiva em relação ao uso e domínio da Língua Portuguesa e Confecção de documentos oficiais.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 52 UNIDADE DIDÁTICA: Apresentação do Plano de Curso, Leitura e interpretação de texto HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Promover a interação entre os alunos. Apresentar o Plano de curso da disciplina e avaliação. Dinâmica de apresentação. Apresentação do Plano de Curso. Leitura e interpretação de texto. Dinâmica de Apresentação. Aula expositiva dialogada. Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Leitura, Interpretação de Texto e Redação Oficial. HORA/ AULA: 4h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Aprimorar a leitura e a escrita dos alunos. Leitura e interpretação de texto. Redação de textos oficiais. Oficina de Leitura e escrita. Elaboração de textos da redação oficial. Multimídia Gramática Papel ofício UNIDADE DIDÁTICA: Tipos de texto e adequação vocabular HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Produção de textos coesos e coerentes Coerência textual; Coesão textual Aulas expositivas e prática com exercícios Multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Documentos oficiais HORA/AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Elaboração de documentos oficiais utilizados no serviço administrativo. Ofício. Memorando. Requerimento. Relatório. Aula expositiva. Confecção de documentos oficiais. Multimídia Papel A4 UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. Aplicação de prova escrita. Prova Escrita. Trabalhos em sala. Prova subjetiva VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Trabalhos em sala de aula. Prova AVALIAÇÃO FINAL: Média aritmética das 2 avaliações. (trabalho + prova) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 1997. MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. São Paulo: Brasiliense, 2004. BRASIL. Manual de Redação Oficial da Presidência da República.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 53 FP 02: Guarda Mirim em Ação ÁREA TEMÁRICA III: Formação Específica DISCIPLINA: Guarda Mirim em Ação CARGA HORÁRIA: 60 horas/aula COMPETÊNCIAS – GUARDA MIRIM EM AÇÃO CONCEITUAIS PROCEDIMENTAIS ATITUDINAIS Processo das relações inter e intrapessoais. Utilização de mecanismos que possibilitem a compreensão de si mesmo e do outro. Reconhecer-se como um profissional competente, que se expressa como pessoa, que sabe aplicar a empatia, relacionando-se com o outro e o mundo de maneira digna. Construção e desenvolvimento de Equipes. Princípios, métodos e técnicas de trabalho em equipe. Conhecer e reconhecer os membros de sua equipe com finalidade de maior aceitação das diferenças e desta forma contribuir para o desenvolvimento dos trabalhos. Redes sociais. Avaliação dos papéis e funções nas mais diversas relações. Deixar-se surpreender consigo mesmo, com o outro e com o mundo, aplicando uma postura profissional de acordo com a ética, a autoridade e a rede social. A aplicação da flexibilidade perceptiva. Constituição de grupos operativos focados na realidade organizacional, local e global. Atenção à reconsideração das próprias regras e idéias vigentes. Premissas de atendimento ao público e tomada de decisão. Aplicação dos lemas: atenção, cortesia e respeito no processo de atendimento e tomada de decisão. Desenvolver a excelência no atendimento e tomada de decisão em caráter individual e de grupo. Criatividade e motivação. Utilização de estratégias de estímulo, motivação e processo criativo. Propor soluções eficazes conforme as situações inusitadas de conflito.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 54 PLANO DE DISCIPLINA: Guarda Mirim em Ação CURSO: Guarda Mirim MODALIDADE: Formação ANO: 2013 MODALIDADE: Formação TIPO DE ENSINO: Presencial CARGA HORÁRIA TOTAL: 360h/a + PRONATEC COORDENADOR DA DISCIPLINA: Major Denilson PROFESSORES: Cap Ana Cassia Sgt Bonifácio Sd Walcilene Sd Rivelle CARGA HORÁRIA DISCIPLINA: 60h/a APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: No decorrer desta disciplina, o aluno realizará atividades que envolvem atitudes recomendados: comunicação, cooperação, respeito e amizade, estimulando sua capacitação para a adoção de práticas e comportamentos que promovam o desenvolvimento pessoal e profissional, visando também à excelência do atendimento ao público. EMENTA: I- Utilização de mecanismos e ferramentas para o autoconhecimento. II- Estudo do Regulamento Disciplinar e de Promoções da Guarda Mirim. III- Construção e desenvolvimento de Equipes. IV- A Pedagogia Afetiva/Pedagogia da Presença. V- Comunicação humana. VI- Redes sociais. VII- Criatividade e tomada de decisão. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA: Compreender os fatores determinantes das diferenças individuais como preponderantes para o estudo das relações humanas na Guarda Mirim e promover a qualidade no atendimento ao cidadão, bem como explicar os fatores que determinam um relacionamento harmonioso no ambiente social e profissional. UNIDADE DIDÁTICA: Utilização de mecanismos e ferramentas para o autoconhecimento HORA/ AULA: 4 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Associar as observações de atendimento com a visão da Pedagogia Afetiva. Apresentar a disciplina. Estimular o interesse pelo repensar a prática cotidiana de cada um. Identidade e reflexão sobre si mesmo; Motivação pessoal e profissional; Inventário Pessoal Kit “Você mais feliz” Auto-Estima; Assumindo uma nova postura pessoal e profissional. Aula expositiva dialogada; Dinâmica de apresentação; Exposição por parte dos educandos sobre o que é ser cidadão e o que é qualidade no atendimento. Quadro Magnético Pincel Recursos multimídia Papel A4 Apostila de apoio Quadra esportiva e quatro bolas.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 55 UNIDADE DIDÁTICA: Estudo do Regulamento Disciplinar e de Promoções da Guarda Mirim HORA/ AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Conhecer as normativas que instituem a Guarda Mirim e seus regulamentos. Dos princípios e das diretrizes da política de atendimento; Das atribuições gerais dos integrantes da rede de representantes; Do perfil e dos requisitos essenciais dos participantes da rede de Guarda Mirim. Leitura coletiva e discussão do Regulamento Folders explicativos do Regulamento e material apostilado UNIDADE DIDÁTICA: Construção e desenvolvimento de equipes HORA/ AULA: 6 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Ampliar criticamente conhecimentos; estimular o interesse pelo repensar a prática cotidiana de cada um. Construção e desenvolvimento de equipes Eu e os outros. Trabalho em equipe; Como desenvolver um bom trabalho em equipe; Relações interpessoais no trabalho; Administração de conflitos Dinâmica Reunião das flores Vídeo sobre o filme “carros”; Reflexão sobre o texto: A lição que os gansos nos ensinam. Slide em power point Recursos multimídia Apostila de apoio UNIDADE DIDÁTICA: A Pedagogia Afetiva HORA/AULA: 10h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Desenvolver habilidades para aplicar os conhecimentos sobre a Pedagogia Afetiva, utilizando os mesmos em prol de um melhor atendimento ao cidadão. A Pedagogia e as mudanças sociais. A afetividade: a única saída para a educação. Limites. Mitos do Cotidiano. Ritmos. A pedagogia da presença. Estudo de Textos, distribuídos em 8 grupos de 5 pessoas; Seminário sobre pedagogia afetiva e pedagogia da presença Textos dos Livros. UNIDADE DIDÁTICA:Comunicação Humana HORA/ AULA: 05 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Compreender mecanismos da comunicação verbal, não-verbal e factual. Comunicação gestual Verbal e não verbal; Postura e ergonomia; A persuasão na comunicação através das diferentes formas Dinâmica “você sabe ouvir”; Ler o texto de Artur da Távola e ouvir a música “Padrão” de Caetano Veloso; Recursos Multimídia Textos da Apostila de apoio
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 56 de comunicação. Poesia de Fernando Pessoa. UNIDADE DIDÁTICA: Redes Sociais HORA/ AULA: 05 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Apresentar e demonstrar o papel das Redes Sociais como nova forma de Relações Humanas. Tipos de Redes Sociais; As Formas corretas de utilização das “Redes Sociais”. Estilos de “Redes Sociais”. Aula expositiva dialogada Recursos multimídia UNIDADE DIDÁTICA: Criatividade e tomada de decisão no ACAMPAMENTO HORA/ AULA: 20 h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Utilizar métodos e instrumentos no processo de decisão e estratégias estimulantes ao processo criativo. Compreender os instrumentos para a Tomada de Decisão. O que é problema, o que é Solução. Processo de Tomada de Decisão. Uso da criatividade. Acampar com a equipe da Guarda Mirim. Passar desafios para que, em grupo, cheguem a uma solução comum. Exemplificação e demonstração de Casos. Recursos multimídia Apostila de apoio Diretriz básica de acampamento. UNIDADE DIDÁTICA: Avaliação de rendimento HORA/ AULA: 2h/a OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO DIDÁTICO ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS RECURSOS DIDÁTICOS Verificação da aprendizagem através de prova escrita. A Aplicação da prova escrita será no acampamento e valerá 10 pontos. Prova Escrita e atividades sobre inteligência, força, liderança e estratégia. Diretriz básica de acampamento e prova. VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Participação. Avaliação de rendimento nos trabalhos. Avaliação de rendimento de prova escrita. AVALIAÇÃO FINAL: Prova executada no Acampamento da Guarda Mirim. