Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará

14,083 views
13,994 views

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,083
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6,656
Actions
Shares
0
Downloads
358
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará

  1. 1. Conhecer, Sentir, Viver Kardec d Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará d www.luzdoespiritismo.com
  2. 2. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à porta e se vos abrirá; porquanto, quem pede recebe e quem procura acha e, àquele que bata à porta, abrirse-á. (Mateus, cap. 7, vv. 7 a 11.) Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 1 .
  3. 3. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Qual o homem, dentre vós, que dá uma pedra ao filho que lhe pede pão? - Ou, se pedir um peixe, darlhe-á uma serpente? (Mateus, cap. 7, vv. 7 a 11.) Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 1 .
  4. 4. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com -Ora, se, sendo maus como sois, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, não é lógico que, com mais forte razão, vosso Pai que está nos céus dê os bens verdadeiros aos que lhes pedirem? (Mateus, cap. 7, vv. 7 a 11.) Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 1 .
  5. 5. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com -Ora, se, sendo maus como sois, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, não é lógico que, com mais forte razão, vosso Pai que está nos céus dê os bens verdadeiros aos que lhes pedirem? (Mateus, cap. 7, vv. 7 a 11.) Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 1 .
  6. 6. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Do ponto de vista terreno, a máxima: Buscai e achareis é análoga a esta outra: Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará. É o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso, porquanto o progresso é filho do trabalho, visto que este põe em ação as forças da inteligência. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 2.
  7. 7. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Se Deus houvesse isentado do trabalho do corpo o homem, seus membros se teriam atrofiado; se o houvesse isentado do trabalho da inteligência, seu espírito teria permanecido na infância, no estado de instinto animal. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 3.
  8. 8. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Por isso é que lhe fez do trabalho uma necessidade e lhe disse: Procura e acharás; trabalha e produzirás. Dessa maneira serás filho das tuas obras, terás delas o mérito e serás recompensado de acordo com o que hajas feito. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 3.
  9. 9. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Em virtude desse princípio é que os Espíritos não acorrem a poupar o homem ao trabalho das pesquisas, trazendo-lhe, já feitas e prontas a ser utilizadas, descobertas e invenções, de modo a não ter ele mais do que tomar o que lhe ponham nas mãos, sem o incômodo, sequer, de abaixar-se para apanhar, nem mesmo o de pensar. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 4.
  10. 10. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Se assim fosse, o mais preguiçoso poderia enriquecer-se e o mais ignorante tornar-se sábio à custa de nada e ambos se atribuírem o mérito do que não fizeram. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 4.
  11. 11. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Não, os Espíritos não vêm isentar o homem da lei do trabalho: vêm unicamente mostrar-lhe a meta que lhe cumpre atingir e o caminho que a ela conduz, dizendo-lhe: Anda e chegarás. Toparás com pedras; olha e afasta-as tu mesmo. Nós te daremos a força necessária, se a quiseres empregar. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 4.
  12. 12. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Do ponto de vista moral, essas palavras de Jesus significam: Pedi a luz que vos clareie o caminho e ela vos será dada; pedi forças para resistirdes ao mal e as tereis; pedi a assistência dos bons Espíritos e eles virão acompanhar-vos e, como o anjo de Tobias, vos guiarão;... Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 5.
  13. 13. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com ...pedi bons conselhos e eles não vos serão jamais recusados; batei à nossa porta e ela se vos abrirá; mas, pedi sinceramente, com fé, confiança e fervor;... Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 5.
  14. 14. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com ...apresentai-vos com humildade e não com arrogância, sem o que sereis abandonados às vossas próprias forças e as quedas que derdes serão o castigo do vosso orgulho. Tal o sentido das palavras: buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 25 – item 5.
