• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Grails, o que isso quer dizer?
 

Grails, o que isso quer dizer?

on

  • 4,446 views

O Grails é um full-stack framework, assim como o RoR, mas em vez da linguagem Ruby utiliza a linguagem Groovy, que tem a vantagem de ser totalmente compatível com a sintaxe de Java. Além disso o ...

O Grails é um full-stack framework, assim como o RoR, mas em vez da linguagem Ruby utiliza a linguagem Groovy, que tem a vantagem de ser totalmente compatível com a sintaxe de Java. Além disso o framework se apóia no ombro de gigantes como Spring e Hibernate, permitindo assim que você aproveite todo seu conhecimento nessa ferramentas, mas de uma forma super simplificada para facilitar sua entrada caso você não as conheça.

Statistics

Views

Total Views
4,446
Views on SlideShare
1,999
Embed Views
2,447

Actions

Likes
0
Downloads
24
Comments
0

7 Embeds 2,447

http://blog.gilliard.eti.br 2432
http://webcache.googleusercontent.com 5
http://smashingreader.com 4
http://theoldreader.com 2
http://www.netvibes.com 2
http://translate.googleusercontent.com 1
https://twimg0-a.akamaihd.net 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Grails, o que isso quer dizer? Grails, o que isso quer dizer? Presentation Transcript

    • Grails: o que isso quer dizer? Gilliard Cordeiro http://gilliard.eti.br
    • Sobre mim
      • Formado em análise de sistemas pela UFMS
      • Trabalho há 5 anos com desenvolvimento Web
      • Minha principal área de atuação é P&D
      • Instrutor SENAC/MS
      • Um dos Coordenadores do JUGMS
    • Grails: o que isso que dizer?
      • Quer dizer muito mais que “Groovy on Rails”
      • Grails evidencia algumas coisas sobre Java:
        • Tendência de absorver soluções comprovadamente boas pelo mercado
        • Diferenciação entre plataforma e linguagem Java
    • O Java de algum tempo atrás
      • JCP Muito criticado por sua lentidão em acompanhar tendências e por “inventar moda”
        • Um exemplo clássico é a JDO
      • Especificações só se for obrigado
        • Ninguém queria saber de EJB antes da versão 3 a menos que fosse uma obrigação
    • O Java na atualidade
      • Java tem se baseado muito mais em casos de sucesso
        • JPA (Hibernate)
        • WebBeans (Seam)
        • Grails (RoR) *não é especificação
        • EJB3 (Spring provou que podia ser mais simples que os EJBs 2.x)
        • JavaEE 5 e JavaEE 6: foco na produtividade
    • O que é Java?
      • Parece uma pergunta óbvia mas a resposta pode não ser
      • Java pode ser duas coisas: linguagem ou plataforma
      • A linguagem é aquela que escrevemos na nossa IDE
      • A plataforma é muito mais do que isso...
    • A plataforma Java
      • O sucesso do Java, e o fato de até hoje ele estar onde está não é pela linguagem parecida com C
      • Linguagens vem e vão, mas uma plataforma como o Java vai durar por muito tempo
    • A plataforma Java
      • O grande diferencial do Java é sua JVM
      • Java possui também o maior “ecossistema” de software da atualidade
      • Dá segurança para altos investimentos em ambiente corporativo por evoluir respeitando o passado
      • Executa diversas linguagens
    • Linguagens sobre a JVM
      • Originalmente a JVM era uma VM para uma linguagem: Java
      • Hoje temos diversas linguagens na JVM
        • Groovy
        • Ruby
        • Python
        • Scala
    • Investimento em outras linguagens
      • Da Vinci Machine: Um projeto que mostra que rodar outras linguagens na JVM não é brincadeira
      • Instruções de bytecode feitas para serem usadas por outras linguagens, em especial as dinâmicas
    • E o Grails?
      • O Grails, ou Groovy on Rails é um framework fortemente baseado no Ruby on Rails
      • O termo “on rails” significa “nos trilhos”, e prove uma stack inteira para desenvolvimento
    • Composição do Grails
    • Grails possui diversos plugins
      • No site do Grails tem uma lista com diversos plugins para:
        • Ajax, RichApplication
          • DWR, GWT, YUI, JQuery, Flex, OpenLaszlo...
        • Performance
        • Outros frameworks
        • etc
    • Grails é Java
      • Como Grails é Java, e no final temos um WAR padrão, tudo que usamos no Java podemos usar nele:
        • Lucene, cache de 2º nível no Hibernate (inclusive distribuído)
        • JSF, Seam, Wicket (e qualquer outro framework Java)
        • JBPM, JMS, Drools, etc...
    • Comparação com RoR
      • Os dois frameworks provêem uma stack completa de desenvolvimento
      • O Grails, influenciado pelo jeito de desenvolver com Hibernate é mais centrado no modelo, enquanto RoR parece mais centrado em banco de dados
    • Comparação com RoR
      • Grails utiliza a linguagem Groovy, enquanto RoR é Ruby
        • Para quem veio da escola C, C++ e Java, a sintaxe do Groovy vai parecer mais familiar
      • Grails tira proveito de todo o “ecossistema” Java; escalável (*JRuby)
      • Grails no entanto é bem mais jovem
    • Grails além dos CRUD's
      • O que fazemos com Java, podemos fazer também com Grails
      • Na sua aplicação real de hoje, provavelmente não tem só CRUD's
      • Grails já vem com suporte à injeção de dependência e controle transacional de services do Spring
    • Groovy
      • Linguagem de tipagem dinâmica totalmente baseada no Java
      • Facilidade de meta-programação
      • Integração transparente com Java
      • Implementa diversas facilidades
      • Exemplo
    • Mão na massa
      • Sistema de controle de pendências
    • Crescimento do Grails (update)
      • Só em 2008 os downloads do Grails passaram de 7.000 para 70.000 por mês
      • No dia 11/11/2008, a SpringSource adquiriu a G2One, que é a empresa que mantém o Groovy e o Grails, e além de investir no desenvolvimento dessas tecnologias, oferecerá também suporte pago à essas ferramentas, assim como a JBoss já faz com seus produtos
      • No dia 10/08/2009 a VMWare adquiriu a SpringSource
      • Com isso espera-se que o meio corporativo, e até a comunidade, perceba que essas são tecnologias sérias e confiáveis, fazendo o Grails crescer e melhorar cada vez mais
    • Recapitulando
      • Diferença entre plataforma e linguagem Java
      • O que é Groovy
      • A idéia do Grails vem do Ruby on Rails?
      • Dá para usar grails em um sistema de verdade?
      • Grails: o que isso quer dizer?
    • Perguntas?
      • Você pode saber mais também aqui
        • http:// groups.google.com /group/jug-ms
        • http:// jugms.com.br
    • Obrigado Gilliard Cordeiro http:// gilliard.eti.br [email_address]
    • Referências
      • Alguns links para consulta posterior
        • http:// grails.org /
        • http:// groovy.codehaus.org /
        • http:// www.springframework.org /
        • http:// www.hibernate.org /
        • http:// www.opensymphony.com/sitemesh /
    •