Comunicação pública.zezé

867 views
744 views

Published on

Aula da Profª Maria José de Oliveira do dia 28/08/2013.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
867
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Comunicação pública.zezé

  1. 1. Comunicação Pública Um novo conceito ou (apenas) mais um rótulo? Profa. Dra. Maria José da Costa Oliveira
  2. 2. Panorama atual e tendências - Livre concorrência; - Desregulamentação; - Uso intensivo das modernas tecnologias da comunicação e da informação; - Pluralismo/Diversidade; - Crescentes problemas sociais; - Instituição de bases democráticas mais sólidas; - Reinvenção do governo.
  3. 3. Comunicação Pública 1º. Identificada com os conhecimentos e técnicas da área de Comunicação Organizacional 2º. Identificada com comunicação científica 3º. Identificada com comunicação do Estado e/ou governamental 4º. Identificada com comunicação política 5º. Identificada com estratégias de comunicação da sociedade civil organizada (Brandão in Duarte, 2007).
  4. 4. CP identificada com os conhecimentos e técnicas da área de Comunicação Organizacional - Sua característica é tratar a comunicação de forma estratégica e planejada, visando criar relacionamentos com diversos públicos e construir uma identidade e uma imagem dessas instituições, sejam elas públicas e/ou privadas.
  5. 5. CP identificada com comunicação científica - Por se tratar de um processo de comunicação construído e mantido pelo Estado, tendo em vista o desenvolvimento do país e de sua população, a comunicação científica tem uma identidade pública e atua no espaço público que a identificam com a comunicação pública. - A produção e a difusão do conhecimento científico incorporam preocupações sociais, políticas, econômicas e corporativas que ultrapassaram os limites da ciência pura e obrigaram as instituições de pesquisa a estender - a divulgação científica além do círculo de - seus pares. -
  6. 6. CP identificada com comunicação do Estado e/CP identificada com comunicação do Estado e/ou governamental - Entende ser de responsabilidade do Estado e do Governo estabelecer um fluxo informativo e comunicativo com seus cidadãos. - A comunicação governamental pode ser entendida como comunicação pública, na medida em que ela é um instrumento de construção da agenda pública e direciona seu trabalho para a prestação de contas, o estímulo para o engajamento da população nas políticas adotadas, o reconhecimento das ações promovidas nos campos político, econômico e social, e provoca o debate público.
  7. 7. CP identificada com comunicação política Pode-se entender a comunicação política sob dois ângulos: 1. Utilização de instrumentos e técnicas da comunicação para a expressão pública de ideias, crenças e posicionamentos políticos, tanto dos governos quanto dos partidos; 2. As disputas perenes entre os proprietários de veículos e detentores das tecnologias de comunicações e o direito da sociedade de interferir e poder determinar conteúdos e acesso a esses 3. veículos e tecnologias em seu benefício.
  8. 8. CP identificada com estratégias de comunicação da sociedade civil organizada - Trata-se de práticas e formas de comunicação desenvolvidas pelas comunidades e pelos membros do terceiro setor e movimentos sociais ou populares, sendo também conhecida como comunicação comunitária e/ou alternativa.
  9. 9. Diagrama de Pierre Zémor
