Exame do estado mental: Funções psiquícas Rodrigo Leite Andrade Rosana Batista Oliveira Tamillys B. de Figueredo Andrade
Exame do estado mental: Funções psiquícas <ul><li>Exame do estado mental x história  </li></ul><ul><li>Modelo de exame do ...
Modelo de exame do estado mental <ul><li>Capacidade visual e espacial </li></ul><ul><li>Inteligência </li></ul><ul><li>Pen...
Modelo de exame do estado mental <ul><li>VI.  Pensamento : </li></ul><ul><li>Forma  </li></ul><ul><li>Conteúdo </li></ul><...
Psicomotricidade <ul><li>Motricidade = Neuromotricidade + psicomotricidade </li></ul><ul><li>* Neuromotricidade – Moviment...
Psicomotricidade <ul><li>Alterações da vontade:   </li></ul><ul><li>- Hipobulia e abulia </li></ul><ul><li>-Atos impulsivo...
Psicomotricidade <ul><li>Aspectos quantitativos e qualitativos do comportamento motor </li></ul><ul><li>Alterações: </li><...
Psicomotricidade <ul><li>O ato motor é o comportamento final do ato volitivo,assim as alteração da psicomotricidade freqüe...
Afetividade <ul><li>Termo genérico, que compreende várias modalidades de vivências afetivas: </li></ul><ul><ul><li>Humor o...
Humor <ul><li>Emoção ampla e prolongada que colore a percepção que se tem do mundo </li></ul><ul><ul><li>Estado emocional ...
Afeto <ul><li>Resposta emocional atual </li></ul><ul><li>Qualidade e tônus emocional que acompanha uma idéia ou representa...
Linguagem <ul><li>Atividade especificamente humana, talvez a mais característica de nossas atividades mentais </li></ul><u...
Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem sec. a lesão neuronal : </li></ul><ul><li>-  Afasia : perda da linguagem (expres...
Linguagem <ul><li>-  Disfonia : mudança da sonoridade das palavras </li></ul><ul><ul><li>-  Afonia : incapacidade de emiss...
Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem associadas a transtornos psiquiátricos primários </li></ul><ul><ul><li>-  Logorr...
Linguagem <ul><ul><li>-  Tique verbal:  produção de fonemas ou palavras de forma recorrente, imprópria e irresistível </li...
Percepção <ul><li>Conjunto de atributos psiquicos que permitem ao indivíduo: PERCEBER – ASSIMILAR – INTEGRAR – PROCESSAR  ...
Percepção <ul><li>Receptores exteroreceptores: </li></ul><ul><li>Produzem: Visuais, auditivas, gustativas, táteis, térmica...
Pensamento <ul><li>Pode ser dividido em: </li></ul><ul><li>F orma (processo): modo como o  pensamento flui; velocidade, ri...
Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>Aceleração : associações de idéias muito rápidas; (em níveis ext...
Fuga de idéias Exemplo de fuga de idéias de uma paciente maníaca, com 45 anos. Ela disse: &quot;Eles pensaram que eu estav...
Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>- Bloqueio do pensamento : curso de conversa interrompido brusca...
Pensamento Conteúdo do Pensamento: Delírios, preocupações, obsessões,compulsões e fobias. Podem ser: 1.   Perseguição 2.  ...
<ul><li>É a capacidade neurológica de captar o ambiente e de se orientar de forma adequada, é estar lúcido.  </li></ul><ul...
Consciência Alterações quantitativas: A- Obnubilação (turvação) :  Leve e moderado    do grau de clareza do sensório Lent...
Consciência Alterações qualitativas : A- Estados Crepusculares:  Estreitamento de campo da    consciência.             Oco...
Síndrome psicopatológica associada ao rebaixamento do nível da consciência.   <ul><li>O “Delirium”   </li></ul><ul><li>-  ...
Prevenção <ul><li>Diz respeito à capacidade de situar-se quanto a si mesmo e quanto ao ambiente, constituindo um elemento ...
Orientação <ul><li>Avalia o nível de consciência </li></ul><ul><ul><li>Auto psíquica  = em relação a si mesmo  </li></ul><...
