Imperialismo2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Imperialismo2

on

  • 5,300 views

Matéria para o ensino médio: imperialismo, socialismo e movimento operário

Matéria para o ensino médio: imperialismo, socialismo e movimento operário

Statistics

Views

Total Views
5,300
Views on SlideShare
1,545
Embed Views
3,755

Actions

Likes
0
Downloads
28
Comments
0

26 Embeds 3,755

http://historiadoensino.blogspot.com.br 2975
http://www.historiadoensino.blogspot.com.br 321
http://ratinhodaweb.blogspot.com.br 277
http://historiadoensino.blogspot.com 85
http://historiadoensino.blogspot.in 26
http://historiadoensino.blogspot.pt 14
http://www.google.com.br 12
http://historiadoensino.blogspot.com.es 7
http://www.historiadoensino.blogspot.com 6
http://www.google.com 6
http://historiadoensino.blogspot.jp 4
http://historiadoensino.blogspot.com.ar 3
http://www.historiadoensino.blogspot.pt 3
http://ratinhodaweb.blogspot.pt 2
http://feeds.feedburner.com 2
http://historiadoensino.blogspot.fr 2
http://historiadoensino.blogspot.ro 1
https://www.google.com.br 1
http://historiadoensino.blogspot.ru 1
http://ratinhodaweb.blogspot.com 1
http://historiadoensino.blogspot.com.au 1
http://historiadoensino.blogspot.co.uk 1
http://pagead2.googlesyndication.com 1
http://historiadoensino.blogspot.de 1
http://historiadoensino.blogspot.mx 1
http://www.youtube.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Imperialismo2 Presentation Transcript

