Nosso planetinha sustentável projeto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Nosso planetinha sustentável projeto

  • 7,818 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
7,818
On Slideshare
7,818
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
41
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 1 - CHOVE CHUVA - Jorge Ben Jor Chove Chuva Chove sem parar...(2x) Pois eu vou fazer uma prece Prá Deus, nosso Senhor Prá chuva parar De molhar o meu divino amor... Que é muito lindo É mais que o infinito É puro e belo Inocente como a flôr... Por favor, chuva ruim Não molhe mais O meu amor assim...(2x) Chove Chuva Chove sem parar...(2x) Muita água - Entenda por que acontecem enchentes e veja como se pode evitar o problema Revista Recreio - Julia Moióli Na maior parte das regiões do país, chove muito no verão e isso é bom. Primeiro porque a água é essencial para a vida. Além disso, a força das águas de cachoeiras é uma fonte importante de energia e as chuvas ajudam a formar reservas para as épocas secas. O problema é que há enchentes em vários locais, principalmente nas cidades maiores, que têm grandes áreas cobertas por asfalto, rios sujos e bueiros entupidos. As consequências são ruas e casas cobertas de água, pessoas em perigo e muita confusão. Entre tantos problemas, a boa notícia é que todos podem ajudar a evitar enchentes. VEJA ALGUMAS DICAS:  Não jogue lixo na rua. Mesmo pequenos, papéis e plásticos entopem bueiros e depois acabam poluindo os rios.  Fale com seus amigos sobre o assunto. Quanto mais gente tiver cuidado, menor será o risco de enchentes.  Se estiver fora de casa durante um temporal, procure abrigo e espere a chuva passar. Se estiver em casa, fale com seus pais e evitem sair. MÃOS À OBRA!  Sugira que sua família participe de campanhas para ajudar pessoas afetadas pelas enchentes, doando roupas, produtos de higiene e alimentos.  Procure divulgar o trabalho de organizações que combatem o desmatamento e incentivam o plantio de árvores. Essas ações ajudam a manter áreas de escoamento e previnem desmoronamentos.
  • 2. 2- CONVENÇÃO DE RAMSAR A Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional, especialmente enquanto «Habitat» de Aves Aquáticas, também conhecida como Convenção de Ramsar, por ter sido assinada nessa cidade Iraniana, em 2 de Fevereiro de 1971, entrou em vigor em 1975. É considerada o primeiro tratado inter-governamental a fornecer uma base estrutural para a cooperação internacional e acção nacional no sentido da conservação e uso sustentável dos recursos naturais, em concreto, das zonas húmidas e seus recursos. No BRASIL o Parque dos Abrolhos faz a lição de casa! Lindo e abrigado por espécies que só podem ser encontradas lá, o Parque tem cuidado muito bem dos seus animais e plantas, por isso, ganhou o título internacional da Convenção de Ramsar. Planeta Sustentável Manoella Oliveira Quando a gente se dedica de verdade a alguma tarefa, ela sempre vai sair bem feita. E quando fazemos tudo direitinho, recebemos um prêmio, seja ele qual for: um sorriso, o sentimento de satisfação ou os “parabéns” vindo de quem a gente gosta. No caso do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, que fica no Sul da Bahia, a recompensa por ter cuidado tão bem da sua fauna e flora veio da Convenção Ramsar (ou Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional), uma união entre vários países para a conservação e uso inteligente das áreas marinhas e seus recursos. Hoje, o Parque mudou de status e passa a ser um sítio Ramsar porque recebeu um título que aprova o tratamento dado à biodiversidade do lugar. São mais de 88 mil hectares de pura natureza, cercada por espécies que só podem ser encontradas lá e atraem turistas do mundo todo. Infelizmente, nem todo mundo respeita o meio ambiente, por isso, muitos barcos aparecem por lá, inclusive à noite, para praticar a pesca ilegal. Com o reconhecimento da comunidade internacional, será que as pessoas vão enxergar a importância de preservar aquele paraíso natural? Será que precisamos que alguém de tão longe venha aqui nos contar sobre o valor do que possuímos? O Parque dos Abrolhos é conhecido por apresentar a maior biodiversidade do Atlântico Sul e tudo isso pode ser prejudicados se não começarmos a proteger já. Estamos de dedos cruzados para o título abrir os olhos de todo mundo!
  • 3. 3- A MONTANHA - Roberto Carlos Eu vou seguir uma luz lá no alto eu vou ouvir Uma voz que me chama eu vou subir A montanha e ficar bem mais perto de Deus e rezar Eu vou gritar para o mundo me ouvir e acompanhar Toda minha escalada e ajudar A mostrar como é o meu grito de amor e de fé Eu vou pedir que as estrelas não parem de brilhar E as crianças não deixem de sorrir E que os homens jamais se esqueçam de agradecer Por isso eu digo: Obrigado Senhor por mais um dia Obrigado senhor que eu posso ver Que seria de mim sem a fé que eu tenho em Você Por mais que eu sofra, Obrigado Senhor mesmo que eu chore Obrigado Senhor por eu saber Que tudo isso me mostra o caminho que leva a Você Mais uma vez Obrigado Senhor por outro dia Obrigado Senhor que o sol nasceu Obrigado Senhor agradeço Obrigado Senhor Por isso eu digo: Obrigado Senhor pelas estrelas Obrigado Senhor pelo sorriso Obrigado Senhor agradeço Obrigado Senhor Mais uma vez Obrigado Senhor por um novo dia Obrigado Senhor pela esperança Obrigado Senhor agradeço Obrigado Senhor Por isso eu digo: Obrigado Senhor pelo sorriso Obrigado - Senhor pelo perdão MONTANHA NA ÁGUA – Iceberg: grandalhão e gelado Entenda o que é um iceberg e como esses gigantes blocos de gelo se formam Revista Recreio Maria Carolina Cristianini Nos mares mais frios da Terra, há imensas montanhas flutuantes totalmente feitas de gelo: são os icebergs. Para ganhar esse nome, um bloco de gelo precisa ter, no mínimo, 10 metros de comprimento e 5 metros de altura. Isso só na parte que fica para fora da água, pois a parte submersa é muito maior. Os icebergs surgem quando blocos de gelo se soltam das geleiras que cobrem a Antártida, no sul do planeta, ou o Ártico, no norte. Isso acontece quando as marés ou o calor provocam rachaduras na massa gigantesca de gelo. Essas geleiras foram formadas pela neve que se acumulou durante milhões de anos. Por isso, elas são feitas de água doce, que veio de rios, e não de água do mar. E sabe como um bloco de gelo tão grande e pesado consegue flutuar? É que o peso de água que um iceberg desloca ao seu redor é maior que seu próprio peso, o que faz com que ele flutue.
  • 4. VOCE SABIA QUE…  Um pinguim pula até 1,85 metro de altura para subir em um iceberg?  O maior iceberg do mundo tem cerca de 110 quilômetros de extensão por 20 de largura? Ele é maior do que o município de São Paulo e se soltou de uma geleira depois de uma tempestade.  Muitos bichos descansam e procuram alimento nesses blocos de gelo.  O nome iceberg vem do termo em holandês “ijsberg” e quer dizer montanha de gelo.  A parte submersa do iceberg é muito maior do que a que aparece na superfície, como mostra a montagem nesta foto. VIDA NO GELO  Enquanto os icebergs flutuam, parte deles se derrete, liberando uma água rica em nutrientes que alimentam bichinhos chamados krill, que são o alimento favorito de pinguins, focas e baleias. Esses blocos de gelo abrigam ainda peixes, que se escondem em suas fendas, e aves que param sobre eles.  O aquecimento da Terra está acelerando o derretimento de geleiras e icebergs. Isso aumenta o nível dos oceanos, interfere na temperatura e na concentração de sal da água e pode ser uma ameaça para plantas e bichos de todo o planeta. CONSULTORIA: ALBERTO WAINGORT SETZER (pesquisador do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), FERNANDA CANILE (pesquisadora do Centro de Pesquisas Antárticas da USP) e RICARDO DE CAMARGO (prof. do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP).
  • 5. 4- FESTA DA NATUREZA - Fagner Chegando o tempo do inverno Tudo é amoroso e terno No fundo do pai eterno Sua bondade sem fim Sertão amargo esturricado Ficando transformado No mais imenso jardim Num lindo quadro de beleza Do campo até na floresta As aves lá se manifestam Compondo a sagrada orquestra Da natureza em festa Tudo é paz tudo é carinho No despertar de seus ninhos Cantam alegres os passarinhos O camponês vai prazenteiro Plantar o seu feijão ligeiro Pois é o que vinga primeiro Nas terras do meu sertão Depois que o poder celeste Mandar a chuva pro nordeste De verde a terra se veste E corre água em borbotão A mata com seu verdume E as fulô com seu perfume Se enfeita com vagalumes Nas noites de escuridão Nesta festa alegre e boa Canta o sapo na lagoa O trovão no ar reboa Com a força desta água nova O peixe e o sapo na desova O camaleão que se renova No verde-cana que cor Grande cordão de borboletas Amarelinhas brancas e pretas Fazendo tanta pirueta Com medo do bentiví Entre a mata verdejante Seu pajé extravagante O gavião assartante Que vai atrás da jurití Nesta harmonia comum Num alegre zum zum zum Cantam todos os bichinhos...
  • 6. 5- O segredo da ecologia Falar de ecologia não é só falar de verde e de bichos, embora o conceito também tenha a ver com isso. Vamos aprendê-lo, corretamente? Planeta Sustentável Manoella Oliveira Dia 4 de outubro, domingo, é o Dia da Ecologia, dos animais e da natureza. Antes de se vestir de verde para comemorar (o que é uma boa ideia também) tente se lembrar porque você associa a palavra “ecologia” a florestas e animais. A resposta provavelmente está ligada a uma imagem e a um discurso que aprendemos desde cedo, que nos conta a importância de preservar a natureza. Está certo, mas é uma maneira de pensar limitada. “Para os menos avisados, Ecologia é apenas a defesa de espécies, ecossistemas e as consequências do desenvolvimento acelerado, que mexe com a camada de ozônio, provocando o efeito estufa. Para outros, entretanto, esta ‘ciência das ciências’ passa a abranger os acontecimentos sociais em geral”, ensina Waldemar Paioli, presidente da AME – Fundação Mundial de Ecologia. Waldemar explica, também, que a palavra se refere ao desenvolvimento e à explosão demográfica, ou seja, ao aumento do número de pessoas que habitam a Terra, e como elas estão vivendo e administrando o uso de recursos. Ecologia significa “o estudo da casa”, do lugar onde todos vivemos, por isso, falar sobre o assunto envolve repensar nossos hábitos, por exemplo, porque todos eles tem uma conseqüência. “Ecologia é um ramo da biologia que estuda a interdependência, a teia de relações dos elementos naturais que sustentam a vida, então, todos os seres vivos se relacionam com o outro”, define Malu Freire, coordenadora de educação ambiental da Secretaria do Meio Ambiente. Ela explica que a Ecologia valoriza cada elemento dessa teia, independente do tamanho, da frequência e da importância e diz que o ideal é trazermos essa visão para a nossa vida. Dessa forma, nós precisamos de água para sobreviver, a água depende da preservação dos mananciais, que depende do bom senso do homem não desmatar a região e assim em diante. “Se faltar um elemento essa teia, como uma árvore, teremos um problema que afeta o todo. Se não houver árvores, não tem regulação do clima, o solo se tornará mais pobre, não teremos frutos, sem eles nossa alimentação irá mudar...”, exemplifica. AOS CAQUINHOS Na escola, o professor responsável por ensinar Ecologia é o de Ciência e o de Biologia, o que já é um equívoco. O conceito de Ecologia nos ensina a pensar nas conexões entre tudo, portanto, o tema deveria ser tratado em sala de aula, em todas as disciplinas. Malu considera a educação feita dessa forma, fragmentada, como são tratados muitos outros conhecimentos. Se alguém está com dor nos “pés”, pode ter apenas essa parte do corpo avaliada em uma consulta. “O paciente deve ser considerado como um todo.
