Trovas e poemas nº 28 junho de 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Trovas e poemas nº 28 junho de 2011

on

  • 1,142 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,142
Views on SlideShare
1,142
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Trovas e poemas nº 28 junho de 2011 Trovas e poemas nº 28 junho de 2011 Document Transcript

  • Trovas e Poemas – Voltado para a educação e cultura, distribuição gratuita. N° 28 - JUNHO DE 2011Foto 1– Eduardo A. O. Toledo – Presidente Nacional da União Brasileira deTrovadores. Foto2–Trovadores Ruth Farah Nacif –Cantagalo-RJ e João Costa –Saqurema-RJ Foto 3 – João e José Ouverney - dupla de vencedores – Taubaté-SP Foto 1- Trovadora Alba Helena Corrêa – Niterói-RJ 2- Trovador Edmar Japiassú Maia –Rio de Janeiro-RJ. 3. Trovadora Delcy Canalles –RS - Trio de excelentes e respeitaveis Trovadores
  • LUZ Divenei Boseli Se a vida fosse apenas um brinquedo e o medo fosse apenas ilusão, se o amor fosse despido de segredo e a dedo escolhesse uma emoção, se a voz tivesse a força de um torpedo, e a pena fosse um traço de união e as deusas, num telúrico bruxedo, tornassem verdadeira a compreensão, seriam não penas operárias da indústria, do comércio a mesmo agrárias as tochas geradoras dessa luz que eu penso poder ver quando a mulher dispensa "Cirineus" e, como quer, carrega sem ajuda a própria cruz!Trovas e Poemas: Está chegando à maior parte dos Estados do Brasil, graçasaos amigos e trovadores que o tem repassado, além de diversos blogs que oreporta. Muito Obrigado!Por favor, confirme o recebimento e envie suas trovas. Ouvi um menino uma vez Talismã: sorte aparente mandar aos pais um recado: que muita gente adotou; – Eu sou o amor de vocês mas eu creio em Deus, somente, que se fez carne… Obrigado! e sou feliz como sou! A. A. de Assis – PR José Ouverney - SP
  • Rasguei carta, telegrama, A criança tem mania, fotos, bilhetes de amor, quer ser grande, sem saber mas ao deitar nesta cama, que, na dura travessia, rasga-me o peito esta dor! dói tanto a gente crescer!Conceição A. C. de Assis - MG Vanda Fagundes Queiroz-PR Beijo nas faces, carícias O invejoso não entende - como tantas, inocentes; que não faz mal a ninguém mas abraços são primícias e que a inveja só pretendedos desejos mais ardentes! machucar a quem a tem.DIAMANTINO FERREIRA -RJ Arlene Lima-PR Na vida, lutar, correr, Racistas, intransigentes, não me cansa tanto assim... olhai o exemplo da mão: O que me cansa é saber cinco dedos diferentes que estás cansada de mim! na mais perfeita união! Rodolpho Abbud - RJ Antônio Juraci Siqueira-PA Borboletas não persigo, Ponha luz no seu caminho, eu cuido do meu jardim. pinte a estrada de alegria, Só assim delas consigo deixe um rastro de carinho, que venham atrás de mim. faça um mundo de poesia! Nei Garcez-PR Dágma Verônica -MG Aquela ponte que unia A realidade transponho nossas vilas ribeirinhas e vivo em mundo ideal... une ainda, por magia, Quero as mentiras do sonho, suas saudades e as minhas. não as da vida real! Gislaine Canales - SC Wanda de Paula Mourthé-MG Ainda está na minha mão Na infância, festa de cores, o teu suave perfume. tudo era encanto e magia E dentro do coração e eu via muito mais flores só há saudade e ciúme. além das tantas que havia.Roberto Pinheiro Acruche - RJ Pedro Ornellas - SP Jamais cometa a injustiça Tanto mal nós infligimos de engaiolar um sabiá... naquele que bem nos queira, Vença o desejo e a cobiça e e o perdão que lhe pedimos arecompensa virá!... é uma nuvem passageira Hermoclydes S. Franco-RJ José Feldman – PRVisite o nosso blog: WWW.robertoacruche.blogspot.com e deixe uma mensagem
