0
O caráter complementar da Terceira            Revelação
Jesus                        Segunda Revelação. Relembrando:  1ª Revelação: Moisés;  2ª Revelação: Jesus;  3ª Revelação...
Jesus                       Quem é? O que representou sua encarnação na  Terra? Foi um revolucionário? Propunha que tipo...
Jesus                        Visão sobre Deus   Jesus veio trazer uma nova visão de Deus. Não maisseria o Iahweh implacá...
Jesus                           Iahweh: “Moisés, porém, suplicou a Iahweh, seu Deus, e disse: “Porque, ó Iahweh, se acen...
Jesus                           “Quando o sol se erguia sobre a terra e Ló entrou em  Segor, Iahweh fez chover, sobre So...
Jesus                       Mensagens:Trouxe os mais belos ensinamentos de Moral que aHumanidade já pode vivenciar, porq...
Jesus                           Jesus, ao falar dos mandamentos para uma vida reta  e digna, deixava consignado: “Amarás...
Jesus                        E só é possível amar verdadeiramente o próximo  sendo caridoso para com ele. Sendo  toleran...
Jesus                            Paulo de Tarso, na Primeira Epístola aos  Coríntios, apresentou essa verdade de forma r...
Jesus                            ... se eu não tiver a caridade, eu nada serei... A caridade é  benigna, paciente, .... ...
Jesus                       Outro ponto que Jesus reforçava a todo momento era  a importância da comunhão de pensamentos...
Jesus                          Ritos, palavreado, posição  genuflexa, sacerdotes, templos, oferendas, nada disso  tinha ...
Jesus                        Relação com o poder. Não veio liderar insurreição  contra o poder romano ou local. Quando ...
Jesus                        Condenação veemente à hipocrisia social da época. Deixou claro que para segui-lo, haveria ...
Jesus                        Jesus não teve medo de dizer a verdade e oferecer a  chave para o Reino de Deus. O Sermão d...
Jesus                          “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o  Reino dos Céus; Bem-aventurado...
Jesus                          Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles  alcançarão misericórdia; Bem-aventurado...
Jesus                          Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e  perseguirem e, mentindo, disserem todo...
Jesus                        O exemplo mais perfeito está nos mártires  cristãos, que, para não renunciarem à sua  fé, s...
Jesus                       Contatos de Jesus com encarnados obsediados e o  respeito que sua autoridade moral impunha a...
Jesus                        Curas que ele fez na sua passagem pela Terra, tidas  como milagrosas. Importante frisar qu...
Jesus                           “... Os milagres, não sendo necessários à glorificação de  Deus, nada, no Universo, se d...
Jesus                            Pouca importância a convencionalismos humanos.   Algumas dessas curas se deram no sábad...
Jesus                        Companhias que o cercavam. Ele mesmo, galileu, se cercava de galileus, tinha  publicanos q...
Jesus                        Deu, talvez, o maior testemunho de fé no Criador ao  se entregar em holocausto, sabendo que...
Jesus                         Páscoa e Ressurreição. Kardec (A Gênese, cap.XV, itens 61-63) Não é possível duvidar das a...
Jesus                         Fenômeno explicável pelas leis fluídicas. O que se fazia visível era o espírito de Jesus....
Jesus                         O que aparecia era o corpo perispiritual de Jesus, que  podia, mesmo, estar em processo de...
Jesus                         Jesus, então, representa para nós, espíritas, o modelo  moral por excelência. (LE – q. 625...
Jesus                        E como tal, o “caminho, a verdade e a vida” para o  nosso progresso. Jesus é o pedagogo de ...
Jesus                        2. era humilde, sem fraqueza ou servilismo. Aceitou  encarnar num corpo de carne para nos g...
Jesus                       Usa, enfim, a PEDAGOGIA DO AMOR. Sempre, a  todo momento, usava do amor para mudar para  sem...
Jesus                           “Diferindo de todos os conquistadores, Ele preferiu os  pobres e abandonados, os enfermo...
Jesus                          Sem desprezar os ricos e poderosos, demonstrou-lhes a  vacuidade das glórias terrenas e o...
Jesus                            ... Jesus é o Conquistador Especial despido de armas, sem   artifícios, suave-forte, ún...
