Your SlideShare is downloading. ×
NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012                  Cambé                   2012
NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012                                                       SUMÁRIO1 ESTRUTURA DO TRABALHO DE...
NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124 REFÊRENCIAS..............................................................................
NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126.3 Matéria de Jornal Assinada.............................................................
1                                 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012PADRÃO PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE C...
2                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20122 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DE TRABALHO CIENTÍFICO2.1 Formato     ...
3                         NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20122.5 Indicativos de Seção e Fontes      É adotado como padrão, ...
4                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012        a) o trecho final do texto correspondente, anterior ...
5                         NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012      Para que as páginas prefaciais não sejam numeradas, ao f...
6                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20123 CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS      De acordo com a NBR 10520/2002...
7                             NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012* Nas citações inserido no texto o(s) autor(es) aparece(m)...
8                              NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo com nota de rodapé:                 Guilherme de ...
9                             NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo:                 Ela polariza e encaminha, sob a f...
10                              NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo:                De acordo com Morin (apud ZILBOV...
11                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplos:No texto com parágrafo com 3 cm:                 “...
12                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012No texto com parágrafo com 3 cm:                O mecanismo...
13                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012No texto com parágrafo com 3 cm:                “Conceito s...
14                               NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo:             No dizer de Paulo R. Ribeiro Nalin...
15                                NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20123.8.3 Op.cit. (na obra citada)      Empregada para ind...
16                         NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124 REFERÊNCIAS        “Conjunto padronizado de elementos descr...
17                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012DELMANTO, Celso et al. Código penal comentado. 5.ed. São Pa...
18                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124.7 Autor Entidade     As obras de responsabilidade de entid...
19                         NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124.10   Referência de Dissertações, Teses e Trabalhos Acadêmic...
20                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012GOMES, Luiz Flávio. Assassinatos em série de mendigos: tole...
21                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20125.3 Medida ProvisóriaBRASIL. Medida provisória nº 1.569-9, d...
22                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126 DOCUMENTOS EXTRAÍDOS EM MEIO ELETRÔNICO6.1 Páginas da Inte...
23                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126.4 Cd-Rom     Deve-se colocar o sobrenome do autor (es) em ...
24                            NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127 ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO7.1 Capa ( Parte Extena) ...
25                            NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.2 Folha de Rosto        Devem constar: nome do aluno; tí...
26                            NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.3 Folha de Aprovação      Nesta folha deve constar somen...
27                             NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.4 Dedicatória      Nesse item, o autor do trabalho de c...
28                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.6 Epígrafe                                      “Se existe...
29                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20128.1 Modelo de Estrutura Física do ResumoSILVA, Ana Cláudia ...
30                          NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20128.2 Modelo de Estrutura Física do AbstractSILVA, Ana Cláudia...
31                                       NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20129 SUMÁRIO – MODELOS DE ESTRUTURA FÍSICA        ...
32                                       NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012                                               ...
33                   NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 201210 ANEXO – MODELO DE ESTRUTURA FÍSICA                              ...
34                           NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 201211 EQUAÇÕES, ILUSTRAÇÕES E TABELAS11.1 Equações e Fórmulas ...
35                                      NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012                 Gráfico 01- Relacionamento inte...
36                         NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012                      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASASSOCIAÇÃO BR...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Normas

6,162

Published on

ABNT

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
6,162
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
55
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Normas"

  1. 1. NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 Cambé 2012
  2. 2. NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 SUMÁRIO1 ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)............. 011.1 Disposição de Elementos............................................................................. 012 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DO TRABALHO CIENTÍFICO........................... 022.1 Formato.......................................................................................................... 022.2 Margens.......................................................................................................... 022.3 Espacejamento.............................................................................................. 022.4 Parágrafo……................................................................................................. 022.5 Indicativos da Seção e Fontes.................................................................... 032.6 Alíneas .......................................................................................................... 032.7 Numeração Progressiva............................................................................... 042.8 Paginação. ..................................................................................................... 043 CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS........................................................................ 063.1 Citação Direita............................................................................................... 063.2 Citação Indireta............................................................................................. 083.3 Citação Parafraseada.................................................................................... 093.4 Citação da Citação ……................................................................................ 093.5 Citação de Diferentes Obras de um Mesmo Autor, Publicados................ 103.6 Sistema Autor-Data....................................................................................... 103.7 Citações Eletrônicas.......................................................................................123.8 Notas de Rodapé.......................................................................................... 133.8.1 Ibidem........................................................................................................... 143.8.2 Idem.............................................................................................................. 143.8.3 Op. cit........................................................................................................... 153.8.4 Loc. cit.......................................................................................................... 153.8.5 Et. seq.......................................................................................................... 153.8.6 Passim.......................................................................................................... 153.8.7 Apud............................................................................................................. 15
  3. 3. NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124 REFÊRENCIAS................................................................................................. 164.1 Livro no Todo (obras de um autor).............................................................. 164.2 Livro no Todo (obras de dois ou três autores)............................................ 164.3 Livro no Todo (obras com mais de três autores)........................................ 164.4 Obras com organizadores (Org.).................................................................. 174.5 Livro no Todo (com indicação de volume)................................................. 174.6 Autor Repetido.............................................................................................. 174.7 Autor Entidade.............................................................................................. 184.8 Capítulo de Livro Quando o Autor do Capítulo não é autor...................... 184.9 Capítulo de Livro Quando o Autor do Capítulo é Também........................ 184.10 Referência de Dissertações, Teses e Trabalhos Acadêmicos................ 194.11 Referência de Artigo de Revista................................................................ 194.12 Referência de Artigo de Jornal................................................................... 194.14 Referência de Tradução.............................................................................. 204.15 Bíblia............................................................................................................. 204.16 Entrevista..................................................................................................... 204.17 Entrevista Gravada....................................................................................... 205 DOCUMENTOS JURÍDICOS............................................................................. 205.1 Constituição Federal..................................................................................... 205.2 Emenda Constitucional................................................................................. 205.3 Medida Provisória.......................................................................................... 215.4 Decreto…….................................................................................................... 215.5 Resolução do Senado................................................................................... 215.6 Código............................................................................................................ 215.7 Jurisprudência .............................................................................................. 215.8 Doutrina em Forma de Artigo de Periódico ............................................... 216 DOCUMENTOS EXTRAÍDOS EM MEIO ELETRÔNICO................................... 226.1 Páginas da Internet........................................................................................ 226.2 Artigos de Periódicos.................................................................................... 22
  4. 4. NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126.3 Matéria de Jornal Assinada.......................................................................... 226.4 Cd-rom……..................................................................................................... 236.5 Entrevista....................................................................................................... 236.6 Email............................................................................................................... 236.7 Documento Jurídico em Meio Eletrônico................................................... 237 ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO................................................... 247.1 Capa ( Parte Externa).................................................................................... 247.2 Folha de Rosto............................................................................................... 257.3 Folha de Aprovação..................................................................................... 267.4 Dedicátoria…….............................................................................................. 277.5 Agradecimentos............................................................................................ 277.6 Epígrafe.......................................................................................................... 288 RESUMO............................................................................................................ 288.1 Modelo de Estrutura Física do Resumo...................................................... 298.2 Modelo de Estrutura Física do Abstract..................................................... 309 SUMÁRIO – MODELOS DE ESTRUTURA FÍSICA........................................... 3110 ANEXO- MODELO DE ESTRUTURA FÍSICA.................................................. 3311 EQUAÇÕES, ILUSTRAÇÕES E TABELAS..................................................... 3411.1 Equações e Fórmulas................................................................................. 3411.2 Ilustrações.................................................................................................... 3411.3 Tabelas........................................................................................................ 35REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...................................................................... 36
  5. 5. 1 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012PADRÃO PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE CATUAÍ (Segundo as normas da ABNT adaptadas para o Curso de Administração, Direito e Pedagogia)1 ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ( TCC)1.1 Disposição de ElementosA estrutura de trabalhos acadêmicos compreende: parte externa e interna. ESTRUTURA ELEMENTOPARTE EXTERNA Capa ( Obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Errata (opcional) Folha de Aprovação (obrigatório) Dedicatória (s) (opcional) Agradecimento (s) (opcional) Pré-textuais Epígrafe (opcional) ( Parte interna) Resumo em vernáculo (obrigatório) Resumo em língua estrangeira (obrigatório) Lista de ilustrações (opcional) Lista de tabelas (opcional) Lista de abreviaturas e siglas (opcional) Lista de símbolos (opcional) Sumário (obrigatório) Introdução Textuais ( Parte interna) Desenvolvimento Conclusão Referências (obrigatório) Glossário (opcional)a Pós-textuais Apêndice (s) (opcional)b ( Parte interna) Anexo (s) (opcional)c Índice (s) (opcional)a Lista em ordem alfabética de termos utilizados.b Texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho.c Texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração.