  • 7. O problema pode ser resultado da má alimentação, do emocional, de uma postura errada que está forçando alguma outra parte sem perceber. Não devemos buscar uma solução localizada. Esse pensamento não leva àquela educação integradora para a qual a ecologia dá base cientifica. Ela nos ensina a pensar de maneira integrada sobre toda a vida no planeta”, conclui Malu. Agora que você entendeu o conceito certo de Ecologia, pode comemorar do jeito certo e integrar todas as datas comemorativas numa única celebração. Afinal, natureza animais e Ecologia tem tudo a ver. Você já conhecia esse tema tratado dessa forma?
  • 8. 6- DIA INTERNACIONAL DA ECOLOGIA O que é ecologia para você? Dia 4 de outubro é o Dia Internacional da Ecologia e uma ótima oportunidade para refletir e compartilhar conhecimentos sobre o tema. Que tal contar o que você sabe sobre ecologia, no seu caderno? Mônica Nunes Faz um bom tempo que a gente fala e ouve falar sobre sustentabilidade. Esse tema – tão amplo! - virou uma obsessão: hoje, “tudo” é ou tem que ser sustentável. E teria mesmo, senão não será possível sobrevivermos! Mas existe uma palavra – ou ciência - muito bacana, que a gente aprende na escola e que, na verdade, faz parte de nossas vidas desde que nascemos – ou um pouquinho antes, até -, mas que perdeu um pouco o brilho e o valor: Ecologia. Esta palavra tão simpática – vem do grego e significa o estudo (logos) da casa (oikos), da “nossa casa”, a Terra - tem um conceito mais amplo do que sustentabilidade e talvez seja mais eficaz para nos ajudar a entender e enfrentar – com pequenas ações diárias, inclusive - um dos maiores desafios da humanidade: o aquecimento global. Tal como SUSTENTABILIDADE, a palavra ECOLOGIA é muito usada para emprestar qualidades para qualquer produto ou ação, seja ele realmente ecológico ou não. Mas, afinal, o que significa ecologia de fato? O que seu conceito tão antigo traz para os dias atuais? No dia 4 de outubro comemora-se o dia da ECOLOGIA, então depois de p +esquisar sobre o tema, você deverá refletir sobre a importância da ecologia, e escrever sobre esse tema. Pode escolher o Gênero Textual: Narração, Poesia, Noticia – você escolhe... Vale pesquisar na internet, nos livros e discutir com os colegas, pais, tios, irmãos, claro! Mas o mais legal é você usar suas próprias palavras, criar, desenhar e usar suas variadas sensações para explicar o que concluiu!
  • 9. 7- Sob um novo olhar - Você está conectado? Toda vez que alguém fala de meio ambiente, as pessoas se lembram de mato, de bichos e de árvores. Mas não é só isso. Você e sua cidade cheia de concreto também fazem parte dele Manoella Oliveira “Conexão” se tornou uma palavra muito ligada à internet, mas não se trata disso, apenas. É uma espécie de elo que estabelece algum tipo de relação. É assim que funciona entre as pessoas e entre tudo que está à sua volta. Quando você deixa de ser atencioso com seus amigos, emprestar o que você tem e ajudar no que eles precisam, esse laço vai ficando mais fraquinho. O que mantém as relações bacanas e fortes é o cuidado que você tem consigo mesmo e com a outra parte. E o que você tem feito sustentar sua relação com o meio ambiente? No mês de junho, em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente ( 5 de junho) a proposta é refletir sobre como agimos diante da natureza. Jogar um papelzinho no chão pode parecer só mais um papel no chão se você não parar para pensar que todos os seus atos têm um impacto grande na rotina da sua cidade e que -claro! -volta para você. Esse papel, junto com vários outros jogados por pessoas que pensam ser “só um papelzinho”, vão se juntar, entupir tudo no caminho que percorre desde a boca-de- lobo até chegar no rio e fazer a maior sujeira quando chegar lá. A destruição das nascentes dos rios, por desmatamento e acúmulo de lixo, não prejudica apenas os animais que moram lá, mas traz um problema grande que afeta você diretamente: o fluxo de água vai diminuindo, aos poucos, e é de lá que deveria vir a água que chega na torneira da sua casa. Quando as pessoas ensinam que devemos cuidar do planeta não estão falando de salvar um macaquinho raro que você nunca viu. Estão falando, acima de tudo, de cuidar do lugar onde você vive e de se preocupar com o bem estar de todos. É VERDE OU É CINZA? A ideia de associar meio ambiente ao verde é boa, mas não pode ser só isso. As cidades, que tem pedacinhos de vegetação salpicados por aí, também são meio ambiente, por mais cinza que sejam. E existe sempre um jeitinho de unir uma coisa à outra. Além de não arrancar flores, manter as ruas limpas, não maltratar os bichos e economizar água e energia, muita gente tem jardins, quintais e hortas em casa ou já entrou na onda dos telhados ecológicos. Recentemente, um estudo da Califórnia, nos Estados Unidos, mostrou que pintar os telhados de branco pode ajudar a combater o aquecimento global porque as cores claras refletem 90% da luz solar. Mas a moda, aqui, no Brasil, são os telhados verdes, um bom exemplo de integração entre o cimento e o mato (veja foto acima). Os telhados são cobertos por uma camada de plantas que absorvem bem menos calor do que o concreto, além disso, as transpiração das árvores aumenta a umidade do ar, o que contribui para diminuir a temperatura local ainda mais. Outra iniciativa bacana são as , que recuperam espaços abandonados nas cidades para criar uma área de plantio onde voluntários plantam, distribuem e estimulam o consumo de verduras e legumes na comunidade próxima. O restante é vendido em hortas comunitárias
  • 10. 8- E o que você consegue criar para unir a natureza e as cidades? Dia Mundial do Meio Ambiente Saiba e descubra porque essa data é tão importante Revista Recreio Maria Carolina Cristinini Você toma banho, viaja, compra coisas, come, vai à escola e faz as mesmas coisas que quase todo mundo faz. E a gente pode não perceber, mas todas essas ações causam impacto na natureza. Faz pouco tempo que a humanidade começou a se preocupar com isso. Antigamente as pessoas não tinham consciência de que suas ações afetavam a vida de outros seres. E a população era bem menor e o modo de vida era muito diferente. Assim, usar madeira de uma árvore para fazer só uma casa não seria um problema. Mas, para erguer uma cidade, uma floresta inteira poderia ser destruída, mudando a vida de muitos seres. Além disso, com uma população maior há mais interferência no ambiente para ter mais plantações, ruas, indústrias e fontes de energia. Graças aos avanços da ciência, pouco a pouco o homem foi percebendo que causava desequilíbrio no ambiente e descobrindo quanto isso era grave. Preocupado, em 1866, o alemão Ernst Haeckel criou um termo para definir uma ciência que estava surgindo: a ecologia, que estuda a relação dos seres vivos com o meio ambiente. Mas foi só no século 20 que o assunto passou a ser mais discutido. Em 5 de junho de 1972, foi realizada a primeira Conferência Mundial sobre Meio Ambiente, para destacar a importância de proteger a natureza e melhorar as condições de vida no planeta. A data foi escolhida como Dia Mundial do Meio Ambiente. Hoje todos sabem que é importante preservar a natureza e a data serve para lembrar que devemos pensar sobre o problema. Pensando no futuro A cada ano nascem 77 milhões de pessoas.É mais gente consumindo produtos e recursos naturais. Aí, as indústrias produzem mais, e muitas poluem o ar, as águas e o solo. Lixo, contaminação dos mares e poluição do ar e do solo não são ruins só para os humanos. Se outros seres vivos ficam sem alimento ou casa, podem desaparecer, piorando o desequilíbrio ecológico. Além de tentar recuperar o que foi destruído, temos de encontrar soluções para que as pessoas vivam bem sem prejudicar a natureza. Hoje há cerca de 6,5 bilhões de pessoas na Terra. Calcula-se que, em 2050, sejam mais de 9 bilhões. Se toda essa turma ajudar, a Terra poderá se tornar um lugar melhor para os habitantes de todas as espécies.
  • 11. CONFIRA DICAS DO QUE VOCÊ PODE FAZER PELO PLANETA:  Use os dois lados da folha de papel. Aproveitar o que temos é um jeito de preservar recursos naturais.  Não desperdice água ou energia elétrica. Sugira a seus pais que usem menos o carro.  Recicle papéis, latas, vidros e plásticos.  Faça campanhas na escola e em sua rua para conscientizar outras pessoas. Jean Galvão VOCÊ SABIA QUE…  O turismo ecológico ajuda a preservar o ambiente? Nesse tipo de viagem, o turista conhece melhor a natureza e aprende a respeitá-la.  Cada habitante da Terra produz cerca de 5 quilos de lixo por dia?  Existem crimes contra o meio ambiente? A poluição, a destruição de áreas de preservação e ações que prejudicam diretamente animais e plantas são alguns desses crimes.  Já foram destruídos cerca de 700 mil quilômetros da floresta Amazônica? Nessa área, caberiam os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.  A destruição das matas e a poluição do ar alteram o clima do planeta? - Metade dos rios do mundo já está poluída?
  • 12. 9- Primavera! Descubra curiosidades legais sobre a estação mais colorida do ano Revista Recreio Maria Clara Cristianini SHOW NO JARDIM Quando termina o inverno e começa a primavera, os dias ficam mais longos e o período com luz do Sol pode durar mais de 12 horas. As plantas são muito sensíveis às mudanças de luz, temperatura e umidade, por isso, quando recebem luz solar por mais tempo, acumulam a energia necessária para abrir suas flores. VISITAS MUITO ESPECIAIS Abelhas, pássaros, borboletas e moscas se alimentam do néctar das flores. Enquanto passeiam entre elas, grãos de pólen grudam em seu corpo e são levados para outras plantas. Quando o pólen (que contém células masculinas) chega a uma flor da mesma espécie, ela é fecundada. Daí, uma parte da flor se transforma em um fruto com a semente de uma nova planta. SEMPRE DE MALAS PRONTAS Pássaros que vivem em lugares frios viajam para regiões mais quentes no inverno. Eles só voltam para casa na primavera, quando haverá alimento e abrigo para todos. Os pássaros sabem que chegou a hora de fazerem a viagem de volta quando o lugar de “férias” também começa a esfriar. PRIMAVERA BRASILEIRA Este ano, a primavera no Brasil começa às 18h18 do dia 22 de setembro. O calor aumenta devagar nas regiões Sul e Sudeste. Já na região central, os termômetros costumam subir mais rapidamente. No Norte e Nordeste, a temperatura varia pouco, pois são regiões próximas da linha do Equador. CLIMA DE ROMANCE Na primavera, muitos bichos procuram parceiros para namorar. É que nessa época há mais alimento para a fêmea, que vai gerar filhotes, e para os bebês. Cada espécie tem uma tática para atrair namorados. Muitos mudam de comportamento ou até de cor. Quando a água fica mais quente, as escamas de certos peixes ganham cores mais fortes para chamar a atenção. Já entre os pássaros, o calor pode ser um sinal para que os machos cantem mais para conquistar as fêmeas. MIL E UM TIPOS! Perfumadas e coloridas, as flores são uma estratégia das plantas para atrair polinizadores. Existem flores de todos os tamanhos e cores e com vários aromas – algumas até são fedidas. A flor-cadáver, por exemplo, solta um cheiro horrível para atrair moscas e besouros que fazem sua polinização. Outra muito fedida é a flor-monstro, uma gigante que vive na Indonésia e atinge até 1 metro de diâmetro.
