E Business Brasil V.5
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

E Business Brasil V.5

on

  • 3,010 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,010
Views on SlideShare
3,006
Embed Views
4

Actions

Likes
1
Downloads
130
Comments
0

1 Embed 4

http://www.slideshare.net 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    E Business Brasil V.5 E Business Brasil V.5 Presentation Transcript

    • E-business e o mercado digital Oto Burégio de Lima
    • Agenda  Visão Geral  Economia Digital  A informação como motor da economia  Tecnologia de Informação aplicada aos negócios  B2B, B2C, C2C
    • 1 Visão Geral
    • Visão Geral  Conceito conjunto de procedimentos e sistemas que têm de ser implementados para que a utilização da telecomunicação se torne uma competência da gestão de uma dada empresa e uma característica intrínseca de todas as suas cadeias de valor.
    • Visão Geral  Regra Principal “customer satisfaction is everything” só importa a satisfação do cliente!
    • Visão Geral  O ambiente empresarial exige soluções muito mais específicas do que a automatização das transações comerciais. Redução de custos, melhoria de processos e controle de equipes são outros aspectos da organização que precisam ser analisados e melhorados
    • Visão Geral Gerenciamento da informação Comunidades CE CE Virtuais BI e KM Fornecedores Organização Clientes BI e KM SCM Parceiros CRM Efficient Consumer Response SCM CRM Fonte: Albertin, Alberto Luiz (2004)
    • Visão Geral  Tecnologia  Processos/Serviços  Cliente  Empresas
    • Visão Geral  Interligação entre empresas através de protocolos de comunicação.  Transferência em alta velocidade  Mobilidade  Confiabilidade  Redução de Custos
    • Visão Geral  Tecnologia  Processos/Serviços  Cliente  Empresas
    • Visão Geral  Comunicação  Recrutamento  Educação  Serviços Financeiros  Turismo
    • Visão Geral  Tecnologia  Processos/Serviços  Cliente  Empresas
    • Visão Geral  Velocidade  Comodidade  Disponibilidade  Personalização
    • Visão Geral  Tecnologia  Processos/Serviços  Cliente  Empresas
    • Visão Geral  Sinergia entre computadores, telecomunicações e pessoas.  Foco na área fim  Transparência  Integração de departamentos  Velocidade de comunicação
    • 2 ECONOMIA DIGITAL
    • Economia Digital  Oracle faturou 4,5 bilhões de dólares no 1º trimestre fiscal Por IDG News Service/EUA Publicada em 20 de setembro de 2007 às 20h18  Mercado brasileiro de TI movimentará US$ 18,6 bilhões em 2007, estima IDC Por Guilherme Felitti, repórter do IDG Now! Publicada em 22 de março de 2007 às 13h10 Felitti,  Business Intelligence gera redução de R$ 62 mil em despesas Por Camila Rodrigues, especial para o Computerworld Publicada em 07 de agosto de 2006 às 10h54
    • Economia Digital  O que é economia?  Segundo Paul A. Samuelson e William D. Nordhaus, economia pode ser definida como a ciência que estuda a forma como as sociedades utilizam os recursos escassos para produzir bens com valor e de como os distribuem entre os vários indivíduos.
    • Economia Digital  Três pontos principais  O que produzir e em que quantidades? Quais os produtos e serviços deverão ser produzidos por forma a satisfazerem da melhor forma possível as necessidades da sociedade?  Como devem os bens ser produzidos? Que tecnologias e métodos de produção utilizar? Que matérias primas deverão ser utilizados para produzir determinado produto? Como maximizar a produção tendo em conta os recursos disponíveis?  Para quem são os bens produzidos? Como repartir pelos diferentes agentes econômicos os rendimentos disponíveis? Quem deverá ganhar mais e quem deverá ganhar menos?
    • Economia Digital  Conceito  Segundo Tapscott (1996), a economia para a era da inteligência em rede é uma economia digital.
    • Economia Digital  Novas Regras  Novas formas de pensar o negócio  Novas formas de agir  Novas formas de aprender
