Anatomia e morfologia de fitonematoides

7,526 views
7,389 views

Published on

Principais aspectos anatômicos e morfológicos que têm relação com o parasitismo de fitonematoides.

*Apresentação misnistrada na disciplina de Fitonematologia, no Programa de Pós-graduação em Agronomia, Universidade Estadual de Londrina.

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,526
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,637
Actions
Shares
0
Downloads
245
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Anatomia e morfologia de fitonematoides

  1. 1. ANATOMIA E MORFOLOGIA DE FITONEMATOIDES MSc.Giovani de Oliveira Arieira Agosto/2013
  2. 2. FORMA GERAL DO CORPOFORMA GERAL DO CORPO Nematoide  do grego nematis: em forma de fio  Tubular  Alongado  Fusiforme ou subcilíndrico  Aberrante  Periforme  Limoniliforme  etc.
  3. 3. FORMA GERAL DO CORPOFORMA GERAL DO CORPO Fonte: Agrios (2005)
  4. 4. ESTRUTURA GERAL DO CORPOESTRUTURA GERAL DO CORPO Corpo dividido em 3 regiões: • Esofagiana • Intestinal • Caudal Howard Ferris
  5. 5. ESTRUTURA GERAL DO CORPOESTRUTURA GERAL DO CORPO Musculatura Pseudoceloma Parede do corpo Tubo digestivo Cutícula Hipoderme Cél. musculares
  6. 6. PAREDE DO CORPOPAREDE DO CORPO Cutícula: Revestimento; Permeabilidade seletiva; Crescimento. Hipoderme: Formação das células da cutícula Células musculares: Camada matriz Locomoção Epiderme
  7. 7. 1. CUTÍCULA1. CUTÍCULA  Camada resistente de revestimento não celular com camadas distintas, transparentes e flexíveis.  Constituída por um complexo de substâncias orgânicas (principalmente proteínas).  Pode ser lisa ou apresentar anelações (estrias transversais e/ou longitudinais).  Recobre externamente todo o corpo e as porções inicial (boca e faringe) e final (reto e cloaca) do trato digestivo
  8. 8. 1. CUTÍCULA1. CUTÍCULA Estrutura superficial da cutícula de nematoides. Fonte: Perry e Moens, 2006.
  9. 9. CUTÍCULA: ESTRIASCUTÍCULA: ESTRIAS Estrias transversais Campo lateral J.D. Eisenback
  10. 10. CUTÍCULA: ESTRIASCUTÍCULA: ESTRIAS M.A. McClure Campo lateral com 3 linhas
  11. 11. CUTÍCULA: ANELAÇÕESCUTÍCULA: ANELAÇÕES Kathy Merrifield
  12. 12. CUTÍCULACUTÍCULA Kathy Merrifield
  13. 13. 2. HIPODERME2. HIPODERME  Localizada logo abaixo da cutícula, consistem em uma camada de células distintas ou em síncito.  Secreta a nova cutícula durante a ecdise e funciona como reservatório de nutrientes, na forma de lipídeos e glicogênio.  Forma quatro espessamentos, dois laterais, um ventral e um dorsal (cordas longitudinais), por onde passam os feixes nervosos.  Essas cordas dividem o corpo do nematoide em quatro campos.
  14. 14. 3. CÉLULAS MUSCULARES3. CÉLULAS MUSCULARES  Situadas na parte inferior dos campos formados pelas cordas longitudinais.  São grandes e alongadas no sentido co comprimento do corpo do nematoide.  Essenciais na sua movimentação
  15. 15. ESTRUTURA GERAL E PAREDE DO CORPOESTRUTURA GERAL E PAREDE DO CORPO Cutícula Hipoderme Músculos somáticos Campos laterais Corda ventral Corda dorsal Pseudoceloma
