• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA
 

BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

on

  • 783 views

 

Statistics

Views

Total Views
783
Views on SlideShare
392
Embed Views
391

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

8 Embeds 391

http://arquivohistorico.blogspot.com.br 320
http://www.arquivohistorico.blogspot.com.br 53
http://arquivohistorico.blogspot.com 9
http://arquivohistorico.blogspot.pt 3
http://arquivohistorico.blogspot.in 3
http://arquivohistorico.blogspot.co.at 1
http://arquivohistorico.blogspot.de 1
http://www.google.com.br 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Document Transcript

    • Universidade de Ribeirão Preto UNAERP Licenciatura Plena em Música. MARCELO COSME DOS SANTOSBANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA RIBEIRÃO PRETO 2012
    • MARCELO COSME DOS SANTOSBANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO - UNAERP Ribeirão Preto – SP 2012
    • MARCELO COSME DOS SANTOSBANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Monografia apresentada na Disciplina Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura Plena em Música. Linha de Pesquisa: Educação Musical, Educação musical especial e Musicoterapia. Orientador (a): Profª Ms. Gisele Laura Haddad UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO - UNAERP Ribeirão Preto – SP 2012
    • Dedico mais esta etapa da minha vida a meu Deus, meu Senhor e Salvador. Aos meus pais, Djalma e Nair. Aos meus irmãos: Carina, Tamires, Sônia,Marli, Arlete, Deusdete,Uilian, Ronaldo, Marcos e Wilson. E a todos os que me ajudaram a concretizar esse sonho.
    • AGRADECIMENTOSAgradeço primeiramente a Deus, por ter me dado forças para superar todas as dificuldades que surgiram ao longo do curso. Nenhum trabalho é realizado por uma pessoa somente. Dessa forma, registro aqui meu sincero agradecimento a todos aqueles que direta ou indiretamente possibilitaram a realização e conclusão desta monografia. Aos meus pais, Djalma e Nair, pelo apoio, amor, dedicação, atenção e cuidados, tão importantes durante toda a minha vida. Também pelas inúmeras noites mal dormidas esperando minha chegada. Aos meus irmãos Marcos, Wilson, Deusdete, Uilian e Ronaldo pelo companheirismo, amizade, compreensão e ajuda em tantos momentos durante meu percurso acadêmico e profissional. À minhas irmãs Tamires, Carina, Marli, Sônia e Arlete, pelo carinho e amizade. À minha orientadora Prof.ª Ms. Gisele Laura Haddad, pela amizade, pela orientação valiosa, pela atenção e paciência ao longo de todo esse processo. Às amigas e professoras Érika de Andrade Silva e Ana Maria Monseff Barreto pelas sugestões na banca examinadora, deixo aqui meus agradecimentos pela colaboração e contribuição para este trabalho e para minha formação profissional. Aos meus colegas e amigos da turma de licenciatura, Gabriela, Mariane, Natália, CarlosHenrique, Vera e Vitor pelo carinho, companheirismo e pelos momentos de descontração, tão importantes neste percurso. Em especial à Sonara, Jaderson e Wesley pela amizade, apoio e pela companhia tão agradável. À querida Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli, pelos bons momentos e pela ajuda como supervisora no estágio desenvolvido no Projeto Educacional Escola Viva de Santa Cruz das Palmeiras. Ao amigo Adriano Mizael Gonçalves, por ter transmitido força e por me aconselhar o no decorrer da minha trajetória como professor e maestro.Aos meus alunos e integrantes da Banda de Concerto Escola Viva com os quais trabalhei, por terem me impulsionado a desenvolver esse trabalho.
    • “Já se deram conta que a música faz livre o espírito? Dáasas ao pensamento? Que alguém se torna mais filósofo, quando mais se torna músico?” F. W. Nietzsche
    • RESUMOEste trabalho é o relato de experiência em educação na “Banda Musical de ConcertoEscola Viva” de Santa Cruz das Palmeiras (SP) e seu registro de atividades noperíodo entre 2009 e 2012. As dificuldades encontradas quanto à limitação de umrepertório antigo, instrumentação simples e faixa etária voltada para pessoas entre40 e 60 anos, foram algumas das questões contempladas neste trabalho comocausas do desinteresse na inserção de jovens músicos no grupo. Este trabalho temcomo objetivo a descrição do processo de musicalização e educação musical paraoutros educadores musicais, buscando compreender as possíveis causas daausência ou falta de inserção de jovens músicos na Banda. A música é utilizadacomo elemento pedagógico de desenvolvimento pessoal e social, e a banda temdesempenhado um importante papel no processo dinâmico cultural do município.Além do aspecto histórico, esta pesquisa identifica a importância da banda para acomunidade local.Palavras-chave: Banda musical de concerto. Educação musical instrumental.
    • ABSTRACTThis document is an experience report in education at “Banda Musical de ConcertoEscola Viva”, an instrumental music education, in Santa Cruz das Palmeiras (SP)and it is a record of activities in the period between 2009 and 2012. The difficultiesregarding the limitation of an ancient repertoire, instrumentation simple and aimed atpeople aged between 40 and 60, were some of the issues addressed here as thecauses of disaffection in the insertion of young musicians in the group. Thisdocument aims to describe the process of teaching music and music education toother music educators seeking to understand the possible causes of the absence orlack of inclusion of young musicians in the band. Music is used as a pedagogicalelement of personal and social development, and the band has played an importantrole in the cultural dynamic of the city. Besides the historical aspect, this researchidentifies the importance of the band for the local community.Keywords: Concert band music. Instrumental music education.
