• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Correio popular 23-07
 

Correio popular 23-07

on

  • 2,755 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,755
Views on SlideShare
2,755
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Correio popular 23-07 Correio popular 23-07 Presentation Transcript

    • editorial O prefeito de Paulínia, Edson Moura Jr. (PMDB), empossado há uma se- mana, anunciou ontem um bônus de R$ 1 mil a todos os 5 mil servidores da Prefeitura até o final de seu man- dato, em 2016, totalizando um gasto de R$ 5 milhões. Também anunciou o economista Renato Netto Cardoso para a Secretaria de Saúde e a retoma- da do polo de cinema. PÁGINA A5 Moura Jr. anuncia bônus a servidor e secretário de Saúde Dominique Torquato/AAN A transferência de famílias de habita- ções irregulares no Jd. Florence 2, em Campinas,paraapartamentos dosresi- denciais Sírius e Bassoli deixou para trás dezenas de cães e gatos. Abando- nados, os animais sobrevivem com a solidariedade de moradores do bairro, que buscam doação de ração e cons- truíram abrigo improvisado com o en- tulho de casas demolidas. PÁGINA A11 Desocupação de área deixa legião de cães sem dono Policiaiscompropinaatrasada aterrorizavamoSãoFernando Traficantes ligados à quadrilha de An- dinho afirmaram, em depoimento ao Ministério Público (MP), que policiais do Departamento Estadual de Repres- são ao Narcotráfico (Denarc) impu- nham uma rotina de medo no Jd. São Fernando, em Campinas, ao cobra- rem propinas. Relataram que, quando o pagamento atrasava, eles circula- vam pelo bairro em carros sem identi- ficação e, nessas ações, eram comuns tiros para o alto e agressões no meio da rua, na presença de moradores. Ho- je haverá acareação entre policiais e in- tegrantes do bando presos em opera- ção na semana passada. PÁGINA A7 Jabor Não vivemos diante de “acontecimentos”, mas só de incertezas, de “não acontecimen- tos”. Na mídia, só vemos narrativas de im- punidades, de “quase vitórias”. PÁGINA C2 Algumas vezes a realidade su- pera a ficção. A juíza catarinense Sônia Moroso deu, ao vivo, uma aula de Direito. Leitores Cercado pela multidão, o papa Francisco desfila no papamóvel pelas ruas do Rio de Janeiro em direção ao Palácio Guanabara Gabriel Bouys/France Press 36 Primeiro Caderno 12 páginas Economia 3 páginas Brasil 4 páginas Mundo 1 página Digital 1 página Esportes 3 páginas Caderno C 6 páginas Classificados 6 páginas Filho do príncipe William e Kate, o terceiro na linha de sucessão, nasceu ontem em Londres com 3,8kg; nome ainda não foi anunciado. PÁGINA B8 tempo Campinasderrubataxademortesnotrânsito Rio acolhe o papa commanifestação calorosa nas ruas PSDB e PT go- vernam há dé- cadas, contudo, os discursos não se re- verteram em políti- ca afirmativa. A previsão para Campinas é de frio e ven- to forte, com possibilidade de chuva. MÁXIMA indicadores edição de hoje colunistas Casal faz boneco de neve em Urupema, uma das 29 cidades catarinenses onde nevou ontem; previsão para amanhã é de temperaturas negativas. PÁGINA B4 Com 78 vítimas fatais, 2012 tem o menor índice dos últimos 17 anos PÁGINA A4 Em sua primeira viagem oficial des- de que assumiu o pontificado, o pa- pa Francisco desembarcou no Brasil na tarde de ontem para a Jornada Mundial da Juventude com uma re- cepçãocalorosa nasruasdurante des- file em carro aberto e um recado pa- raos políticos.Cobrou,em seudiscur- so, meios materiais e educação que possibilitem o desenvolvimento e pa- ra que não se crie uma geração perdi- da. Em português, com leve sotaque, afirmou que “Cristo bota fé nos jo- vens”. Amanhã, o pontífice segue pa- ra Aparecida, onde são esperados 200 mil peregrinos. PÁGINAS B1 A B3 Rosária de Souza ajuda a cuidar dos cães em abrigo improvisado por moradores Carlos Alberto Marchi de Queiroz, delegado 11˚ PÁGINAS ● O prefeito Jonas Donizette (PSB) com o terno molhado após ser atingido por água jogada por uma manifestante em protesto pela redução da tarifa, ontem, no Largo do Rosário, durante lançamento de campanha de trânsito. PÁGINA A4 16˚ TEMPERATURA DESPENCA E CRIA PAISAGEM EUROPEIA NOS ESTADOS DO SUL Uma palavra de paz e amor Traficantes relatam ao MP rotina de tiros para o alto e agressões no meio da rua Lourenço Faria, bacharel de Direito Dólar compra venda Comercial 2,235 2,236 Paralelo 2,230 2,380 Turismo 2,137 2,340 Euro 2,840 3,053 SINAL VERMELHO MÍNIMA REINO UNIDO CELEBRA A VINDA DO BEBÊ REAL Emblematicamente, a visita do papa se dá no meio da efervescência dos atos de violência que abalaram o Rio. O Brasil vi- ve um momento de convulsão social e de- ve parar para assistir ao desfile do pontífi- ce em sua pregação de paz e de amor ao próximo, o que não é pouco. PÁGINA A3 Érica Dezonne/AAN TERÇA-FEIRA, 23 DE JULHO DE 2013 / CAMPINAS / ANO 86 / Nº 27377 / R$ 2,80 www.correio.com.br
    • EDISON LINS edison.c.lins@gmail.com SILVIA BRANDALISE No sábado, o jornal Correio Popular divulgou a recente adesão de Campinas ao Pro- grama Mais Médicos, delinea- do pelo governo federal. Sem entrar no mérito dessa deci- são política, julgo importante tornar pública a experiência do Centro Infantil Boldrini no que se refere ao trabalho jun- to às pessoas carentes, residen- tes em locais desprovidos de recursos médicos. Ao redor do ano 2000, o Centro Infantil Boldrini estabe- leceu como um programa ins- titucional a erradicação da anemia nutricional de crian- ças, vivendo em regiões caren- tes da cidade de Campinas. Na época foi escolhido o Par- que Oziel, próximo ao Aero- porto de Viracopos. Decorridos dois anos de trabalho contínuo realizado aos sábados, supervisionando os alunos de Medicina da PUC-Campinas e da Uni- camp, obtivemos resultados surpreendentes. Com a Asso- ciação dos Moradores do Oziel, resolvemos o destino do lixo — que ficava a céu aberto — confeccionando lixeiras al- tas feitas de caixotes de madei- ra, com a placa “coloque o li- xo no lixo”. Infrutíferas ha- viam sido as iniciativas de re- solução junto à Prefeitura Mu- nicipal de Campinas. Com es- sa medida, diminuíram os epi- sódios de diarreia nas crian- ças, como também as vermi- noses. Os cachorros que se nu- triam do lixo, migraram para outras instâncias, diminuindo em muito a contaminação das crianças com os vermes pró- prios desses animais. Assim, as mesmas não eram mais es- poliadas. Fato para nós surpreenden- te foi constatar que nesse bair- ro da cidade de Campinas ha- via falta de água encanada. As famílias gastavam os poucos recursos disponíveis para a compra de galões de água. Sem sucesso foi a busca de so- lução na Prefeitura Municipal de Campinas. Somente com a doação de filtros de água para a Associação de Moradores do Oziel, para cada moradia, foi possível melhorar a saúde das crianças. A doação foi feita pe- la Igreja Big Canoe, localizada na Georgia (USA). Problema sério nesse bair- ro eram as afecções pulmona- res nas crianças, que decor- riam das péssimas condições de habitação. Moradias sem ja- nela, instaladas em chão de terra, contando sempre com várias pessoas, algumas fu- mantes, além dos animais, coabitando em áreas muito restritas. Somente com a aju- da dos alunos da Faculdade de Engenharia da Unicamp foi possível estabelecer pro- postas de melhorias e ventilação dessas moradias. As crianças, sem bronquite, tornaram-se mais saudáveis. A implantação nesse bair- ro da Horta e Cozinha Comu- nitárias, com doação de equi- pamentos e insumos providos por empresas privadas, tor- nou possível nutrir os mais desfavorecidos e esquecidos pela sociedade. A participação dos alunos da Engenharia de Alimentos da Unicamp foi de- cisiva nessa tarefa. Com essa experiência, aprendemos que bem pouco a Medicina poderia fazer para a saúde das pessoas, sem a ga- rantia da infraestrutura míni- ma de saneamento básico, educação, condições de habi- tação e alimentação. Com es- sa convicção, foi proposta em duas ocasiões para dois reito- res da Unicamp a criação do exercício civil obrigatório. Exercício não somente para os alunos de Medicina, mas para todos os alunos nos primeiros anos de graduação de todas as faculdades da Universidade. Por que nos primeiros anos? Porque os currículos privile- giam as especialidades. A proposta do exercício ci- vil para universitários de esco- la pública também foi apresen- tada em Fóruns Sociais ideali- zados pelo jornal Gazeta Mer- cantil. Infelizmente, as pes- s o a s c o m p o d e r d e decisão preferiram o silêncio. A implantação do exercício ci- vil obrigatório nas faculdades públicas do Brasil exigirá am- pla discussão no âmbito des- tas instituições de ensino, compartilhada com os diferen- tes segmentos da sociedade. Essa política, que em muito transcende ao aluno de Medi- cina, deverá ter a contraparti- da das garantias pelo poder público, do provimento e ma- nutenção da infraestrutura do saneamento básico, das condi- ções saudáveis de moradia, de alimentação e educação da po- pulação. O comprometimento com as melhorias dos índices de desenvolvimento humano da sociedade brasileira é uma tarefa de todos. A velocidade dessas conquistas dependerá não só dos planos dos gover- nantes, mas também da vonta- de do povo brasileiro. Desafios a superar MAIS MÉDICOS A cidade mais importante do Interior brasileiro, Campinas, completou aniversário, tendo superado, do ponto de vista po- lítico, uma das mais terríveis páginas de sua história, com prefeito cassado e, em decor- rência, sucessivas alternâncias nesse importante cargo. Passa- da essa tormenta, e sob uma nova administração, a cidade vive a expectativa de, também, virar a página de seus muitos desafios. Para que a cidade re- cupere qualidade de vida. Desa- fios que a cidade pode, por sua história e desenvolvimento, efe- tivamente superar. São muitos seus desafios, e em diversas áreas: saúde pública, transpor- te, mobilidade urbana, educa- ção, cultura, revitalização da área central, recuperação e cui- dado com ruas e calçadas, pra- ças e parques públicos, entre outros. Com vontade política e objetividade, pela pujança des- ta grande cidade, o conjunto de problemas pode avançar pa- ra soluções. Afinal, Campinas é uma cidade protagonista e ino- vadora em tecnologia de ponta e no desenvolvimento huma- no. Sede da nona maior região metropolitana do Brasil, é com- posta por 19 municípios, com indicadores econômicos de destaque em níveis estadual e nacional. Seu aeroporto inter- nacional ganha importância ca- da vez maior no País e fora de- le. A cada três toneladas de mercadorias exportadas e im- portadas, uma passa por Vira- copos, que também realiza par- te expressiva do fluxo aéreo to- tal de cargas brasileiro. A cida- de possui um expressivo e refe- renciado conjunto de institui- ções universitárias. É sede de uma das mais importantes uni- versidades públicas brasileiras, a Unicamp, que de acordo com recente ranking interna- cional, é a única instituição de ensino superior latino-america- na na lista das cem melhores universidades com menos de 50 anos. A Unicamp atrai, para Campinas, gente das mais va- riadas regiões brasileiras e de muitos países na busca do ensi- no, da pesquisa e de qualifica- dos recursos médicos. Seria possível enumerar, com orgu- lho, e sem ufanismo, outros in- dicadores que sempre posicio- nam a cidade, entre as melho- res do País. Avanços que permi- tem vislumbrar o potencial da cidade para virar a página da lista de muitas questões, tanto as inerentes ao contexto urba- no como as do seu entorno. Além dos itens já citados, tam- bém gera oportunidades educa- cionais e profissionais para os jovens. Há o desafio de revitalizar a área central, algo também há muito esperado, sem sair efeti- vamente do papel ou das inten- ções, sempre renovadas nos processos eleitorais. Fazer isso, envolvendo a população e os diversos setores interessados, reveste-se de suma importân- cia, tanto econômica quanto para o resgate da identidade cultural, campo em que Campi- nas tem contribuições insofis- máveis. A degradação de áreas urbanas centrais é um fenôme- no bastante comum em cida- des que adquirem porte médio ou grande. E Campinas, infeliz- mente, não fugiu a isso. Raríssi- mos são os equipamentos cul- turais, públicos ou não, funcio- nando na área central. Parado- xalmente há prédios em desu- so, que poderiam acolher proje- tos e ações de expansão cultu- ral para nossa população. Caso do prédio histórico onde já fun- cionou o Centro Cultural Vitó- ria. Alguns, como o Centro de Ciências Letras e Artes, ou a Academia Campinense de Le- tras, funcionam de forma heroi- ca. O teatro do Centro de Con- vivência, rico patrimônio muni- cipal, está hoje desativado, à es- pera de uma reforma que o de- volva para os campineiros, com uma política cultural para os talentos da cidade. Espera- se uma ação ampla, liderada pela prefeitura e que, de fato, ocorra a propalada revitaliza- ção da área central com impac- tos por toda a cidade. Enfim, que as comemora- ções de mais um aniversário se- jam acompanhadas de medi- das efetivas. Para que Campi- nas recupere algumas de suas conquistas históricas, expres- sas no seu impressionante de- senvolvimento, que dimensio- na as perspectivas concretas de superação dos seus atuais desa- fios. E que no próximo aniver- sário haja mais o que comemo- rar. Tarefa de todos Opinião Aposentadoria CAMPINAS “Sentir esta união de tantos povos diferentes, de peregrinos por único Deus, me deixa muito feliz” André Lee Jung Hong, que acompanha um grupo de peregrinos sul-coreanos à Jornada Mundial da Juventude. dalcio manuelcarlos ■ ■ Silvia Regina Brandalise é médica e presidente do Centro Infantil Boldrini Fui professor da Faculdade de Direito da PUC durante 25 anos, mas no final do ano passado resolvi me aposen- tar. No meu primeiro dia de ócio recebi um e-mail con- tando um episódio atribuído ao hilariante Barão de Itara- ré, acontecido em seu tempo de estudante. Conta-se que um velho professor, daqueles que acham saber tudo e que os alunos são ignorantes ao ex- tremo, perguntou a Torelly: — Quantos rins nós temos? — Temos quatro, estima- do mestre, respondeu o Ba- rão com toda segurança. Chamando o bedel, o pro- fessor lhe disse: — Traga-me um feixe de capim para ali- mentar um burro. — Para mim um café, in- terveio o Barão. Indignado com tanta ousa- dia, o professor expulsou o Barão da sala, que ao sair ain- da lhe disse: — A resposta que dei estava correta. O se- nhor perguntou quantos rins nós temos e os meus dois so- mados aos seus são realmen- te quatro. Bom apetite, res- peitado mestre. No magistério, também já enfrentei situações inusita- das. Certa ocasião, falando sobre a divisão de poderes, perguntei aos alunos: — Nós temos o poder Executivo, o Legislativo e o Judiciário, em qual desses poderes está o Ministério Público? Uma aluna, do fundo da classe respondeu: — Em ne- nhum deles, professor, o MP está em Alphaville. O fato apenas confirma minha tese de que os alunos pensam que estão pagando para ensinarmos a eles, mas nós professores é que recebe- mos para aprender. Estava justamente come- morando essa minha ociosi- dade e como gastar o meu tempo inutilmente, quando o telefone tocou. Tirei o telefone do gancho e alguém do outro lado da li- nha foi logo perguntando: — Quem está falando? Respondi prontamente: — Você. Entretanto, as pessoas es- tão perdendo o senso de hu- mor e minha resposta não foi bem recebida. Já percebi isso em outras ocasiões e tenho me diverti- do muito. Certa ocasião, fa- lando com uma operadora de cartão de crédito, ao solici- tar uma informação, a aten- dente advertiu: — Para sua maior segurança vou lhe fa- zer algumas perguntas pes- soais, tudo bem? — Qual o nome de seu pai? — José. — Qual é a data de seu ani- versário? — 5 de maio. — De que ano? — De todos os anos. Na semana passada, en- contrei-me com um conheci- do político e perguntei a ele: — A maneira mais rápida de se chegar a Brasília é em um avião da FAB? — Não é, disse-me, com despreparo, incompetência e falta de vergonha na cara che- ga-se muito mais depressa. Não podemos perder o hu- mor e nem a esperança de um Brasil melhor para nos- sos filhos. Como diria o Ba- rão de Itararé: — Nunca de- sista de seu sonho. Se aca- bou em uma padaria, procu- re em outra. A2 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 Editor: Rui Motta rui@rac.com.br - Editora-assistente: Ana Carolina Martins carol@rac.com.br - Correio do Leitor leitor@rac.com.br ■ ■ Edison Cardoso Lins é mestre em Educação, funcionário da Unicamp e professor titular da rede estadual ■ ■ Manuel Carlos Cardoso é advogado e professor cardoso@rac.com.br opinião@rac.com.br
    • Aula de Direito Carlos Alberto Marchi de Queiroz Delegado, Campinas Algumas vezes a realidade supera a ficção. O Correio de 18/7, A9, noticiou que uma juíza catarinense, de 48 anos, antes de embarcar de Viracopos para Santa Catarina, reconheceu um passageiro que ela condenara, à revelia, cinco anos antes, em Itajaí (SC), quando titular da 1ª Vara Criminal. A juíza Sônia Moroso, sem perder a calma, não pondo em risco a segurança do voo, acionou a Polícia Civil de Navegantes (SC) para cumprir o mandado de prisão que ela expedira, condenando o foragido a dez anos de prisão por estupro cometido contra os filhos dele, uma menina de 5 e um menino de 4 anos. A magistrada conhecia o réu apenas por fotografias. Logo após o pouso, a polícia invadiu a aeronave e sob forte aplauso, cumpriu a lei. A dra. Sônia, demonstrando conhecer a CF, especialmente as funções da Justiça e da polícia, deu, ao vivo, uma aula de Direito. Demonstrou, também, o acerto de Agatha Christie, que sempre sustentou que Miss Marple era melhor investigadora que os seus detetives homens. Acidente Pedro Dias Administrador, Campinas É triste, revoltante e lamentável a ocorrência que resultou na morte de três motoristas que foram atingidos por um embriagado enquanto faziam socorro na Rodovia Santos Dumont. Tal fato mostra a situação caótica reinante neste País, em que pessoas bem-intencionadas e preocupadas em ajudar o próximo acabam sendo vitimadas por um irresponsável, que beneficiado pela nossa frouxa Justiça, permanecerá praticando ilicitudes como se fosse tudo normal. Resta-nos desejar às famílias enlutadas muita força para superar esse grave acontecimento. Aniversário Adelia Malinowski Salles Aposentada, Campinas Parabéns a todos os repórteres e editores do Correio Popular pela belíssima edição do aniversário de Campinas. Ela vai fazer parte dos meus guardados. (...) Vandalismo Helio Rosolen Aposentado, Campinas Sou completamente contra a onda de vandalismo que vem ocorrendo em várias cidades do País. Não podemos confundir manifesto com bagunça. O que vemos são badernas às barbas de nossa polícia engessada pelos detentores do poder, que ao invés de procurarem defender não só o patrimônio público como o privado, proíbem o confronto com os bandidos, proibindo-a de usar suas atribuições, inclusive com bombas e balas de borracha, deixando os vândalos à vontade para agir. Lutamos tanto para que fosse implantada a democracia no Brasil, mas na época da ditadura pelo menos não havia desrespeito à ordem pública. Já começamos a ter saudade dos militares. Zeza Amaral Renato Mesquita Psicólogo, Campinas Zeza, na sua crônica de 21/7, você foi, em poucas palavras, competentíssimo. Fez um diagnóstico quase perfeito sobre aqueles anos que algum maluco chamou de “anos dourados”. Infelizmente, você esqueceu, ou talvez, não houve tempo para aprofundar seu olhar crítico sob a nevoa úmida, que feito manto de herói salvador, encobria as víboras, traíras, predadores e pragas devastadoras que, feito “calangos”, naquele momento, vestiam cores de pessoas sérias, idôneas e preocupadas com a sociedade brasileira. Ainda, também, não pode observar aqueles monstros que estavam sendo gerados por aquele movimento. Pense sobre esses aspectos e, com sua inteligência especial, em nova crônica, conclua o diagnóstico tornando-o perfeito! Educação Sandra A. F. de Andrade Bortholoto Prof. aposentada, Campinas Sinceramente, numa primeira leitura (Correio, 18/7), achei que o professor e dirigente regional de ensino da Campinas Oeste estava usando da figura da ironia. Na minha ótica de professora aposentada do ensino público estadual e com experiência de quatro décadas de trabalho entre sala de aula e coordenação pedagógica, a maioria das situações chamadas por ele de “conquistas”, eu as chamaria de contínuas perdas na carreira dessa categoria de trabalhadores que desde a década de 70 só vê seus direitos desrespeitados. Poderia justificar essas afirmativas com argumentos oriundos dos anos de trabalho, mas não tenho o espaço que teve o professor Antonio Admir. Vejamos, só para exemplificar, “esses profissionais poderão ...aumentando sua carga horária para até 65 horas semanais”. Seriam, em média, treze aulas por dia! Treze aulas em sala? Não, é claro (…). As horas reservadas não são suficientes, são? Porém, às vezes, o professor assume essas horas por necessidade financeira e fica, então, entre esgotar-se para fazer um bom trabalho ou frustrar-se por não conseguir fazê-lo. Morador de rua Antonio Augusto Chagas Advogado, Campinas A problemática do chamado “morador de rua” em Campinas é uma indignidade que as nossas autoridades assistem de braços cruzados, tendo como tristes autores cidadãos que um dia foram dignos, tiveram famílias e profissões. Prefeitos insensíveis para com esse drama que não gera votos nas eleições municipais fazem ciranda com esses peregrinos afastando-os para cidades vizinhas, sem qualquer respeito ao cristianismo. Essa cortina de insensibilidade precisa ser descerrada e se exigir que o Estado acabe de vez com essa tragédia. Há que se implantar o brocardo latino: res, non verba, ou seja, parem de falar e trabalhem em benefício da sociedade. E você que reclama tanto dos nossos políticos, quando neles votou, sabia se eles eram capazes e honestos e que fariam leis para nossa sociedade tão abandonada? Resposta Carlos Sampaio Deputado federal, Campinas Em resposta à carta de José Luis Rodrigues (Correio do Leitor, 21/07), acolho e respeito as críticas que fez às minhas considerações em recente artigo publicado neste Correio e ao governo Alckmin. No entanto, discordo de sua avaliação sobre serem “oportunistas” minhas colocações que enalteceram as vozes das ruas, pois já há muito tempo venho defendendo na Câmara Federal várias das propostas que viraram “bandeiras” nos protestos, como a derrubada da PEC 37 e o fim do voto secreto. Casa própria Antonio Carlos Guedes Chaves Aposentado, Campinas Sob inspiradíssima manchete: Um semestre de ouro para o sonho, o Correio divulgou no dia 19/7, uma notícia maravilhosa: a Caixa Econômica Federal liberou no primeiro semestre, financiamento para casa própria e à produção no valor de R$ l,52 bilhão. O expressivo valor destina-se apenas à região de Campinas, tendo sido assinados 14.747 contratos. O amplo alcance social que permitirá concretizar o sonho da casa própria dos mais carentes, que vivem em precaríssimas condições de miséria, em barracos infectos, é tão expressivo como a visita do papa. Governos Lourenço Faria Bacharel de Direito, Campinas Especifica- mente sobre dois ex-presidentes da República, FHC e Lula, antes e depois de subirem ao poder: o primeiro e o segundo, ao se tornarem presidentes, em programas de televisão, sempre alegavam que quatro anos para governar o País era pouco e não dava para elaborar um projeto para o Brasil. Hoje, passados 30 anos da redemocratização do Brasil, tanto o PSDB quanto o PT, com a reeleição, governaram e governam o País há décadas, contudo os discursos daqueles não se reverteram em política afirmativa, já que passado tanto tempo podemos constatar que ambos mentiram para várias gerações (…). Será que os discursos de FHC e Lula não foram estelionatos políticos? O Brasil é um país que se transforma em grandes even- tos. A forma apaixonada como os brasileiros se entre- gam às grandes mobilizações sempre eleva o caráter fes- tivo dos acontecimentos, reforçando a imagem distorci- da de um povo absolutamente afável e amistoso. Há sempre uma verdadeira comoção que se traduz em ma- nifestações comemorativas e tudo parece caminhar ao passo de cada evento. A visita do papa Francisco ao Brasil é um desses mo- mentos que se impõem naturalmente pela sua impor- tância, transcendência e rele- vância, independente de con- vicções religiosas ou ideológi- cas. Como líder de uma Igreja espalhada por todo o mundo e, no Brasil, a mais numerosa em fiéis, o Sumo Pontífice tem a toga da autoridade polí- tica, de chefe de Estado, de re- presentação legítima, que tor- nam únicos os momentos de- dicados à pregação de suas ideias e crenças. O discurso do papa Francisco é, acima de tudo, pela paz. A mobilização de centenas de milhares de pessoas em peregrinação ao Rio de Janeiro, com o propósito de avivamento de sua Igreja, bastaria para que todos os brasileiros se quedassem em reflexão e reverência a al- guém que traz uma proposta de renovação, de confir- mação de dogmas, de aproximação com o povo. A ad- ministração de um legado secular impressionante é um desafio para qualquer ser humano — mesmo ungido, como creem os católicos — exigindo do pastor argenti- no uma dedicação extraordinária. Emblematicamente, a visita do papa se dá no meio da efervescência dos atos de violência que abalaram o Rio de Janeiro nas últimas semanas. O Brasil vive um momento de convulsão social e deve parar para assistir ao desfile do pontífice em sua pregação de paz e de amor ao próximo, o que não é pouco. Os protestos de- vem acontecer na medida da liberdade de expressão de cada cidadão. Mas, não se pode atingir a aura de respei- to de uma personalidade que toca o coração de mi- lhões de pessoas e ainda é responsável por ditar formas de encarar a vida. Se tantos jovens de idade e de espírito são capazes de se deixarem tocar por um evento desse porte e dessa natureza, não se pode negar o seu alcance, é preciso abrir as portas e as mentes para que a mensagem do pa- pa ecoe positivamente, se não para reforçar dogmas in- ternos de seu rebanho, que ao menos deixe a todos um legado de paz, de amor e respeito ao próximo, de uma vida limpa e sem violência, que tanto o Brasil precisa neste momento. O Correio Popular publica as opiniões de seus leitores sobre temas de interesse coletivo. As cartas devem conter no máximo 15 linhas, cerca de 700 caracteres com espaços, medidos pelo Microsoft Word. A Redação se dá o direito de publicar os textos parcial ou integralmente. Fica a critério do jornal a seleção de cartas para ilustração com fotos, que serão produzidas exclusivamente pelos fotógrafos do Correio. As cartas para o Correio do Leitor devem ser enviadas para Rua 7 de Setembro, 189 - Vila Industrial - CEP 13035-350 ou por e-mail: leitor@rac.com.br = Cartas devem ser acompanhadas de: nome completo, endereço, profissão e telefone de modo a permitir prévia confirmação. = Opinião dos colunistas não reflete a opinião do jornal. Correio do Leitor O NOSSO OBJECTIVO Publicado por Correio Popular S/A - Fundado em 4/9/1927 Diretor Presidente Sylvino de Godoy Neto Diretor Superintendente Adhemar J. de Godoy Jacob Diretor de Planejamento Marco Aurélio Matallo Pavani Diretor Tesoureiro Luiz E. Nogueira Porto Diretor Comercial Eduardo S. Porto Filho Diretor Industrial Amim Ali Filho Diretor Adm. Financeiro Moacir Teixeira Dias Diretor de Tecnologia Luiz Sérgio Vieira Dutra Diretor Editorial Nelson Homem de Mello Editores Executivos Luis Cesar de Souza Pinto Marcelo Pereira PERGUNTA DE ONTEM A fé em Francisco Jornada Mundial da Juventude Você acha que faltou organização na chegada do papa no Rio de Janeiro ? facebook.com/CPopular Rua 7 de Setembro, 189, Vila Industrial CEP 13035-350 De forma emblemática, a visita do papa se dá no meio da efervescência dos atos de violência que abalaram o Rio de Janeiro nas últimas semanas O vídeo do dia Enquete Há 50 anos A visita do papa Francisco traz fé e esperança para muitos brasileiros. Não apenas os católicos, mas também os crédulos de muitas religiões. Definir o pontífice da Igreja Católica papa Francisco, com a frase “Evangelizar não é fazer proselitismo”, que ele costuma sempre dizer, torna-se uma missão muito fácil. Você aprova o uso de dinheiro público para pagar os gastos da visita do papa Francisco? CORREIO POPULAR AS CARTAS DEVEM SER ENVIADAS PARA: Uma palavra de amor e paz para o mundo “Seremos na imprensa vigilantes fiscaes da administração publica e zeladores intransigentes do direito collectivo” - (Nº 1, Anno 1) 25,38% 74,62% ● CIENTISTAS VÃO FOTOGRAFAR O ECLIPSE DO SOL A BORDO DE JATO Um grupo de cientistas norte-americanos, juntamente com o astronauta Malcom Scott Carpenter, vai fotografar o eclipse total do sol que ocorrerá hoje viajando a bordo de um avião a jato DC-8, especialmente adaptado. A fotografia aérea do evento tirada acima da camada distorcente da atmosfera terrestre faz parte de um intenso programa que está sendo preparado pelos Estados Unidos para permitir a adequada observação do fenômeno. O físico-fotógrafo encarregado da missão fará o trabalho com rapidez, uma vez que as condições propícias para o desempenho da tarefa ocorrerão apenas no começo e no fim do eclipse. Serão 200 fotos. Carpenter foi o quarto americano no espaço e o segundo a entrar em órbita da Terra, a bordo da cápsula Aurora 7, em maio de 1962, viajando durante cinco horas e três voltas completas ao redor do planeta. ● FALECIMENTO DO CARDEAL VALÉRIO VALERI O cardeal Valério Valeri, prefeito da Sagrada Congregação dos Religiosos, acaba de falecer em Roma, aos 70 anos de idade. O prelado havia sido escolhido como divisa “Pax in Virtute” quando recebeu a púrpura cardinalística, em 1953. Com o seu passamento, o Sacro Colégio fica reduzido a 80 membros, dos quais 27 deles italianos e o restante de cardeais estrangeiros. Prefeito de Campinas enfrenta protesto no Centro durante evento O astronauta Malcom Scott Carpenter ajudará a fotografar o eclipse Opinião CORREIO POPULAR A3 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CORREIO @correiopontocom e-mail: leitor@rac.com.br NÃO PERGUNTA DE HOJE MARIA DE FÁTIMA LEITURAS INTERATIVAS EDITORIAL .COM.BR SIM
    • Cidade teve, no ano passado, o menor número de vítimas de acidentes desde 1995, afirma Emdec Patrícia Azevedo DA AGÊNCIA ANHANGUERA patricia.azevedo@rac.com.br Campinas registrou, em 2012, o menor número de mortos em acidentes da sua história. Foram 78 vítimas fatais contra as 145 registradas no ano ante- rior, uma queda de 47,3%. A medição começou a ser feita pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campi- nas (Emdec) em 1995, quando 181 pessoas morreram. Antes de 2012, o ano que havia regis- trado o menor número de víti- mas tinha sido 2005, com 87 mortos. Proporcionalmente, a que- da também é significativa. Em 1995, quando a frota de veícu- los em Campinas era de apro- ximadamente 352 mil veícu- los, segundo a Emdec, foram 5,14 mortes para cada 10 mil veículos. No ano passado, com 788 mil veículos, o índice caiu para 0,9 morte para cada 10 mil veículos. Os motociclistas conti- nuam sendo a maior parte das vítimas. “Cerca de 50% das víti- mas que estavam em motos têm entre 18 e 30 anos. São jo- vens que, muitas vezes, usam a moto para trabalhar”, afir- mou o secretário de Transpor- te, Sérgio Benassi. O relatório mostrou que o número de mortes entre os motociclistas teve a maior re- dução, com queda de 64%. Se- gundo a Emdec, isso é reflexo da campanha direcionada à categoria no ano passado. O número de mortos entre os pe- destres caiu 38% e entre os motoristas de carros, 48,6%. “Tivemos uma redução impor- tante que é fruto de uma série de ações educativas”, afirmou o secretário Benassi. O número total de aciden- tes e de feridos ainda não foi levantado e deve ser divulga- do em breve. O anúncio foi fei- to ontem durante o lançamen- to da Campanha Trânsito Ami- go, uma ação permanente de segurança no trânsito que en- volve escolas e a comunidade. “A meta é conscientizar os mo- toristas, ciclistas e pedestres sobre o respeito às regras de trânsito e o respeito ao próxi- mo. Além disso, faz parte da minha Administração garantir investimentos na melhoria do transporte de massa”, disse o prefeito Jonas Donizette (PSB). O objetivo da campanha é reduzir os índices de aciden- tes e de mortes no trânsito, promover uma cultura de paz, segurança e qualidade de vida nas vias da cidade. Serão intensificadas ações de fiscali- zação, educação e engenha- ria. Entre as ações de engenha- ria estão planejamento do sis- tema viário, do trânsito, do transporte e da engenharia de tráfego para garantir maior se- gurança e fluidez no trânsito. Simulação Uma simulação de acidente de trânsito com carros e mo- tos chamou a atenção de quem passou pelo Largo do Rosário na manhã de ontem. “Eu achei que fosse um aci- dente de verdade, a mulher es- tava passando mal no chão. Mas é bom chocar assim para ajudar o pessoal a ter mais consciência”, explicou o apo- sentado José Reis da Silva. O relatório sobre acidentes de trânsito em Campinas revelou que metade das vítimas fatais que foram submetidas a exame de dosagem alcoólica estavam com o teor acima do permitido. Do total de mortos, apenas 53%, o equivalente a 41 pessoas, foram submetidas a exame porque não chegaram a receber qualquer tipo de atendimento médico e medicação, o que poderia alterar o resultado do teste. Deste total, 20 apresentaram teor igual ou superior a 0,6 decigramas de álcool por litro. Do total de pessoas que foram submetidas ao teste, 45% eram motociclistas, 33% eram pedestres e 45% eram motoristas de carros, ônibus ou caminhões. “O que podemos observar é que o álcool é o fator que mais provoca as mortes no trânsito”, afirmou o secretário de Transporte, Sérgio Benassi. Segundo o secretário, o combate ao consumo de bebida alcoolica por motoristas será um dos focos das campanhas de conscientização no trânsito. “Vamos intensificar esse aspecto nas campanhas educativas”, disse. (PA/AAN) Sugestões de pautas, críticas e elogios: cidades@rac.com.br ou pelos telefones 3772-8221 e 3772-8162 Atendimento ao assinante: 3736-3200 ou pelo e-mail saa@rac.com.br Editores: Adriana Villar, Claudio Liza Junior, Jorge Massarolo, Luís Fernando Manzoli e Marcia Marcon Chefe de reportagem: Guilherme Busch Grupo, que contava com cerca de 15 integrantes, pedia redução na tarifa de transporte público e instauração de CPI Campinas reduz mortes no trânsito Secretário de Transporte Metade das vítimas estava alcoolizada Um manifestante que protesta- va pela redução da tarifa do transporte público em Campi- nas atirou água contra o prefei- to Jonas Donizette (PSB) na manhã de ontem. A agressão aconteceu no momento em que o prefeito se preparava pa- ra sair da praça, após partici- par do lançamento da Campa- nha Trânsito Amigo, e se diri- gia ao seu carro. Jonas foi cer- cado por um grupo de 15 ma- nifestantes, que gritavam pala- vras de ordem contra o secretá- rio de Transporte, Sérgio Be- nassi, e cobravam a instalação de uma Comissão Parlamen- tar de Inquérito (CPI) da Tari- fa. Assessores ligados ao prefei- to Jonas identificaram a pes- soa acusada da agressão — se- ria ligada ao Psol. A reporta- gem entrou em contato com a jovem, estudante da Unicamp, e ela negou que tenha sido a autora da agressão. A jovem contou que estava na manifes- tação e disse que não conse- guiu ver quem atirou a água contra o prefeito. Ela disse ain- da que houve empurra-empur- ra entre os manifestantes e os seguranças. “Ele perdeu a com- postura quando respondeu aos manifestantes”, disse uma das participantes do protesto. Depois do incidente, o pre- feito, que não contava com a segurança da Guarda Munici- pal no momento, seguiu cami- nhando pela Rua General Osó- rio enquanto esperava a chega- da do carro oficial. Sem apoio da GM, o prefeito foi protegi- do pelos seus dois seguranças e por outros funcionários da Emdec até a chegada da Polí- cia Militar, que acompanhou o protesto. O protesto começou duran- te o discurso de Benassi e Jo- nas. Os manifestantes do Cole- tivo Domínio Público de Movi- mento Estudantil promove- ram um apitaço e gritaram pa- lavras de ordem cobrando que os vereadores presentes assi- nassem a CPI da Tarifa. Irrita- do, Jonas respondeu aos mani- festantes quando ouviu que ele não os representava: “Eu fui eleito com 58% dos votos, então eu represento sim a po- pulação de Campinas”. Gustavo Petta (PCdoB), que participava da solenidade, tam- bém respondeu à provocação dos manifestantes. “Eu partici- pei do movimento estudantil e das lutas pelo passe livre e aju- damos a conseguir o desconto de 60% para estudantes”, dis- se. A Guarda Municipal infor- mou, por meio da assessoria de imprensa, que o prefeito tem por filosofia não sobrecar- regar os aparatos de seguran- ça da cidade, manter o conta- to com o povo e estar aberto ao diálogo. Ainda segundo a assessoria, no evento de on- tem, não parecia ser necessá- rio o reforço ostensivo da segu- rança, já que havia número pe- queno de participantes e o pre- feito conta com sua segurança pessoal. (PA/AAN) Manifestante joga água em Jonas durante protesto Fotos: Érica Dezonne/AAN Em números proporcionais, a queda também é significativa SÉRGIO BENASSI Editoria de Arte: Sena/AAN As mortes por acidente de trânsito em Campinas 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 181 158 142 111 106 109 94 102 89 92 87 96 120 136 118 104 145 78 Fonte: Emdec “Tivemos uma redução importante (nos acidentes com moto) que é fruto de uma série de ações educativas.” Cidades CAMPANHA ||| CONSCIENTIZAÇÃO Simulação de acidente no Largo do Rosário faz parte de campanha lançada ontem: Emdec quer envolver escolas contra a violência no trânsito Jonas Donizette caminha, já com segurança e policiais, após ser atingido por água: “Aberto ao diálogo” Vídeo da cobertura da abertura da campanha A4 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Na primeira decisão administrativa, prefeito segue passos do pai e dá R$ 1 mil para cada funcionário Bruna Mozer DA AGÊNCIA ANHANGUERA bruna.pinto@rac.com.br Na primeira decisão adminis- trativa de seu governo, o pre- feito de Paulínia, Edson Mou- ra Júnior (PMDB), segue os passos do pai, ex-prefeito da cidade, e anuncia um bônus de R$ 1 mil que será pago até o final de seu mandato, em 2016, para todos os servido- res. A Prefeitura tem hoje cer- ca de 5 mil funcionários públi- cos, o que representa um cus- to de R$ 5 milhões nos quatro anos de governo. Júnior, que assumiu o Executivo há uma semana, também anunciou ontem o economista Renato Netto Cardoso como novo se- cretário de Saúde — a pasta estava há seis dias sem chefia —, e a retomada do polo de ci- nema ainda este ano. O abono será pago em qua- tro parcelas de R$ 250 por ano. O primeiro pagamento será efetuado em outubro e os demais em março de 2014, de 2015 e 2016, até completar o valor total. A Prefeitura não informou qual o impacto des- se benefício no Orçamento da cidade. Segundo o Executivo, o gasto está dentro do limite de Responsabilidade Fiscal. “A nossa meta é valorizar e oferecer as melhores condi- ções aos servidores públicos. Vamos motivar nossos funcio- nários”, disse o prefeito duran- te o anúncio. Moura Júnior também garantiu que irá ace- lerar o andamento do plano de cargos e carreira — cursos de reciclagem e aprimoramen- to serão oferecidos — além de corte de horas extras. Quando esteve à frente da Prefeitura, o ex-prefeito Ed- son Moura deu abono de R$ 1,5 mil aos funcionários pú- blicos. A prática foi seguida pelo ex-prefeito José Pavan Júnior (PSB), que o sucedeu e concedeu um adicional de R$ 300 nos quatro anos de seu governo. Na época, o abono concedi- do por Moura foi contestado na Justiça porque era propor- cional à carga horária exerci- da pelo funcionário, o que prejudicou, por exemplo, al- guns profissionais como os professores. De acordo com a Prefeitura, a decisão anuncia- da ontem por Júnior será igual para todos os trabalha- dores, independentemente do cargo, salário ou jornada de trabalho. Cinema Em seu primeiro anúncio on- tem, Júnior também garantiu que o polo cinematográfico se- rá retomado, com o início dos cursos ainda este ano. Tam- bém será feito um levanta- mento para avaliar a condi- ção dos equipamentos e insta- lações do projeto. Reporta- gens publicadas pelo Correio este ano revelaram estado de abandono do local. A Prefeitu- ra alegou, na época, que não havia interesse por parte de grupos pelos projetos, mas que novo edital seria aberto neste mês. Quanto ao Festival de Cinema, a antiga gestão re- solveu direcionar a verba para as áreas sociais. “O Município ganhou projeção nacional e retornos financeiros. Quere- mos retomar essa forma de desenvolvimento econômico e cultural”, disse Júnior. Pauliprev O prefeito também quer uma auditoria nos investimentos do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Paulínia (Pauliprev). Existem suspeitas de que investimen- tos feitos