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ALMEIDA. Sérgio. Ah! Eu não acredito; como cativar o cliente através de um fantástico atendimento. Salvador: Casa da Qualidade, 2001. FERNANDES, Regina. Para tomar a melhor decisão. FURNHAM, Adriana . Linguagem Corporal no Trabalho. Ed. Nobel. GONÇALVES, Maria H. B. ; WYSE, Nely. Ética & Trabalho. Ed. Senac. HELLER, Robert. Como se comunicar bem. Ed. Publifolha, 2000. ROSSINI, Maria Augusta Sanches. Pedagogia Afetiva.Petrópolis, RJ: Vozes. 2001. MAITLAND, Iain. Como motivar pessoas. Ed. Nobel, 2002. MARQUES, Juracy C. Ensinando para o desenvolvimento pessoal. Petópolis: Ed. Vozes. PICKERING, Peg. Como administrar conflitos profissionais. Ed. Market Books, 2002.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 57 Além dessas, podem ser acrescentadas outras disciplinas que venham a somar com a formação dos Guardas Mirins. As aqui apresentadas são as disciplinas de formação básica, para a estruturação de um Curso Padrão de Guarda Mirim, podendo ser reestruturadas com o intuito de melhoria das atividades, mas não de “enxugar” conteúdos e objetivos. É necessário lembrar, após a exposição de disciplinas, objetivos, atividades e formulações que a proposta para a Matriz Curricular está pautada na meta de uma educação para valores. Não é e nunca foi exposto aqui o intento de formação de uma “Polícia Mirim”, uma vez que isso é ilegal; tampouco, se deve pensar apenas em uma educação profissionalizante, não é essa a função precípua da Polícia Militar. Nossa função está preceituada no artigo 144 da Constituição Federal, assim, dentro dessa premissa, de prevenção e “manutenção da ordem social”, na consolidação de valores sociais intrínsecos à nação brasileira, é que foi elaborado o Curso de Formação de Guarda Mirim do 2° Batalhão Coronel Fontenele de Castro, da Polícia Militar do Acre.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 58
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 59 REGULAMENTO DISCIPLINAR E DE PROMOÇÕES DA GUARDA MIRIM DO 2º BPM PREÂMBULO A Guarda Mirim do 2º BPM é uma entidade destinada a congregar adolescentes de ambos os sexos, provenientes de famílias de baixa renda, com a finalidade de contribuir para a formação intelectual, moral, civil e física dos adolescentes. O objetivo da Guarda Mirim é apoiar a família e as instituições de ensino na boa formação do caráter do adolescente, e que o mesmo possa estar preparado para enfrentar os desafios de um mundo de desigualdade social e tão carente de respeito pelo ser humano. Para permanecer na Guarda Mirim, os adolescentes têm que estar matriculados, frequentando a escola e ter um bom comportamento dentro e fora dela. Os integrantes da Guarda Mirim serão orientados sobre diversos temas, tais como: Educação Física, Educação Moral e Cívica, Ordem Unida, Noções Gerais de Direito, Noções Gerais de Legislação e Trânsito, Noções de Ecologia e Preservação do Meio Ambiente, Educação Sexual e Higiene Corporal, entre outros. O Projeto social contará com o apoio do Estado, da Prefeitura Municipal, de voluntários e do 2º Batalhão de Polícia Militar.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 60 SEÇÃO I – DISPOSIÇÕES GERAIS Capítulo I – Da Constituição Art. 1º – A Guarda Mirim do 2º BPM, doravante denominada GM, é uma entidade da sociedade civil, formada por jovens de 12 a 17 anos, que se destina a servir, prestar serviços e quaisquer promoções beneficentes e festivas da comunidade. A Guarda Mirim será administrada por Diretoria própria. Art. 2º – A Guarda Mirim será comandada pelo Comandante do 2º BPM e subcomandada pelo Oficial PM responsável pela sub-área de segurança pública em que a base da Guarda Mirim está sediada. O Coordenador da Guarda Mirim será um graduado do batalhão ao qual a mesma está ligada. I – O Guarda Mirim deverá prestar toda obediência e respeito, acatando todas as ordens legais emanadas pelos integrantes do Batalhão Policial Militar. II - Algumas atividades a serem desenvolvidas pela Guarda Mirim: a) Participar de campanhas educativas de diversos segmentos sociais; b) Desfiles Cívicos; c) Participação em eventos religiosos; d) Excursões, Palestras e exibições de filmes educativos; e) Desenvolver projetos para a inclusão social; f) Caminhada ecológica, acampamentos com atividades recreativas. Art. 3º – A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Art. 4º – O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I – Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; II – Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; III – Pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 61 Art. 5º – Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais. Capítulo II – Dos Direitos e Deveres dos Guardas Mirins Art. 6º – São direitos inalienáveis dos Guardas Mirins: I – O Guarda Mirim terá direito à educação moral, cívica e escolar. II – Instruções, tais como educação física, ordem unida, palestras e debates. III – Recreação, lazer, excursões, sempre que surgirem oportunidades. IV – Votar e serem votados para líderes e candidatos à promoção a cabo, sargento, inspetor e instrutor, de acordo com o regimento interno do órgão. V – Tratar e ser tratado com educação e respeito; VI – Estar em ambiente livre de vícios e atos indignos; VII – Cultivar a maior camaradagem e companheirismo entre si; VIII – Ser atencioso e receber atenção ao que se faz, para fazer bem feito; IX – Ser trabalhador e honesto; X – Participar assiduamente das aulas, instruções e reuniões; XI – Zelar pela higiene e apresentação pessoal; XII – Comparecer a locais predeterminados por instrutores da GM, aos sábados, domingos ou a critério da Diretoria, para aperfeiçoamento educacional, lazer e esporte. XIII – Receber renumeração por seu trabalho ou estágio profissionalizante, em fase de aprendizagem em empresas e outras instituições devidamente regularizadas, de acordo com a legislação em vigor, por meio de convênios firmados pela GM, que poderá reservar até 10% do valor recebido de cada empresa ou instituição para as despesas da entidade. Art. 7º – São deveres do Guarda Mirim: I – Atender corretamente, com a máxima presteza, a quem lhe peça auxílio, informações ou qualquer ato de solidariedade; II – O Guarda Mirim, quando no interior de um coletivo, uniformizado ou não, deverá ceder seu lugar às pessoas idosas, portadoras de necessidades especiais, gestantes, pessoas com crianças de colo ou a qualquer que necessite, em um gesto de cidadania.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 62 III – Ao passar por Policiais Militares, deverá prestar continência regulamentar. Às autoridades civis, religiosas e aos demais membros da comunidade deverá tratar com a devida polidez; IV – O Guarda Mirim deverá usar sua cobertura, exceto em local coberto, onde poderá ser opcional o uso; V – Toda vez que for determinado ao Guarda Mirim qualquer empenho, ao final, deverá anunciar o cumprimento ou as alterações do não cumprimento; VI – Cabe ao Guarda Mirim solicitar que a ordem seja repassada, se não for bem entendida; VII – O Guarda Mirim deve ter todos os uniformes completos e impecáveis; VIII – Na impossibilidade de comparecer às convocações, instruções ou ao serviço deverá comunicar com antecedência ao Comandante da Guarda Mirim; IX – Obedecer, com todo o respeito, aos de maior patente da Guarda Mirim, sobre tudo prestar-lhes a continência regulamentar com a qual cumprimentará aos iguais; X – O Guarda Mirim que estiver fazendo a chamada ou ministrando instrução, ao perceber a aproximação de superior hierárquico deverá suspender a instrução, prestar-lhe o anúncio e colocar a tropa a sua disposição; XI – Pedir licença antes de entrar em qualquer repartição; XII – O Guarda Mirim deixará de ser assistido pela entidade, assim que comprove constituição de família, ou qualquer encargo que lhe for atribuído; XIII – Será permitida a permanência do Guarda Mirim em lugares públicos até às 22 horas em quaisquer dias da semana e, após esse horário, somente acompanhado dos pais; XIV – Não será permitido ao Guarda Mirim namorar durante as instruções ou uniformizado em locais públicos; XV – O Guarda Mirim deve apresentar-se para instrução sem brincos, piercing ou maquiagem forte, e, seus cabelos devem estar cortados nas máquinas com pente 2 e 4 (para os homens) e amarrados (para as mulheres), ambos em cor natural. XVI – É proibida ao Guarda Mirim a inobservância deste regulamento, do contido no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), bem como das portarias do Ministério Público e das demais legislações de proteção à infância e à juventude;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 63 XVII - O Guarda Mirim que se envolver em ocorrência policial como agente será desligado da entidade. Parágrafo Único – O descumprimento de qualquer um dos itens deste artigo implicará em falta grave. SEÇÃO II – DOS ATOS DISCIPLINARES Capítulo III – Das Penalidades Art. 8º – Para melhor controle, o Regulamento de Guarda Mirim prevê penas correspondentes às faltas cometidas. I – Para os que