  16. 16. PSEUDOCELOMAPSEUDOCELOMA  Cavidade geral do corpo, que não é inteiramente revestida por tecidos mesodérmicos (≠ celoma).  Contém o fluido pseudocelomático, onde estão imersos os órgãos dos nematoides.  Composição altamente complexa e funciona como um esqueleto hidrostático.
  17. 17. SISTEMA DIGESTIVOSISTEMA DIGESTIVO  Tubo que se estende da abertura oral (extremidade anterior) até o ânus (posição subterminal ventral).  Abertura oral rodeada por seis lábios;  Cavidade oral ou estoma;  Esôfago;  Cárdia ou válvula esofagiointestinal;  Intestino;  Reto;  Ânus
  18. 18. 1. ABERTURA ORAL1. ABERTURA ORAL C.H. Hopper Boca Papilas (órgãos sensitivos) Lábios
  19. 19. 1. ABERTURA ORAL1. ABERTURA ORAL Scutellonema sp. e Paratrichodorus sp. Fonte: Perry e Moens, 2006.
  20. 20. 2. ESTOMA2. ESTOMA Fitoparasitas e fungívoros U. Zunke J.D. Eisenback U. Zunke
  21. 21. 2. ESTOMA2. ESTOMA U. Zunke J.D. Eisenback Bacteriófagos
  22. 22. 2. ESTOMA2. ESTOMA J.D. EisenbackU. Zunke Carnívoros
  23. 23. 2. ESTOMA2. ESTOMA J.D. Eisenback U. Zunke Onívoros ou fitoparasitas
  24. 24. 2. ESTOMA: estiletes2. ESTOMA: estiletes Odontostílico (odontoestilete):  Deriva-se de um dente e consiste de uma estrutura caniculada com a extremidade anterior cortada em bisel. Estomatostílico (estomatoestilete):  Possuem três partes: uma parte anterior cônica, uma haste cilíndrica que termina em trê nódulos basais e músculos basais que permitem sua movimentação.
  25. 25. 2. ESTOMA: estilete odontostílico2. ESTOMA: estilete odontostílico U. Zunke Odontostilete Odontóforo (extensão do estilete) Procorpo do esôfago Região basal do esôfago Lúmen do esôfago
  26. 26. 2. ESTOMA: estilete odontostílico2. ESTOMA: estilete odontostílico Longidorus sp. Foto: U. Zunke Odontostilete “Anel guia”
  27. 27. 2. ESTOMA: estilete odontostílico2. ESTOMA: estilete odontostílico Xiphinema index. Foto: U. Zunke Odontostilete “Anel guia”
  28. 28. 2. ESTOMA: estilete odontostílico2. ESTOMA: estilete odontostílico Trichodorus sp. com estilete curvado. Foto: U. Zunke
  29. 29. 2. ESTOMA: estilete estomatostílico2. ESTOMA: estilete estomatostílico J.D. Eisenback Nódulos basais Estilete estomatostílico
  30. 30. 2. ESTOMA: estiletes2. ESTOMA: estiletes J.D. Eisenback Parte anterior cônica Haste cilíndrica Nódulos basais Musculatura para movimentação
  31. 31. 2. ESTOMA: estilete estomatostílico2. ESTOMA: estilete estomatostílico Mesocriconema sp. Foto: J. D. Eisenback
  32. 32. 2. ESTOMA: estilete estomatostílico2. ESTOMA: estilete estomatostílico Belanolaimus longicaudatus. Foto: J. D. Eisenback
  33. 33. 3. ESÔFAGO3. ESÔFAGO  Órgão de formato e constituição muito variável.  Tilencoide (subordem Tylenchida): formado por procorpo, metacorpo (bulbo mediano), istimo e bulbo basal  Afelencoide (subordem Aphelenchida): formado por procorpo e metacorpo, com istimo reduzido ou ausente e glândulas formam um apêndice diretamente do metacorpo.  Dorilaimoide (ordem Dorylaimida): constituído de duas partes cilíndricas
  34. 34. Esôfago tilencoide (Esôfago tilencoide (DitylenchusDitylenchus)) U. Zunke
  35. 35. Esôfago tilencoide (Esôfago tilencoide (BelonolaimusBelonolaimus)) J.D. Eisenback
  36. 36. Esôfago tilencoide (Esôfago tilencoide (MeloidogyneMeloidogyne)) U. Zunke
