Your SlideShare is downloading. ×
Nicaraguan revolution
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Nicaraguan revolution

371
views

Published on

A brief presentation on the process of the Nicaraguan revolution

A brief presentation on the process of the Nicaraguan revolution

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
371
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. REVOLUÇÃONICARAGUENSE
  • 2. No dia 19 de julho de 1979, a Nicarágua, um país da América Central com menosde três milhões de habitantes, chamou a atenção do mundo todo. A ditadura deSomoza, a mais longa registrada na America Latina, foi derrubada por um bandode guerrilheiros esquerdistas maltrapilhos, depois de haverem liderado umamaciça insurreição popular.Quando os jovens guerrilheiros vitoriosos da Frente Sandinista de LibertaçãoNacional (FSLN) marcharam pela capital da Nicarágua, em julho de 1979, a cenafestiva lembrava outra vitória revolucionária, ocorrida vinte anos antes. Como FidelCastro e os demais líderes da revolução cubana de 1959, os combatentesnicaraguenses, em uniformes verde-oliva imundos, alguns até rasgados, agitavamao alto suas bandeiras de cores vermelha e preta; muitos daqueles homenshaviam dei-xado crescer a barba, durante o longo período passado nas sel-vas. AFSLN, como sua predecessora em Cuba, tinha chegado ao poder liderando umagenuína revolução popular, que com-binava táticas de guerrilha rural com levantesurbanos. Como o Movimento Cubano 26 de Julho, a FSLN lutava pela reformaagrária e pelos direitos dos trabalhadores, e contra a ditadura e a dominação dosEstados Unidos. Em ambos os casos, uma ditadura brutal foi derrubada e teve seuexército destruído. O ditador cubano Fulgêncio Batista fugiu para Miami no dia 1de janeiro de 1959. Anastasio Somoza, cuja família governava a Nicarágua haviaquatro décadas, usou a mesma rota de fuga no dia 17 de julho de 1979, levandodo Tesouro Nacional tudo o que conseguiu roubar.
  • 3. América Centralnos tempos coloniais• Nos tempos do domínio espanhol, a região daAmérica Central era controlada pela Capitania-Geral da Guatemala e estava administrativamentesubordinada ao vice-reino da Nova Espanha (oMéxico atual). Com o processo de independêncianacional iniciado em 1821, formou-se em seu lugaruma confederação denominada de ProvínciasUnidas da América Central (1824-1838), separadasdefinitivamente do México em 1825.
  • 4. Ceremonia solemne dela firma del Acta deIndependencia deCentro América, en laCapitanía General deGuatemala, 15 deSeptiembre de 1821Acta del 15 de Septiembre de 1821»Palacio Nacional de Guatemala, quince de Setiembre de milochocientos veintiuno.Siendo públicos e indudables los deseos de independencia del GobiernoEspañol, que por escrito y de palabra ha manifestado el pueblo de estacapital: recibidos por el último correo diversos oficios de losAyuntamientos Constitucionales de Ciudad Real, Comitán y Tuxtla, enque comunican haber proclamado y jurado dicha independencia y escitaná que se haga lo mismo en esta ciudad: siendo positivo que han circuladoiguales oficios a otros Ayuntamientos: determinado, de acuerdo con laEscelentísima Diputación Provincial, que para tratar de asunto tan gravese reuniesen en uno de los salones de este palacio la misma DiputaciónProvincial, el Ilustrísimo Sr. Arzobispo, los Señores individuos quediputasen la Escelentísima Audiencia Territorial, el Venerable Señor DonDean y Cabildo Eclesiástico, el Escelentísimo Ayuntamiento, el M.I.Claustro, el Consulado y el M.I. Colegio de Abogados, los PreladosRegulares, Jefes y funcionarios públicos, congregados todos en el mismosalón: leídos los oficios expresados: discutido y meditado detenidamenteel asunto; y oído el clamor de ¡Viva la Independencia!, que repetía decontínuo el pueblo que se veía reunido en las calles, plazas, patio,corredores y antesala de este palacio, se acordó por esta Diputación éindividuos del Esmo. Ayuntamiento.
  • 5. Em meados do século XIX, o conflito de interesses queopunha a Grã-Bretanha aos Estados Unidos pelocontrole das Antilhas agravou-se. Os dois países foramlevados a assinar o tratado de Clayton-Bulwer, pelo qualas partes declaravam trabalhar para a construção de umcanal inter-oceânico em território nicaragüense, sem quetenham disso informado a Nicarágua. Reconheciamprerrogativas em relação à sua futura utilização eafirmavam que não tinham qualquer intenção de construirfortificações nem "de ocupar a Nicarágua... ou exercerdomínio sobre qualquer território da América Central..."