Cristianismo                      Caminhos do Cristianismo:   a) seguidores. Primeiras comunidades. Significado deigreja...
Cristianismo                    Propagação da ideia cristão nos primeiros tempos. Pentecostes Papel dos apóstolos
Cristianismo                    Paulo de Tarso. Antigo perseguidor dos  cristãos, após o episódio de Damasco, transforma...
Cristianismo                     “As ações e epístolas de Paulo tornam-se poderoso  elemento de universalização da nova ...
Cristianismo                    A palavra Igreja vem do grego Ecclesia, que significa  Assembleia, reunião. Não tinha, o...
Cristianismo                    b) perseguições:Logo começaram as perseguições do poder imperialromano. Os cristãos se r...
Cristianismo                    Episódios terríveis e sangrentos das perseguições dos  Imperadores romanos aos cristãos,...
Cristianismo                   c) confluência entre Poder temporal e Poder religioso:Apesar de toda a perseguição, aos po...
Cristianismo                    Constantino, com o Édito de Milão (313), declara a  neutralidade do Império quanto à rel...
Cristianismo                    Em 380, Teodósio I declarou o Cristianismo como a  religião oficial do Império, proibind...
Cristianismo                    Processo de desnaturação do primitivo ideal cristão e  sua substituição por uma estrutur...
Cristianismo                  e) Concílios. Conflitos religiosos: Houve 8 concílios no primeiro milênio, queterminaram po...
Cristianismo                     Tentativas de retomar o espírito do Cristianismo   primitivo:   Nesse período, houve te...
Doutrina Espírita                 Evangelho de João (o Paracleto – Consolador   Prometido).“Tenho vos falado essas coisa...
Doutrina Espírita                Surgimento. Contexto e evolução da Humanidade  que permitiram sua chegada:  Foi necessá...
Doutrina Espírita                Allan Kardec e o Espírito da Verdade: “Se o Cristo não pode desenvolver o seu ensiname...
Doutrina Espírita                “Por completar os seus ensinamentos, deve se entender no  sentido de EXPLICAR e DESENVO...
Doutrina Espírita                Missão do Espiritismo. Complemento à lição de  Jesus para uma Humanidade já em outro es...
Doutrina Espírita                “Os Espíritos não ensinam senão o exatamente necessário  para colocar sobre o caminho d...
Doutrina Espírita                Ainda nos dizeres de Kardec, A GÊNESE, cap I, 30, o    ESPIRITISMO, partindo dos ensina...
Doutrina Espírita                - Pelo Espiritismo, o homem sabe de onde vem, paraonde vai, por que está na Terra, por q...
Doutrina Espírita                - Não há criaturas deserdadas, nem mais favorecidasque outras, independentemente de cred...
Doutrina Espírita               - Descreveu o mecanismo da mediunidade, como meiode intercâmbio entre o mundo visível e o...
Doutrina Espírita                - Talvez o mais consolador para nós. Saber que a almaprogride, sem cessar, através de um...
Doutrina Espírita                Nesse sentido, a ideia da reencarnação é fonte de  vida em abundância, da bondade, soli...
Doutrina Espírita               Luz para o mundo:“Pondo fim ao reino do egoísmo, do orgulho e daincredulidade, prepara o...
Doutrina Espírita                O futuro do Planeta. Não ser mais uma religião.  Confluência do pensamento espiritualis...
Doutrina Espírita                SANTO AGOSTINHO, O LIVRO DOS  ESPÍRITOS, CONCLUSÃO:“Por muito tempo, os homens têm se d...
Doutrina Espírita                ... Jamais os bons Espíritos foram os instigadores do  mal; jamais aconselharam ou legi...
Doutrina Espírita                Só aqueles que são bons, humanos e benevolentes  para com todos, são os seus preferidos...
Bibliografia                       - DIAS, Haroldo Dutra (tradutor). “Novo Testamento”. CEI, 2010;- FAJARDO, Cláudio. “O ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita

1,523

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,523
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita"

  1. 1. O caráter complementar da Terceira Revelação
  2. 2. Jesus  Segunda Revelação. Relembrando: 1ª Revelação: Moisés; 2ª Revelação: Jesus; 3ª Revelação: Doutrina Espírita.