  • 13. GIRANDO AO REDOR DO SOL As diferentes estações existem porque o eixo de rotação da Terra é inclinado em relação ao Sol. Quando o hemisfério sul está voltado para o Sol, ele recebe os raios solares mais diretamente. Então, é verão no sul e inverno no norte. Quando a posição se inverte, começam o verão no norte e o inverno no sul. A primavera, como o outono, é uma fase intermediária em que as duas partes do planeta recebem os raios solares quase com a mesma intensidade. MUDANÇAS NO CLIMA A temperatura da Terra está aumentando e isso provoca confusão nas estações do ano. O inverno está mais curto e a primavera começando mais cedo. Esse fenômeno causa desordem na natureza, como flores aparecendo antes do tempo e mudanças no período de migração dos pássaros e no ciclo de vida de muitos bichos e plantas. Só com o tempo saberemos quais espécies vão conseguir se adaptar à nova situação do clima no planeta
  • 14. 10 - Que legal ! - Fungos de chapéu Saiba mais sobre os cogumelos e descubra por que eles formam uma turma especial Maria Carolina Cristianini Os cogumelos crescem em bosques, ao pé de árvores ou sobre troncos, mas não são bichos nem plantas. Eles fazem parte de uma categoria especial de seres vivos: os fungos, que não se desenvolvem como as plantas nem como os animais. Os cientistas calculam que existam cerca de 1,5 milhão de espécies de cogumelos no mundo, mas apenas 70 mil são conhecidas. É que não é fácil encontrá-los na natureza. Alguns crescem bem escondidos, outros vivem poucas horas ou se parecem com espécies já descobertas, por isso é difícil identificá-los. A maior parte dos cogumelos vive perto de plantas de onde tiram as substâncias que precisam para ter energia. Eles se espalham por meio de pontinhos chamados esporos, que são como sementes e viajam com a ajuda do vento e de insetos. Se pararem em um local favorável, germinam e dão origem a novos fungos. Alguns cogumelos servem como alimento para gente ou para bichos, outros ajudam na decomposição de animais, vegetais e até de lixo industrial. Mas há também espécies muito perigosas porque possuem veneno. Você sabia que:  O bolor é formado por alguns tipos de fungos?  Há fungos usados na fabricação de pães e queijos, por exemplo? DIVULGAÇÃO  O maior ser vivo da Terra é um fungo? É um cogumelo-do-mel, que tem 2.400 anos e ocupa uma área equivalente a 1.200 campos de futebol, abaixo do solo da floresta de Malheur, nos Estados Unidos. Na superfície, só é possível ver suas pontas (veja imagem acima).
  • 15. 11 - Lá do alto - Terra em ação Fotos feitas por satélites mostram fenômenos que ocorrem no planeta Da redação Revista Recreio Observar os fenômenos da natureza bem de perto é uma experiência única. Vê-los de muito longe, com a ajuda de satélites, é ainda mais raro e nos mostra imagens muito bonitas. Confira! Tempestades de areia ou de poeira acontecem com frequência onde há muita areia e baixa umidade, como em desertos. Ventos fortes levantam partículas do solo e, como quase não há umidade, a poeira sobe bem alto. Os ciclones são tempestades com ventos fortes, que surgem sobre mares quentes. Com o movimento de rotação da Terra, o ar da parte de cima da nuvem gira em uma direção e o da parte de baixo em outra. O vento forma o ciclone. Vulcões ativos podem lançar nuvens de gases, vapor de água, cinzas e colunas de fumaça de mais de 5 metros de altura. Esses sinais podem ser um alerta pouco antes de uma erupção com lançamento de lava.
  • 16. Os especialistas observam as regiões geladas em cada estação do ano. Em muitas áreas polares, quando chega o inverno, nem todo o gelo que derreteu no verão se refaz por causa do aquecimento do planeta. Minúsculos vegetais se multiplicam nos oceanos formando o fitoplâncton. Eles ficam na superfície do mar, refletem a luz e dão um colorido verde-azulado à água. Nutritivos, eles são a base da alimentação de seres marinhos. A concentração de poluentes pode formar nuvens muito densas que se concentram em certos pontos da atmosfera. Essas nuvens dificultam a saída do calor do Sol, o que acaba deixando o nosso planeta mais quente. A passagem constante de navios em certas regiões levanta partículas de água, formando um efeito que parece um spray. Isso cria nuvens alongadas e mais brilhantes, que são chamadas de ship tracks, algo como trilhas de navios. Nas regiões polares, às vezes, acontece a aurora polar, um fenômeno luminoso que parece uma cortina de luz. Isso ocorre quando partículas do Sol são atraídas pelo magnetismo da Terra e se chocam com os gases da atmosfera. Veja mais fotos legais da Terra feitas por satélites no site da RECREIO.
  • 17. 12 - Novidades no Parque Villa-Lobos A partir de amanhã, 23 de julho, o Parque Villa-Lobos irá mostrar novos projetos e terá visitação especial no Programa Criança Ecológica Manoella Oliveira Quem ainda não conhece o Programa Criança Ecológica, que ensina como ajudar a salvar o planeta de uma maneira bem divertida, vai ter uma boa chance de visitar um de seus espaços mais completos, o Villa Ambiental, de uma maneira ainda mais fácil. Localizado no Parque Villa-Lobos, em São Paulo, o local será aberto ao público geral para visitação em sete horários, no período diurno: basta chegar dez minutinhos antes do passeio. Na ocasião, os visitantes podem assistir à uma animação que mostra como funciona o Programa e conhecer toda a turma de defensores do meio ambiente. A animação e todas as novidades vão ser apresentadas numa tenda, instalada no próprio Villa-Lobos, chamada “Novidades no Parque” que irá mostrar tudo o que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente fará neste ano e no próximo, para facilitar nosso contato com a natureza.
  • 18. 13- Clima - Que frio! Não é só você que sente as diferenças de temperatura. Confira Julia Moióli As estações do ano Nosso planeta gira ao redor do Sol. Como o eixo da Terra é inclinado, em certas épocas um dos hemisférios recebe menos luz solar e nessas regiões é inverno. Por exemplo, em junho, sentimos frio, mas no hemisfério norte é verão. TERMÔMETROS LÁ EMBAIXO Durante o inverno do hemisfério sul, essa região do planeta recebe menos intensamente a luz do Sol e por isso faz frio. Além disso, há menos tempo com luz solar, ou seja, os dias ficam mais curtos e as noites, mais longas. Nas áreas do Brasil próximas da linha do Equador, quase não há diferença, mas nas regiões Sudeste e Sul é fácil notar que anoitece mais cedo. LÁ EM CIMA No alto das montanhas, faz mais frio do que ao nível do mar. Tanto que, em alguns lugares do mundo, o topo de montanhas altas tem neve mesmo durante o verão. Isso acontece porque aqui embaixo o solo e o mar absorvem e armazenam um pouco do calor do Sol e o transmitem para o ar. Mas no topo das montanhas isso não acontece. Em locais muito altos, o ar é mais rarefeito e retém menos calor. TAPETE BRANCO Parece neve, mas esta camada branca é causada pela geada, fenômeno comum no Brasil. A geada não cai do céu: se forma no chão. Ela ocorre quando a temperatura passa perto de 0 grau Celsius e o vapor de água que existe perto do solo se congela, formando agulhas de gelo que podem queimar as folhas ou até causar a morte de plantas XI, CONGELOU! Não é só o ar que fica frio no inverno: a água também! Em certas regiões do mundo, a temperatura de rios e lagos pode ficar abaixo de zero e, nesse caso, ela se congela! Como o volume de água nesses locais é bem grande, isso acontece apenas com uma parte da água, e o gelo se acumula na superfície porque é mais leve. Assim, os peixes e vegetais continuam vivendo normalmente lá embaixo
  • 19. DE OLHO NO CÉU Durante o inverno no Brasil, a umidade é menor e menos nuvens se formam. Com o céu limpo é mais fácil observar as estrelas à noite. Nas grandes cidades, as luzes artificiais e os poluentes podem atrapalhar a observação. Mas, se você viajar para uma praia ou sítio, dê uma boa olhada para cima. Nessa época, além das estrelas, é possível ver os planetas Vênus, Saturno e Júpiter, que parecem estrelas bem brilhantes. NEM TÃO VERDINHAS... Muitas plantas perdem as folhas no inverno para gastar menos energia e sobreviver. Outras entram em hibernação e ficam sem novas flores, folhas ou frutos. Há até as que aumentam a produção de açúcar na seiva, para garantir energia. Mas o período de frio é importante no ciclo de desenvolvimento de certas espécies e há sementes que só germinam no inverno FRIO QUE VEM DE LONGE No Sul e Sudeste do Brasil, muitas vezes a temperatura cai de repente por causa de uma frente fria. Esse fenômeno acontece quando há deslocamentos de ar frio da Antártica. O ar frio e seco empurra massas de ar quente para cima e se desloca mais perto do solo. Muitas vezes, o vento gelado aumenta a sensação de frio e, se houver muita umidade, podem acontecer chuvas fortes com raios e granizo. OLHA A NEVE! Aqui no Brasil, é difícil nevar, mas o fenômeno acontece em algumas cidades da Região Sul. A neve nada mais é do que água. As nuvens são formadas por vapor de água que, quando atinge grandes altitudes, passa para o estado sólido e vira cristais de gelo. Esses cristais caem em forma de neve quando a temperatura perto do solo também fica baixa. CONSULTORIA: GUSTAVO PORTO DE MELLO (astrônomo do Observatório do Valongo da UFRJ), MASSANORI TAKAKI (prof. do Instituto de Biociências da Unesp) e THAIS IDIART (profa. do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP).
  • 20. 14- Que legal! Na ponta das árvores Descubra curiosidades sobre as folhas e saiba por que elas são tão importantes Maria Carolina Cristianini Pode não parecer, mas as folhas trabalham e muito! Elas são responsáveis pela respiração e transpiração dos vegetais e produzem o alimento para toda a planta (para isso, usam a água e os nutrientes absorvidos pelas raízes, a luz do Sol e o gás carbônico que elas retiram da atmosfera). Para dar conta de todas essas tarefas, as folhas são bem equipadas. Confira! Divulgação MUITAS CORES A maioria das folhas é verde porque elas possuem muita clorofila. Mas existem outros pigmentos que também ajudam na fotossíntese ou dão proteção contra o Sol. Por isso algumas folhas são vermelhas, roxas, azuladas ou de várias cores. DE TODOS OS JEITOS Em regiões úmidas ou frias, há vegetais com folhas de pontas longas e finas, que não deixam a chuva ou a neve se acumular sobre elas. Já em regiões quentes, é comum vermos folhas grandes, que transpiram mais para ajudar a planta a se resfriar. DISFARCE INTELIGENTE O copo-de-leite tem algumas folhas brancas, que imitam pétalas para atrair insetos e pássaros que polinizam a planta. A flor mesmo é só a parte amarela e alongada. QUE SORTE! Os trevos crescem em várias regiões e quase sempre têm três folhas. Os de quatro folhas são raros e ganharam fama de trazer sorte. Na verdade, essa folha é uma só, dividida em três ou quatro partes. VÁRIOS VERDES As plantas que crescem na sombra quase sempre têm folhas escuras, pois possuem bastante clorofila. Já as que vivem em lugares ensolarados costumam ser verde-claras, com menos clorofila. Além disso, as folhas novinhas são mais claras. Aos poucos, a produção de clorofila aumenta e elas escurecem. E, quando a folha morre, fica sem clorofila e amarelada.
