Biopolímeros                                  Viegas, E. e Veiga, J                                                       ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Biopolimeros poster

1,218

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,218
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Biopolimeros poster

  1. 1. Biopolímeros Viegas, E. e Veiga, J 1 1 2 2 12ºA ervaviegas26@hotmail.com; joaninha-veiga@hotmail.com OS POLÍMEROS SÃO MOLÉCULAS MUITO GRANDES, CONSTITUÍDAS PELA REPETIÇÃO DE PEQUENAS E SIMPLES UNIDADES QUÍMICAS, DENOMINADAS DE MONÓMEROS. ESTAS MOLÉCULAS TÊM UM IMPORTANTE PAPEL NA SOCIEDADE, POIS ESTÃO PRESENTES NA MEDICINA, AGRICULTURA, CONSTRUÇÃO CIVIL, ETC. UMA DAS FONTES PRINCIPAIS DE MATÉRIA-PRIMA PARA OS POLÍMEROS É O PETRÓLEO, PORÉM COM O AUMENTO DO SEU PREÇO FOI NECESSÁRIO O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS TIPOS DE POLÍMEROS, OS BIOPOLÍMEROS. O que são biopolímeros? Os biopolímeros são materiais poliméricos classsificados estruturalmente como polissacarídeos, poliéster ou poliamidas. São fabricados a partir de fontes renováveis (soja, milho, cana-de-açúcar, celulose, quitina, Imagem 1: Tipos de polímeros quitosana, soro de leite, etc) que têm uma grande Disponível em: importância para o futuro, principalmente quando http://www.culturamix.com/wp - utilizam "energia renovável em todo seu ciclo de vida" content/uploads/2009/12/polimeros-3.jpg porque podem ser biodegradáveis e biocompatíveis, o que lhes confere uma vasta gama de aplicações. Tipos de Biopolímeros: è PLA(polilactatos): É um poliéster produzido por síntese química a è PHA(Polihidroxialcanoato): O polihidroxialcanoato é um poliéster partir de ácido láctico, que é obtido por fermentação bacteriana de completamente biodegradável em ambientes microbiologicamente glicose extraído do milho. activos, que pode ser sintetizado por plantas modificadas ou por Este poliéster é usado na confecção de embalagens, fibras para os bactérias a partir de materiais de reserva intracelular, através de tecidos e roupas e na produção de fios de sutura. biossíntese directa de carboidratos de cana-de-açúcar ou de milho, ou de óleos vegetais extraídos principalmente de soja e è PA(Polímeros de amido): São polissacarídeos, modificados palma. Dependendo da composição monomérica, pode ser utilizado quimicamente ou não, e são produzidos a partir de amido extraído na produção de embalagens, itens de descarte rápido, filmes de milho, batata, trigo ou mandioca. flexíveis, implantes, fios para sutura. Pode ser utilizado na produção de embalagens e itens de descarte rápido e, em blendas com polímeros sintéticos, na confecção de filmes è Goma xantana: É um exopolissacarídeo produzido por flexíveis. microrganismos a partir de carboidratos extraídos de milho ou cana- de-açúcar, com ampla utilização na área de alimentos e uso potencial na cosméticos e na exploração de petróleo. Experiência: Degradação de um plástico biodegradável Existe uma grande quantidade de plástico descartado no meio ambiente, ecomo não é biodegradável demora séculos a decompor-se. Graças aosbiopolímeros é possível criar plásticos biodegradáveis que se decomponhamem pouco tempo. Nesta experiência podemos ver o tempo que um plástico Imagem 2: Ligadura feita a partir decriado por o biopolímero poliidroxibutirato(PHB) demora a decompor-se e, foi biopolímerospossível comprovar que realmente decompõe-se em muito pouco tempo. Disponível em: Esta experiência mostra que os biopolímeros devem ter mais atenção já que http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANpoderão ser a resposta a vários problemas ambientais. d9GcTJykgct Estágio inicial Após 32 dias Após 45 dias Com 52 dias em Terra Na terra aos 61 dias «Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.» Lavoisier, A.Pradella,J.(03/2006), «Biopolímeros e intermediários quimicos»,Disponível em: http:http://www.anbio.org.br/pdf/2/tr06_biopolimeros.pdf (02/2012); Diniz, F. (2007), «Biotecnologia: Ciência e Desenvolvimento», Disponível Http: http://www.biotecnologia.com.br/revista/bio37/bio_37_7b.pdf (02/2012)

×