  6. 6. 2 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20122 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DE TRABALHO CIENTÍFICO2.1 Formato “Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar outras coressomente para as ilustrações. Se impresso, utilizar papel branco ou reciclado formatoA4 (21 cm x 29,7 cm)”. ( ABNT 14724, 2011, p.9). Recomenda-se para digitação, a utilização de fonte tamanho 12 (Arial ouTimes New Roman) para todo o texto, fonte tamanho 11 para as citações de maistrês linhas (citações longas) e notas de rodapé fonte tamanho 10.2.2 MargensSuperior: 3 cm Inferior: 2 cmEsquerda : 3 cm Direita: 2 cm2.3 Espacejamento Todo texto deve ser digitado com espaço 1,5 de entrelinhas. As referências, ao final do trabalho, “devem ser separadas entre si por umespaço simples em branco”. ( ABNT 14724, 2011, p.10). As notas de rodapé, as referências, as legendas das ilustrações e dastabelas, a ficha catalográfica, as citações textuais de mais três linhas e a naturezado trabalho, objetivo, nome da instituição e área de concentração, apresentada nasfolhas de rosto e de aprovação, devem ser digitadas em espaço simples deentrelinhas. “Os títulos das seções primárias devem começar na parte superior da manchagráfica e ser separados do texto que os sucede por um espaço 1,5 entrelinhas”.“Da mesma forma, os títulos das subseções devem ser separados do texto que osprecede e que os sucede por um espaço 1,5 entrelinhas. Títulos que ocupem maisde uma linha devem ser, a partir da segunda linha, alinhados abaixo da primeiraletra da primeira palavra do título”. ( ABNT 14724, 2011, p.10).2.4 Parágrafo Padronizar os parágrafos com 3 cm a partir da margem esquerda.
  7. 7. 3 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20122.5 Indicativos de Seção e Fontes É adotado como padrão, nesta Faculdade, em relação as fontes: Seções primárias: recomenda-se que seus títulos seja grafados em caixa alta (todas as letras em MAIÚSCULO), devem ser em negritos com letra Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 12, após o número não colocar ponto. Exemplo: 1 CONCEITO DE PEDAGOGIA Seções secundárias: recomenda-se que seus títulos sejam escritos com letra Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 12, devem ser em negritos com as iniciais de cada letra MAIÚSCULA. Exemplo: 1.1 A História da Pedagogia Seções terciárias: recomenda -se que seus títulos sejam escritos com a letra Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 12, com a primeira letra da primeira palavra dever ser MAIÚSCULA e a segunda letra da segunda palavra minúsculo. Exemplo: 1.1.1 Pedagogia e professor Ex: Seção primária Seção secundária Seção terciária 1 1.1 1.1.1 2 2.1 2.1.1 3 3.1 3.1.1 a) para o texto – Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 12; b) para a citação longa – Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 11; c) para a nota de rodapé e nota explicativa – Arial ou Times New Roman, fonte tamanho 10.2.6 Alíneas Quando o uso de alíneas (a, b, c,...) se fizer necessário, deve-se manter omesmo padrão adotado para os parágrafos.A disposição gráfica das alíneas obedece às seguintes regras:(ABNT NBR 6024, 2003, p.3)
  8. 8. 4 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 a) o trecho final do texto correspondente, anterior às alíneas, termina emdois pontos; b) as alíneas são ordenadas alfabeticamente; c) as letras indicativas das alíneas são reentradas em relação à margemesquerda; d) o texto da alínea começa por letra minúscula e termina em ponto-e-vírgula, exceto a última que termina em ponto.2.7 Numeração Progressiva Para evidenciar a sistematização do conteúdo de trabalho, deve-se adotar anumeração progressiva para as seções do texto. “Destacam-se gradativamente ostítulos das seções, utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou sublinhado eoutros, no sumário e, de forma idêntica, no texto”. (ABNT 14724, 2011, p.11) .2.8 Paginação “Todas as folhas do trabalho ou paginas pré-textuais a partir da folha de rosto,devem ser contadas seqüencialmente, mas não numeradas”. (ABNT 14724, 2011,p.10). A numeração deve figurar, a partir da primeira folha da parte textual, emalgarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior,ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. Havendo apêndice eanexo, as suas folhas ou paginas devem ser numeradas de maneira contínua e suapaginação deve dar seguimento à do texto principal. ( ABNT 14724, 2011). É importante salientar que NÃO apresentam numeração e sãocentralizados os seguintes títulos: errata, agradecimentos, lista deabreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências,glossário, apêndice(s) e anexo(s), conforme a ABNT 6024.
  9. 9. 5 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 Para que as páginas prefaciais não sejam numeradas, ao final de cada páginadeverá ser inserida uma quebra de seção, para tal clique no menu inserir, opçãoquebra/próxima página. Esta quebra terá a finalidade de diferenciar a formataçãodas páginas prefaciais do texto. Para inserir o numero nas páginas, coloque o cursor na primeira página detexto, no menu inserir escolher a opção número de páginas, em seguida formatar,alterar a opção Numeração de página para Iniciar em: inserir o número da páginacorrespondente à primeira página do texto.Obs: Inserir a marcação na opção “mostrar número na 1ª
  10. 10. 6 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20123 CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS De acordo com a NBR 10520/2002, “citação é uma menção, no texto, de umainformação extraída de uma fonte como livros, revistas, jornais, etc., ou ainda deuma fonte oral. Podem ser diretas ou indiretas”.3.1 Citação Direita “Transcrição textual de parte da obra do autor consultado” (ABNT 10520,2002, p.2) Citações curtas: quando a citação tiver menos de 3 linhas, deverá serinserida no próprio texto entre aspas.* Nas citações onde o (s) autor(es) aparece(m) entre parênteses, no final da frase,deve colocar em letras MAIÚSCULAS.Exemplos: “Os sistemas vivos têm integridade. Seu caráter depende do todo. Omesmo ocorre com as organizações". (SENGE, 1998, p.97).