  • 1. 2º ano do Ensino Médio 2012 Natania Nogueira nogueira.natania@gmail.com www.historiadoensino.blogspot.com
  • 2. IMPERIALISMO EUROPEU  O Imperialismo foi um fenômeno característico da segunda metade do século XIX.  Ele foi fruto da expansão da indústria pelo mundo, que provocou um aumento da concorrência por mercados internacionais, levando em muitos casos à intervenção armada por parte de algumas nações.
  • 3. CARACTERÍSTICAS DO IMPERIALISMO Expansão da indústria Monopolismo Neocolonialismo
  • 4. 1 – EXPANSÃO DA INDÚSTRIAA partir de 1870, pode falar de uma Segunda Revolução Industrial.Surgem novas fontes de energia (eletricidade, petróleo); grandes inventos (motor a explosão, telégrafo, corantes sintéticos); e de intensa concentração industrial.O capitalismo de concorrência foi o grande propulsor dos avanços técnicos.O desenvolvimento dos meios de transporte representou uma revolução à parte.O barateamento do transporte facilitou a ida dos trabalhadores para as vilas e cidades.
  • 5. 2 - MONOPOLISMOMONOPÓLIO INDUSTRIAL: Concentração de Capital e dominação daprodução em determinadas áreas econômicas gerado pela livre-concorrênciaTRUSTES: fusão de diversas empresas do mesmo ramo – empresas quedominam todas as etapas da produçãoCARTÉIS: grupo de grandes empresas que estabelecem entre si um acordocom o objetivo de controlar os preços ou o mercado de um determinado setor –acumulação horizontal de capitalHOLDINGS: empresa que detém o controle acionário sobre outras empresasembora elas mantenham denominação própria e independênciaBOLSA DE VALORES: Instituição típica do capitalismo. A perspectiva delucros pode aumentar o valor das ações
  • 6. 3 - NEOCOLONIALISMO Novo colonialismo. Essa expressão designa a nova forma de dominação de regiões realizada pelas ricas nações capitalistas. Trata-se de uma forma de dominação diferente da que ocorreu no século XVI, mas o fim era o mesmo: explorar a região dominada. O neocolonialismo significou também, a apropriação das riquezas dos países dominados. Os países imperialistas buscavam: fontes de energia, matéria-prima, mão de obra barata e novos mercados consumidores.
  • 7. JUSTIFICATIVAS DO NEOCOLONIALISMO Mito da Superioridade Europea: Características Biológicas Fé Religiosa: Cristianismo Desenvolvimento Técnico e Científico A “Diplomacia do Canhão” “O Fardo do Homem Branco” O Darwinismo social
  • 8. O DARWINISMO SOCIALÉ a ideia de que algumas sociedades e civilizações eramdotadas de valores que as colocavam em condiçãosuperior às demais. Na prática, essa afirmativa acabasugerindo que a cultura e a tecnologia dos europeus eramprovas vivas de que seus integrantes ocupavam o topo dacivilização e da evolução humana. Em contrapartida,povos de outras regiões (como África e Ásia) nãocompartilhavam das mesmas capacidades e, por tal razão,estariam em uma situação inferior ou mais próxima dassociedades primitivas.
  • 9. O IMPERIALISMO NA ÁFRICA1884 – 1885: Conferência de Berlim (Partilha da África)1899 – 1902: Guerra dos BôeresHegemonia da França e da InglaterraPresença Tardia da Alemanha e Itália
  • 10. O IMPERIALISMO NA ÁSIA ÍNDIAGuerra dos Sete Anos (1756 – 1763): Intervenção daInglaterra (protetorado)1848: Intensificação da Inglaterra (AdministraçãoDireta)Desequilíbrio da Economia IndianaGuerra dos Cipaios (1857): “Índia” X Inglaterra –vitória da Inglaterra e dura repressão sobre osmanifestantes
  • 11. CHINAGuerra do Ópio (1839 – 1842)Tratado de Nankin: abertura de cinco portos chineses àInglaterraBreak-Up: Divisão da China em “Áreas de Influência”(Inglaterra, França, Alemanha, Rússia e Japão)Revolta dos Boxers (1899 – 1902): revolta de um grupochinês contra a intervenção estrangeira na China. Sofreudura repressão (torturas)
  • 12. JAPÃO1853: A marinha estadunidense liderada peloAlmirante Perry ameaçaram bombardear os portosjaponeses. Resultado: o Japão abriu o comércio aosEUARevolução Meiji (1868): Revolução Burguesa,Impulso IndustrialIncentivos à Educação e à ida de universitários àEuropaBoicote aos EUATorna-se um país “imperialista”
  • 13. O IMPERIALISMO NA AMÉRICA Depois da guerra com o México, os Estados Unidos anexaram vasto território, antes pertencente aos mexicanos. A partir de 1870, aproximadamente, os Estados Unidos passaram a incursionar na região do caribe, dominando-a completamente. O Big Stick, "Grande Porrete“, foi uma frase de efeito usada para descrever o estilo de diplomacia empregada pelo presidente estadunidense Theodore Roosevelt, como corolário da Doutrina Monroe, a qual especificava que os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia internacional no hemisfério ocidental
  • 14. CONSEQUÊNCIAS DO IMPERILISMO Divisão Internacional do Trabalho Países Pobres: Mercado Consumidor Choque de Imperialismos entre as grandes potências Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918)
  • 15. O SOCIALISMO UTÓPICOSocialistas Utópicos: pensadores que, durante o século XIX, tentaram refletir sobre os problemas causados pelas sociedades capitalistas em desenvolvimento.Esses pensadores  buscavam racionalismo a saída para as contradições geradas no interior do pensamento capitalista. No entanto, não faziam uma crítica radical ao capitalismo, pois ainda defendiam a manutenção de suas práticas mais elementares.Os seus principais representantes são Robert Owen, Saint-Simon e Charles Fourier.