  • 21. NÃO ME TOQUE! Folhas podem ser armas de defesa. Os espinhos dos cactos, por exemplo, são folhas que se modificaram ao longo do tempo. Assim evitam que a planta transpire e também que ela seja comida por animais. ELAS SÃO FERAS! As plantas carnívoras não têm garras ou dentões. Elas contam com as suas folhas para capturar comida. Algumas folhas são grudentas, outras têm o formato de um tubo e prendem insetos que entram nelas. E há ainda as que têm formato de conchas e se fecham quando um inseto se aproxima. Você sabia que...  As folhas das dormideiras murcham ao ser tocadas para proteger a região da planta que dá origem a novas folhas?  Algumas folhas possuem glândulas especiais que produzem substâncias com cheiro forte para atrair polinizadores? É o caso do eucalipto, da laranjeira e da pitangueira, por exemplo.  Existem folhas com pelos? Eles refletem os raios solares e protegem áreas mais sensíveis da planta.  Para evitar perda de água em excesso, alguns vegetais têm folhas com uma cobertura de cera que parece brilhar? CONSULTORIA: GUSTAVO B. FERREIRA (pós-graduando do Laboratório de Anatomia Vegetal da USP), GUSTAVO HABERMANN e MASSANORI TAKAKI (profs. do Inst. de Biociências da Unesp), JOSÉ H. LOPES FILHO e RAFAEL CRUZ (pesquisadores do depto. de botânica da USP), MARCOS BUCKERIDGE (prof. do Inst. de Biociências da USP) e RIVETE LIMA (prof. do Laboratório de Anatomia Vegetal da UFPB).
  • 22. 15- Data importante Quem matou a Mata Atlântica? Em 27 de maio se comemora o dia de um dos biomas mais importantes do país, que já ocupou uma área duas vezes maior do que a França e, hoje, quase não existe. Será que temos motivos para comemorar? Manoella Oliveira Quando os portugueses chegaram no Brasil, a Mata Atlântica ocupava 15% do território: media 13 milhões de km2 e se estendia por toda a costa atlântica, em larguras diferentes. Na região Sudeste, avançava pelo interior do país, próximo às atuais fronteiras da Argentina e Paraguai. Com tanta abundância de floresta, os portugueses logo começaram a explorá-la. Foi aí que se desenvolveu o primeiro ciclo econômico da colônia: a exploração do pau- brasil, que dava origem a uma espécie de tinta vermelha. Foi por causa dessa atividade tão importante que o país recebeu seu nome. Hoje, a situação da Mata Atlântica mudou muito. Ela está pequenininha, tem menos de 8% da sua cobertura inicial. De acordo com dados do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais –, nos últimos 20 anos, sumiram do mapa quase 16 mil km2 da mata, o que corresponde a um terço do estado do Rio de Janeiro! Apenas de 2005 a 2008, o desflorestamento foi de aproximadamente 1,03 mil km2, nos dez estados avaliados: uma área equivalente a dois terços da cidade de São Paulo. QUEM DESTRUIU MAIS O bioma está distribuído em pequenos pedacinhos, sendo os estados que mais detêm áreas nativas (originais) os campeões do desmatamento. Minas Gerais lidera a lista dos piores: sua cobertura original era de quase metade do seu território, hoje, resta menos de um décimo. Santa Catarina, que era completamente coberta pela Mata Atlântica, conserva apenas 23% e a Bahia, 33%. De acordo com a Fundação SOS Mata Atlântica, as maiores causas de desflorestamento, de 2000 a 2005, nesses estados, eram a especulação imobiliária (compra de terra para construção de imóveis para venda e locação), nas regiões de serra, e a agropecuária, nas áreas planas. Agora, a maior causa de desmatamento da Mata no país é a expansão das cidades. Os municípios mais agressores são Jequitinhonha (MG), Itaiópolis (SC), Bom Jesus da Lapa, Cândido Sales e Vitória da Conquista (BA). A IMPORTÂNCIA DE PRESERVAR A boa notícia é que o desmatamento caiu, de 2000 a 2005, 69%. A média anual desse período em comparação aos últimos resultados, que mostram o que aconteceu de 2005 a 2008, é bastante parecido: a área desmatada passou de 349 km2 por ano para 341 km2. Mas muita gente está tomando providências para que a mata não apenas pare de diminuir, mas volte a crescer.
  • 23. Uma delas é o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, criado por representantes da sociedade com apoio de governos estaduais e federal. O objetivo é aumentar a Mata em 15 milhões de hectares até 2050. A floresta presta serviços vitais à qualidade de vida de todas as pessoas. Um bom exemplo disso é que são elas que protegem as nascentes dos rios e, assim, garantem o fluxo de água. Segundo Márcia Hirota, diretora de Gestão do Conhecimento da SOS Mata Atlântica, “Se a nascente secar, não teremos água para beber. A água é um bem finito e muito importante porque também regula o clima, protege o solo, é fonte de alimentos, de matérias primas para remédios...”. As cidades precisam dos recursos das florestas para funcionar e as grandes cidades estão localizadas dentro da área de Mata Atlântica, por isso a importância de preservar. Além disso, as áreas verdes transformam o dia-a-dia cinza e duro de concreto numa paisagem mais colorida e com uma sensação bem gostosa de bem-estar, não é mesmo? A MATA VAI ATÉ VOCÊ No dia que se comemora o Dia Nacional da Mata Atlântica, 27 de maio, um caminhão adaptado pela SOS Mata Atlântica que tem o patrocínio de várias empresas irá percorrer 40 cidades brasileiras com uma exposição para crianças e adultos. Com a ajuda de educadores ambientais voluntários, serão realizadas rodas de conversas, plantios e oficinas com mudas de espécies nativas, túnel dos sentidos (onde as pessoas entram de olhos vendados e podem resgatar sua relação com os cheiros, sons e texturas da floresta) e várias outras atividades muito legais. A primeira cidade visitada será Itu (SP), de 27 a 31 de maio, e depois o caminhão segue para Campinas e fica de 3 a 07 de junho; em Piracicaba, de 10 a 14, e, em Bauru, de 17 a 21. As próximas paradas, no prazo de um ano, serão para Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Vitória, Minas Gerais e outras cidades no interior do estado de São Paulo. A participação é gratuita. Para esclarecer dúvidas ou agendar uma visita, entre em contato pelo itinerante@sosma.org.br *Informações da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, do Planeta Sustentável e da SOS Mata Atlântica
  • 24. 16 – Sempre só - Água por todo lado Desvende os segredos das ilhas e entenda por que elas são tão diferentes Nêmia Gomes Água à vista! Existem ilhas em oceanos, rios e lagos do mundo todo. E nem todas se formaram do mesmo jeito. Elas podem surgir quando a água sobe ao redor de montanhas, quando a correnteza junta uma grande quantidade de areia e pedra num local ou a partir da lava expelida por vulcões submarinos. Muitas diferenças Cada ilha tem sua paisagem. Em muitas há plantas, rios e animais. Outras são como desertos. Algumas têm vilas ou imensas cidades. Mesmo as que são formadas só por pedras, têm importância na natureza, pois são pontos de descanso para animais e, sob a água, abrigam peixes e outros bichos. Faça a sua Em Dubai, nos Emirados Árabes, existem ilhas artificiais feitas de areia onde há casas e hotéis. Essa idéia não é nova. Povos que vivem no Peru fazem ilhas desde o ano 1200. Eles empilham folhas e galhos de uma planta e constroem casas sobre essas ilhas, usando fibras da mesma planta. Cuidado importante Numa ilha, os elementos da natureza estão em equilíbrio. Isso garante a sobrevivência de vegetais, plantas, aves, répteis, mamíferos e outros seres que estão ali. A chegada de lixo, plantas ou bichos de outros locais pode levar muitas espécies animais e vegetais à morte e até mesmo à extinção. Cheias de histórias Muitos livros e filmes foram inspirados no clima de mistério das ilhas. Uma das histórias mais famosas é a de Robinson Crusoé, escrita por Daniel Dafoe. Há também várias lendas sobre tesouros escondidos em ilhas, pois no passado esses lugares serviam de abrigo para piratas. População especial Já imaginou como plantas e bichos vão parar numa ilha, já que ela é cercada de água? As sementes viajam com a ajuda do vento, dos pássaros e da água. Depois crescem como as plantas de origem ou ganham novas características, devido às diferenças do local e à convivência com outras espécies. Alguns mamíferos, insetos e répteis nadam ou são levados por troncos na correnteza. Paraíso exótico Nas Ilhas Galápagos, no Pacífico, há 500 tipos de plantas e 5 mil espécies de bichos. Muitos animais só existem ali. Estudando os bichos dessa ilha, Charles Darwin desenvolveu uma teoria sobre a evolução da vida em nosso planeta.
  • 25. Você sabia que…  A maior ilha do mundo é a Groenlândia, com mais de 2 milhões de quilômetros quadrados? Ela tem 50 mil habitantes e muitos são descendentes de esquimós.  A Indonésia forma o maior conjunto de ilhas? Esse país é composto por mais de 13 mil ilhas!  A Ilha do Bananal, no Tocantins, é a maior ilha de rio? Dentro dela, caberiam umas 13 cidades de São Paulo.
  • 26. 17 - Chove sem parar - Será que vai chover? Quer saber? É só ficar ligado no que acontece ao seu redor Julia Moióli Quem quer saber se vai chover acompanha as previsões feitas pelos meteorologistas, que usam informações obtidas por satélites e computadores. Mas bem antes de todos esses equipamentos existirem, as pessoas já se preocupavam com as mudanças do clima e queriam saber quando era melhor começar a plantar as sementes ou quando podiam viajar com o gado, por exemplo. De olho na natureza, o homem aprendeu a decifrar indícios da chegada das chuvas. Fique de olho e tente perceber esses sinais. BICHOS QUE DÃO A DICA Dizem que andorinha voando baixo é sinal de chuva. E os cientistas descobriram que é verdade. Quando aumenta a umidade do ar, insetos como cupins e formigas saem de suas tocas para acasalar. Depois, aproveitam para escavar ninhos na terra molhada. Com os insetos fora de casa, as andorinhas, que se alimentam desses bichos, voam mais baixo e aproveitam para fazer um lanche caprichado. Outras aves também parecem voar mais baixo antes da chuva, pois nessas situações a pressão atmosférica diminuiu, o ar fica menos denso e elas têm dificuldade de subir mais alto no céu. COMO DIZ O DITADO… Há muitos provérbios e superstições sobre o clima. Não existe comprovação científica de que eles funcionem, mas muita gente garante que são infalíveis. Conheça alguns:  Gaivota em terra, tempestade no mar.  Se depois da chuva vem nevoeiro, terás bom tempo.  Quando o sapo salta, chuva não falta.  Chuva miúda, o tempo muda.  Trovão longe, chuva perto.  Nevoeiro na serra, chuva na terra. CÉU DE ALGODÃO As nuvens podem dar pistas sobre mudanças no clima. Se estiverem escuras e carregadas, a chuva está bem próxima! Já se elas parecerem couves-flores bem grandes ou formarem riscos no céu, o tempo deve ficar bom. Um sinal de que deve fazer frio no dia seguinte é a presença de nuvens fofas ou baixas, formando uma espécie de véu brilhante no céu.
  • 27. NO ESPELHO Repare com um pouco mais de atenção em seu cabelo. Ele está mais escorrido do que o normal? Pode ser sinal de chuva. Isso costuma acontecer nos dias de verão, quando faz calor e o ar está úmido. A combinação de temperatura alta e umidade deixa os fios de cabelo mais pesados. LOUCOS POR CHUVA Os sapos, rãs e outros anfíbios têm a pele sensível ao calor e à luz do Sol. Por isso, eles costumam se esconder em lugares com sombra e só saem ao anoitecer. Mas, quando o ar fica mais úmido e está prestes a chover, essa turma se anima e sai das tocas. Quem anda pelo campo e encontra sapos, rãs e pererecas passeando já sabe: vem chuva por aí! Por essa razão, esses animais são chamados de meteorologistas da natureza. DICA NA COZINHA Até o sal avisa se vai chover! É que ele absorve água com facilidade. Vá até a cozinha e preste atenção ao sal em dias diferentes. Se ele parece molhado, absorveu a umidade do ar. E, se o ar está muito úmido, vem chuva ou frente fria por aí! VOCÊ SABIA QUE…  No Brasil, existem profetas da chuva? São agricultores experientes que vivem em regiões secas e ficam de olho nas plantas e nos bichos para identificar sinais de chuva.  Os aviões têm equipamentos que medem a temperatura e a velocidade do vento? Essas informações ajudam os meteorologistas a fazer a previsão do tempo.  Alguns animais têm sentidos apurados e captam com mais eficiência do que os humanos informações do ambiente sobre vibrações, umidade e calor.  Em vários lugares, há rituais e danças para atrair chuva?