cometerem 2 (duas) faltas em um mês, será aplicada uma advertência; II – Para os que cometerem 3 (três) faltas em um mês, serão chamados juntamente com os pais ou responsáveis à presença do Comandante da Guarda Mirim, onde assinarão uma advertência, cabendo aos pais tomar as providências no sentido de que o Guarda Mirim não volte a cometê-las; III – Se o Guarda Mirim cometer acima de 3 (três) faltas no mês, demonstrando desinteresse pela entidade, poderá ser punido com atividades extras, inclusive nos finais de semana; IV - Caso apresente desinteresse pelos cumprimentos das ordens, deverá ser desligado da Guarda Mirim; V – O Guarda Mirim que cometer faltas que comprometam o decoro da entidade será exonerado. Parágrafo Único – O Guarda Mirim que solicitar o seu desligamento ou abandonar a entidade, só retornará ao passar novamente pelo estágio probatório, porém aquele que for exonerado não poderá reingressar. Capítulo IV – Da Disciplina Art. 9º – São manifestações de disciplina da Guarda Mirim: I – A pronta obediência às ordens legais recebidas do instrutor, coordenador ou do comandante;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 64 II – Rigorosa observância às prescrições deste Regulamento e às legislações de proteção à infância e à juventude; III – O emprego de toda boa vontade em benefício das atividades a serem exercidas; IV – A colaboração espontânea à disciplina da corporação; Art. 10º – As ordens devem ser prontamente atendidas e executadas, cabendo inteira responsabilidade à autoridade a quem as determinou. Art. 11º – O Guarda Mirim deverá praticar a camaradagem e desenvolver o espírito de corporação. Capítulo V – Das transgressões Disciplinares Art. 12º – As transgressões disciplinares são todas as violações ao dever do Guarda Mirim, que consistem em ofensa. Art. 13º – As transgressões disciplinares classificam-se segundo sua intensidade e implicam em redução do conceito do Guarda Mirim. A – Leve (L) C – Grave (G) B – Média (M) D – Gravíssima (GG) Art. 14º – São transgressões disciplinares: I – Concorrer para disputa e desarmonia entre os Guardas Mirins, cultivando inimizade entre os mesmos (G); II – Apresentar, sem fundamento, queixa contra o colega ou o local de serviço (G); III – Descumprir, sem motivo justo, a ordem recebida (GG); IV – Simular doença para esquivar-se do serviço (G); V – Demonstrar desinteresse na função para a qual foi designado (GG); VI – Deixar de comunicar a tempo, ao Coordenador da Guarda Mirim, impossibilidade de comparecer à chamada ou instrução (G);
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 65 VII – Trocar de serviço sem autorização do Comandante da Guarda Mirim (G); VIII – Abandonar o serviço para o qual tenha sido designado sem justa causa (GG); IX – Representar a entidade em qualquer ato sem estar devidamente autorizado (G); X – Dirigir-se ou falar ao superior hierárquico de modo desrespeitoso (G); XI – Travar disputa, rixa ou luta corporal com outro Guarda Mirim ou com quem quer que seja, estando uniformizado ou não (GG).; XII – Porta-se de modo inconveniente ou sem preceitos de boa educação, na escola, na rua (G); XIII – Chegar atrasado para a chamada pré-turno (L); XIVI – Brincar em forma, na hora de instrução ou dentro de sala (L); XV – Fazer instrução demonstrando desinteresse com a atividade (M); XVI – Recusar, sem motivo justo, praticar esportes organizados pela entidade (G); XVII – Simular fraqueza nas aulas de educação física (M); XVIII – Usar aparelhos portáteis em reuniões e treinamentos (G); XIX – Mexer ou conversar em forma (L); XX – Descuidar da higiene e da aparência pessoal (L); XXI – Apresentar-se sem uniforme para serviço ou instrução (G); XXII – Ingerir bebidas alcoólicas, fumar ou tomar parte em jogos de azar ou ambiente incompatível com o decoro de classe (GG); XXIII – Faltar à instrução ou ao serviço para o qual foi escalado (GG); XXIV – Não cumprir ordem do superior hierárquico ou instrutor (GG); XXV – Desrespeitar ao professor ou não cumprir o regulamento da escola (G). XXVI – Apresentar-se com cabelo fora do padrão estabelecido (G). Capítulo VI – Das Recompensas Art. 15º – As recompensas são prêmios concedidos aos Guardas Mirins em razão de atos meritórios, serviços relevantes e inexistência de sanções disciplinares. 1º – São recompensas: I – Promoções;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 66 II – Elogio Individual; III – Dispensa de atividade ou instrução; IV – Menção elogiosa. SEÇÃO III – DOS MANDAMENTOS DA GUARDA MIRIM Capítulo VII – Os dez mandamentos da Guarda Mirim Art. 16º – Os dez mandamentos da Guarda Mirim são: I – A nossa arma é servir ao próximo. II – A nossa bandeira é a consciência do dever. III – O nosso uniforme é um símbolo de bravura, orgulho e bondade. IV – A nossa força é o prazer pelo trabalho. V – O nosso trabalho é cumprir nossa missão com êxito. VI – O nosso orgulho é o conhecimento da fraternidade. VII – O nosso dever é primar pela eficiência. VIII – O nosso pensamento gira em torno do caráter. IX – O nosso amor e a nossa fé estão à disposição de todos. X – O nosso sentimento se alicerça no amor e na fé. SEÇÃO IV – DAS PROMOÇÕES Capítulo VIII – Hierarquia da Guarda Mirim Art. 17º – Este regulamento tem por finalidade definir e regular o acesso às graduações da entidade, a fim de melhor distribuir direitos e obrigações dos integrantes da Guarda Mirim. I – A Guarda Mirim do 2º BPM será comandada por integrante da Polícia Militar do Acre, conforme artigo 2º;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 67 II – Os comandantes e a coordenação da Guarda Mirim serão auxiliados pelos graduados mirins, os quais terão precedência hierarquia sobre os demais guardas mirins, que acatarão prontamente as ordens legais por eles emanadas. Art. 18º – A hierarquia na entidade regula-se pela precedência e antiguidade nos seguintes postos e graduações em escala decrescente: I – Postos: a) Comandante Geral da PMAC; b) Comandante do 2º BPM; c) Militares em Geral; II – Graduações: a) Instrutor Mirim; b) Inspetor Mirim; c) Sargento Mirim; d) Cabo Mirim; e) Soldado Mirim. Capítulo IX – Do Efetivo da Guarda Mirim Art. 19º – O efetivo da Guarda Mirim será composto de adolescentes voluntários que tenham entre 12 e 17 anos de idade e concluíram o Curso de Formação da Guarda Mirim. I – Os iniciantes na Guarda Mirim serão chamados de “Aluno da Guarda Mirim”; II – Os adolescentes serão distribuídos dentro das graduações: Soldado da Guarda Mirim ou Soldado Mirim; Cabo da Guarda Mirim ou Cabo Mirim; Sargento da Guarda Mirim ou Sargento Mirim; Inspetor da Guarda Mirim ou Inspetor Mirim; Instrutor da Guarda Mirim ou Instrutor Mirim; a) Compete ao Soldado da Guarda Mirim: realizar as atividades a ele atribuídas dentro das competências da Guarda Mirim;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 68 b) Compete ao Cabo da Guarda Mirim: realizar as atividades a ele atribuídas dentro das competências da Guarda Mirim e orientar os Soldados da Guarda Mirim para a boa execução das atividades; c) Compete ao Sargento da Guarda Mirim: realizar as atividades a ele atribuídas dentro das competências da Guarda Mirim, orientar os Soldados e Cabos da Guarda Mirim para a boa execução das atividades e e Comandar Frações da Guarda Mirim; d) Compete ao Inspetor de Instrução da Guarda Mirim: realizar as atividades a ele atribuídas dentro das competências da Guarda Mirim, orientar os Soldados, Cabos e Sargentos da Guarda Mirim para a boa execução das atividades e a Auxiliar os Instrutores das Disciplinas de Curso e comandar Frações da Guarda Mirim; e) Compete ao Instrutor da Guarda Mirim: realizar as atividades a ele atribuídas dentro das competências da Guarda Mirim, orientar os Soldados, Cabos, Sargentos e Inspetores de Instrução da Guarda Mirim para a boa execução das atividades. Ensinar cotidianamente sobre ética e cidadania nos cursos, comandar Frações da Guarda Mirim e auxiliar a Coordenação do Curso. III – Para fins de hierarquia e disciplina, dentro do âmbito da Guarda Mirim, o Instrutor da Guarda Mirim atuará de forma voluntária e terá patente equiparada a de Soldado da PMAC, não fazendo, no entanto, jus a salário, férias, estabilidade, poder de polícia ou congênere. O Instrutor da Guarda Mirim é o responsável direto por auxiliar a Coordenação do Curso e instruir o grupamento nas disposições gerais de atuação que não necessitem de especialidade técnica. IV – A promoção dos graduados e o acesso a Guarda Mirim ocorrerá na solenidade de formatura dos Alunos Mirins e/ou em solenidade oportuna. Capítulo X – Dos Pré-requisitos para a promoção Art. 20º – Serão exigidos os seguintes aspectos para a promoção do Guarda Mirim: I – Ter bom aproveitamento nas disciplinas escolares, bem como, comportamento exemplar;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 69 II – Ter como base familiar o respeito aos pais, e boa conduta em via pública; III – Ser disciplinado e cumpridor de seus deveres como Guarda Mirim; IV – Possuir, no máximo, três faltas graves ou gravíssimas durante o período de um ano; V – Não ter sido punido com Termo de Ajustamento de Conduta (ASTD); VI – Apresentar ética, postura de liderança e aspectos positivos em época de curso; VII – Ter boa avaliação nas disciplinas curriculares. Art. 21º – No primeiro momento em que os quadros da Guarda Mirim necessitam de preenchimento básico, e, em caso oportuno, de necessidade esporádica, haverá o sistema de votação para as graduações superiores acrescidas dos itens constantes no art 20: I – Os integrantes da Guarda Mirim votarão e serão votados para a promoção a cabos, sargentos, inspetores e instrutores da Guarda Mirim, de acordo com este e demais regimentos internos da entidade. II – A promoção poderá ser feita por merecimento mediante o caput deste artigo; III – A promoção será automática a cada aniversário de formatura da turma a que pertence o Guarda Mirim; III – Após a votação, o Comandante da Guarda Mirim manterá em sigilo os nomes escolhidos, terá um prazo mínimo de 10 dias corridos para analisar e submeter à apreciação e providenciar parecer indicado ou contra-indicado aos candidatos a promoção, oportunidade em que a Diretoria reunir-se-á para deliberar sobre a matéria. Capítulo XI – Das Promoções Art. 22º – A Guarda Mirim disporá das seguintes Graduações: I – Aluno Guarda Mirim – O iniciante no grupamento da Guarda Mirim será chamado de “Aluno Guarda Mirim”, progredindo para o nível de Soldado Guarda Mirim, após o término do Curso. II – Soldado da Guarda Mirim – Farão jus a esse título todos aqueles que concluírem o curso básico da Guarda Mirim.