Your SlideShare is downloading. ×
Logística e distribuição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Logística e distribuição

48,984

Published on

Este conteúdo faz parte do material de apoio desenvolvido, disponibilizado e usado pelo professor Osmani Santos na disciplina de Logística do curso de Administração da Universidade Católica de …

Este conteúdo faz parte do material de apoio desenvolvido, disponibilizado e usado pelo professor Osmani Santos na disciplina de Logística do curso de Administração da Universidade Católica de Petrópolis.

Published in: Education
2 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
  • Oi Elaine! Que bom que lhe ajudou, este material foi desenvolvido pelo professor Osmani Santos, ele é o cara! Abraços e ótima avaliação!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Estou fazendo curso de Técnico em logística e hoje terei prova sobre cadeia de suprimentos e canal de distribuição. Amei esse material. É muito claro e fácil de entender. Obrigado.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
48,984
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1,416
Comments
2
Likes
13
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Matéria: Logística e DistribuiçãoProf. Osmani Almeida Alves dos Santos
  • 2. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICAPROGRAMA DA MATÉRIA:1) INTRODUÇÃO2) O SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LOGÍSTICA3) A LOGÍSTICA REVERSA4) CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO5) GESTÃO DE TRANSPORTE6) ARMAZENAGEM ESTRATÉGICA7) A LOGÍSTICA E A GLOBALIZAÇÃO 2
  • 3. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICAPROGRAMA DA MATÉRIA:8) SUPLY CHAIN MANEGEMENT (SCM)9) FERRAMENTAS USADAS NO SERVIÇO LOGÍSTICO 3
  • 4. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA• BIBLIOGRAFIA:Principal: Bertaglia, Paulo Roberto“Logística e o gerenciamento da cadeia de suprimento” - Ed. Saraiva - 2003Apoio: Fleury,Paulo Fernando, Wanke, Peter, Fossati, Kleber“Logística Empresarial” - Ed. Atlas - 2000Arnold ,J.R. Tony- “Adm. de Materiais” -E.d. Atlas 1999 4
  • 5. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA LÓGICA COERÊNCIA LOGÍSTICA ORDENAMENTO LEMBRA: SEQUÊNCIA RACIONALIDADEParadoxal: porque é uma atividade muito antiga, mas étambém um conceito moderno de gerenciamento. Não à lei de MURPHY 5
  • 6. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoOrigem do nome Logística:O termo logística, vem do francês “Logistique”:• “A parte da arte da guerra que trata do planejamento e da realização de: projeto e desenvolvimento, obtenção, armazenamento, transporte, distribuição, reparação, manutenção e transferência de material para fins operativos ou administrativos“. (Dicionário Aurélio) 6
  • 7. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoOrigem do nome Logística:• Outros historiadores defendem que a palavra logística vem do antigo grego “LOGOS” , que significa razão, cálculo, pensar e analisar.• O dicionário Oxford English define Logística como:“O ramo da ciência militar responsável por obter, dar manutenção e transportar material, pessoas e equipamentos.” 7
  • 8. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução• Origem do nome Logística:• Na Grécia, Roma e no Império Bizantino: os militares com o título de “Logistikas” eram os responsáveis por garantir recursos e suprimentos para a guerra.• Carl Von Clausewitz dividia a Arte da Guerra em dois ramos: a tática e a estratégia. Não falava especificamente da logística , porém reconheceu que, “...em nossos dias, existe na Guerra um grande número de atividades que a sustenta... mas devem ser consideradas como uma preparação para a mesma”.• Antoine-Henri Jomini, ou Jomini,foi quem uso pela primeira vez, palavra "logística", definindo-a como: “A ação que conduz à preparação e sustentação das campanhas”, enquadrando-a como “a ciência dos detalhes dentro dos Estados-Maiores”. 8
  • 9. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução• Origem do nome Logística:• O Tenente Rogers em 1888 introduziu a Logística, como matéria, na Escola de Guerra Naval dos EUA.• Coube ao Tenente-Coronel Thorpe, do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da América - (United States Marine Corps) no ano de 1917, publicar o livro: “Logística Pura: a ciência da preparação para a guerra”. Segundo Thorpe, a estratégia e a tática proporcionam o esquema da condução das operações militares, enquanto a logística proporciona os meios”. 9
  • 10. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução• Origem do nome Logística:• O almirante Henry Eccles, Chefe da Divisão de Logística do Almirante Chester Nimitz, na Campanha do Pacífico, foi um dos primeiros estudiosos da Logistica Militar, sendo considerado como “ o pai da logística moderna”.• Até o fim da Segunda Guerra Mundial a Logística esteve associada apenas às atividades militares. Após este período, com o avanço tecnológico e a necessidade de suprir os locais destruídos pela guerra, a logística passou também a ser adotada pelas organizações e empresas civis. 10
  • 11. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoDEFINIÇÕES:• Parte da arte da guerra que trata do planejamento e da realização da estratégia militar.• Gestão de fluxos de material e de informação através de toda organização.• A logística empresarial estuda como a administração pode prover melhor nível de rentabilidade nos serviços de distribuição aos clientes e consumidores.• É portanto um assunto vital,porque: 11