  • Por mais que a vida dê volta, Ciúme não é terror nosso carinho perdura... e não há quem me convençaque a mão do tempo não solta que seja prova de amor as mãos dadas com ternura! ou que não seja doença. Arlindo Tadeu Hagen-MG Francisco Neves Macedo-RN Os meus versos se calaram, Nas asas do desvario, à saudade sucumbi, tentando um sonho alcançar, minhas lágrimas secaram eu despenquei no vazio, de tanto chorar por ti... mas...aprendi a voar! JOÃO COSTA-RJ EDMAR JAPIASSÚ MAIA -RJ Sobre seda ou algodão, Quando a nossa mocidade na trama dos figurinos, vai-se embora, tristemente, o Supremo Tecelão é que a sombra da saudade faz desiguais os destinos. passa a ser sombra da gente! Marina Bruna - SP Alfredo de Castro - MG A saudade é bandoleira, Pelas manhãs vou buscando sem hoje e sem amanhã. minha esperança perdida, Travosa como a cidreira, há sempre um sonho vagando rosada como a romã. nas alvoradas das vidas! Messody Ramiro Benoliel- RJ Professor Garcia-RN Nesta vida rotineira, Minha saudade é um desvio tua saudade em minha alma que a solidão me propõe é cantiga de goteira para fugir do vazio em noite de chuva calma! que a tua ausência me impõe!Domitila Borges Beltrame-SP Elizabeth S. Cruz - RJ O tempo chegou de leve, O meu humilde barquinho, com um pincel de bom tamanho, à praia eu fiz aportar. e pintou de branco-neve Vim procurar o caminho o meu cabelo castanho. que teimas em me negar. José Lucas de Barros - RN Alberto Paco - PR No palco azul desta vida Nosso amor é tão intenso toda paixão é uma fraude, e a confiança entre nós pois no ato da despedida fala tanto que o bom sensosomente a saudade aplaude... deixa o ciúme sem voz.Fernando Câncio de Sraujo -CE Joana D’Arc da Veiga -RJ Hino de São Francisco de Itabapoana, de autoria de RobertoPinheiro Acruche, foi oficializado por Lei Municipal, aprovada no dia 19/04/2011 pela Câmara Municipal.
  • Venci distância e cansaço Um casamento feliz, para abraçar-te... no fim, sem danos ou dissabores, quando cheguei, teu abraço é feito, como se diz, não esperava por mim... de dois bons perdoadores. José Tavares de Lima-MG Amilton Maciel Monteiro-SP O jambo é tão brasileiro, Eu não lamento a saudade não por seu sabor apenas: que a tudo invade porquedeu também nome a Jambeiro é tão bom sentir saudade e "cor" às nossas morenas! quando a saudade é você. Wandira F. Queiroz – PR OLYMPIO COUTINHO-MG Dormi... e sonhei contigo Às vezes fico sonhando na praia, com lua cheia! com coisas que não consentes: Foi delírio, hoje prossigo minhas mãos metrificando te procurando na areia! tuas formas adolescentes!Vânia Maria Souza Ennes-PR Humberto Rodrigues Neto –SPSonhos de paz … sonhos vãos, Quem num gesto de humildade que a iniquidade soterra… planta o bem e não se cansa, É a guerra, matando irmãos, na colheita da bondade em nome da paz, na Terra enche o mundo de esperança. DARLY O.BARROS-SP Clenir Neves Ribeiro – RJEu não ouço os teus conselhos Ficou mais lento o meu passo? mas, quando fala a razão, Caminharei, mesmo assim! meus pecados, de joelhos, Só temeria o cansaço imploram por teu perdão... se me cansasse de mim... DILVA MARIA MORAES-RJ NEWTON VIEIRA -MG Tiro, escondo, torno a pô-lo Que bela seria a vida na carteira, e ninguém vê se, acima de ódios mortais, que esse retrato é um consolo uma ponte fosse erguidaque eu guardo, não sei por quê.. unindo margens rivais! Alba Christina-SP Dorothy Jansson Moretti-SP Meus olhos olhaste um dia. De uma paixão terminada E tanto tempo já faz! a cura é bastante lenta, Doce encanto de magia A cicatriz mal curada que não esqueço jamais. com qualquer coisa rebenta. Gilvan Carneiro da Silva – RJ Geraldo Amâncio Pereira - CE Quem ainda não está recebendo Trovas e Poemas, é só enviar um e-mail para rpacruche@gmail.com dando o nome completo, cidade e estado.