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 70 III – Cabo da Guarda Mirim – Farão jus a esse título todos aqueles que permanecerem no efetivo do Grupamento de Guarda Mirim no aniversário de (01) um ano de formatura de sua turma ou que tenham feito seleção interna mediante votação, prova teórica e testes físicos a qualquer tempo após o término do curso. IV – Sargento da Guarda Mirim – Farão jus a esse título todos aqueles que permanecerem no efetivo do Grupamento de Guarda Mirim no aniversário de (02) dois anos de formatura de sua turma ou que tenham feito seleção interna mediante votação, prova teórica e testes físicos com um período mínimo de 06 meses após a promoção a Cabo Guarda Mirim. V – Inspetor da Guarda Mirim – Farão jus a esse título todos aqueles que permanecerem no efetivo do Grupamento de Guarda Mirim no aniversário de (03) três anos de formatura de sua turma ou que tenham feito seleção interna mediante votação, prova teórica e testes físicos com um período mínimo de 06 meses após a promoção a Sargento da Guarda Mirim. VI – Instrutor da Guarda Mirim – Fará jus a esse título todos aqueles que permanecerem no efetivo do Grupamento de Guarda Mirim no aniversário de (04) quatro anos de formatura de sua turma ou que tenham feito seleção interna mediante votação, prova teórica e testes físicos com um período mínimo de 06 meses após a promoção a Auxiliar de Instrução da Guarda Mirim. VI – Casos excepcionais serão submetidos à Diretoria da Guarda Mirim. Capítulo XII – Das Responsabilidades do Guarda Mirim Art 23º – Compete ao Graduado Mirim: I – Chegar ao local das instruções 15 minutos antes da chamada do pré-turno; II – Tomar conhecimento de todas as alterações referentes à entidade, para anúncio ao comandante ou instrutor das atividades; III – Observar a conduta dos Guardas Mirins no que se refere às transgressões disciplinares cometidas na escola, em via pública e no convívio com a sociedade, tomando todas as providências necessárias e previstas no regulamento disciplinar da entidade;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 71 IV – Levar ao conhecimento do Coordenador da Guarda Mirim, todo fato envolvendo a Guarda Mirim, sendo este fato de natureza positiva ou negativa à pessoa do Guarda Mirim envolvido, ou à imagem da entidade. V – O Graduado Mirim, quando estiver nas dependências do local de formação/instrução, terá que prestar a continência a qualquer superior hierárquico que se aproximar, apresentando-se, fazendo o anúncio e colocando a Guarda Mirim à disposição do superior hierárquico. VI – As ordens emanadas pelo Graduado Mirim aos demais Guardas Mirins devem ser prontamente atendidas e executadas, sendo de inteira responsabilidade ao Graduado Mirim que as determinou; VIII – O Graduado Mirim deverá praticar a camaradagem e desenvolver o espírito de cooperação. Capítulo XIII – Disposições Finais e Transitórias Art. 24º – A primeira turma da Guarda Mirim do 2º BPM será formada por dois Sargentos Mirins e quatro Cabos Mirins, que serão votados pelos alunos mirins, e estarão entre os que tiveram melhor desempenho nas disciplinas, bem como, terão as indicações avaliadas pelo comandante da Guarda Mirim, assessorado pelo oficial responsável pela área e pelo Graduado Coordenador da GM. Art. 25º – Os casos omissos e a solução de dúvidas com relação a interpretação deste Regulamento ficarão a cargo do Comandante da Guarda Mirim, que baixará decisões administrativas que deverão ser referendadas pela Diretoria da entidade. Art. 26º – Este regulamento entra em vigor na data de sua aprovação. Rio Branco – Acre, 27 de março de 2013. __________________________________ __________________________________ Reginâmio Bonifácio de Lima – 3° Sgt PM Denilson Lopes da Silva – Maj PM Coord. Administrativo da GM Coord. de Polícia Comunitária da PMAC
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 72
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 73
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 74 1, 2, 3, 4, ser Mirim é um barato... 1, 2, 3, 4, ser Mirim é um barato... 4, 3, 2, 1, mas não é pra qualquer um... Na água como um peixe e no ar como um falcão Ele não deixa rastro, quando acaba sua missão. Faz tudo por amor, isso é o seu encanto Seu sangue é aço puro e é da Base do Recanto. Guerreiro, combatente, com amor pela nação, Eu sei que, com certeza, é do 1° (2°) pelotão. Estudar e aprender é o grande ideal Da Guarda Mirim, que tem guerreiros de metal. Não foi ouro nem foi prata, muito menos carmesim, Foi a fibra, foi a raça que me fez nascer Mirim. Ao tirar ao raio “x”, veja que situação, duas canetas e um PC no lugar do coração. Perguntei ao meu doutor qual doença é assim Essa aí não tem mais cura, é o vírus da Guarda Mirim. Sou mirim e não tem pra ninguém Sou mirim e não tem pra ninguém deito, rolo e pulo muito bem deita e rola e torna a rolar mirim sem poeira é transgressão disciplinar.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 75 Ai, ai, mamãe Ai, ai, Mamãe, o que eu vim fazer aqui? Minha vida boa em casa era só comer e dormir. Ai, ai, mamãe o que é que estou fazendo aqui? A minha vida lá em casa era beber, comer e dormir. Sentado no sofá vendo a televisão Tomando um suquinho, bolacha com requeijão Minha vida mudou, entrei pra corporação Troquei meu Play Station por estudo e corridão. Pensando bem, mamãe, eu não vou desistir não Vou dormir no Abdominal e acordar na Flexão !!! Escola operacional Faço parte de uma Escola que tem fibra e moral Disciplina elevada, escola operacional. Hoje sou aluno, amanhã oficial Correndo atrás dos sonhos, perseguindo o ideal. Dores nem lamentos me fazem desistir, Com honra e nobreza, à pátria amada vou servir. O brasão em meu peito, uma história representa, Com o brado dos guerreiros livre somos ao Brasil. Estou com sede (Sgt) Estou com sede, (tropa) uh, uh, ahahahahah. (Sgt) Eu quero água, (tropa) uh, uh, ahahahahah. ... Água de coco Refrigerante Açaí cremoso Uma raspadilha Suco gelado
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 76 Quando eu morrer Quando eu morrer me enterre no caixão, mas deixe um espacinho pra pagar minha flexão! Quando eu morrer me enterre num quintal, mas deixe um espacinho para o abdominal! Quando eu morrer me enterre na latinha, mas deixe um espaçinho pra levar minha boyzinha!!! Andar de ônibus Andar de ônibus é bem melhor É só puxar o cordão e o ônibus para. Se a cobradora se aborrecer É só puxar o cordão e o ônibus para. A menina bonitinha A menina bonitinha Lá da venda do Clemente Não namora com o aluno Só namora com o Tenente A menina bonitinha Lá da venda do Ricardo Não namora com paisano Só namora com soldado A menina bonitinha Lá da venda do Joaquim Não namora militar Ela gosta é do Mirim
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 77 Olha aí, Boyzinha que passa Olha aí, Boyzinha que passa Não bebo, não fumo, sou pura raça. Mas ela pensa que não tenho valor Sou Guarda Mirim, eu sou um vencedor. Quando eu vim para o quartel Quando eu vim para o quartel Não tinha disposição Era mole que nem geleia E não tinha vibração Então na Mirim eu vim servir E bom soldado eu me tornei Para ser Guarda Mirim Só Deus sabe o que passei Fraco é a vovozinha A turma aqui é prá valer A gente corre o dia inteiro E não se cansa de correr Eu vou correndo, vou correndo E vou enchendo o meu pulmão O coração bate contente E diz que é bom e diz que é bom
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 78 Tenho a força do urso e a coragem do leão Tenho a força do urso e a coragem do leão Olhos de lince, veneno de escorpião. Corre em nossas veias sangue frio como o gelo. Somos indiferentes a qualquer fustigação. Pode preparar nosso brevê de metal ou se preparar para o nosso funeral. Há muito tempo quando eu ’inda sonhava uma voz veio me dizer você precisa fazer algo pra que eu me orgulhe de você!!! Eu não sei o que estás pensando e não quero nem saber Eu só quero que me tragas, um ESCUDO em forma de brevê. Mas não serve qualquer ESCUDO, esse parece religião, e só tem esse ESCUDO quem acredita nessa Nação. Tomara que chova Tomara que chova, tomara que chova Tomara que chova uma chuva bem fininha Para eu dormir na casa da minha gatinha. Tomara que chova, tomara que chova Tomara que chova uma chuva bem pesada Pra eu dormir na casa da namorada