  • 12. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução• Geograficamente, nem sempre os consumidores moram próximos onde os bens ou produtos estão disponíveis;• Difícil reduzir o hiato existente entre a produção e a demanda;• O ambiente está sempre em mutação. 12
  • 13. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoCONCEITOS ATUAIS:“A Logística empresarial trata de todas atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria- prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável”. (BALLOU, 1995) 13
  • 14. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução “A Logística é o processo de gerenciarestrategicamente a aquisição, movimentação earmazenagem de materiais, peças e produtosacabados (e os fluxos de informações correlatas)através da organização e seus canais de marketing, demodo a poder maximizar as lucratividades presente efutura através do atendimento dos pedidos a baixocusto”. (CHRISTOPHER, 1997) 14
  • 15. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução“É o planejamento e operação de sistemas físicos,informacionais e gerenciais necessários para queinsumos e produtos vençam condicionantes espaciaise temporais de forma econômica”. (Daskin 1985) 15
  • 16. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução“O conjunto de atividades baseadas na movimentação eficiente de produtos acabados da linha de produção ao cliente final e, em alguns casos, incluem a movimentação de matérias primas do fornecedor ao início do processo produtivo. Estas atividades incluem:transporte, armazenamento, administração de materiais, embalagens protetoras, controle de inventário, previsão de vendas e serviços à clientes”. (Conceito inicial do Counsil Logistic Management) 16
  • 17. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução“A Logística é a parte do processo da cadeia de suprimentos que planeja, implementa e controla o fluxo e armazenamento, à jusante e reverso, eficientes e eficazes dos bens e serviços, bem como as informações a eles relativas, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de atender às exigências dos clientes”. (Conceito atual do CLM) 17
  • 18. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICAConceito de Logística - Visualização LOGÍSTICA É O PROCESSO DE PLANEJAR, IMPLEMENTAR E CONTROLAR O ... ATÉ UMDESDE UM ... FLUXO E ARMAZENAGEM DE PONTO DEPONTO DE CONSUMOORIGEM  MATÉRIAS-PRIMAS  PRODUTOS SEMI-ACABADOS  PRODUTOS ACABADOS  INFORMAÇÕESDE FORMA CONFORME ASEFICIENTE E NECESSIDADESEFETIVA DOS CLIENTES 18
  • 19. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICAConceito de Logística - Visualização 19
  • 20. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoHISTÓRICO:Até 1950:A Administração era fragmentada, ou seja: Transporte Produção ou marketing Estoque MKT,finanças,produção Pedidos Vendas, finanças Produção Finanças, vendas Compras Produção,finanças 20
  • 21. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução• Neste contexto o cliente consumia o que as empresas produziam.• A única preocupação das empresas era de comprar e vender. 21
  • 22. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução De 1950 até 1970:Quatro condições foram identificadas para que seiniciasse os estudos sobre a logística:1ª) Alterações nos padrões e atitudes da demanda dos consumidores.• Migração das pessoas das zonas rurais para os centros urbanos;• Demanda por maior variedade de mercadorias ofertadas; 22
  • 23. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução2ª) Pressão por custos nas indústrias• Saída da recessão do pós-guerra (produtividade e redução de custos).3ª) Avanço na tecnologia dos computadores• Uma variedade de produtos e serviços precisavam de um modelo de informação mais rápido.• Maior demanda de produtos,melhor nível de serviços 23
  • 24. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) Introdução4ª) Influência no trato com da logística militar• Guerra do Vietnã;• Preocupação com a distribuição dos produtos;• Administração dos níveis de inventário. 24
  • 25. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA1) IntroduçãoA partir de 1980:• Era do Supply Chain Management(SCM)• Nasce a demanda globalizada;• Alterações na estrutura na economia mundial. 25
  • 26. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICAO Objetivo da Logística• Encurtar o “leadtime” do produto desde a compra da matéria prima até o consumidor final.• Right materials.• Right quantity;• Right quality;• Right place; Satisfação do cliente• Right time;• Right impression. 26
  • 27. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística O CAMPO DE ATUAÇÃO: Compreende o planejamento, operação e controle de todo fluxo de mercadorias e informação. Fonte fornecedora ao cliente final 27
  • 28. C Fornecedor Fábrica ClienteAM Mat.Prima Produção Consumo MKTP logística logísticaO MKT Pós-venda C.Q. transporte “feedback” distribuiçãoAT PCP Venda E.mercadoU Compras *Inspeção promoçõesA *Armazenagem Aprov.forn. comercial TransporteÇ *À priori rotas *Estoque *À posterioriÃO *Expedição Fluxo de materiais Fluxo de informação 28
  • 29. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística FÁ BRICA/FO RN ECEDO RES CLIEN TES EM PRES A S U P R IM E N T O L O G ÍS T IC A D E D IS T R IB U IÇ Ã O F ÍS IC O PRODUÇÃO F ÍS IC A 29
  • 30. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Planejamento e controle da produção (P.C.P.)Trata:Atendimento à produção:o que, quanto equando comprar.Considera:Previsão de venda,estoque atual ecapacidade de produção. 30
  • 31. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Compras (abastecimento de insumos)Trata:Compra de materiais produtivos e auxiliares.Considera: Negociação,*alternativas de materiais,fornecimento e especificações.*contratos,preços e condições. 31