    • LISTA DE ILUSTRAÇÕESFigura 1 - Coral Cantigas e Modernas no Encontro de Corais na Igreja de Santa Rita de Cássia, em 2011............................................................................20Figura 2 - Grupos de violeiros “Dando Cordas”. Apresentação no Teatro de Tábuas em 2011........................................................................................21Figura 3 - Corporação Musical de Flauta Doce, Campeonato Estadual na cidade de Poços de Caldas (MG) em 2011..........................................22Figura 4 - Corporação Musical de Flauta Doce no desfile cívico de 2011...........................................................................................................22Figura 5 - Banda Musical “Os Pinguins”, Semana “João de Simoni” em 2011......................................................................................................23Figura 6 - Logotipo do Projeto Escola Viva................................................................24Figura 7 - Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009.....................................................................................................25Figura 8 - Primeiras aulas de teoria da banda, abril de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”.......................................... .............30Figura 9 - Primeiros instrumentos da banda, junho de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”.............................. ........................31Figura 10 - Primeiros instrumentos da banda em junho de 2009...............................32Figura 11 - 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009........................................................34Figura 12 - Ensaio da Banda Musical de Concerto Escola Viva, realizado abaixo do palco no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/03/2010................................................................................................35Figura 13 - Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011.................................. ..... ................38Figura 14 - Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011........................................................39Figura 15 - Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo” antiga estação ferroviária de Santa Cruz das Palmeiras, 29/05/2011.............................40Figura 16 - Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto..........................................................................................41
    • Figura 17 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................41Figura 18 – 1ª apresentação no desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010............................42Figura 19 - Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras, na Praça Condessa Monteiro de Barros......................................................................................................43Figura 20 - Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011.............................................43Figura 21 - Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011.............................................44Figura 22 – Primeiras aulas de teoria da banda, abril de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo” ....................................................51Figura 23 – Primeiros instrumentos da banda, junho de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”....................................................51Figura 24 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009.......................................................52Figura 25 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009.......................................................52Figura 26 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009.......................................................53Figura 27 - Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009...................................................................................................53Figura 28 - Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009...................................................................................................54Figura 29 - Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009...................................................................................................54Figura 30 - Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009...................................................................................................55Figura 31 - 1ª apresentação no desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010.......................................55Figura 32 - 1ª apresentação no desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010.......................................56
    • Figura 33 - 1ª apresentação no desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010........................................56Figura 34 - Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto...........................................................................................57Figura 35 - Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto...........................................................................................57Figura 36 - Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto...........................................................................................58Figura 37– Concerto Natalino no Salão Paroquial em Santa Cruz das Palmeiras, dia 18/12/2010.........................................................................................58Figura 38– Concerto Natalino no Salão Paroquial em Santa Cruz das Palmeiras, dia 18/12/2010.........................................................................................59Figura 39 - Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras, na Praça Condessa Monteiro de Barros. .....................................................................................................59Figura 40 - Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras, na Praça Condessa Monteiro de Barros. .....................................................................................................60Figura 41 - Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras, na Praça Condessa Monteiro de Barros. .....................................................................................................60Figura 42 - Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras, na Praça Condessa Monteiro de Barros......................................................................................................61Figura 43 - Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo” antiga estação ferroviária de Santa Cruz das Palmeiras,29/05/2011...............................61Figura 44 - Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo” antiga estação ferroviária de Santa Cruz das Palmeiras, 29/05/2011.............................62Figura 45 - Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011........................................................62Figura 46 - Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011........................................................63Figura 47 - Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis
    • Affonso Mendes” no dia 17/06/2011........................................................63Figura 48 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................64Figura 49 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................64Figura 50 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................65Figura 51 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................65Figura 52 - Concerto no “Revelando São Paulo”- Na cidade de São Paulo em 10/09/2011...............................................................................................66Figura 53 – Concerto Natalino realizado no dia 17/12/2011, na cidade de Luiz Antônio...................................................................................................66Figura 54 - Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011.............................................67Figura 55 - Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011.............................................67Figura 56 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................68Figura 57 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................68Figura 58 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................69Figura 59 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................69Figura 60 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................70Figura 61 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012............................................................70
    • LISTA DE QUADROSQuadro 1 - Instrumentação da Banda Musical de Concerto Escola Viva...................26Quadro 2 – Repertório da Banda Musical de Concerto Escola Viva..........................36
    • SUMÁRIOINTRODUÇÃO...........................................................................................................17CAPÍTULO 1- SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS E SUACONTEXTUALIZAÇÃO.............................................................................................191.1 ASPECTOS HISTÓRICOS DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS.......................191.2 ASPECTOS ECONÔMICOS E CULTURAIS.......................................................191.3 MÚSICA NA CIDADE. .........................................................................................201.4 CONHECENDO O PROJETO ESCOLA VIVA.....................................................24CAPÍTULO 2- BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZDAS PALMEIRAS.....................................................................................................252.1 BANDA DE MÚSICA............................................................................................262.2 QUESTÕES SONORAS.......................................................................................272.3 INTEGRANTES....................................................................................................282.4 IMPACTOS SOCIAIS...........................................................................................29CAPÍTULO 3- ATIVIDADES E DINÂMICA DE AULAS DA BANDA MUSICAL DECONCERTO...............................................................................................................303.1 AS AULAS............................................................................................................303.2 AQUISIÇÃO DE NOVOS INSTRUMENTOS........................................................333.3 ROTINAS DE ENSAIOS.......................................................................................333.4 ESCOLHA DO REPERTÓRIO.............................................................................363.5 CONCERTOS DIDÁTICOS..................................................................................373.6 CONCERTOS DE FINAL DE SEMESTRE...........................................................393.7 CONCERTOS EM TEATROS..............................................................................403.8 CONCERTOS AO AR LIVRE...............................................................................41
    • 3.9 DESFILES CÍVICOS.............................................................................................423.10 EXPERIÊNCIA COM ORQUESTRA SINFÔNICA PARCIAL.............................433.11 A FUNÇÃO DAS APRESENTAÇÕES...............................................................45CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................................................46CONCLUSÃO ...........................................................................................................47REFERÊNCIAL BIBLIOGRÁFICO ...........................................................................49ANEXOS....................................................................................................................51
    • 17INTRODUÇÃO Iniciei meus estudos musicais aos 11 anos de idade, com o professor LuisCarolino Franco de Camargo, maestro da Banda Musical “Os Pinguins” de SantaCruz das Palmeiras. Atualmente atuo como 1º trombone desta corporação desde1996, porém nos últimos cinco anos pude constatar a limitação do repertório egêneros musicais, restritos a boleros, maxixes, valsas, sambas, marchas - rancho,dobrados e marchas militares. Outra característica notada é que os arranjosdisponíveis não são bem elaborados no que diz respeito à sua textura e estruturaharmônica , e a maioria dos músicos encontra-se na faixa etária entre 40 e 60 anos,o que faz com que o repertório permaneça estático sem novidades. Tais fatoscontribuem para o desinteresse dos jovens que vêem a música instrumental nomunicípio como “músicas para velhos”. As descrições deste trabalho foram feitas entre os anos de 2009 a 2012.Através das observações, foi possível perceber a necessidade de uma renovação nocontexto musical da banda, ou seja, os estilos musicais poderiam ser variados e ainstrumentação ampliada, dando inclusive aos mais experientes a oportunidade deconhecer propostas inovadoras. Sendo assim, a pesquisa desse trabalho envolve os aspectos históricos,assim como identifica a importância da banda para a comunidade local, uma vez queesta promove o desenvolvimento integral de crianças, jovens, adultos e idosos demaneira primordial na formação da cidadania e condições de bem estar. Outro aspecto importante foi o relato das minhas experiências no processo demusicalização da Banda Musical de Concerto de Santa Cruz das Palmeiras. A banda surgiu dentro do projeto chamado Escola Viva, que foi criado noinício de 2009 pela prefeitura local, a qual tem por objetivo proporcionar às criançase adolescentes, atividades educacionais de maneira esportiva e cultural, onde atuocomo estagiário há três anos. Para retratar de forma objetiva a música como instrumento pedagógico dedesenvolvimento pessoal e social, a banda desempenhou um importante papel noprocesso dinâmico cultural do município. O trabalho realizado juntamente comalunos carentes, proporciona uma educação musical no que permite desenvolverdiferentes componentes do processo de aprendizagem, na medida em que favorece
    • 18a concentração, a disciplina, a criatividade, o equilíbrio físico e emocional, além decontribuir para a efetivação de mudanças sociais, econômicas e culturais doindivíduo. A convivência musical na banda estimulou-me a seguir os estudos nessa áreapor meio do curso de Licenciatura Plena em Música da Universidade de RibeirãoPreto, UNAERP, onde tive a oportunidade de ampliar meus conhecimentos musicaisatravés do estágio na Banda de Concerto, que se findará no dia 30 de junho desteano. Os principais autores considerados para a elaboração deste trabalho foramHermes de Andrade (1988) que trata da História da Banda de Música na Escola dePrimeiro e Segundo Graus, Shinichi Suzuki que retrata um novo método deeducação (1994), Granja & Tacuchian (1984-1985) que retratam a Organização,Significado e Funções da Banda de Música Civil, Flávia Maria Cruvinel (2005) doEnsino Coletivo de Instrumentos Musicais na Educação Musical. Na primeira etapa deste trabalho foram levantados dados que foramrecolhidos em arquivos históricos do município, retratando o aspecto social,econômico e cultural da cidade, a música local e o projeto Escola Viva. Na segundaetapa, foi relatado informações sobre a banda de concerto, formação instrumental,questões sonoras e a participação de integrantes amadores e profissionais. Naterceira etapa, explicamos as atividades e a dinâmica das aulas desenvolvidasdurante o processo. Os resultados deste trabalho são apresentados no últimocapítulo, onde foi concluída a reflexão do contexto em que crianças e jovens deSanta Cruz das Palmeiras estiveram envolvidos.
