Calculo de Medicação- Peofº Gilberto de Jesus
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Calculo de Medicação- Peofº Gilberto de Jesus

on

  • 137,872 views

 

Statistics

Views

Total Views
137,872
Views on SlideShare
126,700
Embed Views
11,172

Actions

Likes
34
Downloads
1,227
Comments
8

6 Embeds 11,172

http://www.medcom.net.br 10983
http://medcommedicamentos.blogspot.com.br 179
http://webcache.googleusercontent.com 4
http://translate.googleusercontent.com 3
https://twitter.com 2
http://72.30.187.37 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

15 of 8 Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Calculo de Medicação- Peofº Gilberto de Jesus Presentation Transcript

  • 1. Cálculos de Medicações Prof Dr. Enf Gilberto de Jesus
  • 2. ÍNDICECálculo de gotejamentoCálculo para administração de medicamentos.(solução)Cálculo com penicilina cristalinaCálculo de insulina NPH e RegularCálculo com heparinaTransformação de soroAtividades
  • 3. CONCEITOS BÁSICOS NO CÁLCULO DE MEDICAMENTOSSOLUÇÃO : MISTURA HOMOGÊNEA COMPOSTA DE SOLUTO E SOLVENTE.- SOLVENTE: É A PORÇÃO LÍQUIDA DA SOLUÇÃO.- SOLUTO: É A PORÇÃO SÓLIDA DA SOLUÇÃO.EXEMPLO: NO SORO GLICOSADO A ÁGUA É O SOLVENTE E A GLICOSE ÉO SOLUTO.
  • 4. CONCENTRAÇÃO É a relação entre a quantidade de soluto e solvente. Exemplo: g/ml a quantidade em gramas de soluto pela quantidade em mililitros de solvente
  • 5. PROPORÇÃO É a forma de expressar uma concentração e consiste na relação entre soluto e solvente expressa em “partes”. Exemplo: 1:500, significa que há 1g de soluto para 500ml de solvente.
  • 6. PORCENTAGEM É uma outra forma de expressar uma concentração. O termo por cento (%) significa que a quantidade de solvente é sempre 100ml. Exemplo: 7%, significa que há 7g de soluto em 100ml de solvente.
  • 7. REGRA DE TRÊS Relação entre grandezas proporcionais. A regra de três permite de forma simples, estruturar o problema obtendo sua solução, que neste caso, é a prescrição determinada. Importante observar que a regra de três só se faz necessária, quando não conseguimos resolver o problema de maneira direta.
  • 8. EXEMPLO: TENHO AMPOLAS DE DIPIRONACOM 2ML DE SOLUÇÃO. QUANTOS ML TENHOEM TRÊS AMPOLAS?FORMA DIRETA: 2ML X3 AMPOLAS = 6ML NASTRÊS AMPOLAS Por regra de três: 1 ampola 2 ML 3 ampolas X
  • 9.  Deve-se colocar na mesma fila as grandezas iguais, no caso acima, optamos em escrever na mesma coluna as grandezas iguais. Pela propriedade fundamental das proporções: 1x = 2.3, equivalente a x = 6ml.
  • 10. EQUIVALÊNCIAS PARA TRANSFORMAÇÃO DE UNIDADES 1g = 1000mg = 1000 000mcg 1mg = 1000mcg 1L = 1000ml 1ml = 20 gotas ou macrogotas 1ml = 60 microgotas 1 gota = 3 microgotas
  • 11. CÁLCULO DE GOTEJAMENTOA bomba de infusão é um grande auxilio devolume infundível portanto, vamos aprender ocálculo de gotejamento e o controle de volumefundido por hora, através da confecção de fita dehorário.
  • 12. EXEMPLO 1.Quantas macrogotas (gotas) deveraõ correr em 1min.Para administrar 1000ml de soro glicosado (SG) a 5% de 6em 6 horas? N de gotas/min = V Tx3V = Volume em ml T = Tempo em horas
  • 13. EXEMPLO 1. Agora basta substituir: V=1000ml T=6 h V = 1000ml = 1000 = 55,5 = 56 gotas/min Tx3 6x3 18
  • 14. EXEMPLO 2. Quantas microgotas deverão correr em umminuto, para administrar 300ml SF 0,9% em 4 horas? N de microgotas/min = V TV=Volume em ml T=Tempo em horas
  • 15. EXEMPLO 2.Agora basta substituir: V= 300ml T= 4 h V = 300ml = 300 = 75 microgotas/min T 4 4