  • 32. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Armazenagem (acondicionamento apropriado dosinsumos)Trata: Empilhamento,deslocamento físico,condições deestocagem(local e características dos produtos)Considera: Equipamentos, nível de automação,inventário,segurança,disponibilidade de área e tipos dearmazenagem especial. 32
  • 33. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Expedição (despacho físico da mercadoria doarmazém até o local do transporte)Trata: Separação,contagem física,carregamentoapropriado e da emissão da nota fiscal.(picking list)Considera: Tipo de transporte apropriado em funçãodas características dos produtos e o transporte comodepósito momentâneo da carga. 33
  • 34. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Transporte (locomoção dos produtos da fábrica até oponto de entrega final ao cliente)Trata: Meios de transporte,intermodalidade,característicasda carga,empilhamento.romaneio (conhecimento de carga)Considera: Custo,seguro da carga,concorrência e malhaviária. 34
  • 35. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Distribuição (local para onde a carga vai e por quemvai ser distribuída)Trata: Canal de distribuição,instalações especiais dearmazenagem(“transit points”, “cross-docking”,“merge in transit”).Considera: Custo,seguro da carga,concorrência emalha viária. 35
  • 36. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações) “Transit points”: armazéns com docas de recebimento de mercadoria Não mantém estoques; Recebe carregamentos consolidados,separados e os entrega a clientes especiais; Produtos com destino definido de um único fornecedor. 36
  • 37. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)“Cross-docking”: armazéns com docas derecebimento de mercadoriasMantém estoques;Envolve múltiplos fornecedores;Utilizadas pelas cadeias de varejo. 37
  • 38. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)“Merge in transit”: armazéns com docas derecebimento de mercadoriasJunção dos “cross docking” com o “just in time”;Distribuição de produtos com alto valor agregado;Partes produzidas em diferentes plantas industriais. 38
  • 39. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística (operações)Finanças (desembolso de dinheiro para amparar osinvestimentos na área de logística)Trata: custos, fluxo de caixa e condições para asnegociações.Considera: investimentos,alocação de recursos eorçamento. 39
  • 40. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:Produção (manufacturing requirement plan)Trata: Plano de fabricação e compra de insumosindicando as necessidades de compra, o que , quanto equando comprar, e quando a produção pretende utilizá-las.Considera: O“leadtime” para a produção dos produtos. 40
  • 41. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:Produção (manufacturing requirement plan) LEADTIME “ENGENEER TO ORDER” Projeto Compra Fabricação Montagem Envio 41
  • 42. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:Produção (manufacturing requirement plan) LEADTIME “ASSEMBLE TO ORDER”Fabricação Estoque Montagem Envio 42
  • 43. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:Produção (manufacturing requirement plan) LEADTIME “MAKE TO ORDER” Estoque Fabricação Montagem Envio 43
  • 44. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:Produção (manufacturing requirement plan) LEADTIME “MAKE TO STOCK” Fabricação Montagem Estoque Envio 44
  • 45. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística(operações)Vendas e Marketing (Atividades da redução doscustos através da melhoria dos serviços e dosprodutos)Trata: Serviço pós-venda,serviço de atendimento aocliente,previsão de venda. e logística reversa.Considera:O canal de distribuição dos produtos,aanálise do mercado e a logística reversa. 45
  • 46. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:a) Logística(operações) Cliente (Aquele que faz acontecer toda atividade logística de uma organização) Trata: Do “setup” de todo o processo logístico quando renova as suas compras. Considera: Que a sua informação sirva para a melhoria da atividade logística de uma organização através do seu “feedback”. 46
  • 47. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaOs setores no processo logístico:c) As 3 dimensões da logística FLUXO: Diz respeito ao acompanhamento de material e de informação em toda a cadeia logística. ATIVIDADE: Diz respeito ao processo operacional e administrativo relativo à engenharia do fluxo. DOMÍNIO: Diz respeito a abrangência da tomada de decisão no tocante à gestão do fluxo. 47
  • 48. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaPontos básicos da logística:• Movimentação de materiais: Características dos materiais, condições de empilhamento, tipo de armazenamento,condições de transporte,distância do local de entrega.• Movimentação das informações: Velocidade de comunicação, rastreamento da carga(SIG).• Tempo: Entrega e de produzir.• Custo: estoque baixo, entregas rápidas,produção enxuta, ou alternativa de abastecimento(local ou importado). 48
  • 49. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaComponentes do sistema logístico:• Área comercial: Captar o desejo do cliente e transformá-lo numa realidade.• Área industrial: Transformar o desejo do cliente numa realidade.• Área de logística:Tratar de forma mais rápida e eficaz de operacionalizar a obtenção dos insumos e a entrega do produto a fim de atender as necessidades dos clientes. 49
