áLcool

6,759
-1

Published on

causas e consequências do alcoolismo

0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,759
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
263
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

áLcool

  1. 1. Escola Evaristo Nogueira-2005/06 <ul><li>Álcool </li></ul>
  2. 2. Introdução <ul><li>O álcool é uma substância bastante energética, em épocas passadas chegou a ser usado em pacientes após cirurgias para uma reposição mais rápida de energia perdida na cirurgia. </li></ul><ul><li>O álcool contido nas bebidas é o etanol, obtido através da fermentação de determinados produtos naturais, como por exemplo, a uva e cereais. </li></ul><ul><li>Os alcoolistas vivem menos 10 a 12 anos comparados com os que não bebem. </li></ul>
  3. 3. O que é? <ul><li>O alcoolismo é um conjunto de problemas relacionados ao consumo excessivo e prolongado de álcool; </li></ul><ul><li>O alcoolismo é um conjunto de diagnósticos. Dentro do alcoolismo existe a dependência, a abstinência, o abuso, intoxicação, etc.. </li></ul>
  4. 4. Tolerância e Dependência <ul><li>A tolerância é a necessidade de doses maiores de álcool para a manutenção do efeito de embriaguez obtido nas primeiras doses; </li></ul><ul><li>Dizemos que a pessoa tornou-se dependente do álcool quando ela não tem mais forças por si própria de interromper ou diminuir o uso do álcool. </li></ul>
  5. 5. Efeitos tardios do álcool <ul><li>Após o primeiro gole, o álcool distribui-se rapidamente, pelo sangue, a todo o organismo. No início, apercebe-se de uma sensação de euforia. Com ingestão de doses maiores há uma diminuição dos reflexos, raciocínio e a fala torna-se arrastada. Em doses ainda mais elevadas provoca náuseas, vómitos, coma ou mesmo a morte. </li></ul>
  6. 6. Os efeitos tardios do álcool <ul><li>O processo de doença manifesta-se através da hipertensão arterial, miocardiopatias, hepatite, cirrose, gastrite, impotência sexual, dores musculares, diarreia, pancreatite, deficiência nutricional, cancro da boca e do esófago, alterações cerebrais e neurológicas. </li></ul>
  7. 7. Recaída <ul><li>A taxa de recaída é muito elevada. </li></ul><ul><li>O dependente que consiga manter-se longe do primeiro gole terá mais chances de contornar a recaída. </li></ul>
  8. 8. Durante a gravidez <ul><li>O consumo de bebidas alcoólicas durante a gestação pode trazer consequências para o recém-nascido </li></ul><ul><li>Cerca de um terço dos bebés de mães dependentes do álcool, são afectados pela “Síndrome Fetal pelo Álcool” </li></ul>
  9. 9. Álcool e trânsito <ul><li>A ingestão de álcool, mesmo em pequenas quantidades, diminui a coordenação motora e os reflexos, comprometendo a capacidade de dirigir veículos, ou operar outras máquinas. </li></ul><ul><li>Pesquisas revelam que grande parte dos acidentes são provocados por motoristas que tinham bebido antes de conduzir. </li></ul>
  10. 10. Medidas preventivas <ul><li>Respeita o teu limite de tolerância ao álcool; </li></ul><ul><li>Não mistures tipos diferentes de bebidas; </li></ul><ul><li>Não mistures álcool com outros tipos de drogas; </li></ul><ul><li>Evita remédios anti-ressaca; </li></ul><ul><li>Quando abusares do álcool procura descansar e ingerir muitos líquidos. </li></ul>
  11. 11. Conclusão <ul><li>O álcool é responsável por grande parte dos casos de violência familiar, assaltos, homicídios criminosos, acidentes de trabalho e acidentes de viação. </li></ul><ul><li>As razões do álcool são de ordem genética, fisiológica, afectiva, social, familiar e educacional. </li></ul>
  12. 12. Fim

×