  3. 3. Jesus  Quem é? O que representou sua encarnação na Terra? Foi um revolucionário? Propunha que tipo de mudança? Queria mudar a ordem social vigente? A quem sua mensagem se destinava?
  4. 4. Jesus  Visão sobre Deus Jesus veio trazer uma nova visão de Deus. Não maisseria o Iahweh implacável dos judeus, mas sim um Paiamoroso, criador incessante, soberanamente justo ebom.A todo momento, Jesus demonstra estar falando emnome do Pai, que o enviou em favor da Humanidade.
  5. 5. Jesus  Iahweh: “Moisés, porém, suplicou a Iahweh, seu Deus, e disse: “Porque, ó Iahweh, se acende a tua ira contra o teu povo, quefizeste sair do Egito com grande poder e mão forte? ... Iahwehentão desistiu do castigo com o qual havia ameaçado o povo”(EX: 32, 11 e 14)
  6. 6. Jesus  “Quando o sol se erguia sobre a terra e Ló entrou em Segor, Iahweh fez chover, sobre Sodoma e Gomorra, enxofre e fogo vindos de Iahweh, e destruiu essas cidades e toda a Planície, com todos os habitantes da cidade e a vegetação do solo” (GEN: 19, 23 a 25)
  7. 7. Jesus  Mensagens:Trouxe os mais belos ensinamentos de Moral que aHumanidade já pode vivenciar, porque sabia que agrande chaga da Humanidade, naquele tempo comohoje, está no atraso moral.Demonstrou, a todo momento, que o caminho para oReino de Deus está na prática da Caridade.
  8. 8. Jesus  Jesus, ao falar dos mandamentos para uma vida reta e digna, deixava consignado: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o maior e o primeiro mandamento. E aqui está o segundo, semelhante a este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Toda a lei e os profetas estão contidos nestes dois mandamentos” (MT: 22, 34-40)
  9. 9. Jesus  E só é possível amar verdadeiramente o próximo sendo caridoso para com ele. Sendo tolerante, indulgente e buscando promover o seu bem-estar. Em outras palavras, só se é feliz quando se faz o outro feliz. Essa é a negação mais absoluta do egoísmo e do individualismo.
  10. 10. Jesus  Paulo de Tarso, na Primeira Epístola aos Coríntios, apresentou essa verdade de forma repleta de poesia: “Se eu falar a língua dos homens e dos anjos e não tiver a caridade, sou como o metal que soa ou o sino que tine. E se tiver o dom de profetizar, e conhecer todos os mistérios, e tiver a perfeita ciência de todas as coisas, se eu tiver toda a fé possível, a ponto de mover montanhas...
  11. 11. Jesus  ... se eu não tiver a caridade, eu nada serei... A caridade é benigna, paciente, .... não se envaidece, não é ambiciosa... Não se alegra com a injustiça, mas sim com a verdade. Tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre. A caridade nunca acabará, ou deixem de ter lugar as profecias, ou cessem as línguas, ou seja abolida a Ciência. Agora, pois, permanecem três virtudes: a fé, a esperança e a caridade; mas entre elas, a maior é a caridade.”
  12. 12. Jesus  Outro ponto que Jesus reforçava a todo momento era a importância da comunhão de pensamentos com o Criador. “Pedi e obtereis”. Ao lhe perguntarem como orar, deixou a oração do Pai Nosso. Desnecessidade de ritos, fórmulas, intermediários. Prece vinda do coração.
  13. 13. Jesus  Ritos, palavreado, posição genuflexa, sacerdotes, templos, oferendas, nada disso tinha importância para se falar com Deus. Mais importante é que se tenha o coração puro: “Quando vos puserdes em oração, se tiveres algo contra alguém, perdoai-lhe, para que também o Vosso Pai, que está nos céus, perdoe os vossos pecados” (MC: 11, 25-26)
  14. 14. Jesus  Relação com o poder. Não veio liderar insurreição contra o poder romano ou local. Quando o tentaram, questionando-o sobre os tributos devidos a César, deixou claro que as coisas de César a ele deveriam ser entregues e as de Deus, a Deus.