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 79 Corre, corre, combatente Corre, corre, combatente. Corre, corre sem parar, Para ver a menininha que parou só para olhar. Debruçada na janela, olha só que coisa bela, É bonita, é morena, faz correr valer à pena. Tem também uma loirinha, que bonita a gatinha. E a ruivinha diz assim: Tropa bonita é a da Mirim. Eu tenho uma mania que já é tradição Eu tenho uma mania que já é tradição De nunca me entregar e de não cair no chão. Por isso quando eu vejo um escudo na bandeira, Eu sei que vou ralar a minha vida inteira. O que estou fazendo pouca gente quer fazer, A fome, o calor é grande e a sede é pra valer. Mas se me perguntarem, eu respondo em alto tom É no fogo bem mais forte que se forja o aço bom. Guarda Mirim preparar preparar pra multiplicar. Pelo mundo se espalhar. E a juventude resgatar. Onde passarmos todos vão gritar, Guarda Mirim venham logo me salvar A Mirim me chamou e minha vida transformou. Outros jovens vou chamar pra suas vidas transformar. Com a força de uma onça e o rugido de um leão Na defesa do Brasil construiremos a nação.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 80 DEUS no céu, e o Mirim aqui na terra A tropa avança enquanto o bicho berra É DEUS no céu, e o Mirim aqui na terra. O Mirim e o desbravador tiveram uma discussão Pra saber qual o melhor da selva da região Os dois se propuseram a conquistar objetivos Quem chegasse primeiro era mesmo o invencível. Entraram na selva e logo escureceu Agora eu vou contar tudo o que aconteceu O Mirim adiantou-se em frente ao Desbravador Mostrando sua fibra, sua moral e seu valor. O Mirim macetoso sua bússola seguia Enquanto o Desbravador na selva já se perdia Chegando logo em frente preparou uma comida Enquanto o Desbravador temia por sua vida. Mas o destino cruel se abateu Agora eu vou contar o que foi que aconteceu Uma cobra venenosa deu o bote e o mordeu Na perna do Mirim que a garapa escorreu. Veja que essa cobra tem veneno muito forte Pensar que levaria o Guarda Mirim à morte. No Mirim o veneno desta cobra se inverteu E ao invés do Mirim foi a cobra que morreu. Ficou comprovado o Mirim é combatente Não teme o Desbravador nem tampouco a serpente Ficou comprovado o Mirim é destemido Salvou o Desbravador para não ficar perdido.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 81 Você pensa que é esperto Eu queria estar agora, na mesa de uma lanchonete Tomando uma coca-cola e olhando a periguete. Mas eu tenho que ralar, estudar e aprender Para ajudar meus pais e na vida eu vencer. Você pensa que é esperto, lagartixa é muito mais, Ela sobe na parede, coisa que você não faz. Você pensa que é esperto, vagalume é muito mais, Ele acende o traseiro, coisa que você não faz. A mulher do Arataca teve dois arataquinhas, Um tinha a cabeça chata, outro nem cabeça tinha. A mulher do Militar teve dois militarzin’. Um entrou para a Polícia, o outro Guarda Mirim. Bicho danado pra fazer mulher mexer Bicho danado pra fazer mulher mexer É o Mirim quando sai pra correr. Bicho danado que dá força de montão É a flexão, é a flexão. Bicho danado que mata na corridinha É a subidinha, é a subidinha. Bicho danado que ajuda na corridinha É a descidinha, é a descidinha. Bicho danado pra mandar agente pro fel É o Coronel, é o Coronel. Bicho danado que faz correr que dá dó É o Major, é o Major. Que Bicho danado pra gostar de flexão É o Capitão, é o Capitão. Que Bicho danado pra pegar no pé da gente É o Tenente, é o Tenente. Que Bicho danado pra gostar de acampamento É o Sargento, É o Sargento.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 82 Somos melhores Vai chegando, vai chegando Com moral e vibração Essa tropa companheira Que tem fibra e união Se eu morrer e for pro céu Desço à terra de rapel Se eu morrer numa trincheira É porque eu dei bobeira Se eu morrer de esgotamento Volto pra pegar o Sargento Se eu morrer na Sexta feira Venham ver minha caveira. Coitado desse menino Coitado desse menino, nunca conheceu a dor Peteca só no tapete e pipa no ventilador, Internet, videogame, celular, computador, Com 13 anos apenas um Play 3 ele ganhou Usava brinco na orelha e cabelo grande assim Coitado desse menino quando veio pra Mirim, Mas, se quiser pode vir Se quiser pode vir, Se vier para a Mirim se prepare pra sofrer Porque aqui não tem moleza, só tem raça pra valer. Guarda Mirim Do 2º Batalhão Que deixou a morada pra servir a região Quem tem sede no caminho nunca pode guerrear Mirim que quer carinho, o melhor é desertar Já passei por muitas selvas, muito charco e lamaçal Mas o meu grupamento é tropa operacional Somos homens da caneta, corrida e computador Nossa força combativa está na raça e no valor. Raça, /// Fibra, /// Moral, /// Educação, Guarda Mirim do 2° Batalhão.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 83 A comida lá de casa A comida lá de casa Nunca segue uma rotina Todo mundo come bem Mas o rancho é por faxina Formatura lá em casa É com o tênis bem lavado Uniforme alinhado Todo mundo camuflado A rotina lá em casa não é nada casual só fazemos o que é certo e previsto em manual E a noite lá em casa Ninguém vê televisão Meu pai dá ordem à patrulha E vamos cumprir a missão. A blindagem de um Mirim A blindagem de um Mirim ele trás no coração É de fibra, é de fé, coragem e determinação Ele é poço de virtude, de coragem e bravura Enfrenta o adversário que estiver a sua altura Cumpre sempre a missão, com presteza e com vigor Não importa o sofrimento, o desgaste e a dor Com moral sempre elevada carregando o seu brasão Vai gritando a peito aberto, dando honras à Nação.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 84 Uniforme Operacional No meu uniforme já não cabe mais brevê O primeiro foi de guerreiro PQDT Altitude elevada, quase viro homem aranha Com garra e coragem virei guia de montanha Sobrevivi na selva, meu Deus, quase que eu morro Patrulhas na Amazônia, uso a onça no gorro Novamente na brigada outro curso fui fazer O curso era o Comandos, consegui o meu Brevê Chapéu de palha e barba grande Mais pareço um vagabundo Sou “Forças Especiais”, o melhor soldado do mundo. Pisa na Fulô Fui convidado para um forró lá em Sena Madureira A festa estava boa, estava boa a brincadeira Seu Cachangá era o tocador, ele só tocava pisa na fulô, hei... Pisa na fulô, pisa na fulô, pisa na fulô e não maltrata o meu amor Eu vi menina que nem tinha 15 anos pegar seu par e também sair dançando Até a vovó pegou na mão do vovô, disse meu velhinho: vamos pisar na fulô Pisa na fulô, pisa na fulô, pisa na fulo, mas não maltrata o meu amor. Tem alguém cansado? Essa não, essa não, Minha língua está no chão Essa sim, essa sim, Mas eu vou até o fim Tem alguém cansado? Não, Senhor! Aqui não tem cansaço, nem tampouco enrrolação Aqui só tem Mirim Desse nobre Batalhão.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 85 Corridinha mixuruca Corridinha mixuruca Que não dá nem pra cansar Nesse passo, nesse passo, Volta ao mundo vamos dar. Corridinha mixuruca Que não dá nem pra cansar Nesse passo, nesse passo, Vou até o sol raiar. Corridinha mixuruca Que não dá nem pra cansar Nesse passo, nesse passo, Chego até ao Ceará. Corridinha mixuruca Que não dá nem pra cansar Nesse passo, nesse passo, Todos juntos vão chegar. E se alguém não aguentar Eu vou ter que arrastar E se o arrasto me matar Podes crer que vais ficar. Vais ficar na mão de outro Até eu me recuperar Nesse passo, nesse passo, Mesmo morto vou te buscar.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 86 A pior coisa do mundo A pior coisa do mundo É o carro correr na pista O carro faltar o freio O chofer faltar a vista A chuva forte aumentando Os pneus se deslizando O Mirim em cima gritando Atola o pé motorista A pior coisa do mundo É dor de barriga forte Dentro de um coletivo Indo ou vindo para o Norte O carro já embalado E você doido, aperreado O motorista aloprado Sem parar mais o transporte
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 87 ESÓRDIO AO HINO NACIONAL Letra: Música: Francisco Manoel da Silva Espera o Brasil que todos cumprais com vosso dever. Eia, avante, Brasileiros. Sempre avante. Gravai a buril, nos pátrios anais o vosso poder. Eia, avante, Brasileiros. Sempre avante. Servi o Brasil sem esmorecer, Com ânimo aldaz, cumpri o dever Na guerra e na paz à sombra da lei À brisa gentil, o lábaro erguei do belo Brasil. Eia, Sus, oh, Sus.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 88 HINO NACIONAL Letra: Joaquim Osório Duque Estrada Música: Francisco Manoel da Silva Ouviram do Ipiranga as Margens Plácidas De um povo heróico o brado retumbante, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Se o penhor dessa igualdade Conseguimos conquistar com braço forte, Em teu seio, ó Liberdade, Desafia o nosso peito a própria morte! Ó Pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve! Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce, Se em teu formoso céu, risonho e límpido, A imagem do Cruzeiro resplandece. Gigante pela própria natureza, És belo, és forte, impávido colosso. E o teu futuro espelha essa grandeza! Terra adorada Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil! Deitado eternamente em berço esplêndido, Ao som do mar e à luz do céu profundo, Fulguras, ó Brasil, florão da América, Iluminado ao sol do Novo Mundo! Do que a terra mais garrida Teus risonhos, lindos campos têm mais flores; Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida, no teu seio mais amores, Ó Pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve! Brasil, de amor eterno seja símbolo Do lábaro que ostentas estrelado, E diga o verde-louro desta flâmula: Paz no futuro e gloria no passado! Mas se ergues da Justiça a clava forte, Verás que um filho teu não foge à luta, Nem teme quem te adora a própria morte! Terra adorada Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo, és mãe gentil, Pátria amada, Brasil!