  • 6. William Walker - um flibusteiroComo muitos países da região, nos anos 50 doséculo XIX a Nicarágua vivia mergulhada emguerras civis permanentes. Em 1854, umconflito entre liberais e conservadoresdegenerou em conflito internacional: os liberaischamaram em seu auxílio mercenáriosamericanos. Tinha chegado a hora dos piratas.Entre eles, William Walker, feroz partidário daescravatura e de sua implantação na AméricaCentral, que tentou apoderar-se da Nicarágua,proclamando-se presidente em 1856. Apesar daneutralidade oficial anunciada pelos EstadosUnidos, um emissário de Walker foi recebidopelo presidente Franklin Pierce, mas os paísesda América Central acabaram com a aventura
  • 7. Bandeira da Nicaragua (durante o governo de Willin Walker)
  • 8. Augusto César SandinoO movimento de Augusto César Sandino foi ummovimento anticolonial de libertação nacional jáque, depois da traição do levantamento liberalconstitucionalista encabeçado por José MariaMoncada, estabeleceu como objetivo lutarcontra as manifestações coloniais da dominaçãoimperialistana Nicarágua: a ocupação doterritório nacional pelo exército norte-americanoe a imposição direta pelos Estados unidos dopessoal político de dominação.”(Portocarrero,p.251).• PORTOCARRERO, Amaru Barahona. Breve estudo sobre a históriacontemporânea da Nicarágua. In: CASANOVA, Pablo González (org.). AméricaLatina. História de Meio Século. Brasília: Editora da UNB, 1988, p. 251.
  • 9. 3 de fevereiro de 1933 - General Somozae Augusto Sandino -
  • 10. Na noite de 21 de fevereirode 1934, depois departiciparem de um jantarno palácio presidencial, emManágua, Sandino e seustrês companheiros sãopresos e fuzilados pormembros da GuardaNacional.
  • 11. 1936 - Somoza campaigning for the presidency
  • 12. A FAMÍLIASOMOZA
  • 13. A Dinastia Somoza• O general Anastasio (Tacho) Somoza García, eleito presidente em1936, durante vinte anos Somoza controlou a política do país, diretamenteou por interpostas pessoas. Assassinado em 1956, foi substituído pelo filhoLuís Somoza Debayle (1957-1963). René Schick Gutiérrez (1963-1966), mortono exercício da presidência, foi sucedido por Lorenzo Guerrero Gutiérrez(1966-1967), a que se seguiu Anastasio (Tachito) Somoza Debayle, irmãomais novo de Luís.• Aproveitando-se do terremoto que, em 1972, arrasou Manágua, TachitoSomoza obteve do Congresso poderes ilimitados. Cresceram a oposição e aguerrilha, esta movida pela Frente Sandinista de Liberación Nacional (FSLN).O assassinato, em janeiro de 1978, do líder oposicionista Pedro JoaquínChamorro, diretor do mais importante jornal do país, La Prensa, gerouprotestos e greves que culminaram na guerra civil.
  • 14. Anastasio (Tacho) Somoza GarcíaElected president in 1936Anastasio (Tacho) Somoza García (1896-1956) foi,oficialmente, o trigésimo quarto e trigésimo nonoPresidente da Nicarágua, mas efetivamente comandouo país como ditador desde 1936 até ser assassinado.Em 1955, a constituição foi modificada para permitir queele pudesse concorrer a um novo mandato. Pouco depoisde ser nomeado, foi atingido por um tiro no peito, em 21de Setembro de 1956, disparado pelo poeta RigobertoLópez Pérez na cidade de León, e morreu dias após serremovido para um hospital na Zona do canal do Panamá.Os filhos de Somoza, Luis Somoza e AnastasioSomoza Debayle, comandaram o país direta ouindiretamente, através de testas de ferro pelos vinte e trêsanos seguintes. Apesar da corrupção generalizada e darepressão dos dissidentes, eles foram capazes de manter-se no poder porque os EUA os viam como força anti-comunista e fonte de estabilidade.
  • 15. Luis Anastasio Somoza DebayleLuis Anastasio Somoza Debayle, nacido en León,Nicaragua el 18 de noviembre de 1922 y fallecido enManagua el 13 de abril de 1967, hijo del dictador AnastasioSomoza García, fue presidente en funciones, y despuésdictador y presidente de Nicaragua de 1957 a 1963 tras elatentado contra su padre el 21 de septiembre de 1956 y suposterior muerte el 29 del mismo mes y año. Sus hermanoseran Lillian (la mayor) y Anastasio Somoza Debayle (elmenor).Falleció el 13 de abril de 1967 por un ataque al corazón en sucasa de habitación, a menos de un mes de que su hermanoAnastasio tomara posesión del poder para su primer períodolo cual sería el 1 de mayo de ese mismo año. Al momento desu muerte ya había sucedido la Masacre de la AvenidaRoosevelt, en la capital Managua, el 22 de enero en la cuallos efectivos de la Guardia Nacional dispararon contra unamultitudinaria manifestación de la Unión Nacional OpositoraUNO (coalición de partidos opuestos al somocismo).