  • 16. EXEMPLO 3.Devemos administrar 100ml de bicarbonato de sodioa 10% em 30 min. Quantas gotas deverão correr porminuto? N de gotas/minuto = V x 20 T V = 100ml T= nº de minutos = 30
  • 17. EXEMPLO 3. N de gotas/minuto = V x 20 nº de minutos N de gotas/minuto = 100 x 20 = 30 2.000 = 66,6 = 67 gotas/min. 30
  • 18. EXEMPLO 3.E se fôssemos utilizar uma bureta para administrar obicarbonato?Então seriam microgotas e não macrogotas.N de Microgotas/minuto = V.60 = T100.60 = 6000 = 200 microgotas /min. 30 30
  • 19. EXEMPLO 4.Devemos administrar o seguinte soro:SG 5% ---------------- 400mlNaCL 30% ------------- 20mlKCL 19,1%------------- 10mlVit C 10%----------------- 5mlComplexo B ------------ 2mlQuantas gotas deverão correr por minuto?(EV 6/6h.)
  • 20. EXEMPLO 4.N DE GOTAS/MIN = V TX3 V= 400 + 20 + 10 + 5 + 2 = 437 ML. COMO T = HORAS, ENTÃO: 6HN DE GOTAS/MIN = 437 = 437 = 24,2 =24 6X3 18DEVERÃO CORRER 24 GOTAS/MINUTO
  • 21. CÁLCULO PARA ADMINISTRAÇÃO DEMEDICAMENTOS No preparo e na administração de medicamentos é preciso muita consciência e o máximo de atenção. Não podemos administrar mais ou menos a dose prescrita. Ela tem que ser exata! E somente através dos cálculos que é possível.
  • 22. EXEMPLO 1 Foram prescritos 500mg VO de keflex (cefalexina) suspensão de 6/6h.Quantos ml devemos administrar? Observe que temos no frasco 250mg em 5 ml Agora é só montar a regra de três. 250mg (temos em) 5ml 500mg (não sabemos) X ml
  • 23. EXEMPLO 1Utilizando a propriedade fundamental dasproporções: 250mg________5ml 500mg________XmlX está na grandeza do ml, portanto, a respostaserá em ml. X . 250= 500.5 X . 250=2.500 X = 2.500/250 X = 10 portanto X =10 ml
  • 24. EXEMPLO 2.Foram prescritos 125mg de vitamina C VO asrefeições. Temos na clinica comprimidos de500mg. Portanto precisaremos esmagar ocomprimido após dividi-lo ao meio (250mg).Diluiremos em 10ml então teremos: 250mg (metade do cp)----------------10ml 125mg (não sabemos)------------------Xml
  • 25. EXEMPLO 2. 250mg-----------------10ml 125mg-------------------Xml X . 250=125.10 X . 250=1.250 X = 1.250 = 5 250 X = 5ml
  • 26. EXEMPLO 3.Deveremos administrar 200mg de cefalim (cefalotina)EV de 6/6h. Temos na clinica um fr/amp de 1g. Comoproceder?Precisaremos diluir o medicamento há somentesoluto,a quantidade de solvente que vou utilizar serade 10ml, sendo a quantidade do soluto e de 1g =1.000mg, fazendo sempre a conversão quandonecessária.
  • 27. EXEMPLO 3. Agora e só montar a nossa regra de três substituindo 1g por 1.000mg. 1.000mg__________10ml 200mg____________Xml X . 1.000 = 200.10 X . 1.000 = 2.000 X = 2.000 = 2 1.000 X = 2ml
  • 28. CÁLCULO COM PENICILINA CRISTALINAA pc não deve ser administrada diretamente naveia ela deve ser administrada na bureta einfundida no minimo em 30 min. Ela vemapresentada num fr/amp como um pó-liofilizado.Portanto precisaremos diluir a medicação.Normalmente nos hospitais, o fr/amp de5.000.000UI
  • 29. EXEMPLO 1.Temos que administrar 2.000.000UI de pc EV de 4/4h. Hána clinica fr/amp de 5.000.000UI. Quantos ml deveremosadministrar?Obs: Ao injetarmos o solvente no frasco, vamos observarque o volume total sempre ficará com 2ml à mais ( ex:seutilizarmos 8ml de AD, o volume total será de 10ml). 5.000.000UI _________8ml de AD + 2ml do pó.
  • 30. EXEMPLO 1. Assim: 5.000.000UI___________10ml 2.000.000UI____________Xml X . 5.000.000 = 2.000.000 . 10 X . 5.000.000 = 20.000.000 X = 20.000.000 = 4 5.000.000 X = 4ml