  • 50. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística Comercial MKT Industrial VENDAS PRODUÇÃO Logística OPERAÇÕESNecessidades Necessidades NecessidadesClientes Internas Externas Programação entrega Automação Parcerias Disponibilidade produtos INFORMAÇÃO 50
  • 51. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaComponentes do sistema logístico:• Área de logística:Tratar de forma mais rápida e eficaz de operacionalizar a obtenção dos insumos e a entrega do produto a fim de atender as necessidades dos clientes.• Para que esta situação possa se tornar factível será necessário: 51
  • 52. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaComponentes do sistema logístico:• Que a planta (fábrica) esteja perto da fonte de abastecimento de recursos;• Que os distribuidores estejam atuando dentro de uma área de interesse da empresa;• Que a empresa possa utilizar de vários meios de transporte em um mesmo percurso utilizando um único manifesto de carga;(intermodalidade) 52
  • 53. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração LogísticaComponentes do sistema logístico:• Que as rotas de abastecimento precisem ser e acompanhadas com o uso constante de softwares de gestão para: monitorar cada etapa das operações, e, para a utilização do processo diário de pré-venda. 53
  • 54. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística“LEADTIME”:É o tempo decorrido entre o início e o fim do processo logístico.O parâmetro para o “Leadtime” é o “Benchmarking”. Quem faz melhor uma determinada atividade 54
  • 55. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística“LEADTIME”:(continuação)Conseqüências da ineficiência do “Leadtime”:• “Backorder”• Reprocesso.• Retrabalho.• Atraso nas entregas.• Prazo de validade não conformidade com o FIFO.• Não atendimento às normas de qualidade(Anvisa). 55
  • 56. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística“LEADTIME”:(continuação)• Erro de estoque por quantidade insuficiente,• Peças de um conjunto desemparelhadas. PERDA do CLIENTE 56
  • 57. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística“LEADTIME”: (continuação)Fatores determinantes de uma boa performance do “leadtime”:• Tecnologia;• Cliente;• Maior demanda por produtos;• Tecnologia da informação;• Know-how;• Transporte multimodal. 57
  • 58. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística• Nível de estoque adequado;• Previsão de vendas realista. 58
  • 59. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística• A logística empresarial pode ser resumida na seguinte equação: Logística de Suprimentos + Logística de Produção + Logística de Distribuição Física Logística Empresarial 59
  • 60. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística• Logística Empresarial Logística de suprimentos: (Administração de materiais) • Fornecedor de Matéria Prima Estoque / Linha Logística de produção: (Controle de Produção) • Estoque da Matéria Prima Produto final Logística de distribuição:(Distribuição Física) • Produto Final Cliente Final (Incluindo reciclagem) 60
  • 61. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2) O Sistema de Integração Logística As atividades mais importantes no fluxo logístico são: O Processamento de Pedidos A Manutenção de Estoques O Transporte 61
  • 62. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA2)O Sistema de Integração Logística As atividades de apoio ao fluxo logístico são:• Armazenagem (na entrada)• Manuseio de Materiais• Embalagem de Proteção• Abastecimento (compras)• Planejamento e controle da Produção• Tecnologia da Informação• Canal de distribuição 62
  • 63. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 2) O Sistema de Integração LogísticaIN TIT Transporte EmbalagemE Manuseio ProteçãoG MateriaisRAÇÃ Manutenção Nível ProcessamentoO Estoque Serviço PedidoFUNÇ PCP AbastecimentoÕ ArmazenagemES 63
  • 64. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaIntrodução:• Chamemos de fluxo normal de materiais aquele que compreende o ponto inicial de aquisição de matéria prima até o ponto final do consumo do produto acabado.• O fluxo reverso de materiais é aquele que por algum motivo(reaproveitamento) volta ao processo produtivo. 64
  • 65. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa 65
  • 66. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaIntrodução:(continuação)• A logística reversa fez com que a empresa se perguntasse: onde está o nosso erro?Sintomas:• Qualidade fora das especificações;• Armazenagem indevida por: desconhecimento do produto, estocagem inadequada,empilhamento incorreto. 66
  • 67. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaIntrodução:(continuação)• Erro humano (digitação,codificação ou descrição incorretas);• Erro humano (gerenciamento); Transporte(manuseio,acondicionamento e distância) 67
  • 68. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaIntrodução:(continuação)• Outro fator importante é que em função da logística reversa as empresas passaram a ser responsáveis por todo o ciclo de vida de seus produtos. 68
  • 69. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaIntrodução:(continuação)• A reta do ciclo de vida de um produto. 69
  • 70. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa Materiais novos Processo logístico direto Suprimento Produção Distribuição Materiais Processo logístico reverso reaproveitados 70
  • 71. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa Retornar ao fornecedor RevenderMateriaissecundários Recondicionar Expedir Embalar Coletar Reciclar Descarte Processo logístico reverso 71
