Ideação na Prática

  • 761 views
Uploaded on

A geração de grandes ideias é apenas a parte inicial do processo de inovação, porém, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de todo o modelo de gestão da inovação.

A geração de grandes ideias é apenas a parte inicial do processo de inovação, porém, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de todo o modelo de gestão da inovação.

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
761
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
20
Comments
0
Likes
7

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com IDEAÇÃO NA PRÁTICA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA PROMOVER A GERAÇÃO DE (GRANDES) IDEIAS Uma das principais necessidades das organizações atuais é a capacidade de gerar ideias de alto impacto. Seja pela predominância do raciocínio lógico e linear ou pela falta de método, gerar ideias criativas, tem sido um dos principais desafios enfrentados no mundo dos negócios. A ideação vem então ganhando importância por se tratar do encadeamento de diferentes técnicas, abordagens e metodologias de criatividade que podem ser utilizadas para facilitar a identificação de oportunidades e soluções e também para acelerar e aumentar a eficácia do fluxo de geração de inovações. Por esse motivo a ideação deve ser tratada como um processo capaz de quebrar paradigmas e limitações de pensamentoimplícitasnocomportamento,nasmovimentaçõesenaculturadepessoaseempresas,liberandoe direcionando a criatividade dos envolvidos. 1 Isabela Morais da Silva e Fábio Ueno Figura1:FluxodeGeraçãodeInovações 13 de Agosto de 2013 IDEATION WORKING PROTOTYPE PRODUCT DEVELOPMENT LAUNCH
  • 2. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com COMO COMEÇAR Oprocessodeideaçãoseiniciacomoentendimento dos objetivos e do contexto organizacional e também do tema a ser trabalhado. Essa etapa é fundamental para o melhor direcionamento do esforço de ideação. Uma vez que o tema esteja bem definido, segue-se para uma etapa de planejamento. Nesse momento são decididos o formato e o ciclo das atividades e/ou reuniões que serão realizadas, o período e prazo em que serão desempenhadas, as técnicas e dinâmicas a serem utilizadas, o time de trabalho e o ambiente disponível ou desejado para tal. ENTENDENDO O PROCESSO Uma boa condução das atividades de ideação depende do entendimento do processo como um todo. Durante a busca de soluções a equipe deve alternar entre o pensamento concreto e o abstrato, entre a convergência e a divergência. Essa é a essência de uma iniciativa de ideação bem conduzida: o diálogo entre o pensamento divergente e convergente desde a geração de insights até a proposição de soluções. Para conseguir essa alternância, a dinâmica das reuniões deve estimular o time à imersão no desafio proposto e na geração de ideias e insights, nodesenvolvimentodeconceitosenorefinamento e seleção das melhores e mais promissoras propostas de valor. 2 Seguem algumas dicas dos principais especialistas em design e inovação para obter o melhor das suas reuniões de ideação: Pensamento Convergente Pensamento Convergente Pensamento Convergente Imersão e geração de ideias Desenvolvimento de conceitos Refino e seleção de propostas de valor Pensamento Divergente Pensamento Divergente Pensamento Divergente Figura 2: Alternância entre o Pensamento Divergente e Convergente
  • 3. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com A maioria das pessoas trabalha melhor com prazos de entrega concretos. Da mesma forma, os projetos de ideação com início, meio e fim claramente estabelecidos têm maiores chances de manter a equipe focada e motivada. A equipe certa é um ponto chave. Para enfrentar desafios complexos é preciso envolver e engajar pessoas de diferentes áreas e formações, pois elas terão diferentes pontos de vista a respeito do tema proposto aumentando as chances de soluções originais serem criadas. Ao longo do processo é muito importante que todos estejam alinhados com as discussões e decisões que são tomadas coletivamente. Assim, evitar a entrada e a saída de participantes ao longo das reuniões é essencial para manter o time “na mesma página”, otimizando e acelerando o trabalho. Outro ponto importante é ter um espaço dedicado que permita que a equipe se mantenha inspirada, mergulhada e capaz de acompanhar o andamento do projeto. Se for possível, utilize um espaço exclusivo para que a equipe possa sair da rotina. COMO UTILIZAR TÉCNICAS E DINÂMICAS Do brainstorming ao design thinking existem muitas e diversas técnicas e dinâmicas para investigar desafios e produzir ideias, mas mais importante do que saber que técnicas utilizar é preciso saber como e por que utilizá-las. Depois disso, basta adequá-las ao contexto, momento e/ ou etapa do desafio. De acordo com Guy Aznar, autor de “Ideias – 100 Técnicas de Criatividade”, quando falamos em técnicas de criatividade e ideação estamos na verdade falando em criar condições e caminhos favoráveis para se chegar a um lugar ou objetivo desejado. Sendo assim, elas funcionam como verdadeiras referências ou roteiros de ação para explorar o campo da imaginação e abordar problemas e oportunidades de diferentes ângulos. Além disso, as técnicas permitem o bom funcionamento dos grupos. Se cada pessoa avançar em uma direção, o trabalho coletivo se complica. Ao contrário, com a definição de uma determinada técnica, todos compreendem que “regras” seguir. Como em um jogo, todos passam a seguir “procedimentos” coletivos com autonomia e liberdade para improvisar. Um aspecto fundamental que deve ser compreendido é que cada etapa ou atividade do processo de ideação possui objetivos claros de convergência ou divergência. Para selecionar a técnica e preparar a dinâmica a ser realizada é preciso sempre pensar em qual é o resultado esperado em cada uma delas. O planejamento prévio é essencial para reuniões bem conduzidas e produtivas. Para apoiá-lo nessa empreitada, preparamos o checklist abaixo: 3