pela antiga diretoria causaram prejuízos ao fundo de pensão. O prejuízo pode ter chegado aos R$ 42 mi- lhões, segundo informações da Prefeitura. “Existem indí- cios de falta de respeito com o dinheiro dos funcionários públicos. O momento é delica- do e vamos ter muito cuidado com o futuro de nossos servi- dores”, afirmou o presidente do instituto, Mario Lacerda. Moura Jr. anuncia bônus a servidor Economista é nomeado para comando da Saúde O economista Renato Netto Cardoso foi nomeado ontem secretário de Saúde de Paulínia. A pasta ficou sem comando por seis dias, embora seja considerada como prioridade pelo prefeito Edson Moura Júnior (PMDB). Ainda estão sem comando as áreas de Educação; Planejamento, Desenvolvimento e Coordenação e Defesa Civil. No sábado, o nome de José Carlos Bueno Queiroz foi anunciado como chefe de Gabinete. Cardoso afirmou que está preparado para realizar um choque de gestão na área da Saúde, mas que ainda não teve tempo de identificar os gargalos do setor. Por isso, reuniões serão realizadas nos próximos dias com técnicos da área. Embora não seja da área médica, ele afirma que é preciso saber administrar para conseguir colocar a Saúde nos eixos. “A Saúde precisa de uma boa gestão”, disse. Ligado ao PSDB, Cardoso já foi candidato a prefeito de Hortolândia em 2004, mas saiu derrotado. Ele também fez parte do governo de Sumaré, na gestão de Paulino Carrara (PSDB) — de 1989 a 1992. Cardoso chegou a ocupar o cargo de chefe de Gabinete à época. Na gestão do ex-prefeito de Hortolândia Jair Padovani (PSDB), o economista também assumiu secretarias de Finanças, Planejamento, Infraestrutura e também a chefia de Gabinete. Cardoso afirma morar há seis anos em Paulínia por segurança de sua família após divergências políticas nessas duas cidades. “Eu conhecia o Moura Júnior, a gente conversava muito sobre gestão pública. Ele me chamou e eu aceitei o desafio”, disse. Há um dia no governo, ele não soube falar sobre futuras obras, falta de médicos ou novos projetos no setor. (BM/AAN) Érica Dezonne/16jul2013/AAN PAULÍNIA ||| EXECUTIVO Moura Jr. faz sinal de positivo no dia de sua posse como prefeito Concessão do benefício custará R$ 5 milhões aos cofres públicos CIDADES CORREIO POPULAR A5 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • SAIBAMAIS Nas regiões definidas para receber a transferência de potencial poderão ser construídas até 20% a mais do que a legislação de uso e ocupação do solo permite. Só estão proibidos de utilizar a legislação os proprietários de bens naturais ou de interesse ambiental, sobre os quais pesam restrições ou impedimentos à edificação. Maria Teresa Costa DA AGÊNCIA ANHANGUERA teresa@rac.com.br Há quatro anos a Prefeitura vem impedindo proprietários de imóveis considerados patri- mônio de Campinas de obter recursos para a recuperação dos bens. Uma das edificações é a Catedral Metropolitana, que tem empresários interessa- dos em comprar o potencial construtivo do prédio para uti- lizá-lo em outras áreas, mas es- tão impedidos porque a Admi- nistração, desde 2009, quando a lei de transferência do poten- cial construtivo foi aprovada, não sabe o que fazer com ela. Assim, sem poder vender o po- tencial, porque a Prefeitura não emite os certificados, o restauro da Catedral está para- do, por falta de recursos. O secretário de Administra- ção, Sílvio Bernardin, infor- mou que há um grupo estu- dando a lei e deve propor algu- mas alterações para torná-la mais atrativa. Um problema que existe, segundo ele, no ca- so dos bens tombados, é que eles estão enquadrados na zo- na 18, que permite construir uma vez a área do terreno. A Catedral, por exemplo, é zona 18, mas está inserida no Cen- tro, que é zona 17 (permite construir cinco vezes a área do terreno). Está em análise manter o zoneamento dos bens tombados, mas para efei- to de transferência do poten- cial construtivo será utilizada a regra do entorno do bem. “Estamos analisando e deve- mos enviar um projeto a Câ- mara promovendo a altera- ção”, afirmou. O secretário de Cultura e presidente do Conselho de De- fesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc), Ney Carrasco, disse que a lei é es- sencial. “Com ela, poderemos alavancar investimentos para recuperar patrimônios priva- dos e também públicos”, afir- mou. Para o diretor regional do Sindicato da Habitação (Se- covi), Jorge Fuad Cury, a trans- ferência de potencial construti- vo é um dos instrumentos mais importantes e justos, que estimulam os atuais proprietá- rios e seus futuros herdeiros na preservação e recuperação dos bens históricos. “Esse pa- trimônio preservado será um marco na formação cultural das futuras gerações e no com- promisso do desenvolvimento sustentável”, afirmou. Sem verbas para recuperar edificações como o Centro de Convivência Cultural, a Prefei- tura pode, por exemplo, ven- der o potencial construtivo da- quela área e obter recursos pa- ra as obras necessárias, mas a morosidade é tanta que mes- mo a Catedral, que foi autori- zada pelo Condepacc a vender o potencial construtivo, ainda não obteve o documento que permite a transação. A legislação diz que o pro- prietário que desejar utilizar o mecanismo de transferência receberá um Certificado de Po- tencial Construtivo Decorren- te do Tombamento (CPC-T) que é emitido pela Prefeitura e com o qual pode negociar no mercado imobiliário. Esse cer- tificado define a quantidade de metros quadrados que o proprietário poderá transferir. A expedição da CPC-T ficará condicionada à assinatura, pe- lo proprietário, de compromis- so de efetiva recuperação do imóvel tombado. O certificado terá validade por três anos e se não utilizá-lo nesse período poderá requerê-lo novamente. O mercado tem interesse em comprar os certificados, se- gundo o presidente do Institu- to de Arquitetos do Brasil (IAB) em Campinas, Alan Cury. “A Prefeitura tem interes- se nesta negociação, mas é preciso ter regulação séria pa- ra que a sua aplicação não pre- judique a infraestrutura local onde será aplicada a nova construção”, afirmou. A venda do potencial cons- trutivo é a esperança para a ob- tenção das verbas necessárias para a conclusão do restauro da Catedral. A Arquidiocese de Campinas está autorizada, pe- lo Ministério da Cultura, a cap- tar os R$ 7,1 milhões necessá- rios à obra, utilizando a lei de incentivos fiscais. Até o mo- mento, conseguiu apenas uma doação — de R$ 350 mil, pelo Banco Itaú, que está usan- do a lei de incentivos (Lei Rouanet) para repassar parte do imposto de renda devido ao restauro. Com essa doação ainda não é possível iniciar a obra, porque a lei exige que es- tejam depositados em conta específica pelo menos 20% do valor total da obra. Na segunda fase do restau- ro serão recuperadas a cúpula, torre, as quatro fachadas, além dos sistemas elétrico e hi- dráulico e de comunicação. O restauro é parte de um projeto que pretende tornar a Cate- dral um complexo religioso e cultural e prepará-la para ser a âncora turística da cidade do grandes eventos que ocorre- rão em 2014 e 2016, com a Co- pa do Mundo e as Olimpíadas. Proprietário pode vender capacidade de obra impedida de usar em bem tombado A transferência de potencial construtivo é mecanismo ur- banístico que compensa os donos de imóveis históricos do eventual engessamento imobiliário provocado pelo tombamento. Pela lei, os pro- prietários recebem um Certi- ficado de Potencial Constru- tivo (CPC) e ficam autoriza- dos a transferir para outro terreno o potencial construti- vo que foi impedido de utili- zar na área onde está o bem tombado. Ele poderá, inclusi- ve, vender esse potencial. No caso da Catedral, cujo terreno tem 2.190 metros quadrados e está situada em uma área onde o zoneamen- to permite a construção de um imóvel com cinco vezes a área do terreno, haveria possibilidade de construir, ali, uma imóvel de cerca de 11 mil metros quadrados. Co- mo o prédio é tombado e, portanto, não pode ser de- molido para dar lugar a uma torre comercial, por exem- plo, a Arquidiocese de Cam- pinas, proprietária do bem, poderá vender esse poten- cial, de forma que o compra- dor possa usar a quantidade de metros quadrados adqui- rida em outro lugar. O di- nheiro da venda será usado obrigatoriamente na recupe- ração da igreja. Para que isso ocorra, precisará alterar a lei, porque a Catedral tem zo- neamento 18. A transferência, no entan- to, não poderá ser feita para qualquer lugar. A legislação autoriza o repasse do direito de construir para os bairros São Quirino, Vila Nova, Cas- telo, Nossa Senhora Auxilia- dora, Parque Brasília, Jardim Garcia, Campos Elíseos, Au- rélia, Vila Teixeira, Pompeia, Ponte Preta, Proença, São Fernando, Nova Europa, Jar- dim dos Oliveiras, Valença, Campo Grande, Mauro Mar- condes, San Martin, Nova Aparecida e Fazendi- nha.(MTC/AAN) Eu represento a população, sim. Fui eleito com 58% dos votos. Quem foi que teve a maior redução da tarifa de ônibus no País? Fomos nós. Falta de conhecimento sobre lei trava restauro Presidente DO IAB Da Sanasa Do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), após ouvir dos manifestantes que ele não os representa. Era para ser discreto Prefeitura não sabe lidar com transferência de potencial construtivo César Rodrigues/AAN milene@rac.com.br Xeque-Mate ALAN CURY Donodeimóvelhistóricoécompensado Fechou o tempo A pé mesmo A situação ficou meio con- fusa e Jonas decidiu descer a General Osório a pé. Era o prefeito na frente, a impren- sa no meio e os manifestan- tes atrás. Quem passava pelo Centro não entendeu nada. Vou continuar Apesar dos protestos e do governo afirmar que as reivin- dicações não são pautadas por ações locais, mas sim por uma agenda nacional, so- brou para o prefeito ontem. A ação dos manifestantes, di- zem interlocutores do gover- no, não vai impedir o peesse- bista de continuar com seus discursos na rua. Não se espantou Os manifestantes, mesmo tendo levado cartazes com os dizeres “Fora Benassi”, não conseguiram intimidar o chefe do Transporte em Cam- pinas. Isso porque, como ve- reador, ex-líder de governo do prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos (PDT) e ten- do sido o único a não votar pela cassação do pedetista em 2011, Benassi está mais do que acostumado a mani- festações contrárias às suas ações. Vai pagar Corre nos bastidores a in- formação de que o governo Jonas não vai dar conta de pagar o adiantamento do 13º salário dos aposentados e pensionistas no último dia deste mês. O Executivo infor- mou ontem que está tudo certo com o pagamento e que no dia 30 fará o depósi- to. Atraso no pedágio O deputado Gerson Bitten- court (PT) apresentou um projeto de lei que obriga as concessionárias de rodovias a suspender a cobrança de pedágio e permitir a libera- ção da passagem de veículos quando ocorrer atraso no atendimento. A regra será aplicada quando o usuário permanecer um tempo máxi- mo de cinco minutos em fila ou quando a fila ultrapassar 200 metros de extensão. Se a proposta for aprovada, a vol- ta do Litoral durante os feria- dos pode render economia ao bolso dos motoristas. Verba A Casa Maria de Nazaré afirmou que recebeu de emenda da deputada esta- dual Ana Perugini (PT) R$ 30 mil. O total de R$ 300 mil de emendas colocado pela colu- na foram distribuídos para quatro cidades e duas entida- des. IMÓVEIS ||| PATRIMÔNIO MILENE MORETO “É preciso ter regulação séria para que a sua aplicação não prejudique a infraestrutura local onde será aplicada a nova construção.” Um pequeno grupo de manifestantes resolveu tirar o sossego do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), durante o lançamento da Campanha Trânsito Amigo, ontem, no Centro. Com faixas e apitos, os integrantes do Coletivo Domínio Público de Movimento Estudantil cobraram a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os dados das planilhas de custo do transporte público e pressionaram por uma redução maior no preço atual da tarifa, que é de R$ 3,00 Uma manifestante que estava no local ainda jogou água nas costas do prefeito. Os integrantes do movimento disseram que Jonas e o presidente da Emdec, Sérgio Benassi, não os representavam. Nesta hora, o peessebista revidou e disse que representava sim, uma vez que foi eleito com 58% dos votos. Com o clima tenso, Jonas fez o lançamento, falou com a imprensa e se preparou para ir embora. O problema é que o carro oficial não estava lá. Interlocutores do governo Jonas fizeram ontem uma observação sobre o evento promovido na última semana dentro do Hospital Mario Gatti para reabrir leitos em reforma. A presença dos políticos na unidade de Saúde fez com que médicos e pacientes pedissem silêncio nos corredores. Os integrantes da Administração disseram que não houve convite a políticos para que acompanhassem o anúncio. O que aconteceu foi que a turma acabou aparecendo por lá e atrapalhando a rotina do hospital. Os interlocutores de Jonas também disseram que escolheram o andar mais esvaziado e a última sala, justamente, para evitar tumultos na unidade de saúde. O restauro da Catedral está parado porque a Prefeitura não emite certificados para captar recursos Secretário diz que grupo vai propor alterações em regras A6 CORREIO POPULAR CIDADES Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Traficantes do bairro relatam ao MP o medo dos moradores com as ações de extorsão dos investigadores Luciana Félix Milene Moreto DA AGÊNCIA ANHANGUERA luciana.felix@rac.com.br milene.moreto@rac.com.br Os depoimentos dos trafican- tes ligados à quadrilha de Wan- derson Nilton de Paula Lima, o Andinho, ao Ministério Público (MP), revelam o pânico vivido pelos moradores da região do Jardim São Fernando, em Cam- pinas, com as ações dos poli- ciais do Departamento Esta- dual de Repressão ao Narcotrá- fico (Denarc) que buscavam propina no bairro para, em tro- ca, liberarem o tráfico. O medo de serem mortos pelos investi- gadores não ficou restrito aos familiares dos traficantes envol- vidos e que chegaram, inclusi- ve, a serem sequestrados, mas passou também a ser sensação comum, uma rotina na vida dos campineiros que moram na região. No bairro impera a lei do si- lêncio. As pessoas que vivem lá preferem não dar nenhuma de- claração sobre o assunto, mas confirmam que sabiam das ações dos policiais do Denarc na região e da extorsão, co- mum há alguns anos. Em mui- tos relatos dos traficantes e de pessoas vítimas da quadrilha de policiais, as ações violentas e agressivas dos integrantes do Denarc eram feitas no meio da rua e presenciadas por todos. Segundo as declarações dos traficantes aos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), os policiais não fa- ziam questão de passarem des- percebidos. Pelo contrário, quando o pagamento da propi- na atrasava, eles chegavam no bairro em veículos sem identifi- cação, transitavam chamando a atenção e até atiravam para cima para intimidar os morado- res. O terror imposto pelos in- vestigadores era uma forma de pressionar os integrantes do tráfico a efetuarem o pagamen- to de forma rápida. As declarações que denun- ciam o medo fazem parte do re- latório usado pelo Gaeco para fundamentar as prisões de no- ve policiais civis — dois de Campinas e sete de São Paulo — acusados de extorquir trafi- cantes para permitir a comer- cialização de drogas na região do São Fernando. Os policiais de Campinas são acusados de participar de outro esquema de cobrança de propina para li- beração do tráfico no bairro. Eles recebiam um mensalinho de R$ 20 mil dos traficantes. Os nove investigadores es- tão presos há uma semana após uma operação conjunta do MP e da Corregedoria da Po- lícia Civil. Segundo as investiga- ções que tiveram início em ou- tubro do ano passado, os envol- vidos da Capital teriam recebi- do R$ 2 milhões dos traficantes desde o final de 2012. Os poli- ciais vinham de São Paulo para praticar a extorsão em Campi- nas. Quando não conseguiam o dinheiro, sequestravam, agre- diam e até torturavam familia- res e conhecidos dos trafican- tes. De acordo com os relatos dos traficantes, os policiais che- gavam ao bairro e pegavam me- ninos na rua e os agrediam, sem qualquer motivo. Em uma das ações, eles prenderam duas mulheres. Elas foram tortura- das com um aparelho de cho- que e levaram socos e chutes no rosto. O motivo era que uma delas foi vista conversan- do com um dos traficantes que deveria ter entregado o dinhei- ro aos policiais. Eles queriam sa- ber o paradeiro do criminoso. Para se precaver, os próprios traficantes montaram uma re- de de informação para detectar a chegada dos carros “frios” dos investigadores no bairro. Eles já sabiam as placas e os modelos usados, que eram sem- pre os mesmos. E se comunica- vam quando os veículos eram vistos. Segundo eles, os carros descaracterizados usados pelos investigadores eram um Corsa preto, Saveiro preta, Linea pra- ta, Astra preto, Troller preto, Sa- veiro branca e Parati prata. O medo “A situação estava ficando difí- cil. Todo mundo da região, principalmente minha família, estava com medo de ser morta pelo pessoal do Denarc”, afir- mou o traficante Aguinaldo Aparecido da Silva Simão, co- nhecido como Codorna. Aguinaldo foi sequestrado pelos policiais e coordenou ou- tros traficantes para consegui- rem reunir e entregar R$ 200 mil aos investigadores. Além dele, sua mulher e filha, uma prima e a filha dela também fi- caram horas nas mãos dos poli- ciais até a quantia ser entregue. A ação aconteceu no começo deste ano. “Eles queriam R$ 200 mil para ‘reforçar a amiza- de’. Eles eram perigosos e cum- priam o que prometiam. Fui obrigado a correr atrás do di- nheiro pra eles. Eles prende- ram duas meninas e inventa- ram que estavam com drogas”, disse Codorna ao MP. Outro traficante identifica- do como Lucas Escotão, tam- bém responsável pelo paga- mento da propina, foi seques- trado pelos policiais e afirma no depoimento que tinha me- do das ações dos investigado- res. “Normalmente, eles pega- vam moleques na rua e batiam neles, dando ordens para que os moleques dissessem onde eu e o Codorna estávamos. Al- gumas vezes, eles chegaram a efetuar disparos de arma de fo- go para cima para intimidar as pessoas. Uma vez entraram na casa de um rapaz e lá rouba- ram várias coisas, inclusive a quantia de R$ 20 mil.” Em seu depoimento, ele afirma que os policiais conseguiram pegá-lo e, na sequência, começaram a prender qualquer pessoa que ele conhecesse. “Eles me colo- caram na Blazer e passaram a transitar comigo pelo São Fer- nando. Eles também trouxe- ram pessoas para a viatura. Jo- garam todas as pessoas dentro da Blazer e nós fomos levados até o hipermercado Extra Aboli- ção. Ficamos lá no estaciona- mento. Lá nos bateram de- mais”, afirmou no relatório. Atualmente, os dois traficantes estão presos por tráfico, as ou- tras pessoas foram liberadas pe- los policiais. Uma das pessoas que foram agredidas pelos policiais foi Ja- naina de Souza Ribeiro, conhe- cida como Neguinha. Ela foi presa acusada de tráfico de dro- ga. Informação que ela nega e diz que os policiais armaram para ela e sua amiga. “O poli- cial veio em direção ao carro e começou a gritar conosco dan- do ordens para que falássemos onde havia droga na favela. Nós dizíamos que não sabía- mos de nada. O policial disse que então iríamos presas no lu- gar de Guina (Aguinaldo) e Es- cotão (Lucas). O policial come- çou a bater em mim.” Janaina afirmou também ter sido tortu- rada com aparelho de choque. “Ele ligou essa máquina em uma tomada do carro e aumen- tou o volume do som do veícu- lo. Então, ele começou a me dar choques nos dedos da mão. Ele queria que eu disses- se onde o Escotão estava escon- dido. Como não sabia, eles con- tinuaram dando choques. Foi muito sofrimento. Eles ficaram horas lá nos torturando”, afir- mou no relatório. Policiais aterrorizavam São Fernando Promotores fazem acareação com traficantes O s promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) vão ouvir hoje os policiais presos na última semana acusados de extorsão, tortura, sequestro e corrupção e promover uma acareação e reconhecimento entre os traficantes ligados a Andinho envolvidos no caso, e que também foram presos. Os depoimentos estão marcados para as 9h na sede do Ministério Público (MP). Na última semana os promotores ouviram os dois delegados do Denarc envolvidos no esquema. Um deles, Clemente Castilhone, já foi liberado da prisão. Seu envolvimento era restrito ao suposto vazamento das informações sobre as investigações do MP. O outro delegado, Fábio Alcântara, é suspeito de integrar o esquema criminoso e deverá retornar hoje à cidade para ficar frente a frente com traficantes e testemunhas do esquema criminoso supostamente operado pelos policiais do Denarc. Os dois policiais de Campinas lotados no 10º Distrito Policial, Renato Peixeiro Pinto e Mark de Castro Pestana, também virão hoje ao Ministério Público. Eles são acusados de terem envolvimento em outro esquema de pagamento de propina, no qual receberiam dos traficantes do São Fernando cerca de R$ 20 mil para que o tráfico não fosse combatido no local. (MM/AAN) Cedoc/RAC DENARC ||| TRÁFICO Investigações do Gaeco culminaram na prisão de sete policiais do Denarc: violência para obter propina Comunidadeadota lei dosilêncio; situação foi reveladaem depoimento CIDADES CORREIO POPULAR A7 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • SAIBAMAIS O programa de computador utilizado pelos alunos para desenvolver os robôs é o Scratch, criado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e disponível nos equipamentos do Programa Um Computador por Aluno (UCA). O software foi desenvolvido para ser usado por crianças a partir de 8 anos e envolve conceitos matemáticos e informática básica. Com ele, é possível também criar histórias animadas e jogos. A interface gráfica permite montar protótipos usando ferramentas que lembram os brinquedos de armar, com peças que se encaixam formando figuras tridimensionais. O programa pode ser baixado gratuitamente na internet. Iniciativa de professoras do 5º ano desfaz mitos e estimula a investigação e descobertas Fabiano Ormaneze ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ANHANGUERA fabiano.ormaneze@rac.com.br Não é de hoje que, nas esco- las particula- res, os robôs já aceleram nas mãos de alunos nas aulas de robótica. Mas, nos colégios pú- blicos, eles ainda patinam, a não ser por experiências como a da professora Gisele Flávia Alves Oliveira Giachetto, da Es- cola Municipal de Ensino Fun- damental (Emef) Elza Maria Pellegrini de Aguiar, no Par- que D. Pedro II, em Campi- nas. Ela e a colega Valéria Al- ves dos Santos Salgado, res- ponsáveis pelas classes de 5º ano, conseguiram, em 2013, in- cluir a robótica como ativida- de curricular e, a partir desse impulso, incorporar todas as disciplinas do currículo. “Em muitas escolas, a robó- tica é colocada como uma au- la extra, fora do horário nor- mal, inclusive. Nossa propos- ta é utilizá-la como uma ma- neira de trabalhar as investiga- ções, as descobertas e a inter- disciplinaridade”, explica a professora Gisele. O projeto começou tímido no ano passado, como um pi- loto, a partir da inclusão da es- cola no Programa Um Compu- tador por Aluno (UCA), do go- verno federal, que distribuiu, em escolas públicas de todo o País, laptops para os estudan- tes. O projeto conta com o apoio do Núcleo de Informáti- ca Aplicada à Educação (Nied), da Universidade Esta- dual de Campinas (Unicamp) e as professoras tiveram o apoio do pesquisador João Vi- lhete para desenvolver as pri- meiras aulas de robótica, usan- do o programa Scratch, dispo- nível nos computadores entre- gues aos alunos. Como os resultados no ano passado, quando a atividade era complementar, foram aci- ma do esperado, a escola re- solveu adquirir um kit de ro- bótica com peças, parafusos, roldanas, jogos e brinquedos de montar para que o projeto pudesse ser a chave do traba- lho com todas as disciplinas do 5º ano. Na primeira fase, as professoras — cada uma res- ponsável por uma turma de cerca de 27 alunos — questio- naram os estudantes sobre os objetivos da robótica e como um robô pode ser incorpora- do à vida humana. “Interes- sante notar que, nessa primei- ra abordagem, a maioria tem a visão de um robô propaga- da pelos filmes, como um hu- manoide, com características que lembram o homem”, lem- bra Valéria. Interdisciplinaridade De posse desse levantamento prévio, as professoras organi- zaram, então, uma pesquisa bibliográfica sobre robótica. Nesse ponto, começou a inte- ração entre as disciplinas. Em português, os alunos produ- zem os textos, fazem os relató- rios das descobertas, estudam os gêneros textuais em que os materiais pesquisados foram produzidos e precisam exerci- tar a oralidade, apresentando os resultados aos colegas. Da mesma forma, em história e geografia, eles contextualizam a interação entre homem e máquina desde a Revolução Industrial e os locais em que essa prática está mais dissemi- nada atualmente. Em paralelo, os alunos aprendem a usar o programa que vão utilizar para projetar o robô. Como um primeiro exercício, cada grupo de cinco alunos teve que desenvolver um protótipo usando apenas o material disponível em casa, em geral sucata. Com os resul- tados, outros questionamen- tos: “Procuramos mostrar a função social da tecnologia e como o homem pode usar seus conhecimentos para o bem da sociedade”, conta Gi- sele. Isso porque, como os alu- nos têm cerca de 10 anos, é muito comum a imagem dos desenhos animados e dos fil- mes de ficção científica. Depois dessa primeira ten- tativa e da contextualização so- bre o papel dos robôs, o traba- lho, neste ano, usou a temáti- ca água e sustentabilidade co- mo estímulo. “Assim, envolve- mos também os conteúdos de ciências”, afirma Valéria. No uso das ferramentas do progra- ma de computador, em que, primeiro, o robô é esquemati- zado, os alunos também preci- sam de conceitos de matemáti- ca e de raciocínio lógico. O desafio está lançado: ago- ra, no segundo semestre, cada equipe de cinco alunos deve- rá projetar e produzir, usando o kit de robótica comprado pe- la escola, um robô que tenha utilidade diante dos proble- mas ambientais. “Já começam a surgir e a ser desenvolvidos, por exemplo, ideias sobre car- ros para a coleta do lixo, uma prova de que eles já absorve- ram que a robótica é mais do que a imagem fantasiosa que possuíam antes das aulas”, acredita Gisele. Os robôs que encerram as atividades devem estar pronto até o final do ano. Investigação De acordo com Gisele, o obje- tivo do projeto é fugir dos mo- delos e permitir que os alunos descubram quais as etapas do processo de aprendizagem de qualquer conteúdo. “Em mo- mento algum, nós damos uma receita de como um robô é feito. Vamos construindo o conhecimento e descontruin- do ideias equivocadas ou sim- plistas que os alunos trazem”, diz. Além disso, mesmo nos assuntos mais teóricos, de al- guma forma, a robótica é en- volvida. Dia desses, por exem- plo, a professora trabalhava trânsito com os alunos e uma das formas de envolver o mun- do tecnológico foi a explica- ção de como funciona um se- máforo. “Os alunos ficam mais en- volvidos, pois isso aguça a curiosidade. Nós, professoras, também aprendemos muito, pois esse assunto não faz par- te da formação de nenhum educador. É um aprendizado constante para todos, em que as bases são a problematiza- ção e a investigação”, afirma Valéria. A s professoras Gisele Flávia Alves Oliveira Giachetto e Valéria Alves dos Santos Salgado não só têm o privilégio de contar com o kit robótica, adquirido com recursos próprios da escola, como também de trabalhar numa unidade beneficiada pelo Programa Um Computador por Aluno (UCA), do Ministério da Educação (MEC), que atende a 300 escolas públicas em todo o País e já distribuiu cerca de 150 mil laptops, desde 2010, quando começou a ser implantado. O programa começou a ser criado em 2005 e foi apresentado como uma estratégia de inclusão digital no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. As escolas — estaduais ou municipais — são escolhidas a partir de uma avaliação do MEC que envolve localização, quantidade de alunos, anuência dos professores e proximidade com núcleos de estudo de informática aplicada ao ensino, como é o caso da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Na cidade, apenas a Elza Maria Pellegrini de Aguiar, com cerca de 500 alunos, faz parte do programa. Na região, uma escola de Pedreira também está contemplada, envolvendo outros 400 estudantes. No Brasil, só seis municípios já têm o programa implantado em todas as suas escolas públicas. (FO/AAN) Robótica entra no currículo de escola pública Programa de inclusão chega 1º à unidade REDE MUNICIPAL ||| TECNOLOGIA Fotos: Divulgação Grupos da escola Elza Aguiar trabalham com os kits de robótica comprados pela escola e, acima, a professora Gisele Giachetto (ao centro) com estudantes, envolvidos no projeto: equipes terão de projetar e produzir um robô que tenha função relacionada aos problemas ambientais Alunos do 5º ano com laptops do programa federal Um Computador por Aluno: unidade é a única da cidade beneficiada com o projeto de inclusão digital do Ministério da Educação Projeto incentiva a interação entre diversas disciplinas A8 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Criança de 7 anos recebeu tecido para tratamento contra tumor; foi a 3ª cirurgia do tipo no hospital Fabiana Marchezi DA AGÊNCIA ANHANGUERA fabiana.marchezi@rac.com.br Uma menina de 7 anos é a pri- meira criança a passar por um transplante de osso no Hospital de Clínicas da Universidade Es- tadual de Campinas (Unicamp). A cirurgia de alta complexidade foi realizada pela terceira vez no hospital no último dia 15 e du- rou três horas. As outras duas fo- ram em adultos. A pequena L., que mora em Limeira, tinha um tumor benig- no chamado displasia fibrosa e recebeu um enxerto ósseo. Ela passa bem e deve receber alta ainda nesta semana. A mãe de L. se diz aliviada com o estado de saúde atual da filha. “Ela está só com dor, mas não vai preci- sar nem de quimioterapia”, afir- mou. Segundo a assessoria de imprensa do HC da Unicamp, o hospital é o único credenciado na região pelo Ministério da Saú- de para esse tipo de procedi- mento. O osso foi fornecido pe- lo Banco de Tecido Músculo Es- quelético (Unioss) da Universi- dade de Marília (leia texto ao la- do). De acordo com o coordena- dor da área de oncologia ortopé- dica do HC, professor Maurício Etchebehere, responsável pela cirurgia, no caso de L., o trans- plante foi a melhor alternativa para o tratamento do tumor ós- seo, que causa deformidades, principalmente no quadril, e que acomete uma em cada 100 mil pessoas. “No caso dela, se você coloca o osso dela mesma, que já é alterado, a chance do tu- mor voltar é maior. Com o osso de um doador, a chance de rein- cidência cai para cerca de 5%.” A previsão é de que a menina volte a andar com apoio total no chão e sem ajuda de muletas em três meses. Para que L. reto- me sua vida normal é necessá- rio que o enxerto ósseo esteja in- tegrado ao osso da menina. “Ge- ralmente, a integração do enxer- to ocorre mais rápido em uma criança do que em um indiví- duo adulto”, disse. O ortopedista da Unicamp ex- plicou que o procedimento con- sistiu na abertura do osso exata- mente no local do tumor, segui- da de uma raspagem onde esta- va alojado o tumor. A cavidade formada é cauterizada com bis- turi elétrico e, em seguida, a equipe faz uma lavagem com so- ro fisiológico. Uma pequena fra- tura é feita no osso para corrigir a deformidade óssea causada pe- lo tumor. Depois, duas hastes de titânio são introduzidas no in- terior do osso para mantê-lo es- tável. A última etapa da cirurgia foi o preenchimento da cavidade com enxerto ósseo. Foram utili- zadas 100 gramas de osso espon- joso, preparado em pequenos cubos de um centímetro. “Os fragmentos de osso são bem comprimidos no local onde an- tes havia o tumor,” HC faz 1º transplante ósseo infantil Processo para doar ossos é o mesmo de outros órgãos R esponsável pelo fornecimento de mais de 63% do material usado nessas cirurgias em todo o País, o banco de tecidos da Universidade de Marília é o maior do Brasil em captação e processamento de tecidos ósseos. “Há um controle rigoroso do Ministério da Saúde. Cada material processado recebe um número de identificação do ministério, que vai acompanhá-lo até o fim do processo. Toda documentação sobre o doador e o receptor fica arquivada por 25 anos”, explicou Karla Bachega, coordenadora do Unioss. Segundo Luiz Antônio Sardinha, coordenador da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do HC da Unicamp, o modelo de controle é o mesmo já aplicado para outros tipos de órgãos e tecidos. Familiares de potenciais doadores são orientados em caso de morte encefálica. Quando há disponibilidade para doação, a informação é passada para uma central, que aciona o banco de ossos mais próximo do local da extração. O material é mantido sob baixa temperatura em ambientes esterilizados, é cortado e classificado. Antes de seguir para a doação, passa por um período de quarentena. É o tempo necessário para a sorologia de várias doenças, como Aids e hepatites. Ossos das pernas doados podem beneficiar até 380 pessoas. Dados relativos ao ano de 2012 revelam que foram realizados 23.211 transplantes de ossos no Brasil — odontológicos e médicos —, sendo 14.107 fornecidos pelo Unioss. O HC da Unicamp já está autorizado pelo Ministério da Saúde a montar um Banco de Tecido Músculo Esquelético. A nova área começa a ser construída dentro do hospital em 2014. (FM/AAN) Elcio Alves/AAN cidades/esportes Paciente passa bem e deve ter alta nesta semana SAÚDE ||| AVANÇOS Maurício Etchebehere, coordenador da área de oncologia ortopédica do HC: baixa chance de reincidência CORREIO POPULAR A9 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • A passagem de uma frente fria deixa muitas nuvens que provocam chuva. A temperatura fica baixa mesmo durante a tarde. Venta forte e esfria muito à noite. Piracicaba contabiliza os prejuízos após temporal 9˚ 20˚ 9˚ 16˚ 9˚ 18˚ TERÇA QUARTA QUINTA SOL 11˚ DIA SEGUINTE MISSAS E FUNERAIS Cidade mín máx Araçatuba 18 26 Araraquara 18 28 Bauru 16 24 Botucatu 14 22 CamposdoJordão 12 23 Cidade mínmáx Jundiaí 15 25 Piracicaba 16 26 PresidentePrudente 9 19 RibeirãoPreto 17 29 Santos 15 21 Cidade mínmáx SãoCarlos 17 27 S.JosédoRioPreto 18 25 S.JosédosCampos 17 25 Sorocaba 14 23 Ubatuba 13 20 16˚ A segunda-feira em Piracicaba foi para contabilizar os prejuízos deixados pelo temporal que durou menos de dez minutos e traçou um rastro de destruição em alguns bairros na tarde de domingo. Árvores foram arrancadas, casas e estabelecimentos comerciais foram danificados. Apesar da força do temporal, não houve feridos. Os ventos chegaram a 128km/h e entre às 15h e 17h, choveram 13, 8mm. Muitos bairros ficaram sem energia elétrica desde o final do domingo. De acordo com a metereologista do Instituto Climatempo, Daniele Lima, a tempestade foi provocada pelo aquecimento e por uma chegada de frente fria à região. Hoje e amanhã, a temperatura deve cair bastante. Para quarta-feira, a mínima prevista é de 8º C, e a máxima de 15º C. Também estão previstas pancadas de chuva nos próximos dias. Marília e Porto Feliz também foram atingidas por chuvas fortes anteontem. O secretário de Defesa do Meio Ambiente, Rogério Vidal, esteve ontem em alguns dos pontos mais atingidos na cidade, dentre eles, a Avenida Carlos Botelho, que foi fechada para o trânsito até a hora do almoço. “Temos muitos pontos problemáticos, como a própria Carlos , a Saldanha Marinho, Avenida Brasil, avenida Independência, dentre outras”. Em muitas ruas, o acesso foi totalmente bloqueado por causa da queda de árvores e postes. A obstrução das vias complicou o trânsito na cidade e chegou até a afetar o movimento no comércio ontem. Vidal explicou que desde a tarde do domingo, a principal providência da secretaria tem sido a retirada das árvores que estavam obstruindo a passagem. Diversas secretarias foram acionadas pela Prefeitura para ajudar na limpeza da cidade. O abastecimento de água foi prejudicado em diversos pontos da cidade ontem. A maior causa foi a falta de energia elétrica nas casas de bombas, paralisando o bombeamento. A Captação I (Rio Piracicaba) estava paralisada por causa da falta de energia. Ela é responsável por um terço do abastecimento da cidade. (Da Gazeta de Piracicaba) ■ ■ Padre Messias Martins é administrador da Paróquia Conceição de Nova Aparecida, em Campinas. PRÓXIMOS DIAS NO ESTADO ■ ■ (Irmã) Maria Marta Madalena Simão - Faleceu em Campinas aos 72 anos. Solteira. Filha de Neri Simão e Celuta Maria de Jesus. Seu sepultamento deu-se dia 22/07/2013 às 10h00min. No Cemitério da Saudade em Campinas/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associada do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). ■ ■ Janette Mazzoleni Degrecci - Faleceu em Campinas aos 81 anos. Viúva de Oswaldo Decrecci. Deixa os seguintes Filhos: Mara e Oswaldo. Seu sepultamento deu-se dia 22/07/2013 às 10h30min. No Cemitério Parque das Acácias em Valinhos/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associada do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). ■ ■ Octaviano Silveira - Faleceu em Campinas aos 85 anos. Casado com Aparecida Verges Silveira. Deixa os seguintes Filhos: Lais, Octaviano Filho e Carlos. Seu sepultamento deu-se dia 22/07/2013 às 13h00min. No Cemitério Parque das Acácias em Valinhos/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associado do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). ■ ■ Alice Candida de Oliveira - Faleceu em Campinas aos 63 anos. Casada com Nelson Pereira. Deixa as Filhas: Andreia e Gisneila. Seu sepultamento deu-se dia 22/07/2013 às 14h00min. No Cemitério Parque das Flores em Campinas/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associada do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). ■ ■ Terezina Gallina Mittestainer - Faleceu em Campinas aos 85 anos. Casado com João Mittestainer. Deixa os seguintes Filhos: Francisco, Juraci, Claudinei e Mauro. Seu sepultamento deu-se dia 22/07/2013 às 16h00min. No Cemitério Municipal de Serra Negra em Serra Negra/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associada do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). ■ ■ Dirceu Jose de Oliveira - Faleceu em Indaiatuba aos 71 anos. Casado com a Sra Ulisses Ferreira de Oliveira. Deixa os seguintes Filhos: Agnaldo, Reginaldo e Ronaldo. Seu sepultamento deu-se no dia 22/07/2013 às 16h00min. No Cemitério Parque das Acácias em Campinas/SP. À Família enlutada as condolências dos Diretores e Colaboradores do Grupo Serra. (Associado do Grupo Serra Campinas 19 3775-9752). Inaê Miranda DA AGÊNCIA ANHANGUERA inae.miranda@rac.com.br A tarde de 40 meninas atendi- das pelo organização não go- vernamental (ONG) Grupo Primavera foi marcada on- tem por um encontro fasci- nante e cheio de descober- tas. Pela primeira vez, elas ti- veram a oportunidade de es- tar bem perto de uma escrito- ra para um bate-papo sobre os livros e sobre a vida dela. Telma Guimarães, autora de diversos títulos infantojuve- nis, tratou não apenas de conquistar novos leitores, mas de despertar no público o prazer pela escrita. Telma conta que viu sua participação no encontro co- mo uma forma de mexer com as meninas e tirá-las da zona de conforto do leitor. “A ideia é mexer com a vonta- de delas de escrever, fazer com que elas se lancem à es- crita, que tenham um diário e que produzam”, afirmou. Durante a apresentação, Tel- ma também falou como é o seu processo de produção. “Escrevo sobre aquilo que vi. Mas se os elementos são in- suficientes, invento. Na mi- nha casa não tinha animais e não acontecia quase nada. Nas redações da escola apro- veitava para inventar muitas histórias e isso no começo me causou alguns proble- mas”, contou. A ideia do encontro com a escritora surgiu durante as aulas de comunicação e ex- pressão da ONG. A partir dos títulos Viver um grande amor e Rita está crescendo, ambos de Telma, os professores dis- cutiram durante as rodas de leituras temas como o primei- ro amor, relacionamentos e a afetividade. Telma atendeu ao convite e as garotas de 11 a 13 anos preparam pergun- tas, que foram direcionadas para a escritora. “Além do aprendizado, o encontro fez um bem enorme para autoes- tima delas”, afirmou a profes- sora Ângela Junquer. Para as estudantes, poder ver a autora de um livro que leram, conversar com ela, ti- rar dúvidas, foi inspirador. “Gosto dos livros dela e para mim foi uma experiência no- va porque nunca tinha fala- do com um escritor antes. Também a achei muito en- graçada”, contou Karolayne Vitória dos Santos, de 11 anos, que sonha ser advoga- da ou escritora. Yasmin Cris- tina Gomes da Silva, de 11 anos, gostou de aprender um pouco mais sobre as técnicas da escritora. “Achei legal o jeito de transformar histórias da vida dela em livro. Tam- bém achei que ela fosse ser mais séria, mas é bem legal e engraçada”, disse. A tarde de leitura é pro- movida pelo Grupo Prima- vera duas vezes por ano. Esta foi a primeira vez em que um escritor partici- pou. “O objetivo das tar- des de leitura é que elas passem a perceber que po- dem vir à livraria, que vai estar sempre de portas abertas. E que elas pode- rão ler, degustar, sem ne- cessariamente comprar os livros”, afirmou Denise Po- dolsky da Cruz, que ajuda a promover os encontros. Em 2011, morria Amy Jade Winehouse (Londres, 14 de setembro de 1983 — Londres, 23 de julho de 2011), cantora e compositora britânica conhecida por seu poderoso e profundo contralto vocal e sua mistura eclética de gêneros, incluindo soul e jazz. Começou apresentando-se em clubes de jazz em Londres. LUAS MÁXIMA Minguante 29/7 Nova 6/8 Jovens são estimulados a fazerem sua história HOJE EM CAMPINAS QUARTA-FEIRA Tadeu Fernandes MÍNIMA Arquidiocese Célia Farjallat Pasquale Espaço Aberto Cenário desafiador QUINTA-FEIRA Meninas do Grupo Primavera batem papo com Telma Guimarães Crescente 16/7 Nascente 6h46 Poente 17h43 SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO NESTA DATA Marcos Inhauser Moacyr Castro Dominique Torquato/AAN Antonio Trivelin/Gazeta de Piracicaba Cheia 22/7 França+5 Inglaterra+4 Espanha+5 Itália+5 China+11 Alemanha+5 Japão+12 falecimentos Tempo Lendo a reportagem de Natá- lia Duarte do portal G1, dias atrás, lá estava escrito que: Es- tudiosos estimam que o Pa- pa, encontrará apenas 10% da participação efetiva de fiéis católicos. O Papa Francis- co, encontrará um cenário de- safiador. A Jornada Mundial da Juventude ocorrerá em um País de maioria católica, mas com baixo índice de fiéis ativos, aberto a diferentes cor- rentes religiosas e com cresci- mento do número das pes- soas que se declaram “sem re- ligião”. Além disso, estudio- sos lembram que a Igreja no Brasil também convive com os efeitos do aumento do po- der aquisitivo de parte da po- pulação e a permanência da exclusão social. Esse é o atual contexto que o Papa Francisco encon- trará em sua visita ao País pa- ra participar da 28ª Jornada Mundial da Juventude. “O Brasil é um país-chave para a Igreja no mundo, porque se a Igreja conseguir resolver os desafios que encontra no Bra- sil, ela terá aqui um laborató- rio de experiências possíveis no mundo inteiro”, afirma o sociólogo Francisco Borba. É interessante percebemos o as- sunto do momento, pelo me- nos no “mundo-católico” so- bre a ótica dos números, no que diz respeito à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) a partir dos índices que nos oferecem os institutos de pes- quisas de nosso País: Entre os cerca de 350 mil jovens inscri- tos na Jornada Mundial da Ju- ventude (JMJ), 215 mil são brasileiros. Mesmo sendo um dos maiores países em quantida- de de fiéis, especialistas esti- mam em apenas 10% o índi- ce de católicos brasileiros par- ticipantes ativos na Igreja. De acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geogra- fia e Estatística (IBGE), dos 190,7 milhões de brasileiros, 34,1 milhões são jovens com idades entre 15 e 24 anos. O País tem 123,3 milhões de ca- tólicos, sendo 21,8 milhões jo- vens. Menos de 1% deles esta- rá na JMJ. Um em cada dez católicos do mundo está aqui. É um número significati- vo, mas não indica realmente o percentual de pertencimen- to que temos no País. Segundo o teólogo Rodri- go Franklin de Sousa, coorde- nador do programa de pós- graduação em Ciências da Re- ligião da Universidade Presbi- teriana Mackenzie “o novo jo- vem católico é aquele que quer viver a fé, mas muitas ve- zes se sente deslocado. Existe um descompasso entre os an- seios dos jovens e alguns posi- cionamentos da Igreja, e a ju- ventude sente que não tem voz há muito tempo. São jo- vens que gostam de ser católi- cos, identificam-se com a fé, mas estão em busca de uma Igreja que seja voltada a idéias mais concretas, com maior abertura para as dife- renças, para a tolerância”. Participei apenas de um evento em preparação a JMJ na minha forania aqui na ci- dade de Campinas. Ao ter contado com jovens france- ses, argentinos e nossos pró- prios jovens que irão ao Rio de Janeiro, a impressão que fi- cou foi que esse encontro po- derá dar a Igreja e ao mundo, novos evangelizadores. Eles serão protagonistas da Nova Evangelização. Eu creio que os jovens não são o futuro longínquo, mais o presente aqui e agora. Para contato: falecimentos@rac.com.br FUSOS messias martins ENCONTRO ||| LITERATURA A escritora Telma Guimarães durante o encontro com as meninas do Grupo Primavera, ontem: leitura Escritora também contou a meninas seu processo de produção Ventos de até 128km/h derrubaram árvores: ninguém ficou ferido A10 CORREIO POPULAR CIDADES Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 DOMINGO