  10. 10. Âmbito da Comunicação Públicos Envolvidos Finalidades da Comunicação Funções da Comunicação Modalidades da Comunicação Integrada Ambiente Interno • Gabinetes • Burocracia • Servidores • Terceirizados • Qualidade das ações dos agentes. • Mobilização interna • Preparação para a comunicação externa COMUNICAÇÃO IDENTIDADE LEGITIMIDADE COMUNICAÇÃO INTERNA • Escutar o público e seus representantes • Interlocução, negociação e consenso Usuários, Clientes / Cidadãos • Usuários / clientes • Empresas / fornecedores • Administração pública • Parcerias • Explicar e informar • Eficiência e qualidade dos serviços • Gerenciar a imagem dos serviços prestados RELAÇÃO DE PROXIMIDADE DISPONIBILIZAÇÃO DE DADOS PÚBLICOS  Acesso, consulta e divulgação das informações públicas  Diversificação de técnicas ATENDIMENTO: (recepção, escuta diálogo, tratamento) PROMOÇÃO DOS SERVIÇOS OFERECIDOS • Publicidade • Relações públicas Mediadores e Mediáticos • Governos Estaduais • Imprensa geral e mídia especializada • Sindicatos, Associações, ONG’s • Gerenciar percepção da imagem da instituição pública. • Informar objetivos das políticas públicas. • Treinar fontes para o relacionamento com a imprensa INFORMAR A MISSÃO E CUIDAR DA IMAGEM INSTITUCIONAL COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL • Missão e valores • Campanhas publicitárias • Relações públicas Macro-Ambiente • Interlocutores inter-ministeriais ou inter- setoriais e especialistas juridico- administrativos • Partidos políticos • As Mídias: Relações Internacionais • Mudança social e Política • Modificação dos comportamentos sociais • Difusão do saber cívico • Treinar para relacionamento eficaz com a imprensa INTERESSE PÚBLICO E AMBIENTE DEMOCRÁTICO COMUNICAÇÃO POLÍTICA E MARKETING POLÍTICO Acompanhamento do exercício do poder COMUNICAÇÃO CÍVICA E DE INTERESSE GERAL
  11. 11. Ser cidadão “É ter direito de ver-se protegido legalmente, de locomover-se, de interferir na dinâmica, de votar e ser votado, de expressar-se. É também ter o direito de morar numa casa digna, de comer bem, de poder estudar e trabalhar. É, por fim, ter o direito de participar, com igualdade, na produção, na gestão e na fruição dos bens econômicos e culturais” (Peruzzo, 1999, p. 287).
  12. 12. Direito à informação dos cidadãos: Direito natural do ser humano; Declaração Universal dos Direitos Humanos; Constituição Federal Fundamentos da Comunicação no Poder Público
  13. 13. Fundamentos da Comunicação no Poder Público Responsabilidade da Informação Governamental: Veracidade das informações; Contribuição dos servidores públicos; Informação transparente, pontual e bem apresentada.
  14. 14. Cenário - Sociedade democrática; - Direito à informação; - Prestação de contas; - Cidadania.
  15. 15. Responsabilidade da Comunicação no espaço público Falta de uma política de comunicação capaz de compreender a sociedade atual Avanço da sociedade no processo democrático
  16. 16. Modalidades de Comunicação do Poder Público - Comunicação Governamental; - Comunicação Política ou Marketing Político; - Comunicação Pública.
  17. 17. - É praticada por um determinado governo, visando a prestação de contas, o estímulo para o engajamento da população nas políticas adotadas e o reconhecimento das ações promovidas nos campos político, econômico e social. - É uma forma legítima de um governo se fazer presente perante a população, uma espécie de lobby junto à opinião pública. Comunicação Governamental Modalidades de Comunicação do Poder Público
  18. 18. - Busca atingir a opinião pública com métodos publicitários, buscando respostas rápidas e efeitos imediatos, que podem ser auferidos nas pesquisas. - Usa a mídia na competição por resultados eleitorais e/ou políticos partidários e freqüentemente serve como instrumento de gestão de um processo social complexo, imprevisível e de difícil planejamento. Comunicação Política ou Marketing Político Modalidades de Comunicação do Poder Público
  19. 19. - Emerge como fator estratégico para a plena vivência da democracia; - Espaço privilegiado de negociação entre a sociedade e o Estado; - Volta-se para a dimensão pública da comunicação, buscando novos paradigmas que abarquem o significado político da comunicação. Comunicação Pública Modalidades de Comunicação do Poder Público
  20. 20. Dimensão da Comunicação Pública - Comunicação marketizada – o marketing político de um governo e que diz mais respeito à construção de seu conceito e a manutenção de sua imagem frente à sociedade. - Política Pública – que diz respeito diretamente à utilização da comunicação como meio de construção da cidadania.