  15. 15. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Desta máxima: "Concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece", fora ilógico deduzir que basta pedir para obter e fora injusto acusar a Providência se não acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela sabe, melhor do que nós, o que é para nosso bem. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  16. 16. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o que seja contrário aos seus interesses. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  17. 17. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Em geral, o homem apenas vê o presente; ora, se o sofrimento é de utilidade para a sua felicidade futura, Deus o deixará sofrer, como o cirurgião deixa que o doente sofra as dores de uma operação que lhe trará a cura. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  18. 18. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante ideias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  19. 19. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Ele assiste os que se ajudam a si mesmos, de conformidade com esta máxima: "Ajuda-te, que o Céu te ajudará"; não assiste, porém, os que tudo esperam de um socorro estranho, sem fazer uso das faculdades que possui. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  20. 20. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Entretanto, as mais das vezes, o que o homem quer é ser socorrido por milagre, sem despender o mínimo esforço. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 7 .
  21. 21. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Tomemos um exemplo. Um homem se acha perdido no deserto. A sede o martiriza horrivelmente. Desfalecido, cai por terra. Pede a Deus que o assista, e espera. Nenhum anjo lhe virá dar de beber. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  22. 22. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Contudo, um bom Espírito lhe sugere a ideia de levantar-se e tomar um dos caminhos que tem diante de si. Por um movimento maquinal, reunindo todas as forças que lhe restam, ele se ergue, caminha e descobre ao longe um regato. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  23. 23. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Ao divisá-lo, ganha coragem. Se tem fé, exclamará: "Obrigado, meu Deus, pela ideia que me inspiraste e pela força que me deste." Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  24. 24. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Se lhe falta a fé, exclamará: "Que boa ideia tive! Que sorte a minha de tomar o caminho da direita, em vez do da esquerda; o acaso, às vezes, nos serve admiravelmente! Quanto me felicito pela minha coragem e por não me ter deixado abater!" Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  25. 25. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Mas, dirão, por que o bom Espírito não lhe disse claramente: "Segue este caminho, que encontrarás o de que necessitas"? Por que não se lhe mostrou para o guiar e sustentar no seu desfalecimento? Dessa maneira tê-lo-ia convencido da intervenção da Providência. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  26. 26. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Primeiramente, para lhe ensinar que cada um deve ajudar-se a si mesmo e fazer uso das suas forças. Depois, pela incerteza, Deus põe a prova a confiança que nele deposita a criatura e a submissão desta à sua vontade. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  27. 27. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Aquele homem estava na situação de uma criança que cai e que, dando com alguém, se põe a gritar e fica à espera de que a venham levantar; se não vê pessoa alguma, faz esforços e se ergue sozinha. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  28. 28. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Se o anjo que acompanhou a Tobias lhe houvera dito: "Sou enviado por Deus para te guiar na tua viagem e te preservar de todo perigo", nenhum mérito teria tido Tobias. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  29. 29. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Fiando-se no seu companheiro, nem sequer de pensar teria precisado. Essa a razão por que o anjo só se deu a conhecer ao regressarem. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 27 – itens 8 .
  30. 30. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Antes de esperar domar o mau Espírito, é necessário domar a si mesmo. De todos os meios para adquirir a força para lá chegar, o mais eficaz é a vontade secundada pela prece, entenda-se a prece de coração, e não de palavras, para as quais a boca toma mais parte do que o pensamento. Allan Kardec – Obras Póstumas, Da obsessão e da possessão, 56.
  31. 31. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com É necessário rogar seu anjo guardião, e os bons Espíritos, para nos assistir na luta; mas não basta lhes pedir para expulsarem o mau Espírito, é necessário se lembrar desta máxima: Allan Kardec – Obras Póstumas, Da obsessão e da possessão, 56.
  32. 32. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Ajuda-te, e o céu te ajudará, e lhes pedir, sobretudo, a força que nos falta para vencermos os nossos maus pendores, que são para nós piores do que os maus Espíritos, porque são essas tendências que os atraem, como a corrupção atrai as aves de rapina. Allan Kardec – Obras Póstumas, Da obsessão e da possessão, 56.
  33. 33. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Pedindo também para o Espírito obsessor, é restituir-lhe mal com o bem, e se mostrar melhor do que ele, o que já é uma superioridade. Com a perseverança, frequentemente, acabase por conduzi-lo a melhores sentimentos e de perseguidor se faz um agradecido. Allan Kardec – Obras Póstumas, Da obsessão e da possessão, 56.
  34. 34. Conhecer, Sentir, Viver Kardec www.luzdoespiritismo.com Em resumo, a prece fervorosa, e os esforços sérios para se melhorar, são os únicos meios para afastar os maus Espíritos que reconhecem seus superiores naqueles que praticam o bem, ao passo que as fórmulas os fazem rir, a cólera e a impaciência os excitam. É necessário deixá-los se mostrando mais pacientes do que eles. Allan Kardec – Obras Póstumas, Da obsessão e da possessão, 56.

×