Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Like this? Share it with your network

Share

Imperialismo

on

  • 17,651 views

Movimento Imperialista XIX - XX

Movimento Imperialista XIX - XX

Statistics

Views

Total Views
17,651
Views on SlideShare
17,468
Embed Views
183

Actions

Likes
4
Downloads
352
Comments
1

6 Embeds 183

http://historiadoensino.blogspot.com.br 93
http://historiadoensino.blogspot.com 77
http://www.historiadoensino.blogspot.com.br 7
http://www.slideshare.net 4
http://historiadoensino.blogspot.pt 1
http://historiadoensino.blogspot.it 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Imperialismo Presentation Transcript

  • 1. IMPERIALISMO E PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL Natania Nogueira [email_address] www.historiadoensino.blogspot.com
  • 2. IMPERIALISMO EUROPEU –SÉCULO XIX
    • O Imperialismo foi um fenômeno característico da segunda metade do século XIX.
    • Ele foi fruto da expansão da indústria pelo mundo, que provocou um aumento da concorrência por mercados internacionais, levando em muitos casos à intervenção armada por parte de algumas nações.
  • 3. CARACTERÍSTICAS DO IMPERIALISMO
    • Expansão da indústria
    • Monopolismo
    • Neocolonialismo
  • 4.  
  • 5. 1 – Expansão da indústria
    • As mudanças na estrutura da produção industrial foram tão aceleradas a partir de 1870, que se pode falar de uma Segunda Revolução Industrial.
    • Surgem novas fontes de energia (eletricidade, petróleo); grandes inventos (motor a explosão, telégrafo, corantes sintéticos); e de intensa concentração industrial.
    • A grande diferença em relação à primeira fase da Revolução Industrial era o estreito relacionamento entre ciência e técnica, entre laboratório e fábrica.
    • O capitalismo de concorrência foi o grande propulsor dos avanços técnicos.
    • O desenvolvimento dos meios de transporte representou uma revolução à parte. A maioria dos países que se industrializavam elegeu as ferrovias como o maior investimento.
    • O barateamento do transporte facilitou a ida dos trabalhadores para as vilas e cidades. Contribuiu, assim, para a urbanização e o êxodo rural. As nações aumentaram seu poderio militar, pois podiam deslocar mais depressa suas tropas.
    • As ligações transoceânicas ganharam impulso em 1838, com a invenção da hélice. Os clíperes, movidos a vela, perderam lugar para os novos barcos, que cruzavam o Atlântico na linha Europa - Estados Unidos em apenas dezessete dias.
  • 6. 2 - Monopolismo
    • MONOPÓLIO INDUSTRIAL: Concentração de Capital e dominação da produção em determinadas áreas econômicas gerado pela livre-concorrência
    • TRUSTES: fusão de diversas empresas do mesmo ramo – empresas que dominam todas as etapas da produção
    • CARTÉIS: grupo de grandes empresas que estabelecem entre si um acordo com o objetivo de controlar os preços ou o mercado de um determinado setor – acumulação horizontal de capital
    • HOLDINGS: empresa que detém o controle acionário sobre outras empresas embora elas mantenham denominação própria e independência
    • BOLSA DE VALORES: Instituição típica do capitalismo. A perspectiva de lucros pode aumentar o valor das ações
  • 7. 3 - Neocolonialismo
    • Novo colonialismo. Essa expressão designa a nova forma de dominação de regiões realizada pelas ricas nações capitalistas.
    • Trata-se de uma forma de dominação diferente da que ocorreu no século XVI, mas o fim era o mesmo: explorar a região dominada.
    • O neocolonialismo significou também, a apropriação das riquezas dos países dominados.
    • Os países imperialistas buscavam: fontes de energia, matéria-prima, mão de obra barata e novos mercados consumidores.
  • 8.  
  • 9. Justificativa do neocolonialismo
    • Mito da Superioridade Européia:
      • Características Biológicas
      • Fé Religiosa: Cristianismo
      • Desenvolvimento Técnico e Científico
    • A “Diplomacia do Canhão”
    • “ O Fardo do Homem Branco”
  • 10. Administração neocolonial
    • Nas áreas de dominação francesa, havia dois tipos básicos de ligação com a metrópole:
    • 1. Colônia, ficava sob supervisão direta do Ministério das Colônias, com administração de um governador-geral, responsável por toda a atividade colonial;
    • 2. Protetorado, bastante autônomo, administrado por gente da região, com supervisão de um representante da metrópole.
    • Entre os ingleses, havia mais variedade administrativa:
    • 1. Colônia da Coroa, dependia diretamente do Escritório Colonial da metrópole;
    • 2. Colônia, com certo grau de autonomia, tinha Parlamento eleito;
    • 3. Domínio, praticamente independente, exceto no tocante às relações estrangeiras e à defesa.
    • A administração colonial dos outros países era semelhante à dos franceses e ingleses.
  • 11. O imperialismo na África
    • 1884 – 1885: Conferência de Berlim (Partilha da África)
    • 1899 – 1902: Guerra dos Bôeres
    • Hegemonia da França e da Inglaterra
    • Presença Tardia da Alemanha e Itália
  • 12. O imperialismo na Ásia
    • ÍNDIA
    • Guerra dos Sete Anos (1756 – 1763): Intervenção da Inglaterra (protetorado)
