Plano de acção
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Plano de acção

on

  • 237 views

 

Statistics

Views

Total Views
237
Views on SlideShare
237
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Plano de acção Plano de acção Document Transcript

  • AGRUPAMENTO DE ESCOLAS “FINISTERRA” ESCOLA BÁSICA DO 2º E 3º CICLOS CARLOS DE OLIVEIRA PLANO DE ACÇÃO 2009-2013BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS DEZEMBRO DE 2009
  • INTRODUÇÃO A definição de um plano de acção parte da análise da situação presente para seconseguir alcançar as metas que produzam benefícios para a instituição. O diagnóstico da situação da BE, feito a partir da análise dos relatórios e daavaliação dos anos anteriores, leva-nos a definir objectivos e metas para o próximoquadriénio centrados nos pontos fortes, para os potenciar ainda mais, e nos pontosfracos ou de maior fragilidade e que esperamos ultrapassar: a falta de espaço, omobiliário desadequado, o tratamento dos audio-visuais e aumento do acervodocumental, etc. O plano de acção pretende continuar o tratamento documental, a formação dosutilizadores, a promoção da leitura e do livro, desenvolver competências nas diferentesliteracias, trabalho em ambientes digitais, a colaboração/cooperação da BE com osdepartamentos, o alargamento do espaço, a renovação do mobiliário, etc. O presente plano será revisto anualmente e portanto estará sujeito a reajustes oumesmo a alterações tendo por base as necessidades dos utilizadores. 2
  • OBJECTIVOS Os objectivos, definidos de acordo com as prioridades estabelecidas, os recursosdisponíveis e as necessidades dos utilizadores que frequentam a BE, levar-nos-ão aalcançar as metas apontadas mais adiante neste plano de acção. Os objectivos, ajustados à realidade da nossa escola e BE, visam potenciar acontinuidade dos pontos fortes (reforço e tratamento documental, promoção da leitura,trabalho colaborativo/cooperativo, ...), fortalecer os aspectos que apresentamfragilidades/potencialidades (a disponibilidade para consulta/utilização do materialaudio-visual, o catálogo on-line, ...) e colmatar as deficiências detectadas (a dimensãodesadequada para albergar todas as áreas em que se divide a biblioteca, o mobiliário, atemparatura ambiente, ...) Apontemos, então, os objectivos deste plano tendo por base os domínios domodelo de auto-avaliação:A . Apoio ao desenvolvimento curricular Cooperar com as estruturas de coordenação educativa e supervisão do agrupamento; Trabalhar em parceria com os professores responsáveis pelas áreas curriculares não disciplinares; Articular, de forma a realizar actividades, com os docentes responsáveis pelos serviços de apoios especializados e educativos; Continuar a ligação da BE ao Plano Tecnológico de Educação (PTE), Plano Nacional de Leitura (PNL), Plano de Acção da Matemática (PAM), Educação para a Saúde, Desporto Escolar, ... Integrar a BE no plano de ocupação tempos escolares (OTE); Colaborar com os docentes na concretização de actividades curriculares desenvolvidas no espaço da BE ou tendo por base os seus recursos dentro das salas de aula; Promover as literacias da informação, tecnológica e digital; Promover a formação dos utilizadores da BE; Promover o ensino em contexto de competências da informação, tecnológicas e digitais; Promover valores de cidadania e aprendizagem ao longo da vida. 3
  • B. Leitura e literacia Promover a leitura: disponibilizar uma colecção variada e adequada aos gostos, interesses e necessidades dos leitores:  Promover acções formativas de leitura;  Incentivar o empréstimo domiciliário;  Articular com os departamentos o desenvolvimento de actividades de leitura;  Incentivar a leitura em ambientes digitais;  Divulgar as novidades literárias de acordo com o nível etário a que se destinam. Integrar a BE nas estratégias e programas de leitura a desenvolver na escola:  Fornecer livros e outros recursos para as salas de aula;  Articular a leitura em diferentes domínios com departamentos, BM, etc;  Articular actividades com os docentes/sala de aula no âmbito do PNL;  Elaborar materiais de apoio (guiões, bibliografias, etc) relacionadas com as matérias curriculares;  Colaborar com os docentes na construção de estratégias e actividades para melhorar as competências de leitura;  Promover a participação em actividades de escrita.C. Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade Apoiar actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular; Promover a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos; Dinamizar actividades livres, de carácter lúdico e cultural; Incentivar a utilização autónoma da BE; Incentivar o uso do espaço da BE para a realização de actividades de livre iniciativa dos alunos; Promover o envolvimento da BE em projectos do agrupamento; Participar nas reuniões da BM/SABE; Fomentar a participação dos encarregados de educação/pais nas actividades de promoção de leitura.D. Gestão da BE Articular a BE com a escola/agrupamento; Melhorar e aumentar o acesso e serviços prestados pela BE; 4
  •  Coordenar os recursos humanos afectos à BE; Adequar o espaço às necessidades do agrupamento; Manter o equipamento tecnológico e computadores adequados aos utilizadores da BE; Planear/gerir a colecção de acordo com as necessidades curriculares dos utilizadores; Adequar os recursos de informação (no local e online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores; Promover o uso da colecção; Organizar a informação (catalogação, classificação e indexação); Continuar a informatização da BE; Difundir a informação: online, exposições, planfletos, etc 5