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 89 HINO ACREANO Letra: Francisco Mangabeira Música: Mozart Donizetti Que este sol a brilhar soberano Sobre as matas que o vêem com amor Encha o peito de cada acreano De nobreza, constância e valor... Invencíveis e grandes na guerra, Imitemos o exemplo sem par Do amplo rio que briga com a terra Vence-a e entra brigando com o mar. (Estribilho) Fulge um astro na nossa bandeira Que foi tinto no sangue de heróis Adoremos na estrela altaneira O mais belo e o melhor dos faróis Triunfantes da luta voltando Temos n’alma os encantos do céu E na fronte serena, radiante, Imortal e sagrado troféu. O Brasil a exultar acompanha Nossos passos portanto é subir Que da glória a divina montanha Tem no cimo o arrebol do porvir. (Estribilho) Fulge um astro na nossa bandeira (...) Possuímos um bem conquistado Nobremente com armas na mão Se o afrontarem, de cada soldado Surgirá de repente um leão. Liberdade é o querido tesouro Que depois de lutar nos seduz Tal rio que rola, o sol de ouro Lança um manto sublime de luz. (Estribilho) Fulge um astro na nossa bandeira (...) IV Vamos ter como prêmio da guerra Um consolo que as penas desfaz, Vendo as flores do amor sobre a terra E no céu o arco-íris da paz As esposas e mães carinhosas A esperarem nos lares fieis Atapetam a porta de rosas E cantando entretecem lauréis. (Estribilho) Fulge um astro na nossa bandeira (...) V Mas se audaz estrangeiro algum dia Nossos brios de novo ofender Lutaremos com a mesma energia Sem recuar, sem cair, sem temer, E erguemos, então, destas zonas Um tal canto vibrante e viril Que será como a voz do Amazonas Ecoando por todo o Brasil. (Estribilho) Fulge um astro da nossa bandeira (...)
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 90 CANÇÃO DA POLÍCIA MILITAR Letra: CAP Erivan Franco da Silva / Sandoval Teixeira dos Santos Música: Sandoval Teixeira dos Santos Guardiã da estrela altaneira Mantendo a ordem e a segurança, Nesta terra de grande esperança Onde a natureza canta És orgulho de uma sociedade, Tradição de um povo valente Sempre em frente defendendo O direito desta gente. Nosso Acre, nossa grandeza Polícia Militar, Polícia Militar BIS Raça e ação Brasil, Brasil, Brasil. Imortais teus heróis permanecem Dentro de cada coração, E o ideal do passado floresce De geração em geração As estrelas do céu iluminam, Os teus passos por este torrão És por Deus abençoada Filha da grande nação. Nosso Acre, nossa grandeza Polícia Militar, Polícia Militar BIS Raça e ação Brasil, Brasil, Brasil.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 91 CANÇÃO DA GUARDA MIRIM Letra e Música de José Gouvêa Passos firmes olhando para o céu, Confiando a Deus nosso porvir. Sendo guarda mirim nosso Brasil, Nós estamos dispostos a servir. Com orgulho de sermos educados, Por pessoas que querem nosso bem Cumprimos o dever com alegria, E sorrindo ajudamos sempre alguém. Guarda mirim eu sou com muito orgulho, Para ajudar estou sempre em ação Meu companheiro é sempre meu amigo, E meu amigo é sempre meu irmão.
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 92 ANEXOS
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 93 PROMOVIDOS NA PRIMEIRA TURMA DE GUARDA MIRIM 2013 N° Nome Graduação Função 01 Alana Gonsalves da Silva Tenente Mirim Instrutor Mirim 02 Dean Wesley Silva Gonsalves Tenente Mirim Instrutor Mirim 03 Gustavo Monteiro da Silva Subtenente Mirim Inspetor Mirim 04 Alane Martins dos Santos Subtenente Mirim Inspetor Mirim 05 Stive Keiton de Lima Carneiro Bonifácio Sargento Mirim Chefe de Fração 06 Ítalo Wanderlei Souza Andrade Sargento Mirim Chefe de Fração 07 Jhonatan Nascimento de Oliveira Sargento Mirim Chefe de Fração 08 Jhon Walison Silva Gonsalves Sargento Mirim Chefe de Fração 09 Paulo Kelven de Lima Carneiro Bonifácio Cabo Mirim Subchefe de Fração 10 Evelin Moreira de Almeida Cabo Mirim Subchefe de Fração 11 Jerrison Henrique de Abreu Campos Cabo Mirim Subchefe de Fração 12 Edinei dos Santos Oliveira Cabo Mirim Subchefe de Fração 13 Luziene Oliveira Brilhante Cabo Mirim Subchefe de Fração 14 Rair da Silva Sousa Cabo Mirim Subchefe de Fração 15 Marcos André Araújo dos Santos Cabo Mirim Subchefe de Fração 16 Alyson Ferreira da Rocha Cabo Mirim Subchefe de Fração
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 94 AUTORIZAÇÃO PARA O SERVIÇO VOLUNTÁRIO NA GUARDA MIRIM Eu, _____________________________________________________________, RG nº ________________, CPF nº __________________________, profissão ______________________________________________, residente à rua ______________________________________________________________, nº_________, bairro _____________________________, cidade ______________________, Estado ______________, CEP _______________, telefone(___) ______________, e-mail ________________________________, autorizo o meu filho (a): __________________________________________________________________, nascido em ____/____/________, RG nº ______________________, CPF nº ______________________, a participar das atividades Pré-Militares do 1º Grupamento de Guarda Mirim do 2º BPM, entidade sem fins lucrativos, que tem por finalidade a prevenção e enfrentamento a epidemia do crack e demais drogas licitas e ilícitas, na infância e juventude, com base no Dec. Federal nº. 7.179/10, em parceria com a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente do Acre e o Instituto Dom Moacir. As atividades que meu filho (a) esta autorizado (a) a participar são: 1) Curso preparatório para provas de seleção e incorporação à Guarda Mirim; 2) Treinamentos específicos Pré-Militares, e estágios não remunerados junto às organizações parceiras desta rede e na própria entidade; 3) Encaminhamento ao trabalho, com possibilidade de renda, seguindo a metodologia do voluntariado educativo e a prática do empreendedorismo digital, conforme o plano de carreira do Serviço Voluntário Pré-Militar desta Corporação; 4) Atividades instrucionais e passeios diversos, bem como a exposição de imagens vídeos e fotos que o meu filho (a) participar, sem que a entidade necessite de outros termos de autorização da minha parte ou outro responsável. Para que se cumpram os termos acima estabelecidos declaro ter lido este termo e estar ciente de que o projeto tem cunho educacional e social, não implicando remuneração de qualquer natureza nem para meu filho nem para mim. Minha autorização é válida pelo prazo que meu filho permanecer no programa, não necessitando de aviso prévio para a rescisão deste contrato. CLÁUSULA COMPROMISSORIA Todas as controversias oriundas do presente documento serão solucionadas em conformidade com a Lei Federal 9.307/96, com arbitros escolhidos livremente pelas partes, em detrimento a qualquer outro fórum ou Tribunal, por mais privilegiado ou especial que seja. Rio Branco - Acre, ______de _________________de 2013. __________________________________________________ Assinatura do responsável Legal ________________________________ Assinatura testemunha RG: ____________________________ Turma da Manhã (____) Turma da Tarde (____)
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 95 AVERIGUAÇÃO DE SUPOSTA TRANSGRESSÃO DISCIPLINAR DE COORDENAÇÃO DA GUARDA MIRIM Rio Branco- AC,_____de___________2013. PARA: AL. Guarda. Mirim: _________________________________________________________ Garantindo-lhe a ampla defesa e o contraditório, consoante prescrição legal dada pelo Art. 5°, Inciso LV, da constituição Federal, deveis informar porque ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ Justificativa do aluno ao fato: _______________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ Assinatura do aluno G M:___________________________________________________________ Parecer do Instrutor/Coordenador: ___________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ Encaminhamento:_________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________ _________________________________ Assinatura do Coordenador Assinatura do Responsável
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 96 JURAMENTO DA GUARDA MIRIM Juro, pela minha honra, fazer o melhor possível, Para ajudar a construir um mundo melhor. Cumprir meus deveres para com Deus e minha Pátria. Lutar com justiça contra os obstáculos a que a vida nos conduz! Juro tratar a todos com respeito e dignidade. Primar pela eficiência no serviço e na escola. Honrar meus pais... Para que minha vida seja prolongada nessa terra! Juro pela GM! Juro pela Família! Juro pelo Brasil!
