Aula 04 - Desenvolvimento Web com PHP (V2)

599 views
540 views

Published on

Aula 04 - Desenvolvimento Web com PHP (V2)

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
599
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 04 - Desenvolvimento Web com PHP (V2)

  1. 1. Aula 04 PHP Gilson Paulino14/02/2012 gilsonbp@gmail.com / 82 9973-9868
  2. 2. A melhor maneirade prever o futuro é criá-lo.(Peter Drucker)
  3. 3.  Sintaxe básica; Constantes e variáveis; Tipos de variáveis; Operadores; Estruturas de controle; • If; • Else; • Elseif. Loops: • While; • For; • Foreach. Arrays: • Associativos; • Multidimensionais. Funções: • Retorno; • Parâmetros opcionais. Variáveis super globais.
  4. 4.  Escapando o HTML; Separação de instruções; Comentários;
  5. 5.  Quando o PHP interpreta um arquivo, ele procura pelas tags de abertura e fechamento, as quais indicam para o PHP começar e parar de interpretar o código entre elas. Interpretar desta maneira permite ao PHP ser embutido em todos os tipos de documentos, já que tudo, fora o par de tags de abertura e fechamento é ignorado pelo interpretador do PHP. Na maioria das vezes você verá o PHP embutido em documentos HTML como neste exemplo:<p>Isto vai ser ignorado.</p><?php echo Enquanto isto vai ser interpretado.; ?><p>Isto também vai ser ignorado.</p>
  6. 6.  Você também pode usar estruturas mais avançadas:<?phpif ($expression) { ?> <strong>Isto é verdadeiro.</strong> <?php} else { ?> <strong>Isto é falso.</strong> <?php}?>
  7. 7.  Como no C ou Perl, o PHP requer que as instruções sejam terminadas com um ponto-e- vírgula ao final de cada comando. A tag de fechamento de um bloco de código PHP automaticamente implica em um ponto-e-vírgula; você não precisa ter um ponto-e-vírgula terminando a última linha de um bloco PHP:<?php echo Isto é um teste;?><?php echo Isto é um teste ?>
  8. 8.  O PHP suporta comentários no estilo C, C++ e shell do Unix shell (estilo Perl). Por exemplo:<?php echo Isto é um teste; // Estilo de comentáriode uma linha em c++ /* Este é um comentário de múltiplas linhas ainda outra linha de comentário */ echo Isto é ainda outro teste; echo Um teste final; # Este é um comentário deuma linha no estilo shell?>
  9. 9.  Exemplo 2:<h1> Isto é um <?php # echo simples;?> exemplo.</h1><p> O cabeçalho acima irá dizer Isto é um exemplo.</p>
  10. 10.  As variáveis no PHP são representadas por um cifrão ( $ ) seguido pelo nome da variável. Os nomes de variável no PHP fazem distinção entre maiúsculas e minúsculas.<?php// Declarando uma variável$nome = “Gilson”;// Escapandoecho $nome;?>
  11. 11.  O escopo de uma variável é o contexto onde ela foi definida. A maior parte das variáveis do PHP tem somente escopo local. Este escopo local inclui os arquivos incluídos. Por exemplo:<?php$a = 1;include b.inc;?>Aqui a variável $a estará disponível no scriptincluído b.inc.
  12. 12.  Com as funções definidas pelo usuário, um escopo local é introduzido. Quaisquer variáveis utilizadas dento da função é por default limitada dentro do escopo local da função. Por exemplo:<?php$a = 1; /* escopo global */function Teste(){ echo $a; /* referencia uma variável do escopo local (não definida) */}Teste(); Este script não produz nenhuma saída?> porque a instrução echo() refere-se a uma versão local da variável $a, e ela não tem nenhum valor assimilado nesse escopo.
  13. 13.  Você pode definir uma constante utilizando-se da função define(), ou utilizando a palavra-chave const fora da definição de uma classe a partir dor PHP 5.3.0. Quando uma constante é definida, ela nunca mais poderá ser modificada ou anulada.
  14. 14.  Exemplo 1:<?phpdefine("CONSTANT", "Hello world.");echo CONSTANT; // imprime "Hello world."echo Constant; // imprime "Constant" e geraum alerta notice.?>
  15. 15.  Exemplo 2:<?php// Funciona a partir do PHP 5.3.0const CONSTANT = Hello World;echo CONSTANT;?>
  16. 16. O PHP suporta oito tipos primitivos. São quatro tipos básicos: • boolean • integer • float • string Dois tipos compostos: • array • object E finalmente dois tipos especiais: • resource • NULL
  17. 17.  Este é o tipo mais simples. Um booleano expressa um valor verdade. Ele pode ser TRUE ou FALSE: Para especificar um literal booleano, use as palavras-chave TRUE ou FALSE. Ambas são case-insensitive:<?php$foo = True; // atribui o valor True para $foo?>
  18. 18.  Exemplo:<?php$v = True;if($v){ echo “Verdadeiro”; // Se verdadeiro}else{ echo “Falso”; // Se falso}?>