    • 19CAPÍTULO 1- SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS E SUA CONTEXTUALIZAÇÃO1.1 ASPECTOS HISTÓRICOS DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS Para entender melhor o contexto histórico em que a Banda de ConcertoEscola Viva está inserida, foram abordados os aspectos históricos, econômicos eculturais do município de Santa Cruz das Palmeiras. A região que deu origem a Santa Cruz das Palmeiras como municípioautônomo, tem íntima ligação histórica com o município de Casa Branca, do qualfizera parte. De acordo com Mendes (2000), Manuel Valério do Sacramentoprovidenciou a construção de uma pequena capela, em 1876, em louvor a SantaCruz. O vilarejo que se formou ao redor da capela passou a ser chamado de SantaCruz dos Valérios e progrediu com a construção de muitas casas, devido àexpansão cafeeira. A doação de terras da fazenda de nome “Palmeiras”, depropriedade da Condessa Maria Eugênia Monteiro de Barros, impulsionou osurgimento da cidade, que foi elevada a freguesia do município de Casa Branca como nome de Santa Cruz das Palmeiras, em 1881. Com a criação da Vila, em 1885, houve um crescente desenvolvimentodecorrente da cultura cafeeira. Nesta época a população era estimada em 21.000habitantes, predominantemente da colônia de imigrantes italianos. Em 1944 o nomedo município foi alterado para Santa Cruz das Palmeiras, nome este, que se mantématé os dias atuais, com uma população de 30.000 habitantes.1.2 ASPECTOS ECONÔMICOS E CULTURAIS De acordo com Mendes (2000) a principal vocação da cidade resume-se naeconomia essencialmente agrícola (laranja, café e cana-de-açúcar). Algumasindústrias estão presentes no municípo, como por exemplo a Agroceres Ross(criação de aves), Silvio Milanez (citricultura), Usinas de açúcar e álcool como:Abengoa Bioenergia Brasil e Usina Ferrari. Estão instaladas ainda indústrias decerâmica, serralheria e confecções.
    • 20 As comemorações anuais do município são as seguintes: Carnaval de Rua,Encenação da Paixão de Cristo, FESPAL (Festa Palmeirense), Corpus Christi,Festa Italiana, Encontro de Folia de Santos Reis, Campeonato de Bandas eFanfarras- OCIFABAN, Festa de Padroeira de Santa Cruz, Exposição Nacional deOrquídeas, Semana Cultural “João de Simoni” e Mapa Cultural Paulista.1.3 MÚSICA NA CIDADE Atualmente em Santa Cruz das Palmeiras, as atividades musicais sãooferecidas pela Escola Livre de Música “Viverarte” e pela Prefeitura. A PrefeituraMunicipal mantém o Coral Cantigas e Modernas, a Banda Musical “Os Pinguins”, aBanda Musical de Concerto Escola Viva, a Corporação Musical de Flauta Doce e ogrupo de violeiros “Dando Cordas”. Durante o ano, a prefeitura costuma promovervários eventos, viabilizando a apresentação de tais atividades musicais, propiciandoà população o prazer pela cultura musical local.FIGURA 1- Coral Cantigas e Modernas no encontro de corais na Igreja de Santa Rita de Cássia, em 2011. Fonte: Arquivo pessoal de Lazaro Ruiz, Studio Fotos Estrela. Das aulas de coral ministradas pela Professora e Maestrina AdrianaCeccarello Dutra, surgiu o “Coral Cantigas e Modernas” com sede no Centro deIntegração Comunitária “Francisco de Paula Dupas”, sendo a mesma sua regente.
    • 21Em sua formação, com 43 componentes, o coral trabalha em seu repertório o maisvariados gêneros populares. As apresentações normalmente ocorrem em festascívicas, festivais de corais, casamentos, festas folclóricas, missas e eventosculturais. O tempo de apresentação varia de vinte à trinta minutos, o coral atingeresultados positivos através de um trabalho muito bem organizado. A populaçãoespera ansiosamente para prestigiar as datas, já pré-estabelecidas (desfile cívico nodia 3 de maio, festa folclórica no final de agosto, encontro de corais no mês denovembro e a semana natalina em dezembro), o que se tornou uma tradição domunicípio. Das aulas de violão sob a regência do Professor Fábio Donizetti Martins,surgiu o grupo de violeiros “Dando Corda” com cerca de 30 integrantes. O caráter doarranjo é dividido da seguinte forma: 18 violões (1ª, 2ª e 3ª voz na harmonia) e 12violões na melodia principal. O grupo executa composiç ões em estilo “sertanejo raiz”e costuma apresentar-se em teatros. Tais apresentações duram em média, 40minutos, agradando o público em geral. FIGURA 2 - Grupos de violeiros “Dando Cordas”. Apresentação no Teatro de Tábuas em 2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. A Corporação Musical de Flauta Doce, tendo à frente o Maestro e ProfessorAdriano Mizael Gonçalves, possui 40 componentes na seguinte formação: 4sopraninos, 20 sopranos, 10 contraltos e 6 tenores. A corporação participou demuitos campeonatos, o que a fez conquistar o mérito de campeã por várias vezesconsecutivas no campeonato estadual de bandas e fanfarras, e uma vez nocampeonato nacional.
    • 22 Atualmente a Corporação apresenta-se em eventos festivos, executandogêneros da música brasileira e internacional, como pop, bolero, marcha, valsa etema de filmes; normalmente seu tempo de apresentação é de quarenta e cincominutos. FIGURA 3 - Corporação Musical de Flauta Doce, campeonato estadual na cidade de Poços de Caldas (MG) em 2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. FIGURA 4 - Corporação Musical de Flauta Doce no desfile cívico de 2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 23 As atividades musicais de banda musical, oferecidas pela prefeitura, formamduas corporações: Banda Musical “Os Pinguins” e a Banda Musical de Concerto doProjeto Escola Viva. FIGURA 5 - Banda Musical “Os Pinguins”, Semana “João de Simoni” em 2011. Fonte: Arquivo pessoal de Lazaro Ruiz, Fotos Estrela. A Banda Musical “Os Pinguins” é a antiga Banda Municipal de Santa Cruz dasPalmeiras, regida pelo Maestro e Professor Luis Carolino Franco de Camargo eapresenta-se em retretas (apresentação semanal com local e horário definidos) aossábados das 20:00 ás 22:00 horas no Coreto da Praça Condessa Monteiro deBarros em Santa Cruz das Palmeiras. Além desse caráter de apresentação, a bandaparticipa também de desfiles cívicos, alvoradas, inaugurações de patrimônio público,carnaval (matinês e desfile na rua) e procissões. A instrumentação da banda é composta por 5 trompetes, 3 trombones, 5saxofones, sendo 3 altos e 2 tenores, 3 souzafones, 1 bombardino, 2 clarinetas,bumbo, caixa e pratos, trazendo em seu repertório boleros, maxixes, marchinhas decarnaval, valsas, sambas, marchas-rancho, dobrados, hinos e marchas militares. Atendendo às diversas preferências musicais, a população prestigia todas asapresentações da banda aos sábados à noite ou nas datas comemorativas.