  • 28. 18- Lixo sideral - Que sujeira! A poluição da Terra já está chegando até o espaço. Confira Maria Carolina Cristianini Se pudesse viajar ao redor da Terra, você veria planetas, estrelas, cometas e muito lixo! A Agência Espacial Européia criou a imagem abaixo para mostrar a quantidade de lixo espacial que existe em volta do nosso planeta. Há partes de veículos, de robôs, de satélites e até uma luva, perdida por um astronauta. Desde que as pesquisas espaciais começaram, em 1957, já foram lançados ao espaço 6 mil satélites. Todos ainda estão por lá, mas só cerca de 800 funcionam. Eles servem para estudar o clima, distribuir sinais de TV e fazer a comunicação pela rede de telefonia. Esses objetos podem atrapalhar o trabalho dos astrônomos, cair na Terra e atingir astronautas. A solução para limpar o espaço seria enviar naves que destruíssem ou recolhessem o lixo, mas isso custa caro. Enquanto procuram alternativas, os cientistas planejam veículos que possam ser trazidos de volta quando pararem de funcionar. Consultoria: Rudstein Vasques de Nader - astrônomo do observatório do Valongo, da UFRJ)
  • 29. 19 – Splash - Show das águas Saiba mais sobre as cachoeiras e veja como elas se formam Noêmia Lopes Existem cachoeiras de todo tipo: pequenas, gigantescas, fininhas, volumosas, inclinadas e muito mais. Elas surgem quando as águas de um rio correm sobre formações de rocha que, de repente, quebram na vertical. Isso faz com que despenquem e criem um enfeite bonito na paisagem. As quedas fortes, que formam cortinas grossas de água, recebem o nome de cataratas, como as do Iguaçu, um rio poderoso que fica entre o Brasil e a Argentina. Já os saltos são quedas em formato de esguicho, que caem de grandes alturas, como o Angel, na Venezuela. Tem também as cascatas, que são menos volumosas e deslizam sobre rochas irregulares em matas e florestas do mundo todo. Em geral, o local onde essas águas aterrissam é fundo, pois a força que elas fazem ao cair desgasta o leito do rio. Em seguida, forma-se uma espécie de piscina, que pode seguir seu curso tranqüilo ou se deparar com novas quedas adiante. Olhando a paisagem num dia quente de verão, pode até dar vontade de encarar um mergulho, mas quase sempre as cachoeiras ficam perto de nascentes de rios e a água é bem gelada! Além disso, costuma ser muito perigoso, porque a área é, geralmente, cercada de pedras. PRODUÇÃO DE ENERGIA A intensidade da água descendo de uma cachoeira é tão grande que o homem usa a pressão das quedasd'água para produzir eletricidade. É em torno das cachoeiras que as usinas hidrelétricas são construídas. Turbinas imensas, parecidas com cata-ventos, são movidas pela pressão da água e, ao girar, produzem energia elétrica. VOCÊ SABIA QUE...  A cachoeira da Fumaça é a mais alta do Brasil? Ela tem 340 metros de altura, o equivalente a um prédio com mais de 110 andares! Ela fica na Chapada Diamantina, na Bahia.  A cachoeira mais alta do mundo é o salto Angel, no sul da Venezuela? As águas do rio Churún caem 979 metros do topo de uma montanha, o que dá quase três vezes a altura da recordista brasileira!  Muita gente pratica rapel em cachoeiras? Nesse esporte, as pessoas descem paredões verticais com a ajuda de cordas e outros equipamentos de segurança.  Perto das cachoeiras, é comum vermos arco-íris. Isso porque a luz do Sol é formada por sete cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. Ao passar pelas gotas de água, a luz se divide e forma um arco colorido.  As Cataratas do Iguaçu despencam de uma altura de até 90 metros! Não é à toa que iguaçu é uma palavra tupi que significa água grande.
  • 30. 20 - Na oca - Povos diferentes Saiba mais sobre os vários grupos indígenas que vivem atualmente no Brasil Os mais de 350 mil índios que vivem em aldeias de todos os estados do Brasil são descendentes dos mais antigos habitantes do país. Cada grupo tem sua história, suas crenças, seus hábitos e seu idioma próprio. Os dois mais numerosos grupos indígenas brasileiros, com população entre 20 mil e 30 mil, são os ticunas, que moram na Amazônia, e os guaranis, que se dividem em três grupos diferentes e vivem no Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Outra comunidade bastante numerosa é a dos ianomâmis, que ainda têm pouco contato com os brancos, pois vivem em lugares de difícil acesso, entre os estados de Roraima e Amazonas. Os xavantes também formam uma turma grande, que procura preservar suas tradições e vive no Mato Grosso. E há até povos que nunca tiveram contato com os brancos. Cerca de 400 mil índios moram em grandes cidades e não estão mais em grupos indígenas. Outros vivem em reservas, que são áreas protegidas pelo governo. Nesses espaços, é proibido devastar a natureza, e os direitos e a cultura dos povos devem ser preservados. NOVOS COSTUMES Mesmo os povos indígenas que preservam as tradições não vivem da mesma forma que há 500 anos. A maioria das nações indígenas mantém contato com o homem branco e, em muitas aldeias, há quem vista roupas e sapatos, vá à escola, use computador e fale a língua portuguesa além do seu idioma próprio. Isso, no entanto, não quer dizer que eles abandonaram seus valores e suas crenças. Cada grupo tem suas tradições, modos de pensar e maneiras de encarar e organizar a vida. Vale destacar o respeito que todos têm pela natureza e também a maneira de transmitir sua cultura para as novas gerações, sempre de pais para filhos, por meio de festas, músicas e rituais. O curioso é que muitos costumes que você tem hoje foram transmitidos pelos índios. Eles é que ensinaram aos portugueses a comer alimentos como a mandioca, o milho e a banana, a dormir em redes e a tomar banho todos os dias, por exemplo. QUEM É O ÍNDIO? Quando os primeiros europeus chegaram à América, pensavam ter desembarcado na Índia e passaram a chamar as pessoas que viviam no continente de índios. Logo eles perceberam que tinham descoberto uma nova terra, mas o nome permaneceu. Hoje ele é usado para designar os povos que viviam na América do Norte, América Central e América do Sul antes da chegada de Cristóvão Colombo, em 1492.
  • 31. TERRAS INDÍGENAS Os povos indígenas estão espalhados por todas as regiões do país e até por países vizinhos. No Brasil, cerca de 98% do total das Terras Indígenas, territórios oficialmente demarcados para esses povos, estão na Amazônia. O restante se espalha pelas regiões Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste do país. TURMA EM PERIGO Acredita-se que os portugueses encontraram por aqui cerca de 5 milhões de pessoas na época do Descobrimento. Hoje os povos indígenas são formados por cerca de 370 mil pessoas vivendo nas aldeias e 400 mil nas cidades. Atualmente, os índios que moram nas aldeias representam só 0,2% da população brasileira. Ao longo do tempo, o contato com os colonizadores fez com que alguns povos desaparecessem. No passado, muitas comunidades indígenas entraram em guerra com os portugueses e, com menos armas e recursos, perderam. As doenças desconhecidas também causaram mortes. Hoje, ainda há grupos indígenas que correm risco de perder suas terras. Outros vivem em condições de miséria e não têm como preservar sua cultura e a união de seu povo.
  • 32. 21- Preservar é uma curtição! - De férias e ligado na natureza Faça a sua parte e ajude a proteger o meio ambiente Julia Moióli Quando a gente está de férias, não tem de acordar cedo, se preparar para as provas nem fazer lição de casa. Mas há uma tarefa que não podemos nos esquecer de jeito nenhum: cuidar bem da natureza. Como nessa época muita gente viaja para¿a praia ou para o campo, pode ficar ainda mais fácil fazer isso. Confira as dicas e fique alerta. Você pode ajudar a deixar nosso planeta melhor. NA PRAIA  Não jogue embalagens no mar. Além de fazer a maior sujeira, elas podem matar animais.  Recolha seu lixo e depois separe os materiais para reciclagem. Avise seus amigos para fazer o mesmo.  Levar conchinhas para casa não é uma boa idéia. Elas servem de casa para muitos animais e ajudam a compor o solo.  Não leve cães à praia. Eles podem transmitir doenças e assustar as pessoas, além de correrem o risco de ficarem doentes. NA ESTRADA  Leve um saquinho para juntar o lixo. E não jogue nada pela janela do carro.  Materiais estranhos podem afetar o equilíbrio do ambiente e a chuva pode levar o lixo para rios e praias.  Fale com seus pais para evitar viajar nas horas mais quentes do dia. Se o calor não estiver muito forte, peça a seus pais que desliguem o ar-condicionado e sigam viagem com as janelas abertas. O ar-condicionado faz o carro gastar mais combustível, o que causa mais poluição.
  • 33. SEJA UM VISITANTE LEGAL Algumas cidades recebem muitos turistas nas férias e, por isso, acaba faltando água. Então economize: tome banhos rápidos, feche a torneira enquanto escova os dentes e lembre sua família de economizar água também. Nas compras, sugira que seus pais levem a própria sacola para evitar o uso excessivo de saquinhos plásticos, pois esse material leva um tempão para se decompor no meio ambiente. Faça passeios a pé: assim todo mundo se livra de congestionamentos e da poluição (inclusive sonora, com muita gente buzinando). E todo mundo respira aliviado! PARA QUEM NÃO VIAJOU  Se o seu prédio ou condomínio não tem coleta seletiva de lixo, é legal juntar os amigos e fazer essa idéia funcionar. Conversem com seus pais e com o síndico. Vocês podem desenhar símbolos de reciclagem para cada material, colocar nas lixeiras e fazer cartazes explicando o assunto para os moradores.  Combine programas divertidos em família, a pé ou de bicicleta. Assim, seus pais não precisam tirar o carro da garagem, diminuindo os poluentes no ar. Se sua cidade tem metrô, é uma oportunidade para conhecer esse transporte e visitar lugares novos.  Chame a turma para fazer um mutirão verde. Com a ajuda dos adultos, plantem árvores nas praças ou preparem vasos para decorar a casa. FIQUE ALERTA Na praia ou no campo, repare nas espécies que vivem em cada ambiente. Note como há insetos, folhas e conchas diferentes, dependendo do local em que você está. Ouça os sons de animais e o barulho do vento. Investigue também seu caminho. Perceba como a paisagem vai mudando. Veja como são as árvores nas regiões de montanhas e as plantações. Observe também como é o visual dos locais onde há fábricas, fazendas ou povoados e repare nos rios e tipos de praias por onde passar.