    • Famílias que saíram de área de invasão para os residenciais Bassoli e Sírus largaram seus animais Inaê Miranda DA AGÊNCIA ANHANGUERA inae.miranda@rac.com.br Com a saída dos moradores da área de invasão do Jardim Florence 2, em Campinas, pa- ra os apartamentos dos con- juntos residenciais Sírius e Bassoli, dezenas de cães e ga- tos foram abandonados no bairro e contam hoje apenas com a solidariedade das famí- lias que ficaram. Mas, além do carinho e da atenção que rece- bem, os animais precisam de um lar e de cuidados médicos. Os moradores do bairro tam- bém reclamam do entulho es- quecido há quase um ano no local e dos bichos e insetos que se abrigam nele e constan- temente invadem as casas. A maior parte do problema está concentrada na Rua Luiz Henrique Giovannetti, às mar- gens de um córrego. A demoli- ção das habitações irregulares começou há aproximadamen- te um ano e os moradores, aos poucos, foram para as novas casas. Alguns deles, que cuida- vam de vários animais ou de animais de grande porte, aca- baram abandonando os bi- chos. Uma parte foi adotada pela vizinhança. Outros fica- ram à mercê da sorte e da boa- vontade e solidariedade de pessoas como a dona de casa Neusa Nolato de Oliveira. Dona Neusa, como é conhe- cida, construiu em frente a sua residência — com o entu- lho das casas demolidas — um lar provisório para cerca de dez cachorros. Dentro do abrigo há colchão e pedaços de papelão que servem como cama, além de água. Com a ajuda da vizinha Rosária Perei- ra de Souza, dona Neusa con- segue alimentar os cães pelo menos uma vez por dia. “Às vezes, quando não consigo co- mida para eles não durmo à noite”, afirmou Neusa. Rosá- ria passa os dias em busca de doação de alimentos para os cães. “Peço para os filhos e amigos porque é muito ca- chorro. Quando não consigo doação, compro do meu bol- so”, disse. Além de cuidar dos ani- mais na rua, ambas levaram al- guns para casa. “Dois eu ado- tei e moram comigo. Do lado de fora ficam cinco”, afirma Neusa. Rosária também ado- tou vários. “Fiquei com muita pena e levei um monte para casa.” Os doentes receberam cuidados dos protetores e se recuperaram. Alguns não resis- tiram e morreram. “Cuidamos com muito sacrifício. Seria bom se alguém pudesse levá- los para um lugar melhor, on- de pudessem ficar mais prote- gidos”, afirmou Neusa. As duas protetoras enfren- tam problemas com outros vi- zinhos por causa dos cães. “As pessoas passam de bicicleta, de moto ou de carro e os ca- chorros latem. Aí as pessoas chutam eles e maltratam. Um foi atropelado e morreu. Um dia a mulher veio brigar comi- go”, contou Neusa. “Nós faze- mos o que está ao nosso alcan- ce. A Prefeitura não faz nada. Não sei para quem a gente po- de apelar”, reclamou. O Cen- tro de Controle de Zoonose in- formou que pretende ir ao lo- cal esta semana verificar se os animais oferecem risco à saú- de pública. A Secretaria de Saúde informou ainda que abandono de animais é crime. Entulho O entulho deixado pela Prefei- tura com a demolição dos imó- veis também está trazendo uma série de problemas para os moradores do Jardim Flo- rence 2. “Aqui está um desca- so total. Se a gente disser que caiu uma bomba, as pessoas acreditam”, afirmou Fátima Aparecida Camargo, líder co- munitária. Segundo ela, virou rotina aparecerem ratazanas, escorpiões e cobras nas casas. “Faz pouco tempo que um es- corpião picou minha vizinha. Depois a minha filha achou três em casa”, conta. Fátima enfrentou o perigo dentro da própria casa. “Esta- va assistindo televisão e en- trou uma cobra. Estava pronta para dar o bote em mim, quan- do vi e chamei os vizinhos pa- ra me ajudarem”, contou. Eles reclamam ainda do risco de dengue ao qual estão expos- tos. A moradora já recorreu à Administração Regional do bairro, mas até o momento não teve solução. “Disseram que só estão com uma máqui- na, mas precisamos que to- mem providência. A popula- ção do Florence 2 está abando- nada”, afirmou. A Secretaria de Serviços Pú- blicos informou que vai fazer dentro de 20 dias um mutirão para limpar o local. Já a Vigi- lância em Saúde Noroeste in- formou que pretende verificar a denúncia e tomar providên- cia ainda esta semana. Campinas-Monte Mor ganha duas passarelas Desocupação deixa cães sem dono Dona de casa Estruturas ficam em trecho urbano, na divisa com Hortolândia Fotos: Dominique Torquato/AAN NEUSA DE OLIVEIRA ESTRADA ||| SEGURANÇA Da Agência Anhanguera A Rodovia Jornalista Francis- co Aguirre Proença (SP-101), que liga Campinas a Monte Mor, ganhou duas novas pas- sarelas de pedestres. As arma- ções foram instaladas nos qui- lômetros 12 e 17. De acordo com a concessionária Rodo- vias do Tietê, que administra a estrada, as estruturas ficam na divisa entre os municípios de Hortolândia e Monte Mor, em um trecho urbano de bas- tante tráfego de pedestres. As novas travessias são em estru- tura metálica, possuem ilumi- nação e rampas de acessibili- dade para pessoas com mobi- lidade reduzida. Segundo a empresa gesto- ra, as obras constam no crono- grama de investimentos da concessionária, que irá rece- ber nas próximas semanas duas novas passarelas, nos quilômetros 15 e 20, ambas em Monte Mor. Com a entre- ga das quatro passarelas, a Ro- dovia Jornalista Francisco Aguirre Proença contará com 12 travessias de pedestres. A concessionária espera re- duzir o número de atropela- mentos na estrada. Só no pri- meiro semestre de 2012, nove pessoas foram atropeladas e duas morreram. Este ano, os números quase dobraram no mesmo período. Foram regis- trados 16 atropelamentos, que resultaram em duas mor- tes. A Rodovias do Tietê infor- mou que além da infraestrutu- ra, é preciso que os pedestres se conscientizem e sigam di- cas simples, como atravessar a rodovia sempre por passare- las, pontes e viadutos e evitar caminhar pelo acostamento. “Às vezes, quando não consigo comida para eles não durmo à noite.” ABANDONO ||| JARDIM FLORENCE 2 As moradoras Neusa Naloto de Oliveira e Rosária Pereira de Souza em frente ao abrigo construído para proteger os cães: preocupação Fátima mostra o entulho que restou das casas demolidas: perigo Voluntárias buscam doações para cuidar dos bichos CORREIO POPULAR A11 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Roubos a residências e estabelecimentos comerciais tornou-se rotina no Jardim IV Centenário Patrícia Azevedo DA AGÊNCIA ANHANGUERA patricia.azevedo@rac.com.br Moradores e comerciantes do Jardim IV Centenário estão as- sustados com a onda de violên- cia que vem assolando o bair- ro. Os casos de roubos a resi- dências e comércios estão se tornando frequentes. Na ma- nhã da última quinta-feira, os criminosos fizeram mais uma vítima, na Rua José de França Camargo. “Uma quadrilha ren- deu a minha vizinha às 6h30. Entraram na casa dela e leva- ram o que podiam carregar. O outro vizinho quase foi assalta- do. Ele conseguiu evitar por- que olhou por cima do muro e viu três ladrões esperando ele abrir o portão”, relata uma mo- radora do bairro que não quer ser identificada. Poucas ruas adiante, na Rei- naldo Laubenstein, mais rela- tos de crimes. Pelo menos dois comércios foram vítimas dos ladrões repetidas vezes. “Nós fomos assaltados três vezes. A última vez aconteceu há cerca de três meses. Mas sei que o comércio ao lado foi roubado mais vezes”, contou um comer- ciante que quer manter o ano- minato. A dona de padaria IV Cente- nário, Suzel Aparecida de Oli- veira, conta que foi vítima dos bandidos oito vezes. Ela per- deu a conta do prejuízo acu- mulado. “Eu tive que mudar tudo por aqui. De noite, fica- mos trancados atrás de grades. Se alguém quiser entrar tem que pedir”, conta. Segundo relatos dos mora- dores do bairro, a maior parte dos crimes ocorre no início da manhã. “Eu sei de pelo menos três casos que ocorreram entre as 6h30 e 7h30. E os casos fo- ram registrados na polícia, mas mesmo assim não vemos com frequencia viaturas da Po- lícia Militar”, contou outra mo- radora. A viela, que fica na José de França Camargo, perto do fi- nal da Rua Governador Pedro de Toledo, é outro ponto temi- do pelos moradores. A passa- gem é muito usada para quem vai pegar ônibus. “Todo mun- do naquele lugar já foi vítima de assalto. Nós não temos sos- sego. É um perigo constante”, afirmou a dona de casa que mora há poucos meses no bairro. Um dos vizinhos à viela con- ta que além dos assaltos a pe- destres, o local vira ponto de consumo de drogas durante a noite. “Eu já fui assaltado três vezes e depois disso coloquei cerca elétrica, câmera infraver- melha e pago segurança”, con- tou o empresário Daniel Tole- do. Ele disse que as câmeras re- gistram o vaivém frenético dos usuários, que usam uma mar- quise na vizinhança para dor- mir e consumir crack. Mudança de hábitos A sensação de insegurança no bairro é tamanha que muitos estão incrementando a defesa erguendo muros ou se fechan- do dentro de casa. “Depois do primeiro roubo coloquei câme- ras de vídeo e alarme”, conta um comerciante. Além disso, mudanças fre- quentes na rotina são tentatvi- das de prevenir crimes. “Todo dia mudamos a rotina. Nin- guém fecha o olho”, disse ou- tro comerciante entrevistado pela reportagem. Os morado- res e comerciantes têm medo de se identifcar para falar so- bre os crimes. “É sempre mole- cada que vem por aqui. É uma área complicada porque é fá- cil fugir, então ficamos à mer- cê da sorte”, contou uma mo- radora. Patrulhamento A Polícia Militar foi procurada para comentar as reclamações dos moradores de que não há policiamento no bairro, mas não retornou à solicitação da reportagem até o fechamento desta edição. Assaltanteperdecontrolede carroecainoViadutoCury Um assaltante despencou do Viaduto Miguel Vicente Cury para o acesso à Rua Moraes Sal- les, no Centro de Campinas, com um carro roubado, na ma- drugada de ontem, após perse- guição policial. O homem, que fugiu sem ferimentos, perdeu o controle, quebrou a defensa metálica, caiu no barranco e pa- rou na Rua Álvares Machado, próximo ao restaurante popu- lar Bom Prato. O Pajero ficou danificado e foi recolhido ao pátio da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campi- nas (Emdec). O acidente ocorreu por vol- ta das 4h30, mas o veículo só foi retirado pelo guincho às 6h52. Segundo testemunhas, o ladrão fugiu à pé após o aciden- te. A defensa metálica também ficou danificada e a vítima não foi localizada até o registro da ocorrência no 1º DP. O roubo ocorreu em Vali- nhos, quando a vítima parou no semáforo da Avenida Inver- nada às 4h52 de domingo. Dois bandidos armados o coloca- ram no banco de trás e o amar- raram com uma cinta, rodan- do com o carro por várias ho- ras até abandoná-lo sozinho em um matagal próximo a uma construção de prédios em Hortolândia. Além do Pajero, eles levaram cartões, documen- tos e celular.(Tatiane Quadra/ AAN) Presodurantemanifestação devesairhojedacadeia Onda de violência assusta moradores Pajero foi roubado em Valinhos; homem fugiu a pé após o acidente Empresário Carlos Sousa Ramos/4JUL2013/AAN Família reuniu dinheiro com amigos para pagar a fiança Érica Dezonne/AAN DANIEL TOLEDO CAMPO BELO ||| PROTESTO O drama do pintor Manoel Luis Gonçalves, de 31 anos, preso há quase 15 dias no Complexo Penitenciário Cam- pinas-Hortolândia, deve che- gar ao final hoje. Gonçalves foi detido junto com outras duas pessoas durante confronto com a Polícia Militar (PM) na manifestação que ocorreu no bairro Campo Belo, em Campi- nas, no início do mês. Gonçal- ves estava com bombinhas e foi acusado de pertencer a um grupo que atirou artefatos que atingiram e feriram um poli- cial. As outras duas pessoas fo- ram liberadas na primeira se- mana de prisão após pagarem fiança de cerca de R$ 13 mil. A família do pintor não teve con- dições de arcar com o valor pe- dido. Após solicitarem redu- ção na Justiça, a fiança foi arbi- trada em R$ 1,5 mil. Ontem, a família conseguiu reunir a quantia com amigos e paren- tes e efetuou o pagamento. O pintor deve deixar a cadeia no inicio desta manhã. “Estarei lá às 9h para espe- rá-lo. Desde que foi preso não tivemos nenhum contato com meu filho. Se foi terrível para nós aqui fora, imagina para ele que nunca fez nada de erra- do. Nunca foi preso. É traba- lhador. É muito triste tudo o que aconteceu”, afirmou a mãe, Valdirlene Leme. A esposa do pintor também tentou contato com o marido, mas não conseguiu. “Fomos na semana passada tentar al- gum contato, mas fomos infor- mados que somente após 15 dias preso a pessoa pode rece- ber comida e outras coisas, além de visita no presídio. É angustiante tudo o que esta- mos passando. Temos um fi- lho de 6 anos que está na casa da minha mãe. Ele não sabe de nada. Quando pede pra fa- lar com o pai, digo que está tra- balhando. Ele não aguenta mais ficar sem falar com o pai”, afirmou Aline Gonçalves. A mãe do pintor está preo- cupada com o que o filho pas- sou. “Ele não estava junto com os baderneiros. Ele segu- rou a bomba e a polícia achou que fosse ele. Não sei como ele está, pois ele deve ter fica- do junto de criminosos. So- mos família de bem, que traba- lha. Não sei pelo que meu fi- lho passou e não sei como vai ser sua reação quando sair. In- felizmente, ninguém que esta- va lá no dia em que tudo acon- teceu veio nos ajudar. Nenhu- ma liderança de bairro que agi- tou a manifestação quis saber se precisamos de ajuda para ti- rar meu filho da cadeia”, la- mentou a mãe do pintor. (Lu- ciana Félix/AAN) “Eu já fui assaltado três vezes e depois disso coloquei cerca elétrica, câmera infravermelha e pago segurança”. SEGURANÇA ||| BAIRRO Grades, câmeras e vigilância para evitar ataques Suzel Aparecida de Oliveira, proprietária da padaria que já foi assaltada oito vezes, instalou grades para atender clientes à noite: medo Manifestantes durante protesto no Campo Belo no começo do mês A12 CORREIO POPULAR CIDADES Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 PERSEGUIÇÃO ||| SEQUESTRO
    • SAIBAMAIS GRANDES EVENTOS COMBUSTÍVEL MICROBIANO Celular e tablet são fiéis companhias de 88% dos brasileiros Cientistas utilizam urina para carregar a bateria do telefone ● TeachThought, uma plataforma on-line para educadores, prevê que, até 2028, ocorrerá uma perda de docentes e escolas, com focos de resistência e “aumento das desigualdades socioeconômicas”, sobretudo pelo custo da tecnologia. Divulgação Os smartphones e tablets são a mais constante companhia dos brasileiros em grandes eventos, 88% deles consideram o celular o item pessoal mais levado para esse tipo de programa, segundo estudo da Norton, da Symantec, o Modern Fan. Do total de entrevistados na pesquisa, 87% disse tirar fotos e gravar vídeos nas ocasiões e 71% posta os conteúdos em rede de relacionamento. Esse panorama chama atenção de cibercriminosos, que buscam artifícios para lesar internautas e roubar informações sigilosas para obter ganhos financeiros. De acordo com o Internet Security Threat Report, da Symantec, nos últimos 12 meses o aumento dos malwares móveis foi de 58%. Para evitar invasão e fraudes nos aparelhos móveis, a Norton indica que o usuáriuo sempre defina uma senha para bloquear e desbloquear o smartphone ou tablet, desconfie de SMS ou e-mails estranhos, realize transações financeiras do celular em conexão protegida e em sites confiáveis, tome cuidado com os downloads de aplicativos duvidosos, tenha prudência ao compartilhar informações a partir dos dispositivos nas redes sociais e “curta” apenas informações de pessoas conhecidas. (AAN) Representante do maior sindicato de professores dos Estados Unidos PROFESSORES utilizam novas ESTRATÉGIAS pedagógicas e sistemas diferentes de ENSINO, usando TECNOLOGIAS digitais que estão transformando a educação Cientistas britânicos afirmam ter conseguido desenvolver um mecanismo que consegue recarregar parcialmente a bateria de um telefone celular usando apenas urina, em um artigo publicado pela revista da Real Academia de Química. Os especialistas esperam desenvolver a tecnologia das baterias com combustível microbiano, que permita recarregar totalmente um celular. “Utilizar um produto de dejeto como fonte de eletricidade é notável. Estamos muito entusiasmados porque se trata da primeira vez que se consegue isso”, afirmou Ioannis Ieropoulos, que participou dos estudos conjuntos entre as Universidades de Bristol e do Oeste da Inglaterra, além do Laboratório de Robótica de Bristol. “A urina é uma fonte sem fim”, afirmou Ieropoulos, especialista em eletricidade microbiana. A tecnologia das baterias de combustível microbiano permite produzir eletricidade diretamente através da degradação da matéria orgânica, abrindo assim o caminho para desenvolver combustíveis de muito baixo custo ou gratuitos. A urina possibilita estimular os micróbios que geram eletricidade. (AFP) Jogo de dados Black Tie traz adrenalina dos cassinos para aparelhos com IOS e Android MIKE KASPAR A professora April Burton expli- ca as regras da gramática fran- cesa ou detalha expressões e aspectos do vocabulário do idioma como faria normal- mente numa sala de aula, só que em um vídeo de cinco mi- nutos que seus alunos assis- tem em casa, na frente de seus computadores ou através de seus smartphones. No dia seguinte, eles farão os exercícios práticos na pre- sença dela, de acordo com cha- mado método “invertido”, uma forma diferente de ensi- no, possível graças às novas tecnologias digitais que estão transformando a educação. April Burton, professora do Liceu Francês Francis Howell, em Cottleville, no estado do Missouri, decidiu lançar mão dessa estratégia pedagógica porque sentiu que “as coisas precisavam mudar”. “Havia tanto o que fazer com os estu- dantes, mas nunca tínhamos tempo”, conta. Essa estratégia de ensino é popular nos Estados Unidos desde a postagem na internet dos vídeos da Academia Khan (http://www.khanacademy. org), que oferece gratuitamen- te milhares de cursos e exercí- cios on-line. Para levar a metodologia adiante, a professora precisou modificar um software e criar uma página na internet e um novo tipo de apresentações de Power Point. Madame Burton, como a professora passou a ser chamada no seu site, tem 14 anos de experiência e expli- ca as regras da gramática ou detalha expressões e aspectos do vocabulário em um vídeo de cinco minutos que seus alu- nos assistem de casa. “A aula tradicional deixou a sala de aula e os estudantes agora aproveitam o tempo em sala para fazer exercícios, pes- quisas pessoais, trabalhos em grupo e apresentações”, disse. No vídeo em que explica a conjugação do verbo “pou- voir” se pode ouvir sua voz, vê- la escrevendo no quadro e su- blinhando as palavras. Para en- sinar os adjetivos demonstrati- vos, a professora adiciona de- senhos e fotos. “Na verdade, o que digo com um Power Point, antes seria explicado em aula”, explicou. O estudante abre de casa o vídeo no computador, no ta- blet ou no celular e pode fazer as lições no seu ritmo, além de fazer anotações. Caso não en- tenda alguma coisa, pode per- guntar no dia seguinte na sala de aula. “Entro na sala, falo indivi- dualmente com cada estudan- te e vejo se há alguma pergun- ta. Passo a conhecê-los me- lhor, já que estou falando de igual para igual”, disse Burton. Desigualdades “Em tese, há muito tempo se pode dizer aos estudantes: ‘Pe- guem o livro em casa, leiam es- se capítulo e venham fazer as tarefas na escola’, mas, se isso funcionasse, já seria feito há muito tempo. Porém, o vídeo é uma maneira muito mais fá- cil”, explica Pascal-Emmanuel Gobry, fundador da Noosphe- re, uma empresa de pesquisa voltada para a relação da edu- cação com as novas tecnolo- gias. Os tablets, smartphones e reprodutores de música, cada vez mais sofisticados, podem armazenar milhares de aplica- tivos, softwares, conteúdo e imagens que podem ser farta- mente usados na educação, para ampliar ou completar um curso on-line. Para Mike Kaspar, represen- tante da Associação Nacional de Educação (NEA), o maior sindicato de professores dos Estados Unidos, as tecnolo- gias mudaram “a forma de passar o dia na escola, de pensar a conveniência ou não de utilizar livros impres- sos ou digitais, vídeos, jo- gos, etc”. Burton destaca que as crianças de hoje são diferen- tes das gerações anteriores, que se sentavam em suas car- teiras e recebiam as informa- ções que os professores da- vam. “Elas estão o tempo to- do jogando, enviando mensa- gens de texto para os amigos, vendo vídeos no YouTube. Não se pode esperar que se sentem em uma sala de aula e escutem”, opina. Mackenzie Klotzbach, de 15 anos, gosta das aulas “in- vertidas”. “Chego pronta pa- ra a aula, aprendo melhor. O futuro, o passado, o im- perfeito. Fácil. Mas os prono- mes dos complementos de objeto são mais difíceis”, avalia. (Da France Press) Método ‘invertido’ leva a escola para dentro de casa Editora: Silvana Guaiume silvana.guaiume@rac.com.br A desenvolvedora Dreams on Demand coloca no mercado seu mais novo jogo, Black Tie. Trata-se de um game de dados que simula a adrenali- na vivida nos cassinos. Dispo- nível gratuitamente na Apple Store, Google Play e Amazon Store, o jogo chega para smartphones e tablets com os sistemas operacionais IOS e Android. Com mecânica simples e intuitiva, inspirada em jogos como os famosos Yahtzee e Poker, Black Tie foi trabalha- do para agradar até mesmo os maiores entusiastas de jo- gos de dados. Segundo a produtora Da- niela Lacerda, os dados fo- ram cuidadosamente modela- dos para refletir, com a maior perfeição possível, a fí- sica do mundo real. “Mais real que isso, só se caírem da mesa e desaparecerem em- baixo do sofá”, brinca. No game, o principal obje- tivo é criar combinações pré- definidas (combos) para fa- zer pontos, acumular fichas e Funyens (moeda do jogo). Alguns combos são mais difí- ceis, mas também valem mais pontos e Funyens, que podem ser trocados por fi- chas ou usados para com- prar itens extras. As disputas acontecem em dois modos: Free Play e World Tour. No primeiro, o gamer joga sozinho para aprender e ganhar Funyens. Já no World Tour, precisa apostar e fazer mais pontos que a banca para vencer e destravar novos cassinos. Cada cassino apresenta apostas mínimas e máximas progressivas, o que torna o game mais desafiador. Com os cassinos, o gamer destra- va também “Power Ups”, po- deres para usar em situações complicadas, que podem ser adquiridos com Funyens e dão ao jogador mais fichas, pontos, novos arremessos e até mesmo a possibilidade de inverter cores dos dados para conseguir combos. Segundo Lacerda, a curva de aprendizado é muito pe- quena, permitindo que o jo- gador se divirta em um curto espaço de tempo. “Black Tie é diversão ga- rantida”, conclui. “As novas tecnologias mudaram o ensino, assim como a revolução industrial transformou a sociedade agrária.” Digital Cada cassino apresenta apostas mínimas e máximas progressivas, o que torna o game mais desafiador CORREIO POPULAR A13 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 GAMES — Ricardo Fernandes
    • SAIBAMAIS OSCINCOMAIORESEXPORTADORESDARMCNO PRIMEIROSEMESTREDE2013 1) Campinas ............................................................. US$ 614,1 milhões 2) Indaiatuba ........................................................... US$ 362,1 milhões 3) Sumaré ................................................................. US$ 319,6 milhões 4) Paulínia ................................................................... US$ 302 milhões 5) Vinhedo ................................................................ US$ 177,1 milhões Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) Resultado de junho recua 1% em relação ao mesmo mês do ano passado Diferença entre exportações e importações encerrou o semestre no vermelho em US$ 4,59 bilhões De Brasília Após dar sinais de recuperação em maio, a arrecadação fede- ral voltou a recuar no mês pas- sado. Segundo a Receita Fede- ral, o valor coletado com im- postos e outras contribuições somou R$ 85,68 bilhões em ju- nho, valor 0,99% menor que o registrado um ano antes, quan- do descontada a inflação do pe- ríodo. Com isso, a arrecadação acumulada no primeiro semes- tre ficou em R$ 543,98 bilhões, apresentando elevação real de apenas 0,49% ante o registrado na primeira metade de 2012. O desempenho mais fraco da arrecadação reflete a reto- mada errática da economia e as desonerações realizadas pe- lo governo para tentar alavan- car o PIB (Produto Interno Bru- to) do País. Sem o crescimento robusto das receitas, o governo enfrenta dificuldades para cumprir a meta de superavit primário (economia feita para pagar juros da dívida), que já foi reduzida de 3,1% para 2,3% do PIB. A perda de arrecada- ção devido a cortes de impos- tos somou R$ 35,1 bilhões no primeiro semestre. Apesar do resultado fraco do semestre, o secretário da Re- ceita, Carlos Barreto, se man- tém otimista quanto à recupe- ração da arrecadação na segun- da metade do ano. Segundo ele, os números até junho ainda refletem mui- to o desempenho ruim do PIB de 2012, já que a atividade eco- nômica impacta com atraso o valor coletado com impostos. Sua previsão é de que a arreca- dação deve crescer entre 3% e 3,5% em 2013. De acordo com a Receita, a redução foi fortemente influen- ciada pela queda de 35% no va- lor recolhido com imposto so- bre rendimento de aplicações financeiras, o que significou menos R$ 2,36 bilhões de re- ceita no mês. Essa diminui- ção foi impactada pelo Im- posto de Renda, que incide semestralmente sobre a ren- tabilidade dos fundos de ren- da fixa - que foi mais baixa por causa da Selic menor e pelas perdas provocadas pe- la instabilidade no mercado. (Da Folhapress) Dilma surpreende e veta prazo maior para o Reintegra Adriana Leite DA AGÊNCIA ANHANGUERA aleite@rac.com.br O cenário econômico brasi- leiro e do Exterior está desfa- vorável ao comércio interna- cional de mercadorias. O re- sultado da balança comer- cial da Região Metropolita- na de Campinas (RMC) no primeiro semestre reforça a tendência de queda nas ex- portações e alta das impor- tações. Das 19 cidades que com- põem a RMC, apenas seis - in- cluindo Campinas - registra- ram aumento de vendas de produtos para outros países. O fluxo de produtos para o Exterior caiu 4,85% e fe- chou o período em US$ 2,36 bilhões. Por outro lado, a chegada de cargas registrou elevação de 11,24% e atin- giu US$ 6,95 bilhões, resul- tando num déficit de US$ 4,59 bilhões - 21,86% mais que no acumulado de janei- ro a junho do ano passado. A corrente de comércio (soma das exportações e im- portações) teve um cresci- mento de 6,67% e chegou a US$ 9,31 bilhões. A eleva- ção foi puxada pelos produ- tos que vieram de outros países. O maior importador da RMC foi Campinas, com US$ 2,16 bilhões. A cidade também ficou no topo das exportações com US$ 614,1 milhões. A balança comercial da região apontou que cinco ci- dades apresentaram queda nas importações e outras seis tiveram alta nas exporta- ções. Pedreira foi o municí- pio que obteve a maior taxa de crescimento na venda de produtos para outros países. A expansão foi de 82,19%, passando de US$ 8,1 mi- lhões para US$ 14,8 mi- lhões. Em Cosmópolis, o aumen- to foi de 25,91%. O valor no acumulado deste ano foi de US$ 47,3 milhões. Em 2012, o montante chegou a US$ 37,7 milhões. A cidade de Campinas teve um incre- mento de 5,83%. O principal destino dos produtos de Pedreira foi a Argentina com US$ 5,44 mi- lhões. O segundo maior comprador foi a Colômbia, cujo valor chegou a US$ 1,53 milhão e o terceiro fo- ram os Estados Unidos, que compraram US$ 1,5 milhão. A pauta exportadora da ci- dade conta com isoladores de cerâmica para uso elétri- co, gelatinas e seus deriva- dos, produtos de higiene ou de tocador de plástico e cor- deis, cordas e cabos de ou- tras fibras sintéticas. Os produtos fabricados em Cosmópolis tiveram co- mo grande consumidor os Estados Unidos, com US$ 22 milhões. O segundo desti- no foi a Indonésia, cujo volu- me atingiu US$ 4,4 milhões. O terceiro foi a China, que comprou US$ 4,3 milhões. Na lista de produtos exporta- dos estão medicamentos, açúcar, etanol, fornos, adu- bos e fertilizantes. Campinas A balança de Campinas apontou como principal mercado o argentino, com US$ 93,4 milhões. O segun- do foram os Estados Uni- dos, que compraram US$ 80,2 milhões de produtos lo- cais. A pauta de exportação teve bagaços e resíduos ex- traídos do óleo de soja, com- butíveis e lubrificantes para aeronaves, motores, pneus novos, injetores para moto- res diesel e semidiesel, freios e medicamentos. Nas importações, os maiores fornecedores fo- ram os norte-americanos, com um volume de US$ 507,5 milhões. O segundo posto ficou com a China, que vendeu US$ 473,6 mi- lhões. RMC também amarga déficit maior Regime especial voltado às empresas exportadoras valeria até o fim de 2014 Cedoc/RAC Agência Brasil Arrecadação já não avança mais De Brasília A presidente Dilma Rousseff ve- tou a prorrogação até o final de 2014 do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributá- rios para as Empresas Exporta- doras (Reintegra) - o que pode onerar o setor produtivo em pe- lo menos R$ 2 bilhões ao ano, se- gundo cálculos da Confedera- ção Nacional da Indústria (CNI), e prejudicar a competitividade das já cambaleadas exportações manufatureiras do País. O regi- me especial deve se encerrar já no final deste ano. A extensão do regime consta- va da Medida Provisória 610, a MP da Seca, que originalmente tratava da concessão de crédito para agricultores do semiárido atingidos pela estiagem e que foi sancionada com vetos pela Presidência. O Reintegra devol- ve às empresas exportadoras 3% do faturamento com vendas ex- ternas de manufaturados. Ex-presidente da CNI, o sena- dor Armando Monteiro critica a postura do governo com o regi- me especial. “É lamentável. O governo associou o Reintegra com o câmbio. Querem colocar essa questão como sendo algo compensatório”, concluiu. Outro ponto que sofreu o ve- to foi a desoneração da folha de pagamento para os portais de in- ternet. A MP 610, agora transfor- mada em lei, permitiu que uma série de empresas, como as do comércio varejista e de transpor- te de carga, trocassem a contri- buição de 20% sobre a folha por 1% sobre a receita bruta, até o fi- nal de 2014. O texto que saiu do Congresso também contempla- va as empresas jornalísticas e de radiodifusão, mas o Executivo não concordou com o modo que a definição dessas empre- sas foi feita no texto, o que dei- xou de fora os portais de conteú- do na internet. (Da Agência Es- tado) LEI ||| MUDANÇAS EconomiaEditor:Hélio Paschoal helio@rac.com.br Muita entrada, pouca saída: setor de exportações de Viracopos, que concentra o envio de produtos das cidades da região para outros países Apenas seis das 19 cidades da região tiveram vendas maiores Barreto: ele se mantém otimista e não vê ameaça à meta para o ano GOVERNO ||| COFRES COMÉRCIO ||| EXTERIOR B6 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • APOSENTADORIA Datas de pagamento dia Finais de 1 e 6 1/8 Finais de 2 e 7 2/8 Finais de 3 e 8 5/8 Finais de 4 e 9 6/8 Finais de 5 e 0 7/8 IMPOSTO DE RENDA Rendimento Alíquota Deduzir a pagar Até R$ 1.710,78 - Isento De R$ 1.710,79 a R$ 2.563,91 7,5% 128,31 De R$ 2.563,92 a R$ 3.418,59 15% 320,60 De R$ 3.418,60 a R$ 4.271,59 22,5% 577,00 Acima de R$ 4.271,59 27,5% 790,58 INFLAÇÃO mai jun no ano 12 m IPCA (IBGE) 0,37 0,26 3,15 6,70 INPC (IBGE) 0,35 0,28 3,30 6,97 IGP-M (FGV) 0,00 0,75 1,74 6,31 IGP-DI (FGV) 0,32 0,76 1,85 6,28 IPC (Fipe) 0,10 0,32 1,89 5,20 ICV (Dieese) 0,61 0,34 3,63 6,87 CUB 4,44 1,39 6,32 7,50 ASSALARIADOS DOMÉSTICOS Salário de contribuição Alíquota Até 1.247,70 8% De 1.247,71 até 2.079,50 9% De 2.079,51 até 4.159,00 11% Empregador 12% Obs: Valores referentes ao mês de competência janeiro. 6/7 a 6/8 0,4551 7/7 a 7/8 0,4678 8/7 a 8/8 0,4922 9/7 a 9/8 0,4902 10/7 a 10/8 0,4930 11/7 a 11/8 0,4759 12/7 a 12/8 0,4828 13/7 a 13/8 0,4828 14/7 a 14/8 0,4912 15/7 a 15/8 0,5067 16/7 a 16/8 0,5058 17/7 a 17/8 0,5378 18/7 a 18/8 0,4828 19/7 a 19/8 ---- PREVIDÊNCIA Salário-base Alíquota a pagar Autônomo (plano simplificado): R$ 678,00 11% 74,58 Valor mínimo: R$ 678,00 20% 135,60 Valor Máximo: R$ 4.159,00 20% 831,80 ALUGUÉIS junho julho IGP-M - Fator 1,0622 1,0631 IGP-DI - Fator 1,0620 1,0628 IPCA (IBGE) - Fator 1,0650 1,0670 INPC- Fator 1,0695 1,0697 ● O dólar encerrou em ligeira baixa de 0,13% ontem em relação à sexta-feira, após nova intervenção do Banco Central 2,236 DÓLAR ● Na Comex de NY, a cotação foi de US$ 1,335,30 com variação de + 2,95% >REAIS >O GRAMA 96,00 OURO NA BM&F ● A Nasdaq, indicador referente ao setor de tecnologia, encerrou o dia em alta de 0,36% >15.545,55 PONTOS >NOVA YORK +0,01 DOW JONES VALORES DE REFERÊNCIA Ufir (extinta/out 2010) - R$ 1,0641 Ufesp (2013) - R$ 19,37 UPC (jul a set) - R$ 22,31 TJLP (jul) - 5,00% Selic (jun) - 0,61% TR (jul) - 0,0000% FGTS (jul) - 0,2466% Ufic (2013) - R$ 2,4888 Salário mínimo federal - R$ 678,00 Salários mínimos regionais (SP): R$ 755,00 - R$ 765,00 e R$ 775,00 (*) TARIFAS PÚBLICAS Táxi Bandeirada R$ 4,40 Km rodado R$ 2,65 (bandeira 1) e R$ 3,45 (2) Hora parada R$ 43,00 Zona Azul 1 hora R$ 3,00 Transporte coletivo Ônibus R$ 3,00 Obs.: Os aposentados que ganham até um salário mínimo (R$ 678,00), cujo benefício tenha final de 1 a 5, terão o pagamento antecipado para o período de cinco dias úteis do fim do mês anterior. Os demais, seguem a tabela acima. LICENCIAMENTO E IPVA Para calcular o valor do IPVA e saber a data de vencimento, consulte o site http:// www3.fazenda.sp.gov.br/ipvanet Taxa de licenciamento: R$ 65,86 Seguro obrigatório: R$ 105,65 Documentos necessários: Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), que possui o código do Renavam. Números do dia +2,48>48.574,09 PONTOS >5,58 BILHÕES BOVESPA Obs.: Pagamento para empregados domésticos, facultativos e autônomos deve ser feito até o dia 15 do mês subsequente ao do período de competência. POUPANÇA (*) Valores variam de acordo com as ocupações, que podem ser conferidas no site: http://www.emprego.sp.gov.br/ ● Depois de ter registrado uma pausa na trajetória de alta na última sexta-feira, a Bovespa retomou os ganhos neste início de semana e recuperou os 48 mil pontos, de onde saiu há um mês REAL NO COMERCIAL ✔ Depósitos feitos a partir de 4/5/2012 seguem a nova regra de rendimento, de 70% da Selic ao ano mais a TR sempre que a Selic for igual ou inferior a 8,5% ao ano. ✔ Depósitos anteriores a esta data seguem a regra anterior: rendimento de 6,17% ao ano mais a TR ✔ Portanto, desde 31/5/2012, quando a Selic foi reduzida a 8,5%, passamos a publicar apenas a variação referente aos depósitos feitos a partir de 4/5/2012 P arte do corte de R$ 10 bilhões no orçamento anunciado ontem pelo governo é mero adiamento de gastos, suspeitam analistas. Isso se aplica aos R$ 2,5 bilhões de redução em despesas com subsídios e subvenções e aos R$ 4,4 bilhões que o governo pretende gastar a menos com pagamentos do Tesouro Nacional ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para cobrir as perdas decorrentes da desoneração da folha salarial de diversos setores da economia. Os gastos com subsídios e subvenções vêm, pelo menos desde 2011, sendo utilizados como uma forma de “calibrar” as despesas e o saldo fiscal. Essa despesa surge, por exemplo, quando o governo autoriza o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a conceder empréstimos a juros abaixo dos de mercado, ou quando faz um programa como o Minha Casa Minha Vida, que financia habitações populares a juros baixos e com uma parcela bancada pelo governo. Toda a “bondade” é bancada pelo Tesouro - que tem atrasado o repasse desses valores aos órgãos responsáveis pelos programas. O maior corte anunciado hoje, de R$ 4,4 bilhões de pagamentos do Tesouro ao BNDES, também seria um adiamento. Como o programa não foi revisto, não haveria nenhum motivo para a despesa, de fato, cair, avaliam os analistas. (Agência Estado De Brasília Em busca da credibilidade per- dida na área fiscal, o governo fe- deral anunciou ontem um corte de R$ 10 bilhões nas despesas previstas no Orçamento deste ano. O anúncio encerra uma no- vela iniciada há um mês, quan- do o governo mudou o discur- so, antes focado na distribuição de desonerações a diversos seto- res, e passou a defender mais austeridade na liberação de gas- tos públicos. Com este novo bloqueio nas despesas, o governo espera cum- prir a meta de poupar até o fim do ano um total de R$ 110,9 bi- lhões, ou 2,3% do Produto Inter- no Bruto (PIB), para o pagamen- to dos juros da dívida pública - o chamado superávit primário. Para chegar a essa meta, o governo vai abater R$ 45 bi- lhões em investimentos e deso- nerações do compromisso origi- nal de poupar 3,1% do PIB. Além disso, o governo vai preci- sar que Estados e municípios economizem R$ 47,8 bilhões pa- ra cumprir a meta. “Este corte é, na verdade, uma reserva de garantia para uma eventual frustração do re- sultado primário dos Estados e municípios”, afirmou o minis- tro da Fazenda, Guido Mante- ga. Ele explicou que, mesmo que governadores e prefeitos cumpram sua parte, as verbas bloqueadas não serão libera- das. O ministro saiu vitorioso da disputa interna travada na Jun- ta Orçamentária. Mantega de- fendia um corte próximo a R$ 12 bilhões, enquanto o Ministé- rio do Planejamento, a Casa Ci- vil e mesmo alguns integrantes da Fazenda eram favoráveis a um bloqueio menor, na casa de R$ 5 bilhões, com o temor de que um novo aperto na política fiscal pudesse colocar em risco o já frágil crescimento do PIB. Detalhamento O bloqueio de despesas anun- ciado ontem será obtido por meio de um corte de R$ 5,6 bi- lhões nas despesas obrigatórias (como gastos com servidores e subsídios) e outros R$ 4,4 bi- lhões de um aperto com diárias e passagens, locação de imóveis e veículos, e serviços terceiriza- dos. No entanto, apenas a primei- ra parcela foi efetivamente deta- lhada - os gastos obrigatórios se- rão reduzidos por meio da pos- tergação de concursos em diver- sas áreas, em especial dos pró- prios ministérios da Fazenda e do Planejamento, que serão cor- tados em R$ 2,5 bilhões, além de um corte em igual volume nos gastos com subsídios e sub- venções. Outros R$ 4,4 bilhões serão economizados com o ressarci- mento do Tesouro Nacional ao INSS, que perdeu arrecadação direta com a desoneração da fo- lha de pagamentos. O governo também elevou de R$ 15,7 bilhões para R$ 23,1 bilhões a expectativa de recei- tas oriundas das concessões ao setor privado, sendo que a maior parte - R$ 15 bilhões - vi- rá do bônus de assinatura dos contratos dos vencedores do lei- lão do bloco de petróleo de Li- bra (SP), previsto para outubro. (Da Agência Estado) 22/7/2013 Para analistas, medidas são só adiamento Governo anuncia corte de R$ 10 bilhões no Orçamento Caixa rápido Agência Brasil Parte da economia virá das despesas com servidores públicos Planalto muda discurso e passa da defesa das desonerações à maior austeridade CONTAS ||| PÚBLICAS Mantega: ele saiu vitorioso na disputa pelo tamanho dos cortes Fatores válidos para contratos cujo último reajuste ocorreu há 1 ano. Para obter o aluguel corrigido, multiplique o valor atual pelo fator. ECONOMIA CORREIO POPULAR B7 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CÂMBIO Dólar compra venda Comercial 2,235 2,236 Paralelo 2,23 2,38 Turismo 2,137 2,34 Euro turismo 2,84 3,053
