Proposta “Pedala Jundiaí”
Bicicletada Jundiaí – Voto Consciente Jundiaí
Propositores
O Movimento Voto Consciente Jundiaí foi criado com a finalidade de incentivar e desenvolver
ações de promoção...
questões políticas“- http://bit.ly/pvt9om
− 11/01/2012: JJ - “Pedaladas pela doação de sangue” - http://bit.ly/zYbNcO
− 31...
movimentos sociais).
Lei No. 7.406 de 2010 –
http://www2.camarajundiai.sp.gov.br:81/camver/LEIMUN/2010/07406.pdf
Estabelec...
1.2 – Mapeamento de rotas
Elaboração de um plano cicloviário com o intuito de mapear as principais vias de acesso
em toda ...
² Modelo 1 de bicicletário fechado - Metrô SP (http://www.gazetasetelagoana.com.br/?p=9460)
³Modelo de bicicletário aberto - (http://www.construtoradepalavras.com.br/2010/08/guria-da-
capital-jacomi-e-arte-ate-no.h...
Projeto Pedala Jundiaí - Incentivo ao uso da bike como meio de transporte
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Projeto Pedala Jundiaí - Incentivo ao uso da bike como meio de transporte

396

Published on

Projeto de incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte em Jundiaí - Material elaborado Pelo Coletivo Pedala Jundiaí para ser apresentado à Prefeitura do Município de Jundiaí, queremos uma cidade das bicicletas e estamos começando por aqui, entregamos uma série de materiais e propostas, serão analisadas e torcemos para serem implantadas!

Published in: Design
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
396
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto Pedala Jundiaí - Incentivo ao uso da bike como meio de transporte