    • 1848: Intensificação da Inglaterra (Administração Direta)
    • Desequilíbrio da Economia Indiana
    • Guerra dos Cipaios (1857): “Índia” X Inglaterra – vitória da Inglaterra e dura repressão sobre os manifestantes
  • 13.
    • CHINA
    • Guerra do Ópio (1839 – 1842)
    • Tratado de Nankin: abertura de cinco portos chineses à Inglaterra
    • Break-Up: Divisão da China em “Áreas de Influência” (Inglaterra, França, Alemanha, Rússia e Japão)
    • Revolta dos Boxers (1899 – 1902): revolta de um grupo chinês contra a intervenção estrangeira na China. Sofreu dura repressão (torturas)
  • 14.
    • JAPÃO
    • 1853: A marinha estadunidense liderada pelo Almirante Perry ameaçaram bombardear os portos japoneses. Resultado: o Japão abriu o comércio aos EUA
    • Revolução Meiji (1868): Revolução Burguesa, Impulso Industrial
    • Incentivos à Educação e à ida de universitários à Europa
    • Boicote aos EUA
    • Torna-se um país “imperialista”
  • 15. O imperialismo na América
    • Depois da guerra com o México, os Estados Unidos anexaram vasto território, antes pertencente aos mexicanos.
    • A partir de 1870 , aproximadamente, os Estados Unidos passaram a incursionar na região do caribe, dominando-a completamente.
    • Se a América Central e o Caribe eram área de interesses dos americanos, a predominância da Inglaterra sobre a América do Sul vinha desde o período das lutas pela independência. Os maiores investimentos ingleses se concentravam na exploração de matéria-prima. O salitre , obtido na Chile e na Bolívia , e o guano ( substância derivada do excremento de aves aquáticas utilizada como adubo de terras ), do Peru , eram explorados por companhias inglesas.
    • As interferências na América do Sul garantiram a dependência econômica das ex-colônias ibéricas em relação à Inglaterra.
  • 16. O Big Stick
    • " Grande Porrete " ) foi uma frase de efeito usada para descrever o estilo de diplomacia empregada pelo presidente estadunidense Theodore Roosevelt, como corolário da Doutrina Monroe, a qual especificava que os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia internacional no hemisfério ocidental.
  • 17. Consequências do Imperilismo
    • Divisão Internacional do Trabalho
    • Países Pobres: Mercado Consumidor
    • Choque de Imperialismos entre as grandes potências
    • Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918)
  • 18. A PAZ ARMADA
    • Paz Armada é o nome usado para descrever o período de 1885 a 1914 que antecedeu à Primeira Guerra Mundial. Foi um momento de intensa corrida armamentista, quando a Tríplice Aliança ampliava sua capacidade bélica, e a Tríplice Entente buscava equipar-se.
    • A indústria bélica aumentou consideravelmente os seus recursos, produzindo novas tecnologias para a guerra.
    • O serviço militar obrigatório, incentivou o sentimento nacionalista.
    • A persistência de tensões entre os Estados os levaram a gastar grande parte de seu capital para investimentos na indústria do armamento e da promoção do exército. Isto resultou em um complexo sistema de alianças em que as nações estavam em conflito, sem estar em guerra.
  • 19.  
  • 20. A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL
    • Teve início em 1914, com o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando , herdeiro do trono austríaco, em Sarajevo,
    • Foi o primeiro conflito armado a envolver as grandes potências imperialistas da Europa.
    • Provocou a morte de mais de 8 milhões de soldados e 6,5 milhões de civis.
    • Confrontam-se dois grupos de países organizados em pactos antagônicos:
    • Tríplice Aliança : Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália (A Itália, embora pertencente à Tríplice Aliança, fica neutra no início da guerra, trocando de lado em 1915, sob a promessa de receber parte dos territórios turcos e austríacos).
    • Tríplice Entente : França, França Inglaterra e Rússia.
  • 21.  
  • 22. Causas
    • O choque dos interesses imperialistas.
    • O nacionalista emergente.
    • O revanchismo.
    Consequências
    • A emergência dos EUA, que passam a ser o centro de poder do capitalismo.
    • A reorganização do cenário político no continente europeu.
    • A implantação do primeiro Estado socialista, a União Soviética.
    • A emergência dos totalitarismos
    • A II Guerra Mundial.
  • 23.  
  • 24. O tratado de paz
    • Surgem propostas de paz em 1917 e 1918, mas com pouca ou nenhuma repercussão.
    • Os 14 pontos de Wilson : O presidente norte-americano Woodrow Wilson (1856 - 1924) traz a idéia de uma "paz sem vencedores" e sem anexações territoriais, em um programa com 14 itens.
    • Tratado de Versalhes:
    • Em 28 de junho de 1919 é assinado o Tratado de Versalhes.
    • Pressionada por um embargo naval, a Alemanha é obrigada a ratifica-lo.
    • Perde todas as colônias que são repartidas entre os Aliados, e parte do seu território.
    • Passa a ser atravessada pelo chamado "Corredor Polonês", que dava a Polônia acesso ao Mar Báltico, e divide o país em dois.
    • É obrigada a pagar indenizações por todos danos civis causados pela guerra e fica proibida de formas um Exército regular.