  • 4. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com para envolver possíveis aliados ou parceiros e, principalmente, patrocinadores. Uma boa história pode fazer toda a diferença para que as pessoas consigam visualizar como a ideia funciona na prática e quais são seus benefícios em potencial. Umavezqueaideiaéaprovada,échegadoo momento de fazê-la acontecer: inicia-se então a fase de prototipagem e desenvolvimento, em queprocessoseestruturasparaaimplantação da ideia devem ser aplicados. Nesse momento a criatividade deve dar espaço ao pragmatismo e pessoas e mecanismos de gestão devem entrar em campo para testar, materializar e (eventualmente) lançar a ideia no mercado, transformando-a então em uma inovação. Como podemos ver, a geração de grandes ideias é apenas a parte inicial do processo de inovação e precisa ser acompanhada de ótima execução. Porém, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de todo o modelo de gestão da inovação. Vale a pena o esforço. Afinal, como mencionou Thomas Edison, a genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração. COMO PREPARAR AS IDEIAS PARA A VENDA INTERNAMENTE Sabemos que excelentes ideias não geram valor se não forem aprovadas e implementadas. Por esse motivo ao final do ciclo de ideação é muito importante que os conceitos gerados possam responder às seguintes perguntas: Qual é a proposta de valor e o potencial da ideia? Quais são as principais premissas, dúvidas e hipóteses que precisam ser testadas? Qual é a necessidade de recursos humanos e financeirosparaacontinuidadeedesenvolvimento da ideia? E de quanto tempo para desenvolvimento e implantação estamos falando? Ao vender ideias, é sempre interessante contar sua história, utilizar técnicas de storytelling 4 Tenha em mente, entretanto, que o trabalho criativo não é “preto no branco”, é preciso ser flexível e estar preparado para pequenas adaptações e mudanças no caminho. Atividade 1CHECKLIST Atividade 2 Atividade 3 Nome/ Título Objetivo Técnica a ser Utilizada Descrição Resultado Esperado Duração Riscos e formas de Mitiligação Material Necessário Template a ser Utilizado Entregável
  • 5. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com REFERÊNCIAS WEB d.school. Bootcamp Bootleg Toolkit. Encontrado em: http://dschool.stanford. edu/wp-content/uploads/2011/03/ BootcampBootleg2010v2SLIM.pdf IDEO. Human Centered Design Toolkit. Encontrado em: https://hcd-connect- production.s3.amazonaws.com/toolkit/en/ portuguese_download/ideo_hcd_toolkit_ complete_portuguese.pdf REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Aznar,Guy.Ideias-100TécnicasdeCriatividade. 1ªed.,SãoPaulo:EditoraSummus,2011. ISBN978-85-3230-701-9. Brown, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosaparadecretarofimdasvelhasideias. 1ªed.,RiodeJaneiro:EditoraElsevier,2010. ISBN978-85-352-3862-4. Gray, Dave; Brown Sunni; Macanufo, James. Gamestorming: jogos corporativos para mudar, inovarequebrarregras. 1ªed.,RiodeJaneiro:EditoraAltaBooks,2012. ISBN978-85-7608-609-3. Ostewalder, Alexander; Pigneur, Yves. Business Model Generation – Inovação em modelos de negócios:ummanualparavisionários,inovadorese revolucionários. 1ªed.,RiodeJaneiro:AltaBooks,2011. ISBN978-85-7608-550-8. Pinheiro, Tennyson; Alt, Luis. Design Thinking Brasil: empatia, colaboração e experimentação para pessoas,negóciosesociedade. 1ªed.,RiodeJaneiro:EditoraElsevier,2012. Terra,JoséCláudioC.etal.10dimensõesdagestãoda inovação: uma abordagem para a transformação organizacional. 1ªed.,RiodeJaneiro:Elsevier,2012. ISBN978-85-352-5545-4. 5
  • 6. Insights Para mais informações visite www.terraforum.com.br e www.globant.com SOBRE A GLOBANT A Globant ajuda sua organização a combinar conhecimento, inovação e tecnologia de forma criativa, e assim gerar resultados diferenciados junto a seu negócio, sua marca e seus colaboradores. Atuando em Knowledge + Innovation, ajudamos sua organização a identificar e mobilizar os conhecimentos críticos para a geração de resultados, e a criar processos e soluções inovadoras e sustentáveis para seu negócio. Assim, transformamos a gestão do conhecimento, a educação corporativa, a inovação e a sustentabilidadeemcapacidadesorganizacionais. Por meio de Technology Studios, combinamos a engenharia e o rigor técnico de provedores de serviços de TI com a abordagem original e criativa das agências digitais para gerar soluções inovadoras em tecnologia, que contribuam para uma experiência diferenciada de seus clientes com sua marca e seus produtos e serviços. Uma atuação pioneira com foco em Consumer Experience, Gaming, Big Data & High Performance, Quality Engineering, Enterprise Consumerization, Creative & Social, Mobile e Cloud Computing & Infrastructure. Trabalhamos em conjunto com sua organização para antecipar tendências e gerar estratégias e soluções criativas e efetivas em conhecimento, tecnologia e inovação. PUBLICAÇÕES RELACIONADAS 10 Dimensões da gestão da Inovação: Uma abordagem para a transformação organizacional Inovação Quebrando paradigmas para vencer Gestã0 2.0: Comointegraracolaboraçãoeaparticipação emmassaparaosucessonosnegócios 6 ARTIGOS RELACIONADOS DESIGN THINKING: Uma abordagem para a inovação IDEAÇÃO: Técnicas de produção de ideias PROCESSOS CRIATIVOS: Metodologias para fazer surgir e alimentar inovações nas empresas