Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Personalidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Personalidade

  • 3,225 views
Published

Grupo espírita Cristão Conceição de Jacarei, Dr. Sergio Menezes

Grupo espírita Cristão Conceição de Jacarei, Dr. Sergio Menezes

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
3,225
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
154
Comments
1
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Música: Imagine/John Lennon
    TRABALHANDO A PERSONALIDADE
  • 2. PERSONALIDADE: - Conjunto de características psicológicas;
    - Caráter ou qualidade de uma pessoa;
    - Elemento de conduta;
    - Sua maneira habitual de ser.
    QUEM ESTUDA: - Cabe a psicologia estudar as questões ligadas a personalidade, a motivação , a memória, a inteligência etc.
  • 3. PSICOLOGIA: - É a ciência que estuda o comportamento humano.
    COMPORTAMENTO: - Fenômenos mentais, as estruturas e o desenvolvimento
    da mente humana em seus diversos aspectos.
    ASPECTOS: - Consciência, vontade, linguagem, imaginação, emoções, memória etc...
  • 4. FREUD
    06/05/1856
    Dentro das subdivisões da ciência, a estrutura da personalidade foi um dos ramos que o médico Freud propôs em sua estrutura psicanalítica.
    Ele ordenou em três componentes básicos: O id, o ego e o superego.
    1- O id: Inteiramente subconsciente;
    2- O ego: Instância consciente;
    3- Superego: Aspectos conscientes e inconscientes.
    Ex Id: O recém nascido nasce com o id, é a parte mais primitiva.São os instintos, impulsos orgânicos, e regido pelo prazer. Herdado dos pais o id é um componente fundamental da estrutura da personalidade. Os seus conteúdos são quase todos inconscientes, incluem configurações mentais que nunca foram conscientes. Estes materiais esquecidos conservam a mesma quantidade de energia.
  • 5. Ex Ego: Logo após o nascimento é quando o bebê inicia a sua interação com o seu ambiente. O Ego é o prazer em contato com a realidade. “É a parte do aparelho psíquico que se desenvolve à partir do Id, para atender e aplacar às suas exigências”. A sua função é de enfrentar à necessidade de reduzir a tensão e aumentar o prazer. Busca controlar os impulsos do Id, para buscar soluções menos imediatas e mais realistas.
    Ex Superego:Representa o aspecto moral do ser humano; se desenvolve á partir dos valores transmitidos pelos adultos das normas da sociedade. Se desenvolve à partir doEgo. Atua como juiz dizendo para o Egoo que é certo ou errado, sobre as atividades mentais e pensamentos do Ego, ou seja, é o depósito dos códigos morais.
  • 6. Freud descreve três funções do superego:
    a) Consciência (evolução do indivíduo);
    b) Auto observação;
    c) Formação de ideais.
    Obs 1: É através doSuperego que a criança faz a identificação com seus pais. Ou seja, ele é constituído à partir do superego dos pais;
    Obs 2: O Id o Ego e o Superego, constituem o modelo estrutural da personalidade segundo Freud.
  • 7. Nas suas teorias durante o período de estudo, Freud já estava criando os modelos de Hipnose.
    Hipnose:Capacidade de respostas com as instruções, ordens e sugestões;
  • 8. Personalidade: deriva do latim - persona - que significava máscara, ou seja aquilo que queremos parecer aos outros.
    Na Psicologia a Personalidade é uma organização dos vários sistemas físicos, fisiológicos, psíquicos e morais que se interligam, determinando o modo como o indivíduo se ajusta ao ambiente em que vive.
    Para o Espiritismo a personalidade está na Alma da pessoa.
  • 9. Freud iniciou seus estudos pela utilização da hipnose como método de tratamento para pacientes com histeria. Ao observar a melhoria de pacientes, elaborou a hipótese de que a causa da doença era psicológica, e  não orgânica. Essa hipótese serviu de base para seus outros conceitos, como o do inconsciente.
  • 10. Freud também é conhecido por suas teorias dos mecanismos de defesa, repressão psicológica e por criar a utilização clínica da psicanálise como tratamento da psicopatologia, ( estudo das doenças mentais), através do diálogo entre o paciente e o psicanalista.
    Freud acreditava que o desejo sexual era a energia motivacional primária da vida humana, assim como suas técnicas terapêuticas.
    Ele abandonou o uso de hipnose em pacientes com histeria, em favor da interpretação de sonhos e da livre associação, como fontes dos desejos do inconsciente.
  • 11. Fontes dos desejos do inconsciente: ????
  • 12. Se não tenho consciência desses desejos do inconsciente, que está desejando então? , eu? , mas eu não sei!.
    Será que tem um outro eu desejando por mim?
  • 13. Neste momento é o que acontece desde a fase do Ego, quando a criança através da orientação dos pais inicia uma busca inconsciente pelo mundo do psiqué, ou seja, do mundo etérico, ele passa a aprender a se concentrar. Passa horas perdidas num mundo imaginário. Dá asas a imaginação.
    Passa a falar sozinha, encontra amiguinhos para conversar.
    Ele esta em um estágio de comunicação, onde pelo inconsciente, passa a desenvolver a sua personalidade, amparada pela orientação dos pais.
  • 14. Os estágios :
    Id: Nascimento, não tem nenhum conhecimento consciente da vida;
    Ego: Com 5 anos início do conhecimento, é mais dona de si;
    Superego: De seis aos doze anos, e a do desenvolvimento social da personalidade. Fase de uso do conhecimento. Com quem ele se comunicou e ainda se comunica através do inconsciente, haverá então uma ação direta sobre o seu comportamento.
    Caráter: É a síntese dos elementos da personalidade!
  • 15. TRABALHANDO A PERSONALIDADE
  • 16. Como trabalhar a personalidade?
    Criança: Uma orientação boa de forma periódica;
    Jovem: Uma vigília constante sobre o seu dia a dia.
    Adulto: Será o resultado do trabalho dos pais, educadores,
    das suas amizades e dos locais que freqüenta.
  • 17. FIM