  1. 1. Proposta “Pedala Jundiaí” Bicicletada Jundiaí – Voto Consciente Jundiaí
  2. 2. Propositores O Movimento Voto Consciente Jundiaí foi criado com a finalidade de incentivar e desenvolver ações de promoção da cidadania e de inclusão social, especialmente por meio do acompanhamento do Legislativo, ações de educação política e articulação entre os setores privado, público e cidadão, para o fortalecimento de canais e espaços de participação e incidência em políticas públicas. a. Dados Gerais: Nome do grupo/coletivo juvenil: Movimento Voto Consciente Jundiaí Cidade: Jundiaí Estado: São Paulo Foco de atuação: Participação Cidadã (Educação para Cidadania, Influência em Política Pública e Webcidadania) Tempo de existência: 5 anos Email: jundiai@votoconsciente.org.br Site: http://votoconscientejundiai.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/votoconscientejundiai Twitter: www.twitter.com/votojundiai Youtube: www.youtube.com/votojundiai A Bicicletada Jundiaí participa de um movimento mundial, inspirada na Massa Crítica, ou Critical Mass, que começou a tomar as ruas de São Franscisco nos EUA no início dos anos 90. Formada em abril de 2009, a Bicicletada é um movimento sócio ambientalista, cujo objetivo é conscientizar as pessoas a utilizarem transportes alternativos, saindo do individualismo motorizado, para construirmos uma sociedade mais saudável e humana, buscando também o respeito por parte dos motoristas para com os ciclistas, e das autoridades, através do investimento em ciclovias e sinalização adequada. Em 2009, a Bicicletada Jundiaí, com a participação de ciclistas da cidade, organizaram um mapa com um plano cicloviário, no qual as pessoas contribuíam e visualizavam através de um mapa virtual: http://bit.ly/Ak6EHn¹. Recentemente, no final de 2011, a Bicicletada Jundiaí também obteve destaque no concurso regional 'Cidadonos', apoiando e divulgando uma das propostas vencedoras, que propôs e discutiu o planejamento cicloviário em Jundiaí, somando um total de 209 comentários e 361 apoios no site. A Bicicletada promove um passeio ciclístico e de cunho educativo todo último sábado do mês, gratuito e aberto a qualquer pessoa que deseje participar. − Total de passeios realizados desde abril de 2009: 32 − Total de participantes: 230 Divulgação na mídia Durante mais de dois anos de movimento, a Bicicletada Jundiaí conquistou relevância na mídia, que já publicou diversas matérias e reportagens a respeito da Bicicletada Jundiaí e sobre o uso da bicicleta como meio de transporte. Links de matérias: − 20/10/2011: FOLHA DE S. PAULO - “Novos sites ajudam internauta a se engajar em
  3. 3. questões políticas“- http://bit.ly/pvt9om − 11/01/2012: JJ - “Pedaladas pela doação de sangue” - http://bit.ly/zYbNcO − 31/03/2011: VOTO CONSCIENTE JUNDIAÍ – “Bicicletada Cultural inunda as estreitas ruas do centro!” - http://bit.ly/zpneK4 − 28/03/2011: TVE JUNDIAÍ - http://youtu.be/xTlXucoAWp4 Mudança de comportamento Há anos Jundiaí vem crescendo e se desenvolvendo, com grande aumento do número de empreendimentos, de pessoas e consequentemente, como maior agravante, de carros populares. Segundo o último Censo (2010), Jundiaí possui uma frota de 159.678 automóveis, o que corresponde a uma média de um carros a cada dois habitante, um índice preocupante, pois expectativas para o futuro indicam maiores desenvolvimentos para os próximos anos na cidade, o que exige um alto grau de cuidado para que questões ambientais e sociais não sejam prejudicadas com a promissora situação econômica. Atualmente em Jundiaí, as principais avenidas e ruas da cidade, que encontram-se localizadas próximas da região central, ficam congestionadas com o grande volume de carros que trafegam intensamente durante todo o dia. Devido a esta situação, que também dissemina-se diariamente para outras regiões, movimentos ambientais e ONGs vêm promovendo ações para que a cultura individualista e automotiva da sociedade mude. Ações locais em desenvolvimento Como já foi comprovado em vários países europeus e até mesmo em algumas cidades do Estado de São Paulo, como Sorocaba, é necessária a implantação de ciclovias para que a população possa substituir com segurança o carro pela bicicleta para locomover-se no dia a dia. Em Jundiaí a Prefeitura Municipal já está implantando novas ciclovias e segundo a Secretaria responsável, já foram construídos 12km de ciclovias na cidade (somando as ciclovias internas dos parques cerca de 7 km), sendo que todos os projetos de novas vias já preveem ciclovias ligadas a elas. Leis em vigor Lei Complementar 381 de 2003 – http://www2.camarajundiai.sp.gov.br:81/camver/LEICOM/2003/00381.pdf Alterou o Código de Obras e Edificações do Município para prever, em mercados e supermercados, o “mínimo de cinco vagas para bicicletas, respeitando-se as especificações técnicas pertinentes”. Lei Complementar 473 de 2009 – http://www2.camarajundiai.sp.gov.br:81/camver/LEICOM/2009/00473.pdf Altera o Plano Diretor do Município para “estudar e estimular a instalação de ciclovias preferencialmente nas vias arteriais e delimitar áreas de circulação de bicicletas nas praças e parques”. Lei No. 7.602 de 2010 – http://www2.camarajundiai.sp.gov.br:81/camver/LEIMUN/2010/07602.pdf Instituiu a política de incentivo ao uso da bicicleta, para estimular ações que promovam o uso e conscientização, além do apoio a ações de ciclistas e organizações sociais (associações ciclísticas e