  • 72. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaAS ATIVIDADES DA LOGÍSTICA REVERSARetornar ao fornecedor (devolução).• Reutilizar: jornais,revistas e cd (por obsolescência das informações).• Incinerar: remédios e alimentos perecíveis (prazo de validade vencido).• Coleta seletiva: papel, alumínio,plástico, vidro (separação para novo uso). 72
  • 73. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaAS ATIVIDADES DA LOGÍSTICA REVERSARetornar ao fornecedor (devolução).• Recarga: cartuchos, botijão de gás, extintor de incêndio( substituição de conteúdo por troca periódica)• “Recall”: peças com defeito de fabricação (substituição gratuita)• “Refund”: simples troca por não ter gostado do produto(política de marketing). 73
  • 74. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaAS ATIVIDADES DA LOGÍSTICA REVERSARetornar ao fornecedor (devolução).• Descarte: bateria de celular, pilha usada.(lixo como refugo observando as condições ambientais). 74
  • 75. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa•MOTIVOS DE RETORNO •DESTINOS DOS PRODUTOS• ERROS DE EXPEDIÇÃO • MERCADO PRIMÁRIO• EXCESSO DE ESTOQUE • CONSERTO• GIRO BAIXO • REMANUFATURA• PRODUTOS SAZONAIS • MERCADO SECUNDÁRIO• DEFEITUOSOS • DOAÇÃO• RECALL DE PRODUTOS • DESMANCHE• VALIDADE EXPIRADA • REMANUFATURA• DANIFICADOS TRÂNSITO • RECICLAGEM REVALORIZAÇÃO DE BENS DE PÓS - VENDA 75
  • 76. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa•MOTIVO DO RETORNO •DESTINOS DOS• FIM DE VIDA ÚTIL PRODUTOS• COMPONENTES • REUTILIZAÇÃO• RESÍDUOS INDUSTRIAIS • REMANUFATURA • DESMANCHE INDUSTRIAL • RECICLAGEM INDUSTRIAL • ATERRO SANITÁRIO • INCINERAÇÃO REVALORIZAÇÃO DOS BENS PÓS - CONSUMO 76
  • 77. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 3) A Logística Reversa Materiais novos Processo logístico direto Suprimento Produção Distribuição Materiaissecundários Reciclar Reutilizar Decisão na separação Reparar ou Aterros recondicionar sanitários Resíduos Incineração perigosos 77
  • 78. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaDEFICIÊNCIAS NO PROCESSO DE LOGÍSTICAREVERSA• Estado físico de retorno dos materiais;• Procedimentos não padronizado;• Longo ciclo de re-processamento;• Sistema de informação inadequado;• Relação cliente x fornecedor inadequada;• Transporte inadequado; 78
  • 79. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística ReversaDEFICIÊNCIAS NO PROCESSO DE LOGÍSTICAREVERSA• Ausência de “check-in” periódico:• FIFO,SHELFLIFE e LEADTIME desrespeitados. 79
  • 80. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa e o Meio AmbienteO NOVO CONSUMIDOR E A LOGÍSTICA REVERSA CULTURA CULTURA DO CONSUMO AMBIENTALISTA COMPRA USAR REDUZI REUSA R DISPOR R R RECICLAR LEGISLAÇÕES NOVO CLIENTE AMBIENTAIS E CONSUMIDOR CADEIA GOVERNOS /PRODUTIVA SOCIEDADE 80
  • 81. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa e o Meio AmbienteREGULAMENTAÇÕES AMBIENTAIS USA - RESPONSABILIZA GOVERNOS LOCAIS. EUROPA - RESPONSABILIZAÇÃO DA CADEIA DIRETA. JAPÃO - POUCAS LEIS E CONSCIÊNCIA MAIOR. HOLANDA; NORUEGA; SUIÇA; DINAMARCA: 1999 ELETRÔNICOS/LINHA BRANCA=PROIBIÇÃO DE USO. BRASIL: RESPONSABILIDADE PRODUTOR. PRODUTOS PERIGOSOS: LEI EXPRESSA DEMAIS : LEI EM CURSO NA CÂMARA FEDERAL 81
  • 82. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa e o Meio Ambiente RESULTADOS OBTIDOS PELA LOGÍSTICA REVERSA•RESULTADOS •RESULTADOS CADEIA CADEIA•REAPROVEITAMENTO DE •REDISTRIBUIÇÃO DE DIRETA DIRETACOMPONENTES MERCADORIAS•REAPROVEITAMENTO DE •RECAPTURA DE VALORMATERIAIS DE ATIVOS•INCENTIVO À NOVA PÓS --VENDA PÓS VENDA •FIDELIZAÇÃO DEAQUISIÇÃO CLIENTES•EXERCÍCIO DE •OBEDIÊNCIA À LEIRESPONSABILIDADE PÓS --CONSUMOAMBIENTAL PÓS CONSUMO •“FEEDBACK “QUALIDADE•OBEDIÊNCIA À LEI COMPETITIVIDADE RETORNO FINANCEIRO 82 IMAGEM CORPORATIVA
  • 83. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa e o Meio AmbienteREAPROVEITAMENTO PÓS – CONSUMO (USA)• 80% DOS MATERIAIS DO AUTOMÓVEL• 80% BATERIAIS DE AUTOMÓVEIS• 60% A 80% LATAS DE ALUMÍNIO• 50% DO FERRO/AÇO• 30% DO ALUMÍNIO• 30% A 60% DE PAPÉIS• 15% DOS PLÁSTICOS 83
  • 84. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA3) A Logística Reversa e o Meio Ambiente REAPROVEITAMENTO DO RETORNO DE PÓS -VENDA (USA)• SETOR EDITORIAL REVISTAS = 50%• SETOR EDITORIAL LIVROS = 20% A 30%• SETOR DISTRIBUIÇÃO LIVROS = 10% A 20%• DISTRIBUIÇÃO PROD. ELETRÔNICOS= 10% A 12%• FABRICAÇÃO COMPUTADORES = 10% A 20%• FABRICAÇÃO CD ROM = 18% A 25%• PEÇAS AUTOMOTIVAS = 4% A 6% 84
  • 85. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de distribuiçãoCONCEITO: São estruturas funcionais que mediante suas operações geram a movimentação de produtos e serviços entre membros de um mercado.FUNÇÃO: São facilitadores de transações e formadores de suprimentos diversificados adequados às características da demanda de mercado que pretendem atingir. 85
  • 86. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de distribuição Mercados Mercados Matérias Matérias Primas Secundários Matérias Matérias Primas Mercados Secundários Primas Virgens Mercados Primas Virgens Secundárias Secundários Secundárias Secundários C Seleção / Fabricação D Reuso / Desmanche/ C Destino R D Reciclagem Industrial D Distribuição R E Distribuição D Reversa Distribuição E P Ó Varejo Reversa P S Ó Coleta Varejo S Consumidor V Reverso - E C N O D PRODUTOS DE PÓS - VENDA Coleta N A S Destino Seguro U Destino Seguro PRODUTOS DE PÓS - CONSUMO M Destino não O Destino não Seguro Seguro 86
  • 87. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de distribuiçãoDEFINIÇÃO: São sistemas de relações existentes entre empresas que participam dos processos de compra, venda e distribuição de produtos e serviços.• Desempenho funcional: exemplo do leite Consumidor Usinas Produtor final de Cooperativas Supermercados leite Consumidores Ind. alimentícias institucionais 87