    • 241.4 CONHECENDO O PROJETO ESCOLA VIVA FIGURA 6 - Logotipo do Projeto Escola Viva. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. O Projeto Escola Viva, criado no ano de 2009 pela Lei Municipal número1897, tem por objetivo proporcionar ao público-alvo (crianças e adolescentes, nafaixa etária entre 6 e 14 anos), atividades educacionais no âmbito esportivo ecultural. O projeto valoriza os princípios de inclusão social, melhoria das condiçõesde saúde (sabe-se que as crianças apresentam sérios problemas respiratóriosdecorrentes das queimadas da cana de açúcar), melhoria da autoestima, habilidadese competências pessoais. Já na área educacional, visa a melhoria do desempenho escolar dos alunosenvolvidos e o respeito à diversidade, aproveitando a oportunidade para conhecer ooutro e suas diferenças. Com isso, aborda-se uma metodologia de trabalho quevaloriza a construção coletiva no processo de ensino, contribuindo para a diminuiçãoda evasão escolar nas escolas. Já nos esportes educacionais elaborados pelo Departamento de Educação,acontecem jogos e competições, que objetivam a interação entre os participantes, odesenvolvimento do respeito mútuo e a participação de forma leal e não violenta. Éfundamental que se trabalhe em equipe a liderança, a estratégia, metas e objetivos,pois a solidariedade pode ser exercida e valorizada.
    • 25CAPÍTULO 2- BANDA MUSICAL DE CONCERTO DE SANTA CRUZ DASPALMEIRAS A Banda Musical de Concerto Escola Viva, foi criada no dia 14 de abril de2009 pelo Projeto Escola Viva e tem por objetivo proporcionar às crianças eadolescentes, uma atividade cultural, utilizando a música como ferramentaeducativa. O processo de educação musical na banda de concerto deve possibilitaro desenvolvimento musical e integral do ser humano. A banda visa promover umaparticipação mais ampla na cultura social do município. FIGURA 7 – Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. Atualmente, a procura por vagas para crianças e adolescentes que desejamingressar na banda é muito grande, fazendo-se necessária a organização de umalista de espera, que se completa com 20 ou 30 alunos, para a formação de umapossível turma. A formação de novas turmas, dependem da aquisição de novosinstrumentos. Devido ao elevado valor financeiro desses instrumentos e à escassezde verbas, nem sempre é possível atender à demanda de inscritos e formar novasturmas.
    • 262.1 BANDA DE MÚSICA Uma banda de música se diferencia de outras de acordo com a escolha dosinstrumentos que a compõem. A quantidade de instrumentos de sopro de umabanda de música excede o de percussão, ao contrário do que acontece numafanfarra, que possui muitos instrumentos de percussão e poucos de sopro. Osinstrumentos de sopro de uma fanfarra possuem menos recursos técnicos, como aescaleta, o pífano e a corneta, embora algumas também utilizem instrumentos depercussão característicos de banda musical. ANDRADE (1988) define banda demúsica como: [...] um conjunto que contém instrumentos de sopro e percussão usados na orquestra sinfônica atual, acrescidos dos instrumentos construídos por Adolf Sax (saxofones e saxhornes) ou similares de outras fabricações, em função das necessidades musicais, para execução musical ao ar livre”. (ANDRADE, 1988, p.13). A banda do Projeto Escola Viva, não é uma banda de música comum, massim uma banda de concerto. O que difere uma banda de concerto da bandasinfônica, é que sinfônica possui oboés, fagotes, vários tipos de clarineta (Clarinetaalto, clarineta, clarone), adicionando ainda cordas, como violoncelos, contrabaixos .Além disso há uma vasta percussão como tímpanos, gongos ou tantans, carrilhão,vibrafone, xilofone, bloco sonoro, buzinas, reco-reco, etc. Já a banda de concerto,não possui cordas nem instrumentos de palhetas duplas (oboé, fagote, contrafagotee corne inglês). Numa banda de concerto não há um número pré-estabelecido deinstrumentos em cada naipe, sendo assim o quadro abaixo discrimina o tipo e aquantidade de instrumentos que a Banda Musical de Concerto Escola Viva contématualmente: QUADRO 1: Instrumentação da Banda Musical de Concerto Escola Viva. Família Instrumento Quantidade Madeiras Flautim C 1 Flauta Transversal C 6 Clarineta Bb 11 Saxofone Alto Eb 4 Saxofone Tenor Bb 4
    • 27 Metais Trompa Bb/F 2 Trompete Bb 8 Flugelhorn Bb 3 Trombone C 7 Euphonium C 2 Bombardão Bb 1 Tuba Sinfônica C 1 Souzafone Bb 1 Percussão Bateria 1 Bombo 1 Pratos ataque 3 Prato de efeito 1 Ganzá 2 Chocalho 2 Meia lua 2 Caixa rasa 1 Tarol 1 Caixa tenor 2 Glockenspiel 2 Triangulo 1 Carrilhão 1 Claves 1 Como dito anteriormente, numa banda não há um número exato deinstrumentos. Somando-se isso ao fato da banda em questão atender a rede públicaescolar e privada e ter função educativa, o seu número de integrantes não élimitado. Entretanto, há pré-requisitos para o ingresso de um novo aluno, como odirecionamento de um aprendiz a um determinado instrumento indicado peladireção. Isso se dá principalmente quando existem muitos instrumentos de um naipee poucos de outro, o que pode causar certo desequilíbrio à sonoridade da banda.Existe, porém, a possibilidade de troca de instrumento caso não haja adaptação doaluno. Para isso é necessário que o Projeto disponibilize de tais instrumentos.2.2 QUESTÕES SONORAS A formação instrumental e a escolha do repertório são características quedefinem a sonoridade de uma banda de concerto, que neste caso está diretamenterelacionada às suas atividades e função social. Nesse sentido é necessária umapreocupação com articulação, timbre mais agradável, definições de frases e nuancesde uma peça.
    • 28 A Banda do Projeto Escola Viva, por se tratar de uma Banda de Concerto queapresenta-se com os músicos sentados, não em movimento como uma BandaMarcial, por exemplo. São questões técnicas, ou seja, o músico, ao tocar semovimentando, pode perder sua postura e embocadura, ficando sujeito a maiordesafinação. Trata-se de uma banda em que a maior parte dos integrantes éinexperiente e a questão sonora está em plena formação.2.3 INTEGRANTES Hoje a banda conta com 58 integrantes, sendo que 2 deles são profissionaisda Banda Sinfônica da Aeronáutica – AFA da cidade de Pirassununga (SP). Osdemais integrantes, amadores, são jovens estudantes entre 7 e 25 anos de idade. A predominância é de crianças e jovens entre 7 e 18 anos; por este motivo,esses músicos possuem mais tempo para se dedicar à Banda. A partir desta faixaetária, alguns componentes deixam de participar do grupo com assiduidade, poisafastam-se enquanto cursam o ensino superior voltando a participar da mesmaquando estão em período de férias. Já com os integrantes que ingressam no campode trabalho, são desenvolvidas atividades no período noturno e aos finais desemana, garantindo a eles participação em aulas e ensaios. Dentro da Banda Musical de Concerto, existem várias faixas etárias. Essaconvivência entre pessoas de diversas idades possibilita a troca de conhecimento eexperiência, colaborando para o crescimento musical, sobretudo, dos integrantesmais jovens. O autor Paulo Marcelo Marcelino Cardoso afirma que: (...) a participação de componentes mais antigos é também uma constante no processo de formação dos aprendizes. De certa maneira, os músicos mais experientes são referência para aqueles que estão ainda dando seus primeiros passos na arte. (...) Isso acontece de forma direta , quando o aprendiz indaga o mais antigo, ou de forma indireta, quando ele observa os músicos experientes em ação e em seguida tenta imitá-los. (CARDOSO, 2005, p.70) Com relação ao gênero, 20 integrantes são do sexo feminino e 38 do sexomasculino. No passado, em bandas que já existiram em Santa Cruz das Palmeiras ,como “A Furiosa”, “Banda Municipal” e “Banda Mocidade”, a presença feminina nãoera vista com bons olhos pelos músicos, pois estes julgavam que as mulheres não
    • 29seriam persistentes na prática instrumental e nem tão eficientes quanto os homensna execução dos instrumentos musicais de sopros e percussão. Felizmente, essepreconceito tem se alterado; tal mudança é refletida na quantidade de integrantes dosexo feminino na Banda Musical de Concerto Escola Viva, que executam os maisvariados instrumentos: 5 na flauta transversal, 6 no clarinete, 3 no saxofone, 3 notrompete, 1 na tuba, 1 no glocksnpiel e 1 na percussão.2.4 IMPACTOS SOCIAIS A Banda Musical de Concerto do projeto Escola Viva, há muito tempo cumprea função de reunir crianças e adolescentes palmeirenses em torno da música,sonorizando os eventos sociais, religiosos e entre outros tantos da comunidade.Assim, compreendemos que a música é cultura e prática social, e que estáintrinsecamente ligada a eventos sociais coletivos de diversas naturezas. É possível saber que ao longo da história da humanidade, a música sempreesteve presente nas diversas sociedades, servindo como canal para exteriorizarexpressões humanas, como alegria, prazer, amor, dor, religiosidade e anseios daalma. Ao despertar sentimentos e amizades, a banda favoreceu a aproximaçãoentre os integrantes, formando laços de amizade por afinidade, ao se identificaremcom o grupo e o trabalho que a mesma exerce. Isso contribuiu para que a bandapassasse a tocar e a participar das atividades sociais junto à comunidade. A socialização interna é um dos aspectos mais notáveis entre oscomponentes, onde os laços são firmados e reforçados a cada ensaio, encontro eatividade. Os alunos reúnem-se não somente para tocar, mas também para verem-se, conversar e descontrair. Criou-se um espaço de convivência, troca e relaçõeshumanas. Conforme pensamento de Costa (2008) a ideia de evidenciar a função que asapresentações assumem para a banda e seus integrantes desenvolvem suaexecução, dando habilidades de performance específicas: A performance é um momento ímpar para o músico, onde ele expõe o seu papel de instrumentista para a sociedade. As apresentações da Banda (...) criam vínculos com a comunidade (...).Interpretando músicas, desfilando e expondo o ritual das apresentações nos eventos da cidade a banda se fortalece como grupo e como fenômeno cultural. (COSTA, 2008, p. 74).