  15. 15. Jesus  Condenação veemente à hipocrisia social da época. Deixou claro que para segui-lo, haveria que renunciar ao mundo, dividir as riquezas, entregar a posse dos bens materiais, viver uma nova vida. Deixou patente a impossibilidade de servir a dois senhores: “Não se pode servir a Deus e a Mamon”. Crítica ao materialismo e às preocupações mundanas.
  16. 16. Jesus  Jesus não teve medo de dizer a verdade e oferecer a chave para o Reino de Deus. O Sermão do Monte resume bem os ensinamentos morais do Cristo, que calam fundo, impressionando, até hoje a Humanidade:
  17. 17. Jesus  “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus; Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados;
  18. 18. Jesus  Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
  19. 19. Jesus  Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus, porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós”. (MT: 5, 1-12)
  20. 20. Jesus  O exemplo mais perfeito está nos mártires cristãos, que, para não renunciarem à sua fé, seguiam alegremente para o sacrifício, tendo a certeza de que o faziam dando testemunho da modificação de sua vida a partir da mensagem de Jesus. Contra estes, não havia poder na Terra que pudesse vencê-los.
  21. 21. Jesus  Contatos de Jesus com encarnados obsediados e o respeito que sua autoridade moral impunha aos espíritos que os atormentavam. O endaimoniado Geraseno (Marcos – cap. 5).
  22. 22. Jesus  Curas que ele fez na sua passagem pela Terra, tidas como milagrosas. Importante frisar que não se tratam de milagres, mas uso dos fluidos e da capacidade espiritual de maneira desconhecida para nós (devido à imensa superioridade de Jesus em relação a nós) .
  23. 23. Jesus  “... Os milagres, não sendo necessários à glorificação de Deus, nada, no Universo, se desvia das leis gerais. Deus não faz milagres, porque sendo suas leis perfeitas, não tem necessidade de derrogá-las”. (KARDEC, A Gênese, Cap. XIII, item 15)
  24. 24. Jesus  Pouca importância a convencionalismos humanos. Algumas dessas curas se deram no sábado, oque, para os judeus, constituía uma atitude de afrontaaos mandamentos de Deus. No Evangelho deLucas, Jesus rebate o chefe da sinagoga que haviaquestionado sua atitude “Cada um de vós, no sábado, nãosolta seu boi, ou seu asno do estábulo, para levá-lo a beber?”(LC: 13, 15)
  25. 25. Jesus  Companhias que o cercavam. Ele mesmo, galileu, se cercava de galileus, tinha publicanos que o seguiam, mulheres, não se recusava a se aproximar dos leprosos para curá-los. Salvou uma mulher adúltera do apedrejamento, entre outras situações. Sempre a mesma exortação: Vá e não peques mais!
  26. 26. Jesus  Deu, talvez, o maior testemunho de fé no Criador ao se entregar em holocausto, sabendo que era necessário que assim fosse e, com essa atitude, mudar, para sempre os destinos da Humanidade. Sem precisar escrever uma linha, um carpinteiro galileu, nascido numa aldeia longínqua da província mais distante do Império Romano, conseguiu transformar as estruturas da Humanidade como ele o fez.
  27. 27. Jesus  Páscoa e Ressurreição. Kardec (A Gênese, cap.XV, itens 61-63) Não é possível duvidar das aparições de Jesus após acrucificação, pois narrada por todos os evangelistas.Sabendo que a ressurreição é impossível, de acordocom as leis da matéria (criadas por Deus) em que umcorpo sem vida não pode retomá-la, há que se buscaroutra explicação.
  28. 28. Jesus  Fenômeno explicável pelas leis fluídicas. O que se fazia visível era o espírito de Jesus. Tanto assim que aparecia e desaparecia inopinadamente, era visto por uns e não por outros, sua linguagem é diferente de um ser carnal, tem o tom breve e sentencioso dos Espíritos. Sua aparição causa surpresa e medo aos discípulos, que sentem não ser mais o mesmo homem.
  29. 29. Jesus  O que aparecia era o corpo perispiritual de Jesus, que podia, mesmo, estar em processo de materialização. Seus discípulos vendo-o e tocando-o, acreditavam mesmo que ele estivesse ressuscitado.