  • 88. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoCategorias funcionais na distribuição física das mercadorias• Funções operacionais:Vendas: promover demandas.Compras: prover produtos com qualidade e quantidade.Transporte: encurtar o prazo de entrega.Armazenagem: equalizar o nível de estoque em função de: 88
  • 89. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoEntregas constantes;(demanda)Sazonalidade.(entresafra).Fabricação: ter insumos disponíveis para produzir produtos sem interrupção dos programas de produção.• Funções auxiliares:Finanças: manutenção dos estoques apropriados.Marketing: fazer um diagnóstico do comportamento do mercado. 89
  • 90. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoPlanejamento e implementação do canal dedistribuiçãoFORMAS:• Depósito central (centros de distribuição)• “Vendor Machine” (máquinas de venda self-service de produtos enlatados ou em pacotes).• Duto: ligação direta entre o fabricante e o consumidor final). 90
  • 91. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoParticipantes do processo de distribuição• Produtor:localizado na fonte de fornecimento da matéria prima.• Indústrias: localizadas perto das fontes de abastecimento.(processo de transformação).• Atacadistas:tratam da venda ao varejista (intermediários)• Varejista:unidades de negócio que vendem bens e serviços para o cliente final. 91
  • 92. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoFatores que concorrem para um canal de distribuição eficiente• Área geográfica (tamanho do intermediário) Pequeno Distribuidor Grande Não alcança área geográfica Pode Impor condições ao determinada fabricante 92
  • 93. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA4) O Canal de DistribuiçãoCausas que concorrem para a ineficiência do canal de distribuição• Falta de exclusividade.• Rentabilidade dos produtos.• Delimitação do campo de atuação.• Falta de suporte do fabricante.• Política clara de vendas. 93
  • 94. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteDefinições:• Meio pelo qual são escoadas as riquezas de um país.• Um dos principais componentes do processo logístico.• Quando a logística acontece na prática.• Entretanto para que as mercadorias fluam com eficiência, até chagar ao cliente, algumas condições tem de ser satisfeitas: 94
  • 95. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de Transporte• Transporte: (qual o tipo apropriado para o transporte de um produto).• Depósito: condições de estocagem apropriadas.• Manuseio do produto:obedece às características da embalagem.• Embalagem:atende às características do produto.• Informação: processamento dos pedidos e acompanhamento do cliente. 95
  • 96. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteMeios de transporte:• Rodoviário: utiliza estradas(estatais e privadas) e vias vicinais.• Ferroviário: utiliza via apropriada (trilhos).• Aéreo: utiliza sistema de navegação e controle de tráfego aéreo.• Hidroviário: utiliza vias proporcionadas pela natureza(rios e lagos).• Tubulação: (dutos).• Marítimo: utiliza os mares como caminho.• Internet: utilizada para a passagem da informação. 96
  • 97. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteIntermodalidade:• Diversificação do uso de vários meios de transporte porta a porta.Ex: navios “roll on roll off”. Car-less (trucks ferroviários). 97
  • 98. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteLocais de carga e descarga:• Depósito: local de estocagem de carga.• Terminais: local de transbordo e re-despacho de cargas.• Armazém: local de armazenagem de cargas de grande volume.• Entreposto:local de armazenagem momentânea de cargas.• Centro de distribuição:local de armazenagem fora do estabelecimento fabril,localizada em uma área geográfica pré-determinada. 98
  • 99. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteCaracterísticas operacionais:Característica Ferroviário Rodoviário Hidroviário Aéreo Marítimo DutoVelocidadeDisponibilidadeConfiabilidadeCapacidadeFrequênciaResultado 99
  • 100. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 5) A Gestão de TransporteEspecificidades sobre o transporte:Carga geral : produtos sob acondicionamentos diversos(estrados, fardos, sacaria,etc).Carga refrigerada: produtos sob acondicionamentos apropriados para evitar danos materiais.Carga perigosa: produtos sob acondicionamentos específicos para evitar riscos de acidentes.Carga consolidada: produtos sob características diversas ocupando o mesmo espaço dentro de um único meio de transporte.Cargas pequenas: produtos sob características diversas despachados por transporte em pequenas quantidades (via courier). 100
  • 101. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteOutras atividades desenvolvidas pelo transporte:• Transporte como depósito:Momentâneo da carga de terceiros.Depósito em movimento. 101
  • 102. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA5) A Gestão de TransporteCustos de transporte:• Determinado em função das características da carga.• O meio de transporte utilizado é aquele mais adequado à carga que leva.• Os custos variam de acordo com a distância e não com o peso da carga.• FÓRMULA: CTLT (custo total de linha de transporte) CP (centena de peso) 102
  • 103. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 5) A Gestão de TransporteLimitações impostas pela carga:• Peso.• Volume.Cargas que aumentam o custo de transporte:• Auto valor agregado;• Perecíveis ou termos-sensíveis;• De devolução;• Inflamáveis;• Específicas(só frete de ida);• Inadequabilidade de acondicionamento. 103