    • Do Rio No primeiro discurso no Brasil, diante da presidente Dilma Rousseff, políticos e autorida- des no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro, o papa Francis- co cobrou na noite de ontem educação e meios materiais pa- ra que os jovens possam se de- senvolver, e deixou claro que sua viagem ganhará um forte caráter político. Antes mesmo de desembarcar, ontem à tar- de, ainda no avião que o levou ao Brasil, o sumo pontífice fez um ataque direto às receitas dos governos para lidar com a crise internacional. Alertou pa- ra o risco de se criar uma gera- ção perdida diante da incapaci- dade de os jovens encontrarem trabalho. Ele cobrou os políticos. “A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhes espaço: tutelar as condições materiais e imate- riais para o seu pleno desenvol- vimento, oferecer a ele funda- mentos sólidos, sobre os quais construir a vida, garantir-lhe se- gurança e educação, para que se torne aquilo que pode ser”, disse o papa. Oficialmente, Francisco via- jou ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), mas aproveitará a sema- na que passará no Brasil para dar indicações do que pretende como papa, fará alertas aos polí- ticos e se reunirá com cardeais para debater a situação latino- americana. O alerta sobre o impacto da crise mundial foi primeiro da- do ainda no avião. Aos jornalis- tas, revelou a preocupação com a exclusão social, principal- mente no caso dos jovens. “Es- sa primeira viagem é para en- contrar os jovens. Não em isola- mento, mas no contexto de suas sociedades”, disse. “Quan- do nós isolamos os jovens, faze- mos uma injustiça. Eles perten- cem a uma família, a uma cultu- ra, a um país e a uma fé. Não podemos isolá-los da socieda- de. Por isso é que quero encon- trar os jovens em seu tecido so- cial.” O pontífice continuou: “É verdade que a crise global não tem sido suave com os jovens. Li, na semana passada, quan- tos deles estão sem trabalho e acho que estamos correndo o risco de criar uma geração que nunca trabalhou”, alertou o pa- pa. Dados da Organização Inter- nacional do Trabalho (OIT) apontam que, em alguns paí- ses, mais de 50% dos jovens es- tão sem emprego e, pior, sem perspectiva de trabalho. “A ju- ventude está em crise”, alertou o pontífice. “Estamos acostu- mados com uma cultura des- cartável. Fazemos isso com fre- quência com os idosos e, com a crise, estamos fazendo o mes- mo com o jovem. Precisamos de uma cultura de inclusão”, alertou Francisco. Para o papa Francisco, o pro- blema da exclusão também afe- ta os mais idosos. “É verdade que os jovens são o futuro do povo, porque têm energia. Mas eles não são os únicos que re- presentam o futuro. Os idosos também, porque têm a sabedo- ria da vida.” Francisco admitiu que chega ao País em um “momento opor- tuno”, por causa dos protestos, e dá o primeiro sinal concreto de sua simpatia pelos movimen- tos sociais que ganharam as ruas do País. O argentino, po- rém, deixou claro que não che- gou para desafiar e quer um “diálogo de amigos”. Em portu- guês e com leve sotaque, o pa- pa brincou durante discurso no Palácio Guanabara, quando se dirigiu aos jovens e usou lingua- gem pouco habitual para um papa. “Cristo bota fé nos jo- vens”, disse. Mas alertou: “Tam- bém os jovens botam fé em Cristo”. Abusando das expres- sões brasileiras, o pontífice che- gou a dizer que “os filhos no Brasil são a menina dos nossos olhos”. (Da Agência Estado) LEIA MAIS NAS PÁGINAS B2 E B3 No discurso de ontem Hotsite com todas as informações sobre a visita do papa PEQUENO PRÍNCIPE PAPA FRANCISCO Fotos:FrancePress Sobre protestos nas ruas, Francisco prega “diálogo de amigos” “Peço licença para entrar e transcorrer esta semana com vocês. Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu nome.” Kate e William anunciam o nascimento do herdeiro real após dias de expectativa. PÁGINA B8 SEM PAPAS NA LÍNGUA Em seu primeiro discurso no País, sumo pontífice cobra educação e meios materiais para que os jovens possam se desenvolver e deixa claro que sua viagem ganhará um forte caráter político CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Mapa da população brasileira POR SEXO SEM RELIGIÃO CATÓLICOS EVANGÉLICOS EVANGÉLICOS ESPÍRITAS PENTECOSTAIS Homens 8,52 68,92 11,28 6,97 1,33 Mulheres 5,00 67,96 14,17 7,94 1,96 CATÓLICOS POR NÍVEL DE INSTRUÇÃO SEM RELIGIÃO CATÓLICOS EVANGÉLICOS EVANGÉLICOS ESPÍRITAS PENTECOSTAIS 0 a 3 anos 7,27 69,95 13,62 6,18 0,59 4 a 7 anos 5,90 69,68 13,63 7,26 0,88 8 a 11 anos 6,51 66,30 13,01 8,70 2,01 12 ou mais 7,46 66,90 6,70 8,62 6,04 POR CLASSE ECONÔMICA SEM RELIGIÃO CATÓLICOS EVANGÉLICOS EVANGÉLICOS ESPÍRITAS PENTECOSTAIS E 7,72 72,76 12,51 4,69 0,33 D 7,64 66,81 15,34 6,95 0,70 C 5,73 67,41 12,84 8,72 1,88 AB 6,91 69,07 6,29 8,35 5,52 87,93% dos piauienses são católicos 24,18% dos acreanos são evangélicos pentecostais 19,39% dos roraimenses não têm religião 15,09% dos capixabas são evangélicos 3,37% dos cariocas são espíritas 2009 1872 99,70 68,43 RELIGIÃO Dados de 2009 (%) FONTE FGV ® GRAFFO Apesar dos riscos, Francisco não se abala e deixa vidro do carro aberto até o fim Do Rio O papa Francisco havia desem- barcado há pouco mais de meia hora no Rio quando uma falha em seu esquema de segu- rança permitiu que fiéis se aproximassem do carro que o levava e conseguissem tocar o pontífice, para desespero dos seguranças que cercavam o veí- culo. Em vez de seguir pela pis- ta do meio da Avenida Presi- dente Vargas, o comboio papal pegou a pista do canto, onde centenas de ônibus que ti- nham sido desviados da outra pista estavam parados. O auto- móvel onde o papa seguia, de vidros abertos, ficou preso en- tre os ônibus e centenas de fieis. Foram 12 minutos para percorrer um trecho de 500 me- tros. “Foi um erro de pista”, dis- se o ministro Gilberto Carva- lho, da Secretaria Geral da Pre- sidência. Carvalho disse que ainda não se sabe quem foi o responsável pelo erro, mas dis- se ter sido um “alívio” não ter ocorrido nada com o papa. As autoridades responsáveis pela segurança do papa no Bra- sil divulgaram nota segundo a qual a retenção do carro de Francisco na Avenida Presiden- te Vargas ocorreu por conta das opções do Vaticano e do próprio sumo pontífice. Ao che- gar ao Rio, no meio da tarde, o papa embarcou em um Fiat Idea — cujo o preço do veículo varia de R$ 43 mil a R$ 52 mil —, um carro simples e sem blindagem. Pouco tempo após o início do trajeto do Galeão até o Centro da cidade, a multi- dão conseguiu cercar o carro. Os seguranças de terno pre- to que corriam ao lado do veí- culo não conseguiram deter os braços dos fiéis que se estica- vam na esperança de tocar o pontífice. A cena — de dar de- sespero em quem assistia pela TV, por causa da situação vul- nerável em que o papa estava —, não o apavorou. Durante todo o itinerário, ele manteve o vidro completa- mente aberto. Tão aberto que uma mãe conseguiu fazer o fi- lho chegar às mãos de Francis- co, que não hesitou em puxá- lo para o carro e beijá-lo, antes de devolvê-lo. Humildade O comportamento do papa, que conquista teólogos e fiéis pela opção pelos pobres, só reafirmou ontem o quão fran- ciscano esse jesuíta tem se mostrado. Tudo começou no domingo passado, em sua par- tida do aeroporto em Roma Lá, não delegou sua valise a as- sessor algum. Quando subiu a escadaria do avião, a mala pre- ta que levava na mão esquer- da contrastava com sua batina branca. Durante o voo, saiu de seu assento na primeira classe e foi conversar com os jornalis- tas na classe econômica. Con- versou de forma paciente com cada um. Em seu discurso no Palácio Guanabara, seu último compro- misso do dia, Francisco parafra- seou um trecho do livro bíblico Atos dos Apóstolos para lembrar sua opção franciscana pela vi- da humilde e sem ostentação. Ao dizer “não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo!”, Francisco assume a fa- la daquele que é considerado o primeiro papa da Igreja: São Pe- dro. (Da Agência Estado) Fotógrafos, PM e ativista ficam feridos em confronto E m discurso de saudação ao papa Francisco, ontem à noite, no Rio, a presidente Dilma Rousseff citou os protestos que têm tomado conta do País e pediu a participação do pontífice na disseminação de “boas experiências”, incluindo as “obtidas no Brasil”. A petista também pediu o “apoio da Igreja para transformar iniciativas pontuais em iniciativas globais” e disse que a “estratégia de superação da crise não pode ser feita só com austeridade”. A presidente citou discursos recentes de Francisco em que destaca a importância da atenção aos mais pobres e pediu ao papa “uma aliança de solidariedade” em torno das ações de erradicação da fome e da miséria. “A crise econômica desemprega e retira oportunidade de milhões pelo mundo afora e nos obriga a um novo senso de urgência para combater a desigualdade. A participação de Vossa Santidade agregaria mais condições para criar uma ampla aliança global de combate à fome e à pobreza, uma aliança de solidariedade disseminando as boas experiências, entre outras, aquelas obtidas aqui no Brasil”, discursou a presidente. Ao fazer referência aos protestos, Dilma afirmou que as conquistas do Brasil “são só um começo” e ainda há muito a ser feito. “Sabemos que podemos encarar novos desafios e tornar nossa realidade cada vez melhor. Esse foi o sentimento que moveu, nas últimas semanas, centenas de milhares de jovens a irem às ruas. Democracia gera desejo por mais democracia.” (AE) Falha na segurança expõe o papa em congestionamento UandersonFernandes/FrancePress Dilma Rousseff pede apoio do sumo pontífice Ari Versiani/France Press Nestor J. Beremblum/AE Tasso Marcelo/France Press Vanderlei Almeida/France Press Gabriel Bouys/France Press Correspondente da France Press é golpeado por policial Sete pessoas foram detidas e pelo menos quatro ficaram fe- ridas durante confronto entre ativistas e policiais militares ao final de um protesto realiza- do ontem à noite, próximo ao Palácio Guanabara, sede do go- verno do Estado do Rio, em La- ranjeiras, na Zona Sul do Rio. A manifestação foi mantida a cerca de 200 metros do palá- cio e era pacífica até as 19h45, quando ativistas lançaram um coquetel molotov na direção dos policiais. Um policial foi atingido e sofreu queimaduras superficiais. Os PMs revida- ram com bombas de efeito mo- ral. O papa Francisco já havia deixado o local. Os ativistas protestavam pelo Estado laico e contra o governador Sérgio Cabral (PMDB). Segundo o advogado Carlos Viana e o estudante de medici- na Felipe Camisão, um rapaz foi atingido por um projétil de arma de fogo. “Ele estava com a namorada e foi baleado na perna. Não foi bala de borra- cha. Foi projétil de arma de fo- go. Ele estava com hemorragia e estancamos o sangue. Nós es- távamos correndo e depois que passamos pelo carro da polícia, ele percebeu que esta- va sangrando”, contou. A Secretaria Estadual de Se- gurança informou que a víti- ma se chama Roberto Caruso e não foi atingida por arma de fogo, mas sim por uma bala de borracha, que feriu sua perna esquerda. Ele foi conduzido ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, cuja asses- soria confirmou o ferimento por bala de borracha. Os repórteres fotográficos Marcelo Carnaval, do jornal O Globo, e o japonês Yasuyoshi Chiba, da France Press, foram atingidos na cabeça. Carnaval levou uma pedra- da e Chiba recebeu um golpe de cassetete de um PM quan- do fotografava o confronto en- tre policiais de choque e mani- festantes diante do Palácio Guanabara — ele levou três pontos na cabeça. Um carro da Rede Globo foi danificado por manifestantes. O confron- to eclodiu quando o papa já es- tava na residência em que fica- rá hospedado. (AE e France Press, com agências) Yasuyoshi Chiba, da France Press, é fotografado quando registrava choque entre policiais e manifestantes e logo depois de ser atingido SUSTO ||| NA CHEGADA Fiéis acompanham a passagem do papa pela Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro: itinerário teve apreensão na Avenida Presidente Vargas Francisco discursa no Palácio Guanabara observado por Dilma Multidão lota via do Rio de Janeiro para ver o papa: fé e comoção Religioso conquista teólogos e fiéis por opção pelos pobres Pedestres capturam imagens do sumo pontífice a bordo do papamóvel B2 CORREIO POPULAR BRASIL Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 Editor: Marco Antonio Martins marco@rac.com.br
    • SEMANA ESPECIAL No último domingo, assistimos à missa no Mosteiro de São Bento. Uma efusão de religiosidade, história e alguma confusão. Havia tanto peregrino que, uma hora antes, os lugares esgotaram-se. Por excesso de crentes e de caçadores de relíquias barrocas. Então, sentamos-nos no chão do átrio que dividia o altar-mor e a capela do Santíssimo. “Mas estamos de costas para o sacrário!”, disse minha esposa. “Se, com uma hora de antecedência, foi o que sobrou, então, ficaremos por aqui mesmo. Deus vai entender. E, na dúvida, faça um mea culpa!”, respondi. Com o aval uxório, permaneci, fisicamente, de costas para Ele, mas, espiritualmente, cara a cara com Ele e com o vaivém dos monges, naquele ambiente convidativo à contemplação. Ainda que houvesse muitos contemplando em alto volume. Para os que temos uma vida ativa, não é muito fácil entender esse negócio de contemplação: para uns, é uma espécie de filosofia zen; para outros, introspecção panteísta; para mim, é um constante diálogo transcendente ao longo dia. Ajuda a manter a serenidade no meio da correria da vida ativa e estar pendente de uma sã preocupação com os outros. Torna possível atender um advogado com um sorriso no meio da reflexão sobre uma sentença. Mas agir é preciso, porque, afinal, nossa vida não é uma partida de xadrez entre o time dos grandes filósofos gregos e a igualmente respeitável seleção alemã de pensadores. É uma longa caminhada rumo à realização pessoal. E, para realizar, é necessário agir. Então, devemos agir e contemplar, sendo ativos na contemplação e contemplativos na ação. A atual Jornada Mundial é uma grande oportunidade para isso, porque, ainda que muitas sejam as línguas, o idioma é um só: o idioma do amor, capaz de fazer unir contemplação e ação. Hotéis lotados e previsão de trânsito carregado Esquadrão desativa bomba deixada dentro de banheiro Fiéis prometem enfrentar a madrugada para poder assistir à missa dentro da Basílica de Aparecida Uma bomba foi encontrada no domingo em um banheiro no estacionamento do Santuá- rio Nacional de Aparecida, no Vale do Paraíba. O Esquadrão Antibombas do grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da Polícia Militar, foi chamado e explodiu o artefato de fabri- cação caseira. De acordo com as autoridades responsáveis pela segurança do lugar, a bomba tinha pouco poder de destruição. Seu encontro ocorreu dois dias depois que as forças do Comando Militar do Sudeste (CMSE) e das Polícias Civil, Mi- litar e Federal começaram a operação no santuário, por causa da visita que o papa Francisco fará ao local ama- nhã. Cerca de 5 mil homens es- tão sendo empregados na ope- ração, que inclui detectores de metais, quatro helicópteros mi- litares e tropas especializadas em controle da lei e da ordem e em operações de segurança urbana. De acordo com os policiais militares do Comando de Poli- ciamento de Área-1 (São José dos Campos), a bomba era um cilindro verde com um pavio. Os militares a encontraram “durante a realização de exercí- cio simulado pelas forças de segurança” que estavam no lu- gar. Eles chamaram os inte- grantes do esquadrão antibom- bas. Esses isolaram o lugar e examinaram o risco represen- tado pela bomba antes de to- marem a decisão de detoná- la, o que foi feito. O Centro de Informações da Polícia Militar (CIPM) infor- mou o comando da corpora- ção o encontro da bomba, que foi mantido sob sigilo até on- tem à tarde. (Agência Estado) Fábio Gallacci DA AGÊNCIA ANHANGUERA gallacci@rac.com.br Com uma população girando em torno de 35 mil habitan- tes, a cidade de Aparecida — localizada a 250 quilômetros de Campinas — espera rece- ber até 200 mil peregrinos amanhã durante a passagem do papa Francisco pelo San- tuário Nacional. Entre eles al- guns campineiros. O sumo pontífice chegará de helicópte- ro do Rio de Janeiro, por volta das 9h30, e irá celebrar uma missa na Basílica, que recebe- rá 15 mil pessoas em seu inte- rior. A ocupação do local será por ordem de chegada e pelo menos dois fiéis de Campinas prometem enfrentar o frio da madrugada na fila na tentati- va de garantir o seu lugar nes- se momento histórico. O mú- sico Fábio Ricardo Amor Gar- cia, de 24 anos, morador da Vi- la Padre Anchieta, e a namora- da Daniele Everlyn Goudinho Moraes, de 28, vão pegar a es- trada já nas primeiras horas de amanhã com a esperança de ver Francisco de perto. “Minha expectativa é rece- ber uma bênção do papa para continuar realizando o meu trabalho aqui na região; eu to- co em uma banda católica chamada Jó 22. Para mim, a presença do papa aqui no Bra- sil é algo muito importante; ele é o maior representante da Igreja Católica. Não é sem- pre que acontece de um papa estar por aqui. Isso fortalece a nossa fé”, afirma Garcia. A namorada, Daniele, refor- ça o coro da felicidade em po- der viver esse momento úni- co. “O papa é o ícone da Igre- ja, um guia que conduz o po- vo. O fato dele estar no Brasil, para mim, é muito importan- te porque o brasileiro é um povo acolhedor e sempre es- pera por uma oportunidade dessas”, diz ela. “É um mo- mento especial na minha vida já que eu nunca tive a oportu- nidade de estar no mesmo lu- gar que um papa. Isso torna a ida para Aparecida ainda mais importante”, acrescenta Daniele. Roteiro Já em Aparecida, o papa segui- rá no papamóvel em direção à Basílica. Lá chegando, se di- rige à Capela dos Apóstolos, localizada atrás da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Ali ele fará uma oração ao lado de sacerdotes e diocesanos, além da comitiva papal. A mis- sa no altar central está marca- da para as 10h30. Ciente de que a imensa maioria dos fiéis estará do lado de fora, o papa promete uma aparição na Tribuna Bento XVI, na par- te externa do Santuário, para dar a sua bênção aos milhares de peregrinos. No início da tarde, no Seminário Bom Je- sus, Francisco vai abençoar uma imagem de 8 metros de altura e 1,6 tonelada de São Frei Galvão — o primeiro san- to brasileiro. De acordo com informações da Prefeitura de Aparecida, desde o último fim de semana, a cidade já conta com 80 mil pessoas à espera do papa Francisco e um forte esquema de segurança foi montado, com 2,5 mil homens das Forças Armadas e outros 1,8 mil da Polícia Militar. Os hotéis estão praticamente lotados. Para quem vai pegar a estrada, como os campineiros Fábio Ricardo Garcia e Daniele Moraes, a Polícia Rodoviária Federal alerta que o maior gargalo de trânsito na região de Aparecida amanhã será entre 4h e 6h. Há duas possibilidades de acesso à cidade pela Via Dutra, nos Kms 74 e 71, este último mais próximo ao Santuário Nacional. (FG/AAN) Segundo a Polícia Militar, artefato tinha pouco poder de destruição Juiz de Direito e articulista do Correio fernandes.agf@hotmail.com Tudo por um momento histórico André Fernandes Alessandro Valle/AE Thiago Leon/AE Rodrigo Zanotto/Especial para a AAN O idioma da contemplação e da ação EXPECTATIVA ||| VISITA DE FRANCISCO Segurança terá 2,5 mil homens das Forças Armadas em Aparecida O músico Fábio Ricardo Garcia, de 24 anos, pegará a estrada amanhã Devotos rezam no Santuário de Aparecida: bomba no estacionamento Casal de namorados de Campinas reforça legião de peregrinos BRASIL CORREIO POPULAR B3 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Bastaram dez minutos para garantir a alegria de milhares de turistas Prefeito decreta estado de emergência em Porto Feliz Vinte anos depois, ninguém sabe dos sobreviventes APÓS TEMPESTADE Antiga área do Playcenter vai ter prédios comerciais Os primeiros flocos de neve do inverno de 2013 foram registrados na madrugada de ontem em São Joaquim, no Planalto Sul, e em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. O fenômeno durou cerca de 10 minutos, com acúmulo gerando alegria para os milhares de turistas que se deslocaram para a região. O frio intenso está sendo provocado por uma fortíssima onda de frio que chegou no Brasil entre a noite de domingo e madrugada de ontem. Até por volta das 6h, grande parte do Rio Grande do Sul, o Centro-Oeste e o Sul de Santa Catarina e do Paraná registraram temperaturas abaixo de 5º C. Pode nevar inclusive em Curitiba, onde o fenômeno ocorreu pela última vez em 1975. Em São Paulo, a massa de ar polar derruba as temperaturas cair ao longo do dia de hoje - e a noite deverá ser a mais fria do ano na Capital. A previsão é de uma tarde nublada, com chuva moderada e queda contínua de temperatura até cerca de 8º C à noite. (Agência Estado) Movimento Passe Livre ocupa Câmara de Salvador Passados 20 anos da chacina da Candelária, no Rio, quando oito jovens foram mortos por policiais, o paradeiro de grande parte dos sobreviventes é desconhecido. Desde o crime, em 1993, 44 dos 70 jovens que dormiam nas ruas no Centro perderam a vida de forma violenta. As vítimas eram, em sua maioria, negros e pobres. “Ninguém sabe exatamente a identidade das pessoas que dormiam na Candelária. É difícil dizer com precisão quem são os sobreviventes”, disse o assessor de direitos humanos da Anistia Internacional Maurício Santoro. “Nenhum governo fez qualquer movimento para mapear esses jovens”, disse Patrícia Tolmasquim, integrante do movimento “Candelária Nunca Mais”. Faltavam 15 minutos para a meia-noite, em 23 de julho de 1993, quando dois carros com as placas cobertas por plástico se aproximaram da praça Pio X. Ali, nas proximidades da igreja da Candelária, dormiam as crianças e adolescentes, que foram alvo dos tiros do grupo de homens. Três pessoas foram condenadas a penas que foram de 204 a 309 anos de prisão, mas estão em liberdade, beneficiadas por indulto ou em condicional. (Folhapress) De Florianópolis Vinte e nove cidades catari- nenses registraram neve na madrugada e ao longo do dia de ontem. Levantamento fei- to pelo Centro de Informa- ções de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia do Esta- do (Ciram) informou que os municípios “contemplados” foram de Água Doce, Bom Jar- dim da Serra, Caçador, Cam- pos Novos, Catanduvas, Cha- pecó, Coronel Freitas, Curiti- banos, Erval Velho, Fraibur- go, Herval do Oeste, Itapiran- ga, Iporã do Oeste, Jaborá, Joaçaba, Lages, Lebon Régis, Painel, Pinhalzinho, Pinheiro Preto, São Miguel d’Oeste, São Joaquim, Tangará, Timbó Grande, Urubici, Urussanga, Urupema, Xanxerê e Xaxim. O frio deve continuar inten- so até a próxima sexta-feira. As mais baixas temperaturas serão, conforme o Ciram, en- tre hoje e amanhã. A partir de quinta, a massa de ar polar, que se desloca da Argentina, começa a se dissipar e os ter- mômetros voltam a subir. Para hoje, as mínimas es- peradas estarão próximas de 0º C em boa parte do Estado. Amanhã, a temperatura pode- rá cair de -10º C a -8º C, espe- cialmente em Urupema, Uru- bici, Painel, Bom Jardim da Serra e São Joaquim - cidades do planalto sul situadas em al- titudes próximas ou superio- res aos 1.000 metros. No lito- ral, as mínimas podem variar entre 0º C e 4º C. Além da neve, na madruga- da e manhã de ontem houve registro de chuva congelada em algumas cidades catari- nenses. Trata-se de uma pre- cipitação que cai na forma de gelo, mas não é confundida com granizo porque ocorre sempre em áreas de transição entre a chuva a neve. Trata-se do estágio inicial da neve antes de chegar na sua forma tradicional, em flo- cos. Já a neve é a precipitação de cristais de gelo translúci- dos e brancos, formados pelo congelamento do vapor d'água que se encontra sus- penso na atmosfera. Ela pode cair como partícu- las mais pesadas, as chama- das “pelotas de neve”, ou na forma de grãos com diâmetro inferior a um milímetro. A ele- vação da umidade do ar vai diminuir a ocorrência de neve a partir de hoje. Com isso haverá a ocorrência de geada forte e ampla no Es- tado até a próxima sexta- feira, trazendo prejuízos na agricultura e pecuária. Chuva A frequente chuva que cai em todo o Estado fez a De- fesa Civil disparar um aler- ta para a possibilidade de alagamentos e desmorona- mentos de encostas. Vários agentes do órgão já foram deslocados para as cidades de risco, espe- cialmente na região do Va- le do Rio Itajaí, no litoral norte, onde o represamen- to dos rios é ocasionado pe- la elevação da maré. Em Blumenau e Itajaí, pelo me- nos 20 famílias tiveram que abandonar suas casas por causa de alagamentos e ris- co de deslizamento de ter- ra. (Da Agência Estado) Trânsito paulistano está cada vez mais lento, diz CET A CTLU (Câmara Técnica de Legislação Urbanística), órgão da Prefeitura de São Paulo, deu aval para que um empreendimento empresarial com duas torres de 34 andares seja construído na área do antigo Playcenter, na Barra Funda, zona Oeste da cidade. Por 15 votos a 1, ficou definido que a empresa responsável pela construção do Brasília Offices Square terá de pagar R$ 40,8 milhões em contrapartida à prefeitura - dinheiro que irá para a Operação Urbana Água Branca. O valor será o mais alto já depositado na conta da operação - o shopping Bourbon, por exemplo, pagou R$ 6 milhões, em 2009. A aprovação da CTLU é o primeiro passo para a construção do imóvel, que a seguir passará por um longo processo para obter os alvarás necessários para a construção. O empreendimento terá 97.719 metros quadrados de área construída, 216 salas e 1.638 vagas para veículos. Na área ao lado, onde ficava o estacionamento do parque de diversões, será construído um condomínio residencial que já foi autorizado e está atualmente em fase de vendas. (Folhapress) Vinte e nove cidades de Santa Catarina registraram neve ontem PROTESTO O prefeito de Porto Feliz, Levi Rodrigues Vieira (PSD), decretou estado de emergência no município ontem, um dia depois do temporal que destruiu parcialmente a cidade e causou a morte de três pessoas. O documento foi encaminhado à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Com o decreto, o prefeito espera obter recursos para reconstruir pelo menos doze casas que ruíram ou ficaram danificadas e recompor os estragos na área urbana. Ventos de 90km por hora, acompanhados de granizo também derrubaram árvores, postes e danificaram indústrias e prédios públicos, na madrugada de domingo. O rastro de destruição atingiu os bairros Jardim Vante, Altos do Jequitibá, Vista Alegre e Casas Populares. Uma família foi atingida pelos escombros de uma casa - pai e filho morreram. A terceira morte foi a de um trabalhador, atingido por um contêiner que o vento arrancou do solo numa usina de cana de açúcar. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas. Doze famílias continuam abrigadas em duas escolas públicas que tiveram as aulas suspensas ontem. (Agência Estado) Reajuste é válido para planos individuais e familiares e é o maior em oito anos Turista de SP tem perna amputada após ataque CIDADE PARADA Em uma manifestação não agendada, integrantes do Movimento Passe Livre (MPL) de Salvador ocuparam a Câmara de Vereadores na tarde de ontem. O grupo, de 30 pessoas, entrou na galeria do prédio pouco antes das 16h - minutos depois de a sessão da Casa ser suspensa por falta de quórum. Os manifestantes prometiam permanecer no local até que o prefeito ACM Neto se reúna com os manifestantes. Alguns jovens se acorrentaram a estruturas da sala. O grupo divulgou uma mensagem à população na qual se compromete a não realizar atos de vandalismo no prédio e convida quem apóia as reivindicações a se juntar à manifestação. A carta também lista seis reivindicações prioritárias - entre elas a redução da tarifa de R$ 2,80 para R$ 2,50, a circulação 24h de ônibus pelos principais terminais e logradouros da cidade e a abertura das planilhas do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps). A Prefeitura informou, por meio de nota, que “estão em fase de implantação várias medidas que estão na pauta de reivindicações” apresentada. (Agência Estado) De São Paulo Os planos de saúde individuais e familiares poderão ter um rea- juste de até 9,04%. O percentual foi anunciado ontem pela Agên- cia Nacional de Saúde Suple- mentar (ANS) e é o maior dos úl- timos oito anos. O reajuste tem impacto nos contratos de cerca de 8,4 mi- lhões de beneficiários - ou 17,6% dos consumidores de pla- nos de saúde no Brasil. As re- gras valem para os planos con- tratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei 9.656/98. De acordo com a ANS, o valor poderá ser aplica- do a partir da data de aniversá- rio de cada contrato, mas é per- mitida a cobrança retroativa, ca- so a defasagem seja de, no máxi- mo, quatro meses. O Instituto Brasileiro de De- fesa do Consumidor (Idec) e ad- vogados especialistas em pla- nos de saúde criticam a metodo- logia da ANS para fazer o cálcu- lo do reajuste. Desde 2001, para chegar ao valor máximo que po- derá ser aplicado às mensalida- des dos planos individuais, a agência leva em consideração a média dos percentuais de rea- juste aplicados pelas operado- ras aos planos coletivos com mais de 30 beneficiários. A questão, dizem os especia- listas, é que a ANS não regula os reajustes aplicados nos pla- nos coletivos - o que, em tese, provocaria um aumento “por ta- bela” nos individuais. Segundo a economista do Idec Ione Amo- rin, em apenas duas ocasiões o reajuste aplicado pela ANS foi inferior ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial da infla- ção brasileira, acumulado no período. “Neste ano, enquan- to o valor acumulado do IP- CA de 2003 a 2013 é de 99,86%, o índice acumulado dos reajustes da ANS é de 139,24%”, diz Ione. Além da média do reajus- te dos planos coletivos, neste ano, a ANS diz que também considerou o impacto de fato- res externos, como a inclusão de 60 novos procedimentos no rol de coberturas obrigató- rias dos planos de saúde em 2012, para fazer o cálculo do reajuste. (Da Agência Esta- do) De Recife A turista paulista Bruna da Silva Gobbi, de 18 anos, foi atacada ontem por um tubarão por vol- ta das 13h20, na Praia de Boa Viagem, no Recife, e teve a per- na esquerda amputada na altu- ra da coxa em cirurgia realizada no Hospital da Restauração, na capital de Pernambuco. Em estado grave, Bruna está na UTI, respira com ajuda de aparelhos e toma remédios pa- ra manter o coração funcionan- do. De acordo com testemu- nhas, ela tomava um banho de mar com água pela cintura quando sofreu o ataque. Socorrida por uma viatura da PM e levada para uma Uni- dade de Pronto Atendimento (UPA), Bruna foi transferida pa- ra o hospital diante da gravida- de do quadro. A garota mora na Capital paulista. Desde 1992, foram registra- dos 59 casos de ataque de tuba- rão no litoral da capital pernam- bucana e Grande Recife. Des- te total, 23 foram fatais. As es- pécies cabeça-chata e tuba- rão-tigre são as mais comuns na área. Em toda a extensão das praias de Boa Viagem e Pieda- de há placas alertando para o risco. Nesta área, acontece- ram 70% dos ataques nos últi- mos 21 anos. Segundo o go- verno do Estado, em junho foi registrada uma morte por ataque de tubarão em Cabo de Santo Agostinho, no Gran- de Recife. (Da Agência Esta- do) O trânsito em São Paulo está mais devagar - e isso em qualquer hora do dia, não importa se de manhã ou no rush da volta para casa. É o que mostram dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) divulgados ontem. O pior índice continua sendo o pico da noite, às 19h. Em 2012, o paulistano enfrentou, em média, 120 quilômetros de filas nesse horário, ante 107 km, em 2011 - uma aumento de 12%. Já o ápice do congestionamento matinal, às 9h, pulou de 77 km para 89 km. Na avaliação da CET, os engarrafamentos só tendem a piorar enquanto a capital paulista não tiver um transporte público de qualidade. Melhorar esse serviço é responsabilidade da Prefeitura, administradora da rede de ônibus, ao lado do governo do Estado, que gerencia as Companhias do Metropolitano (Metrô) e Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). “O sistema viário não cresce, mas a quantidade de veículos que entram nele, sim. O único modo de conter o aumento será a migração das pessoas do transporte individual para o coletivo”, diz o diretor de Planejamento da CET, Tadeu Leite Duarte. (Agência Estado) CHACINA DA CANDELÁRIA SINAL VERDE Sul do País vive dias de ‘Inverno Branco’ Ela foi mordida enquanto tomava banho de mar com água pela cintura Nelson Antoine/AE Plano de saúde vai subir até 9% Temperaturas devem começar a cair hoje também em São Paulo CLIMA ||| FRIO Boneco de neve em cima de carro na cidade de São Joaquim, na serra catarinense: clima polar CONTRATOS ||| REAJUSTE RECIFE ||| TUBARÃO B4 CORREIO POPULAR BRASIL Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Família processa general do Exército por sequestrar Mursi GOLPE DE ESTADO NO EGITO UE inclui Hezbollah na lista de organizações terroristas Tepco admite vazamento da usina de Fukushima ao mar Norueguesa é solta após ser presa por denunciar estupro ■ ■ A norueguesa Marte Dalelv, de 24 anos, foi solta ontem pelo governo de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, após receber um indulto. Ela foi condenada a um ano e quatro meses de prisão por autoridades locais por denunciar seu estupro à polícia. O caso provocou indignação na Noruega e levou o governo do país a pressionar o emirado para conseguir uma solução diplomática. A liberação foi confirmada pelo chanceler norueguês, Espen Barth Eide, no Twitter. A jovem foi presa após apresentar uma denúncia de estupro à polícia do emirado no último mês de março. Em entrevista à imprensa norueguesa, ela disse que estava em uma viagem de negócios a Dubai e, após voltar de uma festa, um colega de trabalho a agrediu, a levou para seu quarto e a violentou. A jovem decidiu denunciar o ocorrido, mesmo tendo sido advertida que seu caso não seria levado a diante em Dubai, e acabou presa. Ela foi julgada e condenada a 16 meses de prisão por consumo de álcool, conduta imprópria e por manter relações sexuais fora do casamento. Marte ficou praticamente incomunicável em uma cela por vários dias, até que finalmente conseguiu fazer contato telefônico com seus familiares e com o consulado norueguês. Graças às intervenções do consulado, a jovem foi colocada sob custódia de uma instituição religiosa, mas estava impedida de sair de Dubai porque seu passaporte estava apreendido. (Folhapress) VÍTIMA CONDENADA EM DUBAI De Londres Kate, duquesa de Cambridge e mulher do príncipe William, deu à luz um menino, anun- ciou o Palácio em um comuni- cado ontem, acabando com o suspense que deixou o Reino Unido e o mundo inteiro à es- pera da notícia há dias. A ex- pectativa inicial era de que o bebê real nascesse na semana passada. O menino, terceiro na linha sucessória ao trono britâ- nico, “chegou saudável” às 16h24, horário de Londres (12h24 de Brasília). O bebê, com 3,8kg, e a mãe estão bem. William, acompa- nhou o parto, acrescentou o Pa- lácio. Ele logo manifestou a feli- cidade do casal com o nasci- mento. “Não poderíamos estar mais felizes”, declarou o duque de Cambridge, que acompa- nhou o parto e passaria a noite na maternidade, segundo um porta-voz do Palácio. Ao estar presente no nasci- mento e passar a noite no hos- pital, ele reforça a sua imagem de príncipe moderno, que con- tribuiu para restaurar a popula- ridade de uma monarquia preocupada em se manter em harmonia com sua época. Piloto de helicóptero da Royal Air Force (RAF), William deve tirar duas semanas de li- cença paternidade para ajudar a cuidar do filho, que ocupará a terceira posição na linha su- cessória ao trono, atrás de Charles, de 64 anos, e do futu- ro William V, de 31 anos. “Minha mulher e eu esta- mos exultantes de alegria com a chegada de meu primeiro ne- to. É um momento incrivel- mente especial para William e Catherine e nós estamos ra- diantes por eles por esse nasci- mento de um neto”, disse o príncipe Charles. “Tornar-se avô é um mo- mento único na vida de cada um, como repetiram para mim várias pessoas nos últimos me- ses. Estou extremamente orgu- lhoso e contente de ser avô pe- la primeira vez e esperamos an- siosamente para ver o bebê.”