  37. 37. Esôfago tilencoide (Esôfago tilencoide (MesocriconemaMesocriconema)) J.D. Eisenback
  38. 38. Esôfago dorilaimoide (Esôfago dorilaimoide (LongidorusLongidorus)) U. Zunke
  39. 39. 4. CÁRDIA4. CÁRDIA  Conjunto de células que formam uma válvula que se projeta para o interior da luz do intestino e tem a função de impedir o retorno de alimentos do intestino para o esôfago.
  40. 40. 5. INTESTINO5. INTESTINO  Consiste em um tubo oco com paredes formadas por uma única camada de células cuboides epiteliais de origem endodérmica.  As células epiteliais exibem projeções filamentosas, as microvilosidades, com função de aumentar a superfície de absorção.
  41. 41. SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO  Sistema nervoso central: consiste no anel de fibras nervosas e localiza-se ao redor do istimo, de onde partem ramificações nervosas às extremidades do corpo. Ligado aos fasmídeos, às papilas labiais e os anfídios.  Sistema nervoso periférico: terminações nervosas que penetram a camada cuticular, formando um complexo como uma rede, denominado processo plexiforme.  Sistema nervoso entérico ou simpático: representado por glângios e nervos do tubo digestivo, compondo os sistemas esofagiano e retal.
  42. 42. SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO Anel de fibras nervosas Esôfago Intestino J.D. Eisenback
  43. 43. SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO  Papilas: receptores táteis presentes na região anterior do corpo (lábios ao redor da boca)  Fasmídios: quimioreceptores presentes na parte posterior do corpo.  Anfídios: quimioreceptores presentes na parte anterior do corpo.
  44. 44. SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO Anfídios e papilas Fotos: W. D. Hope
  45. 45. SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO FasmídiosM.A.McClure J.D. Eisenback
  46. 46. SISTEMA REPRODUTORSISTEMA REPRODUTOR  Aparelho reprodutor feminino:  Abertura vulvar;  Vagina;  Ovoejetor;  2 úteros (espermateca – parte superior do útero);  2 ovidutos;  2 ovários diferenciados histologicamente numa zona germinativa (oogônias) e outra de crescimento (oócitos).  Aparelho reprodutor masculino:  1 ou 2 testículos tubulares;  Ducto espermático;  Vesícula seminal;  Cloaca;  1 par de espículas copulatórias ligado ao gubernáculo;  Bursa .
  47. 47. SISTEMA REPRODUTOR MASCULINOSISTEMA REPRODUTOR MASCULINO J.D. Eisenback
  48. 48. SISTEMA REPRODUTOR MASCULINOSISTEMA REPRODUTOR MASCULINO Espícula Bursa Gubernáculo Fonte: J.D. Eisenback
  49. 49. SISTEMA REPRODUTOR FEMININOSISTEMA REPRODUTOR FEMININO  Monodélficas  Didélficas Prodélfica Opistodélfica Prodélfica Anfidélfica (1 ovário) (2 ovários)
  50. 50. SISTEMA REPRODUTOR FEMININOSISTEMA REPRODUTOR FEMININO Didélfica anfidélfica  Helicotylenchus sp. UniversityofNebraska
  51. 51. SISTEMA REPRODUTOR FEMININOSISTEMA REPRODUTOR FEMININO Monodélfica prodélfica  Pratylenchus sp. UniversityofCalifornia
  52. 52. SISTEMA REPRODUTOR: CÓPULASISTEMA REPRODUTOR: CÓPULA J.D. Eisenback
  53. 53. giovaniarieira@yahoo.com.br Twitter: arieira_giovani UniversityofEdinburgh

×