  21. 21. Política de Comunicação Pública - Comunicação comprometida com a democracia; - Comunicação como garantia de cidadania; - Comunicação como expressão da opinião pública.
  22. 22. Atuar em Comunicação Pública exige: - Compromisso em privilegiar o interesse público em relação ao interesse individual ou corporativo; - Centralizar o processo no cidadão; - Tratar comunicação como um processo mais amplo do que informação; - Adaptação dos instrumentos às necessidades, possibilidades e interesses dos públicos; - Assumir a complexidade da comunicação, tratando-a como um todo uno. (Duarte, 2007, p. 59)
  23. 23. Comunicação Pública - Feita no espaço público, sobre temas de interesse público. - É a informação cívica e que inclui a accountability.
  24. 24. Accountability “Uma pessoa ou instituição é accountable quando é responsável por decisões e pelas conseqüências de suas ações e inações, e o de, portanto, ser um exemplo para outros. Aquele que é accountable aceita a responsabilidade e mantém sua integridade, evitando a ‘aparência de Improbidade’ e resguardando (no caso de uma organização) sua reputação” (Coelho, 2000).
  25. 25. Accountability “Uma relação accountable depende do estabelecimento de mecanismos de avaliação e controle. O estado de confiança, respeitabilidade, transparência e interlocução é cobrado de todos os lados: na relação da organização com seus membros e com a sociedade; e na relação que estabelece com as agências públicas e com as organizações privadas; e na relação com os órgãos governamentais na gestão dos recursos públicos” (Coelho, 2000).
  26. 26. Quando uma organização pode ser considerada accountable? - Quando é transparente, permitindo o acesso e a exposição de seus objetivos e resultados; - Quando é íntegra, responsabilizando-se por suas ações de impacto positivo ou negativo, ou mesmo pela falta de ações, por suas decisões e conseqüências; - Quando presta contas à opinião pública, sendo aberta à fiscalização em todos os seus aspectos gerenciais.
  27. 27. Perspectivas de Comunicação Pública: - Orçamento participativo; - Conselhos municipais; - Programas abertos às comunidades nas escolas; - Audiências Públicas; - Debates nas Câmaras; - Modelo Colaborativo (Curitiba); - Amarribo (Amigos Associados de Ribeirão Bonito); - Ouvidorias Públicas; - TV Pública; - Rádio Comunitária.
  28. 28. Cidadão “é todo aquele que deve ser subjetivamente respeitado em seus direitos. É a pessoa que tem direitos. Ocorre que todos são iguais perante a lei (ou a lei é igual perante todos) nas sociedades modernas. Logo, todos são cidadãos. ...quem tem direitos, necessariamente tem deveres”. (Estatuto da Criança e do Adolescente, p. 12).
  29. 29. Quem faz Comunicação Pública? “A comunicação pública deve ser realizada por todos que integram a área pública, de maneira autônoma e descentralizada de acordo com suas características, buscando encontrar a melhor forma de expressão da comunicação em cada setor das políticas públicas adotadas pelo Estado”. (Elizabeth Brandão)
  30. 30. Conclusão - A ação integrada de todos os setores da sociedade requer o estabelecimento de uma política pública, a partir da interlocução entre os diferentes setores da sociedade; - Diálogo, solidariedade, confiança, transparência, devem ser as bases de uma política de comunicação que envolva todos – dirigentes, governantes, colaboradores internos e cidadãos – em benefício de todos.
  31. 31. Comunicação Pública Um novo conceito ou (apenas) mais um rótulo? Um novo conceito, mas, infelizmente, muitos episódios revelam o quanto precisamos avançar para sua efetivação.
  32. 32. É hora de começar a trilhar o caminho da comunicação pública como um direito de cidadania e de exercício democrático, afinal, de acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos... Comunicação Pública Um novo conceito ou (apenas) mais um rótulo?
  33. 33. Contatos

×