. “É um momento importan- te para a nossa nação”, comen- tou o primeiro-ministro britâni- co, David Cameron. O presidente norte-america- no, Barack Obama, e sua mu- lher Michelle parabenizaram William e Kate. “Dada a rela- ção privilegiada entre os dois países, os norte-americanos es- tão muito felizes por festejar com o povo do Reino Unido.” O nome do bebê será re- velado apenas em alguns dias. Os britânicos tiveram que aguardar uma semana antes de saber o nome de Wi- lliam e um mês para o de Charles. George e James fo- ram os mais citados em ca- sas de aposta para batizar o novo herdeiro. Kate se internou de ma- nhã no hospital St Mary de Londres, aos “primeiros si- nais de trabalho de parto”, segundo o Palácio de Ken- sington. A notícia do nasci- mento foi acolhida com aplausos por centenas de tu- ristas na frente do Palácio de Buckingham. A roda gigante London Eye estava colorida em azul, brando e vermelho, as cores do Reino Unido. Na emble- mática praça de Trafalgar Square, as fontes estavam ilu- minadas em azul, para come- morar o nascimento do me- nino. As comemorações de- vem continuar hoje, quando 103 salvas de canhão serão disparadas em honra ao be- bê real, 62 da Torre de Lon- dres e outras 41, do Green Park. (Da France Press) Ao menos 89 morreram ontem e 21 mil prédios foram danificados por dois tremores ■ ■ A Tokyo Electric Power (Tepco), operadora da usina nuclear de Fukushima, reconheceu ontem pela primeira vez que parte da água radioativa que resfria os reatores da unidade podem ter ido parar no oceano Pacífico. Se confirmado, será novo indício de contaminação no mar após o acidente nuclear na usina, causado pelo terremoto seguido de tsunami de 11 de março de 2011. Desde então, foram encontrados altos níveis de radioatividade em peixes e outros frutos do mar da região. Segundo a companhia, foi aumentado em 110 vezes o nível do elemento césio-134 em um poço de extração da água radioativa entre os reatores e o mar. Desse modo, as águas conseguiram romper uma barreira de concreto e metal criada para impedir o vazamento. O líquido, usado para resfriar os reatores, está vazando dos tanques subterrâneos que ficam nos prédios onde estão os reatores, alguns deles próximos ao mar. No entanto, a agência atômica considera que essa pode não ser a única origem para o aumento dos níveis. A Tepco descarta um escape em massa. No início do mês, a operadora também reconheceu o aumento de até cem vezes nos níveis de radiação do solo ao redor da usina, de isótopos como césio-134, césio-137 e estrôncio. A planta foi parcialmente destruída após o terremoto seguido de tsunami que atingiu o Japão em 11 de março de 2011. (Folhapress) ■ ■ A União Europeia (UE) decidiu ontem incluir o braço armado do Hezbollah em sua lista negra de organizações terroristas, mas deve resolver como distingui-lo do braço político do movimento islamita xiita, que forma parte do governo libanês. O grupo reagiu à decisão. “Israel impôs à União Europeia sua vontade”, afirmou o canal de TV Al Manar, do movimento xiita libanês, que ainda acusou a Grã-Bretanha de estar à frente da campanha contra o partido. Os EUA elogiaram a notícia. “Com a decisão, a UE envia uma forte mensagem ao Hezbollah de que não pode agir com impunidade”, disse o secretário de Estado John Kerry. “É positivo que a UE tenha decidido chamar o Hezbollah do que ele é: uma organização terrorista”, afirmou o ministro das Relações Exteriores holandês, Frans Timmermans. A decisão da UE significa “congelar seus bens, bloquear seu financiamento e, portanto, limitar sua capacidade de ação”, explicou. O Líbano lamentou, mas afirmou que isso não afetará sua relação com os europeus. “Preferíamos que os países da UE fizessem uma leitura mais informada dos fatos, mas a sociedade libanesa continuará a manter as melhores relações com esses países”, disse o chefe do governo demissionário, Najib Mikati. “A UE enviou uma mensagem clara e unânime contra o terrorismo”, alegou o britânico William Hague. Israel se pronunciou no mesmo sentido: a decisão mostra ao mundo inteiro que o Hezbollah é terrorista. (AFP) ÁGUA RADIOATIVA NO PACÍFICO Bebê impulsiona o comércio em época de crise econômica Nasce no Reino Unido o novo herdeiro do trono De Pequim As equipes de resgate enfrenta- vam deslizamentos de terra e estradas bloqueadas para aju- dar as vítimas de dois terremo- tos que atingiram o Noroeste da China ontem, matando 89 pessoas, ferindo quase 600 e da- nificando mais de 20 mil cons- truções. Os tremores na provín- cia de Gansu, de 5,9 e 5,6 graus de magnitude, provocaram des- lizamentos que soterraram as construções locais, levantadas frequentemente de forma pre- cária. O governo da cidade de Din- gxi, em Gansu, informou em uma rede social que ao menos 14 pessoas permaneciam desa- parecidas. Quase todas as mortes fo- ram registradas no distrito de Min, onde um funcionário de uma indústria local disse que viu prédios desabarem. “Nossa fábrica tem apenas um andar. Quando cheguei ao pátio vi um edifício de 18 andares, o mais alto de nosso distrito, que balançava violentamente, so- bretudo o último andar”, expli- cou o homem chamado Ma. Um funcionário do gabinete de emergência da província in- formou que mais de 1,2 mil pré- dios desabaram, mais de 21 mil ficaram seriamente danifi- cados e que 371 tremores se- cundários foram registrados. Quase 3 mil bombeiros, poli- ciais, soldados e trabalhadores do governo local foram envia- dos à região, disse a agência Xi- nhua, mas os esforços das equi- pes eram prejudicados pelos deslizamentos de terra e pelas estradas, bloqueadas após as fortes chuvas dos últimos dias. O presidente Xi Jinping orde- nou um esforço de resgate to- tal, disse a Xinhua. “Estamos correndo para o local” da catás- trofe, afirmou por sua vez o vi- ce-prefeito de Dingxi. Um alerta vermelho para tempestade foi lançado para a região, o que pode prejudi- car ainda mais as ações de resgate no local. O ministério dos Assun- tos Civis enviou 10 mil barra- cas, 30 mil cobertores, 5 mil camas dobráveis e 10 mil sa- cos de dormir para Gansu, enquanto o governo provin- cial liberou 5 milhões de iua- nes (US$ 830 mil) para os es- forços de ajuda. O serviço geológico norte- americano (USGS) informou que o primeiro tremor, de 5,9 graus, ocorreu às 7h45 lo- cais a uma profundidade de 9,8 quilômetros. Pouco de- pois, às 9h12 locais, um se- gundo tremor de 5,6 graus atingiu a mesma região, com um epicentro a 10,1 quilôme- tros de profundidade, acres- centou o USGS. Os terremotos são fre- quentes no Oeste da China. Em abril um tremor de 6,6 graus provocou a morte de 200 pessoas em Sichuan, on- de em 2008 outro tremor de 8 graus matou 90 mil pes- soas. (Da France Press) DECISÃO COMEMORADA China Out/France Press ■ ■ Quatro egípcios morreram ontem em confrontos entre manifestantes favoráveis e contrários ao presidente deposto Mohamed Mursi, enquanto sua família anunciou que vai processar o comandante do Exército, general Abdel Fattah al-Sissi, acusando-o de “sequestro”. Vinte e seis pessoas ficaram feridas nos choques perto da Praça Tahrir. Um civil foi morto e quatro militares ficaram feridos em ataques no Norte do Sinai. À noite, o presidente interino Adly Mansour pediu a “reconciliação” nacional, em pronunciamento breve pela televisão, na véspera do aniversário da queda da monarquia, em 1952, pelos Oficiais Livres liderados por Gamal Abdel Nasser. Ontem, dois novos ministros prestaram juramento: Adel Abdelhamid Abdallah, na Justiça, e Ibrahim al-Dumeiri, nos Transportes. Em sessão parlamentar improvisada na mesquita Rabaa al-Adawiya, perto de onde milhares de pró-Mursi estão mobilizados, parlamentares islamitas exigiram a restituição do presidente e da Constituição. A família de Mursi, detido em lugar secreto desde a destituição pelo Exército, no dia 3 de julho, denunciou seu “sequestro”. “Estamos prestes a apresentar processos legais local e internacional contra Fattah al-Sissi, que liderou o golpe de estado militar”, declarou a filha do presidente deposto, Chaimaa Mursi, indicando que “os considera plenamente responsáveis pela saúde e integridade” de Mursi. (AFP) M acaquinhos com brasões reais personalizados, pacotes de biscoitos em forma de mamadeira, contos sobre bebês reais. Os comerciantes britânicos disputam com criatividade para lucrar com o nascimento do primogênito do príncipe William e da duquesa de Cambridge, Kate Middleton. Há artigos para todos os gostos e bolsos. O nascimento do bebê real, assim como o jubileu de diamante do reino, no ano passado, e o casamento de William e Kate, em 2011, são eventos que impulsionam a indústria nessa época de austeridade. O Centre for Retail Research (CRR) estima em 199 milhões de libras (pouco menos de R$ 700 milhões) os gastos em souvenirs na época do casamento. Para o nascimento do novo herdeiro do trono, o CRR espera cerca 80 milhões de libras de renda, gerados pela compra de brinquedos e produtos reais, e outros 76 milhões vindos da compra de livros e DVDs dedicados à família real. (AFP) Pregoeiro anuncia o nascimento do herdeiro da coroa real britânica em frente ao hospital de St. Mary Kate dá à luz um menino, o terceiro na linha de sucessão à coroa Príncipe William ficou ao lado da mulher durante o nascimento Terremoto mata e destrói na China MundoEditora: Silvana Guaiume silvana.guaiume@rac.com.br Andrew Cowie/France Press Equipe de resgate trabalha em casa destruída por tremor em Gansu REALEZA ||| COMEMORAÇÃO TRAGÉDIA ||| GANSU B8 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Carlos Rodrigues DA AGÊNCIA ANHANGUERA carlos.rodrigues@rac.com.br A segunda vitória conquistada pelo Guarani na Série C do Campeonato Brasileiro teve um gosto especial por ter mos- trado a força do conjunto bu- grino. Com o placar empata- do por 0 a 0, o técnico Tarcí- sio Pugliese apostou nos su- plentes e viu dois de seus es- colhidos saírem do banco de reservas para decidirem o jo- go diante do Macaé, sábado, no Rio de Janeiro. E o gol da vitória credenciou Laionel e Henan a vislumbrarem uma vaga no time titular, aumen- tando a dor de cabeça sadia do treinador para escalar sua equipe. Laionel, o autor do gol, não precisou de muito tempo em campo para dar conta do recado. O atacante entrou aos 29' do segundo tempo no lugar de Ewerton Maradona e, no minuto seguinte, balan- çou a rede. Estreante da tar- de, Henan entrou no time aos 22' na vaga de Nena, não teve nenhuma chance clara de gol, mas também foi decisi- vo com a assistência — foi de- le o passe para o gol e não de Fumagalli como chegou a ser publicado. Para Tarcísio Pugliese, a ex- pectativa que tinha sobre seu plantel foi correspondida. "Todo mundo que saiu do banco entrou bem. E é impor- tante que quem entre mude o jogo, senão as coisas per- dem o sentido. Você mexe com o objetivo de que o ren- dimento do time melhore e eles conseguiram isso. É uma prova de que eles estão cum- prindo bem suas funções", afirma. Os jogadores também exal- tam o potencial do elenco bu- grino e garantem que o Gua- rani não é formado apenas pelos onze titulares. "Esta- mos montando um grupo for- te, muito bom e a cada parti- da mostramos isso", destaca Laionel. "Todos os que estão no banco estão preparados para ajudar. Estamos traba- lhando no mesmo nível e isso mostra que todo mundo tem condição de ser titular. Acre- dito que o Tarcísio tem um elenco muito bom em mãos." Agora, a expectativa de quem entrou bem é por um lugar na equipe que inicia o jogo diante do Duque de Ca- xias, no domingo. Como ne- nhum atleta está suspenso, Tarcísio Pugliese pode repetir a mesma formação que esca- lou no Rio de Janeiro, mas a boa participação de Laionel e Henan, como também de Léo Costa, que entrou bem na la- teral-esquerda, pode resultar em alterações na equipe. "Ninguém assina contrato para ser titular, temos que conquistar a vaga dentro de campo. Estou trabalhando e mostrando que tenho condi- ções para isso", enfatiza Laio- nel. "Se o professor optar por começar comigo, vou entrar e dar o meu melhor", comple- ta o jogador, que comemo- rou muito seu primeiro gol com a camisa bugrina. "A gente sabia que com o nosso trabalho logo a bola iria en- trar. Espero que seja o primei- ro de muitos." Paulo Santana DA AGÊNCIA ANHANGUERA santana@rac.com.br A Ponte Preta embarca com uma espécie de time C — for- mado por reservas e até atle- tas do sub-17 — para Ma- naus, onde enfrentará o Na- cional, amanhã, às 21h30, no Estádio do Sesi, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Priorizando o Campeonato Brasileiro e de olho na inédita participa- ção na Copa Sul-Americana, até o técnico Paulo César Carpegiani ficou em Campi- nas. O time será dirigido pe- lo auxiliar Zé Sérgio. Como perdeu a primeira partida, por 1 a 0, em casa, a Macaca precisa vencer por dois gols de diferença para seguir em frente. Para disputar a Sul- Americana, a Macaca tem de ser eliminada. O time deve entrar em campo com o goleiro Daniel, os alas Luís Advíncula e Rodri- go Biro, mais os zagueiros Cé- sar, Gustavo e Raphael Silva. O meio-campo deverá contar com os volantes Alef e Paulo Roberto e os meias Adriani- nho e Rafinha. O ataque terá apenas Dennis. Desta equipe, apenas Advíncula e Adriani- nho podem ser considerados candidatos à titular. O perua- no só foi relacionado porque precisa ganhar ritmo, assim como o experiente meia. A principal novidade do grupo que viaja é a presença do lateral Jeferson, de apenas 16 anos, que faz parte do ti- me sub-17 e tem sido convo- cado regularmente para a Se- leção Brasileira da categoria. "A Ponte precisa ter uma ba- se forte. Nunca tive medo de lançar jovens. Foi assim quan- do lancei o Emerson Sheik, o Adriano e outros jogadores", destaca Carpegiani. O treinador garante que não há menosprezo à Copa do Brasil. Segundo ele, a Pon- te Preta está trabalhando de acordo com a prioridade defi- nida pela diretoria. "Se eu fos- se com o grupo, teria apenas a sexta-feira para trabalhar com o time chamado titular. Como nossa prioridade é o jo- go com o Santos (sábado) e o Campeonato Brasileiro, deci- dimos que seria mais impor- tante que eu ficasse por aqui", avaliou. A delegação al- vinegra viajou com apenas 18 atletas, mais os integrantes da comissão técnica. No Nacional, o técnico Aderbal Lana fala em tirar proveito da falta de interesse da Macaca, mas não quer des- viar a atenção da Série D. "Na Copa do Brasil, já fizemos coi- sas que muita gente não espe- rava. Estamos em condições de chegar na quarta fase da competição, mas isso está ti- rando um pouco o foco da Sé- rie D. A Copa do Brasil é im- portante, deu visibilidade ao Nacional, mas o foco é outro e o torcedor tem que enten- der isso", reitera o treinador, que viu seu time perder em casa para o Paragominas-PA, de virada, por 3 a 1, no últi- mo domingo. "Não quere- mos parar por aqui. Quere- mos mais. Queremos fazer história para ajudar o futebol amazonense", comentou o atacante Leonardo. Negociação fracassa e Bolatti está descartado Carpegiani fica e grupo tem até jogador do sub-17 Defesa iguala marca do time que subiu em 2009 NO MAJESTOSO Laionel e Henan saíram do banco e decidiram Depois de deixar tudo enca- minhado para a vinda do vo- lante argentino Mário Bolat- ti, a Ponte Preta ficou de mãos abanando. Foi a segun- da negociação tida como cer- ta e que acabou não se con- firmando nos últimos dias. No início da semana passa- da, o trio Maikon Leite, Tia- go Real e Wellington, do Pal- meiras, recusou acerto com a Macaca, que chegou a con- firmar a negociação. Por aqui, os dirigentes di- zem que Bolatti prefere jogar fora do Brasil. Em Porto Ale- gre, o Internacional, clube com o qual o argentino tem contrato, informou que não houve acordo a respeito do sa- lário. O volante recebe R$ 200 mil do clube gaúcho e a Pon- te queria pagar "apenas" R$ 80 mil. "O procurador do Bo- latti nos ligou no sábado e avi- sou que o jogador não quer ir para outro clube do Brasil. En- tão, não temos muito o que fazer. Infelizmente, não deu certo", comentou o executivo de futebol Ocimar Bolicenho. Bolatti está encostado no Inter depois de passar seis meses emprestado ao Racing, da Argentina, onde não foi na- da bem. Entre atuações apa- gadas, precisou conviver com a falta de sintonia com a torci- da. Contra o Quilmes, na pe- núltima rodada do campeo- nato local, entrou no lugar de Pelletieri, um dos símbolos do time, e a cada toque na bo- la, ouvia vaias. Na última rodada, contra o Boca Juniors, o volante as- sistiu a tudo do banco de re- servas. O Diário Olé destacou que "seu ciclo no Racing che- gou ao fim com uma carga de produções chatas, uma notó- ria falta de confiança e a resis- tência dos torcedores". Bolat- ti, que jogou a Copa de 2010, esteve em 15 das 17 partidas do Racing no Campeonato Ar- gentino. (PS/AAN) O Guarani teve muito o que co- memorar na vitória sobre o Macaé. Além do primeiro triunfo fora de casa na Série C, do retorno ao G4 e de ver o ata- que funcionar, o Bugre cele- brou mais uma atuação consis- tente de sua defesa, que segue intransponível. Ao não ser va- zado, o Bugre alcançou uma marca que há quatro anos não obtinha: ficar cinco partidas consecutivas sem sofrer gols. A última vez que o Guarani ficou tanto tempo sem ser va- zado foi na Série B de 2009. O time comandando por Oswal- do Alvarez, que conseguiria o acesso para a elite do Brasilei- ro na competição, não levou gol contra Figueirense (1 a 0), Vasco (0 a 0), Ponte Preta (1 a 0), São Caetano (1 a 0) e Vila Nova (0 a 0). Dessa vez, a eficiência da defesa foi demonstrada nas partidas diante do Madureira (0 a 0), Mogi Mirim (1 a 0), Ca- xias (0 a 0), Grêmio Barueri (0 a 0) e Macaé (1 a 0). "Estou muito feliz. O bom desempe- nho defensivo se deve a todos os atletas, já que os meias e atacantes também contri- buem muito com a marcação. O grupo está se dedicando bas- tante nos treinos para se adap- tar ao esquema do treinador e isso vem dando certo", disse o goleiro Juliano, ao site oficial do clube. O próximo objetivo é igua- lar uma marca que não é obti- da há 25 anos. Caso não sofra gol contra o Duque de Caxias, o Bugre repetirá o feito do ti- me comandado por Eli Carlos no Brasileiro de 1988 que fi- cou seis jogos seguidos sem ser vazado. Na ocasião, foram duas vitórias (diante de Bangu e América-RJ) e quatro empa- tes (contra Fluminense, Inter- nacional, Santos e Bahia). "Es- pero manter esse retrospecto e não levar gol também no pró- ximo jogo", diz Juliano. (CR/ AAN) Acanhado O Estádio do Sesi é o único disponível atualmente em Manaus, que tem a Arena Amazônia sendo construída para a Copa de 2014. Hoje, cinco times mandam seus jo- gos no local, que pode rece- ber até 5 mil torcedores: Na- cional, Fast Club, Rio Negro, São Raimundo e Sul Améri- ca. Os ingressos para o jogo de amanhã custam R$ 30,00. Exemplo O técnico Carpegiani, que ha- via indicado a contratação do volante Mário Bolatti, não gostou nada do desfecho do assunto. "Fica o exemplo pa- ra que as próximas negocia- ções sejam confirmadas so- mente depois que estiver tu- do assinado", disse. Sub-17 A Ponte enfrenta o Botafogo, hoje, às 15h, no Caio Mar- tins, em Niterói, pela Copa do Brasil. Como venceu a pri- meira por 5 a 0, a Macaqui- nha pode ser goleada por até quatro gols que ainda estará classificada para a próxima fase, quando poderá enfren- tar o ganhador do confronto entre Bahia x Atlético-GO. Transferência estava encaminhada, mas argentino não acerta contrato Esportes A última vez que o Bugre ficou cinco jogos sem sofrer gols foi há quatro anos Principal novidade na delegação é o lateral Jeferson, de 16 anos Tarcísio Pugliese destaca a força do conjunto bugrino NO BRINCO Coordenação: Carlo Carcani Filho. carlo@rac.com.br. Editores: Chico Sanches, Laine Turati e Silvio Begatti COPA DO BRASIL ||| DESINTERESSE OPÇÕES ||| VITÓRIA EM MACAÉ Fumagalli A participação do meia Fuma- galli durante os 90 minutos da partida contra o Macaé, sába- do, no Rio de Janeiro, sur- preendeu e animou a comis- são técnica bugrina. O joga- dor, que disse antes da via- gem que atuaria o quanto aguentasse, não demonstrou desgaste e suportou muito bem o ritmo do jogo. Reapresentação Após a desgastante viagem de volta de Macaé, o elenco bu- grino ganhou folga ontem e a reapresentação de todo o gru- po acontece hoje, às 10h. Os jogadores que atuaram no Rio de Janeiro devem realizar ape- nas um trabalho de força. Vestiário O vestiário do elenco profissio- nal do Guarani está de cara nova. O clube instalou carpe- te em toda a extensão do ves- tiário número um do Brinco de Ouro e também no corre- dor que dá acesso à academia do departamento profissio- nal. "Estamos trabalhando pa- ra proporcionar melhores con- dições de trabalho aos atle- tas", explicou o diretor de fute- bol Rogério Giardini. Rodrigo Zanotto/30mai2013/Especial para AANRodrigo Zanotto/11jul2013/Especial para AAN Laionel vive a expectativa de entrar como titular no próximo jogo Time C da Ponte joga em Manaus O peruano Advíncula foi relacionado pois precisa ganhar ritmo Reservas roubam a cena no Guarani A14 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • RANKING DA ATP Time PG J 1º) Palmeiras 21 9 2º) Chapecoense 20 8 3º) Sport 18 9 4º) Joinville 17 9 5º) Figueirense 16 9 6º) Paraná 15 9 7º) Bragantino 14 9 8º) América-MG 14 8 9º) Atlético-GO 13 9 10º) Oeste 12 9 11º) Boa Esporte 12 9 12º) Guaratinguetá 10 9 13º) Icasa 10 9 14º) São Caetano 10 9 15º) Ceará 10 9 16º) Paysandu 9 9 17º) Avaí 9 9 18º) ASA 7 9 19º) América-RN 6 9 20º) ABC 3 9 10ª Rodada Hoje ASA x Bragantino (21h) Icasa x Joinville (21h) Sexta-feira, 26/7 Sport x Oeste (21h) Atlético-GO x América-RN (21h) Sábado, 27/7 Guaratinguetá x Palmeiras (16h20) Chapecoense x Avaí (16h20) Boa Esporte x América-MG (16h20) Paraná x Ceará (16h20) Figueirense x São Caetano (21h) ABC x Paysandu (21h) SÉRIE B PARALÍMPICO BASQUETE Bragantino pega o ASA para tentar alcançar o G4 Bellucci ocupa a pior colocação em quatro anos DIREÇÃO PERIGOSANA UTI Corredor ganha ouro com direito a recorde mundial Estado de saúde de Djalma Santos volta a piorar Marcelinho Paraíba é detido suspeito de embriaguez Kleina tem dúvidas para montar ataque e defesa Brasil coloca mais um jogador na temporada da NBA Decisão pode marcar a despedida de Bernard Depois de Raulzinho e Lucas Bebê serem escolhidos no último Draft, o Brasil tem agora mais um jogador na NBA. Ontem, o Boston Celtics anunciou que acertou a contratação do pivô Vitor Faverani, que estava jogando pelo Valencia Basket, na Espanha. Aos 25 anos, ele não tinha mais idade para participar da seleção anual de novos talentos e, por isso, foi contratado como agente livre. A franquia não revelou detalhes do contrato. Por meio do seu site oficial, o Celtics destacou que o jogador de 2,10m participou de 23 jogos da última liga espanhola, mantendo média de 9,3 pontos e 4,6 rebotes por partida, com 17 minutos em quadra. Ferrari é gaúcho e se transferiu aos 13 anos para o basquete da Espanha. (AE) A 10ª rodada da Série B do Brasileiro começa hoje, com a disputa de dois jogos, ambos às 21h. Será a chance do Joinville, que visita o Icasa, se manter no G4. Mas ele é ameaçado pelo Bragantino, que também joga fora de casa, diante do ASA, e tenta ficar entre aqueles que conseguem o acesso. Sem vencer há três jogos e com a crise batendo na porta — o presidente Nereu Martinelli e o técnico Arturzinho discutiram publicamente na semana passada —, o Joinville enfrenta o Icasa no Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE). E precisa se reabilitar. Quem torce por um tropeço do Joinville é o Bragantino, que vem de vitória sobre o Ceará e enfrenta agora o ASA, em Arapiraca. (AE) Sem jogar desde a partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Crac, no dia 10 de julho, Arouca está mais perto de retornar à equi- pe do Santos. Desfalque dian- te de Portuguesa e Coritiba, o volante voltou a treinar com bola na tarde de ontem e trabalhou em separado do grupo no CT Rei Pelé. Arouca está se recuperan- do de um edema no músculo da coxa esquerda e, ontem, chegou a trabalhar com bola, mas individualmente, en- quanto os reservas se exerci- tavam no gramado. Desta for- ma, ele está fora do jogo de volta contra o Crac, amanhã, em Catalão (GO), pela Copa do Brasil. A expectativa é que Arou- ca possa voltar no próximo sábado, quando o Santos vai visitar a Ponte Preta no Está- dio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela nona rodada do Brasileirão, às 21h. O clu- be conta com ele para enfren- tar o Barcelona, em amistoso marcado para a sexta-feira da próxima semana (2 de agosto), no Camp Nou. Se Arouca não enfrenta o Crac, o volante Leandrinho está à disposição do técnico interino Claudinei Oliveira para a partida de amanhã. O jogador tinha dores no joe- lho direito, mas faz trabalho normal na academia ontem e está liberado pelo departa- mento médico. No gramado, o também volante Misael, re- cém-contratado, já treinou com os reservas. (Da Agência Estado) No início do ano, Gilson Kleina quebrava a cabeça para conseguir montar um time, já que sofria com a fal- ta de opções — chegou a ter apenas 17 jogadores no elen- co. Hoje, sobram peças para o treinador do Palmeiras, que tem a semana livre, an- tes de visitar o Guaratingue- tá no sábado pela 10ª rodada da Série B, para decidir quem escalar no ataque e na zaga. A dúvida maior está na fren- te, onde o recém-contratado Alan Kardec estreou bem no segundo tempo da vitória con- tra o Figueirense, sábado pas- sado, em Florianópolis. Para colocá-lo como titular, o técni- co teria de tirar Vinícius ou Leandro. O primeiro vive um momento melhor, mas o segundo é o artilheiro da equipe na temporada. Ou- tra opção seria optar pela saída de Charles e apostar numa formação mais ofensi- va, com três atacantes. Em conversas informais, Gilson Kleina admite que inicialmente pensa no time com Leandro e Alan Kardec no ataque. O treinador gos- ta que sua equipe tenha um jogador de referência na área, por isso dá como certo a entrada do recém-contra- tado entre os titulares. (Da Agência Estado) SÉRIE B Acostumado a dominar os bastidores do São Paulo com mão de ferro, o presidente Ju- venal Juvêncio experimenta a sensação de ser contestado dentro do clube. Mesmo en- tre os aliados, a sensação é de que o dirigente está perdido em meio ao barril de pólvora que o clube se transformou, com a pior sequência de der- rotas de sua história, e não sa- be o que fazer. Quem o acom- panha rotineiramente identifi- ca sinais de desgaste e pres- são que, hoje em dia, são bem mais sentidos do que no passado. "O Juvenal está nas cordas. Nunca o vi assim antes", resu- miu um dos diretores que convivem diariamente com o presidente. Para ele, as ima- gens vazadas do dirigente dis- cutindo asperamente e xin- gando alguns torcedores no churrasco do último domin- go, marcado pelo entrevero entre situação e oposição, o deixou em situação delicada e ajudou a passar a impres- são de falta de rumo. "Há al- guns anos isso não teria acon- tecido porque ele saberia co- mo agir e que peças mover", diz o mesmo cartola, numa re- ferência aos pedidos de de- missão do diretor de futebol do clube, Adalberto Baptista. A substituição de Adalberto Baptista, visto como arrogante e truculento pelos jogadores e pela própria diretoria, é o mo- tivo de maior discórdia. O úni- co ponto de convergência en- tre situacionistas e oposicio- nistas é que o clube precisa de um profissional remunerado de melhor trânsito com os atle- tas e com mais bagagem no fu- tebol. Juvenal, por enquanto, não se pronunciou sobre o as- sunto e tenta manter o escu- deiro — ontem, os dois estive- ram no CT da Barra Funda e conversaram longe do alcance da imprensa —, mas vai ava- liar novamente a situação durante a excursão do time pela Europa e Japão — on- de disputa um torneio amis- toso e a Copa Suruga. Ele já foi alertado por diversos di- retores que demitir o dire- tor de futebol pode dar al- gum oxigênio para sair da crise. Torcida Um dia depois do polêmico churrasco que terminou em confusão na sede do São Paulo, o clube protagonizou uma nova trapalhada. A principal torcida organiza- da são-paulina disparou um e-mail criticando o apoio da oposição a Marco Aurélio Cunha, pré-candida- to às eleições presidenciais do ano que vem, e acusan- do o ex-superintendente de ser santista. O problema é que o comunicado foi dispa- rado utilizando a conta do programa sócio-torcedor, que tem o domínio oficial do clube. A atitude de divulgar um comunicado da organizada deixou os sócios-torcedores indignados e muitos entra- ram nas redes sociais para protestar e criticar o clube. Alguns ameaçaram até mes- mo cancelar a assinatura do programa em represália. (Da Agência Estado) O brasileiro Thomaz Bellucci deixou o top 100 do ranking da ATP, após a atualização semanal de ontem. Assim, ele perdeu 43 posições na lista e ocupa agora apenas o 113º lugar, com 495 pontos. Bellucci está, portanto, na sua pior posição no ranking nos últimos quatro anos. A última vez em que ele ocupou uma colocação tão ruim foi no dia 27 de julho de 2009, quando estava em 117º lugar, exatamente antes de conquistar o primeiro título da carreira, o Torneio de Gstaad, que ele voltará a jogar nesta semana. O ranking não teve alterações nas 10 primeiras colocações e continua sendo liderado pelo Novak Djokovic, com 12.310 pontos e quase 3 mil de vantagem para o britânico Andy Murray, em 2º. (AE) Santos espera ter Arouca diante da Ponte Preta O meia-atacante Bernard, de 20 anos, pode se despe- dir do Atlético-MG amanhã, após a decisão da Libertado- res diante do Olimpia, no Mi- neirão. Segundo o jornal fran- cês L’Equipe, o jogador, asse- diado por vários clubes da Eu- ropa, já teria fechado com o Ar- senal, da Inglaterra, por 21 mi- lhões de libras (cerca de R$ 72 milhões) — o contrato é de cin- co temporadas. E, ainda de acordo com a publicação, os exames médicos serão realiza- dos sexta. Como dono de 75% dos di- reitos econômicos do jogador, o Atlético-MG ficaria com cer- ca de R$ 55 milhões. Bernard receberia R$ 700 mil mensais e chegaria para assumir a vaga do marfinense Gervinho, que está de saída do clube inglês. Apesar da informação do L’Equipe, o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, desmentiu o acerto. "Essa notícia não é ver- dadeira", disse o treinador francês, após amistoso com o Nagoya Grampus, ontem, no Japão. Casa cheia O Atlético-MG anunciou on- tem que todos os 54 mil ingres- sos colocados à venda para o jogo de amanhã já foram ven- didos. Restam apenas poucas entradas no valor de R$ 500 que pertencem à cota da Mi- nas Arena, administradora o estádio. A previsão é que a renda ul- trapasse os R$ 8 milhões, supe- rando o atual recorde nacional de R$ 6,9 milhões da partida entre Santos e Flamengo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. (Da Agência Estado) O ex-jogador Djalma Santos voltou a ter uma piora em seu quadro clínico e acabou retornando à unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Hélio Angotti, em Uberaba (MG), onde está internado desde o dia 1º de julho. Um boletim médico divulgado ontem pelo hospital confirmou que ele voltou para UTI na noite do último sábado, assim como informou que o ex-jogador de 84 anos "permanece em ventilação mecânica e com necessidade de suporte hemodinâmico". Bicampeão mundial com a Seleção nas Copas de 1958 e de 1962, Djalma Santos vem recebendo tratamento por causa de uma infecção respiratória aguda. A sua recuperação tem sido inconstante. (AE) Principal nome da disputa dos 200m da classe T46, o brasileiro Yohansson do Nascimento não decepcionou ontem. Além de garantir a medalha de ouro para o Brasil na disputa do Mundial Paralímpico de Atletismo, em Lyon, na França, ele pulverizou o recorde mundial da prova, com o tempo de 21s91. Para comemorar, repetiu a estrela executada em Londres 2012 ao conquistar também uma medalha de ouro. O esforço foi tanto que, após deixar a pista, Yohansson acabou passando mal enquanto se preparava para atender aos jornalistas na zona mista do estádio. O atleta chegou a vomitar e recebeu atendimento médico. Outro ouro veio com Verônica Hipólito, campeã dos 200m da classe T38. (AE) O jogador Marcelinho Paraíba, 38 anos, foi detido pela Polícia Militar em Varginha (MG) na madrugada de domingo sob suspeita de dirigir embriagado. Segundo a PM, a abordagem aconteceu por volta das 5h, após o carro dirigido pelo atleta quase colidir com outro veículo. Ele estava sem a carteira de habilitação e o documento do carro. Na ocasião, a equipe de patrulhamento detectou sinais de embriaguez em Marcelinho. De acordo com a PM, ele confessou ter bebido meia hora antes, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro. O meia do clube mineiro Boa Esporte teve o carro apreendido e foi conduzido à delegacia de Varginha. Ele foi liberado após se submeter a um exame clínico. (FP) Cléber completa a renovação da zaga do Corinthians Opções não faltam ao treinador, que deve escalar Alan Kardec como titular Juvenal mostra estar perdido em meio à crise Volante volta a treinar com bola, mas está fora da partida contra o Crac Jornal francês garante que o meia já fechou com o Arsenal, da Inglaterra Ex-pontepretano assina contrato com o clube até dezembro de 2017Diretores mais próximos dizem que presidente está irreconhecível ANÚNCIO ||| REFORÇO O Corinthians completou a re- novação de sua dupla de zaga. A diretoria corintiana final- mente oficializou ontem a ne- gociação com o zagueiro Cle- ber, que estava na Ponte Pre- ta. Ele assinou contrato até de- zembro de 2017 com o clube. Cleber é mais uma aposta da diretoria e da comissão téc- nica do Corinthians, que espe- ram ser tão bem sucedidos quanto na contratação do za- gueiro Gil, que chegou no co- meço desta temporada e, com boas atuações, virou titular ab- soluto do time. Com Gil, de 26 anos, e Cle- ber, que tem 22, cai a média da idade da dupla de zaguei- ros, um dos objetivos do clu- be. Titulares na conquista do Mundial, em dezembro, no Ja- pão, Chicão tem 32 anos e Pau- lo André fará 30 em agosto. Cleber se destacou na Pon- te Preta e era observado pela comissão técnica corintiana desde o início do ano. Foi elei- to para a seleção do Campeo- nato Paulista. O outro zaguei- ro eleito entre os melhores do Paulistão foi justamente Gil, que o Corinthians foi buscar no Valenciennes, da França. O clube paulista investiu cerca de R$ 9 milhões para contratar Gil, enquanto Cleber custou R$ 6 milhões. A diferen- ça é que a vinda do zagueiro da Ponte contou com a ajuda da DIS, grupo de investidores. Pela fatia dos direitos econô- micos de Cleber, o Corin- thians fica com 20%, a DIS, 60%, e outros 20% pertencem ao jogador e ao empresário. A chegada de Cleber pode fazer com o que o Corinthians abra mão de Chicão, atleta cujo contrato termina em de- zembro. Como não estourou a cota de sete jogos com a cami- sa corintiana, ele ainda pode trocar de clube neste Brasilei- rão. (Da Agência Estado) SÃO PAULO ||| SEM RUMO Márcio Fernandes/AE Juvenal Juvêncio esconde o rosto durante treino do time no CT Cartola discutiu com torcedores durante churrasco no domingo RETORNO ||| NO SÁBADO PALMEIRAS ||| MUDANÇAS LIBERTADORES ||| É AMANHÃ ESPORTES CORREIO POPULAR A15 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • 934 569 02 03 04 08 09 10 11 14 19 20 21 22 23 24 25 567 Quina: acumulou Quadra: 154 (R$ 3.982,36) Terno: 8.804 (R$ 99,51) 27 46 52 64 75 15 acertos: 6 (R$ 269.565,06) 14 acertos: 1.126 (R$ 631,38) 13 acertos: 17.604 (R$ 12,50) 12 acertos: 209.344 (R$ 5,00) 11 acertos: 1.237.028 (R$ 2,50) Até o fechamento desta edição a Caixa não havia divulgado o rateio. 1º (5 acertos) acumulou 2º (4 acertos) 4 (R$ 5.621,84) 3º (3 acertos) 969 (R$ 33,15) Allan do Carmo fica em 10º na prova dos 10km Renata Rondini DA AGÊNCIA ANHANGUERA renata.pioli@rac.com.br Há dois anos em Campinas, o técnico Alexandre Rivetti vive- rá nesta temporada seu mo- mento mais desafiador. Seu nome foi escolhido para co- mandar o Vôlei Brasil Kirin, que brigará por títulos nos campeonatos Paulista e Super- liga masculina. “O que mais me motiva é ter pela primeira vez um time forte nas mãos, de primeiro escalão para jogar de igual para igual com as grandes equipes”, afirmou. Com larga experiência em categorias de base e vôlei uni- versitário, Rivetti também acu- mula a vivência de duas edi- ções de Superliga Feminina com o antigo Banespa como treinador, além de ter integra- do comissões técnicas de di- versos clubes nacionais. De estilo democrático, o no- vo comandante do vôlei cam- pineiro aposta no diálogo para formar um elenco forte e efi- ciente. “Procuro trabalhar jun- to com os atletas, com diálogo aberto. Ouço opiniões, claro que a última palavra é a mi- nha, mas tudo é construído em grupo. Durante os jogos sou equilibrado. Nem tão tran- quilo quanto o Cacá (Bizzoc- chi, treinador nas duas primei- ras temporadas da equipe) e nem tão agitado quanto o Pa- checo (ex-técnico)”, justificou. Alexandre Rivetti integrou a comissão técnica do vôlei cam- pineiro nas temporadas 2011/2012 e 2012/2013. Do grupo encabeçado por Marcos Pacheco, apenas ele permane- ceu. “O grupo é bom, a torcida é maravilhosa e espero que me dê apoio e apoie o grupo como sempre. A gente veste a camisa do projeto. Fui o único que ficou da comissão técnica anterior e por isso quero ter muito sucesso nesta tempora- da e chegar na decisão tão so- nhada de Superliga”, disse o profissional de 42 anos. Após o rompimento do anti- go patrocinador em março, o vôlei masculino passou por um período de incertezas. Atle- tas e comissão técnica foram li- berados para negociações com outras equipes. No final de maio, a Brasil Kirin assu- miu como patrocinador mas- ter e seis atletas renovaram: os centrais André Heller e Gusta- vão, o oposto Rivaldo, o líbero Alan, o levantador Rodrigui- nho e o ponta Diogo, além de Rivetti. E mais seis reforços fe- cham o elenco 2013/2014 A estreia do Vôlei Brasil Ki- rin no Paulista está prevista pa- ra o dia 2 de agosto, contra São José dos Campos, no Gi- násio do Taquaral, mas a Fe- deração Paulista ainda não oficializou o calendário. O grupo segue em ritmo inten- so de treinamento. Apenas o central Gustavão e o líbe- ro Alan não estão em Cam- pinas. O primeiro integra a Seleção Brasileira de novos e o segundo defende o Bra- sil na Liga Mundial. Jogo-treino Na próxima sexta-feira, o Brasil Kirin faz um jogo-trei- no contra o Atibaia, às 17h, no Ginásio do Taquaral. O brasileiro Allan do Carmo terminou em sétimo lugar na disputa da prova de 10km da maratona aquática no Mun- dial de Esportes Aquáticos, que está sendo realizado em Barcelona. Ontem, ele comple- tou a distância em 1h49min26, 15 segundos atrás do grego Spyridon Gianniotis, que fatu- rou o bicampeonato mundial. Terceiro colocado na dispu- ta dos 5km, sábado, o alemão Thomas Lurz voltou a subir ao pódio ontem, ao garantir o 2º lugar, três segundos atrás do campeão. O tunisiano Oussa- ma Mellouli, que venceu a pro- va de 5km, conquistou o bron- ze, oito segundos atrás de Gianniotis. Outro representan- te brasileiro na prova de 10km, Diogo Villarinho termi- nou apenas na 52ª posição. O resultado de ontem apre- senta uma grande evolução de Allan do Carmo, que no Mun- dial de Esportes Aquáticos de 2011, em Xangai, ficou em 50º lugar. Agora, em Barcelona, ele terminou na sétima coloca- ção e chegou a estar em quar- to durante a prova. "Foi uma prova muito difí- cil, disputada, com os melho- res do mundo. Foi um excelen- te resultado. Este era um obje- tivo, estar entre os 10 primei- ros porque esta colocação da- ria a vaga para a Olimpíada se estivéssemos em 2015", disse Allan do Carmo. Durante a dis- puta, ele terminou a primeira volta em 32º lugar, na segunda subiu para 21º, na terceira al- cançou a quarta colocação e, por fim, ficou em 7º. No nado sincronizado, a equipe do Brasil não conse- guiu manter a classificação com a qual avançou à final e terminou na 10ª colocação a rotina técnica, ontem. Nas eli- minatórias, as brasileiras ha- viam avançado com a 9ª nota. (Da Agência Estado) Joel tirou o volume da televi- são, foi até a cozinha, pegou o lixo e saiu. Havia uns vinte anos que a mulher vinha reclamando do futebol que ele gostava de curtir em casa, um de seus raros prazeres, além da cerveja. No último domingo, ela voltou a reclamar, como sempre. Aos vinte minutos do segundo tempo, Joel dis- se que ia botar o lixo pra fo- ra e se escafedeu. Gente boa o Joel, e tam- bém a sua patroa. Não ti- nham filhos. Dalva era dire- tora de escola pública e ele funcionário da Receita Fede- ral. Levavam uma vida tran- quila, carro quase novo, ca- sa própria e um pequeno apartamento em Praia Gran- de, onde costumavam ir em final de semana prolongado. Joel gostava de arranhar um violão e vez em quando acordava a sua mulher, altas horas da noite, cantando A Noite do meu Bem. Depois da doméstica seresta, faziam amor ao lado do violão, a úni- ca testemunha da paixão que um tinha pelo outro. Houve uma época, no início do casa- mento, os dois passando pe- núrias, ele chegou em casa com um buquê de capim en- feitado com uma flor do ma- to. Era aniversário dela. E foi aquela choradeira. Era assim o Joel... Dalva também era gente de muito carinho. Muitas ve- zes passou noites acordadas cuidando da febre do marido, uma malária mal resolvida, adquirida nos tempos de ser- viço militar, doença do Proje- to Rondon. Fez promessa e pagou adiantado, andando ajoelhada pela rampa da Igre- ja de Aparecida, rezando, a ca- da ajoelhada, um Pai Nosso. Joel sarou e a vida continuou. De uns vinte anos para cá, como já disse, Dalva co- meçou a reclamar do fute- bol e do volume da televi- são. Joel deixou o saco de sa- nito na lixeira da calçada, saiu a pé pela ruas do Taqua- ral e foi bater os costados num barzinho do São Ber- nardo, onde encontrou um canto seguro para tomar a sua cerveja. Corria pelo lugar um sam- ba sossegado, coisa da anti- ga. E uma moça muito boni- ta notou os seus olhos cansa- dos e profundamente entris- tecidos. Ele estava tão triste que a moça se viu tomada de compaixão, e puxou con- versa. E a rede veio repleta de paixão. E vieram can- ções, outras cervejas, até que a moça perguntou pelo seu paradeiro. Ele respon- deu apenas que o seu time ti- nha perdido e deixado na li- xeira um saco com as cascas de sua vida. E pediu para o cara do pandeiro abaixar o volume. Não cabia samba naquela hora. Bom dia. TV D errotada pela Rússia na final da Liga Mundial de Vôlei, domingo, a Seleção Brasileira ficou com o vice-campeonato, mas ao menos teve como "consolo" o fato de que três de seus jogadores foram eleitos para o time ideal