  11. 11. 7 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012* Nas citações inserido no texto o(s) autor(es) aparece(m) em maiúscula eminúscula, indicando-se apenas a data entre parênteses, acrescida da(s) pagina(s). Segundo Abramovich (1997, p.23) “O ouvir histórias, pode estimularo desenhar, o musicar, o sair, o ficar, o pensar, o teatrar, o imaginar, o brincar, o vero livro, o escrever, o querer ouvir de novo”. Oliveira e Leonardos (1943, p.146) dizem que a “[...] relação da sérieSão Roque com os granitos porfiróides pequenos é muito clara.”Exemplo com nota de rodapé: Ney Fayet Júnior afirma que “apenas possibilitará a extinção do feitopela prescrição virtual”.¹___________________1FAYET JÚNIOR, Ney. FAYET, Marcela; BRACK, Karina. Prescrição penal: temas atuais econtrovertidos -doutrina e jurisprudência. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007. p.176-177. Citações longas: quando a citação tiver com mais três linhas, deve serdestacada com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor do que a dotexto utilizado e sem aspas. Utilizar a letra Arial ou Times New Roman fontetamanho 11 e espaço simples.Exemplo: O organismo do trabalhador não é um motor humano, na medida em que é permanentemente objeto de excitações, não somente exógenas, mas também endógenas; o trabalhador não chega ao seu local de trabalho como uma máquina nova. Ele possui uma história pessoal que se concretiza por uma certa qualidade de suas aspirações, de seus desejos, de suas motivações, de suas necessidades psicológicas, que integram sua história passada. Isso confere a cada indivíduo características únicas e pessoais; o trabalhador em razão de sua história dispõe de vias de descarga preferenciais que não são as mesmas para todos e que participam na formação daquilo que denominamos estrutura da personalidade. (DEJOURS, 1994, p.24).
  12. 12. 8 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo com nota de rodapé: Guilherme de Souza Nucci, ao lecionar sobre as circunstânciasjudiciais, assim se expressa: Denominam-se circunstâncias judiciais as previstas no art. 59 do CP, não possuindo expressa definição legal, surgindo, em última análise, da avaliação do juiz, ao estabelecer a pena-base. Constituem particularidades que envolvem a figura básica de um delito qualquer, sem que possam ser consideradas integrantes da tipicidade derivada ou circunstâncias legais genéricas de aumento ou diminuição (agravantes/atenuantes), possuindo caráter nitidamente residual. Dessa forma, ao cuidar da aplicação da pena, o magistrado necessita, em primeiro plano, verificar se alguma das circunstâncias constantes no art. 59 perfaz, igualmente, outra circunstância expressamente prevista em lei; caso não ocorra esse perfil, passa a analisá-la de per si, criando um conjunto de elementos positivos ou negativos, que lhe propiciará a formação de um juízo de censura (culpabilidade) maior ou menor.¹_____________________¹ NUCCI, Guilherme de Souza. Individualização da Pena. São Paulo: RT, 2005, p. 167.3.2 Citação Indireta “Texto baseado na obra do autor consultado”(ABNT 10520, 2002, p.2). A citação indireta é reprodução das ideias do autor consultado. Neste caso,utiliza-se a idéia do autor, porém escrevendo de forma livre (empregando o estilo evocabulário do aluno). Não necessita de aspas.Exemplo: Nos modelos conhecidos ainda se parte de análises realizadas noposto de trabalho, como no modelo de Fernandes (1996), para então verificaraspectos mais amplos. Os modelos existentes esquecem de abordar o problema deforma mais integrada, não considerando, por exemplo, as características daorganização, seus valores predominantes, seu modelo de gestão e estilo gerencialpredominantes. As citações indiretas de diversos documentos de vários autores, mencionadossimultaneamente, devem ser separados por ponto-e-vírgula, em ordem alfabética.(ABNT 10520, 2002, p.3).
  13. 13. 9 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo: Ela polariza e encaminha, sob a forma de “demanda coletiva”, asnecessidades de todos. (FONSECA; PAIVA; SILVA, 1997).Exemplo com nota de rodapé: Diversos são os fatores. Francisco Barros Dias aponta algunsmotivos que fazem do Judiciário um alvo perfeito para críticas, em função,especialmente, de sua já lendária demora para julgar. Enfatiza o autor anecessidade de se excluir, do direito processual, o duplo grau de jurisdição e de sereduzir a quantidade de recursos. Argumentando, também, com a idéia de que nemtoda decisão deve ser recorrível.d____________________¹ DIAS, Francisco Barros. A busca da afetividade do processo. São Paulo: Revista dos Tribunais,2000. p.213.3.3 Citação Parafraseada “Quando alguém expressa a ideia de um autor, ou de uma determinada fonte,com palavras próprias”. (MULLER, 2007, p.34).Considera-se a paráfrase com tipo decitação indireta.3.4 Citação da Citação É a transcrição direta ou indireta de um texto que não se teve acesso aooriginal, acontece quando encontramos um autor citado por outro e resolvemosutilizar a sua idéia. Neste caso, o segundo citador deverá acrescentar, antes daindicação da fonte consultada, a palavra latina apud. “A expressão Apud, -citadopor, conforme, segundo pode, também, ser usada no texto”. (ABNT NBR10520,2002,p.6).
  14. 14. 10 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo: De acordo com Morin (apud ZILBOVICIUS, 1999, p.106) existem“quatro definições de conceitos muito próximos, porém distintos: razão,racionalidade, racionalismo e racionalização”.Obs: Isto significa que Morin é uma citação dentro do livro de ZILBOVICIUS.Exemplo de nota de rodapé: Sobre a personalidade do agente, Edgard Magalhães Noronhamenciona as palavras de Nelson Hungria: [...]antes de tudo carácter, síntese das qualidades morais do indivíduo. É a psique individual, no seu modo de ser permanente. O juiz deverá ter em atenção a boa ou má índole do delinquente, seu modo ordinário de sentir, de agir ou reagir, a sua maior ou menor irritabilidade, o seu maior ou menor grau de entendimento e senso moral. Deve retraçar-lhe o perfil psíquico. 1______________________¹HUNGRIA, Nelson apud NORONHA, Edgard Magallhães. Direito penal. 9.ed. São Paulo: Saraiva,1973.p. 243. v.1.3.5 Citação de Diferentes Obras de um Mesmo Autor, Publicadas em umMesmo AnoExemplo:MOREIRA (1999a)MOREIRA (1999b)3.6 Sistema Autor-Data Neste sistema, as fontes citadas são indicadas e identificadas pelosobrenome de cada autor ou pelo mesmo de cada entidade responsável até oprimeiro sinal de pontuação, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s)página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por virgula e entreparênteses.