  • 16. Anastasio (Tachito) Somoza DebayleAnastasio Somoza Debayle (1925 - 1980)Presidente Nicarágua entre 1967 e 1972. Eentre 1974 e 1979. Como chefe da GuardaNacional (GN) manteve-se no poder de formaautoritária e absolutista, durante o períodotransitório. Foi o último membro da dinastiaSomoza, que tinha começado em 1934.
  • 17. Nicaraguan dictator Anastasio Somoza with PresidentFranklin Roosevelt in Washington in 1939. EleanorRoosevelt and Salvadora Somoza stand behind them.
  • 18. Anastasio Somoza García 1948
  • 19. Anastasio Somoza García, rodeado de sus camisas azules ysimpatizantes en la entonces Plaza de la República.
  • 20. O patriarca com Luis (à esquerda) e Anastasio Jr
  • 21. Anastasio Somoza Garcia com osseus filhos Luis e Anastasio JrSomoza-children: Anastasio, Jr. e Luis noLaSalle na Academia Militar, Long Island
  • 22. 1959 - somoza-brothers: Anastasio Somoza e Luis
  • 23. 1962- fundação da FSLNEl FSLN fue fundado en 1962 por un grupo deestudiantes universitarios encabezados porCarlos Fonseca, Silvio Mayorga y Tomás Borge.Éstos recibieron el apoyo del dirigenterevolucionario cubano Fidel Castro, ofrecido enparte por el papel que había desempeñado LuisSomoza Debayle en el desembarco de bahía deCochinos de 1961. A pesar de la influencia de laideología marxista y leninista, el FSLN no teníaun vínculo directo con el Partido Comunista deNicaragua. Los sandinistas se oponían a lafamilia Somoza y a la presión de Estados Unidossobre Nicaragua, y reclamaban una reformapolítica y económica radical que condujera a laredistribución de la riqueza y el poder
  • 24. Tropas Sandinstas
  • 25. 19 de julio 1979
  • 26. • somoza-carWreckageof AnastasioSomoza’s car inParaguay, Sept. 17,1980
  • 27. Propaganda da FSLN, nota-seSandino que a imagem deSandino vem a cima como queorientando através de seu legadoideológico e experiênciarevolucionária os guerrilheiros queestão baixo junto com o povo
  • 28. campanha dealfabetização
  • 29. Jóvenes integrados a las tareas dedefensa y producciónFSLN - rally
  • 30. Ernesto Cardenal, representante de la Teología de la Liberación
  • 31. • Em 1983, João Paulo II, em visitaoficial a Nicarágua. O papa, diantedas câmeras de televisão,repreendeu severamente a ErnestoCardenal, de joelhos diante dele,por difundir doutrinas apóstatas epor participar do governosandinista .
  • 32. OS CONTRASEden PastoraAdolfo Calero (centro)
  • 33. OS CONTRAS
  • 34. O Caso Irã-Contras
  • 35. EUA – década de 1980Tentativa de satanizar as lutas sociais, que estavamocorrendo nos anos 80, em particular a RevoluçãoNicaraguense, transformando-as em uma supostaponta de lança da penetração soviética na AméricaLatina.Ronald Reagan (1981-1989) -Caso Irã-Contras. O governo Reagan contrariou leique impunha embargo ao Irã e aos guerrilheiros deNicarágua, vendendo armas ao Irã em troca daliberdade de reféns americanos no país e enviandoos recursos originados da venda aos rebeldescontras nicaraguenses
  • 36. Los acuerdos de Sapoá
  • 37. Consenso de Washington• Em novembro de 1989, reuniram-se na capital dos EstadosUnidos funcionários do governo norte-americano e dosorganismos financeiros internacionais ali sediados – FMI, BancoMundial e BID – especializados em assuntos latino-americanos.O objetivo do encontro, convocado pelo Institute forInternational Economics, sob o título “Latin AmericanAdjustment: How Much Has Happened?, era fazer uma avaliaçãodas reformas econômicas empreendidas nos países da região.Para relatar a experiência de seus países também estiverampresentes diversos economistas latino-americanos. Asconclusões dessa reunião receberam, posteriormente, adenominação de “Consenso de Washington”
  • 38. Violeta Barrios de Chamorro nasceuem Rivas, Nicarágua, em 18 de outubro de1929. Viúva de Pedro Joaquín Chamorro,opositor ferrenho do ditador AnastasioSomoza, foi eleita presidente em 1990,derrotando os sandinistas liderados porDaniel Ortega. Em 1997, foi substituída porArnoldo Alemán
  • 39. José Daniel Ortega Saavedra (LaLibertad, 11 de novembro de 1945)é um ex-guerrilheiro e políticonicaragüense. Foi presidente deseu país entre 1985 e 1990, tendoregressado ao cargo em 2007. Émembro da Frente Sandinista deLibertação Nacional (FSLN) desde1962.

×