Pesquisa Complemento

9,366 views

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
9,366
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
48
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pesquisa Complemento

  1. 1. Pesquisa de design
  2. 2. <ul><li>Pesquisa tradicional: pergunta as pessoas o que elas querem, as quais, no entanto, não conseguem definir de modo confiável suas necessidades e aspirações mais elevadas, aquelas que podem exigir uma mudança radical no design de produtos ou serviços. Tais necessidades e aspirações fornecem as bases das ligações emocionais de um produto. Apesar disso os clientes podem não ter consciência delas. </li></ul>
  3. 3. A pesquisa de design: é um processo sistemático que leva a compreensão das necessidades e desejos não expressos pelos clientes para criar e testar novas formas de atendê-los. Equipes multidisciplinares e multifuncionais – visões complementares sobre o assunto, troca de experiências para chegar a soluções eficazes.
  4. 4. <ul><li>Pesquisa de fonte secundária: </li></ul><ul><li>Dados secundários: aqueles que já foram coletados, tabulados, ordenados e, às vezes, até analisados anteriormente, com uma outra finalidade que não a pesquisa atual. </li></ul>
  5. 5. Pesquisa de fonte secundária: VANTAGENS DESVANTAGENS Economia de tempo, dinheiro e esforços Raramente se ajustam perfeitamente às necessidades da pesquisa presente; pode estar desatualizada; os dados podem ser irrelevantes
  6. 6. Principais fontes: sites (Google.com e Altavista.com) ; revistas; jornais, a própria empresa; publicações; governos; instituições não governamentais; serviços padronizados de informações de marketing.
  7. 7. Pesquisa de fonte primária: Dados primários: são aqueles que são coletados com o propósito de atender às necessidades específicas da pesquisa em andamento.
  8. 8. Pesquisa de fonte primária: VANTAGENS DESVANTAGENS Atualizados Diretamente relacionados com a pesquisa Mais Caro Exige mais tempo para a coleta dos dados
  9. 9. Qualitativa Quantitativa Compreender em profundidade as relações de consumo: . roteiro . aprofundado . conteúdo O quanto das relações de consumo: . questionário . superficial . Estatística Pesquisa pode ser:
  10. 10. Pesquisa pode ser:
  11. 11. <ul><li>A Qualitativa é apropriada para: </li></ul><ul><ul><li>questões exploratórias </li></ul></ul><ul><ul><li>questões explicativas </li></ul></ul><ul><li>A Quantitativa é apropriada para: </li></ul><ul><ul><li>tamanho e segmentação de mercado </li></ul></ul><ul><ul><li>levantamento/auditoria de compras </li></ul></ul><ul><ul><li>dinâmica de preços e vendas </li></ul></ul><ul><ul><li>lembrança e preferência </li></ul></ul>
  12. 12. Abordagens de pesquisa: . Pesquisa exploratória: Para aprender e mensurar as ideias e interesses do universo do projeto.
  13. 13. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: . Benchmarking: Identificação de uma ou mais organizações que se destacam na execução de uma função e uso de suas práticas como fonte de idéias. . Pesquisa de grupos de foco ou discussão: Uma entrevista pessoal de um pequeno grupo de pessoas em que o entrevistador faz perguntas abertas e incentiva a interação do grupo.
