Novo Trabalho De CiêNcias

4,334 views
3,867 views

Published on

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Adoreiii me ajudou mto!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
4,334
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
266
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Novo Trabalho De CiêNcias

  1. 1. Trabalho de Ciências Assunto: Poliomielite Alunos: Samir E. da Conceição Filho Gabriel Geraldo
  2. 2. A Poliomielite é uma doença causada por um vírus, que causa paralisia e pode levar a morte. O Poliovírus, de acordo com a classificação taxonômica é do Grupo IV ((+)ssRNA), Família: Picornaviridae, Gênero: Enterovirus, Espécie: Enterovirus Poliovirus. Existem três tipos o 1, 2 e 3 distintos imunologicamente, mas idênticos nas manifestações clínicas, exceto que 85% dos casos poliomielite paralítica (os tipos mais graves) são causados pelo tipo 1.
  3. 3. Prevenção A única forma eficiente de controlar a poliomielite é manter a maior taxa possível de vacinação na comunidade. Há dois tipos de vacina: a Salk (é pouco usada por ser muito cara) e a Sabin (é mais usada por ter um custo baixo e melhor eficácia)
  4. 4. Transmissão A transmissão desta doença ocorre através de contato direto com as fezes (via fecal) ou gotículas expelidas pela boca da pessoa infectada (via oral). LEMBRANDO QUE O CONTÁGIO NÃO OCORRE EM PESSOAS VACINADAS. Após se instalar no seu hospedeiro, o vírus passa por um período de incubação que pode variar de 2 dias ou até 1 mês, de forma geral na maioria dos casos, este período chega até 12 dias.
  5. 5. Sintomas ● Os sintomas da doença são muito variáveis, desde infecções inaparentes ou assintomáticas (90% a 95%) até paralisia grave (1% a 1,6%), levando á morte. ● Os sintomas iniciais da poliomielite são dores de cabeça, vômitos e constipação. Em muitos casos, estes sintomas evoluem para lesões nos neurônios motores, causando paralisia. Em casos mais agudos da doença, em situações de epidemias produzidas por estirpes virais de maior intensidade, podem observar-se danos mais graves no sistema nervoso central.
  6. 6. Diagnóstico e Tratamento O diagnóstico é por detecção do seu DNA ou isolamento e observação com microscópio eletrônico do vírus de fluídos corporais. A poliomielite não tem tratamento específico. No passado preservava-se a vida dos doentes com poliomielite bulbar e paralisia do diafragma e outros músculos respiratórios com o auxílio de máquinas que criavam as pressões positivas e negativas necessárias à respiração por eles (respiração artificial ou pulmão de ferro). Antes dos programas de vacinação, os hospitais pediátricos de todo o mundo estavam cheios de crianças perfeitamente lúcidas condenadas à prisão do seu "pulmão de ferro“ (conforme foto ao lado).
  7. 7. Curiosidades A poliomielite é conhecida desde a pré-história. Ela aparece em pinturas do antigo Egito onde consta figuras com os membros flácidos e atrofiados comuns na doença; O Imperador romano CLAUDIUS foi paralisado na infância numa das pernas; O último caso de transmissão selvagem em Portugal foi em 1986, e no Brasil foi em 1989. Progresso: 1988 : 350 000 casos; 1999 : 7083 casos; 2004 : 1300 casos; 2005 (até 17 Maio): 205 casos.

×