  • 104. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA6) Armazenagem EstratégicaDefinições:• Formas pelas quais são estocadas os produtos desde a matéria prima ao produto final.(ambiente das instalações que devem obedecer às características de cada produto)• Diversos locais onde podem ser estocados os produtos(fornecedores, fábrica, centros de distribuição, terminais, etc). (ambiente geográfico) 104
  • 105. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA6) Armazenagem Estratégica Administração Administração Estoques Distribuição Custo financeiro FIFO Localização Controle fluxo SHELFLIFE Depósitos JIT Classificação M.P. materiais P.A. Política movimentação P.S.A. manuseio Central Movimentação CD controle físico interna equipamento rotas embalagem local Ambiente Total Espaço físico Disponível Físico interno Específico 105
  • 106. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA6) Armazenagem EstratégicaArmazenagem Tradicional: Vantagens Desvantagens Necessidade espaço Entrega rápida físico constante Controle eficiente estoque Nro. itens estoque Guarda eficiente produtos Alto valor agregado inventário inventário 106
  • 107. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 6) Armazenagem EstratégicaFuncionalidade das instalações:• Dependerá da estrutura de distribuição.• Tradicional: localizado no ambiente da planta.• Escalonada: um ou mais armazéns centrais e um conjunto avançado de centros de distribuição.• Direta: dos armazéns centrais diretamente para os clientes. 107
  • 108. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 6) Armazenagem EstratégicaNovas exigências para as operações de armazenagem• Automação:• Equipamentos: Robótica para escoamento e rapidez do atendimento com a menor interferência manual possível.• Tecnologia da informação(T.I.): para um controle eficiente dos itens na tocante aos: “fifo”, “shelflife”, “leadtime” e “jit”. 108
  • 109. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA6) Armazenagem EstratégicaCaracterísticas da automação• Criação do código de barras para os produtos.• A utilização cada vez mais frequente da internet e da extranet.• Mecanização dos armazéns.• “Picking List”: documento emitido pelo sistema para busca,conferência e embalagem dos produtos dentro do armazém. 109
  • 110. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoIntrodução:• É a regulação do fluxo de mercadorias entre países.• Processo para a unificação das atividades (fluxo de exportação e importação entre países). 110
  • 111. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoPremissas: O ambiente da Logística Globalizada• Diferentes clientes diferentes necessidades• Aumento do número de concorrentes• Criação de novos mercados globais e regionais• Novas formas de transporte de mercadorias• Novos pólos de produção• Novas fontes de suprimentos 111
  • 112. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a GlobalizaçãoPremissas: O ambiente da Logística Globalizada• Novos tipos de controle da informação• Nova forma de rastreamento das cargas 112
  • 113. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoO Ambiente da Globalização:• Mercados sem fronteiras geográficas;(produção global)• Novas estruturas de produção;(de produção em massa para produção ágil)• “Global sourcing”(melhores condições de compra)• Implementação do SCM;• Novas estruturas de produção( de produção para estoque, para produção à pedido). 113
  • 114. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoO Histórico da Globalização• Fluxos mercantis: 1450 Globalização 1750 primária Era Mercantilista: navegações e cidades Estado 114
  • 115. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a Globalização• O Histórico da Globalização• Fluxos mercantis: 1750 Globalização 1975 secundária Era Revolução Industrial: Produção em massa 115
  • 116. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a Globalização• O Histórico da Globalização• Fluxos mercantis: 1975 Globalização 1995 terciária Era Capital: mais importante que o capital 116
  • 117. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a Globalização• O Histórico da Globalização• Fluxos mercantis: 1995 Globalização 2100 quaternária Era da Revolução tecnológica: a informação é a base da produção 117
  • 118. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a GlobalizaçãoO Fluxo Logístico Global: aço Equipamentos Matéria instrumentos Prima MUNDO Maquinário Ferramental Semi-acabado Acabado peças Tecnologia Produto final forjadas softwares 118
  • 119. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a GlobalizaçãoO Fluxo Logístico Global:Exemplo do automóvel Importa Importa Equipamentos Coréia do Sul Matéria Prima Alemanha Produz Brasil Importa Maquinário Importa Itália Semi-acabado Colômbia Importa Exporta Tecnologia Acabado Estados Unidos Automóvel 119
  • 120. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a GlobalizaçãoOs Fatores Ambientais na Gestão do Fluxo Logístico• A diferenciação dos mercadosLocalização geográficaHábitos e costumesLegislação• Novas tecnologiasConcorrênciaVantagens comparativas 120
  • 121. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a GlobalizaçãoOs Fatores Ambientais na Gestão do Fluxo Logístico• Regulamentações governamentaisSubsídiosBarreiras tarifáriasBarreiras não tarifárias• Áreas de concentração de mercadosMercosulUnião econômica européiaNaftaAlca 121
  • 122. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoForças do Mercado Global• As Empresas Multinacionais(transnacionais)15 da produção no exterior14 dos negócios é inter-companyNa década de 1990 - 53% das multinacionais detinham89% dos negócios mundiais• Custos GlobaisMão de obraProdução 122