    • 30CAPÍTULO 3- ATIVIDADES E DINÂMICA DE AULAS DA BANDA MUSICAL DECONCERTO3.1 AS AULAS Através do convite feito à rede pública e privada de ensino do município,através do Projeto Escola Viva, os alunos ingressaram no projeto de iniciaçãomusical participando de aulas teóricas (teoria musical) e práticas (instrumental). Nãohavia nenhuma prerrogativa para ingressar, apenas preencher a ficha de inscrição eter entre 7 e 16 anos. Dessa maneira, os primeiros trinta alunos formaram a turmainicial. As aulas foram divididas em duas etapas: teórica e instrumental. FIGURA 8 – Primeiras aulas de teoria da banda, abril de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. O aprendizado teórico ocorreu através de aulas iniciais em grupo e depoisindividuais. As aulas em grupo, com 2 horas de duração, foram desenvolvidas aossábados no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”. A temasabordados foram: leitura musical, história da música e dos instrumentos musicais. De acordo com o desenvolvimento pessoal de cada aluno, as aulas passarama ser conduzidas de forma individual: iniciava-se então a aprendizagem de teoriamais complexa e solfejo, com carga horária semanal de 1 hora.
    • 31 FIGURA 9 – Primeiros instrumentos da banda, junho de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. O Pedagogo Musical Shinichi Suzuki, concluiu em suas experiências aeficiência do ensino musical utilizando-se a linguagem materna como base empírica.Nessa linguagem propriamente dita, a criança aprende primeiro a ouvir, depois afalar e em seguida reproduz o que aprendeu através da linguagem oral. Na música,a aplicação é a mesma, trocando-se apenas a linguagem: A criança ouve ascanções, memoriza e depois reproduz no instrumento. Segundo Suzuki: “Primeiro: Se hoje nas escolas, fosse utilizado o método de ensino da língua materna, poderíamos esperar resultados muito além dos obtidos com os métodos atuais. Por exemplo, uma opinião típica: “Aqui está uma criança não muito dotada; nasceu com pouca inteligência” – Mas como se explica então a esplêndida capacidade das crianças de falar o japonês? Busca um melhor método de treinamento? Além disso, uma criança é julgada apenas a partir do seu quinto ano ou sexto ano de vida. Ninguém parece se importar com a maneira de educação dada à criança no início de sua infância. Segundo: Todas as crianças que são educadas com perícia e compreensão atingem um alto grau de conhecimento, mas essa educação deve começar no dia do nascimento. Aqui está, na minha opinião, a chave do desenvolvimento integral das potencialidades humanas.” (SUZUKI, 1994, p.12)
    • 32 As aulas teóricas foram ministradas antes das práticas, o que contraria apedagogia musical moderna, que a defende em primeiro lugar. Isso aconteceuporque o projeto em seu início, não dispunha de instrumentos. A estratégia então foio incentivo na forma de workshops ministrados por mim e vídeos. Depois da etapateórica, que durou aproximadamente quatro meses, havia ainda a práticainstrumental. Por tratar-se de um projeto ainda em formação, houve então anecessidade de se emprestar alguns instrumentos da antiga Banda Marcial “JoãoElias Margutti” (que veio ser desativada em 2006), instrumentos de colegas dopróprio município e cidades vizinhas (Tambaú e Porto Ferreira) e outrosemprestados por mim.FIGURA 10 – Primeiros instrumentos da banda em junho de 2009. Fonte: Setor de Cultura de Santa Cruz das Palmeiras. As aulas individuais de instrumento aconteciam semanalmente, com duraçãode 1 hora e 30 minutos, o aluno executava um estudo prático do método elementardo instrumento que escolheu aprender. Era possível levar o instrumento e a apostilapara casa a fim de melhoria nos treinos. Depois de uma evolução do aluno ao executar algumas melodias, a práticainstrumental passava a ser em grupo, com duração de duas horas por semana,
    • 33sendo divididos por naipe. Assim, quando os naipes atingiam o objetivo de executara música pré-determinada com bom entrosamento, todos os ensaios eram reunidos.3.2 AQUISIÇÃO DE NOVOS INSTRUMENTOS É de grande importância ressaltar que em novembro de 2009, o ProjetoEscola Viva, que mantém a Banda, fez a compra de aproximadamente 24instrumentos musicais (10 de percussão e 14 de sopro). Esse fato contribuiu muitopara o desenvolvimento das aulas. Houve grande comoção por parte dosestudantes, muitos emocionados ao ponto de irem às lágrimas. O carinho e o zelodemonstrado pelos instrumentos foi extremamente marcantes.3.3 ROTINAS DE ENSAIOS A Banda Musical de Concerto Escola Viva faz ensaios semanais, comduração de duas horas aos domingos (das 16:00 ás 18:00 horas). Tais ensaiosacontecem no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes”. Como o teatronão é de uso exclusivo da banda, frequentemente ocorre a impossibilidade deensaio por ocorrência de outros eventos não relacionados à musica, tendo o mesmoque ser transferido a um galpão ao lado do próprio teatro. Os ensaios são divididos em dois momentos. No primeiro momento aconteceo aquecimento, onde se dá o estudo de notas longas e o estudo de escalas (escalasmaiores e menores) de diversas maneiras diferentes: escalas articuladas, ligadas,em stacatto, devagar, rápido, com ritmos variados (colcheias, semicolcheias, ritmospontuados). Esse é o momento em que cada um procura ouvir o outro, tentadoequalizar o som e afinar com os colegas.