  4. 4. movimentos sociais). Lei No. 7.406 de 2010 – http://www2.camarajundiai.sp.gov.br:81/camver/LEIMUN/2010/07406.pdf Estabelece a obrigatoriedade de criação de estacionamentos para bicicletas em locais de grande afluxo de público, especificando quais; parques, shopping-centers, supermercados, agências bancarias, igrejas e locais de cultos religiosos, instalações desportivas e indústrias. Objetivo Incentivar a utilização da bicicleta como meio de transporte, partindo da teoria de que do centro da cidade o projeto pode se disseminar para os outros bairros, criando um hábito saudável em trabalhadores, estudantes e empresários jundiaienses. Maneira de desafogar as vias de carros, possibilitando o livre transito de ciclistas com segurança, pode ser visto como economia para os que utilizarem este meio de transporte e melhoria em qualidade de vida. Proposta de Ação A construção de ciclovias e o comprometimento da Prefeitura de Jundiaí com a causa já é um enorme avanço, porém, para que realmente seja um processo de Planejamento Cicloviário, é necessário que mais dois elementos tornem-se reais: 1. Construção de bicicletários 2. Elaboração de campanhas educativas Para que as pessoas realmente utilizem a bicicleta como meio de transporte, e não somente como de lazer, é indispensável que haja estes dois elementos, que constituem a base desta proposta e têm suas funções descritas abaixo: .  Campanhas educativas: Podem ser cartilhas, panfletos, materiais audiovisuais que contenham informações de incentivo à população, sobre as vantagens e importância de utilizar a bicicleta como meio de transporte.  Bicicletários: São estruturas que contêm ao menos 20 vagas para se guardar bicicletas, como estacionamentos. Sua implantação é fundamental em pontos estratégicos de grande circulação de pessoas, pois oferece ao ciclista segurança para estacionar sua bicicleta quando chega ao seu destino, ou próximo dele. Plano de Ação 1 – Campanha de estímulo ao uso de bicicletas Realização de oito passeios ciclísticos até o fim do ano, envolvendo associações ciclísticas, coletivos sociais e bicicletarias, informando os participantes da existência do projeto e buscando obter apoio, sendo parte das campanhas educativas realizadas nos passeios. Cada passeio desses será fotografado e gravado, para divulgação nos perfis sociais da campanha em redes sociais digitais (Twitter, Facebook e Youtube). 1.1 – Criação dos canais da campanha Criação e gestão dos perfis sociais no Facebook, Twitter e Youtube, com o objetivo de divulga as ações da campanha, dar visibilidade aos parceiros e fortalecer o estímulo ao uso de bicicletas.
  5. 5. 1.2 – Mapeamento de rotas Elaboração de um plano cicloviário com o intuito de mapear as principais vias de acesso em toda a cidade em direção ao centro. (desenho em mapa, internet – possível colocação de posters em lugares da cidade - ) 1.3 – Produção de materiais informativos Criação de folhetos, colantes para bicicleta e bottons da campanha. Tais materiais serão distribuídos pelos parceiros da campanha (associações, coletivos e bicicletarias), além de serem distribuídos nos passeios ciclísticos a serem realizados, informarão as vantagens e a importância de utilizar a bicicleta como meio de transporte. 1.4 – Oito passeios ciclísticos Realização de passeios ciclísticos mensais que explorem as rotas mapeadas e os bicicletários construídos, dando repercussão aos logros da campanha. 2 – Construção de bicicletários De acordo com as normas estabelecidas pela Lei Complementar 381 de 2003 e pela Lei No. 7.406 de 2010, esta proposta prevê o estímulo a parques, shopping-centers, supermercados, agências bancarias, igrejas e locais de cultos religiosos, instalações desportivas e indústrias, para a construção de estacionamentos de bicicleta. Cada um destes pontos receberá credenciamento da campanha, com divulgação pelos canais da campanha, presença no Mapeamento de Rotas e ainda com a possibilidade de criação de totem com logo da campanha. Os passeios ciclísticos serão desenvolvidos em rotas que contenham estes estacionamentos, que pode ser de dois tipos: I - bicicletário - local destinado ao estacionamento de bicicletas, por período de longa duração, podendo ser público ou privado, local que oferece ao ciclista grande segurança e rapidez. II - paraciclo - local em via pública, destinado ao estacionamento de bicicletas, por período de curta e média duração. Menos seguro que um bicicletário fechado, porém, de fácil acesso e bastante eficiente. ANEXOS ¹ proposta de Mapa Cicloviário para Jundiaí:
  6. 6. ² Modelo 1 de bicicletário fechado - Metrô SP (http://www.gazetasetelagoana.com.br/?p=9460)
  7. 7. ³Modelo de bicicletário aberto - (http://www.construtoradepalavras.com.br/2010/08/guria-da- capital-jacomi-e-arte-ate-no.html)

×