  14. 14. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Salas de espelho para pesquisa de grupos de foco Salas equipadas Traduções simultâneas Equipamentos de som e vídeo Coffee Break Espelho one-way
  15. 15. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Salas de espelho para pesquisa de grupos de foco
  16. 16. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Salas de espelho para pesquisa de grupos de foco
  17. 17. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Também chamado de Focus group. Grupo de consumidores de perfil similar reunidos para discutir um tema ou assunto. 8 a 12 pessoas, 1 a 2 horas de duração. Mão de obra especializada - recrutamento, moderação, análise. Participantes são convidados e recebem brinde e ajuda de custo. Sala com espelho e filmagem em vídeo. Técnicas projetivas. Roteiro pré-definido. Vantagens: estimulação mútua, riqueza de insights, rapidez. Desvantagens:custo, interação entre participantes, resultados não projetáveis
  18. 18. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Principais problemas que podem ocorrer durante as discussões em grupo: Sessão conforme a maioria Sessão aborrecida Problemas especiais dos participantes Participante dominador Participante especialista Participante falante Participante que se afasta do tema Participante incompleto Participante confuso Participante positivo/negativo
  19. 19. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Pesquisa de observação: Pessoalmente ou através de recursos tecnológicos. Visa observar as pessoas na vida real (momento da compra, atividades em casa, etc.) Ajuda a perceber como e onde o produto será usado. Principal critica: subjetividade do pesquisador (interpretação) Registro: fotos, vídeos, texto, desenhos Técnicas de avançadas de análise: psicofisiológicas: rastreamento de olhos, voz e decodificação facial e corporal (compreender as emoções que existem por trás do comportamento externo)
  20. 20. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Montar o roteiro de observação: 1. Determine a informação procurada (problemas/objetivos); 2. Determine o modo como vai ser feita a pesquisa; 3. Determine o que será observado e os critérios de analise da observação
  21. 21. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: Entrevista Entrevistas individuais, com base em roteiro. Pequeno número de entrevistas (até temas se repetirem). Domiciliar, local de trabalho ou sala de espelho. Gravada em áudio ou vídeo. Respondente pode ou não ganhar brinde. Mão de obra especializada (recrutamento, entrevista, análise). Vantagens: profundidade das respostas, riqueza de insights, liberdade do respondente, tratar de temas íntimos. Desvantagens: custo, demora, resultados não projetáveis.
  22. 22. <ul><li>Abordagens de pesquisa I fontes primárias I qualitativas: </li></ul><ul><li>Montar o roteiro da entrevista </li></ul><ul><li>1. Determine a informação procurada (problemas/objetivos); </li></ul><ul><li>2. Determine o modo como vai ser feita a pesquisa; </li></ul><ul><li>3. Determine o conteúdo de cada tópico de informações procurada; </li></ul><ul><li>4. Decida sobre a formulação das perguntas: </li></ul><ul><li>Use palavras simples e claras </li></ul><ul><li>Evite perguntas ambíguas ou embaraçosas </li></ul><ul><li>Evite perguntas dirigidas </li></ul><ul><li>Não faça perguntas com generalizações </li></ul><ul><li>Evite perguntas sem propósito para o entrevistado </li></ul><ul><li>5. Decida sobre a seqüência das perguntas: </li></ul><ul><li>As perguntas iniciais devem despertar o interesse e estimular a continuidade da resposta </li></ul><ul><li>As perguntas anteriores não devem influenciar as respostas das perguntas seguintes </li></ul><ul><li>Deve existir uma ordem lógica </li></ul><ul><li>6. Verificar se as questões formuladas estão voltadas para os objetivos </li></ul>
  23. 23. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: Questionário Busca QUANTIFICAR as informações pesquisadas, DESCREVER a situação que se está estudando. Estas informações mostrarão efetivamente o comportamento do mercado, e, assim possibilitarão a tomada de decisão. Maior variedade de metodologias de coleta: entrevistas telefônicas, pessoais, auto-preenchíveis (postal, Internet, etc.) Amostras maiores, entrevistas mais superficiais. Amostragem: parte do universo, ou população, com as mesmas características do todo.
  24. 24. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: Questionário . Pessoal Maior interação com o respondente, menor erro por não compreensão das perguntas, maior erro por interferência do entrevistador. Maior profundidade, mais flexibilidade. Custo elevado, demorada. . Telefônica Menor interação com o respondente, menor erro por interferência do entrevistador. Menor profundidade, grande flexibilidade. Muito rápida e barata. Pobre em estímulos sensoriais (visuais, olfativos etc.) Limitada pela estrutura de telecomunicações.