  • 31. CÁLCULO DE INSULINAAtualmente existem insulinas na concentração de100UI/ml e seringas de 1ml graduada também em100UI.Assim por exemplo se for prescrito 20UI e só aspirar omedicamento ate a marca de 20UI e administrar aopaciente.
  • 32. EXEMPLO 1. Foram prescritos 50UI de insulina NPH por via subcutânea (sc) e não temos seringa própria, só de 3ml e agulha 10x5. Como devemos proceder? 100UI/ml (lê-se: em 1ml temos 100UI de insulina) 100UI __________1 ml 50UI___________ X ml X .100 = 50 .1 X . 100 = 50 X = 50 = 0,5 100 Devemos aspirar 0,5ml de insulina e administrar ao paciente, utilizando uma seringa de 3ml e agulha 10x5
  • 33. CÁLCULO COM HEPARINA(LIQUININE) Também a heparina é apresentada em UI. Ela é encontrada de duas maneiras: Ampola 5.000UI/0,25ml fr/amp 5.000UI/ml (frascos com 5ml)
  • 34. EXEMPLO 1. Temos que administrar 2.500UI de heparina subcutânea de 12/12h. E só temos fr/amp com 5.000UI/ml. Quantos ml dessa solução devemos administrar? Obs:Temos 5.000UI/ml lê-se 5.000 UI em cada 1ml 5.000UI__________1ml 2.500UI__________Xml X . 5.000 = 2.500 . 1 X . 5.000 = 2.500 X = 2.500 = 0,5 5.000 X = 0,5ml
  • 35. TRANSFORMAÇÃO DO SORO O soro é uma solução injetável e muito usado para hidratação e alimentação do paciente é também utilizado como solvente de medicamento.
  • 36. EXEMPLO 1. Foi prescrito SG 6% - 500ml e não temos na clinica. Temos somente - SG5% - 500ml e ampola de glicose a 50% -10ml. Como deveremos proceder? 1º passo: O que pede a PM em gramas ? 2º passo: Quantos gramas temos no nosso SG? 3º passo: Quantos gramas faltam para completar a PM ? 4º passo: Quantos gramas temos em cada ampola ? 5°passo: Quantos ml de glicose preciso adicionar ao soro disponível. 6°passo: Quantos gramas de G vou desprezar ? 7°passo: Quantos ml preciso para repor a G que desprezei ?
  • 37. EXEMPLO 1. 1º PASSO É SABER QUANTOS GRAMAS DE G TEMNO SORO DA PM. SE ELE É A 6%, EU TENHO 6GREM CADA 100ML.6GR -------- 100ML X ---------- 500ML1X = 6.5 X = 30/1 X = 30GRJÁ SABEMOS QUE NO SORO DA PRESCRIÇÃOMÉDICA TEM 30GR DE G
  • 38. EXEMPLO 1. 2º passo temos que procurar saber quantos gr de G tem no soro disponível. Se ele é a 5%, temos 5gr em 100ml. 5gr -------- 100ml X ----------- 500ml 1X = 5.5 X = 25/1 X = 25gr. Já sabemos que no soro disponível temos 25gr de G.
  • 39. EXEMPLO 1. 3º passo, estamos procurando saber quantos gramas de glicose, iremos adicionar ao soro disponível, para transformá-lo na prescrição médica. Então, temos que subtrair prescrição médica menos disponível. 30gr – 25gr = 5gr Preciso de 5gr de glicose para realizar minha transformação. Bom, para eu colocar essa G dentro do soro, vou precisar das ampolas de G, então, terei que saber quantas gr de G tem na ampola.
  • 40. EXEMPLO 1 4º passo quero saber quantas gr de G tem na ampola. Minha ampola é a 50%, então, tenho 50gr em 100ml. 50gr --------- 100ml X ---------- 10ml 10X = 50.1 X = 50/10 X = 5gr Na ampola de G temos 5gr de G. Bom, já calculamos, e sabemos que o SG6% da PM tem 30gr; já sabemos que o SG5% disponível tem 25gr; já sabemos que precisamos de 5gr para fazer a transformação e que na ampola temos 5gr de G.
  • 41. EXEMPLO 1 5º passo eu quero saber quantas ml de glicose preciso adicionar ao soro disponível, já que preciso de 5gr. 5gr ---------- 10ml 5gr ---------- X 5X = 5.10 X = 50/5 X = 10ml Preciso adicionar 10ml de G no soro disponível para realizar a transformação.