  30. 30. Jesus  Jesus, então, representa para nós, espíritas, o modelo moral por excelência. (LE – q. 625) Nos dizeres de Dora Incontri (A Educação Segundo o Espiritismo), Jesus não surge mais como Rei, Salvador, segunda pessoa da Trindade, mas como um Irmão mais adiantado, fazendo jus ao único título que aceitou, o de Mestre.
  31. 31. Jesus  E como tal, o “caminho, a verdade e a vida” para o nosso progresso. Jesus é o pedagogo de nossa Educação espiritual. Tem as virtudes do Mestre perfeito: 1. autoridade moral absoluta por já ter atingido a perfeição;
  32. 32. Jesus  2. era humilde, sem fraqueza ou servilismo. Aceitou encarnar num corpo de carne para nos guiar, apesar dos sacrifícios que isso representou. Nasceu em posição social a mais humilde; 3. enérgico quando necessário, a denunciar a hipocrisia humana; 4. sereno em todos os momentos. Agia com suavidade e persuasão; 5. absolutamente paciente, ainda hoje, conosco.
  33. 33. Jesus  Usa, enfim, a PEDAGOGIA DO AMOR. Sempre, a todo momento, usava do amor para mudar para sempre as pessoas que a ele se juntavam. Foi assim com Madalena, com os discípulos na Galileia, com Saulo, depois transformado em Paulo. Quem se aproximava dele, e se deixava tocar, nunca mais era o mesmo, tinha sua vida mudada para sempre.
  34. 34. Jesus  “Diferindo de todos os conquistadores, Ele preferiu os pobres e abandonados, os enfermos e desiludidos, os simples e puros de coração, sofredores e perseguidos para com eles formar uma sociedade diferente e especial, na qual, o amor seria o seu fundamento essencial, e a fraternidade se faria os braços de socorro distendidos, a todos amparando...
  35. 35. Jesus  Sem desprezar os ricos e poderosos, demonstrou-lhes a vacuidade das glórias terrenas e os convidou ao despertamento, não lhes concedendo as honras que se atribuíam merecer, continuando incorruptível, inconquistado, mesmo quando, na Cruz, parecia vencido
  36. 36. Jesus  ... Jesus é o Conquistador Especial despido de armas, sem artifícios, suave-forte, único de Quem se tem notícia, que mudou o rumo de todos os tempos.”(Joanna de Angelis. Conquistador Incomum. Psicografiade Divaldo Pereira Franco. Livro: Fonte de Luz)
  37. 37. Cristianismo  Caminhos do Cristianismo: a) seguidores. Primeiras comunidades. Significado deigreja: “... Muitos prodígios e sinais eram realizados através dosapóstolos. Todos os que criam estavam no mesmo (lugar), epossuíam todas as coisas em comum. Vendiam aspropriedades e os meios de subsistência e os distribuíam entretodos, conforme a necessidade de cada um”. (AT: 2, 43-45)
  38. 38. Cristianismo  Propagação da ideia cristão nos primeiros tempos. Pentecostes Papel dos apóstolos
  39. 39. Cristianismo  Paulo de Tarso. Antigo perseguidor dos cristãos, após o episódio de Damasco, transforma-se no maior pregador do Cristianismo, por todo o mundo conhecido.
  40. 40. Cristianismo  “As ações e epístolas de Paulo tornam-se poderoso elemento de universalização da nova doutrina. De cidade em cidade, de igreja em igreja, o convertido de Damasco, com o seu enorme prestígio, fala do Mestre, inflamando os corações” ( A Caminho da Luz, Emmanuel, cap. XIV). Conversão dos gentios. (Paulo e Estevão, Emmanuel)
  41. 41. Cristianismo  A palavra Igreja vem do grego Ecclesia, que significa Assembleia, reunião. Não tinha, originalmente, o significado de edificação, muito menos de hierarquia religiosa ou sacerdócio.
  42. 42. Cristianismo  b) perseguições:Logo começaram as perseguições do poder imperialromano. Os cristãos se recusavam a adorar aCesar, porque só Deus, na sua visão, era digno deadoração. Além disso, o ensino moral do Cristo, quenão vê diferença entre patrícios e plebeus, romanos eestrangeiros, não podia agradar ao poder romano.