    • Economia Digital  Novas formas de pensar o negócio  O feed-back do mercado é que manda  Pensar local e agir global  Comunidades de interesses interativas  Plataformas de ligação  Os utilizadores sempre na liderança  Sistema sanguíneo e não apêndice do negócio tradicional
    • Economia Digital  Novas Regras  Novas formas de pensar o negócio  Novas formas de agir  Novas formas de aprender
    • Economia Digital  Novas formas de agir  Novas marcas já estão a nascer  Personalização de massas  O utilizador que crie e trabalhe  Etiqueta
    • Economia Digital  Novas Regras  Novas formas de pensar o negócio  Novas formas de agir  Novas formas de aprender
    • Economia Digital  Novas formas de aprender  A difícil transição  Autocrítica permanente (beta)
    • Economia Digital  Características  Conhecimento  Convergência  Digitalização  Inovação  Virtualização  Presunção  Molecularização  Proximidade  Integração  Globalização  Desintermediação  Dissonância
    • Economia Digital  Bases da nova economia:  INFORMAÇÃO  PESSOAS
    • Economia Digital Modelo de Gestão com foco em pessoas  Planejamento de Carreira dos Colaboradores/Sócios c/ Capital Intelectual  Estimular a Perseverança  Comunicação Produtiva Maximizada
    • Economia Digital  Porque as Pessoas?  Capital Intelectual é o bem mais importante  Virtualização  CTRL+C CTRL+V
    • Economia Digital Planejamento de Carreira dos Colaboradores/Sócios c/ Capital Intelectual  Plano de cargos e salário  Clareza no futuro  Participação dos resultados  Parabenizar em público e cobrar em particular
    • Economia Digital Modelo de Gestão com foco em pessoas  Planejamento de Carreira dos Colaboradores/Sócios c/ Capital Intelectual  Estimular a Perseverança  Comunicação Produtiva Maximizada
    • Economia Digital Estimular a Perseverança  Delinear prioridades  Integrar prioridades da equipe/empresa  Orçamento e controle do tempo  Planejamento  Delegar  Zero burocracia  Aprender a dizer “Não” eficientemente  Atenção aos contraprodutores
    • Economia Digital Modelo de Gestão com foco em pessoas  Planejamento de Carreira dos Colaboradores/Sócios c/ Capital Intelectual  Estimular a Perseverança  Comunicação Produtiva Maximizada
    • Economia Digital Comunicação Produtiva Maximizada  Síntese, Clareza e Objetividade  Simples é melhor que complexo  Abordagem objetiva: Problema x Solução  APRENDER A OUVIR  Comunicação complementar - Expressão
    • 3 A informação como motor da economia
    • A informação como motor da economia  Revolução Industrial século 18 e 19  REVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO em 1950
    • A informação como motor da economia  Revolução Industrial  Base: Máquina a vapor  Crise da família  50 anos de automação do que já existe  FERROVIA
    • A informação como motor da economia  Revolução da Informação  Base: Computadores  Crise da família e emprego  50 anos de automação do que já existe  Comércio eletrônico – Ferrovia Digital
    • A informação como motor da economia  Características da revolução da informação  Venda Local – Qualidade Mundial  Novo canal de distribuição  Novo canal = Novos cliente  Foco nas pessoas
    • 5 TI aplicada aos negócios
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  CRM  ECR  BI
    • TI aplicada aos negócios  ERP  Segundo Laudon (2004) ERP (Enterprise Resource Planning, (SIGE - Sistemas Integrados de Gestão Empresarial, no Brasil) são sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema. A integração pode ser vista sob a perspectiva funcional (finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação, marketing e vendas, etc) e sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão, etc).
    • TI aplicada aos negócios Marketing Vendas RH ERP Produção Finanças Compras Contabilidade
    • TI aplicada aos negócios  ERP  Vantagens Eliminar o uso de interfaces manuais Redução de custos Otimizar o fluxo e qualidade da informação Otimizar o processo de tomada de decisão Eliminar a redundância de atividades Reduzir os limites de tempo de resposta ao mercado Reduz as incertezas do lead-time
    • TI aplicada aos negócios  ERP  Desvantagens A utilização do ERP por si só não torna uma empresa verdadeiramente integrada Altos custos comprometendo o custo/benefício Dependência do fornecedor do pacote Falta de flexibilidade nos processos Cortes de pessoal, que gera problema social Torna os módulos dependentes uns dos outros
    • TI aplicada aos negócios  O ERP 2 tem como principal característica, além da integração dos sistemas, a ênfase na colaboração comercial que utiliza a internet – atividade que também podemos chamar de e- commerce.
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  CRM  ECR  BI
    • TI aplicada aos negócios  Supply Chain Management  Segundo Albertin (2004) Supply chain é o gerenciamento da cadeia produtiva desde o fornecimento da matéria-prima até a rede de distribuição.
    • TI aplicada aos negócios SCM Fornecedor de Fornecedor de Linha de Distribuição matéria-prima Prod. acabado Montagem EDI Operador Logístico Fluxo do Processo
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  CRM  ECR  BI
    • TI aplicada aos negócios  Conceito E-procurement  A palavra quot;procurementquot; significa de adquirir, comprar. Acrescentando-se o tradicional quot;equot; tem-se processo de compra realizado de forma eletrônica. É uma aplicação ou um site que tem por objetivo a aquisição de mercadorias, geralmente suprimentos.
    • TI aplicada aos negócios Fornecedores Fornecedores Fornecedores Empresa E-Procurement Fornecedores Fornecedores Fornecedores Fornecedores
    • TI aplicada aos negócios  E-Procurement  Agilidade no acesso a informação;  Diminuição substancial no nível dos estoques;  Aumento da produtividade em função da diminuição do ciclo produtivo;  Diminuição da margem de erros no processamento das informações;  Diminuição de gastos administrativos, principalmente com salários.
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  CRM  ECR  BI
    • TI aplicada aos negócios  Segundo Wikipedia, o termo CRM foi criado para definir toda uma classe de ferramentas que automatizam as funções de contato com o cliente, essas ferramentas compreendem sistemas informatizados e fundamentalmente uma mudança de atitude corporativa, que objetiva ajudar as companhias a criar e manter um bom relacionamento com seus clientes armazenando e inter-relacionando de forma inteligente, informações sobre suas atividades e interações com a empresa.
    • Ti aplicada aos negócios FIDELIZAÇÃO
    • TI aplicada aos negócios  Onde está meu concorrente?  Por que usar um CRM?  Ferramenta ou modelo de gestão?  O que fazer com CRM?  E-business e CRM?
    • TI aplicada aos negócios CRM é Gestão do relacionamento com o cliente
    • TI aplicada aos negócios Manter um cliente é 10 vezes mais barato do que conseguir um novo
    • TI aplicada aos negócios  CRM Operacional: visa a criação de canais de relacionamento com o cliente para gerar as transações necessárias à análise.  CRM Analítico: visa obter uma visão consistente do cliente, usando os dados recolhidos pelo CRM operacional para obter conhecimento que permita otimizar e gerar negócios. (Data Mining)  CRM Colaborativo: foca na obtenção do valor do cliente através de colaboração inteligente, baseada em conhecimento.
    • TI aplicada as negócios
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  CRM  ECR  BI
    • TI aplicada aos negócios  ECR – Efficient Consumer Response  ECR é modelo de gestão integrada, no qual empresas industriais e comerciais, juntamente com os demais integrantes da cadeia de abastecimento, trabalham em conjunto na busca de padrões comuns e processos eficientes que permitam minimizar os custos e otimizar a produtividade em suas relações como foco na fidelização dos cliente.
    • TI aplicada aos negócios Gerenciamento da informação Comunidades CE CE Virtuais BI e KM Fornecedores Organização Clientes BI e KM SCM Parceiros CRM Efficient Consumer Response SCM CRM Fonte: Albertin, Alberto Luiz (2004)
