Your SlideShare is downloading. ×
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Dilma Trajetoria Criminosa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Dilma Trajetoria Criminosa

8,094

Published on

A trajetoria criminosa da terrorista Dilma Roussef.

A trajetoria criminosa da terrorista Dilma Roussef.

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
8,094
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
91
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O PASSADO E O PRESENTE DE UMA ASSALTANTE PÁGINAS DA HISTÓRIA DO BRASIL QUE DEVERIAM TER MAIS DIVULGAÇÃO
  • 2. ESTELLA CÉREBRO DO ROUBO AO COFRE
  • 3. A COMPANHEIRA ESTELLA Nos tempos da ditadura militar a companheira Estella foi uma das que planejou aquele que seria o mais rentável golpe da luta armada em todo o mundo: o roubo do cofre de Adhemar de Barros, ex-governador de São Paulo. O crime foi cometido pela Vanguarda Armada Revolucionária-Palmares (VAR-Palmares), resultado da fusão da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) do capitão Carlos Lamarca com o Colina, do qual a companheira Estella era líder. Onze dias depois da fusão, em julho de 1969, 13 guerrilheiros da VAR-Palmares roubaram o cofre de 200 kg de uma casa no bairro carioca de Santa Tereza, onde vivia a amante de Adhemar. Os guerrilheiros sacaram do cofrinho do Ademar US$ 2,6 milhões de dólares. Onde foi parar o dinheiro? Eis um dos mistérios insondáveis daquela época que produziu tantos “heróis” e “heroínas” da esquerda..."
  • 4.  
  • 5. A ficha nos arquivos militares de Dilma Rousseff, hoje ministra do governo Lula: só em 1969, ela organizou três ações de ROUBO de armamentos em unidades do Exército no Rio de Janeiro.
  • 6.  
  • 7.  
  • 8.  
  • 9.  
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 13.  

×