  43. 43. Cristianismo  Episódios terríveis e sangrentos das perseguições dos Imperadores romanos aos cristãos, que eram martirizados, muitas vezes nas arenas, em espetáculos públicos. Nero, Tito, Trajano, Severo, Décio, Diocleciano ficaram famosos por perseguirem implacavelmente os cristãos.
  44. 44. Cristianismo c) confluência entre Poder temporal e Poder religioso:Apesar de toda a perseguição, aos poucos o poderromano foi percebendo que o Império se enfraquecia, enão conseguia vencer o movimento cristão.Pragmaticamente, começaram a modificar a atitude.
  45. 45. Cristianismo  Constantino, com o Édito de Milão (313), declara a neutralidade do Império quanto à religião. Convocou um Concílio, em Niceia (325), em que foi declarada a Trindade e, dessa forma, Deus, Jesus e o Espírito Santo passaram a ser encarados com uma só pessoa.
  46. 46. Cristianismo  Em 380, Teodósio I declarou o Cristianismo como a religião oficial do Império, proibindo o culto pagão. Surgimento do Papado – primazia do Bispo de Roma sobre os demais. As igrejas pagãs, seus ritos, cultos, datas, foram absorvidas pelo Cristianismo, que, originalmente não tinha nada disso. Estava institucionalizado o Cristianismo como religião oficial.
  47. 47. Cristianismo  Processo de desnaturação do primitivo ideal cristão e sua substituição por uma estrutura religiosa hierárquica.(A ESQUINA DE PEDRA – Wallace Leal Rodrigues)
  48. 48. Cristianismo e) Concílios. Conflitos religiosos: Houve 8 concílios no primeiro milênio, queterminaram por levar a um cisma entre a Igreja doOcidente (Roma) e do Oriente (Constantinopla), em1054.- Reforma Protestante a partir de 1517.
  49. 49. Cristianismo  Tentativas de retomar o espírito do Cristianismo primitivo: Nesse período, houve tentativas de retomar oespírito que animava os primeiros cristãos, dehumildade, de fraternidade. Temos os exemplos deFrancisco de Assis (século XIII) e dos cátaros (séculos XIa XIV).
  50. 50. Doutrina Espírita  Evangelho de João (o Paracleto – Consolador Prometido).“Tenho vos falado essas coisas , enquanto permaneço junto avós, mas o Paracleto, o Espírito Santo que o Pai enviará emmeu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos lembrarátodas as coisas que vos disse” (JOÃO: 14, 25-26)
  51. 51. Doutrina Espírita  Surgimento. Contexto e evolução da Humanidade que permitiram sua chegada: Foi necessário que se passasse tanto tempo, porque oEspiritismo só poderia surgir em momento de algumamaturidade da Humanidade.Após o Renascimento, o Iluminismo, ou seja, com oavanço científico e filosófico decorrentes.
  52. 52. Doutrina Espírita  Allan Kardec e o Espírito da Verdade: “Se o Cristo não pode desenvolver o seu ensinamento de maneira completa, foi porque faltavam aos homens conhecimentos que estes só poderiam adquirir com o tempo, e sem os quais não poderiam compreendê-lo” (A GÊNESE, cap. I, 28) Exemplo da conversa com Nicodemos.
  53. 53. Doutrina Espírita  “Por completar os seus ensinamentos, deve se entender no sentido de EXPLICAR e DESENVOLVER, bem mais do que no sentido de acrescentar verdades novas, porque tudo se encontra em seu germe; falta somente a chave para apreender o sentido de suas palavras”. (A GÊNESE, cap. I, 28)
  54. 54. Doutrina Espírita  Missão do Espiritismo. Complemento à lição de Jesus para uma Humanidade já em outro estado de amadurecimento intelectual e científico. Com os preceitos do Espiritismo, nós somos tratados como adultos responsáveis pelo nosso destino, agentes de nossa felicidade ou infelicidade. (Lei de Causa e Efeito)
  55. 55. Doutrina Espírita  “Os Espíritos não ensinam senão o exatamente necessário para colocar sobre o caminho da verdade, mas abstêm-se de revelarem o que o homem pode encontrar por si mesmo” (A GÊNESE, cap. I, 50).