  • 34. USO DE ATIVIDADES DISPONÍVEIS NAS ESCOLAS: MATERIAL PARA USO EM SALA DE AULA DO PROGRAMA LER E ESCREVER: ● GIBIS DA TURMA DA MÔNICA COM TEMAS ECOLÓGICOS – MAGALI – CASCÃO – CHICO BENTO – MÔNICA, ETC... ● GIBI MÔNICA JOVEM ● SAIBA MAIS! ÁGUA -TURMA DA MÔNICA Nº 30 ÁGUA – EDIÇÃO ESPECIAL ● REVISTA CIÊNCIAS HOJE ● REVISTA GALILEU ● ENCICLOPÉDIA RECREIO ● LIVROS DIVERSOS DAS CAIXAS DE LETRAS “A” ATÉ “F” DE LITERATURA INFANTIL PESQUISAS NA INTERNET Sites de Ecologia e Reciclagem IBAMA- Cheque áreas de atuação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Veja links ambientais e cadastre-se em Cidadão Verde. www.ibama.gov.br Amazônia - Informe-se sobre a Amazônia. Leia sobre assuntos como produtos que caracterizam a região, legislação especializada, meio ambiente e recursos naturais. www.amazonia.org.br Com-Mam - Especialistas em meio ambiente e comunicação criaram esta ONG que reúne dados sobre questões ambientais. Informe-se sobre reciclagem de resíduos sólidos. www.meioambiente.org.br Instituto Ecológico Aqualung - Entidade patrocina organizações como Projeto Tamar, Fundação Ondaazul, Centro Abrolhos. Veja cursos em meio ambiente como perícia e avaliação de impactos. www.uol.com.br/instaqua Biodiversidade Brasil - Projeto é resultado de parceria da Natura com a TV Cultura e busca promover debate e reflexão para um desenvolvimento sustentável. Veja conteúdo de programas. www.biodiversidadebrasil.com.br Grupo de Ecossistemas - Conheça o trabalho do grupo de ecossistemas : manguezal, marisma e apicum coordenado por Yara Schaeffer-Novelli para a conservação da biodiversidade das zonas costeira e marinha. www.bdt.org.br/workshop/costa/mangue Ambiente Global - Encontre artigos e notícias sobre temas ambientais como ecoturismo, direito ambiental e reciclagem. Clique em consumidor verde para ler pesquisa do Procon. www.uol.com.br/ambienteglobal Neo Eco - Revista sobre ecologia. Encontre artigos publicados pelo Instituto Socio Ambiental e leia sobre direito ambiental.www.neo.com.br Fundação Mundial de Ecologia - Entidade fundada em 1976 apresenta sua doutrina socioecológica fraternalismo. Leia sobre ecologia, direitos humanos e sociedade alternativa. www.ecologia.org.br
  • 35. Compromisso Empresarial para Reciclagem - Associação sem fins lucrativos com objetivo de promover a reciclagem. Veja ficha técnica de materiais recicláveis como papel, alumínio e pneus.www.cempre.org.br NARP – COMUNIDADE DO GOOGLE – ONG COM PARTICIPAÇÃO DO PADRE JOÃO BATISTA PARÓQUIA SANTA LUZIA – JARDIM DOS OLIVEIRAS http://www.orkut.com.br/Main#Community?rl=cpp&cmm=39142107 VISITAÇÃO ● “PARQUE ECOLÓGICO MONSENHOR SALIM”, ● “PARQUE DAS ÁGUAS”, ● “LAGOA DO TAQUARAL”, ● “BOSQUE DOS JEQUITIBÁS”, ● “FAZENDA SANTA GENEBRA”, ● “PLANETÁRIO” ORGANIZAÇÃO DO PROJETO VARIÁVEIS DE ACORDO COM SÉRIE E INTERESSE DE CADA ESCOLA ENVOLVIDA Dia 5 de junho é dia mundial do meio ambiente! O que queremos? → Fazer uma campanha de conscientização dentro da escola/comunidade. Como pode ser feita? → Fazer um quadro informativo: pode ser uma parede, pode ser um mural... Escrevendo tópicos importantes que sejam informativos. Por exemplo:  "O que é aquecimento global?",  "Por quê combater o aquecimento global"?,  "O que podemos fazer?",  "Recicle seu lixo",  "Reduza seu consumo",  "Evite sair de carro"... Elementos básicos, como: Imagens e fotos ajudam na visualização, além de pequenos bem objetivos, do tipo científico ou informativo, também os anúncios, avisos, placas e outdoors, etc. É importante o uso de tabelas, dados e porcentagens para comprovar o que está sendo exposto.
  • 36. → Espalhar cartazes pela escola:  Panfletos não são ecologicamente corretos.  Você gasta papel e tinta na fabricação para 80% das pessoas jogarem fora na lixeira mais próxima.  No máximo, imprima informativos que estejam disponíveis em um balcão para quem se interessar no assunto. Cartazes espalhados pelo local ajudam na divulgação sobre a Semana do Meio Ambiente. E se forem bem guardados, servem para o próximo ano! Apelar para o Marketing na construção dos cartazes, como por exemplo "Já pensou no impacto que você provoca no seu planeta?" ou "O que você fez pela Terra hoje?" → Chamar professores e profissionais para serem palestrantes: Existem vários tipos de profissionais que são capazes de dar uma palestra ambiental. Uma pessoa pode falar da importância que a Responsabilidade Ambiental tem na sociedad, também, um advogado pode citar a legislação ambiental. Um biólogo pode falar sobre as espécies em extinção. Um químico pode chamar a atenção à destinação incorreta de substâncias químicas nos laboratórios. Um turismólogo pode contar sobre os benefícios do Eco-Turismo, etc → Agendar a sala de vídeo para exibir vídeos e documentários, para os pais e para as crianças:  Uma verdade incoveniente (Al Gore),  A Última Hora (Leonardo DiCaprio),  Mudanças Climáticas - o filme (Greenpeace).  A série Cidades e Soluções do André Trigueiro também é legal de passar! Sem contar nos vídeos do Greenpeace e WWF. Buscar vídeos especiais para as crianças no youtube e da turma da Monica. → Solicitar a instação de lixeiras de coleta seletiva: lixeiras que são feitas para recolher diferentes materiais, como:  papel,  plástico,  vidro,  alumínio,  lixo comum. Não esquecendo de enfatizar com as crianças e desenvolver a conscientização sobre "O porquê reciclar".
  • 37. → Placas em cima de lixeiras e pias de banheiros: Lixeiras de coleta seletiva pedem placas informativas! Um exemplo, é escrever o que cada lixeira pode receber, descrevendo os materiais. Também, escrever frases que chamem atenção das pessoas que forem jogar o seu lixo:  "Jogue seu lixo na lixeira certa!"  "Recicle sua idéias: Recicle seu lixo". Nos banheiros, colocar placas:  "Economize água"  "Não disperdice água" Uma imagem bem apelativa para estas placas é um globo terrestre "seco". → Incentivar o uso de lâmpadas econômicas e dispositivos economizadores de água: falar com as pessoas da família, da escola sobre a importância desses elementos, e fazer um relatório sobre os benefícios que isso traria para o local. Pegar informações em sites de empresas como a Deca e a Docol. Ler um artigo publicado no site Terra sobre a economia na troca de lâmpadas fluorescentes. Sensores de luz são essenciais em banheiros e corredores pouco frequentados. REPORTAGEM: O futuro a gente faz agora Um problema que levanta muitas questões, exige múltiplas respostas Atender às necessidades do presente sem comprometer as possibilidades de as futuras gerações atenderem às suas próprias necessidades. Esta é uma das definições mais abrangentes de sustentabilidade. Para ser sustentável, qualquer empreendimento humano deve ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito. Mas esses conceitos, que parecem óbvios, simples sinais de bom senso, infelizmente ainda estão longe da prática cotidiana de muitas pessoas, grupos, empresas e governos. Tanto que um movimento mundial pela sustentabilidade surge como resposta ao seu contrário: a insustentabilidade provocada pelo que é ecologicamente errado, economicamente inviável, socialmente injusto, culturalmente inaceitável.
  • 38. Para agir de forma sustentável devemos ter visão de longo prazo, consciência de que nossas relações sociais e nosso estilo de vida impactam diretamente a realidade à nossa volta - e que devemos ter solidariedade com nossos descendentes. Para que isso aconteça de fato, é preciso entender a construção da sustentabilidade como um desafio de muitas faces. Só assim conseguiremos encontrar as múltiplas respostas que o problema impõe. É exatamente essa a missão do projeto Planeta Sustentável, que se destina a estimular o debate, reconhecer boas práticas e difundir conhecimento. A face mais visível desse desafio está ligada ao ambiente, principalmente por causa da emergência do aquecimento global, hoje, mais do que um alerta, dramático sinal das conseqüências causadas pelo que fizemos e pelo que deixamos de fazer. Sustentabilidade é um tema em construção. Há muito o que aprender a respeito. Mas já sabemos que tem a ver com atos de nosso cotidiano. Desde estilo de vida e consumo de cada um de nós, até a forma como lidamos ou deixamos de lidar com o lixo que produzimos. Tem a ver com a maneira como usamos os recursos e energias disponíveis. Tem muito a ver com nossa atitude em cada momento de nossas vidas. Nem sempre, é claro, problemas e soluções estão diretamente nas mãos de cada um de nós. Mas, de alguma maneira, ainda que indireta, podemos influir em decisões que dependem de políticos que elegemos ou deixamos que fossem eleitos, ou de empresas que são mantidas por quem compra seus produtos. É nessas esferas, político-econômicas, que estão grandes decisões a respeito de modelos de desenvolvimento, políticas de saúde, projetos de educação. Hoje, cada vez mais, as pessoas entendem os problemas da biosfera e passam a pensar globalmente. Isso é ótimo. Mas não é tudo. É preciso também pensar e agir localmente. Procurar ter mais influência no que acontece em nossa própria cidade. Saber o que e como pode ser feito em soluções para a casa e a cidade. O Planeta Sustentável tem a participação de dezenas de revistas e sites da Editora Abril e conta com um conselho consultivo, composto por especialistas de diversas áreas, além de representantes de empresas patrocinadoras (veja nos Canais Especiais) interessadas na difusão de conhecimentos. Em sua primeira fase de um ano, o projeto prevê a realização de fóruns de discussão e de produção de conteúdo capaz de informar e qualificar as ações. E, para isso, se propõe a manter um constante debate, com a participação de uma série de organizações convidadas. Algum sábio já disse que é melhor resolver os problemas quando eles ainda são pequenos. Em muitos dos desafios que temos de enfrentar para conseguir uma vida mais sustentável, talvez já tenhamos perdido algumas oportunidades de enfrentar problemas ainda pequenos. Mas é sábio lidar com eles antes que cresçam ainda mais. Para isso, é preciso enxergá-los imediatamente, ver quais são as soluções possíveis e buscá-las. Essa é a nossa missão - e o convite para que você participe da construção de algo a ser legado às próximas gerações: um planeta sustentável. (Caco de Paula jornalista e publisher do site“Planeta Sustentável”)
  • 39. TESTE 1- De olho na natureza Você sabe se divertir Encare o desafio abaixo e descubra Revista Recreio Ilustração:Sidney Meirelles 1. É legal levar seu cachorro para se exercitar sempre na praia. Verdadeiro Falso 2. Não se deve oferecer comida aos animais silvestres. Verdadeiro Falso 3. É melhor viajar de carro, pois os ônibus poluem muito mais. Verdadeiro Falso 4. Quem leva conchas da praia para casa prejudica a natureza. Verdadeiro Falso 5. Ao passear por uma trilha é legal cantar e gritar para animar a turma. Verdadeiro Falso 6. Não há problemas em deixar lixo na praia se alguém vem varrer depois. Verdadeiro Falso 7. Levar malas mais leves no avião evita o aumento da poluição Verdadeiro Falso 8. Nas cidades de praia, há muita água e não é preciso economizar. Verdadeiro Falso 9. Quando se hospedar em um hotel, é melhor reutilizar as toalhas. Verdadeiro Falso 10. Ao tomar banho de cachoeira, não se deve usar xampu ou sabonete. Verdadeiro Falso 11. Você pode ajudar a salvar a vida de animais que vivem no mar. Verdadeiro Falso 12 - Nas férias, é melhor sair de carro, para fazer tudo mais depressa. Verdadeiro Falso RESPOSTAS: Opa! Você está descuidado com os recursos naturais e com o bichos, talvez, sem perceber. Que tal se informar melhor sobre como proteger o meio ambiente? Leia nossas matérias aqui no site e confira as respostas certas! 1.falso 2.verdadeiro 3.falso 4.verdadeiro 5.falso 6.falso 7.verdadeiro 8.falso 9.verdadeiro 10.verdadeiro 11.verdadeiro 12.falso
  • 40. TESTE 2 -Você sabe escolher alimentos saudáveis? Responda às perguntas e descubra Teste adaptado da revista Recreio 1 O que você levaria para um piquenique? Frutas, sucos e iogurtes. Sanduíches, frutas e docinhos. Coxinhas, batatas fritas e bolachas. 2 Podemos comer alimentos com gordura? Sim. Precisamos de gordura para ter energia, mas em excesso ela faz mal. Sim. Todo mundo come. Não, eles podem causar doenças. 3 Entre o almoço e o jantar, você: Come alguma coisinha bem leve, como uma maçã. Sempre toma lanche. Come doces e chocolates. 4 Você come frutas: Pelo menos três vezes ao dia. Uma, todos os dias. Uma vez por semana. 5 É importante colocar no prato: Alimentos variados que contenham diferentes nutrientes. Só salada. Grandes quantidades do mesmo tipo de alimento, para armazenar nutrientes. 6 No almoço, se puder escolher, você prefere: Fazer um prato bem servido do que estiver à mesa. Comida, desde que tenha massa ou alguma fritura de que você goste. Comer um sanduíche e um bombom. 7 O que você faz quando tem vontade de comer um doce? Opta por chocolate ou um pedaço de bolo. Come doce até a vontade passar. Devora uma caixa inteira de bombons, sempre.