    • 34FIGURA 11 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. Após esse aquecimento, é feita a afinação. Um aluno da banda (geralmenteum clarinetista) é o responsável em passar a afinação a cada instrumentista, sendoo lá a nota de referência para os instrumentos em dó, e o si para os instrumentos emsi bemol. Na verdade, esse primeiro momento é uma preparação para o ensaio; norepertório, a cada peça nova, o aluno tem a oportunidade de treinar sua leitura àprimeira vista. Se a música for de um andamento rápido e de dificuldade elevada, amesma é ensaiada mais lentamente para que todos possam lê-la. As partituras ficamdisponíveis em duas pastas, uma para que o aluno possa levá-la para estudar emcasa e outra só para apresentações.
    • 35 FIGURA 12 – Ensaios da Banda Musical de Concerto Escola Viva, realizado abaixo do palco no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/03/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. É importante ressaltar que das composições e arranjos usados pela banda,80 % foram cedidos pelo Conservatório Dramático e Musical de Tatuí "Dr. Carlos deCampos", e 15% conseguidos por amigos meus. Os outros 5% são de composiçõesminhas. Algumas adaptações e transcrições foram necessárias para suprir algumasnecessidades especiais como questões técnicas (interpretação) e fisiológicas(postura relacionada ao tamanho dos membros superiores). Essas adaptaçõestambém foram elaboradas por mim. Procurei então transcrever os arranjos a fim deproporcionar maior segurança aos alunos que têm dificuldades com notas maisagudas, oitavando para baixo ou para cima, de modo que alguns instrumentos cujastessituras não sejam compatíveis com o instrumento original possam substituí-lo. Àsvezes, ocorre a necessidade de adaptação do ritmo, estilo, velocidade e dinâmica,tendo, porém, o cuidado de não descaracterizar o arranjo original. Hoje, a banda possui um vasto repertório, que vai do erudito ao popular,música brasileira e estrangeira, temas de filmes, coletâneas e, como não poderiadeixar de ter, várias marchas e dobrados para desfiles. Mesmo sendo uma banda deconcerto, não há como fugir dos tradicionais desfiles. Todo esse amplo repertório
    • 36oferece aos alunos a oportunidade de estar em contato com diversos estilosmusicais, de diversas épocas, aprendendo sobre a interpretação de cada peça, deacordo com o período, seja ele barroco, clássico, romântico ou contemporâneo, ecom diferentes estilos: samba, marcha, rock, entre outros.3.4 ESCOLHA DO REPERTÓRIO A escolha do repertório executado pela Banda de Concerto Escola Viva faz-sede maneira que exerça sua função: atrair em suas apresentações todo tipo depúblico, sobretudo jovens e crianças. É de uma enorme importância a inserção de músicas que contenhamelementos novos, a fim de que os músicos desenvolvam-se, já que estão em fase deaprendizado. No critério adotado para a seleção das músicas que farão parte do repertório,previamente selecionado, levando-se em consideração o gosto de todos e o bomsenso. O primeiro e mais importante critério é a inserção de novos estilos e gênerosvariados. Depois a aprovação do Maestro, e finalmente dos músicos. A cadasemestre são trabalhadas três músicas: duas delas são de escolha dos integrantes euma do Maestro. O repertório da Banda Musical de Concerto Escola Viva é formado pormúsicas populares dos mais variados estilos e nacionalidades, peças eruditas,sinfônicas, folclóricas e também hinos cívicos. Abaixo está exposto o quadro quetraz o título das peças, compositores, arranjadores e os gêneros musicais atuais dabanda: QUADRO 2: Repertório da Banda Musical de Concerto Escola Viva.MÚSICA COMPOSITOR ARRANJO GÊNEROThe Best of Percussion Marcelo Cosme dos Santos Marcelo Cosme dos Santos Rock popCaetano Veloso em Caetano Veloso Nene MarchaMarcha ranchoAsa Branca Luiz Gonzaga Marcilio Albano da Silva BaiãoCrazy Train Ozzy Osbourne Marcelo Cosme dos Santos Rock
    • 37Lady Marmalade Bob Crewe and Kenny Michael Brown Pop NolanBorn to be Wild Mars Bonfire Johnnie Vinson RockPearl Harbor Hans Zimmer Jay Bocook SinfônicaViva la Vida Coldplay Cristiano Aparecido S. Marcha Dallan SinfônicaHino Nacional Poema: Joaquim Osório Música: Francisco Manuel HinoBrasileiro Duque Estrada da SilvaDisco Inferno Leroy Greem and Tyribe G. John Higgins Rock KerseyAntecedium Ed Huckby Ed Huckby SinfônicaFire Dance David Shaffer David Shaffer SinfônicaPirates of the Klaus Badelt Ted Ricketts SinfônicaCaribbeanGreenleeves Tradicional Neves Canção NatalinaSilent Night Mohr / Gruber Neves Canção NatalinaWhite Christmas I. Berlin Neves Canção NatalinaJingle Bells J. S. Pierpont Neves Canção NatalinaI Heard the Bells on J. Morks / H. Longfellow Neves CançãoChristmas Day NatalinaAdeste Fidelis John F. Wade Neves Canção NatalinaWe Wish you a Merry Adapt. Neves Neves CançãoChristmas NatalinaAve Verum W. A. Mozart Neves Canção Natalina3.5 CONCERTOS DIDÁTICOS A Banda de Concerto fez um concerto didático, realizado no dia 17/06/2011às 20 horas, estendendo, através do Departamento de Ensino Municipal, o convite atodos os alunos da rede de ensino pública e privada. Geralmente, concertos comefeito didático são realizados nas dependências das escolas; contudo, nesse caso,como tratavam-se de muitas escolas, a apresentação ocorreu no Teatro de Tábuas
    • 38“Vereador Luis Affonso Mendes”, antiga Estação Ferroviária de Santa Cruz dasPalmeiras.FIGURA 13 – Concerto Didático realizado no Teatro de Tábuas “ Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. Considera-se esse tipo de concerto um dos mais importantes quanto à funçãoda banda, já que leva a música às entidades educacionais, despertando o interessede crianças e a curiosidade dos professores dessas escolas. Estes ficam impressionados pelo fato de termos tantos jovens dedicando-se àmúsica no município e exaltam o trabalho da banda. Outro aspecto interessantedesse concerto, além de divulgar tal atividade aos estudantes, foi a oportunidadeoferecida ao público de compreender a função do maestro, saber o que é um naipe,conhecer o som de cada instrumento, saber suas características e como cada umfunciona. Tudo isso acontece no intervalo de cada peça tocada. Um aluno de cada naipe levanta-se e apresenta seu instrumento, fala sobreele, suas curiosidades e toca uma música ou uma escala, de modo que o públicopossa perceber a extensão e o timbre de cada um. É a oportunidade que as criançastêm de conhecer instrumentos (como o flautim, a flauta transversal, a clarineta, osaxofone alto e tenor), o trompete e o Flugelhorn, a trompa, o trombone de vara, oeuphonium (bombardino), a tuba e os instrumentos de percuss ão, tão exóticos paraelas e muito distantes de sua realidade.
    • 39 FIGURA 14 – Concerto didático realizado no teatro de tábuas “ Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. Logo em seguida, o maestro explica sua função e fala um pouco sobre abanda. Não é apenas o público que amplia seus conhecimentos sobre a banda eseus instrumentos: os próprios integrantes interessam-se em pesquisar mais sobreseu instrumento a fim de transmitir as informações com maior segurança. Nessesconcertos procura-se tocar um repertório bem popular, conhecido por todos, paradespertar o interesse das crianças e jovens ali presentes.3.6 CONCERTOS DE FINAL DE SEMESTRE Ao contrário do que ocorre nos Concertos Didáticos, os concertos de final desemestre são elaborados com peças com dificuldade de grau mais elevado. Osalunos preparam-se durante todo o semestre para tal concerto. O público maisesperado para esse tipo de apresentação são amigos, pais e parentes dosintegrantes da Banda, juntamente com professores e funcionários do Projeto EscolaViva. Normalmente, essa é a apresentação mais importante e esperada dosemestre.