Orientação <ul><li>Orientação temporal </li></ul><ul><ul><li>Momento cronológico: período,dia, mês, ano. </li></ul></ul><u...
Memória <ul><li>Capacidade de registrar, manter e evocar  as experiência e  os  fatos  já ocorridos. </li></ul><ul><li>A m...
Fatos ocorridos MEMÓRIA Memória REGISTRO MANUTENÇÃO EVOCAÇÃO
Memória (definições) <ul><li>Processo temporal de aquisição e evocação </li></ul><ul><ul><li>Memória imediata ou curtíssim...
Memória <ul><li>Lei da regressão mnêmica de Ribot,1882   em relação a uma lesão cerebral: </li></ul><ul><ul><li>Perde pri...
Memória – Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Hipermnésias    afluência rápida em grande quantidade, perdendo ...
Memória  –  Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Amnésia anterógrada     perda da capacidade de fixação de fato...
Memória  – Alterações qualitativas <ul><li>A deformação do processo de evocação de conteúdos mnêmicos previamente fixados:...
Concentração e Atenção <ul><li>Causas de alterações na concentração:  </li></ul><ul><li>Doença cerebral orgânica </li></ul...
Concentração e Atenção <ul><li>Leitura e escrita </li></ul><ul><li>Ler uma frase e fazer o que ela ordena </li></ul><ul><l...
Impulsividade <ul><li>Impulsos sexuais </li></ul><ul><li>Impulsos agressivos </li></ul><ul><li>Avaliação do comportamento ...
Insight <ul><li>Grau de conscientização e compreensão do paciente de que está doente </li></ul><ul><li>Avaliação na anamne...
Julgamento <ul><li>Capacidade para julgamento social </li></ul><ul><li>Previsão, pelo paciente, do que faria em situações ...
 
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Funções psíquicas

19,013

Published on

Published in: Health & Medicine, Technology
1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
19,013
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
469
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Funções psíquicas

  1. 1. Exame do estado mental: Funções psiquícas Rodrigo Leite Andrade Rosana Batista Oliveira Tamillys B. de Figueredo Andrade
  2. 2. Exame do estado mental: Funções psiquícas <ul><li>Exame do estado mental x história </li></ul><ul><li>Modelo de exame do estado mental </li></ul><ul><li>I. Geral: </li></ul><ul><li>Aparência </li></ul><ul><li>Comportamento e atividade psicomotora </li></ul><ul><li>Atitude com o examinador </li></ul><ul><li>II. Humor </li></ul><ul><li>III. Afeto </li></ul><ul><li>IV. Linguagem </li></ul><ul><li>V. Persepção </li></ul>
  3. 3. Modelo de exame do estado mental <ul><li>Capacidade visual e espacial </li></ul><ul><li>Inteligência </li></ul><ul><li>Pensamento abstrato </li></ul><ul><li>VIII. Impulsividade </li></ul><ul><li>Discernimento </li></ul><ul><li>Insight </li></ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul>
  4. 4. Modelo de exame do estado mental <ul><li>VI. Pensamento : </li></ul><ul><li>Forma </li></ul><ul><li>Conteúdo </li></ul><ul><li>VII. Sensório e cognição: </li></ul><ul><li>Consciência </li></ul><ul><li>Orientação </li></ul><ul><li>Memória </li></ul><ul><li>Concentração </li></ul><ul><li>Atenção </li></ul><ul><li>Leitura e escrita </li></ul>
  5. 5. Psicomotricidade <ul><li>Motricidade = Neuromotricidade + psicomotricidade </li></ul><ul><li>* Neuromotricidade – Movimentos corporais dependentes da integridade neurológica. </li></ul><ul><li>* Psicomotricidade – Abrange atos voluntários (ações) com conteúdo psicológico evidente. </li></ul><ul><li>Energia propulsora dos atos voluntário ---- VONTADE </li></ul><ul><li>Vontade - disposição interior com objetivo de alcançar um fim determinado e consciente </li></ul>