  • 41. 8 Você coloca mais sal em tudo o que come? Sim. Fica mais gostoso. Sim, mas só um pouco, porque sei que não faz bem. Não, pois sal de mais prejudica a saúde. 8 Quando a família toda se reúne para um almoço em um restaurante, você: Prova de tudo. Come sempre a mesma coisa, mas prova outros pratos se alguém oferecer. Só come se puder pedir seu prato favorito. 9 Se vai ao supermercado com seus pais, você: Dá uma olhada em tudo e sugere que comprem alguma coisa para o jantar. Pede para comprarem bolachas e doces. Reclama sem parar e pede para passar numa lanchonete. 10 Se acorda atrasado e tem de ir para a escola, é melhor: Tomar café depressa e tomar banho na volta. Comer a primeira coisa que encontrar, só para não sair de estômago vazio. Se arrumar depressa e sair sem café. 11 Que tipo de lanche você leva para a escola mais vezes na semana? Sanduíches. Bolachas e suco. Pacotes de salgadinhos. 12 Quem pratica esportes... Precisa de uma alimentação equilibrada para ter energia. Tem que comer mais de algum tipo de alimento que agora não sei qual é. Não precisa comer muito, porque fica forte só com exercícios. 13 No café da manhã, você gosta de comer: Pão, queijo e uma fruta. Leite, pão e algum doce. Vários pães com manteiga e biscoitos recheados.
  • 42. 14 Ao ver um cardápio com 20 tipos de suco, você: Experimenta um suco diferente. Pede um de laranja para ter certeza de que vai gostar. Prefere pedir refrigerante. 15 Se chega da escola com fome, você: Faz uma vitamina. Come umas bolachinhas para esperar pela próxima refeição. Estoura pipocas. Você não está bem informado sobre o assunto e talvez não se preocupe muito em escolher o que come. É importante ficar mais alerta e procurar variar sua alimentação. Fale com seus pais, tire dúvidas com professores e faça pesquisas para aprender mais. Você vai ver que nossa saúde tem tudo a ver com o que comemos.
  • 43. TESTE 3 - Poderes do clima Encare as perguntas e descubra verdades e mentiras sobre fenômenos climáticos Revista Recreio 1 Trovão e relâmpago são a mesma coisa Verdadeiro Falso 2 Nevoeiros são conjuntos de nuvens densas que se formam no chão Verdadeiro Falso 3 Nos desertos não venta nunca Verdadeiro Falso 4 O granizo se forma quando a neve se aquece dentro de grandes nuvens Verdadeiro Falso 5 As nuvens de tempesta são escuras porque a luz do sol não consegue passar por elas Verdadeiro Falso 6 Só neva quando a temperatura está abaixo de 20 graus Celsius negativos Verdadeiro Falso 7 Furacão e tufão são nomes do mesmo fenômenos em regiões diferentes do planeta Verdadeiro Falso 8 Existe um tipo de chuva de chuva chamado de invisível Verdadeiro Falso 9 Todas as nuvens são iguais Verdadeiro Falso 10 As correntes marinhas tem influência sobre o clima da Terra Verdadeiro Falso 11 Os raios só se formam em locais com árvores altas Verdadeiro Falso 12 Existem chuvas ácidas que podem contaminar o solo e danificar plantas e construções Verdadeiro Falso Você foi muito bem! Mesmo assim, confira as respostas certas e veja quais você errou para ficar cada dia mais esperto: 1.Falso 2.Verdadeiro 3.Falso 4.Falso 5.Verdadeiro 6.Falso 7.Verdadeiro 8.Verdadeiro 9.Falso 10.Verdadeiro 11.Falso 12.Verdadeiro
  • 44. TESTE 4 - Pequenos hábitos Saiba se seu comportamento contribui (ou não) com a natureza 1 Quando vai comer um salgadinho em uma lanchonete, você: ( )Pega um guardanapo para segurá-lo e outro para limpar a boca. ( )Pega muitos guardanapos e um pratinho de plástico, por segurança ( )Pega com a mão mesmo. 2 Como você toma banho? ( )Fecho o chuveiro na hora de me ensaboar ou tomo um banho rápido. ( )Adoro ficar horas no banho gastando água e energia à toa. ( )Passo uns dias sem tomar banho para defender o meio ambiente. 3 Bateu aquela fome e você está mexendo no computador, então: ( )...desligo o monitor para economizar energia e vou comer. ( )...vou comer e deixo o computador ligado para não ter trabalho depois. ( )...desligo tudo, vou comer e só ligo de novo horas depois. 4 Ao sair de um cômodo, você: ( )Apaga a luz sempre. Não custa nada. ( )Deixa acesa porque tem preguiça de apagar. ( )Nem precisa apagar porque você nem gosta de acender luzes. 5 Quando está com fome, você: ( )Se informa sobre as possibilidades antes de abrir a geladeira mil vezes. ( )Abre a geladeira para pensar qual alimento é mais inspirador. ( )Come alguma coisa da prateleira para não precisar abrir a geladeira. 6 Os coletores de lixo recicláveis estão longe de você, por isso: ( )Você anda até lá para descartar seu lixo de maneira adequada. ( )Fica com preguiça e joga tudo no lixo comum. ( )Descarta o seu lixo nos coletores e o dos seus colegas também. Preservar o meio ambiente é uma maneira inteligente de garantir que os recursos naturais não vão faltar para ninguém, mas tenha cuidado com exageros para não se prejudicar. A ideia é usá-los com consciência, sem desperdícios.
  • 45. TESTE 5 - Você cuida do seu bichinho? Como tratar e cuidar de um animalzinho com carinho? Mas... dá um trabalho! Planeta Sustentável 1 O novo membro da família precisa de um lugar para dormir, por isso, você: ( )Improvisa uma caminha para ele ou vai até a rua escolher uma bem bonita. ( )Se apressa em colocá-lo para dormir na sua cama. ( )Pede para alguém comprar uma para você. 2 Seu animalzinho está com fome e a tigela dele está vazia. O que você faz? ( )Interrompe o que estiver fazendo e o alimenta. ( )Dá ração para ele, mas só depois que terminar o programa na TV. ( )Tem tanta gente na casa. Por que justo você tem que fazer isso? 3 Seu bichinho está com uma carinha triste e anda desanimado, você: ( )Liga para o veterinário e marca uma consulta. ( )Conta para os seus pais para eles tomarem alguma providência. ( )Se ele passar mal, você faz alguma coisa. 4Você leva seu bichinho para passear? ( )Claro, isso vai mantê-lo saudável. ( )Só quando não tenho nada melhor para fazer. ( )Não, já tenho muitas atividades diárias. 5 O cheirinho do seu pet está incomodando a casa inteira, então, você... ( )...lava o bichinho (e se diverte) com a ajuda de um adulto. ( )...o encaminha para um pet shop. ( )...pede para os incomodados darem um banho nele. 6 Quem é o responsável pelo seu bichinho na maior parte do tempo? ( )Eu. ( )Está bem dividido. ( )Meus pais.
  • 46. 7 Brincar com seu animalzinho é: ( )Super legal! Brinco sempre. ( )Divertido, mas às vezes fico com preguiça. ( )É legal, mas prefiro brincar de outra coisa. 8 Quem cuida da limpeza da casinha do seu amiguinho? ( )Eu. ( )Quem tiver tempo, inclusive eu. ( )Qualquer adulto. 9 Seu bichinho está chorando à noite, você: ( )Levanta da cama e vai fazer companhia. ( )Se ninguém for lá acudi-lo, você levanta e vai. ( )Coloca o travesseiro no ouvido para abafar o som. 10 Você está por dentro das datas de vacina do seu pet? ( ) Meus pais que administram, mas eu acompanho. ( )Não, mas meus pais estão. ( )Não faço a menor ideia. 11 Sua família vai viajar e é complicado levar seu bichinho, então: ( ) Você pesquisa maneiras seguras de levá-lo na viagem. ( )Ele fica num hotelzinho. ( )Você empresta ele para um amigo. 12Você dá o que sua família come para seu bichinho? ( )Não porque eu sei que faz mal. ( )Só se ele fizer carinha de “pidão”. ( )Claro! Se todo mundo come, ele também pode comer. Não está na hora de você dedicar mais tempo ao seu bichinho? Com certeza você é a pessoa que ele mais gosta na casa, por isso, nada mais justo do que cuidar dele, certo?
  • 47. TESTE 7 - No mundo dos pinguins Encare o desafio, escape das pegadinhas e mostre que você conhece bem esses animais. 1. Pinguins e ursos polares vivem juntos na natureza sem brigar. Verdadeiro Falso 2. Pinguins têm mais penas do que a maioria das outras aves. Verdadeiro Falso 3. Quando está em perigo, o pingüim bate as asas e voa sobre as geleiras. Verdadeiro Falso 4. As cores do pinguim são importantes para protegê-lo do Sol. Verdadeiro Falso 5. Nem todas as espécies de pinguim vivem em lugares gelados. Verdadeiro Falso 6. A fêmea do pinguim-imperador fica perto do ovo até o filhote nascer. Verdadeiro Falso 7. Eles se alimentam da vegetação rasteira que cresce embaixo da neve. Verdadeiro Falso 8. Os pinguins nunca dormem. Verdadeiro Falso 9. Para se comunicar eles batem as asas na água, formando ondas. Verdadeiro Falso 10. Um pinguim-imperador adulto pode chegar a ter a altura de uma criança de 5 anos. Verdadeiro Falso Como é difícil saber sobre um bichinho que mora tão longe, né? Confira as respostas: 1.falso 2.verdadeiro 3.falso 4.falso 5.verdadeiro 6.falso 7.falso 8.falso 9.falso 10.verdadeiro. Uma dica para você: leia a matéria Turma do Frio, no canal Bichos, e saiba mais sobre os pinguins!
