• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Como vencer as más paixões
 

Como vencer as más paixões

on

  • 8,502 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,502
Views on SlideShare
2,443
Embed Views
6,059

Actions

Likes
3
Downloads
269
Comments
3

7 Embeds 6,059

http://luzdoespiritismo.com 6037
http://luzdoespiritismo.tumblr.com 15
http://estudandoespiritismo.tumblr.com 2
http://translate.googleusercontent.com 2
http://maklinda.tumblr.com 1
http://estudoespiritanobrasil.blogspot.com.br 1
http://webcache.googleusercontent.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

13 of 3 previous next Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Como vencer as más paixões Como vencer as más paixões Presentation Transcript

    • 907. O princípio das paixões, sendo natural, é mau em si mesmo? – Não. A paixão está no excesso acrescentado à vontade, já que o princípio foi dado ao homem para o bem, e as paixões podem levá-lo a realizar grandes coisas. É no seu abuso que está a causa do mal. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 907.
    • 908. Como definir o limite em que as paixões deixam de ser boas ou más? – As paixões são semelhantes a um cavalo, que é útil quando é dominado e perigoso quando domina. Reconhecei que uma paixão torna-se perigosa no momento em que deixais de governá-la e resultar qualquer prejuízo para vós ou para os outros. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
    • Toda paixão que aproxima a pessoa da natureza primitiva a afasta de sua natureza espiritual. Todo sentimento que eleva a pessoa acima da natureza primitiva revela a predominância do Espírito sobre a matéria e a aproxima da perfeição. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
    • 909. O homem poderia sempre vencer suas más tendências pelos seus esforços? – Sim, e algumas vezes com pouco esforço; é a vontade que lhe falta. Como são poucos dentre vós os que se esforçam! Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 909.
    • “O uso persistente, tenaz, da faculdade soberana da vontade permite-nos modificar a nossa natureza, vencer todos os obstáculos, dominar a matéria, a doença e a morte”. Léon Denis, O Problema do Ser, do Destino e da Dor Tudo o que serve para corrigir, elevar, educar e construir, nasce primeiramente no esforço da vontade unida à decisão. Decisão e Vontade – Emmanuel - Psicografia de Chico Xavier
    • 910. O homem pode encontrar nos Espíritos uma assistência eficaz para superar suas paixões? – Se ele orar a Deus e a seu protetor com sinceridade, os bons Espíritos certamente virão em sua ajuda, porque é missão deles. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos– Capítulo 12 - Perfeição moral- item 910.
    • 911. Não existem paixões tão vivas e irresistíveis que a vontade não tenha o poder de superá- las? – Há muitas pessoas que dizem: Eu quero, mas a vontade está apenas nos lábios. Querem, mas estão bem satisfeitas que assim não seja. Quando o homem não acredita poder vencer suas paixões, é que seu Espírito se satisfaz nisso por consequência de sua inferioridade. Aquele que procura reprimi-las compreende sua natureza espiritual; vencê-las é, para ele, uma vitória do Espírito sobre a matéria. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 911.
    • 893. Qual a mais meritória de todas as virtudes? – Todas as virtudes têm seu mérito, porque indicam progresso no caminho do bem. Há virtude sempre que há resistência voluntária ao arrastamento das más tendências. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
    • Mas a sublimidade da virtude é o sacrifício do interesse pessoal pelo bem de seu próximo, sem segundas intenções. A mais merecedora das virtudes nasce da mais desinteressada caridade. Quantos negam Jesus pelos seus atos diários! Não basta aceita-lo apenas de lábios, quando o coração esta repleto de iniquidades. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
    • 895. Além dos defeitos e vícios sobre os quais ninguém se enganaria, qual o sinal mais característico da imperfeição? – O interesse pessoal. O verdadeiro desinteresse é coisa tão rara na Terra que é admirado como um fenômeno quando se apresenta. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
    • O apego às coisas materiais é um sinal notório de inferioridade, porque quanto mais o homem se prende aos bens deste mundo menos compreende sua destinação. Pelo desinteresse, ao contrário, prova que vê o futuro sob um ponto de vista mais elevado. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
    • Allan Kardec - O Livro dos Espíritos - q. 913 » Capítulo XII » O egoísmo. 913. Dentre os vícios, qual o que se pode considerar radical? “Temo-lo dito muitas vezes: o egoísmo. Daí deriva todo mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos há egoísmo.
    • 914. Fundando-se o egoísmo no sentimento do interesse pessoal, bem difícil parece extirpá-lo inteiramente do coração humano. Chegar-se-á a consegui-lo? À medida que os homens se instruem acerca das coisas espirituais, menos valor dão às coisas materiais. Depois, necessário é que se reformem as instituições humanas que o entretêm e excitam. Isso depende da educação. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 914 » Capítulo XII» O egoísmo »
    • 917. Qual o meio de destruir-se o egoísmo? De todas as imperfeições humanas, o egoísmo é a mais difícil de desenraizar-se. Porque deriva da influência da matéria, influência de que o homem, ainda muito próximo de sua origem. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
    • Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon O egoísmo se enfraquecerá à proporção que a vida moral for predominando sobre a vida material.
    • Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon Quando, bem compreendido, se houver identificado com os costumes e as crenças, o Espiritismo transformará os hábitos, os usos, as relações sociais.
    • O egoísmo assenta na importância da personalidade. Ora, o Espiritismo, bem compreendido, repito, mostra as coisas de tão alto que o sentimento da personalidade desaparece, de certo modo, diante da imensidade. Destruindo essa importância, ou, pelo menos, reduzindo-a às suas legítimas proporções, ele necessariamente combate o egoísmo. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon.
    • O choque que o homem experimenta do egoísmo dos outros é o que muitas vezes o faz egoísta, por sentir a necessidade de colocar-se na defensiva. Notando que os outros pensam em si próprios e não nele, ei-lo levado a ocupar-se consigo, mais do que com os outros. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
    • A EDUCAÇÃO, CONVENIENTEMENTE ENTENDIDA, CONSTITUI A CHAVE DO PROGRESSO MORAL. ATACAR O MAL EM SUA RAIZ ISTO É PELA EDUCAÇÃO Não por essa educação que tende a fazer homens instruídos. Mas pela que tende a fazer homens de bem. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
    • Quando se conhecer a arte de manejar os caracteres, como se conhece a de manejar as inteligências, conseguir-se-á corrigi-los. Essa arte, porém, exige muito tato, muita experiência e profunda observação. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
    • Faça-se com o moral o que se faz com a inteligência e ver-se-á que, se há naturezas refratárias, muito maior do que se julga é o número das que apenas reclamam cultivo adequado, para produzir bons frutos. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
    • SE QUISER ASSEGURAR A SUA FELICIDADE NESTE MUNDO, TANTO QUANTO NO FUTURO. A fonte de todos os vícios. Como a caridade o é de todas as virtudes. Destruir um e desenvolver a outra. Tal deve ser o alvo de todos os esforços do homem. Comentário de Kardec, LE 917.