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 97 DECLARAÇÃO Declaro para os devidos fins de direito, que o aluno (a) Guarda Mirim _______________________________________________________________________, Está devidamente matriculado no 1º Grupamento de guarda Mirim do 2º Batalhão de Policia Militar (2ºBPM) e frequenta assiduamente a disciplina de Educação Física, possuindo (0) zero faltas nos meses de abril e maio do corrente ano. Segue abaixo as notas do Teste de Aptidão Física, realizado por este grupamento. Parâmetro máximo exigido: Abdominal (25 abdominais em (01) um minuto); _______________________________________________________________ Flexão de braço (25 flexões em (01) um minuto; _______________________________________________________________ Barra (05 de modo dinâmico para homens e 18 segundos de modo estático para mulheres); Corrida (1.800 metros em 12 minutos). _______________________________________________________________ Nota geral:_______________________________________________________ Rio Branco – AC, 31 de maio de 2013. ___________________________ - Sd PM Auxiliar Administrativo da GM ______________________________ – Maj PM Coordenador Geral da GM
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 98 CARTA DE RECOMENDAÇÃO Vimos, por meio desta, expor para ao final recomendar. A Polícia Militar do Acre, através deste Batalhão, vem desenvolvendo atividades de ensino e instrução pré-militar em sua Escola de Formação de Guarda Mirim, situada na Base de Polícia Comunitária do Recanto dos Buritis. Este curso de Guarda Mirim é uma parceria entre DETRAN, Instituto Dom Moacir, Secretaria da Juventude e Secretaria Estadual de Educação, sendo a execução do mesmo de responsabilidade da Policia Militar. Dentre nossos alunos, alguns destacam se e adquire o direito a promoção, esse é o caso que aplica se ao Cabo Mirim _______________________________________ que está devidamente matriculado no 1º Grupamento de guarda Mirim do 2º Batalhão de Policia Militar (2º BPM). O referido cabo mirim almeja ingressar nas fileiras do Exército Brasileiro. Recomendamos sua inserção nas fileiras do EB, destacando que o Guarda Mirim é empenhado nas atividades a ele determinadas, tem ficha limpa, excelente comportamento e não responde a processo na justiça comum nem na Escola de Formação Guarda Mirim da Polícia Militar. Assim sendo, apresentamos um cidadão de bem, que tem orgulho da pátria e sonha em incorporar e fazer carreira nas fileiras do Exército Brasileiro. Rio Branco – AC, 23 de agosto de 2013. _____________________________ – 3° Sgt PM Coordenador Administrativo da GM ____________________________ – Maj PM Comandante do 2º BPM
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 99 PLANO DE CHAMADA DA GUARDA MIRIM (MANHÃ) ______________________________ ------------------------------ – Sd PM Auxiliar Administrativo da GM N° Nome do Aluno Mirim Sexo Idade Nascimento Responsável Telefone 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 100 QUADRO DE FARDAMENTO E IDENTIFICAÇÃO Nome Sexo Nasc Filiação Escola em que estuda Turno Sapato Camisa Calça _______________________________ ______________________________ ------------------------ – Sd PM ---------------------- – 1° Ten PM Auxiliar Administrativo Coordenador de Logística
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 101 TESTE DE APTIDÃO FÍSICA N° NOME DO CANDIDATO Nota mínima 05 Nota máxima 10 Ruim: 0 –2 Insuficiente: 3 – 4 Regular: 5 – 6 Bom: 7 – 8 Ótimo: 9 - 10 CORRIDA (12 min.) Ruim: 00 – 450 Insuficiente: 451 – 900 Regular: 901 –1350 Bom: 1351 - 1800 Ótimo: 1.801 ou + ABDOMINAL Ruim: 00 –08 Insuficiente: 09 –16 Regular: 17 –24 Bom: 25 –32 Ótimo: 33 ou + FLEXÃO DE BRAÇO Ruim: 00 - 06 Insuficiente: 07 –12 Regular: 13 –18 Bom: 19 –24 Ótimo: 25 ou + BARRA Ruim: 01 (02 s) Insuficiente: 02 (06 s) Regular: 03 (10 s) Bom: 04 (14 s) Ótimo: 05 ou + (18 s) TOTAL GERAL 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 _______________________________ ______________________________ ------------------------ – Sd PM ---------------------- – 3° Sgt PM Prof. Educação Física Coordenador Administrativo
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 102 EXAME DE SAÚDE DA GUARDA MIRIM 2º BPM N° NOME DO CANDIDATO ALTURA PESO PRESSÃO SEXO IDADE 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 29 30 _____________________________________ _____________________________________ Auxiliar Administrativo da Guarda Mirim Enfermeira responsável do Posto de Saúde
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 103 Grupos de Acampamento da Guarda Mirim zEquipe: _____________________________________________________ Líderes: _________________________ e _________________________ N° Nome do Guarda Mirim V1 V2 V3 V4 V5 V6 V7 Geral 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 16 18 19 20 Hora do desafio (desafiar outra equipe ou o grupo de instrutores para alguma atividade) 1ª vitória + 20 pontos 2ª vitória + 20 pontos 21 Pegou a bandeira desguarnecida da outra equipe 1ª bandeira +20 pontos 2ª bandeira +20 pontos 22 Pegou a bandeira desguarnecida da outra equipe 3ª bandeira +20 pontos 4ª bandeira +20 pontos 23 Protegeu a própria bandeira +60 pontos Total Geral da Equipe  O Guarda Mirim que capturar a bandeira do grupo adversário ganhará 03 pontos.  Chegar atrasado nas atividades = -1 ponto individual.  Prova escrita para promoção: os 16 melhores serão promovidos, respectivamente. Os pontos serão cumulativos de ficha e prova.  A melhor equipe será premiada. Somente a melhor. FORÇA INTELIGÊNCIA LIDERANÇA DEDICAÇÃO
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 104 FORMATURA DA GUARDA MIRIM 2013 Data: 06 de setembro de 2012. Hora: 08 horas Local: 2° BPM 07h55min – Tropa em forma do lado de fora do salão de formatura. 08 horas – Início da solenidade SENHORAS E SENHORES, PRESENTE NO DISPOSITIVO DE FORMATURA O EXMO SENHOR COMANDANTE DO 2° BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR, MAJOR MARCOS DA SILVA KINPARA, ACOMPANHADO DO EXMO SR _____________________________________________________ _______________________________________________________________________________ Dando início à solenidade, convidamos a todos sentarem em seus lugares e CONVIDAMOS as autoridades para ocuparem as posições de honra no dispositivo: LISTA DE AUTORIDADES PRESENTES ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ A Banda de Música da PMAC executará a Canção do Expedicionário para a Entrada dos Formandos Guardas Mirins. (O Coordenador Administrativo da Guarda Mirim Conduzirá os alunos para ocuparem seu espaço no dispositivo, em seguida passará o Comando da tropa para a mais alta patente da Guarda Mirim).