da competição. O três selecionados são Bruno (levantador), Lucarelli (segundo melhor ponteiro) e Mário Jr. (líbero). A Rússia, após conquistar seu terceiro título na Liga, só teve um atleta escolhido: Dmitriy Muserskiry. (Agência Estado) Custo do Maracanã fica 69% maior do que valor estimado Brasileiro comemora evolução após ter terminado em 50º na edição passada Técnico encara maior desafio de sua carreira Seleção tem três eleitos no time ideal 3245 Ainda deve haver acréscimo depois de concluídas as obras do entornoRivetti assume pela primeira vez um time masculino principal ORÇAMENTO ||| GASTO Um domingo de derrota O novo Maracanã ficou R$ 60 milhões mais caro. Foi publi- cado ontem no Diário Oficial do Estado do Rio um ajuste de preços que eleva o custo da reforma do estádio para R$ 1,192 bilhão. As correções e os aditivos se sucedem des- de o ano passado, aumentan- do o valor total do principal palco do futebol brasileiro a um gasto 69% maior do que o estimado no início das obras, em setembro de 2010, quan- do se estabeleceu um orça- mento de R$ 705 milhões. Em maio, o governo do Rio decretou que o valor final da reforma do Maracanã era de R$ 1,049 bilhão, o que já re- presentava um aumento de 48,79% em relação ao orça- mento inicialmente previsto. No entanto, essa cifra apre- sentada pela Secretaria de Obras do Rio não levava em consideração todas as atuali- zações monetárias. Na visão do governo estadual, as atuali- zações não podem ser conta- bilizadas como parte do custo da reforma. Apesar disso, os acrésci- mos ao custo final não pa- ram. A assinatura da atualiza- ção monetária foi feita no últi- mo dia 9, mas a publicação no Diário Oficial se deu ape- nas ontem. O governo esta- dual, em resposta à reporta- gem, garantiu que esse ajuste será o último e o que o valor total de três atualizações fei- tas foi de R$ 143.313.755,76. Mas ainda há muitas obras a se fazer no Maracanã, princi- palmente no entorno do está- dio, para a Copa do Mundo no ano que vem — o local foi recentemente inaugurado, pa- ra receber a Copa das Confe- derações. Vale lembrar que o consórcio que ganhou o direi- to de explorar a modernizada arena ainda pretende realizar uma série de intervenções após a disputa do Mundial de 2014, marcado para aconte- cer de 12 de junho a 13 de ju- lho. (Da Agência Estado) zeza amaral ■ ■ Zeza Amaral é cronista da Rede Anhanguera de Comunicação e escreve às terças. E-mail: zeza@rac.com.br 7h: Mundial de Esportes Aquáticos (Sportv 2) 7h20: Amistoso - Yokohama Marinos x Manchester United (Sportv) 9h: Mundial de Esportes Aquáticos (Sportv 2) 10h30: Eurocopa Sub-19 - Holanda x Portugal (ESPN) 12h30: Mundial de Esportes Aquáticos (Sportv) 12h30: Mundial de Esportes Aquáticos (Sportv 2) 13h: Mundial de Atletismo Paralímpico (Sportv 3) 15h45: Amistoso - Milan x Juventus (Sportv) 18h30: Copa do Brasil Sub-17 - Flamengo x Avaí (Sportv) 19h30: Copa do Brasil Sub-17 - Vasco x Coritiba (ESPN Brasil) 19h30: Handebol Feminino - Brasil x Angola (Sportv 2) 21h: Icasa x Joinville (Sportv) 21h30: Amistoso - Atlético Nacional x Sevilla (Sportv 2) VÔLEI ||| BRASIL KIRIN Elcio Alves/AAN Alexandre Rivetti é adepto do estilo democrático de comando Treinador foi auxiliar nas duas últimas temporadas da equipe MUNDIAL ||| MARATONA AQUÁTICA A16 CORREIO POPULAR ESPORTES Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Delma Medeiros DA AGÊNCIA ANHANGUERA delma@rac.com.br Uma visão particular sobre os protestos e conflitos que mobilizaram a sociedade campineira no último mês. Isso é o que propõe o fotó- grafo e cientista social Allan S. Ribeiro, com sua exposi- ção sobre as manifestações populares ocorridas em Campinas. A mostra abre hoje, no re- cém-inaugurado Echos Stu- dio Bar, em Barão Geraldo. Esta é a terceira exposição individual organizada por Ribeiro, que morou um ano e meio na França (Nantes e Grenoble), onde fez mestra- do em Sociologia, Arte e Cul- tura na Université Pierre Mendès-France, Grenoble II. Ao voltar trabalhou como professor e foi aluno do cur- so Técnico em Processos Fo- tográficos no Senac Campi- nas. O fotógrafo explica seu olhar e o que pretende trans- mitir ao registrar as ima- gens. “O conceito que faço de arte ainda não se aplica ao que poderão encontrar por aqui, talvez nunca se en- caixe nele. Independente- mente de conceitos, o que espero produzir com mi- nhas imagens é a reflexão. Agradáveis ou não, mais que um estímulo aos olhos, espero que sejam o estopim para a revisão de conceitos ou simplesmente para a imaginação especulativa”, diz. As fotos foram feitas du- rante as manifestações ocor- ridas dias 20, 21 e 24 de ju- nho. “A ideia é mostrar uma outra visão sobre os atos de vandalismo que acontece- ram durante as manifesta- ções. Refletir se foram atos políticos e tentar entender de onde veio essa animosi- dade, se foi gratuita ou teve um sentido mais profundo”, afirma Ribeiro. Segundo ele, a ideia da exposição surgiu meio ao acaso. “Um amigo está abrindo o espaço, volta- do para artes, e me convi- dou a expor fotos. Pensei em fazer um ensaio com modelos, mas vendo as fo- tos que tinha feito sobre as manifestações vi que daria para fazer esse recorte”, ex- plica o fotógrafo, que tam- bém atua na cena musical da cidade como guitarrista das bandas Brás Cubas, Kre- tynos e Terrákeos. / CANTO / Montagem integra a programação do Festival de Óperas das Américas / OLHAR / Fotógrafo e cientista social inaugura exposição sobre manifestações ocorridas em Campinas As peças A Viúva Alegre e Os Contos de Hoffmann fecham a temporada do Festival Inter- nacional de Óperas das Améri- cas (FIO Américas), com apre- sentações no Teatro Munici- pal José de Castro Mendes. O festival, cujas preparação ocorre desde 1º de julho na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), envol- veu a preparação de três ópe- ras completas, com orquestra ao vivo, figurinos, cenários e iluminação. Realizado pela primeira vez no Brasil, o FIO Américas reúne especialistas em montagens de óperas do mundo todo, que estão traba- lhando com 80 alunos, nacio- nais e estrangeiros. La Cenerentola, de Rossini, abriu a programação em Cam- pinas na última sexta-feira. Hoje, o palco será ocupado pela montagem da opereta A Viúva Alegre, de Franz Lehár. Na quinta será apresentada a ópera Os Contos de Hoff- mann, de Jacques Offenbach. O FIO Américas foi idealiza- do pelo tenor Sidnei Alferes, mestre pela Unicamp que par- ticipou de uma experiência se- melhante na Itália e decidiu oferecer aos participantes a oportunidade de se aprofun- dar no mundo da ópera. Para viabilizar o programa ele con- tou com a apoio da mezzo-so- prano Kathryn Hartgrove, da Georgia State University; e da professora e soprano Adriana Kayama, da Unicamp. “Festi- vais dessa magnitude são co- muns na Europa e Estados Unidos, mas nunca ocorre- ram antes no Brasil ou na América Latina”, afirma Adria- na Kayama. Os professores e técnicos são dos Estados Uni- dos, Brasil e Canadá. A Viúva Alegre tem direção geral de Copeland Woodruff, e Os Contos de Hoffmann de William Florescu. Os atores- cantores são acompanhados por um pequena orquestra sob a regência do maestro Mi- chael Borowitz e assistência de Rolando Salazar. “O festi- val oferece aulas de canto, mo- vimento, expressão corporal, dicção, além de explorar as- pectos de cenário, figurino, iluminação para a montagem das três óperas. A proposta é disseminar as produções por Campinas e região”, explica Adriana. Além de Campinas, as óperas estão sendo apre- sentadas em Piracicaba, Li- meira, Salto, Indaiatuba e São Paulo. (Delma Medeiros/Da Agência Anhanguera) PERDA A Viúva Alegre hoje no Teatro Castro Mendes Sobre os distúrbios Divulgação Divulgação ● O quê: Exposição Fotográfica Manifestações em Campinas ● Quando: hoje, às 20h, até 11/8, a partir das 17h ● Onde: Echos Studio Bar (Rua Agostinho Pattaro, 54, Barão Geraldo, fone: 3201-8900) ● Quanto: Entrada franca Ator Dennis Farina, famoso pela série Law & Order, morre aos 69. PÁGINA C6 ● A Viúva Alegre Quando: hoje, às 20h30 ● Os Contos de Hoffmann Quando: quinta, às 20h30 ● Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, fone: 3272-9359) ● Quanto: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia) AGENDE-SE Foto de Allan S. Ribeiro mostra tropa de choque da Polícia Militar e barricada em meio a fumaça no tumulto ocorrido no Centro de Campinas durante protestos de junho Jovem vestido com bandeira do Brasil se destaca na multidão “Ideia é mostrar outra visão sobre atos de vandalismo”, afirma o fotógrafo, que inaugura mostra hoje Mostra será realizada no recém-inaugurado Echo Studio Bar Atores-cantores em cena de A Viúva Alegre, de Franz Léhar; festival será encerrado na quinta-feira AGENDE-SE CORREIO POPULARCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • “As ideias não correspondem mais aos fatos”, cantou Cazuza, há vinte e cinco anos. Adoro es- sa frase. Os fatos de hoje são muito mais complexos do que as interpretações que eram dis- poníveis, entre progressistas e reacionários. Os jovens do Movimento que começou em junho trazem para o País um novo estilo de contes- tação, típico do século 21 — uma contestação pontual, sem “projeto de nação ou de socieda- de”. É isso. Não vivemos diante de “acon- tecimentos”, mas só de incerte- zas, de “não-acontecimentos”. Na mídia, só vemos narrativas de fracassos, de impunidades, de “quase vitórias”, de derrotas diante do Mal, do bruto e do es- croto. O mundo está pirado. Essa perplexidade provoca a busca de novos procedimentos, de no- vas ideologias, de uma análise mais cética diante de velhas cer- tezas. O importante nessas no- vas manifestações é que elas (graças a Deus) não querem ex- plicar a complexidade do mun- do com umas poucas causas on- de se trancam os fatos. Na tradição do “ideologis- mo” brasileiro entranhado nas mentes, a ideia de complexida- de é vista como “frescura” — macho mesmo seria simplista, radical, totalizante. Mas, no mundo atual, a inovação está justamente no parcial, no pensa- mento indutivo, em descobrir o Mal entranhado em aparências de Bem. A ideia de uma solução “ge- ral”, “total” para o crescimento da economia brasileira é a he- rança dos velhos tempos da es- querda centralizadora. Para ha- ver progresso, há que esquecer “planos” ou algo assim; temos de abandonar a ideia de uma po- lítica central, como nos planos quinquenais da URSS ou nos “saltos para a frente” da China de Mao. Somente uma política econômica indutiva, descentra- da e pragmática com mudanças possíveis, pode ir formando um tecido de parcialidades que aca- bem por mudar o conjunto. É is- so que os jovens propõem. A chave é: “ações indutivas”, conceito que é a fobia do pensa- mento filosófico de tradição eu- ropeia, continental. Bom mes- mo sempre foi um doce silogis- mo aristotélico, com premissas e conclusão. Ou então uma boa causa universal que abranja tu- do, o todo, o uno, do qual se de- duz o particular. É uma herança da religião e do mito. Já o pensa- mento pragmático tem uma tra- dição mais anglo-saxônica (Hu- me, Locke, J.S. Mills), principal- mente Francis Bacon e depois William James. Não é por acaso que o pensamento pragmático nas ciências e filosofia acelera- ram muito mais o progresso, saí- do de dentro do ventre da revo- lução comercial e conceitual in- glesa. Esta, sim, foi a nascente do moderno pensamento filosó- fico e político. Suas ideias rege- ram o ritmo do capitalismo e do- minaram o mundo. O abstrato e ibérico vício da “dedução” generalizante nos le- va a uma paralisia, diminui a imaginação, a coragem de expe- rimentar. Uma ideologia em blo- co amarra uma coisa na outra, quer empacotar todas as particu- laridades num saco fechado, em uma “contradição fundamen- tal” que explique tudo. Essa é a razão pela qual, na história brasileira, o acaso e a in- vasão de fatos inesperados do Exterior têm provocado mais avanços modernizadores do que politicas inúteis e utópicas de governos brasileiros — a cri- se de 29 e a revolução de 30, a queda do muro de Berlim, a grande revolução digital que bo- ta as multidões na rua. A chamada globalização da economia é um bonde carrega- do de problemas? Sim. Pode nos jogar num vazio de excluídos? Pode. Mas, teve a vantagem de nos botar em contato com um pensamento mais livre. Isso foi a maior novidade: abandonar o simplismo totalizante e paranoi- co da tradição do marxismo vul- gar que nossa esquerda adotou. A globalização rompeu as pare- des da “taba” imaginária em que vivíamos. Eu tinha um orientador comunista que dizia que tudo era culpa do “imperia- lismo americano”. Nós éramos vira-latas tupiniquins à mercê do temível mundo externo. Ho- je sabemos que a causa de nos- sa miséria somos nós mesmos. O apagamento de fronteiras culturais com o mundo nos ti- rou de um sonho de futuro e nos colocou mais no presente. Não há mais futuro; só um enorme presente se processan- do. Um maior contato com mé- todos de gestão anglo-saxônicas trouxe dinamismo para empre- sas aqui, com uma nova ética ad- ministrativa. Alias, a própria quebra do Es- tado brasileiro, nos anos 80, foi ruim e boa. Deu-nos uma orfan- dade dolorosa diante do gigante quebrado, mas criou mais auto- nomia para a sociedade civil e mais criatividade para empresas privadas. Deixou claro que o Es- tado tem de existir para a socie- dade e não o contrário, como in- sistem os velhos comunas e al- guns jornalistas que viraram “de esquerda”, depois que a ditadu- ra acabou, quando não havia mais perigo. Essa orfandade nos desper- tou para a importância da com- petência contra o delírio utópi- co, apesar de filósofos desconfia- rem que “competência técnica” pode ocultar “direitismo” por trás, tudo por causa de um ve- lho artigo do Heidegger sobre a “técnica”. Muito mais importante que lamentar a pobreza, é descobrir formas de combatê-la, muito além do Bolsa Família, a doce e inútil caridade (se a inflação vol- tar, haverá correção monetária para o Bolsa?). Há grande distân- cia entre diagnóstico e solução. Muitos se contentam com o apontamento deprimido dos problemas, como se consequên- cias fossem causas. Melhoramos muito com a ideia do “possível”, em vez da bravata das utopias. E isso não é covardia ou omissão; é sabedo- ria e prudência. A tal “mão invisível” do mer- cado pode nos dar bananas, cla- ro, mas “mercado” pode ser um termômetro dos perigos de ges- tões voluntaristas como temos hoje no Brasil e pode questionar certezas burras e relativizar um poder publico que tende para o autoritarismo. Mudar o País tem de ser por dentro, e não uma in- tervenção mágica ou ditatorial. A democracia brasileira, se for mantida, vai expelindo os mi- cróbios que a atacam. Por isso, nesse artigo-cabeça há esperança e otimismo. Mui- tas novidades que nos parecem detestáveis podem estar trazen- do novos conceitos operadores que ajudarão a modernizar o país. cruzadas Os jogos pertencem aos livros Sudoku Puzzles 100, volumes 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 publicados pela Verus Editora. Mais informações em www.verusedito- ra.com.br jabor quadrinhos Um artigo otimista Hagar / Dik Browne Samanta / Alberto Alpino Recruta Zero / Mort Walker * Cada fileira (vertical e horizontal) de- verá conter números de 1 a 9; * Cada grade menor, de 3 x 3 quadra- dos, deverá conter números de 1 a 9; * Nas fileiras horizontais e verticais da grade maior, cada número deverá apare- cer uma só vez; * O objetivo do jogo é preencher cada quadrado com um número de 1 a 9, considerando que o número deverá apa- recer apenas uma vez na horizontal, na vertical e na grade menor. Xaxado / Antonio Cedraz sudoku ■ ■ Arnaldo Jabor é escritor, jornalista e cineasta Tubino / Tannus Jr. Resposta Só dando gizada / DJota C2 CORREIO POPULAR CADERNO C Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 Coordenação: Lalá Ruiz lala@rac.com.br - Editor: Rodrigo de Moraes Como jogar
    • O Concurso — Comédia. Brasil, 2013. 87 min. Direção: Pedro Vasconcelos. Com Danton Mello, Fábio Porchat, Sabrina Sato. Caio, Rogério, Bernardinho e Freitas vieram de várias partes do país para o Rio de Janeiro, para fazer um concurso público. Eles logo percebem que apenas têm chances de passar na prova se conseguirem antecipadamente o gabarito. Box Cinemas 5 (12h50, 15h15, 17h45, 20h, 22h30); Cineflix Galleria 4 (15h55, 17h50, 19h45, 21h40); Cineflix Valinhos 2 (15h, 17h15, 19h15, 21h15); Cinemark 8 (12h50, 15h20, 17h30, 20h, 22h10); Cinesercla Spazio Ouro Verde 2 (14h45, 16h45, 18h45); Cinesystem Hortolândia 4 (16h05, 18h, 19h55, 21h50); Kinoplex 4 (14h30, 16h30, 18h30, 20h40); Kinoplex 13 (13h30, 15h30, 17h30, 19h30, 21h30); Moviecom Unimart 4 (15h30, 17h30, 19h30, 21h30); Multiplex Parque das Bandeiras 2 (19h30, 21h15); Multiplex Parque das Bandeiras 6 (15h, 17h). Classificação: 12 anos. Uma Garrafa no Mar de Gaza (Une Bouteille à La Mer) — Drama. França, 2010. 99 min. Direção: Thierry Binisti. Agathe Bonitzer, Mahmud Shalaby, Hiam Abbass. Tanto Tal quanto Naïm nasceram em um terreno de terra queimada, onde os pais costumam enterrar seus filhos. Mas a vida deles é bem diferente, Tal é judia de Jerusalém e Naïm é palestino de Gaza. Só que uma garrafa jogada ao mar pode mudar a situação entre eles, trazendo forças para que suportem esta dura realidade. Topázio Shopping Prado 3 (legendado, 14h10, 18h55). Classificação: 12 anos. Turbo (idem) — Animação. EUA, 2013. 96 min. Direção: David Soren. Uma lesma de jardim sonha em ser o animal mais rápido da sua espécie, e uma experiência científica inesperada permite ao animal realizar este sonho. Box Cinemas 2 (versão 3D: dublado, 12h15, 14h45, 17h, 19h30); Box Cinemas 4 (dublado, 13h15, 15h45, 18h, 20h30); Cineflix Galleria 3 (dublado, 13h30, 15h30, 17h30); Cineflix Galleria 5 (versão 3D: dublado, 14h10); Cinemark 5 (versão 3D: dublado, 11h30, 13h40, 16h, 18h30); Cinemark 6 (versão 3D: dublado, 11h, 13h10); Cinesercla Spazio Ouro Verde 1 (dublado, 14h30, 16h15); Cinesercla Spazio Ouro Verde 4 (versão 3D: dublado, 14h10, 16h10); Cinesystem Hortolândia 2 (dublado, 13h40, 16h40, 19h); Cinesystem Hortolândia 5 (versão 3D: dublado, 14h10); Kinoplex 14 (dublado, 13h50, 16h, 18h10, 20h20); Moviecom Unimart 1 (versão 3D: dublado, 14h40, 16h50, 19h); Multiplex Parque das Bandeiras 4 (versão 3D: dublado, 13h, 15h, 17h, 19h); Kinoplex 15 (versão 3D: dublado, 14h50, 17h, 19h10, 21h20); Top Cineplex 1 (dublado, 14h20, 16h, 18h30); Topázio Shopping Prado 2 (dublado, 14h, 16h40, 19h15, 21h25). Classificação: Livre. O Cavaleiro Solitário (The Lone Ranger) — Ação. EUA, 2013. 149 min. Direção: Gore Verbinski. Com Johnny Depp, Armie Hammer, Ruth Wilson. Colby, Texas, 1869. John é um advogado que acaba de retornar à sua cidade-natal, onde vive seu irmão Dan. Ele está disposto a cumprir a justiça ao pé da letra, levando os criminosos ao tribunal. Mas seu grupo é atacado pelos capangas de um bandido que tem fama de comer carne humana. Box Cinemas 7 (dublado, 14h30, 18h15, 21h30); Cineflix Galleria 1 (legendado, 14h); Cineflix Valinhos 1 (dublado, 21h40); Cinemark 7 (legendado, 16h10, 19h20, 22h30); Cinesercla Spazio Ouro Verde 1 (dublado, 18h, 20h50); Cinesystem Hortolândia 1 (dublado, 21h); Kinoplex 9 (dublado, 14h50, 17h50; legendado, 20h50); Moviecom Unimart 2 (dublado, 15h20, 20h50); Multiplex Parque das Bandeiras 6 (dublado, 21h30); Top Cineplex 2 (dublado, 20h50). Classificação: 14 anos. A Espuma dos Dias (L’Ecume Des Jours) — Drama. Bélgica / França, 2013. 125 min. Direção: Michel Gondry. Com Audrey Tautou, Romain Duris, Gad Elmaleh. Colin é um homem tímido e nunca teve muito sucesso com as mulheres, até ser apresentado a Chloé. Os dois se apaixonam e se casam. Tudo caminha bem, até o dia em que Chloé é diagnosticada com uma doença rara: ela tem uma flor de lótus crescendo dentro do seu pulmão. Topázio Shopping Prado 3 (legendado, 16h20, 21h). Classificação: 14 anos. Guerra Mundial Z (World War Z) — Ficção científica. EUA, 2013. 116 min. Direção: Marc Foster. Com Brad Pitt, Mireille Enos, Elyes Gabel. O mundo está sendo invadido por zumbis e as Nações Unidas lutam contra o tempo para evitar o pior. Enquanto isso, Gerry, repórter da instituição e enviado especial para a zona de conflito começa uma série de entrevistas com sobreviventes do ataque. Cineflix Galleria 2 (versão 3D: legendado, 22h); Cinemark 2 (legendado, 13h50, 16h30, 19h10, 21h50); Cinesystem Hortolândia 2 (dublado, 21h10); Kinoplex 10 (dublado, 13h50, 16h30, 19h; legendado, 21h30); Moviecom Unimart 1 (versão 3D: dublado, 21h10); Moviecom Unimart 2 (dublado, 18h20); Multiplex Parque das Bandeiras 4 (versão 3D: dublado, 21h). Classificação: 14 anos. Homem de Aço (Man of Steel) — Ação. Canadá / EUA / Reino Unido, 2013. 140 min. Direção: Zack Snyder. Com Henry Cavill, Amy Adams, Michael Shannon. Nascido em Krypton, o pequeno Kal-El viveu pouco tempo em seu planeta natal. Percebendo que o planeta estava prestes a entrar em colapso, seu pai o envia ainda bebê em uma nave espacial, rumo ao planeta Terra. Ao chegar ele é criado por Jonathan e Martha, que passam a chamá-lo de Clark. Box Cinemas 2 (versão 3D: dublado, 21h45); Box Cinemas 3 (dublado, 13h, 16h, 19h; legendado, 22h10); Box Cinemas 6 (dublado, 14h, 17h15, 20h45); Box Cinemas 9 (dublado, 16h30); Cineflix Galleria 5 (versão 3D: dublado, 16h20; legendado, 19h10, 22h); Cineflix Valinhos 3 (versão 3D: dublado, 16h10; legendado, 21h50); Cinemark 1 (legendado, 13h, 16h20, 19h30, 22h40); Cinemark 5 (versão 3D: legendado, 20h50); Cinemark 6 (versão 3D: dublado, 15h30; legendado, 18h40, 21h40); Cinesercla Spazio Ouro Verde 2 (dublado, 20h45); Cinesercla Spazio Ouro Verde 4 (versão 3D: dublado, 18h, 20h45); Cinesystem Hortolândia 3 (versão 3D: dublado, 21h30); Cinesystem Hortolândia 5 (versão 3D: dublado, 16h20, 19h10, 22h); Kinoplex 2 (legendado, 20h30); Kinoplex 3 (dublado, 20h); Kinoplex 7 (legendado, 13h10, 16h, 18h50, 21h40); Kinoplex 8 (dublado, 15h20, 18h10, 21h); Moviecom Unimart 5 (dublado, 17h20, 20h15); Moviecom Unimart 6 (versão 3D: dublado, 16h20, 21h25); Multiplex Parque das Bandeiras 1 (versão 3D: dublado, 13h30, 16h15, 19h, 21h45); Multiplex Parque das Bandeiras 6 (dublado, 18h45); Top Cineplex 1 (dublado, 20h30); Topázio Shopping Prado 1 (dublado, 15h, 17h50, 20h40). Classificação: 12 anos. Meu Malvado Favorito 2 (Despicable Me 2) — Animação. EUA, 2013. 98 min. Direção: Chris Renaud, Pierre Coffin. A mente do crime Gru volta a ter pela frente seu inimigo Victor, enquanto tenta lidar com outro super vilão, El Macho, que possui um filho chamado Machito. Box Cinemas 1 (versão 3D: dublado, 13h30, 16h15, 18h45, 21h15); Box Cinemas 8 (dublado, 12h30, 15h, 17h30, 20h15); Box Cinemas 9 (dublado, 14h15, 19h45, 22h); Cineflix Galleria 1 (dublado, 16h50, 19h); Cineflix Galleria 2 (versão 3D: dublado, 14h30, 17h20, 19h40); Cineflix Valinhos 1 (dublado, 17h, 19h30); Cineflix Valinhos 3 (versão 3D: dublado, 14h; 19h); Cinemark 2 (versão 3D: dublado, 11h30); Cinemark 3 (dublado, 12h30, 14h50, 17h10, 19h40, 22h); Cinesercla Spazio Ouro Verde 3 (versão 3D: dublado, 14h30, 16h30, 18h30, 20h30); Cinesystem Hortolândia 1 (dublado, 14h, 16h20, 18h40); Cinesystem Hortolândia 3 (versão 3D: dublado, 14h30, 17h, 19h20); Kinoplex 1 (dublado, 13h40, 15h50, 18h, 20h10); Kinoplex 2 (versão 3D: dublado, 14h, 16h10, 18h20); Kinoplex 3 (dublado, 13h20, 15h30, 17h40); Kinoplex 6 (dublado, 13h, 15h10, 17h20, 19h30, 21h40); Moviecom Unimart 3 (dublado, 14h30, 16h40, 18h50, 21h); Moviecom Unimart 6 (versão 3D: dublado, 14h10, 19h15); Multiplex Parque das Bandeiras 2 (dublado, 13h30, 15h30, 17h30); Multiplex Parque das Bandeiras 5 (versão 3D: dublado, 13h, 15h, 17h, 19h, 21h); Top Cineplex 2 (dublado, 14h10, 16h20, 18h50); Topázio Shopping Prado 4 (dublado, 14h40, 17h15, 20h). Classificação: Livre. Minha Mãe é Uma Peça — Comédia. Brasil, 2012. 85 min. Direção: André Pellenz. Com Paulo Gustavo, Ingrid Guimarães, Herson Capri. Dona Hermínia é uma mulher de meia idade que está aposentada e não tem muitas ocupações, sendo que sua maior preocupação é achar o que fazer. Cineflix Galleria 1 (21h10); Cinemark 7 (12h, 14h); Kinoplex 12 (13h25, 15h25, 17h25, 19h25, 21h25). Classificação: 12 anos. Truque de Mestre (Now You See Me) — Suspense. EUA / França, 2013. 116 min. Direção: Louis Leterrier. Com Jesse Eisenberg, Mark Ruffalo, Woody Harrelson. Michael é o carismático líder do grupo de ilusionistas chamado The Four Horsemen. O que poucos sabem é que, enquanto encanta o público com suas mágicas sob o palco, o grupo também rouba bancos em outro continente. Cineflix Galleria 3 (legendado, 19h30, 21h50); Cinemark 4 (legendado, 12h20, 15h, 17h40, 20h20); Kinoplex 5 (dublado, 14h; legendado, 16h25, 18h55, 21h25); Multiplex Parque das Bandeiras 3 (dublado, 14h45, 17h, 19h15, 21h30). Classificação: 12 anos. Universidade Monstros (Monsters University) — Animação. EUA, 2013. 104 min. Direção: Dan Scanlon. Mike e James são uma dupla inseparável em Monstros S.A. (2001), mas nem sempre foi assim. Quando se conheceram na universidade, os dois jovens monstros se detestavam. Após um incidente durante um teste, os dois são obrigados a participarem da mesma equipe na olimpíada dos sustos. Cineflix Galleria 4 (dublado, 13h40); Cineflix Valinhos 1 (dublado, 14h30); Cinesystem Hortolândia 4 (dublado, 13h55); Kinoplex 11 (dublado, 13h35, 15h50, 18h15, 20h30); Moviecom Unimart 5 (dublado, 15h). Classificação: Livre. Meu Malvado Favorito 2 CADERNO C CORREIO POPULAR C3 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 cinema roteiro Box Cinemas — Campinas Shopping, Rua Jacy Teixeira de Camargo, 940, Jardim do Lago, fone: 4005-1717. Ingressos: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 13 (até as 17h) e R$ 15; 4ª, R$ 11; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 16 (até as 17h) e R$ 18. Sessões em 3D: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 20; 4ª, R$ 16; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 21. Cineflix Valinhos — Shopping Valinhos, Rua Paiquerê, 200, fone: 3871-5478. Ingressos: 2ª, 3ª e 4ª, exceto feriados, R$ 18; 5ª, 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 20. Sessões em 3D: 2ª e 3ª, R$ 20; 4ª, R$ 24; 5ª, 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 24. Passaporte Família (2 adultos e 2 crianças): sessões em 2D R$ 43 e sessões em 3D R$ 50. Cineflix Galleria — Galleria Shopping, Rod. D. Pedro I, km 131,5, Campinas, fone: 4003-7053. Ingressos: 2ª, 4ª e 5ª (exceto feriado) R$ 17; 3ª, R$ 13; Quinta do Namoro, R$ 17 (por casal); 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 22. Sessões em 3D: 2ª, 4ª e 5ª (exceto feriado), R$ 24; 3ª, R$ 22; Quinta do Namoro, R$ 24 (por casal); 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 25. Passaporte Família (2 adultos e 2 crianças): sessões em 2D R$ 52 e sessões em 3D R$ 60. Cinemark Iguatemi — Shopping Center Iguatemi, Av. Iguatemi, 777, Campinas, fone: 3253-3006. Ingressos: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 16 (antes das 17h) e R$ 18; 4ª, R$ 15 (dia todo); 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 20 (antes das 17h) e R$ 23. Sessões em 3D: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 23 (dia todo); 4ª, R$ 22 (dia todo); 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 25 (dia todo). Sala XD - 2D: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 23 (dia todo); 4ª, R$ 22 (dia todo); 6ª, sábado e domingo, R$ 25 (dia todo). Sala XD - 3D: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 26 (dia todo); 4ª, R$ 25 (dia todo); 6ª, sábado e domingo, R$ 28 (dia todo). Cinesercla Spazio Ouro Verde — Shopping Spazio Ouro Verde, Av. Ruy Rodriguez, 3.900, Ouro Verde, fone: 3726-2000. Ingressos: 2ª e 4ª, R$ 14; 3ª e 5ª, R$ 8 (até as 17h) e R$ 10; 6ª, sábado, domingo e feriados, R$ 12 (até as 17h) e R$ 14. Sessões em 3D: 2ª e 4ª, R$ 20; 3ª e 5ª, R$ 14; 6ª, sábado, domingo e feriados, R$ 18. Cinesystem Hortolândia — Shopping Hortolândia, Rua José Camilo de Camargo, 5, Centro, fone: 3116-1000. Ingressos: 2ª e 5ª, R$ 13; 3ª, 4ª, 6ª, sábado, domingo e feriados, R$ 16. Sessões em 3D: 2ª e 5ª, R$ 18; 3ª, 4ª, R$ 20; sábado, domingo e feriados, R$ 19. Kinoplex — Parque D. Pedro Shopping, Av. Guilherme Campos, 500, Jardim Santa Genebra, Campinas, fone: 3131-2800. Ingressos: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 15 (até as 17h) e R$ 17; 4ª, em todas as sessões, R$ 14; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 19 (até as 17h) e R$ 22. Sessões em 3D: 2ª a 5ª, R$ 23; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 25. Moviecom Unimart — Shopping Center Unimart, Av. John Boyd Dunlop, 350, fones: 3243-3258/3512-1919. Ingressos: 3ª e 5ª, R$ 10 (até as 17h59) e R$ 12; 2ª e 4ª, R$ 8; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 13 (até as 17h59) e R$15. Sessões em 3D: 2ª, 3ª e 5ª, R$ 15; 4ª, R$ 10; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 17. Multiplex Parque das Bandeiras — Shopping Parque das Bandeiras, Av. John Boyd Dunlop, 3.900, Campinas, fone: 3227-1869. Ingressos: 2ª e 4ª, exceto feriados, R$ 8; 3ª e 5ª, R$ 13; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 15 (até as 17h) e R$ 17. Sessões em 3D: 2ª e 4ª: R$ 10; 3ª e 5ª, R$ 16; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 18 (até as 17h) e R$ 20. Sessões VIP 3D: 2ª a 5ª: R$ 18; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 22. Top Cineplex — Av. José Lozano Araújo, 1.515, Nossa Senhora Aparecida, Paulínia, fone: 3933-3877. Ingressos: 5ª a domingo, R$ 16; 2ª a 4ª, R$ 8 (preço único). Topázio Cinemas — Shopping Prado - Av. Washington Luís, 2.480, Campinas, fone: 3276-3610. Ingressos: 2ª e 3ª, exceto feriado, R$ 13 (até as 17h) e R$ 14; 4ª, R$ 11; 5ª, R$ 7 — todos pagam meia; 6ª, sábado, domingo e feriado, R$ 15 (até as 17h) e R$ 17. ATENÇÃO: Todas as informações sobre programação, horários e ingressos são de responsabilidade dos cinemas. Por ordem do juizado de menores a entrada nos cinemas só será permitida mediante apresentação de RG ou certidão de nascimento, mesmo em filmes de classificação livre. Horários válidos somente para hoje. MÚSICA Festival Estadual Sesi de Música — Concurso estadual direcionado aos trabalhadores da indústria. Inscrições abertas até dia 16/8, interessados devem acessar www.sesisp.org.br/cultura para baixar o regulamento e os formulários, que devem ser enviados exclusivamente pelos correios. Coral Trilhas de Campinas — Coral seleciona novos cantores para os projetos de 2013, não é necessário ter experiência. Ensaios às terças, às 19h30, na Rua Cônego Cipião, s/nº, Centro, fone: 3231-4501. Coral da Basílica do Carmo — Vozes do Carmo selecionam soprano, tenor e baixo para compor seu grupo. O repertório é de músicas sacras e litúrgicas para o acompanhamento em duas missas por mês na Basílica. Os ensaios são realizados todos os sábados das 9h às 11h, na Basílica (Praça Bento Quirino, Centro, fone: 3231-2327). TEATRO Oficinas — De teatro, com Douglas Chaves, às quintas, das 19h às 20h30; e domingos, das 14h às 16h; com grupo Savuru de Teatro e Dança, domingos, das 18h30 às 21h30; e Ghênesis de Teatro e Cinema, domingos, das 9h às 13h, no Centro Cultural Maria Monteiro (Rua Dom Agnelo Rossi, Vila Padre Anchieta, Campinas, fone: 3282-0024). Entrada franca. / ANIMAÇÃO / Sequência de filme de 2010 é cartaz de 22 salas da região Produção da Universal Studios e Illumination Entertainment retoma a história dovilão Gru, agora transformado no dedicadopai adotivo de três adoráveis meninas. Apesar de achar que seus dias de vilanias ficaram para trás, ele é recrutado pela Liga Anti-Vilões para localizaro criminoso que roubou uma fórmula secreta, e Gru desconfia que um antigo “concorrente”, chamado El Macho, possa ser o responsável por essa maldade. ENDEREÇOS
    • Retroceder não é derrota, é um movimento estratégico para não continuar perdendo tempo e recursos em conflitos que não levam a nada. Enquanto você retrocede, nutra seu corpo com alimentos saudáveis e faça ginástica. Renda-se à evidência de que os desafetos continuarão fazendo parte do cenário deste momento. Dessa forma você parará de perder tempo e energia na inútil tarefa de desintegrá-los. A presença dos desafetos é necessária. Você comprovará que a manifestação de vulnerabilidade faz as pessoas se sentirem superiores e flertarem com a possibilidade de ser agressivas. Porém, você também comprovará que a vulnerabilidade protegerá você. Tentar fazer com que as pessoas obedeçam com absoluta fidelidade seus comandos revela uma insegurança que não coaduna com a situação atual. Sua alma está no comando e não precisa fazer esforço para demonstrá-lo. Resista à tentação de orientar suas decisões baseando-se em fofocas. No início, as fofocas não parecerão que são, pelo contrário, parecerão informações relevantes. Porém, você comprovará que eram o que eram, fofocas. Preserve sua mente o mais aberta possível ao que der e vier, porque a tendência é isso mesmo acontecer, o que der e vier, a vida com suas inerentes surpresas que subvertem tudo que nossa humanidade planeja e antecipa. Talvez você imagine que tudo que anda acontecendo seja demais e que você não vai aguentar o tranco. Essa sensação é legítima, mas não deve ser traduzida como uma premonição, porque não é. É uma dessas sensações que passa. A falta de flexibilidade seria fatal nesta hora, porque acontecem coisas que ultrapassam sua capacidade de compreendê-las de imediato, mas isso não significaria que você deveria tratá-las com desdém ou resistência. Seu progresso acontece de forma única e original, é muito difícil que as pessoas o acompanhem e apoiem, em geral elas se ressentirão porque pensarão que não participam desse, ou que você as exclui. Sua sensibilidade ficou aguçada e, por isso, se tornou claro um movimento desonesto que atinge seus interesses. Em vez de reagir com violência, procure aproveitar a informação com astúcia e fazer os devidos ajustes. Quando perceber que esse sentimento de desamparo, velho conhecido, tenta assomar entre um pensamento e outro, mande-o ficar quieto, coloque-o de castigo, porque está tentando boicotar a alegria disponível. Quando as adversidades pintarem, em vez de tentar fugir dessas como se fossem o Diabo em pessoa, tente ver nelas a oportunidade de demonstrar força, não por ter de contrariá-las com violência, mas por transfigurá-las. Cupido - A Magia do Amor (You’re So Cupid!) — 15h45, na Globo. EUA, 2010. Direção: John Lyde. Com Lauren Holly, Brian Krause, Jeremy Sumpter. Emma e Lilly são irmãs gêmeas, mas não idênticas, muito pelo contrário. Emma é loura e atlética. Lilly, ruiva e sonhadora. Mas as duas tem uma grande amizade e um talento em comum: são especialistas em unir casais apaixonados, apesar de nunca terem amado. Tudo vai bem até descobrirem que são filhas do cupido de verdade e se apaixonam pelo mesmo garoto. Happy Feet: O Pinguim (Happy Feet) — 22h45, no SBT. EUA, 2006. Direção: George Miller. No mundo dos pinguins, cantar faz toda a diferença na hora do acasalamento. Mano é um pinguim que não tem esse dom, e por isso sofre críticas. Infeliz com a sua situação, mas apaixonado por Gloria e pela dança, ele sai mundo afora numa jornada onde conhece outra espécie de pinguins bem humorados e festeiros que o acolhem e valorizam seu sapateado maneiro. programação os filmes poltrona do joão ■ ■ Flávio Ricco é jornalista em destaque horóscopo A Globo fez mexidas pontuais no seu domingo e conseguiu alguns acertos, na inversão do Temperatura Máxima com o Esquenta na faixa da tarde. O programa da Regina Casé entregar para o futebol tem muito mais a ver, do que antes acontecia com a exibição de filmes infantis. O público de um e do outro, de acordo com esta nova montagem, têm alguma identificação. O problema maior, ainda sem solução, é o fim de noite ou o que entra depois do Fantástico. A série Revenge, em cartaz, foi mais uma que não deu certo, apesar de todos os esforços na sua promoção. O que agora se avista, como luz no fim do túnel e que poderá entrar por aí, é um projeto de humor do diretor Jorge Fernando, encomendado para o domingo e já em avançado estágio de produção, para estrear no decorrer deste segundo semestre. Internamente, sobre esse tal programa, falam que a ideia é transformar uma espécie de Saturday Night Live em Zorra Total ao vivo. Tente entender. PROIBIDO GASTAR – 1 A realização da São Paulo Indy 300, no começo do ano que vem, ainda não foi confirmada e já existe sério risco de não acontecer. A direção da Bandeirantes está reexaminando o contrato e não tem, pelo menos até aqui, uma decisão sobre o assunto. Antecipadamente se sabe que sem garantias comerciais não haverá corrida. PROIBIDO GASTAR - 2 Na Band, a ordem é essa mesmo, enxugar e diminuir custos, o quanto for possível e necessário. Toda a estrutura para a cobertura da Festa do Peão de Barretos, entre 15 e 26 de agosto, também foi drasticamente reduzida. A PROPÓSITO... A onda de cortes na Bandeirantes atingiu também as suas emissoras fechadas. No final da última semana foram feitas demissões no Bandnews e no Bandsports, que já têm estruturas bem enxutas. PARCERIA A Record trabalha com a possibilidade de produzir um outro formato da Fremantle para colocar aos sábados, no antigo horário do Rodrigo Faro. Custo dividido. CARÁTER EXCEPCIONAL Danilo Gentili (foto) gravou na sexta-feira, dia que normalmente não trabalha, a sua entrevista com Anderson Silva, que o Agora é Tarde vai levar ao ar na noite de hoje. A segurança da casa foi chamada para administrar o assédio dos funcionários, interessados em conseguir autógrafos e tirar fotos. ASSIM, SIM... Mas assim também não. Brincadeira de alguns setores do SBT, próximos ao seu mais alto comando: Silvio Santos anda tão cheio de intenções com a Jequiti, que até pensou na possibilidade de chamar a nova versão de Chiquititas de “Jequititas”. PRODUÇÃO À PARTE Como proposta, o novo quadro do Fantástico, Vai Fazer o Quê?, não apresentou nada de inédito na TV brasileira. Algo semelhante já foi exibido no Legendários, CQC e Conexão Repórter, respectivamente, Record, Band e SBT, em que um casal gay foi exposto para observar a reação de pessoas, em São Paulo. NEGOCIAÇÃO A diretora Tizuka Yamasaki está conversando com três veículos da TV paga — HBO, Fox e TNT — sobre a exibição da série policial TPM – Todas Pela Máfia, um de seus novos trabalhos. Roteiro escrito por Yoya Wursch, Carol Albuquerque, Mariana Paradiso, Diogo Franco e Christina Cícero. FASE DIFERENTE Maurício Mattar (foto), atualmente em Dona Xepa, se tornou um dos principais nomes de promoção da novela. Já há algum tempo, ele tem ido a todos os eventos solicitados pela Record e suas afiliadas. Está de bem com a vida, depois de um período difícil, tanto no profissional como no pessoal. C’EST FINI Na Globo, não foram poucos os casos de atores de São Paulo que ficavam a semana inteira no Rio, por conta de gravação de uma cena ou outra de novela e sempre se pagou um preço muito caro por isso. A informação é colocada no passado, porque agora há determinações para se evitar gasto excessivo. Amor à Vida, por exemplo, de acordo com o pessoal da equipe, já foi enquadrada e as demais produções não serão poupadas. Coloca-se agora como necessário se planejar melhor o roteiro de trabalhos. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau! CAPRICÓRNIO - 22/12 A 20/1 João Nunes é jornalista, crítico de cinema e autor do blog Sessão de Cinema do Correio.com No lugar do Provocações, que não será exibido hoje, excep- cionalmente, a TV Cultura leva ao ar, a partir das 23h, um es- pecial sobre a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), realizada de 3 a 7 de julho. A apresentação é de Manuel da Costa Pinto, colunista da Fo- lha de S.Paulo, e de Marina Person (foto). A atração se divide em dois blocos. No primeiro, o assunto é o escritor Graciliano Ramos (1892-1953), homenageado no evento. O programa fala de sua militância política, sua pri- são durante o governo Getúlio Vargas e suas principais obras. O escritor Milton Hatoum lembra que os relatórios de Graciliano como prefeito de Palmeira dos Índios (AL) já prenunciavam temas de seus livros, como o fazendei- ro que moldou Paulo Honó- rio, de São Bernardo. No se- gundo bloco, entram em ce- na escritores que passaram pelas mesas de debate, como Daniel Galera, autor de Barba Ensopada de Sangue. (Da Fo- lhapress) Canal 1 VIRGEM - 23/8 A 22/9 AQUÁRIO - 21/1 A 19/2 PEIXES - 20/2 A 20/3 Não tenha medo de ver (ou rever) Cosmópolis (Telecine Pipoca, 22h, 16 anos), de David Cronenberg (2012). O diretor gosta de complexi- dades e bizarrices. Aqui, ele man- tém as complexidades — há quem não goste —, mas é um belo filme, estética e qualitativamente falando. E tem um surpreendente Robert Pattinson, da série Crepúsculo, segu- rando bem a onda no papel do bi- lionário Eric Packer. Em meio à cri- se econômica americana e durante a passagem do presidente dos Esta- dos Unidos por Nova York, ele tem uma única e prosaica preocupação: cortar o cabelo. Montado em relu- zente limusine branca ele enfrenta a dificuldade de atravessar a cida- de, pois há congestionamento e protestos, mas parece não se impor- tar e trata os assuntos, dos negó- cios ao sexo, em casa: na limusine que trafega quase parada na cidade mergulhada no caos. Isto é tudo co- mo enredo. Então entra a mão do diretor dando sentidos a temas co- mo a crise do capitalismo. Indepen- dentemente de se concordar ou não com a tese, temos o que real- mente importa: o cinema inquieto e intrigante de Cronenberg. GÊMEOS - 21/5 A 20/6 CÂNCER - 21/6 A 21/7 Por Flávio Ricco A programação é de responsabilidade exclusiva das emissoras, sujeita a alterações de última hora. Qualquer dúvida, reclamação ou informação deve ser feita através dos seguintes telefones: Rede Globo/EPTV - (0xx 19) 13776-6400 — Bandeirantes - (0xx 19) 3779-7400 — SBT/VTV - (0xx 19) 3739-2000 — TV Cultura - (0xx11) 2182-3000 — Record/TVB - (0xx19) 3741-4000 — CNT-Interior - (0xx 19) 3406-7797 — Rede Vida - (0xx17) 3355-8432 — Rede Família - (0xx 19) 3441-8825 — Rede TV! - (0xx11) 3306-1000 CULTURA O domingo ainda é o quebra-cabeças da Globo LIBRA - 23/9 A 22/10 ESCORPIÃO - 23/10 A 21/11 SAGITÁRIO - 22/11 A 21/12 OBJETIVO E SUBJETIVO. Data Estelar: Lua Cheia de Aquário será Vazia a partir das 11h02, horário de Brasília. Somos quem somos na mesma medida em que o ardor interior seja nosso guia e orientador. Enquanto isso, o ser que somos intimamente permanece sufocado e constrangido porque apesar de identificá-lo não o tratamos como uma realidade tão sólida e verdadeira quanto a que nos impressiona através dos cinco sentidos físicos. Fomos treinados a imaginar que a realidade real seria essa, a que impressiona os sentidos físicos, e tratamos o mundo da Alma, a dimensão subjetiva, como algo vago demais para considerar real. Em todo período de Lua Vazia experimentamos a oportunidade de reverter o processo, percebendo que o mundo da Alma não é apenas tão real quanto o objetivo, mas que é o princípio onde toda realidade objetiva se nutre e encontra sua razão de ser. Bandeirantes 06h00 - Igreja Mundial 06h50 - Popeye 07h00 - Nosso Tempo 07h30 - Primeiro Jornal 08h00 - Dia a Dia 09h10 - Band Kids 11h10 - Jogo Aberto 12h30 - Jogo Aberto Debate 13h00 - Os Donos da Bola 14h20 - Nosso Tempo 15h00 - Futurama 15h50 - Os Simpsons 16h50 - Brasil Urgente 18h50 - Band Cidade 19h20 - Jornal da Band 20h25 - Momento da Sorte 20h28 - Show da Fé 21h20 - Zoo 21h30 - Os Simpsons 22h30 - A Liga 00h00 - Agora é Tarde 01h00 - Jornal da Noite 01h45 - Claquete 02h45 - O Encantador de Cães 02h55 - Oscar 04h00 - Igreja Mundial VTV-SBT 06h00 - Jornal do SBT - Manhã 09h00 - Bom Dia e Cia 10h45 - Vitrine do Artesanato 11h15 - TV Web Shop 12h00 - Quizz TV 13h00 - VTV Futebol 13h30 - Tarde Vip 14h00 - Consórcio Nacional 14h15 - Chaves 14h30 - Marimar 15h30 - Cuidado Com o Anjo 16h30 - Rubi 17h30 - Casos de Família 18h25 - Plantão Sertanejo 18h30 - As Visões da Raven 19h20 - Jornal da VTV 19h45 - SBT Brasil 20h30 - Chiquititas 21h00 - Novela: Carrossel 21h30 - Programa do Ratinho 23h00 - Cine Espetacular 01h00 - Jornal do SBT - Noite 01h45 - Série: Two and a Half Men 02h15 - The Big Bang Teory 02h45 - Tele Seriados I 03h30 - Top Varejo Record-TVB Campinas 06h15 - Balanço Geral 07h15 - São Paulo No Ar 08h40 - Fala Brasil 10h00 - Hoje em Dia 12h00 - Desenho 12h20 - Balanço Geral Campinas 14h10 - Notícias em Debate 14h45 - Programa da Tarde 17h15 - Cidade Alerta 19h45 - SP Record 20h30 - Jornal da Record 21h15 - Série: CSI Nova York 22h15 - Novela: Dona Xepa 23h00 - A Fazenda 6 00h00 - Série: CSI Miami 01h10 - Programação IURD Rede TV! 05h00 - Igreja Internacional da Graça de Deus 08h30 - Se Liga Brasil 10h30 - TV Kids 12h00 - Igreja Universal 15h00 - A Tarde é Sua 17h00 - Igreja da Graça 18h00 - Vídeo Mania 18h15 - Betty, a Feia 19h30 - TV Fama 20h55 - RedeTV News 21h30 - Igreja Internacional da Graça de Deus 22h30 - Feira do Riso 23h00 - Luciana By Night 00h00 - Leitura Dinâmica 00h30 - Programa Amaury Jr. 01h30 - Igreja Universal 03h00 - Igreja da Graça TV Cultura 05h45 - Novo Telecurso - Ensino Fundamental 06h00 - Novo Telecurso - Ensino Médio 06h15 - Telecurso Tec 06h30 - Novo Telecurso Profissionalizante 07h00 - Guia do Dia 08h00 - Pronto Atendimento 08h30 - Bob, o Construtor 09h00 - Peixonauta 09h30 - Quintal da Cultura 11h30 - TV Cocoricó 12h30 - Peixonauta 13h00 - Os Sete Monstrinhos 13h30 - Cyberchase 14h00 - Doug 14h30 - Quintal da Cultura 18h00 - Matinê da Cultura 19h20 - Quem Sabe, Sabe! 20h10 - Caçadores de Mitos 21h00 - Jornal da Cultura 22h00 - Cartão Verde 23h00 - Provocações 23h30 - Metrópolis 00h00 - Manos e Minas 01h00 - Doctor Who 01h45 - Ensaio 02h45 - Legião Estrangeira EPTV/Globo 04h45 - Telecurso Educação Básica 05h00 - Telecurso Profissionalizante 05h15 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Ensino Fundamental 05h45 - Globo Rural 06h15 - Bom Dia SP 07h30 - Bom Dia Brasil 08h30 - Mais Você 09h55 - Bem Estar 10h40 - Encontro com Fátima Bernardes 12h00 - Jornal da EPTV 12h50 - Globo Esporte 13h20 - Jornal Hoje 13h50 - Vídeo Show 14h35 - Vale a Pena Ver de Novo: O Profeta 15h45 - Sessão da Tarde 17h45 - Globo Notícia 17h50 - Novela: Malhação 18h20 - Novela: Flor do Caribe 19h10 - Jornal Regional 19h30 - Novela: Sangue Bom 20h30 - Jornal Nacional 21h10 - Novela: Amor à Vida 22h20 - Tapas & Beijos 23h05 - Saramandaia 23h50 - Profissão Repórter 00h15 - Jornal da Globo 00h45 - Programa do Jô 02h20 - Linha do Tempo 03h05 - Corujão I TV Gazeta 06h00 - Igreja Universal do Reino de Deus 08h00 - Gazeta Imóveis 08h45 - Gazeta Shopping 09h45 - Ateliê na TV 10h30 - Revista da Cidade 12h00 - Super Esporte 12h30 - Você Bonita 13h30 - Cozinha Amiga 14h00 - Mulheres 17h50 - Gazeta News 18h00 - Gazeta Esportiva 19h00 - Jornal da Gazeta 20h00 - Igreja Universal do Reino de Deus 22h00 - Jornal da Gazeta - Edição das 10 22h20 - Todo Seu 23h30 - A Máquina 00h00 - Gazeta Imóveis 00h45 - Gazeta Shopping 01h00 - Ultrafarma Rede Vida 05h55 - Terço Bizantino 06h00 - Santo Terço 06h20 - O Pão Nosso 06h30 - Encontro Com Cristo 06h45 - Palavra do Arcebispo 07h00 - Missa 07h50 - O Santo do Dia 08h00 - Amor Exigente 08h30 - Novena 09h00 - Missa 10h00 - Filhos do Pai Eterno 10h30 - Mãe dos Aflitos 11h00 - Hora de Brincar 11h30 - Escolhas da Vida 11h55 - Terço Bizantino 12h00 - Rosário da Vida 12h30 - Vida Melhor 14h00 - Novena 14h30 - Hora de Brincar 15h00 - Medalhão Persa 17h00 - Filhos do Pai Eterno 17h30 - Encontro com Cristo 17h50 - Terço Bizantino 18h00 - O Terço 18h20 - O Pão Nosso 18h30 - JCTV 19h00 - Momentos de Reflexão 19h10 - Missa 20h00 - Filhos do Pai Eterno 20h30 - Rede Vida Visita 21h00 - Caminhos do Esporte 21h30 - Jornal da Vida 22h15 - Tribuna Independente 23h45 - Terço Bizantino 23h55 - Medalhão Persa TV Século 21 06h00 - Hora da Consagração 06h05 - O Terço 06h35 - Ajuda à Igreja Que Sofre 07h05 - Meu Senhor e Meu Deus 07h20 - Palavras que não Passam - Diário 07h25 - Por um Brasil Cristão 07h30 - EAD Diário 07h45 - Santa Missa 08h30 - Agenda Semanal 08h35 - Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus 08h50 - Dicas 21 09h00 - Hora da Consagração 09h05 - Diário de Oração 09h15 - Você Pode Ser Feliz 11h00 - Pintando o Set 11h15 - Receitas Bom Sabor 11h30 - Dicas 21 11h40 - Século News 12h00 - Século 21 Esporte 13h20 - Dicas 21 13h30 - Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus 13h45 - Palavra Divina 14h00 - Dicas 21 14h15 - Mulher.com 16h30 - Pintando o Set 16h45 - Oração da Tarde 17h00 - Ateliê na TV 17h45 - Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus 18h00 - Caminhos da Fé 18h30 - Sócios na Fé 19h00 - Meu Senhor e Meu Deus 19h15 - Igreja Militante 19h30 - Palavras Que Não Passam 20h50 - Dicas 21 21h00 - Point 21 22h00 - Independente 22h15 - Santa Missa 23h00 - Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus 23h15 - Você Pode Ser Feliz Cosmópolis, de Cronenberg, é complexo, inquieto e intrigante ÁRIES - 21/3 A 20/04 TOUR0 - 21/4 A 20/5 A Flip é tema de especial ■ ■ ■ LEÃO - 22/7 A 22/8 C4 CORREIO POPULAR CADERNO C Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 televisão
    • società PAPA FRANCISCO Logo ao desembarcar no Brasil o papa Francisco demonstrou mais uma vez a que veio. Iluminado como poucos, esse peregrino do mundo sempre optou pelos mais pobres e menos favorecidos, como cabe a um jesuíta de fato. Sua agenda durante a Jornada Mundial da Juventude será intensa, reunindo milhares de fiéis em torno da causa cristã, que move montanhas. Que a sua estada em nosso País seja divinamente abençoada e gere frutos para o nosso povo tão sofrido e vilipendiado! PAPA FRANCISCO 2 A missão do pontífice argentino não será tão fácil, já que herdou uma igreja repleta de problemas internos e externos nos últimos anos. Ele terá que enfrentar com valentia e pulso forte as inúmeras desavenças entre seus pares, reconduzir todos ao verdadeiro caminho da fé cristã resgatando a pura e santa filosofia de Jesus. Que todos os brasileiros rezem por Francisco nessa complexa missão de ser o condutor dos católicos. PAPA FRANCISCO 3 Quase ninguém sabe de alguns detalhes da visita do Papa ao Brasil. Mas, segundo um olheiro da coluna, as hóstias que serão servidas durante as celebrações eucarísticas foram feitas em Mococa. O incenso das missas, em São João da Boa Vista, e o café servido aos participantes durante as reuniões com Francisco é o da Família Bazilli, também daquela região do nosso Estado. Uau! LUZ DA VIDA As entidades assistenciais de Campinas desenvolvem um trabalho incansável em prol dos necessitados. Por isso mesmo elas merecem o nosso apoio, respeito e solidariedade. Colaborem sempre que possível. CONCEITUAL Donos de um estilo de moda singular e ideias conceituais impecáveis, os estilistas Viktor Horsting e Rolf Snoeren estão celebrando 20 anos de sucesso na Europa. Eles vestem estrelas do cinema e das artes em geral, além, de uma lista de mulheres ricas e poderosas. Você já conhece o talento desses moços? Felipe Diniz e Fernanda Balloni FASHION WEEK MIAMI Quem passou por Miami nesses últimos dias deu de cara com um dos mais badalados eventos da temporada, o Mercedes-Benz Fashion Week Miami, que reuniu um número recorde de grifes brasileiras promovendo a moda praia no mercado americano. A Associação Brasileira de Estilistas (Abest), que conta com cerca de 80 marcas associadas, levou 19 delas para este encontro. FASHION WEEK MIAMI 2 Segundo o estilista e empresário de moda Valdemar Iodice, presidente da associação, o principal mercado de exportações de beachwear brasileiro são os Estados Unidos. Os experts no assunto sempre dizem que as nossas grifes encantam os que curtem a moda de vanguarda, cheia de bossa, estilo e muita criatividade. Afinal de contas, somos ou não um País solar? MOCOTÓ Na última semana não deu para resistir às delícias sertanejas do restô Mocotó, um dos endereços mais elogiados pela grande crítica nacional de gastronomia em Sampa. Fui e gostei. Vale dizer que são receitas tradicionais da culinária nordestina com forte sotaque pernambucano. O chef Rodrigo Oliveira nos recebeu com a simpatia que lhe é peculiar. FÉRIAS DE INVERNO Entre ondas de frio e calor a temporada de julho segue animada por aqui e em outros lugares. Mesmo com os preços lá nas alturas, o brasileiro não deixou de viajar pelo País, e muitos para o Exterior. Segundo os analistas financeiros, é preciso economizar bastante até o final do ano para poder fechar as contas. Olho vivo! O presidente do Clube Cultura, Francisco Picarelli e Marta Picarelli na festa/niver dos 156 anos do clube campineiro Isabel Gavioli e Silvana Rossi Ana Maria e Antonio Prado zoom DROPS societa@rac.com.br Luiza Schauff ✔ Zucca Leonardi emplacou idade nova com almoço supimpa em sua casa de Sousas ao lado do maridão César Vieira e de seus filhos. Foi um domingo perfeito. ✔ O cardiologista Gustavo Vieira está preparando as malas para mais um congresso internacional. ✔ A nova diretoria do Tênis Clube, sob a presidência de Paulo Eduardo Bohrer Ziggiatti, e do vice, Hamilton Caviolla Filho, promoveu a confraternização da vitória na boate Ouro Negro. ✔A comemoração não deu nem bola para o relógio e foi pra lá de animada o tempo todo. ✔ Sumaia Radwan foi quem assinou as iguarias da cozinha árabe em recente jantar na Hípica. Tudo comme il faut. ✔ Marco Antonio Alves Moro dividindo com amigos a mesma mesa animada no bar da piscina do Tênis Clube. ✔ Rodrigo Hadad tem se desdobrado em mil para atender à sua agenda de festas e eventos. Disso ele entende. ✔ Carlos Roberto Pupo de Campos Ferreira ainda está curtindo a deliciosa viagem que fez recentemente. ✔ Juntamente com José Herculano e Ana Verena Vicente, mais Dulcita Rodrigues Vicente, Carlos Roberto esbanjou alto astral. ✔ Ricardo e Liza Fernandes foram vistos almoçando com amigos e degustando bons rótulos. ✔ Aidir Pelaes já está nos Estados Unidos, onde foi se deliciar com o Verão do hemisfério Norte. ✔ Agrício Crespo foi muito elogiado em roda de gente grande por seu profissionalismo singular. facebook.com/colunasocieta PATO SOLTO Um olheiro da coluna afirmou com todas as letras que o jogador Alexandre Pato está feliz da vida com a nova solteirice. Depois de viver alguns anos com a bilionette italiana Barbara Berlusconi, o bonitão não tem deixado a peteca cair sozinha na noite paulistana. Está sempre cercado de lindas mulheres. ciranda ALMIR REIS Divulgação De Valinhos para o mundo. A top Thalyta Pugliese em cena na campanha de Verão de Jorge Alex CADERNO C CORREIO POPULAR C5 Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • Stars Dance (Universal Music, R$ 26,90) é o novo álbum da atriz e cantora Selena Gomez, que chega às lojas amanhã. Com 11 faixas inéditas, o álbum inclui o hit Come & Get It, que já é sucesso em todo o mundo e ganhou certificado de platina nos EUA e Canadá. Esse é o quarto álbum da estrela teen. A maior banda pop do mundo da atualidade em versão instrumental. Todos os sucessos do Coldplay apresentados de forma grandiloquente pela Royal Philharmonic Orchestra, também uma das maiores de todos os tempos, em Symphonic Coldplay (EMI Music, R$ 17,90) Após seis anos sem lançar um trabalho, Renato Braz apresenta o sexto CD, intitulado Casa de Morar (Tratore, R$ 31,90). Com repertório quase todo inédito, o cantor buscou privilegiar obras de compositores de sua geração como Fred Martins, Claudio Nucci, Zé Renato e Marcelo Jeneci. Um dos maiores fenômenos mundiais de venda de livros, com 275 milhões de exemplares comercializados, o americano James Patterson está de volta às livrarias com Private - Suspeito Nº 1 (Arqueiro, 192 págs., R$ 24,90). A obra faz parte da série sobre a agência internacional de investigações dirigida por Jack Morgan e, na nova trama, ele é acusado de um crime terrível: Collen, sua ex-secretária e ex-namorada, é encontrada morta na cama dele. Nem mesmo sua equipe de profissionais de primeira linha pode provar sua inocência. Durante os recessos da banda Barão Vermelho, o baixista Rodrigo Santos toca projetos paralelos, assim como os outros colegas do grupo. Bem próximo ao estilo pop do Barão, ele lança Motel Maravilha, seu quinto disco solo, produzido por Nilo Romero, com sonoridade basicamente pop rock e algumas baladas. Além disso, segue com o trio Rodrigo Santos & Os Lenhadores e planeja estrear um bloco de Carnaval no Rock In Rio. Avisa ainda que tem outros dois CDs engatilhados para o ano que vem. Em Motel... Santos foi mais exigido como cantor e compositor, já que as 11 canções são dele, sendo cinco com parceria. “Pude me concentrar mais na voz. Me diverti como cantor e compositor”, diz ele. A faixa-título, por exemplo, foi feita juntamente com George Israel, do Kid Abelha, e com Mauro Santa Cecília, poeta habitual nos créditos do Barão e dos trabalhos solo do cantor e guitarrista Roberto Frejat. O guitarrista Fernando Magalhães, colega de Barão, e o baterista Kadu Menezes, completam o conjunto-núcleo do disco. Há mais nos créditos: o ex-The Police Andy Summers, com parceria e guitarra em Me Dê um Dia a Mais. Santos se mostra bastante satisfeito com o resultado. “Ficou muito melhor do que eu esperava. Quando convidei o Nilo Romero, nem sabia que ele gravava guitarras, teclados, gaita e isso foi uma bela surpresa para mim e acho que para ele também”, conta ele, revelando que pediu ao produtor que não gravasse violões para dar uma cara ainda mais de festa. “Também pedi que ele chamasse um naipe de metais e umas backing vocals para gravar. Em outros discos, gravei todos os vocais e o naipe era de teclado, mas nesse foi diferente, dividi os vocais com Jussara e Jurema e o naipe foi gravado por dois profissionais do mais alto gabarito, os irmãos Aquiles e Everson de Moraes.” Romantismo e neuroses são as marcas desse disco. A vulgaridade e o sofrimento amoroso são simbolizados na capa com uma representação do caos urbano em meio a poluição visual de cores fortes. A assinatura é de Zé Carratu e Rose Bazo. Rodrigo Santos iniciou a carreira solo em 2007, ao lançar o disco Um Pouco Mais de Calma, que contou com comparticipação especial de vários artistas, entre eles Lobão e Frejat. As canções fizeram muito sucesso, especialmente Nunca Desista do Seu Amor, Estrangeiro, Tempos Difíceis e Pão-Duro que tocaram muito nas rádios. Em 2009 veio o segundo disco, O Diário do Homem Invisível, um pouco diferente do primeiro, com um som mais psicodélico. O terceiro trabalho do músico, Waiting on a Friend, com regravações de grandes sucessos da música internacional foi gravado em 2010. No ano seguinte, lançou o DVD Ao Vivo Em Ipanema. (Marita Siqueira/Da Agência Anhanguera) Senac promove feira de troca de livros e gibis O BAIXISTA Rodrigo Santos, do Barão Vermelho, que lança Motel Maravilha, seu quinto disco solo: trabalho conta com parcerias de nomes como George Israel, do Kid Abelha, e Mauro Santa Cecília A nova incursão solo de um Barão Super-Homem e Batman vão se enfrentar em longa Jorge Vercillo lança Luar de Sol — Ao vivo no Ceará (Microservice, CD R$ 20,90 e DVD R$ 31,90), gravação do show especial que aconteceu no dia 18 de setembro de 2012, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza. CHABU O Senac Campinas (Rua Sacramento, 490, Centro, fone: 2117-0600) promove até sábado sua tradicional feira de troca de livros e gibis. O evento inclui palestras, presença de caricaturistas e exposição de coleções raras de gibis. Os interessados podem trocar livros de literatura e técnicos e gibis. Não são aceitos material didático, livros religiosos (incluindo romances espíritas), de cunho político, dicionários, listas de endereço e telefone, teses e dissertações, enciclopédias, códigos de legislação e de informática. O objetivo da feira é estimular a leitura por meio da troca de obras em bom estado. De terça a sexta, das 8h30 às 21h, e sábado, das 8h30 às 14h30. (AAN) Brida ganha nova edição pela Sextante CD + DVD / MPB CD / POP Sucessos do Coldplay em versão instrumental CD / MPB Super-Homem e Batman vão ficar frente a frente em um novo filme, conforme anunciado pelos estúdios Warner Bros e o diretor de O Homem de Aço, Zack Snyder. O ator Henry Cavil representará novamente Superman, mas o intérprete de Batman ainda não foi escolhido. Ao reunir vários super-heróis em um mesmo filme, a Warner Bros parece disposta a seguir a fórmula de sucesso da Disney com seu Os Vingadores. “Estou muito entusiasmado com a ideia de trabalhar novamente com Henry Cavill no mundo que criamos", declarou Zack Snyder num painel de discussão da Comic-Con, em San Diego (Califórnia). As filmagens devem começar no próximo ano e o filme tem estreia prevista para 2015. (France Press) A série de relançamentos das obras de Paulo Coelho ganha agora o título Brida (Sextante, 224 págs., R$ 19,90), livro que traz à tona todo o misticismo do mago com a história de uma jovem irlandesa de 21 anos que sempre teve interesse em magia. CD / CLÁSSICO Compositores na nova geração por Renato Braz DVD / SUSPENSE A crítica literária, escritora e doutora em literatura brasileira˜ Naomi Jaffe não esperava, em 2011, ao ser convidada para ministrar o curso de Escrita Criativa na Casa do Saber, que teria em mãos 14 contos de muita qualidade. Produzidos por alunos, os textos superaram as expectativas da organizadora e o resultado pode ser conferido em 336 Horas (Casa da Palavra, 136 págs., R$ 35,00). A proposta dela foi que o grupo desenvolvesse um conto mais longo, durante seis semanas, cujo tema fosse um dia comum na vida de um corretor de seguros. Nada de extraordinário poderia acontecer e eles teriam que mostrar as angústias, a solidão e a complexidade do cotidiano. ATÉ SÁBADO SUPER-HERÓIS LIVRO / RELANÇAMENTO Queridinha da Disney lança quarto álbum DVD / SÉRIE RODRIGO SANTOS GOGÓ France Press vitrine LIVRO / CONTOS A vida comum de um corretor de seguros O aviso está dado: “Estrelas não nascem. São criadas.” E se você quer fazer sucesso em um dos meios artísticos mais concorridos do mundo, a Broadway, esse lema funciona ainda mais. Quem mostra essa realidade é a aclamada série Smash, que mostra os bastidores de um grande musical e a disputa de duas atrizes pelo papel principal. A primeira temporada acaba de ser lançada em DVD pela Universal, com os 15 episódios em cinco DVDs (R$ 94,90), No elenco, a ganhadora do Emmy Primetime, Debra Messing (Will & Grace), a ganhadora do Oscar, Anjelica Huston (A Honra do Poderoso Prizzi), Megan Hilty (do premiado musical Wicked, da Broadway) e Katharine McPhee, vice-campeã da quinta temporada do American Idol. O mote do fictício musical não poderia combinar mais com a proposta: Marylin Monroe. Divulgação Ator Dennis Farina, de Law & Order, morre aos 69 anos nos Estados Unidos ● O cantor americano Mike Patton durante show do Tomahawk, uma das vários grupos a que se dedica, em festival na cidade de Ostrava, Morávia bis Jorge Vercillo em show ao vivo no Ceará James Patterson retorna com Morgan Os bastidores de um musical da Broadway O ator Dennis Farina, o detetive Joe Fontana série de TV Law & Order, morreu ontem aos 69 anos em Scottsdale, no Estado do Arizona, EUA. A causa da morte foi um coágulo de sangue em um dos pulmões. Farina também atuou em séries como Luck, e em filmes como O Nome do Jogo (1995), O Resgate do Soldado Ryan (1998) e Snatch - Porcos e Diamantes (2000). (Da Folhapress) Michal Cizak ● A produtora T4F anunciou ontem o cancelamento dos shows do cantor britânico Morrissey no Brasil. O site www.ticketsforfun.com.br disponibiliza informações para o reembolso do valor de ingressos comprados. (Da Folhapress) Campinas TERÇA-FEIRA 23 / 07 / 2013 CORREIO POPULAR
    • Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CORREIO POPULAR B5
    • SAIBAMAIS OSCINCOMAIORESEXPORTADORESDARMCNO PRIMEIROSEMESTREDE2013 1) Campinas ............................................................. US$ 614,1 milhões 2) Indaiatuba ........................................................... US$ 362,1 milhões 3) Sumaré ................................................................. US$ 319,6 milhões 4) Paulínia ................................................................... US$ 302 milhões 5) Vinhedo ................................................................ US$ 177,1 milhões Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) Resultado de junho recua 1% em relação ao mesmo mês do ano passado Diferença entre exportações e importações encerrou o semestre no vermelho em US$ 4,59 bilhões De Brasília Após dar sinais de recuperação em maio, a arrecadação fede- ral voltou a recuar no mês pas- sado. Segundo a Receita Fede- ral, o valor coletado com im- postos e outras contribuições somou R$ 85,68 bilhões em ju- nho, valor 0,99% menor que o registrado um ano antes, quan- do descontada a inflação do pe- ríodo. Com isso, a arrecadação acumulada no primeiro semes- tre ficou em R$ 543,98 bilhões, apresentando elevação real de apenas 0,49% ante o registrado na primeira metade de 2012. O desempenho mais fraco da arrecadação reflete a reto- mada errática da economia e as desonerações realizadas pe- lo governo para tentar alavan- car o PIB (Produto Interno Bru- to) do País. Sem o crescimento robusto das receitas, o governo enfrenta dificuldades para cumprir a meta de superavit primário (economia feita para pagar juros da dívida), que já foi reduzida de 3,1% para 2,3% do PIB. A perda de arrecada- ção devido a cortes de impos- tos somou R$ 35,1 bilhões no primeiro semestre. Apesar do resultado fraco do semestre, o secretário da Re- ceita, Carlos Barreto, se man- tém otimista quanto à recupe- ração da arrecadação na segun- da metade do ano. Segundo ele, os números até junho ainda refletem mui- to o desempenho ruim do PIB de 2012, já que a atividade eco- nômica impacta com atraso o valor coletado com impostos. Sua previsão é de que a arreca- dação deve crescer entre 3% e 3,5% em 2013. De acordo com a Receita, a redução foi fortemente influen- ciada pela queda de 35% no va- lor recolhido com imposto so- bre rendimento de aplicações financeiras, o que significou menos R$ 2,36 bilhões de re- ceita no mês. Essa diminui- ção foi impactada pelo Im- posto de Renda, que incide semestralmente sobre a ren- tabilidade dos fundos de ren- da fixa - que foi mais baixa por causa da Selic menor e pelas perdas provocadas pe- la instabilidade no mercado. (Da Folhapress) Dilma surpreende e veta prazo maior para o Reintegra Adriana Leite DA AGÊNCIA ANHANGUERA aleite@rac.com.br O cenário econômico brasi- leiro e do Exterior está desfa- vorável ao comércio interna- cional de mercadorias. O re- sultado da balança comer- cial da Região Metropolita- na de Campinas (RMC) no primeiro semestre reforça a tendência de queda nas ex- portações e alta das impor- tações. Das 19 cidades que com- põem a RMC, apenas seis - in- cluindo Campinas - registra- ram aumento de vendas de produtos para outros países. O fluxo de produtos para o Exterior caiu 4,85% e fe- chou o período em US$ 2,36 bilhões. Por outro lado, a chegada de cargas registrou elevação de 11,24% e atin- giu US$ 6,95 bilhões, resul- tando num déficit de US$ 4,59 bilhões - 21,86% mais que no acumulado de janei- ro a junho do ano passado. A corrente de comércio (soma das exportações e im- portações) teve um cresci- mento de 6,67% e chegou a US$ 9,31 bilhões. A eleva- ção foi puxada pelos produ- tos que vieram de outros países. O maior importador da RMC foi Campinas, com US$ 2,16 bilhões. A cidade também ficou no topo das exportações com US$ 614,1 milhões. A balança comercial da região apontou que cinco ci- dades apresentaram queda nas importações e outras seis tiveram alta nas exporta- ções. Pedreira foi o municí- pio que obteve a maior taxa de crescimento na venda de produtos para outros países. A expansão foi de 82,19%, passando de US$ 8,1 mi- lhões para US$ 14,8 mi- lhões. Em Cosmópolis, o aumen- to foi de 25,91%. O valor no acumulado deste ano foi de US$ 47,3 milhões. Em 2012, o montante chegou a US$ 37,7 milhões. A cidade de Campinas teve um incre- mento de 5,83%. O principal destino dos produtos de Pedreira foi a Argentina com US$ 5,44 mi- lhões. O segundo maior comprador foi a Colômbia, cujo valor chegou a US$ 1,53 milhão e o terceiro fo- ram os Estados Unidos, que compraram US$ 1,5 milhão. A pauta exportadora da ci- dade conta com isoladores de cerâmica para uso elétri- co, gelatinas e seus deriva- dos, produtos de higiene ou de tocador de plástico e cor- deis, cordas e cabos de ou- tras fibras sintéticas. Os produtos fabricados em Cosmópolis tiveram co- mo grande consumidor os Estados Unidos, com US$ 22 milhões. O segundo desti- no foi a Indonésia, cujo volu- me atingiu US$ 4,4 milhões. O terceiro foi a China, que comprou US$ 4,3 milhões. Na lista de produtos exporta- dos estão medicamentos, açúcar, etanol, fornos, adu- bos e fertilizantes. Campinas A balança de Campinas apontou como principal mercado o argentino, com US$ 93,4 milhões. O segun- do foram os Estados Uni- dos, que compraram US$ 80,2 milhões de produtos lo- cais. A pauta de exportação teve bagaços e resíduos ex- traídos do óleo de soja, com- butíveis e lubrificantes para aeronaves, motores, pneus novos, injetores para moto- res diesel e semidiesel, freios e medicamentos. Nas importações, os maiores fornecedores fo- ram os norte-americanos, com um volume de US$ 507,5 milhões. O segundo posto ficou com a China, que vendeu US$ 473,6 mi- lhões. RMC também amarga déficit maior Regime especial voltado às empresas exportadoras valeria até o fim de 2014 Cedoc/RAC Agência Brasil Arrecadação já não avança mais De Brasília A presidente Dilma Rousseff ve- tou a prorrogação até o final de 2014 do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributá- rios para as Empresas Exporta- doras (Reintegra) - o que pode onerar o setor produtivo em pe- lo menos R$ 2 bilhões ao ano, se- gundo cálculos da Confedera- ção Nacional da Indústria (CNI), e prejudicar a competitividade das já cambaleadas exportações manufatureiras do País. O regi- me especial deve se encerrar já no final deste ano. A extensão do regime consta- va da Medida Provisória 610, a MP da Seca, que originalmente tratava da concessão de crédito para agricultores do semiárido atingidos pela estiagem e que foi sancionada com vetos pela Presidência. O Reintegra devol- ve às empresas exportadoras 3% do faturamento com vendas ex- ternas de manufaturados. Ex-presidente da CNI, o sena- dor Armando Monteiro critica a postura do governo com o regi- me especial. “É lamentável. O governo associou o Reintegra com o câmbio. Querem colocar essa questão como sendo algo compensatório”, concluiu. Outro ponto que sofreu o ve- to foi a desoneração da folha de pagamento para os portais de in- ternet. A MP 610, agora transfor- mada em lei, permitiu que uma série de empresas, como as do comércio varejista e de transpor- te de carga, trocassem a contri- buição de 20% sobre a folha por 1% sobre a receita bruta, até o fi- nal de 2014. O texto que saiu do Congresso também contempla- va as empresas jornalísticas e de radiodifusão, mas o Executivo não concordou com o modo que a definição dessas empre- sas foi feita no texto, o que dei- xou de fora os portais de conteú- do na internet. (Da Agência Es- tado) LEI ||| MUDANÇAS EconomiaEditor:Hélio Paschoal helio@rac.com.br Muita entrada, pouca saída: setor de exportações de Viracopos, que concentra o envio de produtos das cidades da região para outros países Apenas seis das 19 cidades da região tiveram vendas maiores Barreto: ele se mantém otimista e não vê ameaça à meta para o ano GOVERNO ||| COFRES COMÉRCIO ||| EXTERIOR B6 CORREIO POPULAR Campinas, terça-feira, 23 de julho de 2013
    • AAGGIILLEE 22001100 LLTTZZ F : ( 1 9 ) 9 2 3 2 - 6 4 1 0 CCLLAASSSSIICC LLSS 22001111 Compl.(-)Ar,MARAVILHOSO Entr.+48x$529,F32279907 www.neriveiculos.com.br CCOORRSSAA MMAAXXXX 1.4 20011 F:(19)9232-6410 CCOORRSSAA WWIINNDD 44PP 22000022 C/Ar,Impec.BX.KM.Apenas R$12.990,00,F:3227-9907 www.neriveiculos.com.br CCRRUUZZEE LLTT 22001122 Prata,Automat.Compl,cou ro.15.000km.F:7809-7310 EECCOOSSPPOORRTT XXLLSS 22..00 Aut 2008 compl $32.900 (19)9232-6410 MMEERRIIVVAA JJOOYY 22001100 11..44 Prata,completa,R$28.900 F : ( 1 9 ) 9 8 8 8 - 9 9 5 8 MMOONNTTAANNAA 22001133 LS, 1.4, Estado de zero km. F:7850-0206 MMOONNTTAANNAA 22000099//22001100 Prata,ót.estado. Tratar F: 3384-2169/9448-7909. MMOONNTTAANNAA SSPPOORRTT 22001122 Super nova.Aceito tro- c a . F : 1 9 . 9 2 5 4 - 3 2 7 8 VVEECCTTRRAA 22001100 GGTT Mod.novo,ún.dono,Top de linha.Troco.F:2121-4475 www.wrautomoveis.net ZZAAFFIIRRAA CCOONNFF..22..00 22001111 Mec,compl.Preta,$38.000 F:9196-7887 ID 15*13095 DDOOBBLLOO AADDVVEENNTTUURREE Locker 6L 1.8 2010, $45.900.(19)9232-6410 PPAALLIIOO EELLXX Completo 2010 (19)9232-6410 PPAALLIIOO EELLXX 11..00 2p 2009 ent+48 R$589,00 F:19.9254-3278 PPUUNNTTOO 22000088 EELLXX 11..44 Completo,29mkm,ún.dono, part.R$27500.F3276-6074 SSIIEENNAA 22000077 D.H.Sem Detalhes,apenas R$17.990,00 F:3227-9907 www.neriveiculos.com.br SSTTRRAADDAA AADD..0066 CCEE FFLLEEXX Compl + teto.R$26mil. F: 3251-5176/7810-7823 SSTTRRAADDAA TTRREEKKKKIINNGG CCEE0088 D.H.Baixa KM,IMPECÁVEL! Entr.+48x$599,F32279907 www.neriveiculos.com.br CCOORRCCEELL IIII LLDDOO 11998800 Vermelho ferrari. Tudo novo! Raridade! Partic. F: 7822-2346/9746-9434 EECCOOSSPPOORRTT 22000066 PPRREETTAA Compl.bco couro,$29.500 F:3256-4378/7809-5702 FFIIEESSTTAA 11..66 completo 2011 ENT + 48x R$759,00.F:19.9254-3278 FFIIEESSTTAA HHAATTCCHH 44PP 22000077 VE/TE/LDT,MARAVILHOSO!! Entr+48x$499,F3227-9907 www.neriveiculos.com.br CCRROOSSSSFFOOXX 22001111 FFLLEEXX Preta, compl,R$36.500. F: 3251-5176/7810-7823 FFOOXX 11..66 22001111 Completo,ún.dono,apenas R$31.990,00 F:3227-9907 www.neriveiculos.com.br FFOOXX PPRRIIMMEE 11..66 2011 - R$30.900,00 F : ( 1 9 ) 9 8 8 8 - 9 9 5 8 GGOOLL 11..00 GG IIVV 22000066 4p,flex,ar,DH,VE,TE, e alarme. F: 9795-4873. GGOOLL GG55 44PP..BBRRAANNCCOO 0099 MARAVILHOSO!!!,Entr.(+) 48x R$529,00 F3227-9907 www.neriveiculos.com.br GGOOLL PPAAWWEERR 11..66 22000066 Compl.70.000Km orig. R$ 22mil. Part.F 3252-7569 KKOOMMBBII FFUURRGGÃÃOO 11..66 9977 MARAVILHOSA!!! RARIDADE Gas.R$10.990 F3227-9907 www.neriveiculos.com.br PPAASSSSAATT 22..00 FFSSII 0066 Aut,compl.ót.estad.Part F:9944-0205/7811-4570 PPOOLLOO SSPPOORRTTLLIINNEE 2010,Preto,R$29.900,00 F:(19)9888-9958 AAUUDDII 22000055 Prata,4p,autom,ún.dono. R$ 25 mil. F: 9183-2413 PPIICCAASSSSOO 22000044 Prata,part,ot.est,a com binar.32346246/32352947 PPIICCAASSSSOO EEXXCCLLUUSSIIVVEE 1.6,2010,banco couro, 40.000KM,R$29.900,00 F:(19)9888-9958 CCIITTYY DDXX 2012 R$45.900,00 F:(19)9232-6410 CCIITTYY LLXX 22001122 Completo,ún.dono,apenas R$42.990,00 F:3227-9907 www.neriveiculos.com.br CCIIVVIICC 22000077 11..88((NNEEWW)) Prata,ún.dono,Top de li nha.Bx.Km.Tco.2121-4475 www.wrautomoveis.net CCIIVVIICC 22001111//22001111 AAUUTT.. Prata, LXL,compl+couro. 48.000km,Part.7803-3629 FFIITT 22000077 LLXXLL AAUUTT.. Prata,ún.dona,Top de li nha,Bx.Km.Tco.3227-4812 www.wrautomoveis.net FFIITT 22001100 NNEEWW EEXX AAUUTT Ún.dona,completo,Top de linha.Troco.F:3227-4812 www.wrautomoveis.net NNEEWW FFIITT LLXX 2010 IMPECÁVEL (19)9254-3278 TTUUCCSSOONN GGLL 22..00 22001122 SUPER CONSERVADA F:19.9254-3278 TTRROOLLLLEERR 33..22 22001133 4 x 4. Díesel. Tratar: F:7850-0206 CC224400 22000022 Impecável, 70.000km.Tr. Fone 9111-7186. AAIIRRTTRREEKK 22000055 44XX44 Autom, prata. R$ 32mil. F: 3251-5176/7810-7823 LLIIVVIINNAA 11..66 22001122 Completa,R$33.900,00 F:(19)9888-9958 220066 SSEENNSSAATTIIOONN 11..00 0055 5P, PRETO,DH,AR,ÓT.EST. PART.32512201/ 78108466 330077 22001122 PPRREESSEENNCCEE Pack 1.6 $37.900,00 F:(19)9232-6410 440066 AAUUTTOOMM..44PP 22000011 Compl,raridade.$14.900 F: 3251-5176/7810-7823 CCLLIIOO AAUUTTHHEENNTTIIQQUUEE 1.0 4p 2008 F;(19) 9232-6410 CCLLIIOO CCAAMMPPUUSS 22001100 1.0,2pts,R$16.900,00 F : ( 1 9 ) 9 8 8 8 - 9 9 5 8 CCLLIIOO HHAATTCCHH 22PP 22001111 C/Ar,Baixa KM. Entr.(+) 48xR$469,00,F:3227-9907 www.neriveiculos.com.br CCLLIIOO HHAATTCCHH PPRRAATTAA 1111 C/Ar,ótimo preço,R$ 16.900, F:(19)9888-9958 DDUUSSTTEERR 22001122 Dynamique - 2012 F:(19)9888-9958 LLOOGGAANN EEXXPPRREESSSSIIOONN 1.0 2008 (19)9232-6410 MMEEGGAANNEE DDYYNNAAMMIIQQUUEE 2.0 aut 2007.7000KM.Ori g i n a l . I m p e c á v e l . F:19.9254-3278 MMEEGGAANNEE DDYYNNAAMMIIQQUUEE 11..66 2011,Prata,R$34.900,00 F:(19)9888-9958 SSAANNDDEERROO 11..00 AAUUTTHH.. 1122 Completo,branco,$24.890 F:9196-7887 ID 15*13095 SSAANNDDEERROO 22001133 D.H,5.000km,c/garantia fábrica.F:(19)9888-9958 SSAANNDDEERROO AAUUTTHHEENNTTIICC 1.0 2009 Pequena ENT+48 xR$510,00.F:19.92543278 SSAANNDDEERROO AAUUTTHHEENNTTIICC 1.0 2010,IMPECÁVEL.Ac. troca.(19)9254-3278 SSAANNDDEERROO SSTTEEPPWWAAYY 22001111 Preta.SUPER NOVA. f:19.9254-3278 SSAANNDDEERROO SSTTEEPPWWAAYY 22001133 Com 19000 KM.Ac.troca - valor.F:19.9254-3278 TTWWIINNGGOO 9999//22000000 Gasolina,2pts,Ar,VE,TE, R$ 8mil. F:8344-0738 CCOORROOLLLLAA SSEEGG 22000077 Preto,único dono,parti- cular. Fone: 9601-4916. CCOORROOLLLLAA XXEEII 22..00 22001122 Completo.Est.trca(-)vlr Fs:3722-7557/9222-7776. CCOORROOLLLLAA XXEEII 22001100 Aut.,completo,couro,2ºD Troco/financ. 3232-9089 w w w. k a d i c a r. c o m . b r HHIILLUUXX SSRRVV 0088 PPRREETTAA Top de linha!Aut,couro, pneus novos.F:9604-5777 HHIILLUUXX SSRRVV 33..00 22000099 Prata,Autom, completa. F:3267-6789 e 3227-9798 RRAAVV 44 22001111//22001122 Prata,7.500km,Kit Multi midia,couro, único dono $86mil.Part.F 9710-3928 FF335500 22000033 Carroceria madeira.R$40 mil.F3227-2386/82664141 FF44000000 7799 TTUURRBBOO 222299 Motor MWM.Boa de tudo, $25mil. Fone: 7804-7385 FFOORRDD CCAARRGGOO 11771177 22001111 Branco,poli duplo.Troco F:3267-6789/3227-9798 FFOORRDD CCAARRGGOO 22442288 22000088 Caçamba,branco.Ac.troca F:3267-6789 e 3227-9798 FFOORRDD TTRRAANNSSIITT 335500 BBUUSS 2 0 0 9 , R $ 6 5 . 9 0 0 , 0 0 . F:(19) 9232-6410 MMBB 991155 22000066 Acelo,carroc.ou baú.Ac. trca.3267-6789/32279798 SSPPRRIINNTTEERR 22000099 BBAAIIXXAA Térmica/Refr.ót.estado. F:3722-7456 e 9773-7873 VVWW 88114400 9944 BBAAÚÚ Ponto alug. Rodoviária Fs: 3282-2733/3231-1897 KKAAWWAAZZAAKKII NNIINNJJAA 1122 Vermelho,3.000Km,12.000 ac.troca.F:9281-2523 BBAANNDDIITT NN11220000 22000055 Prata, impecável. Part. Fs: 7812-7781/9712-3494 AADDQQUUIIRROO CC00NNSSÓÓRRCCII00 Mesmo em atraso, pago à vista. Fone:3242-0691 deborasantos1996@hotmai l.com CCOONNSS..BBRRAADDEESSCCOO CC00MMPPRR00 carro ou imóvel.Tratar: F:3251-3964 / 3255-7927 wind.severo@hotmail.com 11ªª//22ºº GGRRAAUU SSUUPPLLEETTIIVVOO Apenas 5 meses matricula grátis. R.Conceição,250 Centro. ULTIM.VAGAS F.3235-3010 AADDVVOOGG..JJRR//AAPPOOSSEENNTTAADDOO Sem vínculo empregat. Horário Flexível- 5H sua.vaga@bol.com.br AAJJUUDDAANNTTEE GGEERRAALL P/ trabalhar V.Verde-Va linhos.Início imediato. Benefícios.CV p/R.Clark 247-Rod.Anhanguera Km83 AAJJUUDDAANNTTEE GGEERRAALL Metalugica contrata.Iní cio imediato. 3231-7069 metalfortebrasil@yahoo. com.br AATTEENNDDEENNTTEE + Aux.Cozinha, noite, R$ 1.200/ Próx Enxuto vagas.lanchaojb@gmail.c o m AAUUXX..TTEECCNNIICCOO C/CNH moto/carro.Com ou sem experiência.Compare cer Rua Abolição,333 a d m . b b c @ u o l . c o m . b r AAUUXXIILLIIAARR DDEE VVEENNDDAASS C/exp.Os interessados comp.à Av. Frco.Ceará Barbosa nº 620 - Campos Amarais/Campinas BBOOMMBBEEIIRROO CCIIVVIILL C/exp.Indústria Química p/Sumare.Urgente!Env.CV andreabarros@pluriservi cos.com.br CCAASSEEIIRROO//JJAAGGUUAARRIIÚÚNNAA c/exp.gado de leite,c/ regist.cart/FGTS.,com referências F:9790-9358 CCHHEEFFEE AADDMMIINNIISSTTRRAATTIIVVOO Empres.Logística admite Form.superior/cursando. conhec.Contabil./Admist Dpto pess/Fatura/Exped. sua.vaga@bol.com.br CCHHEEFFEE OOPPEERRAACCIIOONNAALL Empres.Logística admite Form.superior/ cursando conhec.operação/Gestão, Contr/Pesso/Manut/Frota Expede/Fatur/Emis Relat Armaz./Sist.SAP/SASSMAQ Infor.Excel/Gris/Seguro sua.vaga@bol.com.br CCOORRRREETTOORREESS Imobiliária admite CORRETORES DE VENDAS e LOCAÇÃO com creci. Currículos para: gilmar@chiminazzo.com. br DDEENNTTIISSTTAA Para Francisco Morato, próx.Jundiaí,min.$3.500 com moradia.Rodrigo(11) 4488-2847 ou 9809-95251 DDEENNTTIISSTTAASS Clínico Geral, p/Horto- lândia,início imediato. Ótimos ganhos.Env.CV.p/ atendimento@odontoin.co m.br DDOOMMÉÉSSTTIICCAA P/casa de senhora idosa em Campinas.Registro em carteira,Salário R$950+ VT.Contato c/ Nagila Fs (19)9156-1423/7804-9009 ou enviar Currículo p/ nagilalotierzo@globo.co m EENNCCAANNAADDOORREESS Para região Central de Campinas c/ exp.compro- vada. Currículo para: rh4@cibamengenharia.com .br EENNCCAARRRREEGG..LLOOGGÍÍSSTTIICCAA Empresa Multinacional contrata,c/experiência e dispon.p/viagens.En- viar C.V.p/epereira@tdm brasil.com.br e para: aguimaraes@tdmbrasil.co m.br FFAARRMMAACCÊÊUUTTIICCOO//JJRR//AAPPOOSS Empresa Logítica admite C/ou S/experiência sua.vaga@bol.com.br JJOORRNNAALLIISSTTAA Freelancer p/elaboração pesq.redação p/guia.CV: aahoffman@ig.com.br MMAANNIICCUURREE Admite-se F: 9153-9405. MMEECCÂÂNNIICCOO DDEE FFRREEIIOOSS STOP FREIOS, R:Carolina Florence,1878 Vila Nova MMEECCÂÂNNIICCOO EEMMPPIILLHHAADD.. EMPILHADEIRA GLP.Enviar currículo para e-mail: elaine.bortolotto@uol.c om.br MMOOTTOORRIISSTTAA ""DD"" OOUU ""EE"" Empresa V.Verde-Valinho linhos.Início imediato. Benefícios.CV p/R.Clark 247- Rod.Anhang. Km 83 PPIIAANNIISSTTAA Que toque e cante c/re pertório italiano para Restaurante.Tr.c/Helio Fone: 3251-8809 PPIINNTTOORREESS Boreal admite, c/expe- riência em preparação e acabamento.Com registro em carteira,13º Salário Refeição ou Cesta Bási- ca, Café da manhã e tar de, vale transporte.Rua Benjamim Constant, 1969 Centro Tr.c/ Ligeirinho PPOORRTTEEIIRROOSS ((AASS)) P/Campinas.Agend.Entrev das 8 às 17h.F3252-9991 TTEECC..EELLEETTRROODDOOMMÉÉSSTTIICCOOSS CNH moto/carro.Com ou s/experiência.Compare cer á Rua Abolição,333 a d m . b b c @ u o l . c o m . b r TTÉÉCC..SSEEGG..TTRRAABBAALLHHOO Empresa Multinacional contrata,possuir curso técnico,trabalhar em equipe,dispon.p/viagem. Enviar CV. p/ epereira@ tdmbrasil.com.br e para aguimaraes@tdmbrasil.co m.br TTII--IINNFFOORRMMÁÁTTIICCAA Empres.Logística admite Cursando ou Form. Super Conhec. Prog.Sist./Rede Ser.HTTP/Pacote Win Li- nux/Corel/SQL Serv/V.B Crystal Rp/Log Prog/ERP TMS/WMS/Gest DATAPAR. sua.vaga@bol.com.br VVEENNDDEEDDOORR EEXXTTEERRNNOO P/Artigos Esportivos c/veic.próprio,disp.p/ viajem sal.