  • 123. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoForças do Mercado Global(continuação)ProduçãoFábricas em vários países 123
  • 124. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 7) A Logística e a GlobalizaçãoA Função Marketing na logística Globalizada• WEB Services( Tecnologia da Informação)ECR(Efficient Consumer Response) – Respostaeficiente aos clientes (atividades da logística reversa).EOS(Efficient Operating Standards) – otimização dasatividades vinculadas com o fluxo logístico e dainformação.SKU(Stock Keeping Unit) - controle de unidades emestoque. 124
  • 125. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA7) A Logística e a Globalização• A Função Marketing na logística GlobalizadaWMS (Warehouse Management System) - sistema de gerenciamento de estoqueER (Efficient Replenishment) - abastecimento eficienteEDI(Electronic Data Interchange) – troca eletronica de dados 125
  • 126. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementAdministração da Cadeia de Suprimentos GESTÃO CADEIA ABASTECIMENTO 126
  • 127. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementDefinição:Metodologia sincronizada desenvolvida para alinhar todas as atividades de produção de forma sincronizada visando reduzir custos,minimizar ciclos e maximizar o valor percebido pelo cliente. 127
  • 128. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementHistórico:• 1ª. Fase:• F.Taylor: racionalização das tarefas(redução do leadtime).• H.Fayol: criação da estrutura organizacional (fluxo da informação e de material setorial).• H.Ford: verticalização do processo produtivo (produção em larga escala) 128
  • 129. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementHistórico:• Anos 60: Melhorias setoriais sem a preocupação com o todo.• Anos 70: Início das melhorias com a integração das áreas, com o uso dos primeiros sistemas de informação.• Anos 80: Início das parcerias entre clientes e fornecedor. 129
  • 130. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementO Foco do SCM:• Global Sourcing• Redução dos estoques• Revisão do sistema de distribuição (eliminar o desperdício)• Melhoria do sistema de informação• Melhoria da previsão de vendas 130
  • 131. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementO Conceito do SCM:• Conjunto de organizações interligadas agregando valor na forma de produtos e serviços desde os fornecedores até o consumidor final. 131
  • 132. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementO SCM- A Evolução do Pensamento Logístico• Início do século XX até os anos de 1940:Economia agrária• Dos anos 1940 até os anos 1960:Especialização das funções segmentadas.• Dos anos 1960 até os anos 1970:Integração interna – funções integradas. 132
  • 133. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementO SCM- A Evolução do Pensamento Logístico• Dos anos 1970 até início dos anos 1980:Foco no cliente – busca pela eficiência.Aprofundamento dos estudos da logística.Nasce o S.C.M.como fator de diferenciação dasEmpresas. 133
  • 134. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementOs Fatores que Deflagraram o Nascimento do SCM na Década de 1990.• Mercados abertos (sem barreiras econômicas)• Relações trabalhistas flexíveis(competitividade).• Criação de blocos econômicos(mercados regionais).• Estruturas organizacionais enxutas e flexíveis (empresas ágeis)• Mão de obra.(fator diferencial de competitividade).• Produção mundial (consórcios de produção). 134
  • 135. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA8) O Supply Chain ManagementO SCM Hoje• Organizações virtuais(“benchmarking”)• Nichos de mercado• Aplicação de novas técnicas de gestão como:TQM(total quality management)JIT (just in time)ERP(enterprise resource planning) – SIG• Desfronteirização geográfica. 135
  • 136. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogístico• A importância das FerramentasMedir o desempenho dos serviços prestados aos clientes (avaliação externa)Dispor de um sistema de acompanhamento para avaliar e mensurar o desempenho de uma empresa (avaliação interna) 136
  • 137. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogístico• A Finalidade de cada FerramentaMelhorar o nível de serviço ao clienteObservar “gaps” de desempenho entre o planejado e o executadoAuxiliar na tomada de decisão em base aos resultados obtidosEstabelecer prioridades a partir das falhas detectadas (estudar variações) 137
  • 138. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogísticoAs Categorias das Ferramentas• Básicas que fazem a análise do processo• Avançadas que fazem a análise estatística VER TRANSPARÊNCIAS 138
  • 139. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogístico• A Categoria Básica e composta das seguintesFerramentas:“Brainstorm”GUT(gravidade, urgência e tendênciaFolha de VerificaçãoFolha de EstratificaçãoDiagrama do Fluxo de Processo(Flow data sheet) 139
  • 140. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogístico• A Categoria Básica e composta das seguintesFerramentas:Diagrama de causa e efeito(Ishikawa ou espinha de peixe).Diagrama de relação. 140
  • 141. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogístico• A Categoria Avançada e composta das seguintesFerramentas:Diagrama de Pareto.Gráfico de controle ou carta de controle.Histograma.Diagrama de Dispersão. 141
  • 142. DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA9) As Ferramentas usadas no ServiçoLogísticoEstas Ferramentas servem para fazer as seguintesmedições:• Interna• Externa• Na atividade• No processo 142

×