  6. 6. Psicomotricidade <ul><li>Alterações da vontade: </li></ul><ul><li>- Hipobulia e abulia </li></ul><ul><li>-Atos impulsivos: Ações psicomotoras automáticas, sem reflexão, ponderação ou decisão prévias, de tipo instantâneo ou explosivo. (curto circuito do ato voluntário) </li></ul><ul><li>-Atos compulsivos: Difere do ato impulsivo por ser reconhecido pelo indivíduo como indesejável e inadequado, assim como pela tentativa de refreá-lo ou adiá-lo. Associados a idéias obsessivas e trazem sensação de alívio quando realizados </li></ul>
  7. 7. Psicomotricidade <ul><li>Aspectos quantitativos e qualitativos do comportamento motor </li></ul><ul><li>Alterações: </li></ul><ul><li>Maneirismo </li></ul><ul><li>Tiques </li></ul><ul><li>Contrações da musculatura </li></ul><ul><li>Ecopraxia </li></ul><ul><li>Hiperatividade </li></ul><ul><li>Retardos motores </li></ul><ul><li>Catalepsia </li></ul>
  8. 8. Psicomotricidade <ul><li>O ato motor é o comportamento final do ato volitivo,assim as alteração da psicomotricidade freqüentemente são a expressão final de alterações da volição </li></ul><ul><li>Alterações da volição ------- Alteração da psicomotricidade </li></ul>
  9. 9. Afetividade <ul><li>Termo genérico, que compreende várias modalidades de vivências afetivas: </li></ul><ul><ul><li>Humor ou estado de ânimo </li></ul></ul><ul><ul><li>Afeto </li></ul></ul><ul><ul><li>Emoção: estado afetivo intenso de curta </li></ul></ul><ul><ul><li>duração, (reação a certas excitações) </li></ul></ul><ul><ul><li>-Sentimento: comumente associado a conteúdos intelectuais, valores, representações e, em geral, não implicam concomitantes somáticos </li></ul></ul><ul><ul><li>-Paixão: estado afetivo extremamente intenso, domina a atividade psíquica como um todo, captando a atenção do indivíduo em uma única direção </li></ul></ul>
  10. 10. Humor <ul><li>Emoção ampla e prolongada que colore a percepção que se tem do mundo </li></ul><ul><ul><li>Estado emocional basal e difuso em que se encontra a pessoa </li></ul></ul><ul><li>Caracterização: </li></ul><ul><li>Depressivo - Expansivo </li></ul><ul><li>Desesperado - Culpado </li></ul><ul><li>Irritado - Autodestrutivo </li></ul><ul><li>Ansioso Assustado - Assustado </li></ul><ul><li>Eufórico </li></ul>
  11. 11. Afeto <ul><li>Resposta emocional atual </li></ul><ul><li>Qualidade e tônus emocional que acompanha uma idéia ou representação mental </li></ul><ul><li>Congruente ou incongruente com o humor </li></ul><ul><li>Descrição: Dentro do limite normal, constrito, embotado ou plano </li></ul><ul><li>*Plano: Não há praticamente nenhum sinal de expressão afetiva.Voz monótona e rosto imóvel. </li></ul>
  12. 12. Linguagem <ul><li>Atividade especificamente humana, talvez a mais característica de nossas atividades mentais </li></ul><ul><li>Funções da linguagem: comunicativa, suporte do pensamento, instrumento de expressão, dimensão artística/lúdica </li></ul><ul><li>Linguagem: Independente do pensamento e inteligência? (polêmica na literatura) </li></ul><ul><li>Quantidade, taxa de produção e qualidade </li></ul><ul><li>Descrição: falante, fluente, taciturno,pouco espontâneo, lenta, hesitante, dramática, emocional, sussurrada. </li></ul>
  13. 13. Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem sec. a lesão neuronal : </li></ul><ul><li>- Afasia : perda da linguagem (expressão, compreensão ou global) </li></ul><ul><ul><li>- Agrafia : perda da linguagem escrita </li></ul></ul><ul><ul><li>- Alexia : perda da capacidade de leitura </li></ul></ul><ul><ul><li>- Dislexia : disfunção leve de leitura </li></ul></ul><ul><ul><li>- Disartria : disfunção da articulação das palavras </li></ul></ul>
  14. 14. Linguagem <ul><li>- Disfonia : mudança da sonoridade das palavras </li></ul><ul><ul><li>- Afonia : incapacidade de emissão de palavras e sons </li></ul></ul><ul><ul><li>- Disfemia : alteração da linguagem de origem psicogênica (inclui a gagueira) </li></ul></ul><ul><ul><li>- Dislalia : alteração da articulação da linguagem falada por omissão ou substituição de fonemas </li></ul></ul>
  15. 15. Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem associadas a transtornos psiquiátricos primários </li></ul><ul><ul><li>- Logorréia: produção aumentada e acelerada da linguagem verbal (taquifasia), podendo haver perda da lógica do discurso </li></ul></ul><ul><ul><li>- Bradifasia: produção diminuída e lentificada da linguagem verbal </li></ul></ul><ul><ul><li>- Mutismo : ausência de resposta verbal oral </li></ul></ul><ul><ul><li>- Ecolalia: repetição involuntária e quase automática das últimas palavras ouvidas </li></ul></ul>
  16. 16. Linguagem <ul><ul><li>- Tique verbal: produção de fonemas ou palavras de forma recorrente, imprópria e irresistível </li></ul></ul><ul><ul><li>- Coprolalia: emissão involuntária de palavras obscenas e vulgares </li></ul></ul><ul><ul><li>- Glossolalia: fala gutural e pouco inteligível (“falar em línguas”) </li></ul></ul>
  17. 17. Percepção <ul><li>Conjunto de atributos psiquicos que permitem ao indivíduo: PERCEBER – ASSIMILAR – INTEGRAR – PROCESSAR informações da realidade objetiva e subjetiva através de imagens mentais </li></ul><ul><li>Receptor via nervosa aferente áreas </li></ul><ul><li>Funcionais específicas do cérebro Imagens </li></ul><ul><li>ou sensações </li></ul>
  18. 18. Percepção <ul><li>Receptores exteroreceptores: </li></ul><ul><li>Produzem: Visuais, auditivas, gustativas, táteis, térmicas e dolorosas </li></ul><ul><li>Interoceptores: </li></ul><ul><li>Produzem:Sensações interoseptivas e cenestésicas (viscerais) </li></ul><ul><li>Proprioceptores </li></ul><ul><li>Alterações qualitativas da sensopercepção </li></ul><ul><li>- Ilusão --- objeto real </li></ul><ul><li>- Alucinose --- menor convicção de realidade </li></ul><ul><li>- Alucinação --- sem objeto </li></ul>
  19. 19. Pensamento <ul><li>Pode ser dividido em: </li></ul><ul><li>F orma (processo): modo como o pensamento flui; velocidade, ritmo e organização. </li></ul><ul><li>Conteúdo: temas presentes;c(substância do pensamento) </li></ul>
  20. 20. Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>Aceleração : associações de idéias muito rápidas; (em níveis extremos: fulga de idéias) Ex: mania </li></ul><ul><li>Lentificação : associações lentificadas, progressão muito lenta; latência prolongada entre as perguntas e as respostas. Ex: Depressão grave </li></ul>
  21. 21. Fuga de idéias Exemplo de fuga de idéias de uma paciente maníaca, com 45 anos. Ela disse: &quot;Eles pensaram que eu estava na dispensa, em casa... Buuuu... Há uma caixa mágica. Coitada da Catarina, sabe, a Catarina, a Grande, a grelha da fornalha, estou sempre na chaminé. Eu quero gritar de alegria... Aleluia!&quot;
  22. 22. Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>- Bloqueio do pensamento : curso de conversa interrompido bruscamente. </li></ul><ul><li>- Roubo do pensamento : </li></ul><ul><li>Vivência associada ao bloqueio de que seu pensamento foi roubado por uma força ou por um estranho. </li></ul>
  23. 23. Pensamento Conteúdo do Pensamento: Delírios, preocupações, obsessões,compulsões e fobias. Podem ser: 1.   Perseguição 2.   Depreciativos 3.   Religiosos 4.   Sexuais 5.   De poder, riqueza ou grandeza 6.   Ruína ou culpa 7.   Hipocondríacos
  24. 24. <ul><li>É a capacidade neurológica de captar o ambiente e de se orientar de forma adequada, é estar lúcido. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Definição neuropsicológica: nível de consciência; estado de vigília; clareza no sensório </li></ul><ul><li>Definição psicológica: Dimensão subjetiva da atividade psíquica. </li></ul><ul><li>Soma total das experiências conscientes </li></ul><ul><li>eu x meio ambiente: percepção e discriminação </li></ul>Consciência
  25. 25. Consciência Alterações quantitativas: A- Obnubilação (turvação) : Leve e moderado  do grau de clareza do sensório Lentificação do pensamento Dificuldade de concentração B- Estupor: Sonolento, necessita ser desperto e incapaz de ação espontânea C- Coma: Grau mais profundo de turvação Síndromes psicopatológicas associadas ao rebaixamento do nível de consciência: Delirium , Estado Onírico e Amência
  26. 26. Consciência Alterações qualitativas : A- Estados Crepusculares: Estreitamento de campo da consciência.          Ocorrem atos automáticos.          Início e fim abruptos. B-Dissociação da Consciência: Perda da unidade psíquica Crises histéricas C-Transe: Sonho acordado; presença de atividades motora automática e estereotipada acompanhado da suspensão parcial dos movimento voluntários.
  27. 27. Síndrome psicopatológica associada ao rebaixamento do nível da consciência. <ul><li>O “Delirium”   </li></ul><ul><li>-  Síndrome confusional ajuda. </li></ul><ul><li>-  Rebaixamento de leve a moderado do nível da consciência com flutuação e variação diuturna. </li></ul><ul><li>-  Desorientação tempo-espacial. </li></ul><ul><li>-  Ilusões e alucinações visuais. </li></ul><ul><li>-  Agitação ou lentificação. </li></ul><ul><li>-  Ansiedade marcante. </li></ul>
  28. 28. Prevenção <ul><li>Diz respeito à capacidade de situar-se quanto a si mesmo e quanto ao ambiente, constituindo um elemento básico da atividade mental </li></ul><ul><li>Requer, de forma consistente, a integração das capacidades de atenção, percepção e memória </li></ul>
  29. 29. Orientação <ul><li>Avalia o nível de consciência </li></ul><ul><ul><li>Auto psíquica = em relação a si mesmo </li></ul></ul><ul><ul><li>( quem é, idade, profissão,..) </li></ul></ul><ul><ul><li>Alopsíquica = orientação temporo –espacial </li></ul></ul><ul><ul><li>( aonde estou, dia?, mês?...) </li></ul></ul>
  30. 30. Orientação <ul><li>Orientação temporal </li></ul><ul><ul><li>Momento cronológico: período,dia, mês, ano. </li></ul></ul><ul><ul><li>Integra os vários estímulos ambientais de forma mais elaborada. </li></ul></ul><ul><ul><li>Adquirida mais tardiamente ao longo da vida em relação à espacial na evolução neuro – psicológica </li></ul></ul><ul><li>Orientação espacial : onde, país, cidade, local, andar... </li></ul>
  31. 31. Memória <ul><li>Capacidade de registrar, manter e evocar as experiência e os fatos já ocorridos. </li></ul><ul><li>A memória é composta de três fases ou elementos básicos: </li></ul><ul><ul><li>Registro (percepção, gerenciamento e início da fixação) </li></ul></ul><ul><ul><li>Conservação (retenção) </li></ul></ul><ul><ul><li>Evocação (recuperação ou recordação) </li></ul></ul>
  32. 32. Fatos ocorridos MEMÓRIA Memória REGISTRO MANUTENÇÃO EVOCAÇÃO
  33. 33. Memória (definições) <ul><li>Processo temporal de aquisição e evocação </li></ul><ul><ul><li>Memória imediata ou curtíssimo prazo  atenção, capacidade limitada de retenção: concentração, estado de fadiga e treino </li></ul></ul><ul><ul><li>Memória recente ou de curto prazo  capacidade de retenção em relação a poucos minutos ou hora </li></ul></ul><ul><ul><li>Memória remota ou de longo prazo  capacidade de evocação de fatos ocorridos no passado (meses a anos) : capacidade bem mais ampla </li></ul></ul>