  • PLANO DE ACÇÃO - 2009 a 2013 2009 / 2010 / 2011 / 2012/ METAS 2010 2011 2012 2013A. Apoio ao desenvolvimento curricular Promover a participação da BE nas reuniões de planificação das estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica. X X X X Colaborar com os departamentos curriculares e conselhos de turma na planificação de actividades, estratégias e recursos para integrar a utilização da BE nos tempos lectivos. X X X X Articular actividades e visitas/sessões de trabalho na BE para os alunos e professores no âmbito de determinados conteúdos pedagógicos, que são primeiramente preparados pelos docentes. X X X X Articular as actividades dos docentes das áreas curriculares não disciplinares com a BE (plainficação de trabalhos/actividades conjuntas). X X X X Articular com os docentes responsáveis pelos serviços de apoios educativos e SPO do agrupamento. X X X X Colaborar com o PTE e outros programas ou projectos do agrupamento. X X X X Integrar a BE no plano de ocupação dos tempos escolares e extracurriculares. X X X Organizar, em colaboração com os docentes, recursos adequados aos conteúdos curriculares para serem desenvolvidas no espaço da BE. X X X X Organizar actividades e materiais de formação dos utilizadores da BE. X X X X Promover o ensino em contexto de competências tecnológicas digitais (ambientes tecnológicos 2009 / 2010 / 2011 / 2012/ METAS 2010 2011 2012 2013e digitais). X X X Promover o ensino em contexto de competências de informação (literacia da informação). X X X X 6
  •  Promover o desenvolvimento de competências de aprendizagem ao longo da vida. X X X XB. Leitura e Literacia Promover a leitura a partir da elaboração de um programa de articulação com os docentes fomentando as competências de leitura de prazer/orientada de acordo com o PE do X X X X agrupamento. Integrar a BE nas estratégias e programas de leitura e literacia ao nível ao agrupamento. X X X X Articular o PNL com o programa anteriormente referido e os projectos propostos para o 2º e 3º ciclos. X X X X Preparar, desenvolver, colaborar e avaliar actividades de promoção da leitura. X X X XC. Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade Apoiar a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos: o Actividades de leitura; o Actividades de pesquisa; X X X X o Actividades de estudo; o Etc. 2009 / 2010 / 2011 / 2012/ METAS 2010 2011 2012 2013 Dinamizar actividades livres, de carácter lúdico e cultural. X X X X Apoiar a utilização autónoma e voluntária da BE: espaço e lazer e livre fruição dos seus recursos. X X X X Disponibilizar espaço, tempo e recursos para iniciativas e intervenção livre dos alunos. X X X X Participar activamente no trabalho colaborativo/reuniões da BM/SABE. X X X X Promover actividades em parceria com outra escolas. X X X 7
  •  Solicitar o envolvimento dos encarregados de educação/pais nas actividades da BE (leitura, competências de literacia da informação, etc). X X XD. Gestão da BE Continuar a integração da BE nos órgãos e documentos directivos do agrupamento. X X X X Manter o horário da BE contínuo a alargado para além dos tempos lectivos para fomentar a utilização pelos alunos para além das actividades lectivas. X X X X Desenvolver actividades e promover o uso de recursos da BE que respondam às metas definidas no PE e no PCE. X X X X Planificar com os docentes, departamentos, articulação curricular e outras estruturas. X X X X Promover a auto-avaliação da BE junto do agrupamento, comunicar os seus resultados e propor acções de melhoria. X X X X 2009 / 2010 / 2011 / 2012/ METAS 2010 2011 2012 2013 Formar uma equipa multidisciplinar de trabalho com formação ou experiência na área das bibliotecas (definir um horário e que tipo de colaboração de cada um dos seus elementos). X X X X Adequar o espaço da BE às suas necessidades e adquirir mobiliário e equipamento específico. X Manter e actualizar o hardware e software da BE. X X X X Planear/gerir a colecção de acordo com a inventariação das necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores do agrupamento (dar particular relevo aos materiais audiovisuais). X X X X Adequar os livros e outros recursos de informação (local e online) às necessidade curriculares e aos interesses dos utilizadores do agrupamento. X X X X Continuar a catalogação, classificação, indexação, cotação e arrumação dos documentos em livre acesso de acordo com a CDU. X X X X Difundir a informação: exposições, jornal da escola, boletim da biblioteca, sítio da internet, 8
  • blogue da BE, etc. X X X XSó foi conseguido no ano lectivo de 2011/2012 9
  • CUSTOS As verbas atribuídas à Biblioteca quer pelo PNL quer pela RBE e ainda pelaEscola são dificeis de prever, assim como os gastos exactos. Por isso apenas se apontam as áreas para as quais será necessário haverorçamento para que se concretizem e ao serem planificadas, isoladamente, permitirãoapontar os gastos para cada uma delas. Verbas para novos recursos documentais (livros, não livros, periódicos, audiovisuais, audio,...) Materiais promocionais (posters, cartazes, material de escrita,...) Materiais de consumo administrativo Eventos promocionais (actividades planificadas no Plano de Actividades da Biblioteca) Software e licenças Hardware ...AVALIAÇÃODe acordo com o modelo de auto-avaliação da BE proposto pela RBE, uma vez que aorganização do presente plano é feita com base naquele modelo. Embora o plano nãoseja avaliado directamente, sê-lo-á indirectamente a partir da auto-avaliação da BE emcada um dos diferentes domínios ao longo destes quatro anos. 10