    • 40 FIGURA 15 – Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”- antiga estação ferroviária de Santa Cruz das Palmeiras, 29/05/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. 3.7 CONCERTOS EM TEATRO Em tais concertos há uma maior preocupação quanto à sonoridade da banda.Nos ensaios, geralmente busca-se um menor volume de som. Pode-se também, emalguns momentos, haver revezamento entre os instrumentos iguais, como, porexemplo, se dois saxofones estão tocando a mesma passagem, ora um toca, oraoutro. A Banda realizou um concerto no Teatro Bassano Vaccarini, nasdependências da Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP no dia 27 de outubrode 2010, sendo prestigiada por um público acadêmico da área musical pela primeiravez. Os resultados foram muito positivos e as críticas docentes contribuíram para ocrescimento técnico do grupo.
    • 41 FIGURA 16– Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.3.8 CONCERTOS AO AR LIVREFIGURA 17 – Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. Geralmente realizados em praças, esses concertos precisam de um repertórioque não possua grande variação de dinâmica e que tenham um maior volume de
    • 42som (caso não se tenha recursos como aparelhagem de som, microfones, caixas deamplificação e etc.), por serem realizados ao ar livre. Diversas pessoas param paraouvir e dançar, apreciando a apresentação da Banda.3.9 DESFILES CÍVICOS FIGURA 18 – 1ª apresentação no desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça CondessaMonteiro de Barros, em 02/05/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. Os desfiles cívicos são realizados sempre na primeira semana do mês demaio, em comemoração ao aniversário da cidade de Santa Cruz das Palmeiras.Nesta apresentação, reúnem-se todos os departamentos da área educacional erepresentantes das escolas da rede municipal e estadual. Tais eventos contam com as apresentações da Banda de Música, Fanfarra,Companhia de Santos Reis e o Coral da cidade, além de entidades sociais domunicípio, com grupos de Jeeps, gaioleiros e motociclistas, finalizando com otradicional desfile de cavaleiros. Os ensaios para esses desfiles são feitos ao ar livre, no pátio do próprioCentro Cultural (Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”). Como asapresentações ocorrem nas ruas, os desfiles precisam de uma sonoridade maior doque os concertos em salas fechadas. (teatros).
    • 43FIGURA 19 – Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.3.10 EXPERIÊNCIA COM ORQUESTRA SINFÔNICA PARCIALFIGURA 20 – Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 44 No dia 22 de dezembro de 2012, aconteceu o Concerto Natalino, na Praça“Condessa Monteiro de Barros”, na cidade de Santa Cruz das Palmeiras, Nestaocasião, houve o intercâmbio entre a Banda Musical de Concerto Escola Viva e aCameratta de Cordas da Escola Municipal de Música da cidade de Luiz Antônio. Portratar-se de uma apresentação onde a formação instrumental é diferente daorquestra tradicional (não havia contrabaixo, oboé e fagote), chamamos aexperiência como “Orquestra Sinfônica Parcial”. Natural da cidade de São Caetano do Sul, Estado de São Paulo, aluno docurso de Licenciatura Plena em Música da Universidade de Ribeirão Preto –UNAERP, o Professor de Violino e Regente Wesley Ekstein com seus vinte alunosemocionaram o público presente com algumas de suas peças para cordas (incluindopeças do Período Barroco, como o “Kanon” de Pachelbel). Este evento foi de grande importância para os munícipes e para os músicosda cidade, que até então, nunca haviam promovido um intercâmbio dessa espécie,unindo banda de sopro e percussão com as cordas.FIGURA 21 – Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. Mesmo havendo um desequilíbrio entre os instrumentos de sopro (45músicos) e os de cordas (20 músicos), os alunos da Banda souberam obedecer adinâmica, tendo a sensibilidade e a percepção auditiva melhor exploradas, que
    • 45foram aplicadas no equilíbrio da massa sonora da orquestra. A condução do Maestrofoi bastante respeitada.3.11 A FUNÇÃO DAS APRESENTAÇÕES A Banda Musical de Concerto Escola Viva possui vida ativa no município deSanta Cruz das Palmeiras, apresentando-se em diversos locais e ocasiões. Asapresentações realizadas pela banda configuram-se como um elemento incentivadorpara que os integrantes dediquem-se às atividades musicais e estudem ainda maisseus instrumentos, podendo mostrar seu trabalho através das apresentações. Quando o aluno realiza apenas ensaios e aulas, as atividades tornam-semonótonas, o que acaba desestimulando o aluno. Quando tratamos deapresentações, todos os componentes da Banda sentem-se motivados a estudar eaperfeiçoar-se ainda mais, pois há o reconhecimento dos resultados dos estudos.
    • 46CONSIDERAÇÕES FINAIS Nos três anos vivenciando o ambiente musical da Banda Musical de ConcertoEscola Viva, encontramos a situação de divergência no repertório que os jovens e osadultos queriam desenvolver. No decorrer do tempo foram trabalhadospropositalmente repertórios mais elaborados no sentido de nível musical evalorizando os arranjos para a formação específica da banda. Mesmo com asdificuldades de execução que foram vivenciadas, por serem músicas novas ou pelodesconhecimento do repertório novo, o resultado fez sobressair a satisfação doscomponentes da Banda e ampliou a possibilidade de estilos para os mais diversoseventos. Este trabalho contempla como fator primordial a formação da cidadania,popularização das condições de bem estar e melhoria da qualidade de vida,objetivando o registro histórico e o impacto social da banda no município. Nãopodemos deixar de citar que para o desenvolvimento deste estudo tivemos acolaboração do acervo documental da Banda de modo a centralizar aqui as fotos eas apresentações em ordem cronológica. Como resultado do projeto atualmente desenvolvido pelo professor/maestro eseus jovens músicos, constata-se que a música operou mudanças nos alunos, noinstrutor/maestro bem como na comunidade palmeirense. Espera-se, com esta reflexão, chamar a atenção para a importância daeducação musical como agente determinante para novas experiências de açãocultural semelhante à Banda Musical de Concerto Escola Viva. Também importante citar que é um privilégio para Santa Cruz da Palmeiras teruma banda do porte e características da Banda Musical de Concerto, pois outrosmunicípios do interior do país até com mais estrutura financeira e administrativapodem ter instituições que trabalhem a música como centro de desenvolvimentohumano, mas não contemplam proporcionalmente à densidade demográfica aquantidade de pessoas atingidas com seus benefícios.
    • 47CONCLUSÃO Na apresentação deste trabalho, foi possível verificar que a Banda Musical deConcerto do Projeto Escola Viva, tem sido de grande importância nodesenvolvimento musical e cultural de jovens e adultos de Santa Cruz dasPalmeiras, onde muitos passaram a usufruir da música não só como um lazer, mastambém como uma possibilidade, um meio de sobrevivência. Através do referencialteórico constituiu-se um exercício de reflexão acerca das características do conjunto,descritas pelas práticas musicais e pelos processos de musicalização desenvolvidosno período entre 2009 à 2012, caracterizando-se como um documento histórico derelevante valor para futuras gerações. Dentro do contexto deste trabalho, pode-se concluir que a Banda Musical deConcerto atua também no ensino musical, sendo que o conteúdo assimilado pelosalunos é de grande importância não só para o aspecto social do município, mas paraa instituição, como formadora de novos profissionais do meio. Destacamos aessencial importância da banda para sociedade, objetiva propagar os benefícios damúsica; integração social, conhecimento, senso crítico, vivências culturais emusicais, características estas, fundamentais na socialização e formação doindivíduo. Com as reflexões apresentadas, agregamos as informações históricas e seuregistro na intenção da valorização deste patrimônio imaterial na vida das crianças,adolescentes e demais envolvidos, bem como sua herança musical para omunicípio. Este trabalho contribui na área da educação musical, no sentido dedespertar o interesse de educadores para a importância da banda em Santa Cruzdas Palmeiras e em outras pequenas cidades do interior do país, onde o acesso aoensino de música é mais restrito e há carência de profissionais de música dentro dasescolas de ensino regular. As bandas apresentam-se como uma opção de vivênciacultural e social mais acessível. As apresentações que a Banda Musical de Concerto Escola Viva realizou forado município, foram muito elogiadas. Em cidades de maior porte, como RibeirãoPreto, Pirassununga e Porto Ferreira, onde há mais recursos econômicos e culturais,fomos recebidos com muito entusiasmo e consideração, pois o Projeto Escola Viva
    • 48se destaca na região pelas várias modalidades educacionais e culturais oferecidaspara a juventude, e pelo pouco tempo em que conseguiu constituir e estruturar umaBanda Musical de Concerto.