  • 48. TESTE 8 - Mergulhe nessa Descubra se você sabe tudo sobre os mares e oceanos. Revista Recreio 1 - O ponto mais profundo do mar é maior que o Everest de cabeça para baixo. Verdadeiro Falso 2 - Mares são areas próximas de continentes e oceanos são as distantes. Verdadeiro Falso 3 - As ondas podem surgir devido a vulcões submersos. Verdadeiro Falso 4 - O mar Morto tem esse nome porque abriga bichos perigosos. Verdadeiro Falso 5 - O sal que existe no mar vem do solo e das rochas. Verdadeiro Falso 6 - Em algumas regiões, a água do mar é azul e em outras, é verde. Verdadeiro Falso 7 - A maioria dos animais vive em regiões bem profundas dos oceanos. Verdadeiro Falso 8 - Metade da superfície terrestre é coberta por água salgada. Verdadeiro Falso 9 - A Lua altera as marés na Terra. Verdadeiro Falso 10 - Os oceanos se formaram com o derretimento de gelo dos polos. Verdadeiro Falso Difícil este teste, hein? Confira as respostas certas e aprenda com o que você errou: 1-Verdadeiro 2-Falso 3- Verdadeiro 4-Falso 5-Verdadeiro 6- Falso 7-Falso 8-Falso 9-Verdadeiro 10-Falso
  • 49. TESTE 9 - De olho nos povos indígenas Encare este desafio e descubra se as afirmações a seguir são verdadeiras ou falsas Revista Recreio 1 - O Dia do Índio é comemorado em 19 de abril porque é a festa de Ano-Novo dos indígenas. Verdadeiro Falso 2 - No Brasil, ainda existem grupos indígenas que nunca tiveram contato com homens brancos. Verdadeiro Falso 3 - Todos os índios brasileiros falam o idioma tupi. Verdadeiro Falso 4 - Todas as aldeias indígenas estão localizadas na floresta Amazônica. Verdadeiro Falso 5 - A principal função do pajé é ensinar as crianças a caçar e a pescar. Verdadeiro Falso 6 - As crianças de aldeias indígenas não vão à escola. Verdadeiro Falso 7 - Atualmente existem mais de 200 povos indígenas diferentes no Brasil. Verdadeiro Falso 8 - Os índios costumam respeitar a opinião dos mais velhos. Verdadeiro Falso 9 - Nas aldeias ianomâmis, várias famílias moram na mesma casa. Verdadeiro Falso 10 - Só existem povos indígenas no Brasil. Verdadeiro Falso 11 - Colares e brincos, feitos com sementes e penas, e outros objetos que os índios costumam usar como enfeite também servem para identificar os diferentes grupos de uma aldeia. Verdadeiro Falso 12 - Os europeus aprenderam com os indígenas do Brasil o costume de tomar banho todos os dias. Verdadeiro Falso 1-Vamos dar uma olhadinha no resto do site e aprender mais sobre os índios? Confira as respostas certas: 1. falso 2. verdadeiro 3. falso 4. falso 5. falso 6. falso 7. verdadeiro 8. verdadeiro 9. verdadeiro 10. falso 11. verdadeiro 12. verdadeiro
  • 50. TESTE 10 - Você economiza energia? Descubra se você está realmente ajudando a salvar o Planeta Planeta Sustentável 1- Você participaria de um movimento em apoio à redução do desperdício de energia, como a Hora do Planeta? Não, isso é coisa de adulto. Sim, se ganhasse um brinde. Sim, porque isso é um sério problema mundial. 2- Energia é um assunto importante para você? Não, porque na minha casa sempre tem luz. Um pouco porque sei que produzir energia pode poluir muito. Claro, produzir energia de maneira “suja” causa problemas para nós e para o meio ambiente. 3 -Quando vai tomar banho, você: Liga uma música bacana para ouvir enquanto relaxa. Demora apenas se estiver fazendo um friozinho gostoooso... Fica embaixo do chuveiro o suficiente para fazer a higiene do corpo. 4- Se alguém te chama para lanchar e interrompe o videogame, você: Deixa o videogame ligado e pausado até a hora de terminar o lanche. Lancha na frente do videogame para não deixar a tevê ligada à toa. Desliga a tevê e vai lanchar com calma. Ninguém vai morrer por causa de um jogo. 5- Você trocaria lâmpadas comuns (incandescentes) por outras mais ecológicas e um pouco mais caras (fluorescentes)? Não, porque não ia querer pagar mais caro. Sim, porque apesar de mais cara, ela ajuda a economizar na conta de luz. Sim, porque ela ajuda a economizar e evita o desperdício de energia.
  • 51. 6- Quando lava o cabelo, você: Sempre usa secador porque é mais rápido e deixa o cabelo mais bonito. Usa secador só se for um dia frio ou se for noite. Não faz questão.
  • 52. TESTE 11 - Você é um bom cidadão? É IMPORTANTE PRATICAR CIDADANIA Revista Recreio 1- Quando vai à praia e toma um picolé, você: Joga o papel na areia. Guarda o papel, mas se distrai e esquece onde colocou. Leva o papel ao lixo. 2- Se a turma convidasse você para ajudar na limpeza de uma praça, o que você pensaria? Preciso escapar dessa. Só vou se meus pais insistirem muito. Vou chamar mais gente para colaborar. 3- Se um aluno novo na turma está com dificuldade de acompanhar as aulas, o que você faz? Nada, pois não tem nada a ver com isso. Ajuda se ele pedir Oferece ajuda. 4- Se há uma senhora idosa na fila, você: Nem olha para ela, pois quer ir embora logo. Tenta ajudá-la a achar um caixa vazio. Diz a ela para passar na sua frente. 5-Depois de comer na praça de alimentação, o que você faz? Deixa tudo na mesa. Joga tudo fora Separa os materiais para reciclagem. 6-Um amigo vive fazendo piadas sobre um novo vizinho. O que você faz? Ri junto para não ser o chato da turma. Finge que não ouve o que ele diz. Chama seu amigo, sem que os outros vejam, e pede a ele que pare com isso Você se adapta bem a situações diferentes e até gosta de encarar novos desafios. Sabe trabalhar em equipe e não se deixa abalar quando alguma coisa dá errada. Se uma poção o transformasse em formiga, você se viraria numa boa por túneis subterrâneos, dividindo as tarefas com a turma e protegendo o formigueiro.
  • 53. TESTE 12 - Tudo Verde Encare o desafio e veja o que você sabe sobre as plantas Revista Recreio 1- A árvore mais alta do mundo é do tamanho de um prédio de 38 andares. Verdadeiro Falso 2- Na floresta amazônica, existem 2 mil espécies de plantas. Verdadeiro Falso 3- O bambu é da mesma família do capim e algumas espécies crescem 1 metro por dia. Verdadeiro Falso 4- Os anéis que vemos quando um tronco é cortado indicam a idade das árvores. Verdadeiro Falso 5- As folhas mais antigas do planeta têm cerca de mil anos. Verdadeiro Falso 6- As primeiras árvores surgiram na Terra antes de os dinos começarem a aparecer. Verdadeiro Falso 7- Folhas que vivem em lugares quentes parecem brilhar por causa do reflexo do sol. Verdadeiro Falso 8- A árvore mais antiga do mundo já existia quando as pirâmides do Egito estavam em construção. Verdadeiro Falso 9-Algumas flores se abrem à noite porque não podem receber luz do sol. Verdadeiro Falso 10- As plantas nunca se mexem, a menos que faça muito vento ou alguém as mude de lugar. Verdadeiro Falso 11-As plantas carnívoras existem só nas histórias de ficção científica. Verdadeiro Falso 12- Os vegetais não precisam respirar, pois tiram da terra tudo o que necessitam para viver. Verdadeiro Falso Você não gostaria de virar formiga, pois não conhece o modo de vida desses insetos e ficaria inseguro diante de tantas situações diferentes. Não se preocupe, pois não vai mesmo virar inseto, mas pode saber mais sobre essa turma de animais. Você vai descobrir que as formigas são muito organizadas e não tem preguiça de trabalhar!
  • 54. MUSICAS DO PROJETO “MUSICA VERDE” INSERIDO AO PROJETO NOSSO PLANETINHA SUSTENTÁVEL 1- PRA QUE O RIO RIA O Rio não é lixeira é a casa onde mora o peixe / Por isso não jogue lixo / se alguém jogar não deixe / Só quem não tem dó / transforma o Rio em brechó / jogando garrafa pet, pneu velho e o que vem na mente / e assim vai provocando o drama da enchente / levando de rio abaixo poluição corrente. 2- EI, OLHE O ÓLEO! O Óleo usado de cozinha / da sua casa quanto da minha / não pode na pia ser lançado / separe ele pra ser reciclado / descarte errado causará poluição / do óleo usado se faz até sabão / a natureza é quem te pede irmão: óleo na pia não! / recolha o óleo no recipiente / garrafa pet é ideal, excelente / procure saber quem faz coleta / e descarte o óleo de forma correta. 3- PRA NÃO BEBER ÁGUA DO CHORO Água pra beber / água pra lavar / água pra regar a vida / água pra viver / água pra molhar / água na nossa comida / enquanto você escova os dentes / amigo por favor feche a torneira / calçada se varre com vassoura e não com uso da mangueira! / e quando estiver no banho / também não use a água à-toa / feche sempre o chuveiro / enquanto você se ensaboa / vamos fechar o desperdício / água é vida água é ouro porque se não fizermos isso / só vai restar água do choro. 4- O PLANETA PEDE UM LEQUE Amigo não se iluda / seu carro também ajuda no aquecimento global / o planeta já pede um leque e antes que tudo seque / e o ar se torne letal / faça ao verde uma homenagem: deixando seu carro na garagem / e faça uso do trem e do metrô também / ou se puder vá pedalando / assim toda fumaça / que polui e tira a graça / com certeza diminui / e o meio ambiente sai ganhando. 5- REGGAE – CICLAGEM Todo lixo é diferente / então daqui pra frente / precisamos separar / pois o lixo separado poderá ser reciclado e novamente retornar / a coleta seletiva é atitude positiva / e também é preservação / então na hora do descarte / não esqueça a sua parte / faça a separação / o plástico, o papel e a lata de bebida / reciclados novamente ganham vida. 6- LIXO, SAIBA DE COR Meu Senhor, minha Senhora me faça um grande favor: quando descartar seu lixo / olhe a cor do coletor / no azul que é a mesma cor do céu / nesse a gente joga papelão, papel / já no amarelo que é igual gema do ovo / o metal que é lançado, reciclado fica novo / e naquele verde que dá cor da esperança / nele é somente vidro que se lança / reciclar é prático / na cor vermelha somente se joga plástico.
  • 55. 7- APAGUE O DESPERDÍCIO Saiu da sala para o quarto / vamos fazer um trato: apague a luz! / da cozinha pro banheiro / ou do segundo pro primeiro / apague a luz! / e em frente a geladeira é preciso ir na certa / economiza energia quem não deixa a porta aberta / e também quando no banho / é preciso atenção / por água aquecida / num dia quente de verão?!/ vai passar roupa? / passe em grande quantidade / pois assim poupa eletricidade. 8- A ÁRVORE EM FOTO E SÍNTESE É ela quem nos dá a sombra no verão / o lápis o papel e até o violão / nos dá frutas e frutos / canoa a navegar / além de tudo isso / também nos dá o ar / por isso precisa ser plantada / à toa não pode ser cortada / a não ser que seja replantada / desenvolvimento sustentável. 9- VIVA CHICO MENDES Viva Chico Mendes! Viva Chico Mendes! / dentro da floresta vive Chico Mendes! / no pássaro que voa vive Chico Mendes! / dentro da semente mora Chico Mendes!! Corajoso e determinado Herói verde, nosso e daqui Importante sindicalista Combateu no Acre em Xapurí Os homens que sangravam a Amazônia Mais que um ambientalista Era da floresta o guardião Não se rendeu as motoserras Denunciando a devastaçao Emboscado e assinado covardamente Só porque amou e defendeu o meio ambiente 10- JORNAL – WEB EM 2060 Lendo um jornal virtual no ano de 2060 / vê-se uma velha fotografia / no caderno nostalgia / de uma linda floresta / que um dia existiu no norte do Brasil / rica em pássaros e em animais que não existem mais!! / na página policial do mesmo jornal / a polí cia federal está na trilha de uma quadrilha que trafica água mineral / no caderno de economia / a mairo cotação do dia é preço do ar que respiramos / por estar cada dia mais raro / é o produto hoje mais caro / essa canção pode ser Utopia / ser profecia / ser verdade, ser loucura / tudo vai depender da nossa postura / pois a natureza é a mais perfeita obra / pode ser maltratada hoje mas no futuro ela nos cobra