  15. 15. 11 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplos:No texto com parágrafo com 3 cm: “A chamada pandectística havia sido a forma particular pela qual odireito romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular”. (LOPES,2000, p. 225).Na lista de referências:LOPES, José Reinaldo de Lima. O direito na história. São Paulo: Max Limonad,2000.No texto com parágrafo com 3 cm: “A elaboração ou organização dos instrumentos de investigação nãoé fácil, necessita de tempo, mas é uma etapa importante no planejamento dapesquisa” .(MARCONI; LAKATOS, 1999, p. 33) .Na lista de referências:MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa:planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas,elaboração, análise e interpretação de dados. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1999.No texto com parágrafo com 3 cm: “Comunidade tem que poder ser intercambiada em qualquercircunstância, sem quaisquer restrições estatais, pelas moedas dos outros Estados-membros”. (COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPÉIAS, 1992, p.34).Na lista de referências:COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPÉIAS. A união européia. Luxemburgo:Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Européias, 1992.
  16. 16. 12 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012No texto com parágrafo com 3 cm: O mecanismo proposto para viabilizar esta concepção é o chamadoContrato de Gestão, que conduziria à captação de recursos privados como forma dereduzir os investimentos públicos no ensino superior. (BRASIL, 1995).Na lista de referências:BRASIL. Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado. Planodiretor da reforma do aparelho do Estado. Brasília, DF, 1995.No texto com parágrafo com 3 cm: “As IES implementação mecanismos democráticos, legítimos etransparentes de avaliação sistemática das suas atividades”. (ANTEPROJETO...,1987, p.55).Na lista de referências:ANTEPROJETO de lei. Estudos e Debates, Brasília, DF, n. 13, p.51-60, jan. 1987.3.7 Citações EletrônicasNo texto com parágrafo com 3 cm: “Procedimento pelo qual um país ou território aduaneiro autônomose torna membro da OMC. O processo de acessão implica aceitar as regras da OMCe negociar concessões com os principais parceiros comerciais”. (ICONE BRASIL,2010a).Na lista de referências:ICONE BRASIL. Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais.Glossário: acessão.<http://www.iconebrasil.org.br/pt/?actA=16&areaID=14&secaoID=29&letraVC>.Acesso em: 26 jul. 2010a.
  17. 17. 13 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012No texto com parágrafo com 3 cm: “Conceito segundo o qual a busca do interesse individual promove omáximo bem-estar para a sociedade”. (ICONE BRASIL, 2010b).Na lista de referências:ICONE BRASIL. Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais.Glossário: mão invisível<http://www.iconebrasil.org.br/pt/?actA=16&areaID=14&secaoID=29&letraVC=M>Acesso em: 27 jul. 2010b.No texto com parágrafo com 3 cm: Segundo Almeida e Botelho (2008. p.10) “quando o cliente potencialvai até o stand de vendas da construtora, provavelmente já reconheceu anecessidade e está no estágio seguinte do processo de compra.”Na lista de referências:ALMEIDA, Alda Rosana Duarte de; BOTELHO, Delone. Antecedentes da satisfaçãono setor imobiliário. RAE - Revista de Administração de Empresas. São Paulo,v.48, n.2, p.8-21, abri./jun. 2008. Disponível em : <http://www16.fgv.br/rae/rae/index.cfm?FuseAction=Artigo&ID=3862&Secao=ARTIGOS&Volume=48&Numero=2&Ano=2008>. Acesso em: 30 mar. 2011.3.8 Notas de Rodapé Na primeira citação de uma obra, deve apresentar todos os elementosessenciais de uma nota bibliográfica: sobrenome e nome do autor, título da obra,edição, local, editora, ano, página, em nota de rodapé e posteriormente nasreferências finais. As citações seguintes da mesma obra podem ser referenciadas de formaabreviada, utilizando as expressões latinas. As notas devem estar localizadas nas páginas em que aparecem aschamadas numéricas, evitando continuar na(s) página (s) seguinte (s). Nas citações, as notas de rodapé devem ser alinhadas, a partir da segundalinha mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacaro expoente e sem espaço entre elas e com fonte tamanho 10.
  18. 18. 14 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012Exemplo: No dizer de Paulo R. Ribeiro Nalin, “é por meio da legislação deconsumo que no Brasil se estabeleceram novos padrões de conduta contratual, delasalientando a boa-fé objetiva, enquanto básica de outros princípios derivados,confiança e equidade”. 1 Para Antonio Carlos Efing: Possibilitar ao consumidor a garantia de sua proteção e defesa, estabelecendo parâmetros de conduta a serem respeitados imperativamente pelo fornecedor, é dotar o ordenamento jurídico brasileiro de elevada condição de transformação social, pelo forçoso equilíbrio a ser auferido entre os sujeitos participantes das relações de consumo. 2__________________1NALIN, Paulo R. Ribeiro. Cláusulas abusivas no Código de Defesa do Consumidor. São Paulo:Saraiva, 2004, p.25.2 EFING, Antônio Carlos. Fundamentos do direito das relações de consumo. 2.ed. Curitiba: Juruá,2004, p.24.3.8.1 Ibidem (na mesma obra) Empregada para indicar que a citação foi extraída da mesma obra,anteriormente citada. Também utilizada para indicar mesma obra e mesmo autor._____________1 DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 21.ed.São Paulo: Atlas, 2008, p.58.2 Ibidem. p.78.3.8.2 Idem (mesmo autor) Empregada para citar um autor já citado anteriormente._________________1 PRADO, Luiz Regis. Curso de Direito Penal Brasileiro. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004,v.1, p.45.2 Idem. Direito Penal Econômico. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004, p.42.
  19. 19. 15 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20123.8.3 Op.cit. (na obra citada) Empregada para indicar que a citação foi extraída de outra página de umaobra anteriormente citada, mas houve intercalação de referência de outras obras.____________________1 ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1992, p.15.2 SILVA, Jose Afonso da. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Malheiros, 1996, p.28.3 ECO, Umberto, op.cit., p.59.3.8.4 Loc cit. (no lugar citado) Empregada para indicar que a citação foi extraída da mesma página deuma obra anteriormente citada.__________________1 DEMO, Pedro. Introdução à metodologia da ciência. São Paulo: Atlas, 1985, p. 29.2 SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. 11.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004,p.55.3 DEMO, loc. cit.3.8.5 Et. seq (seguinte ou que se segue) Empregada com o objetivo de evitar a menção de todas as páginas de obrareferenciada; assim, indica-se apenas a primeira página e a expressãocorrespondente._____________________________1 PRADO, Luiz Regis. Curso de Direito Penal Brasileiro. 2.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais,2004. v.3, p.23. et. seq.3.8.6 Passim (aqui e ali) Empregada quando se torna impossível mencionar todas as páginas de ondeforam extraídas as idéias do autor._________________1 HENRIQUES, Antonio; MEDEIROS, João Bosco. Monografia no curso de direito: como elaboraro trabalho de conclusão de curso (TCC). 5.ed. São Paulo: Atlas, 2006, p.11-13. passim.3.8.7 Apud (citado por, conforme) Empregada para indicar uma citação de citação._________________1 GARDNER, Aguinaldo apud FINE, Manoel. Motivação e clima organizacional. Rel.Hum., n.10,p.17,set. 1990.