  • 16.  Industriário britânico Robert Owen (1771 – 1858) acreditava que o caráter humano era fruto das condições do local em que ele se formava. Por isso, defendeu que a adoção de práticas sociais que primassem pela felicidade, harmonia e cooperação poderiam superar os problemas causados pela economia capitalista.
  • 17.  Charles Fourier (1772 – 1837) criticou ferrenhamente a sociedade burguesa. Em seus escritos, defendeu uma sociedade sustentada por ações cooperativas. Nelas, o talento e o prazer individual possibilitariam uma sociedade mais próspera. A sociedade burguesa estava contra este tipo de sociedade ideal. Fourier era favorável ao fim das distinções que diferenciavam os papéis assumidos entre homens e mulheres. Idealizou os falanstérios, edifícios abrigados por 1800 pessoas vivendo em plena alegria e cooperação.
  • 18.  Saint-Simon (1760 – 1825), acreditava que uma sociedade dividia-se entre os produtores e ociosos. Por isso, defendeu outra sociedade onde a oposição entre operários e industriais deveria ser reconfigurada. Ele pregava a manutenção dos privilégios e do lucro dos industriais, desde que os mesmos assumissem os impactos sociais causados pela prosperidade. Acreditava que no cumprimento da sua responsabilidade social, o industriário poderia equilibrar os interesses sociais.
  • 19. O SOCIALISMO CIENTÍFICO O socialismo científico iniciou-se no século XIX, por Karl Marx e Friedrich Engels, o qual foi chamado de socialismo marxista. Rompeu com os socialistas "Utópicos", porque não apresentava na prática como combater o capitalismo, mas reconheceram a importância e aproveitaram a análise crítica da realidade política e econômica de toda a história das sociedades e do capitalismo.
  • 20.  Karl Marx (1818-1883) filósofo alemão, foi o pensador socialista de maior influência sobre o pensamento filosófico e social da humanidade, embora fora ignorado pelos estudiosos acadêmicos, que não acreditaram em sua tese. Ele acreditava que só uma revolução internacional para por fim a burguesia e o capitalismo e implantar o comunismo, então foi expulso de Paris. Sua maior obra foi editada e 1867 "O capital", onde expressara os principais conceitos do marxismo a teoria do valor, da mais- valia e do acumulo de capital.
  • 21. Karl Marx Friedrich Engels
  • 22. O ANARQUISMO Anarquismo pode ser definido como uma doutrina que defende o fim de qualquer forma de autoridade e dominação (política, econômica, social e religiosa). Os anarquistas defendem uma sociedade baseada na liberdade total, porém responsável. Defendem também o fim do sistema capitalista, da propriedade privada e do Estado. Os anarquistas defendem uma sociedade baseada na liberdade dos indivíduos, solidariedade (apoio mútuo), coexistência harmoniosa, propriedade coletiva, autodisciplina, responsabilidade (individual e coletiva) e forma de governo baseada na autogestão.
  • 23. O movimento anarquistasurgiu na metade do séculoXIX. Podemos dizer queum dos principaisidealizadores doanarquismo foi o teóricoPierre-Joseph Proudhon,que escreveu a obra "Que éa propriedade?" (1840).
  • 24. O MOVIMENTO OPERÁRIO: O LUDISMO E O CARTISMO O Ludismo foi a primeira forma de manifestação do proletarioado contra a exploração capitalista dos donos das fábricas.Os patrões, para aumentar sua produção, compravam máquinas mais modernas que necessitavam de menos operários para operá-las.Os operários sentiram-se ameaçados pelo desemprego e reagiram invadindo fábricas e quebrando as máquinas industriais responsabilizando-as pela falta de emprego.
  • 25. O MOVIMENTO OPERÁRIO: O CARTISMO Em 1838, trabalhadores britânicos amparados pela Associação dos Trabalhadores Londrinos, iniciou um movimento de caráter reformista que teve esse nome derivado do fato dessas reivindicações serem feitas através do envio de cartas, petições ou abaixo assinados aos parlamentares ingleses exigindo reformas urgentes. A principal delas foi a Peopless Charter (Carta do Povo) que exigia: Sufrágio universal, Voto secreto, Elegibilidade dos não proprietários, Igualdade dos distritos eleitorais, dentre outras coisas. O cartismo é uma fase mais amadurecida do movimento operário onde novas táticas de lutas foram incorporadas e o proletariado partiu para um novo movimento reivindicatório.
  • 26. O MOVIMENTO OPERÁRIO: OS TRADE-UNIONS E SINDICATOS Os operários chegaram à conclusão de que a união era fundamental para se contrapor ao poder burguês, então criararam os “trade-unions”, associações formadas pelos operários, mas que possuíam uma evolução muito lenta nas reinvindicações que faziam. Eles evoluíram e formaram os sindicatos, que eram sistemas de organização que defendiam  seus direitos, eram os focos de resistência à exploração capitalista. Em 1824, a Inglaterra acaba aprovando a primeira lei, que permite a organização sindical dos trabalhadores. Em 1830 foi fundada a primeira entidade geral dos operários ingleses. Em 1866, ocorreu o primeiro congresso internacional das organizações de trabalhadores de vários países, onde surge a fundação da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT).