Your SlideShare is downloading. ×
Pensamento benévolo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Pensamento benévolo

3,868
views

Published on


0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,868
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pensamento Benévolo Esse sentimento resulta mesmo de uma lei física: a da assimilação e da repulsão dos fluidos. Allan Kardec - O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XII -» item3.
  • 2. O pensamento malévolo dirige uma corrente fluídica cuja impressão é penosa. Allan Kardec - O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XII -» item3.
  • 3. O pensamento benévolo vos envolve num agradável eflúvio. Allan Kardec - O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XII -» item3.
  • 4. Daí a diferença das sensações que se experimenta à aproximação de um amigo ou de um inimigo. Allan Kardec - O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XII -» item3.
  • 5. Qualidade dos fluidos Tem consequências de importância capital e direta para os encarnados a ação dos Espíritos sobre os fluidos espirituais. A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo » Capítulo XIV - » 16.
  • 6. Sendo esses fluidos o veículo do pensamento e podendo este modificar-lhes as propriedades, A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo » Capítulo XIV - » 16.
  • 7. ...é evidente que eles devem achar-se impregnados das qualidades boas ou más dos pensamentos que os fazem vibrar, modificando-se pela pureza ou impureza dos sentimento. A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo » Capítulo XIV - » 16.
  • 8. Os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais, como os miasmas deletérios corrompem o ar respirável. A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo » Capítulo XIV - » 16.
  • 9. Os fluidos que envolvem os Espíritos maus, ou que estes projetam são, portanto, viciados, ao passo que os que recebem a influência dos bons Espíritos são tão puros quanto o comporta o grau da perfeição moral destes. A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo » Capítulo XIV - » 16
  • 10. Fotografia e telegrafia do pensamento O homem tem uma ação direta sobre as coisas como sobre as pessoas que o cercam. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 11. Frequentemente, uma pessoa de quem se faz pouco caso, exerce uma influência decisiva sobre outras que têm uma reputação muito superior. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 12. Isso se prende a que, sobre a Terra, veem sempre mais máscaras do que rosto, e que os olhos ali estão obscurecidos pela vaidade, interesse pessoal e todas as más paixões. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 13. A experiência demonstra que se pode agir sobre o espírito dos homens com o seu desconhecimento. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 14. Um pensamento superior, fortemente pensado, para me servir dessa expressão, pode, pois, segundo sua força e sua elevação, atingir mais perto, ou mais longe, homens que não têm nenhuma consciência da maneira pela qual ele lhe chega... Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 15. ...do mesmo modo que, frequentemente, aquele que o emite não tem consciência do efeito produzido por essa emissão. Aí está um jogo constante das inteligências humanas e de sua ação recíproca, umas sobre as outras. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 16. Juntai a isso a ação daquelas que estão desencarnadas e calculai, se o puderdes, o poder incalculável dessa força composta de tantas forças reunidas. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 17. Se pudesse duvidar do mecanismo imenso que o pensamento põe em jogo, e dos efeitos que ele produz de um indivíduo a outro, de um grupo de seres a um outro grupo, e, enfim, da ação universal dos pensamentos dos homens uns sobre os outros, o homem ficaria deslumbrado! Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 18. Sentir-se-ia aniquilado diante dessa infinidade de detalhes, diante dessas redes inumeráveis ligadas, entre si, por uma poderosa vontade, e agindo harmonicamente para alcançar um objetivo único: o progresso universal. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 19. Pela telegrafia do pensamento, apreciará, em todo o seu valor, a lei da solidariedade, refletindo que não há um pensamento, seja criminoso, seja virtuoso ou outro qualquer, que não tenha uma ação real sobre o conjunto dos pensamentos humanos e sobre cada um dentre eles... Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 20. ...e se o egoísmo lhe fizesse desconhecer as consequências, para outro, de um pensamento perverso que lhe fosse pessoal, seria levado, por esse mesmo egoísmo, a bem pensar, para aumentar o nível moral geral, pensando nas consequências, sobre si mesmo, de um mau pensamento nos outros. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 21. São outra coisa senão uma consequência da telegrafia humana do pensamento, esses choques misteriosos que nos previnem da alegria ou do sofrimento, num ser querido distante de nós? Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 22. Não é por um fenômeno do mesmo gênero que devemos os sentimentos de simpatia ou de repulsa que nos arrastam para certos Espíritos e nos afastam de outros? Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.
  • 23. Certamente, aí está um campo imenso para o estudo e a observação, mas do qual não podemos perceber ainda senão o conjunto; o estudo dos detalhes será a consequência de um conhecimento mais completo das leis que regem a ação dos fluidos uns sobre os outros. Fotografia e telegrafia do pensamento » Obras Póstumas » pág. 118.