  20. 20. 16 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124 REFERÊNCIAS “Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documentoque permite sua identificação individual”, (ABNT 6023, 2002, p.2). As referências deverão constar no final do trabalho, devem ser alinhadas àmargem esquerda (sem recuos e sem símbolo 1,2,3 ou a,b,c), possibilitando aidentificação de cada documento. Bibliografia Consultada – estudos relativos ao tema que, embora nãocitados, foram importantes para embasamento teórico-crítico do mesmo.4.1 Livro no Todo (obra de um autor) Coloca-se o último sobrenome do autor com letras MAIÚSCULAS, seguido devírgula e do nome e sobrenome(s). Título da obra em negrito. subtítulo se houver.n. da edição. local: editora e ano.Exemplos:MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia científica: para o curso de direito.2.ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2001.BARRETA, Gilciane Allen. Os crimes fiscais e previdenciários: a extinção depunibilidade. Belo Horizonte: Mandamentos, 2004.4.2 Livro no Todo (obra de dois ou três autores) Cita-se todos os autores na ordem que se encontram na publicação. Coloca-se o último sobrenome do autor com letras MAIÚSCULAS, seguido de vírgula e donome e sobrenome(s). Título da obra em negrito. subtítulo se houver. n. daedição. local: editora e ano. Se o sobrenome possuir FILHO, JÚNIOR, NETO, SOBRINHO colocar estetambém em letras MAIÚSCULAS.Exemplos:REBELLO FILHO, Wanderley; BERNARDO, Christiane. Guia prático de DireitoAmbiental. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 1998.4.3 Livro no Todo (obra com mais de três autores) Usar o primeiro autor e a expressão et al., depois o título da obra emnegrito. subtítulo (se houver). n. da edição. local: editora e ano.Exemplos:URANI, Alda et al. A casa de engenho. São Paulo: Abril, 1992.
  21. 21. 17 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012DELMANTO, Celso et al. Código penal comentado. 5.ed. São Paulo: Renovar,2000.4.4 Obras com Organizadores (Org.), Coordenadores (Coord.), Editores ( Ed.). Quando houver indicação explícita de responsabilidade pelo conjunto da obra,em coletâneas de vários autores, a entrada deve ser feita pelo nome doresponsável, seguida da abreviação, no singular, do tipo de participação organizador(Org.), compilador (Comp.), editor (Ed.), coordenador (Coord.), etc.Exemplos:KISHIMOTO, Tisuko Morchida (Org.). O brincar e suas teorias. São Paulo:Pioneira Thomson Learning , 2002.PRADO, Luiz Regis (Coord.) Responsabilidade penal da pessoa jurídica: emdefesa do princípio da imputação penal subjetiva. São Paulo: Revista dos Tribunais,2001.MARCONDES, Eduardo; LIMA, Inácio de (Coord.) Dietas em pediatria clínica.4.ed. São Paulo: Sarvier, 1993.4.5 Livro no Todo (com indicação de volume) Coloca-se o último sobrenome do autor com letras MAIÚSCULAS, seguido devírgula e nome(s) e sobrenome(s). Título da obra em negrito. subtítulo se houver.n. da edição, local: editora, ano e nº do volume.Exemplos:VENOSA, Silvio Salvo. Direito civil: responsabilidade civil. 3. ed. São Paulo: Atlas,2003. v. 4.NORONHA, E. Magalhães. Direito penal. 21.ed. São Paulo: Saraiva, 1998. v.3.4.6 Autor Repetido Usa-se um traço equivalente a seis espaços para não repetir o nome do autor.Exemplo:ROBBINS, Stephen P. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo:Saraiva, 2000.______. Comportamento Organizacional. 8 ed. Rio de Janeiro: LTC, 1998.
  22. 22. 18 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124.7 Autor Entidade As obras de responsabilidade de entidade (Órgãos governamentais,empresas, associações, congressos, seminários etc.) têm entrada pelo seu próprionome por extenso.Exemplos:UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Catálogo de teses da Universidade de SãoPaulo. São Paulo, 1993.BRASIL. Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Estabelecimentos penais.Brasília: Impresa Nacional, 1996.Paraná. Secretaria da Educação. Currículo básico para escola pública do estadodo Paraná. Curitiba: SEED, 1992.4.8 Capítulo de Livro Quando o Autor do Capítulo não é Autor do Livro Coloca-se o sobrenome do autor (MAIÚSCULO), nome. Título do capítulo. In:sobrenome do autor do livro (MAIÚSCULO), prenome. Título do livro em negrito.edição. local: editora, ano, página inicial e final do capítulo utilizado.Exemplos:FREITAS, Alexandre Borges de. Traços brasileiros para uma análise organizacional.In: MOTTA, Fernando C. P.; CALDAS, Miguel P. (Org.). Cultura organizacional ecultura brasileira. São Paulo: Atlas, 1997, p. 38-54.PIERANGELLI, José Henrique. Culpa penal e moléstia profissional: a silicose. In:BARRA, Rubens Prestes; ANDREUCCI, Ricardo Antunes. Estudos Jurídicos emhomenagem a Manoel Pedro Pimentel. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1992,p.196-208.4.9 Capítulo de Livro Quando o Autor do Capítulo é Também Autor do Livro Coloca-se o sobrenome do autor (MAIÚSCULO), nome. Título do capítulo.In:______. Título do livro em negrito. edição. local: editora, ano, página inicial efinal do capítulo utilizado.Exemplo:ULIVI, Lúcia U. A esquerda hegeliana. In:______. História da filosofiacontemporânea. São Paulo: Loyola, 1999, p. 61-76.
  23. 23. 19 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20124.10 Referência de Dissertações, Teses e Trabalhos Acadêmicos de Outra Natureza Sobrenome do autor (MAIÚSCULO), nome. Título da tese ou dissertaçãoem negrito ou trabalho de conclusão de curso. ano, número total de páginasseguido do designativo p. a palavra Tese, Dissertação, ou Monografia, nível e áreado curso, nome da instituição ofertante do curso. Local, ano.Exemplos:ALVES, Carla Regina. Prestação de serviços: um estudo de caso. 2005. 42 p. -Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Administração. FaculdadeCatuaí, Cambé, 2005.COIMBRA, Mário. Tratamento do injusto penal da tortura no direito brasileiro.2001. 262 p. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade Estadual de Maringá,Maringá, 2001.4.11 Referência de Artigo de Revista Sobrenome do autor do artigo (MAIÚSCULO), nome. Título do artigo e subtítulo,título da revista em negrito. Local da publicação, nº de volume, nº do fascículo,página inicial e final do artigo, mês abreviado e ano.Exemplos:GURGEL, C. Reforma do estado e segurança pública. Política e Administração,Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 15-21, set. 1997.VASCONCELLOS, Maria Drozila. O trabalho pedagógico na construção social daexcelência escolar. Educação & Sociedade: Revista de Ciência da Educação, SãoPaulo, v. 27, n.97, p. 1089-1112, set./dez. 2006.AS 500 maiores empresas do Brasil. Conjuntura Econômica, Rio de Janeiro,v.35,n.9, set. 1984. Ed. especial4.12 Referência de Artigos de jornal Sobrenome do autor do artigo (MAIÚSCULO), nome . Título do artigo, título dojornal em negrito.local da publicação; Data: (dia, mês e ano); nome do caderno ouseção ou suplemento, página do artigo.Exemplos:FONDAZZI, Herika.Talentos na rede. Folha de Londrina, Londrina, 27 maio. 2005.Folha da Sexta, p. 2-3.