  19. 19.  Um inteiro é um número do conjunto Z = {..., -2, -1, 0, 1, 2, ...}. Inteiros podem ser especificados em notação decimal (base 10), hexadecimal (base 16) ou octal (base 8), opcionalmente precedido de sinal (- ou +). Para usar a notação octal, você precisa preceder o número com um 0 (zero). Para utilizar a notação hexadecimal, preceda número com 0x.<?php$a = 1234; // número decimal$a = -123; // um número negativo$a = 0123; // número octal (equivalente a 83 em decimal)$a = 0x1A; // número hexadecimal (equivalente a 26 em decimal)?>
  20. 20.  Números de ponto flutuante (também conhecidos como "floats", "doubles" ou "números reais") podem ser especificados utilizando qualquer uma das seguintes sintaxes:<?php$a = 1.234;$b = 1.2e3;$c = 7E-10;?>O tamanho de um número de ponto flutuante é dependente de plataforma,sendo o máximo de ~1.8e308 com uma precisão de 14 dígitos decimaisum valor comum (número de 64 bits no formato IEEE).
  21. 21.  Uma string é uma série de caracteres. As maneiras mais simples para especificar uma string é delimitá-la entre apóstrofos (‘) ou aspas (“):<?phpecho isto é uma string comum;echo ”Você pode incluir novas linhas em stringsdessa maneira que estarátudo bem”;?>
  22. 22.  Um array no PHP é atualmente um mapa ordenado. Um mapa é um tipo que relaciona valores para chaves. Este tipo é otimizado de várias maneiras, então você pode usá-lo como um array real, ou uma lista (vetor), hashtable (que é uma implementação de mapa), dicionário, coleção, pilha, fila e provavelmente mais. Como você pode ter outro array PHP como um valor, você pode facilmente simular árvores.<?php$arr = array("foo" => "bar", 12 => true);echo $arr["foo"]; // barecho $arr[12]; // 1?>
  23. 23.  Podemos armazenar objetos em variáveis onde é possível acessar suas propriedades e métodos de acordo com a configuração:<?phpclass foo{ function do_foo() { echo "Doing foo."; }}$bar = new foo;$bar->do_foo();?>
  24. 24. O valor especial NULL representa que a variável não tem valor. NULL é o único valor possível do tipo NULL; A variável é considerada null se: • ela foi assimilada com a constante NULL. • ela ainda não recebeu nenhum valor ainda. • ela foi apagada com unset(). <?php $var = NULL; ?>
  25. 25.  Um operador é algo que você alimenta com um ou mais valores e que devolve outro valor. Estudaremos com mais afinco quatro operadores: • Operadores Aritméticos • Operadores de Atribuição • Operadores de Comparação • Operadores de Incremento/Decremento
  26. 26.  Osoperadores aritméticos são usados para desenvolver operações matemáticas:
  27. 27. O operador básico de atribuição é "=“:<?php$a = ($b = 4) + 5; // $a é igual a 9 agora e $b foi configurado como 4.?>
  28. 28.  Alémdo operador básico de atribuição, há "operadores combinados“:<?php$a = 3;$a += 5; // configura $a para 8, como se disséssemos: $a = $a + 5;$b = "Bom ";$b .= "Dia!"; // configura $b para "Bom Dia!",como em $b = $b . "Dia!";?>
  29. 29.  Operadoresde comparação, como os seus nomes implicam, permitem que você compare dois valores:
  30. 30. O PHP suporta operadores de pré e pós-incremento e decremento:
  31. 31. Antes de estudar estrutura de controle vamos auma breve explicação do que seria algoritmos. Algoritmo (Wikipédia): • Um algoritmo é uma sequência finita de instruções bem definidas e não ambíguas, cada uma das quais pode ser executada mecanicamente num período de tempo finito e com uma quantidade de esforço finita. • O conceito de algoritmo é frequentemente ilustrado pelo exemplo de uma receita culinária, embora muitos algoritmos sejam mais complexos.
  32. 32.  Um programa de computador é essencialmente um algoritmo que diz ao computador os passos específicos e em que ordem eles devem ser executados, como por exemplo, os passos a serem tomados em um dia normal de domingo.
  33. 33. O que esperamos neste curso? Vamos usar algoritmos matemáticos como os do exemplo:
  34. 34.  IF: • Permite a execução condicional de fragmentos de código: <?php if ($a > $b) { echo “Teste verdadeiro!!”; $b = $a; } ?>
  35. 35.  ELSE: • Frequentemente você precisará executar uma bloco de código se a condição for verdadeira e também se ela for falsa: <?php if ( $a > $b ) { echo "a é maior que b" ; } else { echo "a NÃO é maior que b" ; } ?>
  36. 36.  ELSEIF: • Como o nome sugere ele é uma combinação de IF e ELSE; • Permite executar um como teste com uma nova condição: <?php if ($a > $b) { echo "a is bigger than b"; } elseif ($a == $b) { echo "a is equal to b"; } else { echo "a is smaller than b"; } ?>
  37. 37. Considere que $a = 35. Efetue os seguintestestes usando os conhecimento de PHPadquiridos até este momento.1. $a representa quantos por cento de 1800?2. Se o percentual de $a for maior que 500 exiba uma mensagem informando o usuário, caso contrário exiba uma outra mensagem.

×