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 105 A presente solenidade tem por finalidade a formatura de conclusão da Primeira Turma de Guarda Mirim do 2° Batalhão de Polícia Militar e a Promoção de 16 (dezesseis) Guardas Mirins que se destacaram dentre a tropa e ganharam o direito de serem graduados. Neste Momento: O Tenente Mirim Dean pedirá permissão ao Comandante para dar continuidade a Solenidade... Convidamos a todos para que, de pé, entoemos o Hino Nacional Brasileiro ...(Será comandando: SENTIDO) (leitura de BOAS VINDAS da cerimônia) Rio Branco – Acre 06 de setembro de 2013. Os Guardas Mirins, Soldados, Cabos, Sargentos, subtenentes e Tenentes Guardas Mirins e O Coordenador Administrativo do primeiro Grupamento de Guarda Mirim, 3° Sgt Bonifácio, bem como o Comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar Coronel Fontenele de Castro, sentem-se honrados com a presença de todos para a Presente Formatura Militar de conclusão de curso da Primeira Turma da Guarda Mirim do 2° BPM. INTERCESSÃO RELIGIOSA: Neste momento convidamos o Reverendo Wiliam, pastor da Igreja Presbiteriana do XV para realizar uma intercessão Religiosa... LEITURA DA ORDEM DO DIA: Leitura feita pelo Comandante do 2° BPM, Major Kinpara ENTREGA DE MATRIZ CURRICULAR BANDEIRAS Neste momento, o Major Kinpara, fará a entrega simbólica da Matriz Curricular do Curso de Formação Profissionalizante de Guarda Mirim do 2° Batalhão as autoridades presentes: Representando a autoridade Militar, entrega a Matriz curricular ao _______________________________________________________________________________; Representando a autoridade religiosa, entrega a Matriz curricular ao Reverendo _______________________________________________________________________________;
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 106 Representando a autoridade civil, entrega a Matriz curricular ao Exmo senhor _______________________________________________________________________________. O Comandante do 2° BPM fará a entrega das Bandeiras simbólicas da Guarda Mirim às demais autoridades presentes. CANTO DA CANÇÃO DA POLÍCIA MILITAR: Os formandos da Guarda Mirim entoarão a Canção da Polícia Militar, acompanhados pela Banda de Música da PMAC. PALAVRA DO ORADOR DA TURMA (Será dado a vontade à tropa) A Guarda Mirim Karoline Mesquita fará o pronunciamento em nome da turma. JURAMENTO DA GUARDA MIRIM (Será dado PARA O JURAMENTO, POSIÇÃO) O Guarda Mirim Gustavo Monteiro conduzirá os formandos no Juramento da Guarda Mirim. LEITURA DOS ELOGIOS: ELOGIO COLETIVO Louvo e elogio os atos e atitudes dos Praças integrantes da tropa Guarda Mirim do 2° Batalhão de Polícia Militar do Acre; onde os mesmos mostraram no decorrer deste curso, estarem empenhados na busca do saber, demonstraram sempre estarem prontos a servirem sua comunidade nas diversas campanhas sociais demonstrando capacidade para o voluntariado, estes Brilhantes Guardas Mirins demonstraram serem sabedores das suas respectivas funções, nobres e vigorosos, têm atuado com maestria no cumprimento dos seus deveres e em sua cidadania. Que com as graças de Deus, possam continuar trilhando pelo caminho do bem, servindo de exemplo aos demais estes multiplicadores de boas ações. [Elogio Coletivo._] Publique-se, e, Registre-se em Fichas individuais!
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 107 PROMOÇÃO DOS ALUNOS DESTAQUE NO CURSO (TENENTES, SUBTENENTES, SARGENTOS E CABOS DA GUARDA MIRIM) Chamamos a frente os Guardas Mirins que se destacaram no curso e serão agraciados com uma homenagem feita pelo Comandante do Batalhão. N° Nome Graduação Função 01 Alana Gonsalves da Silva Tenente Mirim Instrutor Mirim 02 Dean Wesley Silva Gonsalves Tenente Mirim Instrutor Mirim 03 Gustavo Monteiro da Silva Subtenente Mirim Inspetor Mirim 04 Alane Martins dos Santos Subtenente Mirim Inspetor Mirim 05 Stive Keiton de Lima Carneiro Bonifácio Sargento Mirim Chefe de Fração 06 Ítalo Wanderlei Souza Andrade Sargento Mirim Chefe de Fração 07 Jhonatan Nascimento de Oliveira Sargento Mirim Chefe de Fração 08 Jhon Walison Silva Gonsalves Sargento Mirim Chefe de Fração 09 Paulo Kelven de Lima Carneiro Bonifácio Cabo Mirim Subchefe de Fração 10 Evelin Moreira de Almeida Cabo Mirim Subchefe de Fração 11 Jerrison Henrique de Abreu Campos Cabo Mirim Subchefe de Fração 12 Edinei dos Santos Oliveira Cabo Mirim Subchefe de Fração 13 Luziene Oliveira Brilhante Cabo Mirim Subchefe de Fração 14 Rair da Silva Sousa Cabo Mirim Subchefe de Fração 15 Marcos André Araújo dos Santos Cabo Mirim Subchefe de Fração 16 Alyson Ferreira da Rocha Cabo Mirim Subchefe de Fração Convidamos as autoridades presentes para entregarem o Botom identificador de Graduações a cada um dos agraciados. (Os agraciados retornarão a seus lugares no dispositivo) HOMENAGEM AOS INSTRUTORES DO CURSO DE FORMAÇÃO DE GUARDA MIRIM Convidamos os instrutores do Curso de Formação de Guarda Mirim para receberem seu certificado de ensino e instrução. Chamamos a frente: Nome Patente Formação Ativ. desenvolvida Denílson Lopes da Silva Major CSP Diretor Giovane Galvão de Freitas Lima Filho Capitão Pedagogia Coord. Pedagógico e Instrutor Ana Cássia Nogueira Monteiro 1º Ten Administração Coord. de Logística e Instrutora Reginâmio Bonifácio de Lima 3° Sgt História Coord. Adm. e Instrutor Rivelle Franco de Macedo Sd Ciências da Saúde Secretária e Instrutora
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 108 Francisco das Chagas Santos D’Avila 3° Sgt Geografia Instrutor Eriverton Magno Freire 3° Sgt Matemática Instrutor José Fred Pinto Galvão Sd Ed. Física Instrutor Walcilene Rodrigues Oliveira Sd Letras Vernáculo Auxiliar Adm. e Instrutor Anderson da Silva Andrade Sd Defesa Pessoal Instrutor Walison Borges de Amorim Civil Defesa Pessoal Instrutor Simey Freitas de Souza Civil Biologia Auxiliar administrativo Jhulia Caroline da Costa civil Ed. Física Instrutor Francirley Ferreira de Azevedo civil Gestão Esportiva Chefia e Liderança Artur Júnior Souza Silva civil Ed. Física Instrutor PROMOÇÃO DOS GUARDAS MIRINS DO 2° BATALHÃO DA PMAC O Comandante do 2° Batalhão convida os familiares para a entrega do certificado de Conclusão de Curso aos formandos da Guarda Mirim, enquanto isso, a Banda de Música da Polícia Militar tocará um dobrado. PALAVRAS DOS CONVIDADOS E / OU AUTORIDADES: Neste momento falará a tropa ____________________________________________ (3 MINUTOS) Neste momento falará a tropa ____________________________________________ (3 MINUTOS) Neste momento falará a tropa ____________________________________________ (3 MINUTOS) Neste momento falará a tropa ____________________________________________ (3 MINUTOS) PALAVRAS DO COMANDANTE GERAL DA PMAC: Neste momento O Comandante Geral da PMAC falará a tropa... ...(Será comandando: SENTIDO) (O comandante pode pedir para que fiquem em descansar) ...(Será comandando: DESCANÇAR)
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 109 CANÇÃO DA GUARDA MIRIM Neste momento, os Guardas Mirins do 2° BPM entoarão a Canção da Guarda Mirim. (providenciar o som para a execução da canção) A TROPA SE RETIRARÁ DO DISPOSITIVO. O Tenente Mirim Dean Wesley Pedirá permissão ao Comandante do 2° BPM para retirada de tropa do dispositivo. O Tenente Mirim Dean Wesley conduzirá a tropa para seu lugar no dispositivo externo ao auditório, para a homenagem final produzida pelos instrutores da Guarda Mirim. O Comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar agradece a presença das excelentíssimas autoridades, familiares dos formandos, convidados, representantes da imprensa, em especial a Banda de Música, e agradece a todos que com suas presenças, abrilhantaram de forma significativa esta solenidade. A todos um bom dia!
    • Polícia Militar do Acre 2° Batalhão de Polícia Militar Cel Fontenele de Castro Guarda Mirim 110