    • TI aplicada aos negócios  ECR – Efficient Consumer Response  As reduções de custos conseguidas, só por eliminar ineficiências, são em média de 6% a 10% do volume total de negócios da cadeia de abastecimento considerada.
    • TI aplicada aos negócios  ECR – Efficient Consumer Response  Redução de estoques de 25 para 15 dias, acompanhada de diminuição de faltas de produtos de 15% para 4%
    • TI aplicada aos negócios  ECR – Efficient Consumer Response  A aplicação do EDI (Troca Eletrônica de Dados) reduziu o número de visitas, erros e tempo de espera e conferência conforme quadro abaixo.
    • TI aplicada aos negócios  ECR – Efficient Consumer Response  Com o uso da entrega programa noturna, quando as entregas são pré-agendadas entre indústria e varejo foi possível reduzir o tempo de carregamento em 69% e aumentar a produtividade pallet / homem / hora em 80%.
    • TI aplicada aos negócios Estatísticas pós implementação do modelo Antes Depois Visitas Vendedor-Cliente 7 dias 14 dias Pedidos com erros 0,08 0 Espera para descarga 52 min. 12 min. Tempo de Conferência 18 min 6 min.
    • TI aplicada aos negócios  ERP e ERP2  Supply Chain  E-procurement  ECR  CRM  BI
    • TI aplicada aos negócios  Como ter uma gestão eficiente com todas essas tecnologias?  Como usar todos esses dados de maneira eficiente?  Como ser rápido nas tomadas de decisão com tantas informações disponíveis?
    • TI aplicada as negócios  BI – Business Intelligence  Conjunto de técnicas e ferramentas para uma disseminação mais rápida da informação dentro da empresa aumentando assim a velocidade na tomada de decisão.
    • Ti aplicada aos negócios Business Intelligence afins ERP SCM CRM Financeiro Recursos Humanos Comercial Produção Logística
    • TI aplicada aos negócios Aplicativos Operacionais Business Intelligence Visão do atual e do real Visão histórica e de tendência Solução para requisitos Permitir a identificação de conhecidos fatos desconhecidos Abrangência restrita Abrangência ampla Informação produzida por Informação produzida pelo profissionais de informática próprio usuário Custo e tempo para Informação obtida com obtenção da informação baixo custo e em tempo altos Informação disponível a real Informação democratizada poucos usuários
    • 6 B2B B2C C2C
    • B2B, B2C, C2C  B2B – Business to Business  Empresas aéreas com agências  Fábricas com representantes comerciais  Saas  B2C – Business to consumer  Lojas Virtuais – submarino, americanas  C2C – Consumer to Consumer  Site de relacionamento – ebay, mercado livre  Outros: B2E, B2I, C2B, B2G, C2G
    • B2B, B2C, C2C  B2B – Business to Business  Business to Business (empresa para empresa), é a relação comercial entre duas empresas.  Um portal B2B deve oferecer todos os processos necessários para a transação entre as empresas.
    • B2B, B2C, C2C  B2C – Business to Consumer  É a relação entre uma empresa e seus consumidores e está mais relacionado com varejo e comércio.  Leva o consumidor a uma interpretação de modernidade e qualidade.
    • B2B, B2C, C2C  Livrarias virtuais  Amazon (www.amazon.com), Barnes & Noble  (www.barnesandnoble.com), Sodiler (www.sodiler.com.br)  Venda de passagens aéreas  Varig (www.varig.com.br), Tam (www.tam.com.br),  Gol linhas aéreas (www.voegol.com.br).  Venda de ingressos de cinema e teatro  Ingresso (www.ingresso.com.br),  Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br).  Venda de serviços bancários  Banco do Brasil (www.bb.com.br)  Bradesco (www.bradesco.com.br)  Itaú (www.itau.com.br).
    • B2B, B2C, C2C  C2C – Consumer to Consumer  Consumer to Consumer é a relação entre os próprios consumidores onde a função do sistema é só gerenciar e apoiar as trocas.  Esse tipo de portal deve ter uma política de segurança e credibilidade como pontos fortes.  As formas de receita geralmente são por comissões e anúncios
    • Oto Burégio de Lima oto@especializa.com.br www.especializa.com.br 3465.0032