  24. 24. 20 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012GOMES, Luiz Flávio. Assassinatos em série de mendigos: tolerância zero ou crimesde ódio? O Estado do Paraná, Curitiba, 12 set. 2004. Direito e Justiça, Caderno 6,p.1.4.13 Referência de Tradução Sobrenome do autor da obra (MAIÚSCULO), nome . Título traduzido. Traduçãode ( Autor da Tradução ). Local : editora, ano. nº. de paginas.TILICHI, Paul. Teologia da cultura. Tradução de Jaci Correia Maraschin. SãoPaulo: Fonte Editorial, 2009. 272p.4.14. BíbliaBÍBLIA. Idioma. Título da obra. Tradução ou versão. Local: Editora, data depublicação. Notas ( se houver).BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução por Padre Francisco Zbick. Rio deJaneiro: Paunape, 1980. Salmo 39, vers.1.4.15. Entrevista NOME DO ENTREVISTADO. Título. Nome do local. Nota da entrevista.CALAINHO, Felício. Ética e filosofia. Discursos Fotográficos, Londrina, v.5, n.6, p-252-256, jul./dez. 2010. Entrevista concedida a Fabio Miranda.4.16 Entrevista Gravada NOME DO ENTREVISTADO. Título. Entrevistador: Nome do entrevistador.Local: ano. 1 cassete son ( duração da entrevista): estéreo.ALMEIDA, José Carlos. Recursos Humanos. Entrevistador: Manoel Garcia.Londrina: 2010. 1 cassete son ( 90 min.): estéreo.5 DOCUMENTOS JURÍDICOS (exemplos abaixo foram retirados da NBR6023:2002)5.1 Constituição FederalBRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil.29.ed. São Paulo: Saraiva, 2002.5.2 Emenda ConstitucionalBRASIL. Constituição (1988). Emenda constitucional n. 9, de 9 de novembro de1995. Lex: legislação federal e marginália, São Paulo, v. 59, p. 1966, out./dez. 1995.
  25. 25. 21 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20125.3 Medida ProvisóriaBRASIL. Medida provisória nº 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997. Estabelecemulta em operações de importação, é dá outras providências. Diário Oficial [da]República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997.Seção 1, p. 29514.5.4 DecretoSÃO PAULO ( Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Dispõe sobre adesativação de unidades administrativas de órgãos da administração direta e dasautarquias do Estado e dá providências correlatas. Lex: coletânea de legislação ejurisprudência, São Paulo, v. 62, n.3, p. 217-220,1998.BRASIL. Decreto nº 71.790, de 31 de jan. 1993. Institui o ano Nacional de Turismo edá outras providências.5.5 Resolução do SenadoBRASIL. Congresso. Senado. Resolução nº 17, de 1991. Autoriza o desbloqueio deletras Financeiras do Tesouro do Estado do Rio Grande do Sul, através derevogação do parágrafo 2º, do artigo 1º da Resolução nº 72, de 1990. Coleção deLeis da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, v.183, p.1156-1157,maio/jun. 1991.5.6 CódigoBRASIL. Código civil. Organizado dos textos, notas remissivas e índices por Juarezde Oliveira. 46 ed. São Paulo: Saraiva, 1995.5.7 Jurisprudência ( decisões judiciais)BRASIL. Supremo Tribunal de Justiça. Habeas-corpus nº 181.636-1, da 6ª CâmaraCível do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Brasília, DF, 6 de dezembrode 1994. Lex: jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v.10,n.103, p.236-240, mar.1998.5.8 Doutrina em Forma de Artigo de PeriódicoDINIZ, Gustavo Saad. Regras de direito fundacional do código civil de 2002. Revistade Informação Legislativa, Brasília, v.42, n. 165, p.151-167, jan./mar. 2005.
  26. 26. 22 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126 DOCUMENTOS EXTRAÍDOS EM MEIO ELETRÔNICO6.1 Páginas da Internet Deve-se colocar o sobrenome do autor(es) MAIÚSCULAS, nome Título dapágina em negrito. “Disponível em”: o nome do site. “Acesso em”: data. mês. ano.(data do acesso do documento).Exemplo:CALDAS, Juarez. O fim da economia: o começo de tudo. Disponível em :<http://www.caldasecon.com.br.>. Acesso em: 23 abr. 2001.ICONE BRASIL. Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais.Glossário: acessão.<http://www.iconebrasil.org.br/pt/?actA=16&areaID=14&secaoID=29&letraVC>.Acesso em: 26 jul. 2010.6.2 Artigos de Periódicos Deve-se colocar o sobrenome do autor (es) em MAIÚSCULOS e nome. Títulodo artigo. Título da revista em negrito, local da publicação, n. do volume, n. dofascículo, mês abreviado e ano. “Disponível em”: o nome do site. “Acesso em”: data.mês. ano. (data do acesso do documento).Exemplos:RIBEIRO, Paulo. S. G. Adoção à brasileira. Datavenia, São Paulo, v. 3, n.18, ago.1998. Disponível em : <http://datavenia.inf.br/frameartig.html>. Acesso em: 10 set.1998.OLIVEIRA, A.M. et al. Mapeamento de competências em bibliotecas Universitárias.Perspectiva Ciência Informação, Belo Horizonte, v.11, n.3, p.360-382,set./dez.2006. Disponível em: <http: //www.eci.ufmg.br/pcionline/>. Acesso em : 11abr.2008.6.3 Matéria de Jornal Assinada Deve-se colocar o sobrenome do autor (es) em MAIÚSCULO e nome. Títulodo artigo. título da jornal em negrito, local da publicação, mês abreviado e ano.Disponível em: o nome do site. “Acesso em”: data. mês. ano. (data do acesso dodocumento).Exemplo:REHDER, Marcelo. Governo investiga abusos dos bancos. Estado de São Paulo,São Paulo, abril. 2007. Disponível em: < http://www.estado.com.br/editorias >,Acesso em: 28 abril.2007.