  25. 25. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: Questionário . Auto-preenchível (correspondência) Exige mais do entrevistado. Menor flexibilidade. Barata porém demorada. Longo alcance geográfico Internet - começando.
  26. 26. <ul><li>Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: </li></ul><ul><li>Estruturando o questionário </li></ul><ul><li>1. Determine a informação procurada (problemas/objetivos); </li></ul><ul><li>2. Determine o modo como vai ser feita a pesquisa; </li></ul><ul><li>3. Determine o conteúdo de cada questão; </li></ul><ul><li>4. Determine o tipo de pergunta a ser usada: aberta, de resposta simples, de múltipla escolha </li></ul><ul><li>5. Decida sobre a formulação das perguntas: </li></ul><ul><li>Use palavras simples e claras </li></ul><ul><li>Evite perguntas ambíguas </li></ul><ul><li>Evite perguntas dirigidas </li></ul><ul><li>Não faça perguntas com generalizações </li></ul><ul><li>Evite perguntas sem propósito para o entrevistado </li></ul><ul><li>6. Decida sobre a seqüência das perguntas: </li></ul><ul><li>As perguntas iniciais devem despertar o interesse e estimular a continuidade da resposta </li></ul><ul><li>As perguntas anteriores não devem influenciar as respostas das perguntas seguintes </li></ul><ul><li>Deve existir uma ordem lógica </li></ul>
  27. 27. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: Questionário I Perguntas Fechadas: Dicotômico: Uma perguntas com apenas duas respostas. Multipla Escolha: Mais de três respostas. Escala de importância: Mede a importância de algum atributo. Extremamente importante... Escala de Classificação: Classifica de excelente a ruim. Escala de intenção de compra: Certamente, provavelmente, não tenho certeza, provavelmente não, certamente não.
  28. 28. Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: Questionário I Perguntas Abertas Não estruturado: Uma pergunta aberta sem nenhum auxílio. Associação de palavras: Primeira palavra quem vem a mente. Complete a frase: Voar pela TAM é um .... Complete a história: Figura: Completar o balão vazio.
  29. 29. <ul><li>Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: </li></ul><ul><li>Questionário </li></ul><ul><li>Fechadas (dicotômicas, múltipla escolha) Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino Revistas que assina: ( ) Veja ( ) Exame ( ) Isto É ( ) Placar </li></ul><ul><li>Abertas (respostas livres) Qual a sua opinião sobre o bairro onde mora? </li></ul><ul><li>Semi-abertas Em que bairro mora? ( ) Centro ( ) Mercês ( ) Portão ( ) __________ Por quê? _________________________________________ </li></ul><ul><li>Encadeadas (a segunda depende da primeira) Mora em casa própria? ( ) Sim ( ) Não Se sim, qual a entidade financiadora? ( ) BNH ( ) CEF ( ) Construtora ( ) Outro </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: </li></ul><ul><li>Questionário </li></ul><ul><li>Escala de importância (avalia a importância dos atributos) “Eu considero a qualidade do atendimento...” ( ) Muito importante ( ) Razoavelmente importante ( ) Pouco importante ( ) Sem importância </li></ul><ul><li>Escala de gradação “O serviço de atendimento telefônico é:” ( ) Ótimo ( ) Bom ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Péssimo </li></ul>
  31. 31. <ul><li>Abordagens de pesquisa I fontes primárias I quantitativas: </li></ul><ul><li>Questionário </li></ul><ul><li>Escala de intenção de compra “Se houvesse um serviço telefônico durante os vôos, eu:” ( ) Certamente usaria ( ) Provavelmente usaria ( ) Talvez usasse, talvez não ( ) Provavelmente não usaria ( ) Certamente não usaria </li></ul>
  32. 32. Abordagens de pesquisa I fontes primárias: Teste de protótipo: Em contexto de vida real ou em grupos de discussão.

×