  56. 56. Doutrina Espírita  Ainda nos dizeres de Kardec, A GÊNESE, cap I, 30, o ESPIRITISMO, partindo dos ensinamentos do CRISTO: - À ideia de vida futura, acrescenta a revelação domundo invisível que nos cerca e interageconstantemente conosco;- Definiu os laços que unem a alma e ocorpo, levantando o véu dos mistérios do nascimento eda morte;
  57. 57. Doutrina Espírita  - Pelo Espiritismo, o homem sabe de onde vem, paraonde vai, por que está na Terra, por que sofretemporariamente e vê, em toda a parte, a justiça deDeus;- Sabe que todas as almas são criadas iguais, de ummesmo ponto de partida, com a mesma aptidão paraprogredir, usando seu livre-arbítrio (JUSTIÇADIVINA);
  58. 58. Doutrina Espírita  - Não há criaturas deserdadas, nem mais favorecidasque outras, independentemente de credo, raça, origemsocial. Todas devem trabalhar para progredir;- Não há seres eternamente destinados ao mal e a eledevotados (demônios), que nada mais são do queespíritos ainda atrasados na evolução moral, mas queavançarão e se melhorarão;
  59. 59. Doutrina Espírita - Descreveu o mecanismo da mediunidade, como meiode intercâmbio entre o mundo visível e oinvisível, provando a existência do mundo invisível epermitindo a chegada de um manancial gigantesco deconhecimento à Humanidade;
  60. 60. Doutrina Espírita  - Talvez o mais consolador para nós. Saber que a almaprogride, sem cessar, através de uma série deexistências, até que possa alcançar o grau de perfeiçãoque pode aproximá-la de Deus. Não há retrocesso naevolução do espírito. Tudo progride.
  61. 61. Doutrina Espírita  Nesse sentido, a ideia da reencarnação é fonte de vida em abundância, da bondade, solicitude e paciência ilimitadas de Deus com nossas fraquezas, faltas e imperfeições.
  62. 62. Doutrina Espírita  Luz para o mundo:“Pondo fim ao reino do egoísmo, do orgulho e daincredulidade, prepara o do bem, que é o reino deDeus, anunciado pelo Cristo” (KARDEC, A GÊNESE, cap.I, 62)
  63. 63. Doutrina Espírita  O futuro do Planeta. Não ser mais uma religião. Confluência do pensamento espiritualista; Aliança entre Ciência e Religião. Caráter dialético do Espiritismo; Nosso dever enquanto espíritas. “Muito será cobrado a quem muito foi dado”. Agentes da mudança.
  64. 64. Doutrina Espírita  SANTO AGOSTINHO, O LIVRO DOS ESPÍRITOS, CONCLUSÃO:“Por muito tempo, os homens têm se dilaceradomutuamente e anatematizado em nome de um Deus depaz e de misericórdia, ofendendo-o com tal sacrilégio.O Espiritismo é o laço que os unirá um dia, porque lhesmostrará onde está a verdade e onde está o erro...
  65. 65. Doutrina Espírita  ... Jamais os bons Espíritos foram os instigadores do mal; jamais aconselharam ou legitimaram o homicídio ou a violência; jamais excitaram os ódios dos partidos, nem a sede de riqueza e de honras; nem a avidez dos bens da Terra. ..
  66. 66. Doutrina Espírita  Só aqueles que são bons, humanos e benevolentes para com todos, são os seus preferidos e são também os preferidos de Jesus, porque seguem o caminho que lhes indicou para chegarem até ele”.
  67. 67. Bibliografia - DIAS, Haroldo Dutra (tradutor). “Novo Testamento”. CEI, 2010;- FAJARDO, Cláudio. “O Sermão do Monte”. Editora Itapuã, 2004;- INCONTRI, Dora. “A Educação Segundo o Espiritismo”. Editora Comenius, 8ª edição, 2008;- KARDEC, Allan. “A Gênese”. IDE Editora, 14ª edição; “O Evangelho Segundo o Espiritismo”. MundoMaior Editora, 5ª edição, 2005; “O Livro dos Espíritos”. IDE Editora, 156ª edição;- SCHUTEL, Cairbar. “O Espírito do Cristianismo”. Casa Editora OClarim, 8ª edição, 2001;- XAVIER, Francisco Cândido. “A Caminho da Luz”. Ditado peloEspírito Emmanuel. FEB Editora, 37ª edição, 2008.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×