  27. 27. 23 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20126.4 Cd-Rom Deve-se colocar o sobrenome do autor (es) em MAIÚSCULO e nome. Títulodo CD em negrito. Direção geral. Local: edição, ano. Quantidade de CD.KOOGAN, André; HOUAISS, Antonio (Ed.). Enciclopédia e dicionário digital 98.Direção geral de André Koogan Breikmam. São Paulo: Delta: Estadão, 1998. 5 CD-ROM.6.5 EntrevistaSOUZA, Emilio[Entrevista publicada em 8 de março de 2007, na Internet]. Disponívelem: < http: // www. pontoeletrônico.funec. br/jd/entrevista .asp?cod= 120. Acessoem: 2 maio 2007.6.6 Email Deve-se colocar o sobrenome do autor (es) em MAIÚSCULO e nome (Autorda mensagem). Título da mensagem. [mensagem pessoal]. Mensagem recebidapor <endereço destinatário > data.FRANÇA, Aguinaldo. Mídia digital [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por<fragui@uol.com.br> em 09 de jul, 2011.6.7 Documento Jurídico em Meio EletrônicoBRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. Não é admissível por atoadministrativo, restringir, em razão de idade, inscrição em concurso para cargopúblico. Disponível em: <http: // www.truenetm.com.br/jurisnet/sumusSTF.html.> .Acesso em: 29 nov. 1998.
  28. 28. 24 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127 ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO7.1 Capa ( Parte Extena) Na capa, para o trabalho de conclusão e qualquer monografia solicitada nodecorrer do curso, deve constar: nome(s) do (s) aluno (s); título do trabalho; subtítulo(se houver); cidade e ano.Exemplo: FACULDADE CATUAÍ NOME COMPLETO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado, espaço simples) TÍTULO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado) Cambé 2012 (Letra – Arial 12, normal , centralizado, espaço simples)
  29. 29. 25 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.2 Folha de Rosto Devem constar: nome do aluno; título do trabalho (subtítulo se houver);instituição a qual o trabalho é submetido é título pretendido (graduado, mestre,doutor); nome do orientador, local e ano.Exemplo: NOME COMPLETO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado, espaço simples) TÍTULO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado) Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de Administração da Faculdade Catuai, como exigência parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração. Orientador: Prof. “ Fulano de Tal” (Letra – Arial 12, normal, justificado, espaço simples) Cambé 2012 (Letra – Arial 12, normal , centralizado, espaço simples)
  30. 30. 26 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.3 Folha de Aprovação Nesta folha deve constar somente três riscos do lado direito da folhaconforme exemplo abaixo: NOME COMPLETO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado, espaço simples) TÍTULO (Letra – Arial, maiúscula, tamanho 16, negrito e centralizado) Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de Administração da Faculdade Catuaí, como exigência parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração. Orientador: Prof. “Fulano de Tal” Comissão Examinadora _________________________________ Prof. Dr. Angelo de Oliveira Martins _________________________________ Prof. Ms. Epitácio Souza e Silva _________________________________ Prof. Esp. Arthur Bruschi de Souza Cambé, ___, de ____de 2012.
  31. 31. 27 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.4 Dedicatória Nesse item, o autor do trabalho de conclusão de curso dedica sua obra aalguém. Constitui um elemento pré- textual facultativo. O texto deve figurar à direita,na parte inferior da folha, conforme o exemplo: Dedico este trabalho aos meus pais. (Letra – Arial 12, normal, alinhado a direita , espaço simples de entrelinhas, perto da margem de 2 cm)7.5 Agradecimentos AGRADECIMENTOS Agradeço a todos que de alguma forma contribuíram para realização desse trabalho. Aos amigos e colegas, pela força e pela vibração em relação a esta jornada. (Letra Arial 12, alinhado ao centro, espaço 1,5) entrelinhas.)
  32. 32. 28 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20127.6 Epígrafe “Se existe uma forma de fazer melhor descubra –a” Thomas Edison ( Letra Arial 12, alinhado a direita, espaço simples de entrelinhas, perto da margem de 2cm)8 RESUMO Segundo a NBR 6028/2003, resumo de um trabalho de conclusão de curso “ é a condensação de texto que delineia e/ou enfatiza os pontos mais relevantes deum trabalho”.Com relação ao estilo e extensão, fazem -se as seguintes recomendações: a) escrito em um único parágrafo; b) um limite máximo de 500 palavras para teses, dissertações e trabalhos acadêmicos; c) a escrita deve ser na terceira pessoa do singular; d) deve ser redigido com as palavras do aluno; e) apresentar os objetivos; f) apresentar metodologia utilizada, resultados e conclusão; g) não utilizar tabelas, símbolos ou ilustrações; h) deve constar, centralizado, o termo RESUMO; i) as palavras –chave devem figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão Palavras-chave:, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto.
  33. 33. 29 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20128.1 Modelo de Estrutura Física do ResumoSILVA, Ana Cláudia da. Diagnóstico das estratégias de marketing utilizadas nasinstituições. 2008. 67f. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação emAdministração – Faculdade Catuaí. Cambé, 2008. RESUMONo setor de educação a existência de concorrentes não é diferente de outro setor domercado, assim sendo, uma Instituição de ensino superior que preze preço equalidade sempre é valorizada por seus clientes. O plano de marketing auxilia osgestores a trabalharem conforme a demanda do mercado, tornando-os maiscompetitivos. Este relatório de conclusão de curso teve por finalidade diagnosticar asestratégias de marketing utilizadas pelas Instituições com o intuito de diferenciá-lode seus concorrentes e propor um plano de ações na área de marketing da IES. Foiconstatado que a Instituição investe pouco em seu marketing. A mesma possui umaalta qualidade de ensino e tais pontos não são evidenciados. Foram propostasações em relação ao composto de marketing, ou seja, os 4 P’s, referentes aosproduto/serviço, preço, praça e promoção com a finalidade de melhoria dos serviçospor ela oferecidos. Para realização do plano de marketing, foi realizada umapesquisa qualitativa exploratória com aplicação de um questionário ao diretoradministrativo da IES, análises de relatórios existentes na instituição e pesquisascomo cliente oculto nos concorrentes com a finalidade de verificar o índice deconcorrência com a Instituição em questão. Os dados secundários foram obtidosatravés de sites, periódicos, telefonemas para captação de informação e revisãobibliográfica. Ao término do diagnóstico, os dados coletados foram analisados eatravés dos resultados obtidos foi desenvolvido um plano de ações na área demarketing, baseados nos modelos de Kotler e do SEBRAE.Palavras-chave: Diagnóstico. Plano de Ações. Marketing. Faculdade. EnsinoSuperior.