    • 49REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 14724: Informação edocumentação. Trabalhos Acadêmicos - Apresentação. Rio de Janeiro: ABNT.BANDAS DE MÚSICA NO BRASIL, 1., 2008, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto: Museude Inconfidência, 2008, p.64-68.BARBOSA, Joel Luis. Tradição e inovação em bandas de música. In: SEMINÁRIODE MÚSICA DO MUSEU DA INCONFIDÊNCIA BANDAS DE MÚSICA NO BRASIL –BARBOSA, Joel Luiz S. Da Capo: método elementar para ensino coletivo ouindividual de instrumentos de banda. São Paulo: Keyboard, 2004.BINDER, Fernando Pereira. Bandas Militares no Brasil: difusão e organizaçãoentre 1808-1889. Volume I, II, III. Dissertação de Mestrado. São Paulo, Setembro de2006.BRASIL BANDAS. Dcb. Disponível em: <http://www.brasilbandas.com.br>. Acessoem 20 de fevereiro de 2012.CARDOSO, Paulo Marcelo Marcelino. Lourival Cavalcanti e o universo dasbandas de música. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Centro deCiências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte,Natal, 2005.CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE BANDAS E FANFARRAS - CNBF. Regulamentodo campeonato nacional de bandas e fanfarras de 2011. Disponível em:em: 23abr. 2006.CRUVINEL, Flávia Maria. O ensino coletivo de instrumentos musicais. EducaçãoMusical e Transformação social. Goiânia: Instituto Centro-Brasileiro de Cultura, 2005FARIAS, Roberto. O universo instrumental da banda sinfônica. Disponível em:<http:// maestrofarias.blogspot.com/2009/07/artigo-o-instrumental-da-banda.html>.Acesso em: 10 jan. 2010.COSTA, Luiz Fernando Navarro. Transmissão de saberes musicais na Banda 12de Dezembro. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade Federal da Bahia,Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, João Pessoa, 2008.
    • 50GIARDINI, Monica. A Banda Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo, suaorganização, trajetória e importância na formação de instrumentistas desopros e de percussão. 2005. 184f. Dissertação (Mestrado em Musicologia) –Escola de Comunicação e Artes, da Universidade de São Paulo, 2005.NASCIMENTO, Marco Antônio Toledo. “A banda de música como formadora demúsicos profissionais, como ênfase nos clarinetistas profissionais do Rio deJaneiro”. Monografia de final de curso. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2003.PENNA, Maura L. Reavaliações e buscas em musicalização. São Paulo: Loyola,1990.TACUCHIAN, Ricardo. Tradição e resistência. in: Governo do Estado do Rio deJaneiro, Secretaria de Cultura; Asban. Catálogo Banda Larga. Rio de Janeiro:Programa de atualização para bandas de música do Estado do Rio de Janeiro, 2010.ANDRADE, Hermes. A banda de música na escola de primeiro e segundo graus.Dissertação (Mestrado em Música) – Conservatório Brasileiro de Música, 1988.TEIXEIRA, Clotildes Avellar. Marchinhas e Retretas: História das corporaçõesmusicais civis de Belo Horizonte. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.WONTROBA, Sérgio. O que é banda sinfônica. Revista Concerto, [s.n.t], 2004.MENDES, Luís Afonso. Santa Cruz das Palmeiras de 1765 à RevoluçãoConstitucionalista de 1932. Santa Cruz das Palmeiras: Editora “A Cidade”, 2000.SUZUKI, Shinichi. Educação é Amor: Um novo método de educação. Rio Grandedo Sul. Editora Gráfica Pallotti, 1994.
    • 51ANEXOSFIGURA 22 – Primeiras aulas de teoria da banda, abril de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 23 – Primeiros instrumentos da banda, junho de 2009 no Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 52FIGURA 24 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos LucatelliFIGURA 25 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 53FIGURA 26 – 1º ensaio da banda, realizado no Teatro de Tábuas “Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 20/10/2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli. FIGURA 27 – Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 54FIGURA 28 – Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 29 – Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 55 FIGURA 30 – Banda Musical de Concerto Escola Viva em sua primeira apresentação em 2009. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.FIGURA 31 – 1º Desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 56FIGURA 32 – 1º Desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.FIGURA 33 – 1º Desfile cívico em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, em 02/05/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Stela Marta Mendes Ramos Lucatelli.
    • 57FIGURA 34– Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 35– Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 58FIGURA 36– Concerto no Teatro Bassano Vaccarini, UNAERP dia 27/10/2010, em Ribeirão Preto. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 37– Concerto Natalino no Salão Paroquial em Santa Cruz das Palmeiras, dia 18/12/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.
    • 59 FIGURA 38– Concerto Natalino no Salão Paroquial em Santa Cruz das Palmeiras, dia 18/12/2010. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.FIGURA 39 – Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.
    • 60FIGURA 40 – Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.FIGURA 41 – Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.
    • 61FIGURA 42 – Segunda apresentação em desfile cívico no dia 1º de maio de 2011 em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos. FIGURA 43 – Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”- antiga estação ferroviária de Santa Cruz das Palmeiras, 29/05/2011. Fonte: Arquivo pessoal Lazaro Ruiz, Studio Fotos Estrela.
    • 62FIGURA 44 – Centro de Lazer do Trabalhador “Prefeito Luis Piccolo”- antiga estação ferroviária deSanta Cruz das Palmeiras, 29/05/2011. Fonte: Arquivo pessoal Lazaro Ruiz, Studio Fotos Estrela.FIGURA 45 – Concerto didático realizado no teatro de tábuas “ Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 63FIGURA 46 – Concerto didático realizado no teatro de tábuas “ Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 47 – Concerto didático realizado no teatro de tábuas “ Vereador Luis Affonso Mendes” no dia 17/06/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 64FIGURA 48 – Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 49– Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 65FIGURA 50 – Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 51 – Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 66FIGURA 52 – Concerto no “Revelando São Paulo” – Na cidade de São Paulo em 10/09/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves. FIGURA 53 – Concerto Natalino realizado no dia 17/12/2011, na cidade de Luiz Antônio. Fonte: Arquivo pessoal de Marcelo Cosme dos Santos.
    • 67FIGURA 54 – Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 55 – Orquestra Sinfônica Parcial em Santa Cruz das Palmeiras na Praça Condessa Monteiro de Barros, 22/12/2011. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 68FIGURA 56 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 57 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 69FIGURA 58 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 59 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.
    • 70FIGURA 60 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.FIGURA 61 – Desfile cívico na Praça Condessa Monteiro de Barros, em Santa Cruz das Palmeiras no dia 06/05/2012. Fonte: Arquivo pessoal de Adriano Mizael Gonçalves.