  • Ao comunicar que recebeu esta revista, você estará afirmando o desejo de continuar recebê-la e nos estimulando a aprimorá-la! Minhas trovas são singelas, Não me deixem isoladosem marcas nem pedantismo, entre os livros de uma estante,pois eu faço, assim, com elas, eu quero ser manuseado, arautos do romantismo. relido e passado adiante!Maurício Norberto Friedrich-PR Delcy Canalles-RS A oração, eu a defino A saudade se embaraça de modo simples até: e a paixão se intensifica... carta que vai ao destino, - Não pelo instante que passa, Lança as mágoas ao da Fé. mas tendo o selo passado mas pelo instante que fica ! José Fabiano –MG Eduardo A. O. Toledo-MGTrovadores pintam e bordam, Não pode haver neste mundo contam fatos, fazem rir, mentira, ó Deus, mais doída falam do que se recordam... que aquele que vem do fundo Põe os neurônios pra agir! de uma lágrima fingida. Cristiane Borges Brotto - PR Jaime Pina da Silveira-SP Mil sonhos num embornal, Quem me dera alguém pudesse tantas pedras no caminho… entender meu sentimento; Era a sina do “imortal” seria a trova uma preceque nunca encontrou seu ninho. para o fim do sofrimento. Olga Agulhon – PR Neiva Fernandes-RJEu creio em Deus, sou devoto, Este orgulho que carregas, amo o Brasil com fervor, insano, dentro do peito,mas nunca mais dou meu voto foge, tão logo te entregas a quem não me dá valor. de corpo e alma em meu leito. Joamir Medeiros-RN Ester Figueiredo–RJ Desavenças de rotina; Sempre que sinto saudade, palavras duras ao leito... fico feliz, me comovo. O casamento termina Se recordo a mocidade quando termina o respeito! eu vivo tudo de novo. Selma Patti Spinelli/SP MARILU MOREIRA Itaguai-RJ Os olhares carinhosos Quem quiser ter livre acesso ofuscando a luz do luar ao peito de um sonhador não são, não, pecaminosos, basta trazer como ingresso são, sim, desejos de amar! um bilhetinho de amor! Mifori-SP Maria Madalena Ferreira-RJ
  • Ao teu lado pago o preço No claro-escuro da vida,-- insistente como eu sou -- fusão de alegria e dor, de tentar um recomeço a penumbra é colorida do que nunca começou! se for penumbra de amor! Sérgio Bernardo-RJ Carolina Ramos – Santos-SP Tua palavra é carícia Raiz? O que são raízes? que afaga o meu coração São alinhavos de Deus, e que completa a delícia juntando os homens felizes, do afago da tua mão.quer sejam cristãos ou ateus… Renato Alves - RJ Dinair Leite-PRSem disfarce, sem retoque, Os tropeços das estradasvou vivendo a vida assim... evito enfrentar sozinho:pedindo a Deus que coloque a esperança, de mãos dadas, beleza dentro de mim! me acompanha no caminho. Francisco José Pessoa-CE Tereza Costa Val – MGO "Angelus" plange ao longe A jura que eu fiz, um dia, numa capela distante; quando antevia a saudade,eu me enterneço qual monje não passou de fantasia em sua cela mendicante. com roupagem de verdade... Adamo Pasquarelli-SP Maria Nasc. Santos Carvalho-RJ O meu palácio encantado, Quero de novo aprender onde o ano todo é natal, para depois ensinaré um quadradinho alugado, como se deve viver chamado "caixa postal"! conjugando o verbo amar. Nilton Manoel-SP Antônio M. Sardenberg-RJ Quem semeia entendimento Por favor, minha senhora, jamais colhe tempestade seu desprezo eu não mereço,esparrama aos quatro ventos não é de se jogar fora flores de fraternidade. este amor que lhe ofereço. Myrthes Mazza Masiero-SP Clênio Borges-ES Numa vida com agruras, Ter sonhos nada me custa: se a magia fortalece, sou milionária ao sonhar, nossos filhos são canduras fortuna que não me assusta– e os netos?–são nossa prece! pois não podem me roubar! Marilene Bueno– RS Alba Elena Corrêa-RJ SALVE A TROVA, VIVA A TROVA!