  34. 34. 30 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20128.2 Modelo de Estrutura Física do AbstractSILVA, Ana Cláudia da. Diagnosis of marketing strategies used in theinstitutions. 2008. 67f. Work Completion Undergraduate Program in BusinessAdministration – Faculdade Catuaí. Cambé, 2008. ABSTRACTIn the education sector the existence of competitors is not different from othermarket sector, therefore, an institution of higher education that I value priceand quality is always valued by their customers. The marketing plan helpsmanagers to work according to market demand, making them morecompetitive. This report of completion aimed to diagnose the marketingstrategies used by institutions in order to differentiate it from its competitorsand to propose a plan of actions in marketing the IES. It was noted that theinstitution invests little in your marketing. The same has a high qualityeducation and such points are not highlighted. Actions were proposed inrelation to the marketing mix, ie the 4 Ps, referring to the product / service,price, square and promotion in order to improve the services it offered. Toconduct the marketing plan, we conducted an exploratory qualitative researchwith application of a questionnaire to the managing director of IES, analysis ofexisting reports and research institution in the occult as a customer oncompetitors in order to verify the level of competition with the institutionquestion. Secondary data were obtained through websites, newspapers,phone calls to capture information and literature review. Upon completion ofthe diagnostic data were collected and analyzed by the results obtained wedeveloped an action plan in marketing, based on models of Kotler andSEBRAE.Keywords: Diagnosis. Action Plan. Marketing. School. Teaching Superior.
  35. 35. 31 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 20129 SUMÁRIO – MODELOS DE ESTRUTURA FÍSICA SUMÁRIOINTRODUÇÃO .......................................................................................................... 031 OBJETIVOS ........................................................................................................... 041.1 Objetivo Geral .................................................................................................... 041.1.1 Objetivos específicos ....................................................................................... 041.2. Justificativa e Relevância da Pesquisa ......................................................... 052 REFERENCIAL TEORICO..................................................................................... 092.1 Aspectos Históricos .......................................................................................... 122.2 Elementos Sociais ............................................................................................. 153 A FORMALIZAÇÃO DO PENSAMENTO DE KELSEN ......................................... 293.1 Kelsen e a Autonomia Epistemológica............................................................ 323.1.1 Kelsen e o processo de criação do direito positivo .......................................... 353.1.2. Kelsen e o direito positivo................................................................................ 454 METODOLOGIA .................................................................................................... 504.1 Tipos de Pesquisa ............................................................................................. 524.2 Metodos de Coleta de Dados ........................................................................... 55CONSIDERAÇÕES FINAIS ...................................................................................... 60REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ......................................................................... 62APÊNDICE ................................................................................................................ 64APÊNDICE A – Questionário .................................................................................... 65ANEXO ..................................................................................................................... 66ANEXO A – Legislação Brasileira ............................................................................. 67
  36. 36. 32 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 SUMÁRIOINTRODUÇÃO .......................................................................................................... 031 OBJETIVOS ........................................................................................................... 041.1 Objetivo Geral .................................................................................................... 041.1.1 Objetivos específicos ....................................................................................... 041.2. Justificativa e Relevância da Pesquisa ......................................................... 052 REFERENCIAL TEORICO..................................................................................... 092.1 Aspectos Históricos .......................................................................................... 122.2 Elementos Sociais ............................................................................................. 152.2.1 Sociedade e educação ..................................................................................... 253 METODOLOGIA .................................................................................................... 303.1 Tipos de Pesquisa ............................................................................................. 323.2 Metodos de Coleta de Dados ........................................................................... 353.2.1 Tratamento dos dados ..................................................................................... 454 ANÁLISE DE DADOS ............................................................................................ 594.1 Diagnóstico ........................................................................................................ 624.2 Demonstrativo ................................................................................................... 65CONSIDERAÇÕES FINAIS ...................................................................................... 70REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ......................................................................... 72APÊNDICE ................................................................................................................ 74APÊNDICE A – Questionário .................................................................................... 75ANEXO ..................................................................................................................... 76ANEXO A – Legislação Brasileira ............................................................................. 77
  37. 37. 33 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 201210 ANEXO – MODELO DE ESTRUTURA FÍSICA ANEXO A - Plano de Desenvolvimento Pedagógico ANEXO
  38. 38. 34 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 201211 EQUAÇÕES, ILUSTRAÇÕES E TABELAS11.1 Equações e Fórmulas Em geral aparecem destacadas no texto para facilitar sua leitura. Tanto aequação quanto a fórmula devem ser numeradas com algarismos arábicos entreparênteses, centralizadas. b Δ x (1) 2a y  0,45x  186 (2) Caso seja escrito na sequência do texto, é permitido o uso de uma entrelinhamaior para comportar todos os elementos da expressão matemática (expoente,índice, entre outros).11.2 Ilustrações As ilustrações têm o intuito de complementar o texto. Compreende todo tipode imagem visual que envolva desenhos, gráficos, quadros, fluxogramas,fotografias, mapas, plantas, organogramas entre outros. Sua identificação deve ser feita na parte superior da ilustração, sendoprecedida da palavra designativa (gráfico, quadro, mapa...), seguida de seu númerode ordem de ocorrência no texto em algarismos arábicos, travessão e do respectivotítulo em tamanho 11. Deve ser disposta a partir do início da ilustração. A fonte, casohaja, deve situar-se logo abaixo da ilustração, em tamanho 10. Exemplo de estruturafísica:
  39. 39. 35 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 Gráfico 01- Relacionamento interpessoal 60 50 PERCENTUAL 40 30 20 10 0 ÓTIMO BOM REGULAR PÉSSIMO Fonte: LUKE (2002).Um espaço de 1,5 entrelinhas11.3 Tabelas As tabelas, em geral, apresentam informações numéricas. Suaidentificação é feita no topo da mesma, sendo o título precedido da palavra tabela,seguida do número (em algarismo arábico) de ordem de ocorrência no texto. Suadisposição localiza-se a partir do início da tabela. A fonte obrigatoriamente deve situar-se logo abaixo da tabela, emtamanho 10. Sua disposição localiza-se a partir do início da tabela. Exemplo deestrutura física:Um espaço de 1,5 entrelinhas Tabela 01- Quantidade de alunos da Faculdade A PERÍODO CURSO 2005 2006 2007 2008 ADMINISTRAÇÃO 123 187 294 346 DIREITO 89 98 95 132 ENFERMAGEM 32 53 62 74 PEDAGOGIA 112 241 251 316 Fonte: Secretaria administrativa da Faculdade A (2009).Um espaço de 1,5 entrelinhas
  40. 40. 36 NORMAS – TRABALHOS ACADÊMICOS 2012 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: apresentaçãode citações em documentos: procedimento. Rio de Janeiro, agost. 2002.______.NBR 6023: informação e documentação : referências, elaboração. Rio deJaneiro, agost. 2002.______.NBR 6024: informação e documentação : numeração progressiva dasseções de um documento escrito – apresentação. Rio de Janeiro, maio.2003.______.NBR 6027: informação e documentação – sumário. Rio de Janeiro, maio2003.______.NBR 6028: informação e documentação – resumo. Rio de Janeiro, nov.2003.______.NBR 14724: informação e documentação – trabalhos acadêmicos. Rio deJaneiro, Abril. 2011.HENRIQUES, Antônio; MEDEIROS, João Bosco. Monografia no curso de direito:como elaborar o trabalho de conclusão (TCC). 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006.MEDEIROS, João Bosco. Redação científica: á prática de fichamentos, resumos,resenhas. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2006.MULLER, Mary Stela; CORNELSEN, Julce Mary. Normas e padrões para tese,dissertações e monografias. 6. ed. Londrina: Eduel, 2007.

×