  • 42.  Se eu colocar 10ml de G no soro disponível, a concentração estará certa, mas o volume não, porque, se eu acrescentar 10ml no soro de 500ml, o volume será então de 510ml. Então, antes de colocar os 10ml de G, tenho que desprezar 10ml do soro glicosado. Desprezando os 10ml, estou jogando G fora, então, terei que saber quantas Gr de G estou jogando fora para poder repor.
  • 43. EXEMPLO 1 6º passo quero saber quantos gramas de G vou desprezar, para repor depois. 5gr ------------ 100ml X --------------- 10ml 10X = 5.1 X = 5/10 X= 0,5g Desprezando os 10ml estou perdendo 0,5gr de G. Terei que repor essa glicose para administrar o medicamento na mesma concentração que o médico prescreveu.
  • 44. EXEMPLO 1 7º passo, quero saber quantos ml preciso para repor a G que desprezei. Vou utilizar as ampolas novamente. 5gr ---------- 10ml 0,5g ------- X 5X = 0,5.10 X = 5/5 X = 1ml. Preciso adicionar 1ml de G no soro disponível para repor a glicose que desprezei. Portanto, o soro da prescrição médica agora terá 501ml ao invés de 510ml. Pense, o cliente irá receber só 1ml a mais. Ao todo precisará de 11ml de G para realizar a transformação.
  • 45. MÉTODO ARANHAO que tenho em % = X (mutiplica) = -(menos) [ % PM ] + Ampolas % -(menos) = X (mutiplica) = Volume: ......... : (dividido por ) X = X
  • 46. VAMOS PRATICAR?1- Cálcule o nº de gotas das seguintes prescrições médicas:a) 1.000 ml de SG 5% EV em 24h –R: nº gotas/min. =b) 500 ml de SG 5% EV de 12/12h –R: nº gotas/min. = VT.32- Cálcule o nº de microgotas das seguintes prescrições médicas:a) SF 0,9% 500 ml EV de 6/6 h –R: nº microgotas/min. =b) SGF 400 ml EV de 8/8 h –R: nº microgotas/min. =VT
  • 47. 3-Cálcule o nº de gotas das seguintes prescrições médicasa) Vancomicina 500 mg em 100 ml de SF 0,9% correr em 30minutos- R: nº de gotas/min =V.20 Tb) Penicilina cristalina 1.500.000 UI EV em 100ml de SF 0,9% correr em 20minutos – R: nº de microgotas/min. =V.60 T
  • 48. 4- Calcule quantos ml do medicamento devemos administrar ao paciente, nas seguintes prescrições médicas:a) Tienam (imipenem) 250 mg EV 6/6h.Temos fr/amp – 500mg. - Diluir em 20 ml.b) Cefrom (sulfato de cefpiroma) 2g EV 12/12 h.Temos fr/amp – 1 g. - Diluir em 10 ml.c) Targocid (teicoplanina) 80 mg EV 12/12 h. Temos fr/amp – 400 mg. - Diluir em 10 ml.
  • 49. 5- Temos que administrar insulina SC, mas não dispomos da seringa própria, só de 3 ml. Então calcule em ml:Sabemos que a seringa própria para insulina é 100UI/ 1mla) 60 UI de Insulina =b) 80 UI de Insulina =6- Calcule quantos ml de heparina devemos administrar ao paciente nas seguintes prescrições:a) 1.500 UI de heparina SC. Temos fr/amp 5.000 UI/ml.b) 2.000 UI de heparina SC. Temos fr/amp 5.000 UI/ml.
  • 50. 7- Faça os seguintes cálculos:a) A prescrição médica pede SG 15% - 500 ml. Só temos SG 5% - 500ml e ampolas de glicose a 50% - 20 ml.b) A prescrição médica pede SGF – 1.000 ml. Só temos SG 5% - 1.000 ml e ampolas de NaCI 30% - 20ml. Obs: Soro Glicofisiológico é uma soluçao isotônica em relação aos líquidos corporais que contém 0,9%, em massa, de NaCl em água destilada, ou seja, em casa 100ml de solução aquosa contém 0,9g de sal acrescido do soro glicosilado que deverá ser constituído por glicose a 5%, concentração esta que permite a isotonicidade desta formulação.
  • 51. Obrigado!!!DEUS abençoe cada um de vocês Não diga à DEUS que você tem um grande problema. Mas diga ao problema que você tem um grande DEUS.