  • MINHA ESCOLHAO meu amora minha musaa minha escolhao meu mundo...Aquela que me tornariaeternamente feliz,se foi!... Deixando a lembrança de um amor de verdade, um enorme vazio; e no coração um lamento frio, uma tristeza sem fim! Roberto Pinheiro Acruche
  • SONHOS Quisera estar em seus sonhos de mulher lhe dando tudo que deseja, ser totalmente seu, de corpo e espírito;vê-la sedenta de amor, bela e de alma leve. Quisera ser o fogo que lhe aquece, a água que lhe sacia e imerge, a brisa que beija o seu rosto, o seu chão, para que possas caminhar segura e confiante, construindo nele todos os seus caminhos. Roberto Pinheiro Acruche TROVAS FORMATADAS - HUMOR
  • ALCANÇOU ENORME SUCESSO A IV Expo- Reciclar em São Francisco de ItabaoanaRJRoberto Acruche com alunos da Escola Anibal Abreu Viana -Buena – 2º DistritoRoberto Acruche no estande da Escola Miguel Nunes Barbosa – 1º Distrito No dia 28/05/2011 aconteceu, em São Francisco deItabapoana, a quarta edição da Expo-Reciclar. O eventofoi realizado em frente à Prefeitura, na Praça dos TrêsPoderes e teve início às 8h e o encerramento ocorreu às18h. A exposição contou com uma gincana artística ecultural e teve a participação dos alunos do segundosegmento (Ensino Fundamental) de escolas municipais. Com o lema “Eu cuido, você cuida, nós cuidamos...”a Expo-Reciclar deste ano teve enfoque noscomportamentos do ser humano. Foi abordada atemática da produção de resíduos como parte doprocesso de consumo, sendo assim, natural nocotidiano do homem. Sobre esse tema, os alunostrabalharam em busca da demonstração de que ésimples fazer a disposição correta dos resíduos.
  • Grupo de JuradosMaenilce - Diretora do Deptº. de Cultura; Prefeito Carlos Alberto Silva de Azevedo e a 1ª Dama Romênia; Fabrício – Assessor do Deptº. de Cultura Participaram onze Escolas Municipais
  • HOMENAGEM AO GRANDE e INESQUECÍVEL TROVADOR Presidindo a solenidade de premiação dos XL JOGOS FLORAIS DE NITERÓI-RJO poeta em sua lida,ainda que o mundo o afronte,tem sempre um sopro de vidaque o leva além do horizonte... UM APAIXONADO PELA TROVA Todas as pedras, querida, que a vida atira em nós dois, dão mais vida à nossa vida e mais crença no "depois"...
  • A tristeza que me invade, parecendo não ter fim, é o cantar de uma saudade que eu ouço dentro de mim...A penumbra que me invadee que nunca chega ao fim,é a janela da saudadefechada dentro de mim... Chegaste, os braços abertos após as tuas andanças E trouxeste aos meus desertos mil motivos de esperanças... A vida às vezes revela certos contrastes assim: eu – enredado por ela; e ela – a tramar contra mim!Sem jamais fazer mençãoao destino que a conduz,a raiz, na escuridão,mantém os ramos na luz!... No amor é bom ter cuidados para evitar dissabor... Nem sempre em beijos trocados trocam-se beijos de amor. Sem direito de sonhar, vagando no mundo, a esmo, nem sequer pude marcar encontro comigo mesmo!Neste mundo passageiro,a vida, que vai fluindo,é um intervalo ligeiro,dois silêncios dividindo... Esta carta que ora mando a você, com muita ânsia. é a saudade soluçando sobre os trilhos da distância. Milton Nunes Loureiro
  • CONFRADESCarlos Augusto Souto de Alencar Agostinho Rodrigues
  • Heberson FreitasThelmo Albernaz
  • José Gurgel Concursos de Trovas em AndamentoVII Concurso Academia Mageense de Letras - até 01.06.2011 XV Jogos Florais de Porto Alegre - até 30.06.2011 X Concurso de Trovas do CTS - Caicó - até 30.06 XXXI Concurso de Trovas da ATRN - 2011- até 30.06 Concursos de Trovas de Taubaté - até 30.06.2011 IV Concurso Estadual de Caxias do Sul - 15.07 I Concurso Assuense (Estadual) de Literatura - 29.07