  34. 34. Memória <ul><li>Lei da regressão mnêmica de Ribot,1882  em relação a uma lesão cerebral: </li></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos recentemente adquiridos e depois os mais antigos </li></ul></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos mais complexos e depois os simples </li></ul></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos mais estranhos e menos habituais e depois os mais familiares </li></ul></ul>
  35. 35. Memória – Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Hipermnésias  afluência rápida em grande quantidade, perdendo em clareza e precisão. </li></ul><ul><li>Amnésias ou hipomnésias  perda da capacidade de fixar ou manter e evocar antigos conteúdos mnêmicos </li></ul>
  36. 36. Memória – Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Amnésia anterógrada  perda da capacidade de fixação de fatos após o evento traumático </li></ul><ul><li>Amnésia retrograda  perda da capacidade para a evocação de eventos antes do início da lesão ou trauma. </li></ul><ul><li>Amnésia retroanterógrada  perda da capacidade de evocação e fixação ao redor em dias, semanas,meses. </li></ul>
  37. 37. Memória – Alterações qualitativas <ul><li>A deformação do processo de evocação de conteúdos mnêmicos previamente fixados: </li></ul><ul><ul><li>Ilusões mnêmicas  acréscimo de elementos novos sensoriais a um núcleo já fixado,verdadeiro </li></ul></ul><ul><ul><li>Alucinações mnêmicas  criações imaginativas com a aparência de memórias </li></ul></ul><ul><ul><li>Confabulações  elaboração inconsciente de respostas falsas </li></ul></ul><ul><ul><li>Déjà – vú  lembranças que aparecem como fatos novos ao paciente.. </li></ul></ul>
  38. 38. Concentração e Atenção <ul><li>Causas de alterações na concentração: </li></ul><ul><li>Doença cerebral orgânica </li></ul><ul><li>Ansiedade </li></ul><ul><li>Depressão </li></ul><ul><li>Estímulos internos (alucinações auditivas) </li></ul><ul><li>- Séries de 7 </li></ul>
  39. 39. Concentração e Atenção <ul><li>Leitura e escrita </li></ul><ul><li>Ler uma frase e fazer o que ela ordena </li></ul><ul><li>Escrever uma frase simples </li></ul><ul><li>Capacidade visual e espacial </li></ul><ul><li>Copiar uma figura </li></ul><ul><li>Pensamento abstrato (conceitos) </li></ul><ul><li>Provérbios </li></ul><ul><li>Semelhanças </li></ul><ul><li>Informações e Inteligência </li></ul><ul><li>Tarefas mentais </li></ul><ul><li>Vocabulário e fundo geral de conhecimentos </li></ul>
  40. 40. Impulsividade <ul><li>Impulsos sexuais </li></ul><ul><li>Impulsos agressivos </li></ul><ul><li>Avaliação do comportamento social adequado </li></ul><ul><li>Situações incapacitantes: </li></ul><ul><li>Doença cerebral orgânica </li></ul><ul><li>Psicose </li></ul><ul><li>Defeitos crônicos de caráter </li></ul>
  41. 41. Insight <ul><li>Grau de conscientização e compreensão do paciente de que está doente </li></ul><ul><li>Avaliação na anamnese </li></ul><ul><li>Insight intelectual </li></ul><ul><li>Insight emocional </li></ul><ul><li>Alteração da personalidade ou padrões comportamentais </li></ul>
  42. 42. Julgamento <ul><li>Capacidade para julgamento social </li></ul><ul><li>Previsão, pelo paciente, do que faria em situações imaginárias </li></ul>Confiabilidade <ul><li>Estimativa por parte do examinador sobre a honestidade ou veracidade do paciente </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×