$1.500+ com. foco.interior@hotmail.c om VVEENNDDEEDDOORR ((AA)) MOVEIS TRENTINI:Contra- ta-se,c/exper.em vendas ranulfolavatelli@hotmai l.com VVEENNDDEEDDOORR ((AA)) P/ Boutique de hidromas sagens,c/ carro próprio Desejável relacionamen- to c/ Arquitetos.Fixo + comissão.Enviar C.V. p/ contato@riolaxcampinas. com.br VVEENNDDEEDDOORR//AASS RREEGGIIOONNAALL Externo p/Nextel.Comiss +ajud.custo.CV para: miltonfilho@kapaxtelefo nia.com.br AANNDDAAIIMMEESS//BBEETTOONNEEIIRRAASS COMPACTADOR-ESCORA-ROM- PEDOR.Alugo.F:3278-0956 civilsane@uol.com.br AAGGRREEGGAA--SSEE Fiorino e Vans.Compare- cer à Rua Metalúrgico, 140 sala 1 - Cond. Ind. Werner Plaas-Americana. AARRRREENNDDOO PPOOUUSSAADDAA Sul de Minas represa de Furnas,clientela forma- da(19)32543203/83764009 AAUUTTOO CCEENNTTEERR -- VVEENNDDOO Tradicional em Campinas 35anos.F9906-0204.Propr AAUUTTOO CCEENNTTEERR VVEENNDDEE--SSEE ót.local.,c/3 elevados, rampa c/ alinh.digital, scaner,aprox.R$40mil de estoque. Fatur.R$ 60mil R$ 130mil.Ac.carro.Fone 9171-3646 ID 99*122768 centroautomotivoaguera@ hotmail.com BBAANNCCAA SSTTAA GGEENNEEBBRRAA Vendo,Excel. Local,Bom Fat.R$38mil.F:7815-0276 CCAAFFEETTEERRIIAA--VVEENNDDOO Cambuí,Montada,$160 Mil Excel.local.F:7808-2687 CCOOBBEERRTTUURRAA MMEETTÁÁLLIICCAA Preço imbatível. Tratar F:7811-5616 ID 96*83959 CCOOMMÉÉRRCCIIOO CCEENNTTRROO CCPPSS Lucro 10 a 20mil.Inves- timento sem risco,tradi cional loja.F:8122-9011 DDEEPPÓÓSSIITTOO DDEE MMAATTEERRIIAALL Para construção. Vendo F o n e : 9 5 9 3 - 7 3 9 5 EEQQUUIIPPOO OODDOONNTTOOLLÓÓGGIICCOO Vdo,ót.est,R.X, ultras- som,etc.$7mil.F81493070 FFAABBRR..SSAALLGGAADDOOSS VVEENNDDOO Com excelente café fun- cionando.F:9263-5000. FFAACCUULLDDAADDEE PPRROOMMIINNAASS Unidade Região do Campo Grande p/ 36 primeiras pessoas 40% de desconto Cursos de Pós Extensão. Fone: 9235-1754 FFIILLTTRROOSS PP//PPIISSCCIINNAASS Acessórios em geral Av Aquidaban,220 F32348300 /Av.Francisco Glicério n.257 /f.3234-2323 www.cocabpools.com.br FFRRAANNQQUUIIAA FFAASSTT FFOOOODD Lucro R$15mil,R$250mil. Temos outras. 9653-2020 ww.mpuganegocios.com.br LLOOJJAA AAGGRROOPPEECCUUÁÁRRIIAA ++ CERÂMICA + Presente VDO Fat.Liq.$12mil.30374732 www.gscomercial.loja2.c om.br LLOOJJAA DDEE PPAARRAAFFUUSSOOSS EE Ferramentas vendo ponto e estoque em M.Mor. Fs: (19)3889-2124/8153-4061 MMEESSAASS EE CCAADDEEIIRRAASS VENDO 500 Cadeiras em ferro,douradas + 60 me- sas redondas (1.40m), ideal p/ Buffet. Tratar Fone:(19) 3212-4757. MMÓÓVVEEIISS PP//EESSCCRRIITTÓÓRRIIOO Cadeiras,$50, Freezer $600,Mesas Refeitório, $200, Banquinhos, $10 cada. Fone::3325-9211. MMÓÓVVEEIISS UUSSAADDOOSS HHOOTTEELL Cabeceiras,mesas, tudo p/quartos. F:8111-2227 rogerio@leonpark.com.br OOPPOORRTTUUNNIIDDAADDEE De repasse de Franquia. Conceituada Franquia mo da jovem e esportiva,c/ mais de 30 anos de mer- cado repassa sua fran- quia do Shop.Iguatemi e Dom Pedro(Campinas) Ven das e resultados compro vados.Tratar com Angelo Fs: (11) 98174-7203 ou 98179-8248. OOPPOORRTTUUNNIIDDAADDEE CCAAMMBBUUÍÍ Excelente ponto comerci al p/ Clínica de Fisio- terapia ou Estética.Tr. Fone: (19) 3235-2786 PPAADDAARRIIAA VVEENNDDOO Local nobre.F 7825-1730 PPAASSSSOO OO PPOONNTTOO Loja de Roupas,rica mo- bília,Centro,ótimo pon- to bom preço.F:81777933 PPAASSSSOO PPOONNTTOO CCOOMM.. Guanabara,aluguel bara- to.F9125-4960/3307-9504 RREEDDUUÇÇÃÃOO DDEE PPRREESSTTAAÇÇÃÃOO Financiamento de veícu- los. F: (19) 3367-0255. adecon@adeconcampinas.c om.br RREESSTTAAUURRAANNTTEE VVEENNDDOO Proença,ótimo localiza ção. F: 9104-6495 RREESSTTAAUURRAANNTTEE VVEENNDDOO Px.CPFL,c/cart.cliente. Prédio novo.F:9183-3676 RREEVVEENNDDEEDDOORRAASS PPAAGGAA2200%% Sob.venda/Roupas/Acess. Importados e nacionais. Fs:9231-5633/7822-5365 TTOORRNNEEAARRIIAA -- VVEENNDDOO Aposentei, vendo melhor oferta. F: 8269-1182. VVEENNDDAA DDEE EEMMPPRREESSAASS Lotéricas,Franquias,Ind Restaurantes.9653-2020. ww.mpuganegocios.com.br PPOOSSTTEE PPAADDRRÃÃOO CCPPFFLL $595.Novo,posto na Obra F:3865-4545 / 9778-6943 AA DDEETTEETTIIVVEE PPAAIIVVAA AA&&CC PF.+20 anos/SINALIZADOR (19)3255-1169/9644-2410 www.detetivepaiva.com.b r AA MMAASSSSAAGGEEMM 22112211--33775588 Slas aquecidas,c/ banho após seção.Som ambiente www.clinicaxanthus.yola site.com AANNTT--SSTTRREESSSS 99332200--44889900 Massagem sensual 4 mãos Local discreto.S/decep. AAPPLLIICCAADDOORRAA SSOOUUZZAA Super Sinteko e Verniz. Bona.F32823107/97013128 EESSPPAAÇÇOO TTAANNTTRRIICCOO Mass tantrica relax.Ót. amb.Lara/Pati.9105-0278 FFRREETTEESS EE MMUUDDAANNÇÇAASS Frete p/Todo estado SP a partir R$70.9919-7717 LLIIMMPPEE SSEEUU NNOOMMEE Banco/Financ.Há 50anos. 19.3388-2636/ 3234-4910 MMAASSSSAAGGEEMM Mãos de seda.Cremes e a cess C/Bete.F:3384-3555 MMAASSSSAAGGEEMM RREELLAAXX C/estac.Salas Aquecidas F:3308-6274 e 9794-1414 MMAASSSSAAGGEEMM RREELLAAXXAANNTTEE ÓTIMA CLÍNICA,EXCELENTE ATEND.2ºÀ SÁB.ATÉ 21HS. FS:3234-0334/ 3234-1791 clinicamassoterapeuta@h otmail.com MMAASSSSAAGGEEMM RREELLAAXXAANNTTEE Art de Viver.Flamboyant FS:3324-6624/ 9108-1912 www.artdeviver.com.br MMAASSSSAAGGEEMM RREELLAAXXAANNTTEE Terap.,havaiana,depila- ção.2514-1225/8423-3352 MMAASSSSAAGGEEMM RREELLAAXXAANNTTEE Venha conhecer,ót.ambi- ente3012-4448/2511-4368 MMAASSSSAAGGEEMM TTEERRAAPPEEUUTTIICCAA TERAPIAS ALTERNATIVAS. F:3212-0654 / 3032-2902 www.espaco26.com.br MMAASSSSAAGGIISSTTAA Ingrid Barão Geraldo F8726-3714 ou 89*114704 MMAASSSSAAGGIISSTTAA 33557799--33887766 Massagens e depilação masculina.Sls aquecidas fotosmassagistas.blogsp ot.com.br MMAASSSSOOTTEERRAAPPEEUUTTAA Marta Dias,sl.aquecida F9139-5334 ou 8158-3169 PPEEQQUUEENNOOSS FFRREETTEESS Para Campinas e Região. F:3386-3976 e 9183-7279 fhpa@hotmail.com TTRRAATTAAMMEENNTTOO CCOORRPPOORRAALL Massagem,depilação mas culino.95733661 c/Bruna AAUULLAASS PPAARRTTIICCUULLAARREESS Cursos/Aulas, todas as mat.1º/2ºG. F:3252-3855 veículos Autos Chevrolet 1 Autos Fiat 1 Autos Ford 1 Autos Volks 1 Autos Audi 1 Autos BMW - Autos Chrysler - Autos Citroen 1 Autos Dodge - Autos Honda 1 Autos Hyundai 1 Autos Jeep 1 Autos Kia - Autos Land Rover - Autos Mercedes 1 Autos Mistubishi 1 Autos Nissan 1 Autos Peugeot 1 Autos Renault 1 Autos Subaru - Autos Suzuki - Autos Toyota 1 Autos Trooler - Autos Volvo - Autos especiais e importados - Autos blindados - Caminhões, ônibus e utilitários 1 Motos Honda - Motos BMW - Motos Dafra - Motos Harley Davidson - Motos Kawasaki 1 Motos Sundown - Motos Suzuki 1 Motos Yamaha - Motos importadas - Motos diversas, ciclomotores e bi- cicletas - Consórcios 1 empregos 1 oportunidades 1-2 imóveis 2-4-5-6 CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 23 DE JULHO DE 2013 DDEETTRRAANN 1200 vagas.Ganhe de R$1.800, a R$4.500,Nível médio e superior,ambos sexos,s/experiência anterior.Con- curso c/inscrição aberta.Palestra informativa grá- tis.Curso preparatório c/início imediato.3236-3879 www.unicursos.com.br CCAARRTTUUMM SSOOUUSSAASS Toda 5ª/6ªf Happy Hour Cartum, mais de 60 tipos de petiscos, caldos, pizzas,sushi,cerveja,caipirinha, água, sorvete, doces. Música ao Vivo.F: 3258-5752/ 3037-7076. 6ªfeira após happy tem balada sertaneja hoje Toni Marcos e Ruan e 26/7 Márcio e Humberto. www.cartumfun.com.br GGRRÁÁFFIICCAA RRÁÁPPIIDDAA Vende-se empresa bem montada,c/ excelente carteira de clientes, rentabilidade, na região de Campinas. Contato pelo e-mail: ( oportdenegocio@hotmail.com)
    • AATTEENNÇÇÃÃOO CCAAMMPPIINNAASS E Região.Site p/sua des contração.Lindas garo- tas exóticas e liberais www.republicadasgatas.c om AATTEENNÇÇÃÃOO CCAASSAA NNOOVVAA 10 estudant insaciáveis como voce nunca viu! Lo cal aquec/discreto. Das 9:00hs as 20:00hs.C/es- tacionamento.9332-6997. asmaissexycampinas.blog spot.com AAVVIISSOO LLEEGGAALL Encontre aqui as mais lindas acompanhantes.Ve nha desfrutar das melho res companhias de CPS. www.universitariaspimen tas.com.br BBAABBAALLLLUU 99110077--88778822 Linda agradável.Possui corpo escult.3212-3944 baballubarbie.blogspot. com BBIIAANNCCAA 2233 AANNOOSS Linda loira.Corpo per- feito.Adoro fazer amor beijando. F:9165-0319 biancacouto20a.blogspot .com EEDDUUAARRDDAA 99228877--11999966 Deliciosa ninfet.Est.na moradinha.C/ótimo local eduardadelicinha.blogsp ot.com EEDDUUAARRDDAA//JJÉÉSSSSIICCAA EE Vitória.Temos aces.c/bj grego.Delire.3388-4373 FFAABBRRIINNII MMUULLAATTAA 1199AA Linda.Univ.Safadinha.B oca quente.F:9327-9734. fabrini-mulata.blogspot .com GGAABBRRIIEELLAA LLOOIIRRAA 18 aninhos,ninf.Linda! c/loc.sozinha.9269-4161 gabriela18anos.blogspot .com JJUULLIIAA 4400AA 33002255--44004400 Sexo oral maravilhoso. Atendo Ap.só. 9288-2801 LLAARRIISSSSAA LLIINNDDAA Perfeita.Est.namoradinh Bumbum grande.9534-2523 larissaferraz25.blogspo t.com MMIICCHHEELLLLEE TTRRAAVVEESSTTII Linda Loira Sexy.B.femi nina.3213-3740/88577470 micheliboneca.blogspot. com.br MMIIKKAAEELLLLAA 88221133--77886677 Morena cor pecado,cali- ente.hot/mot,Tx. R$200 mikaella_caliente@hotma il.com MMIIRREELLLLAA 1188 AANNOOSS Moreninha corpo e rosto angelical.Apsó.30320906 PPIIEETTRRAA LLOOIIRRAA 2200AA.. Linda,seios lindos,sem frescura.Ap.só.93973071 pietraloira.blogspot.co m RRAAKKEELLLLYY CCAASSTTRROO Loira,linda e carinhosa faço massagem.8273-5970 belaspira.blogspot.com. br SSAARRAA TTRRAAVVEESSTTII Bronzeada ativassa 22dot.F:(19) 8197-5715 SSUUZZAANNIINNHHAA 1188AANNIINNHHOOSS Linda,bb.gde,c/beijo na boca,lib.Conf.3044-5506 suzaninha18a.blogspot.c om TTAANNTTRRIISSMMOO 88110000--44992222 A massagem sensual que vai te levar a loucura. TTRROOCCAA DDEE CCAASSAAIISS Em Moema SP 3ª/dom.www. b a l a d a l i b e r a l . c o m . b r (0xx11)2507-4505 UUNNIIVVEERRSSIITT..LLUUXXOO 03 Ninfet c/muita mali- cia,c/loc central clima tizado97340327/99573056 AAMMAARRRRAAÇÇÃÃOO IINNFFAALLÍÍVVEELL Traz pessoa amanda aos pés.F:32134777/81852221 AASSTTRRÓÓLLOOGGAA EESSMMEERRAALLDDAA Traz pessoa amada doce =mel.F33837056/92504066 AASSTTRRÓÓLLOOGGAA MMAARRCCIIAA Traz pessoa amada 7dias c/pagto. após resultado Consulta $20,F3388-4995 SSOOFFRREE PPOORR AAMMOORR?? Mª.Felícia traz amor imediato!!Só prometo o que cumpro.Falo até no- mes.F33243008/9966-7070 GGOOLLDDEENN RREETTRRIIEEVVEERR Vendo, Lindos Filhotes. F:7812-3318 / 7823-0294 PPAASSTTOORR BBEELLGGAA MALINOIS.Filhotes.$1200 Fs 3257-1575/ 9132-5050 IINNJJEETTOORRAA RROONNII Mod.trimax 65R c/CLT 5. Totalmente revisada.Tr. Fs: 3227-2386/8266-4141 MMOOTTOORR VVOOLLKKSS Vendo completo em bom estado. Fone: 7819-7909 AAGGRRAADDEECCIIMMEENNTTOO "Agradeço a Deus e a Virgem Maria a graça recebida em nome de Mariana Marinho de Moura Lousado". AA SSUUZZII TTXX..110000,, Gata safada,s/pressa,c/ local Centro.9513-7076 suzicamposcpn.blogspot. com AAGGIITTOO RREEPPUUBBLLIICCAA SSEEXXYY Nova equipe. Altamente sensuais.C/local discre to/higiênico. 9332-7048 arepublicadasgatas.blog spot.com AALLEEXXIIAA MMAAIIAA 9911992277001122 Exp.Linda.Sensual.Ad.ho mens de pegada.32123944 alexiamaiagp.blogspot.c om AALLIINNEE 99441166--88665522 Deliciosa morena. Seios fartos.Engulo tdo.Ap.só alinecampinas.blogspot. com AALLIINNEE BBEELLIISSSSIIMMAA Fotos reais.Completa.A. nível.Bbm grde.91822959 alinesampaiogp.blogspot .com AALLLLUURREE 33223311--33770088 Lindas garotas para sa- tisfazer suas fantasias priveallure.blogspot.co m AANNAA 3355AA..MMAASSSSAAGGIISSTTAA Atendo sozinha.Confira! F:9792-0698/3387-0494 www.amassagista.com AALLLLEEGGRROO--UUNNIIMMAARRTT Port.fechada.2dorm,1vg R$350MIL.F:3304-5466. www.operaimoveis.com.br AAVV..JJUULLIIOO DDEE MMEESSQQUUIITTAA 4Dorm,(2ste),lazer,3vgs R$900MIL.F:3304-5466. www.operaimoveis.com.br AAVV..PP..DDOOEESSTTEE AA..PPAADDRRÃÃOO 3+1d,suite,AE,gar,136m2 $530mil.3294-0988.48118 bolsonarof@ig.com.br AAVV..PPRRIINNCC..DD**OOEESSTTEE 96m2,3dor 1ste,rico AEs R$450mil.F: 9253-5566. AAVV..PPRRIINNCCEESSAA DD''OOEESSTTEE 1 Dorm,Amplo,Garagem. R$190mil, F:3294-1500 www.r2imoveis.com.br BBOONNFFIIMM 338800 MMIILL 22 DD00RR 1ste,sl.2ambs,coz plan, ac.fin.F3241-6444C3716 w w w . a l d e i a . c o m . b r BBOONNFFIIMM RR$$ 338800MMIILL RARIDADE,3D, 3WC,ót.la- zer, 2gars. F:3256-6862 www.imoveiscidadeecampo .com.br BBOOSSQQUUEE 11 DD00RRMM 11 GGAARR Amplo,sala 2 ambs, AEs, WC empr.Fone 9113-1919. assis@campagnolli.com.b r BBOOTTAAFFOOGGOO RR$$115555MMIILL 1d.sl.coz.área serv.gar (19)3213-7609/9774-8528 alaerciopereira@terra.c om.br CCAALLIIFFOORRNNIIAA PPRREEMMIIUUMM 2dorms c/AE,coz.planej. gar.C/propr.F:7850-0206 CCAAMMBBUUÍÍ 3 Dorms,c/AE e garagem. F: 3253-4633 C.17144 terra@terraimoveis.com. br CCAAMMBBUUÍÍ 3stes.aes.living 2ambs copa/coz 3gars.lazer. R$1.200mil ap0480.Fone. 3 3 0 8 - 5 5 5 8 . C . 2 3 3 2 0 www.coltnegociosimobili arios.com.br CCAAMMBBUUÍÍ 33QQTTOOSS LLIINNDDOO Pto.nobre,104m2 repagi nado sla.3ambs.coz.plan AES,gar $430mil.c23332J F19-32353377/9966-9995 www.agilisimoveis.com.b r CCAASSTTEELLOO 22 GGAARR 2dorms,AE,79m2, $265mil F: 3242-4695 SC 16421 www.curyimobiliaria.com .br CCAASSTTEELLOO--CC00BBEERRTTUURRAA R$800mil,250m2,pisc,3 gars.3255-5570 c/Miguel CCEENNTTRROO 2+1dorm,AE,S/gar.Doc.Ok Impecável. Frente Praça R$ 245 mil F: 9761-4440 CCEENNTTRROO -- RR$$116655MMIILL 1Dorm,Sl,Coz,WC,AE,Gar. AS.Doc.OK. F:9761-4440 CCEENNTTRROO -- RREEFFOORRMMAADDOO 1 Dor,c/gar,AEs,62m2.Px Casa de Saúde.9701-4392 CCEENNTTRROO 22 DD00RRMMSS -- GGAARR PLANTÃO,rua Sacramento 590.Cond.$30 s/fin $220 mil. F:3029-3101. C6545 imobiliaria@portoerodri gues.com.br CCEENNTTRROO 22++11 DD00RRMM $170mil,p/reforma,96mAU Fone:3294-0988.Sc.48118 bolsonarof@ig.com.br CCEENNTTRROO 9988MM22 AAUU 3Dorm,R$330,otimo.apto. F:9309-3634/8140-2377 CCEENNTTRROO RR$$116633 MMIILL 2Dorm,s/gar,ot.estado. F:3032-8287/9216-8909 CCEENNTTRROO//LLAARRGGOO DDOO PPAARRÁÁ Kitnete,repaginado,AEs. R$106mil. F:9752-2702 CCHHÁÁCCAARRAA DDAA BBAARRRRAA 3Dorms, c/AE, priv,dep. emp,gar.32534633 C17144 terra@terraimoveis.com. br CCHHÁÁCCAARRAA PPRRAADDOO--GGEEMMIINNII 108m2,3stes,2gars.Part. 3279-1359 HC 9112-7789. DDIICC II 2Dorm,R$117mil,ac.Finan F:3329-6571/8140-2377 FFLLAAMMBBOOYYAANNTT RR$$775500..000000 200m2 3suítes 2gars F:9798-6748 e 7803-5655 ledasegurado@uol.com.br GGUUAANNAABBAARRAA PPXX FFOONNTTEE 3+1,2gar.140m util $590 mil.F 3242-4695 C16421 www.curyimobiliaria.com .br GGUUAANNAABBAARRAA RRAARRIIDDAADDEE 3dorms,1ste,rico AEs,2 gar,ót.acesso/3256-6862 www.imoveiscidadeecampo .com.br GGUUAANNAABBAARRAA--VVLL..IITTAAPPUURRAA 3D,1st,2gars.Lindo.And. alto.F 9699-0363 C47232 www.lemosmattosinho.com .br KKIITT CCEENNTTRRAALL R$ 90mil, 39m2, 9ºandar F:3255-5570 c/Miguel KKIITTNNEETT--CCEENNTTRROO--KKIITT000011 Excelente localização, c/gar.F:(19) 3255-6969. www.labakiterci.com.br LLEE MMOONNDDEE 110088//118811MMTT Excel.Local,Melhor Pre- ço.F8300-6057/7821-4167 LLEE MMOONNDDEE SSHHOOPP..DD..PPEEDDRR 3dorms,2gar,Ent.+ saldo C/propr. F: 9133-1543. MMAANNSSÕÕEESS SSTTOO..AANNTTOONNIIOO 2D,c/ste,2vagas,$319mil F:8877-1344.Creci 42898 MMAANNSSÕÕEESS SSTTOO..AANNTTOONNIIOO 3D,1ste,AEs,coz,gar.R$ 320mil/3255-5633 C32790 meiourbano@lexxa.com.br NNOOVVAA CCAAMMPPSS..$$228800..MMIILL Oportunidade única!3ds. e ste,90m2,sacada,gar. ac.financ. sc23332J F19-3235-3377/78034849 www.agilisimoveis.com.b r PPEERRFFEETTTTOO JJDD..AAUURRÉÉLLIIAA 3Dor/ste,and.alto,2gar. C/ propr.(19)8114-1100. PPEERRFFEETTTTOO JJDD..AAUURREELLIIAA 3d,1s.Oportunidade $380 mil.F3342-4000/81133735 www.sorayacoelho.com.br PPQQ PPRRAADDOO --33 DD00RRMMSS Ste,Coz.plan.sac,lazer! F: 9249-8977/Cr.18676-J PPQQ..DDOOSS EEUUCCAALLIIPPTTOOSS 2Dorms,reform.3*andar, bloco F.C/Prop.92529981 PPQQ..IITTAALLIIAA RR$$ 226600MMIILL 2D,AE,gar.cob,laz.compl F9110-7895/3368-3649. PPQQ..PPRRAADDOO RR$$ 336600MMIILL 3D,AE,var.gourmet,1vaga cob.Dir.propr.9305-8094 PPRRXX..IIGGUUAATTEEMMII 3+1,ste,2gar,laz,repag. $460mil.F9798-7510 Part RREEVVIIVVAA 2dorm.$305mil 3 dorm. $345mil. F:3234-9205 www.montecasteloimoveis .com.br RROOSSSSII LLEE MMOONNDDEE 181m2,dir.prop.,entrada +saldo.F (34)9923-1874. SSWWIIFFTT PPEERRFFEECCTT LLIIFFEE Unip-2D,1vaga,coz.plan. R$100mil+Fin.F9777-3130 TTAAQQUUAARRAALL 11 GGAARR 2 Dorm c/AR,Suíte,3WC F:3253-5561 SC20034 robertocarpino@hotmail. com TTAAQQUUAARRAALL--RR$$228800MMIILL 3D,80m2,reformado,4ºan- dar.F3255-5570 c/Miguel TTOORRRREESS BBOONNFFIIMM 2Dorm,ste,A.alto,lazer compl,$270milF:78229626 VVLL IITTAAPPUURRAA --$$556600 MMIILL 140 MS,3+1 Dorms,2 Gars Impecável!!!F:3254-2800 www.trevelinimoveis.com .br VVLL..IINNDDUUSSTTRRIIAALL AAPP771144 pisc,1ªloc.2dor/AE,2gar F. 3 2 4 1 - 6 4 4 4 C 3 7 1 6 www.aldeia.com.br AAPP88331133 MM..SSTTOO..AANNTTOONNIIOO Novo,3d,AE,1gar,R$1.400 Fone:3579-8988 c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88550022 CCEENNTTRROO 1dorm,ae,s/gar.R$650,00 F: 3579-8988 sc55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88553399 CCEENNTTRROO 22 DD00RRSS AE,gar.R$900, sc55375 F o n e : 3 5 7 9 - 8 9 8 8 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88557722 CCEENNTTRROO--LLIINNDDOO 3dors,AE,gar.R$1.500, F:3579-8988 sc55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88558866 NNOOTTRREE DDAAMMEE Lindo!3d,AE,2gar,lazer, $2500.F3579-8988 c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88660011 BBOOSSQQUUEE--LLIINNDDOO 2dors,AE,gar,reformado. $1.200.F3579-8988c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88662288 CCHH..PPRRIIMMAAVVEERRAA 3+1d,AE,2gar,lazer comp $2800,F3579-8988 c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAPP88665511 SSTTAA..GGEENNEEBBRRAA 3d,AE,gar,s/elev.$1.000 Fone:3579-8988 c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAVV..MMAALL..CCAARRMMOONNAA Apart novo!Impecável.3d 1suíte,Rico em aes,sala p/2 ambs, coz., lavand, ban.c/armários. Espaço pfestas.Ótima localiz. Fácil acesso rodovias. R$ 1.500,00 .AP0136 F:32585001/3258-1058 rosangela@natalinoejoly .com.br BBOONNFFIIMM NNOOVV00 11 SSTTEE AAEE excl.acab.2dorm,quiosq .churr,pisc.s.jogos,fes- tas,R$1.300,AP0134 F:32 585001/3258-1058 c19123 rosangela@natalinoejoly .com.br BBOONNFFIIMM-- 11ªª LLOOCCAAÇÇÃÃOO 3dorms, AE, 2gars,lazer compl.3236-0885 Cr45370 acacioimoveis@hotmail.c om BBOOSSQQUUEE 11 DD00RRMM Est.novo,1gar.Dir.Prop. F:3276-5050 e 9105-7276 BBOOTTAAFFOOGGOO 3dorms/ste/Aes,1gar,R$ 800.F: 3231-2766 CC..DDEE CCOONNVVIIVVÊÊNNCCIIAA 2 Dorm,gar,R$1.250, Ót. localização F:3294-1500 www.r2imoveis.com.br CCAAMMBBUUÍÍ -- 11 DD00RRMM.. R$ 950,00,c/gar. sacada coz.plan. F: 3253-2944. www.corrector.com.br CCAAMMBBUUÍÍ -- ÓÓTTIIMMOO 1 e 2 D,c/AE,suite,gar F: 3253-4633 C.17144 terra@terraimoveis.com. br CCAAMMBBUUII 33 DD00RRMMSS SSTTEE R$2.100,sala, 2gar,dep. empr.lav. F: 3253-2944. www.corrector.com.br CCAAMMBBUUII MMOOBBIILLIIAADDOO 1dorm,sala 2 ambientes work station, fitness, governança e mensageiro SC 37021 - F 3236-6564. CCAAMMBBUUÍÍ NNOOBBRREE 1dor.lavabo,gar.R$ 1000 F: 3242-4695 C16421 www.curyimobiliaria.com .br CCAAMMBBUUÍÍ//FFOORRTTEE SS..PPAAUULLOO 2D,frente,1ste,3Wcs,gar lazer complet.reformado $1.800 C/prop.9795-6336 CCEENNTTRROO 1Dorm,sl,coz,banh,AS,WC garagem.F(13) 3468-4109 www.mocarpeimoveis.com. br CCEENNTTRROO KKIITTNNEETT RR$$442200 Ou 1Dorm c/gar=R$550 F:3232-5377 CCEENNTTRROO//TTAAQQUUAARRAALL 1 e 2 Dorms,AE,Gar, Ót. Localização.F:3233-3365 CCUULLTTOO AA CCIIÊÊNNCCIIAA 1D Ae sac,2wc,c/ou s/ gar,port.24h.9187-1442 GGUUAANNAABBAARRAA 3dorm,ste,aes,living c/ sac.coz.plan,3gar,lazer R$1.800,AP0478.F:3308- 5 5 5 8 . C . 2 3 3 2 0 - j . www.coltnegociosimobili arios.com.br JJDD NNOOVVAA MMEERRCCEEDDEESS Px.Sesi Stos Dumont,2D c/Ae,box,gar,cond port R$700.F:(19)9602-1521 JJDD..CCAAMMPPOOSS EELLIISSEEOOSS 2dorms,AE,sala,coz,gar. R$650.F3251-3528.C48118 bolsonarof@ig.com.br MMAANNSSÕÕEESS SSTTOO AANNTTOONNIIOO 2 e 3d,sac,lazer compl. 3gars.3236-0885 Cr46370 acacioimoveis@hotmail.c om MMAANNSSÕÕEESS SSTTOO AANNTTOONNIIOO 3dorms,ste,aes,living c sac coz.plan,lazer comp R$2.000,AP0116.Fone: 3308-5558.C.23320-J. www.coltnegociosimobili arios.com.br MMAANNSSÕÕEESS SSTTOO AANNTTOONNIIOO 3D,Suite,Complete Ae,Su per lazer,2 Gar, $1.800 Cond.$370 F:3294-1500 www.r2imoveis.com.br MMOORRUUMMBBII//SSÃÃOO PPAAUULLOO Mobiliado,2D,tx incluso $2.100 F32030345 c/Rose PPRRIINNCC..DD''OOEESSTTEE 3 Dorms c/AE e garagem. Fone: 3253-4633 C.17144 terra@terraimoveis.com. br VVLL NNOOVVAA 3dorms aes,living c/sac coz.plan lazer,gar.R$ 1.300,ap.0418 F:3308- 5 5 5 8 . C . 2 3 3 2 0 - J . www.coltnegociosimobili arios.com.br VVLL..IINNDDUUSSTTRRIIAALL AAPP771144 pisc,1ªloc.2dor/AE,2gar $1.500,F.3241-6444C3716 w w w . a l d e i a . c o m . b r VVLL..NNOOVVAA Ót.localiz,2dorms,2gars R$1.100. F: 9253-5566. VVLL..NNOOVVAA RR$$ 11..330000 2dorm,c/AE,sac.,gar.la- zer.F:3236-0885 Cr46370 acacioimoveis@hotmail.c om AARRTTUURR NNOOGGUUEEIIRRAA Em Constr.Ac.700m2.Terr 1.146m2. Bairro Nobre R$750mil F:7809-7310 BB..GGEERRAALLDDOO GGUUAARRAA 3d.e demais dep.$200mil F3289-4733/ sc30560 BBOOTTAAFFOOGGOO $$111155 MMIILL 2comod/wc fdo e ter fte F:3233-2444/8124-2319 CCAAMMBBUUÍÍ 225555MM22 3D.Ot.p/clinica/escrit. 92426531/98255526c37926 CCAASSTTEELLOO CCOOMMEERRCCIIAALL Térrea,ót.local.Ac.Apto F:3242-6232 C17204 beneblumercorretora@hot mail.com CCHHAAPPAADDÃÃOO RR$$774400MMIILL Sobrado,340m2 ÁC,4D,2St Pisc.C109311.F9170-0057 DDIICC IIVV Entr.$3.608,34+parc$623 (19)3035-4218/3042-4718 GGUUAANNAABBAARRAA Casa 3dorm + depend.ext quintal, churrasqueira. Fone 3253-2944. www.corrector.com.br JJAAGGUUAARRIIÚÚNNAA 3 dorms,160m2 ac,R$ 450 mil. F: (19) 7850-0541 ezequiel@ziimoveis.com. br JJDD DDAASS PPAAIINNEEIIRRAASS Cond.fech.sobrado,3dor mste,aes,living 2ambs, coz.plan.gar 2autos.R$ 530mil.CAO160 F:3308- 5 5 5 8 . C . 2 3 3 2 0 - j www.coltnegociosimobili arios.com.br JJDD PPAAUULLIICCEEIIAA//CC00MMLL.. RES. Sobr.3D.2ste.pisc. 286m2 á.c. F:7828-9011. JJDD..AAUURREELLIIAA 3D,AE,ste,churr,ót.loc. Ac.fin/FGTS.F:3291-9143 www.imobiliariatrevizan .com.br JJDD..AAUURREELLIIAA UURRGG.. 3Dr,c/AE, chur,coz.plan Ac.fin/FGTS. F3291-9143 www.imobiliariatrevizan .com.br JJDD..DDOO LLAAGGOO RR$$333300 MMIILL Linda!2Dorm,AE,piscina F:3233-2444/8124-2319 JJDD..EEUULLIINNAA--CCAA00008800 3 dorms.sendo 1 suíte. Excelente localização. Fone: (19) 3255-6969. www.labakiterci.com.br JJDD..GGUUAANNAABBAARRAA Amplo quintal,3dor.$430 mil.SC 16421.F3242-4695 www.curyimobiliaria.com .br JJDD..PPAARRAAÍÍSSOO 4dor(1ste),3WC,gar 4car Exc.acabto. 7850-0206 JJDD..SSÃÃOO PPEEDDRROO--228800MM22 2D,sala,cozinha,WC,todo reform.R kiyoshi Yamamo to,25.$195mil.9834-1127 JJSSDD SSÃÃOO GGAABBRRIIEELL 3dorms,copa coz.quintal c/churr.edícula R$270mi CAO320 F:3308-5558.Cr. 2 3 3 2 0 - J . www.coltnegociosimobili arios.com.br OORROOZZIIMMBBOO MMAAIIAA ÓÓTT..LLOOCC 351m2 terreno, aclive. Fone:3254-7772.Sc.24292 www.vieiralopes.com.br PPAAUULLIINNIIAA Cond.fech.3stes,aes,li- ving 2ambs,cozplan,gar 4autos R$920mil.CA0398 F:3308-5558.C.23320-J, www.coltnegociosimobili arios.com.br PPQQ JJAAMMBBEEIIRROO--NN00VVAA 3Dor,Á.T.140m2,Á.C.75m2 Oport.única.F:9701-4392 PPQQ..JJAAMMBBEEIIRROO 7700MM22 R.Hélcio Lizzardi,485 Doc.OK p/Financ.$220mil F:3386-8784/ 9217-0826 w w w. c a l a r g a . c o m . b r PPRROOOOSSTT SSOOUUZZAA 338800MMIILL 3dor,1ste,c/AE,coz.plan 4vgs,310 terr.9196-0729 SSAANNTTAA CCÂÂNNDDIIDDAA 3dorms,ste,living 2ambs coz.plan,gar2autos $410 mil.CA0420 F:3308-5558. C . 2 3 3 2 0 - J . www.coltnegociosimobili arios.com.br SSÃÃOO BBEERRNNAARRDDOO 3ds/1ste,2sls,AEs,chur, gar,var.CA0679. Sc48610 FS:3272-1633/ 9201-5785 www.leaoimoveis.com.br BBAARRAAOO GGEERRAALLDDOO//GGUUAARRÁÁ 3+1dorm,piscina, sauna, churr.$2.750 F8133-7944 JJDD..PPLLAANNAALLTTOO--330000MM22 Toda moderna,portão ele trôn.,Com/Res.3232-9408 planej@planejimoveis.co m.br JJDD..SSTTAA..GGEENNEEBBRRAA 3dorms,com AE, garagem. F:3236-0885 Cr.46370 www.acacioimob.com.br PPOONNTTEE PPRREETTAA Reform,3Dorm,sl.coz.2WC ót.preço. F:3234-4198 PPQQ..IINNDDUUSSTTRRIIAALL 3d,c/garagem. J.VELASCO F:9128-0767 e 9115-5288 PPRRXX..FFOONNTTEE SSÃÃOO PPAAUULLOO 10salas,estacionamento. $3mil. 3236-0885 C46370 www.acacioimob.com.br SSOOUUSSAASS -- 33 DD00RRMMSS Condomínio sobrado, 3d s(ste) quintal,lazer,pis cina, churrasqueira R$ 2.500. Fone 3253-2944. www.corrector.com.br TTAAQQUUAARRAALL 3Dorm c/AE,1 suíte,gara gem 3 autos F:3236-8423 VVLL..UUNNIIÃÃOO 4dorms,dir.c/proprietá- rio.F:9838-0083 AALLPPHHAAVVIILLLLEE Diversas opçs.Locação e Vendas.3579-8988 c55375 www.metropolitanaalphav ille.com.br AALLPPHHAAVVIILLLLEE 11..449900 MMIILL 5dorms(3ste),4sl,380 ÁC CC3735,lazer/7851-8298 www.betodaniel.com.br AALLPPHHAAVVIILLLLEE DD..PPEEDDRROO VENDE-SE. Magnífica, 4 Suítes,projeto moderno, nunca habitada. Fone: 9199-8004 creci 72120 AALLPPHHAAVVIILLLLEE--VVEENNDDEE--SSEE Alto padrão,900m2 A.C F:9773-3553 CRECI:51906 leiser@imoveisboldrin.c om.br BBEETTEELL // PPAAUULLIINNAA Fig.branca, Jacarandas, Greenville,Cancioneiro sManacás,e D+.sc.18187-J F:3884-7074/ 3888-2073 www.yamaguchiimoveis.co m.br BBRR..GGEERRAALLDDOO--AALLUUGGAA--SSEE 3d,Aes, lazer, R$3.200, F:3579-8988 sc55375 www.metropolitanaalphav ille.com.br CCAANNTTEERRVVIILLLLEE 3D,1ste,3salas,chur,co zamer.,pisc.Fino acabam. 410m* e 200m*AC. F:9756-8440 c/prop. CCOONNDD..EEXXPPOOSSIIÇÇÃÃOO De Casas - Sobrados Terrenos - partir de R$480.mil ver "SITE" F:3844-3914 C10651 www.osmarimoveis.com.br CCOONNDD..VVAALLIINNHHOOSS 200m2 a/c,3Dorms,1Suíte escrit,coz.esp.gourmet, aquec.solar,vista/pano- ramica, Documento OK. R$ 680mil.F:9796-0252 GGRRAAMMAADDOO 11..228800 MMIILL 4D(2ste),300 ÀC, 500 ÁT CC3681.sobrad/7851-8298 www.betodaniel.com.br GGRRAAMMAADDOO PPRROOPPRR VVEENNDDEE 1.513m.ter.4suítes,pisc R$2.870.000.F 9103-6289 www.curyimobiliaria.com .br HHÍÍPPIICCAA ((AALLUUGGAA--SSEE)) 4 dorms, Cond.desejado, pronto p/morar com área lazer.F:8430-5000 creci 80962 . OOMMÓÓVVEEIISS -- PPAAUULLIINNIIAA Em 13 Cond.Temos Casas Sobrados -Terrenos - em "Exposição". Ver "SITE" F:3933-3313 sc.10651 www.portalosmarimoveis. com.br PPAARRQQUUEE DDAASS FFLLOORREESS Cond.fech.3dorms,ste,ae living 2ambs,coz.plan, gar4autos R$750mil.CAO 296.F:3308-5558.C23320J www.coltnegociosimobili arios.com.br PPOORRTTOO VVIILLLLEE AALLUUGGOO 3 D(1suíte),graciosa, cond.c/super lazer. F : 3 2 9 4 - 1 5 0 0 www.r2imoveis.com.br PPQQ..PPRRAADDOO -- $$665500MMIILL VDO,cond.carmel,3D,1ste sl.3amb.churF.3256-4027 SSAANNTTAA MMAARRCCEELLIINNAA VVDD Linda,ot acab,R$520mil F:9552-1970 cr 101683 SSWWIISSSS PPAARRKK BBAADDEENN 4suites,chur,pisc,300m2 Doc.ok!Prop.F:8113-1544 brunocoiado@yahoo.com.b r SSWWIISSSS PPAARRKK FFRRIIBBOOUURRGG Nova,3sts, sauna, pisc, chur,quintal amplo, ac. financiamento!$1150 mil F3387-8533 C.21893-J www.plenoimoveis.com.br www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK LLEENNKK Em obras aceito imóvel /auto e propostas menor valor URGENTE! $330 mil Consulte-nos F3387-8533 www.plenoimoveis.com.br www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK LLUUZZEERRNN 258 m2 a/c,3stes, home, living 2amb.,escrit, quintal,chur R$999 mil consulte! F:3387-8533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK SSTT MMOORRIITTZZ 3sts escrit liv.2ambs, p i s c . c h u r , c l o s e t . $1.180mi. Consulte URGENTE. F:3387 8533 www.plenoimoveis.com.br www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK VVEEVVEEYY 3dorm, ste,living amplo escrit, pisc,chur.$850 mil F.33878533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK ZZUURRIICCHH 270m2ac 3st living 3ambs escrit pisc. chur px port lazer ac financiamento $955mil f.:3387 8533 www.plenoimoveis.com.br VVAALLIINNHHOOSS ZZUURRIICCKK DDOORRFF 4suítes,piscina,hidro. F:7805-1058 VVAALLIINNHHOOSS--CCAA00008833 Cond.CANTERVILLE,3dorms sendo 1 suíte,2salas,es critório,completa em AE despensa.Aceita apto em Campinas.(19) 3255-6969 www.labakiterci.com.br AAMMAARRAAIISS 775500MM22 GGAALLPPÃÃOO Ter.1.000 a 3.000m2.RA- RIDADE/F32566862 C21952 roberto.g.santos@terra. com.br AANNHHAANNGGUUEERRAA IINNDDUUSSTTRR.. 5.000 à 70.000m. Ótimo preço. Fone: 3253-2944. www.corrector.com.br CCHHAAPPAADDÃÃOO 753 m2 terreno.R$800,00 /m2 Direto Proprietário F:3236-0333/8133-8886 CCPPOO..GGRRAANNDDEE--SSTTAA..RROOSSAA 4.100m2,R$ 1.200.000, 10Lotes.32555570/MIGUEL JJDD MMIIRRIIAANN RR$$117755MMIILL 297 m2,esq,plano,dir.do no.8803-5383/8239-8292 JJDD..DDAA PPAALLMMEEIIRRAASS 550000MM Entrada do Gramado.Óti- mo Preço.F:19.9107-3427 JJDD..LLAAGGOO IIII ZZOONNAA 55 Área 5.524m2, R$ 200 o m2. F: 3242-4695 C16421 www.curyimobiliaria.com .br NN..CC..EELLIISSEEOOSS $$114400MMIILL 330m2,leve aclive,Z-11. Ac.fin.90%CEF.F78156738 PPAAUULLIINNIIAA 11..000000MM22 Pq.da Represa,lugar Pa radisiáco.Fs:3234-6246 3235-2947/3874-2569 PPRRXX..EEXXTTRRAA RR$$ 667700MMIILL 542m2,Zona 14 comercial Rua Rui Rodrigues 2604 F: 9142-0663 SSÃÃOO BBEERRNNAARRDDOO 3002, 14x22.R$ 200mil. Fs 3238-7310/9705-4120 SSOOUUSSAASS PPRRXX..SSAANNTTAANNDDEERR 1029m2.Ót.vist,parte al ta.390mil.Part.91761487 SSWWIISSSS PPAARRKK 894m,plano excel.topo- grafia R$385mil.TE0066 F:3308-5558.C.23320-J www.coltnegociosimobili arios.com.br VVAALLIINNHHOOSS 550000MM22 CCOOMMLL Valor de Merc R$200mil. Vendo R$150mil.92812523 22 CORREIO POPULAR CLASSIFICADOSCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CCAAMMBBUUÍÍ Condomínio Parque Avenida 1 por andar. Tratar pelo F: 7805-1058 JJAARRDDIIMM PPRROOEENNÇÇAA 2 dormitórios, sala, cozinha,área de serviço, 2 ba nheiros,sacada e garagem. Armário nos dormitórios, cozinha e banheiro.Valor R$ 250 mil.Fone 9442-0773 celio@crimobiliaria.com.br CCOONNDD..SSOOUUSSAASS AALLUUGGAA 3dorms 1ste,casa fdos,c/ste,área serviço,coz,sala, cond c/piscina,quadra etc.$3.200,+cond+IPTU CA0594 F3258-5001 - 3258-1058 creci19123 www.natalinoejoly.com.br SSAANN CCOONNRRAADDOO AALLUUGGAA Alto padrão!casa c/4 dormitórios, sendo 02 suítes, living p/3 ambientes, cozinha planejada, lavabo, escritório, lareira, e piscina. R$5.900,00 CA0228 F:3258-5001/3258-1058 c19123 www.natalinoejoly.com.br SSAANN CCOONNRRAADDOO AALLUUGGAA Casa com 3 Dorms sendo 1 suite c/ sacada e Closet, escritório ,área de serviço c/ armário, garagem p/ 5 carros ,c/ excelente terreno 3.500m R$ 2.900,00 CA0593 F:3258-5001/3258-1058 c19123 www.natalinoejoly.com.br
    • CORREIO POPULARCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CLASSIFICADOS 33
    • RREESSEEDDAASS-- 442200MM22 Área de lazer completa. F:3236-0885 C46370 www.acacioimob.com.br RREESSEERRVVAA RREEAALL 330000MM22 plano.R$110mil+parcelas TE0072.3254-7772.24292 www.vieiralopes.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK Lotes 360m2 a 720m2 disponíveis para financiamento CAIXA. 250 opções a sua escolha. Consulte nossa equipe 7 anos de tradição no bairro. Consulte-nos! Tel: 19 3387-8533 C.21893-J www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK 336600MM22 Melhor local,px.Mata.Ac fin.Caixa. F: 3291-9143 www.imobiliariatrevizan .com.br SSWWIISSSS PPAARRKK AARROOSSAA 360m2 parte alta px belas casas $272mil C O N S U L T E ! F : 3 3 8 7 - 8 5 3 3 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK BBAADDEENN 402m2,esquina,linda vis ta $300mil F:3387-8533 www.plenoimoveis.com.br www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK BBAASSEELL 360m2 parte alta plano, facilito $245 3387-8533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK BBIIEELL 360m px belas casas aclive $235mi F33878533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK FFRRIIBBOOUURRGG 360m2 local nobre aceita fin CAIXA $250mil F33878533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK LLAAUUEERRZZ 360m2,plano.Dentro área Verde.C/Prop. 3278-1888 r o c h a c p n @ g m a i l . c o m SSWWIISSSS PPAARRKK LLAAUUEERRZZ 360m2 lindo parte alta ligue $220mi F.33878533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK LLEENNKK 360m2 aclive px preservação $230mi F 3 3 8 7 - 8 5 3 3 www.plenoimoveis.com.br AALLPPHHAAVVIILLLLEE 11..225500MM22 VENDO/Troco. Fase 2 Lt6 Q:B2.C/Prop.F:9304-2610 edivaldobassani@bol.com .br AALLPPHHAAVVIILLLLEE CCAAMMPPIINNAASS Temos os melhores Terre nos e Casas.Veja em nos so site. WALMAR SC29416 F:3231-0044 / 9310-2577 www.imobiliariawalmar.c om.br AALLPPHHAAVVIILLLLEE DDOOMM PPEEDDRROO 626m2, c/ proprietário. Fone: 7802-5472. BBAARRÃÃOO GGEERRAALLDDOO 333366MM22 Pronto p/Construir,Dir. Prop;3256-3311/97262559 CC..RREESSEERRVVAA PPAALLMMEEIIRRAASS Valinhos.Px.Russi,Porto Seguro,2 Lotes c/ 510m2 cada/ 15x34m2. Plano R$ 460.000,00 cada. C/pro- prietário.(19)8159-0537 CCOONNDD MMOONNTT BBLLAANNCC 702m2 Tratar F7805-1058 CCOONNDD..JJAAGGUUAARRYY SSOOUUSSAASS 1.270m2. Oportunidade. Ac/Veiculo.F:7802-3091 CCOONNDD..RREESSEERRVVAA RREEAALL 300m2,plano,quitado,ót. lote.Dir.Prop.9204-8001 CCOONNDD..SSAANNTTAA IISSAABBEELL Reserva Real,Terras do Cancioneiros, Manacás, e demais Cond.na região Fone:3884-7074/38882073 cr.18187-J. VER SITE!!! www.yamaguchiimoveis.co m.br FFOONNTTAANNAARROO OO MMEELLHHOORR 300m2, plano, R$170mil Fone:3254-7772.Sc.24292 www.vieiralopes.com.br MMOONNTT BBLLAANNCC PPXX..LLAAZZEERR 702m,leve aclive.TE0070 $600mil.3254-7772.24292 www.vieiralopes.com.br PPOORRTTAALL DDAA MMAATTAA IIII B.Geraldo. 385/250m2 ú. R$ 170mil.F: 9622-2348. RREEAALL PPAARRQQUUEE SSUUMMAARRÉÉ 250m2/projeto aprov.Qui tado.7815-0276/91347975 SSWWIISSSS PPAARRKK ZZEERRMMAATTTT Planinho, excelente localização, estuda proposta $270 mil Oportunidade!F3387 8533 www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK ZZEERRMMAATTTT 430m2 prox mata, filé mignon,FACILITO!$279mil Oportunidade investimen to F3387-8533 C.21893-J www.plenoimoveis.com.br www.plenoimoveis.com.br SSWWIISSSS PPAARRKK--LLUUZZEENN Terreno 360m2, c/ Prop. Fs:7828-6290/8246-0571 SSWWIISSSS PPAARRKK//LLUUZZEERRNN 360m2, lindo lote.Part. R$300mil. F:9781-4035 VVAALLIINNHHOOSS Cond.Portal Jequitibas, lote de 300m2.TE0088. Fone: (19) 3255-6969. www.labakiterci.com.br VVAALLIINNHHOOSS MMAADDRR VVIILLLLAACC 300m2, R$180mil a vista (19)3213-7609/9774-8528 alaerciopereira@terra.c om.br VVAALLIINNHHOOSS--CCEERREEJJEEIIRRAASS 300M2,Excel.Oportunida- de! 3327-8683/9111-9357 www.pontodelta.com.br AARRTTUURR NNOOGGUUEEIIRRAA 20.000mt,2Km Cidade.Px. empresas constr.$200mil Urgente! F:9773-1010. BB..GGEERRAALLDDOO 3311..008877MM22 Casa 450m2,pisc.,porta- ria.AC.imóvel.9773-1982 www.estanciamariangela. com.br CCAAMMAANNDDUUCCAAIIAA ((MMGG)) SUL DE MINAS,20.000M2, com nascentes,cachoeira riachos,pasto,mata nati va,demarcada,luz, vista cinematográfica ent.R$ 20mil + 120X R$667,00.F (19)3012-4150/9165-9800 www.direcionalimoveis.c om.br CCAAMMPPIINNAASS 1.800m2. Ót.localiz.c/ casa. F: 9253-5566. CCAAMMPPIINNAASS 88..220000MM22 Campo,Lago,Sl.Festas,R$ 450mil.Ac.Imóv.33887764 jcardosoimoveis@yahoo.c om.br CCHHÁÁCC..AARRTTUURR NNOOGGUUEEIIRRAA 2.000m2,Cond,casa,pisc, c.futebol.F: 7816-6303. CCHHÁÁCCAARRAA PPXX..PPAAUULLIINNIIAA 1.000m2,plana,Oportuni- dade.R$25.000.F95340334 CCHHÁÁCCAARRAA PPXX..PPAAUULLIINNIIAA 500m2,plana,Oportuni- dade.R$15.000.F95340334 EESSTTRR..CCPPSS//MM..MMOORR KKMM 1155 Próx.asfalto,murada,3D/ ste,pisc,chur.9622-2348 CCAABBRRÁÁLLIIAA PPAAUULLIISSTTAA SSPP Faz.50 Alq.plana c/casa lago,mangueirão de bois lavoura roda pivô , 6km asfalto.Troca+valor.Te- mos +opçoes F.9105-2009 CCAAMMPPIINNAASS//SSOOUUSSAASS Faz.48,68e35 alq.café, gado,represa.C.21000pj 11.40147779/19.94144560 www.vilmarquesimoveis.c om.br AALLPPHHAAVVIILLLLEE P/Loc. 41 m2 a 1.500 m2 F 9773-3553 CRECI:51906 leiser@imoveisboldrin.c om.br BBOOSSQQUUEE RR..PPRROOEENNÇÇAA LLOOCC P/escr,de $600 a$800,s/ cond.33878848/ 25114405 www.ricarvalhoimoveis.c om.br BBOOSSQQUUEE--EEDD..CCIICC..MMÉÉDDIICCOO Área da saúde -recepção + 2salas. F:3232-9408 planej@planejimoveis.co m.br CCAAMMBBUUÍÍ 5500//7755MM22 Aluga-se. Edif. América 2 ou 3 gars.Ótimo custo /benefício.F: 9199-8004 Creci 72120 CCAAMMBBUUÍÍ--AALLUUGGOO SSAALLAA P/Consult.Médico p/ pe- ríodo.$550.F: 8150-8558 CCAAMMBBUUII--SSLL..CCOOMMEERRCCIIAALL ARQUITETOS,Alto padrão. ALUGO.Completa,copa,WC, Recep.c/seg.1VG.R$1.500 F:9174-1075/ 9292-6488. CCAAMMPPIINNAASS--AALLUUGGOO SOUSAS-CPS. SALA COML.- C.VILLE/ L'OFFICE/ LIFE TOWN.Dir.prop.9368-9727 CCAAMMPPIINNAASS--CCOOMMLL..VVEENNDDOO C.Ville - Direto C/pro- prietário. F: 9368-9727 CCEENNTTRROO AALLUUGGOO Ót.conjunto,sendo 2sls, c/WCs.R$650.F9253-5566. CCHHÁÁCCAARRAA PPRRIIMMAAVVEERRAA ALUGO.Consult.p/dentis- ta,completo.F 8149-3070 GGUUAANNAABBAARRAA Sala p/área de saúde F:3203-0345 c/Rose GGUUAANNAABBAARRAA 1 loc,40m2, c/WC e gar. F: 3236-0885 Cr.46370 www.acacioimob.com.br LLOOJJAA VVEENNDDOO -- CCEENNTTRROO R$110mil. Em galeria. Ac.troca.Fone:7803-5225 z1000veiculos@ig.com.br SSPPOOTT GGAALLLLEERRIIAA Diversas.opçs.Locação e venda.F:3579-8988c55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAVV..FFCCOO GGLLIICCÉÉRRIIOO Sobre loja,200m2 prox. Moraes Sales.R$2.500,00 F : 3 2 9 4 - 1 5 0 0 www.r2imoveis.com.br AAVV..JJUULLIIOO PPRREESSTTEESS salão coml.novo 320m2 F:7805-1058 BBOONNFFIIMM AALLUUGGOO P/ escritº ou comércio. F: 9261-2222 c/Clóvis. BBOOTTAAFFOOGGOO VVEENNDDOO Aprox.120m2,super segu- ro.F9472-2992/8731-2853 CCAAMMBBUUÍÍ novo,330m2, salão coml. F:7805-1058 CCAAMMBBUUÍÍ 33 EEMM 11 AALLUUGGAA Salão c/mezan+resid.1D. demais+barracão nos fds R.Major Sólon,890/894, imóvel reformado,alu- guel R$2.500,Imob.Sassi F:3241-1915 c.11540-J CCAAMMBBUUÍÍ LLOOJJAA ALUGO.400m2 ,12 vagas, ótima localização.Fone 8430-5000 Creci 80962 JJDD..CCAAMMPPOOSS EELLIISSEEOOSS Alugo 35m2,ao lado pos- to Chaparral.3269-1659 SSAALLÃÃOO AALLUUGGOO R.Dr.Quirino esquina com Cônego Cipião,40m2 R$1.000,00 F:3294-1500 www.r2imoveis.com.br AAVV..AANNCCHHIIEETTAA // AALLUUGGOO Prédio comercial,7salas 4WC, vaga p/4carros. ÁT 263m2, ÁC 150m2. Fones: (11)99950-8697 ou ( 1 9 ) 9 7 7 9 - 8 0 1 0 felipe@casavivavinhedo. com.br AAVV..NNOORRTTEE--SSUULL AALLUUGGOO Av.José de Souza Campos 1.440m2 Terr,510m2 á.c. Hor.Coml.F(19)3254-6079 AAVV..OORROOSSIIMMBBOO MMAAIIAA Loja Comerc.156m2.Ót.in vestimento $700mil +Sal do.9834-1127/ 3202-1311 FFRRCCOO..GGLLIICCÉÉRRIIOO 227788MM22 frte Banco Brasil/CEF. $5milF:3234-9205c18688 www.montecasteloimoveis .com.br LLAAVVAA RRÁÁPPIIDDOO--AALLUUGGOO Excel.ponto em Campinas único região.F9634-1791 AAMMAARRAAIISS // AALLUUGGOO 747m2 e terreno 1000m2. Excel.local.F:3232-9408 planej@planejimoveis.co m.br AAMMAARRAAIISS//SSTTAA..CCÂÂNNDDIIDDAA Z14,1000m2.R$10.500,00 F:3579-8988 sc55375 www.metropolitanacampin as.com.br AAVV..SSTTAA IIZZAABBEELL Barão Geraldo,387m2A.T. Z11,bar.200m2 F78051058 BBRR..GGEERRAALLDDOO ZZ--1144 ALUGO.300,400,500,1000 m2.F:91324066/78286679 CCEENNTTRROO ZZOONNAA 1122 VVEENNDDOO 838m constr,1.025m terr R$ 1.500 mil. PARCELO. F: 3242-4695 SC 16421 www.curyimobiliaria.com .br JJ..TTRREEVVOO AALLUUGGOO ZZ--1144 820m2,7wc, mezanino, pé dir.6m,c/prop.9612-5788 JJDD..DDOO TTRREEVVOO -- AALLUUGGOO 350m2,Z-14,2WCs,escritó rio.C/propr.F:9772-8696 JJDD..DDOO TTRREEVVOO 336600MM22 A l u g o / C o m e r c i a l . F(19)9112-1003 NN..CCAAMMPPOOSS EELLÍÍSSEEOOSS V e n d o , 5 0 0 m 2 , n o v o . F:7807-8683/9193-5111 PPQQ..IINNDDUUSSTTRRIIAALL//AALLUUGGOO Frente para Anhanguera. J.VELASCO F: 9128-0767 PPQQ..VVIIAA NNOORRTTEE--NNOOVVOO 400m2,2WC,escrit.R$4Mil 3236-0885 Creci 46370 www.acacioimob.com .br PPRR00XX..AAVV..SSAAUUDDAADDEE--VVDD00.. P/investidor.Excelente localização. Á.T.1396m2 Á.C.1.267m2.F:9701-4392 RR..AABBOOLLIIÇÇÃÃOO 880000MM AACC 1800m2 T,amplo estac.Av de gde fluxo.Ót.p/banco varej,merc.LOC.78197165 RREEGG..OO..VVEERRDDEE $$338800MMIILL 360.terr,280m.constr.Me sanino.30328080.+Opções paulocesarimoveis2011@h otmail.com RROOSSOOLLEEMM//HHOORRTTOOLLÂÂNNDDIIAA Alugo barracão 1.000m2+ 3.500m2 terr. 9648-0024 adonisjulu@hotmail.com ÁÁRREEAA ZZ..1144 Necessito de 2.000m2. Transação imediata. Tratar tel.:3232-2590 HHOORRTTOOLLAANNDDIIAA 77..000000MM22 Rodov.Cps/M.Mor,km13 R$ 350/m2. F: 9215-5009. PPAAUULLÍÍNNIIAA 22..770000MM22 Vendo,Docts Ok,Estudo Proposta.Fone:7815-0276 SSTTAA..CCAANNDDIIDDAA--ZZOONNAA 1144 2.033m2 R$ 1.400.000, F:7818-0628 s/c.2543 VVIIRRAACCOOPPOOSS//HHOONNDDAA Z14, 50.000m2,ót.acesso Fone 3256-6862 C21952 www.imoveiscidadeecampo .com.br AAMMAARRAAIISS Zona 14.J.VELASCO.Fone: 9128-0767 / 9115-5288 44 CORREIO POPULAR CLASSIFICADOSCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 JJAAGGUUAARRIIÚÚNNAA Lotes 500m2-PRONTO P/CONSTRUIR-Lago/clube esporte/ social,15% entrada,saldo 96 parcelas. R$ 375 o m2. Fs: (19) 7850-0541/ 9175-4450 - Plantão no local. ezequiel@ziimoveis.com.br MMEELLHHOORR DDOO MMOONNTT BBLLAANNCC As melhores localizações em lotes de 702m* a 850m* O melhor preço e as melhores condições A vista, Parcelado ou Financiamento CAIXA.Detalhes visite www.montblancresidence.com.br,(19)3388-1155 ou atendimento@montblancresidence.com.br Creci10440-J GGUUAANNAABBAARRAA 22880000MM22 AACC Esquina Av.Brasil prédio térreo, fino acabamento, ar cond., gerador, garagem coberta para 80 autos. Direto com Proprietário em Hor.Coml. F: 3212-4757. barbacena.campinas@uol.com.br GGAALLPPÃÃOO AALLUUGGAA--SSEE ZZ--1144 Com mezanino, pé direito de 9,20mts, piso para 10 toneladas,terreno 1.300m2, aréa construída de 854m2.Tratar com propriet.F:19-3289-0107 Campinas
    • CORREIO POPULARCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013 CLASSIFICADOS 55
    • 66 CORREIO POPULAR CLASSIFICADOSCampinas, terça-feira, 23 de julho de 2013